Você está na página 1de 26

Introdução à Física I

Tema 1: Ferramentas matemáticas


para o estudo de Física
Noção de integral de uma função
Propriedades de integração
Tabela de integrais (Exempos de cálculo)
Grandezas físicas escalares e vectorias)
2019-03-04 1
1.1 Noção de integral de uma função

• Definidas as funções f(x) e F(x) no intevalo x ∈ [a, b]


e F(x) diferenciável em todos os pontos [a b], se
para ∀ x ∈ [a, b],
 
=   , diz-se que F(x) é primitiva de f(x).

Para a função f dependente de x, define-se diferencial
de f a expressão:

 = 


2019-03-04 2
Integral como operação inversa da
diferenciação
• Integrar uma função f(x) é realizar a operação
inversa da diferenciação (derivada) de F(x), ou seja,
procurar uma função F(x), tal que a sua derivada é
igual a função a integrar.
Procuremos as primitivas das seguintes funções:
  = cos  e   = 
 
= cos  ⇒  = sin 

  
=  ⇒  =
 
2019-03-04 3
Relação diferencial entre primitiva e sua
função
• Para a função F(x), primitiva de f(x) é válida
arelação diferencial:
  =   
Se F(x) é primitiva da função f(x), para ∀ constante C,
a soma desta constante com F(x), é também primitiva
de f(x);
∀ Primitiva de f(x), chama-se de integral indefinida de
f(x), e representa-se por

    =  + 
2019-03-04 4
Integral como soma especial
• Espectro discreto (Ai) : Existindo várias entiadades
semelhantes, para calcular o número total dessas
entidades (por exemplo áreas), procede-se a soma
∑  ou ∑  ;
• Espectro contínuo (dA): para função contínua
f(x)num determinado segmento [a,b],  =
   e  =    

2019-03-04 5
Integral definida
• Nalguns casos são colocadas as condições inicias
do problema de tal maneira que a const C fica
conhecida. Nestes casos utiliza-se a integral
definida (fórmula Newton-Leibz):


    =  /

Nota: veja exemplos adiante (exemplos 5, 6 e 7)!

2019-03-04 6
Propriedades de integração
1.  #   = #     ; # = $%&'(

2.    ± +   =     ±  +  

3.  - = & -./ 

4.   ± # = 

5.  # = #
2019-03-04 7
Tabela de integrais básicas
 234
1.   -  = -5/
+ ; n ≠ −1
/
2.    = 9&  + ;
:
3.     = ;- + ;

4.  <   = <  + ;

5.  sin   = − cos  + 

6.  cos   = sin  + 
2019-03-04 8
Tabela de integrais básicas_cont
/
7.  >?@A   = tan  + 

/
8.  @DEA   = −Ctan  + 

/
9.  /5 A  = G$tan  + 

/
10.   = G$ sin  + 
/. A

/
11.   = 9&  +  + I , I = $%&'(
 A 5H

2019-03-04 9
Exemplos de cálculo de integrais
 A
• Ex1:  3 +   = 3 + +


/  5J
• Ex2:  5J  =  5J = 9&  + 5 + 
• Ex3:
/ /
 cos 3  =  cos 3 
 +3 =

sin 3 +
 /
Ex4: A  =   A5/   = 9&  + 1 + 
 5/

2019-03-04 10
Exemplos de aplicação de integrais
• Ex5: Uma partícula move-se ao longo de uma linha
recta com aceleração que varia com o tempo de
acordo com a expressão  = 4 − ( , onde a é a
aceleração expressa em m/s2 e t, o tempo expresso
em segundos. Obtenha as expressões para a
velocidade e a posição, sabendo que no instante t =
3, a velocidade é v = 2 m/s e x = 9 m.
+ 4( − 1 M/' e

Resp: K ( = −
(N 3


 ( = − + 2( − ( + M
12 4
2019-03-04 11
rectilíneo é dada por  = −#K, onde k = constante.
• Ex 6: A aceleração de um corpo em movimento

