A Importância do Planejamento na Gestão do SUS;

1

Planejar é muito mais do que uma atividade burocrática, pois...

...organiza as idéias; ...expõe o pensamento e as intenções; ...orienta a ação; ...sustenta o monitoramento e a avaliação.
2

‡ introdução de métodos e técnicas de gestão (planejamento) ‡ alternativas de organização (macro e micro) 3 .A Importância do Planejamento na Gestão do SUS ‡ Para que planejar? ‡ Quem planeja? ‡ Como planeja? O planejamento está ³voltando à moda´. depois de mais de uma década de predomínio do ideologismo neoliberal ± Retomada da ideologia desenvolvimentista ± Valorização do papel do Estado no desenvolvimento econômico e social ± Necessidade de fortalecimento da capacidade de governo: ‡ formação dos dirigentes.

‡ Debate teórico entre correntes de pensamento na área. ‡ Processo de institucionalização do planejamento enquanto prática governamental nos três níveis de gestão do SUS. especificamente no contexto de construção do SUS. ‡ Desenvolvimento conceitual e metodológico do planejamento enquanto disciplina acadêmica e área temática de pesquisa no campo da Saúde Coletiva.A importância do planejamento Na área de saúde os anos de ³sombra´ foram cenário de: ‡ Aprofundamento da reflexão epistemológica. ‡ Análise crítica das experiências desenvolvidas no âmbito do sistema de saúde. 4 .

incapacidades e mortes´. (Paim. bem como o volume de recursos e pessoas envolvidas na sua realização não podem correr o risco do improviso. 2006: 767) 5 . Acresce-se a isso o fato de lidarem com situações que envolvem a vida de milhões de pessoas e que podem resultar em doenças. em que a quantidade e a complexidade das tarefas a serem realizadas. essa necessidade [do planejamento] torna-se premente.O planejamento é importante? ³No caso das instituições de saúde.

em Defesa do SUS e de Gestão 6 .Por que revalorizar o planejamento no contexto atual de construção do SUS? ± Opção estratégica para o estabelecimento de compromissos com a consolidação do SUS ± Reduzir a dependência da vontade política dos gestores ± Necessidade de construção de consensos políticos e da montagem de um processo contínuo de monitoramento Pactos pela Saúde pela Vida.

controle e auditoria do processo de produção de serviços 7 .Síntese: Usos do Planejamento na Gestão do SUS ± Planejamento como método de formulação de políticas ± Planejamento como tecnologia de gestão ± Planejamento como estratégia de mudança do modelo de atenção à saúde ± Planejamento como ação comunicativa para o fortalecimento do controle social do SUS ± Planejamento como instrumento de regulação.

em cada nível de gestão do SUS. de diagnóstico. Consolida em cada esfera o processos de planejamento em saúde para cada período.Instrumentos de Planejamento do SUS Plano de Saúde Os Planos de Saúde são documentos de intenções políticas. de prioridades e de metas. e a periodicidade é quadrienal. Devem ser submetidos na íntegra aos conselhos de saúde correspondentes. 8 . de estratégias.

Programação Anual A Programação Anual de Saúde é o instrumento que operacionaliza as intenções expressas no Plano de Saúde. assim como apresentados os indicadores para a avaliação (a partir dos objetivos. Detalhadas as ações.as metas e os recursos financeiros que operacionalizam o respectivo Plano. 9 . A Programação Anual de Saúde reúne todas as iniciativas a serem implementadas pela respectiva esfera de gestão em determinado ano. das diretrizes e das metas do Plano de Saúde).

Traduz o resultado de uma administração por determinado período de tempo e se refere ao desenvolvimento da programação estabelecida previamente.Relatório de Gestão Devem avaliar o cumprimento dos objetivos e das metas explicitadas no Quadro de Metas. Deve ser submetido ao Conselho de Saúde. 10 . bem como da aplicação dos recursos em cada esfera de governo em cada exercício anual.

que se inicia no segundo ano do mandato do governante e encerra-se no primeiro ano de mandato de governo seguinte. Determina as diretrizes.Instrumentos Legais de Planejamento Planos Plurianuais . Deve ser encaminhado para aprovação do Poder Legislativo até 31 de agosto do 1º ano.PPA A Lei do Plano Plurianual está prevista no artigo 165 da CF e é editada a cada quatro anos. os objetivos e as metas da administração pública para um período de quatro anos. 11 .

Compromisso entre o governo e a sociedade sobre as ações e resultados. A organização das ações do governo. 12 . A forma de comunicar as prioridades