Para o instante t = 0 s, v = v0. Obtenha a expressão


da velocidade em função do tempo.
OP
Resp: K ( =
/.QOP R
Ex 7: Um corpo move-se ao longo de uma recta. A sua
aceleração é dada no S.I. por a = -2x , onde x está em
metros e a em m/s2.Obter a relação entre a
velocidade e distância sabendo que para x = 0 , a
velocidade é v= 4 m/s.
Resp: K  = 16 − 2
2019-03-04 12
1.2 Grandezas físicas escalares e vectoriais
• Escalares: grandezas cuja informação fica completa
quando dado o valor numerico e a respectiva
unidade (massa, tempo, distancia percorrida, área,
volume, pressão, etc).
• Vectoriais: grandezas cuja informação fica completa,
quando para além do valor numérico e unidade, é
indicadaa direcçãoe sentido (velocidade, força,
quantidade de movimento, etc). Vectores
caracterizam-se por ter orgem e extremidade,
módulo, direcção e sentido.
2019-03-04 13
Componentes de um vector
• Todo o vector pode ser projectado nos eixos de
coordenadas de modo a encontrar as suas
componentes x, y e z [no plano (X,Y)ou no espaço
tri-dimensional(X,Y,Z)].

2019-03-04 14
• As componentes do vector são expressas,
respectivamente, no plano e no espaço do seguinte
modo:
 = S cos T ; U = S sin T

 = S cos T sin W
Ou

V U = S sin T sin W
X = cos W
Conhecidas as componentes, o módulo determina-se
por S =   +  U +  X ; az = 0 no plano

2019-03-04 15
• Importa referir que para um mesmo vector,
mudando o sistema de referencia, variam os valores
das componntes, mas o módulo do vector mantem-
se igual em ambos os sitemas (veja o caso do plano,
para simplificar):

• S =   +  U =  Y  +  Y U .

2019-03-04 16
Vectores unitários (versores)
componentes e vectores unitários (ZS, [S e #):
• Qualquer vector pode ser expresso através de suas

S =  ZS + U [S + X #

Para qualquer vector podemos expressar o vector

S
unitário (versor) relacionado com aqule vector:
\=
S
2019-03-04 17
Operações sobre vectores
• Soma de vectores (método analítico e
geométrico)
• Multiplicação de vector por escalar
• Multiplição de vector por vector (produto
escalar e produto vectorial)
Soma de vectores: dados dois vectores S e  ,

2019-03-04 18
Método analítico
• Dados dois vectores S e  de forma analítica, o
vector soma $S será dado por:
$S =  +  ZS + U + U [S + X + X #

com o oposto do segundo, o vector S = S −  =


Sendo a diferençã de vectores a soma de um vector

 −  ZS + U − U [S + X − X #

2019-03-04 19
Método geométrico

2019-03-04 20
Multiplicação de vector por escalar
• Multiplicando vector com escalar (SZ) ,
obtem-se um vector ( )paralelo ao vector
originário e que obedece as seguintes
condições:
 > S se ^ > 1;
 < S se ^ < 1;
S e  tem sentidos opostos se Z < 0
S^ = Z ZS + ZU [S + ZX #
2019-03-04 21
Multiplicação de vector por
vector_produto escalar
• O produto escalar de S e , (S ∙ ), é um número
definido por:
S ∙  = S ∙  ∙ cos T; T = ∠ S &

S ∙  =   + U U + X X ;
Comparando as duas expressões, conclui-se que:
: : 5 b b 5 c c
cos T =
∙
S ∙  = 0 , condição de perpendicularidade

2019-03-04 22
Multiplicação de vector por
vector_produto escalar
• O produto vectorial de S e , (S e ), é um terceiro
vector $S definido por:
S e  = S ∙  sin T ∙ &; onde & -vector unitário ⊥
ao plano formado por S e ; T – é o menor ângulo
entre S e .
S e  = − e S

2019-03-04 23
S e  = 0 − condição de paralelismo
Analiticamente, o produto vectorial corresponde à:
S e  = U X − X U ZS −  X − X  [S +
 U − U  # ou
ZS [S #
S e  =  U X
 U X
Geometricamente, o módulo do produto vectorial
equivale à área do paralelogramo formado na base
dos dois vectores.

2019-03-04 24
Produto misto
• O produto misto (escalar-vectorial) é um
escalar cujo módulo equivale ao volume do
paralelepípedo formado na base dos três
vectores:
S ∙  e $S =  ∙ $S e S = $S ∙ S e 

2019-03-04 25
Produto vectorial duplo
• S e  e $S =  ∙ S ∙ $S − $S ∙ S ∙ 

2019-03-04 26

Você também pode gostar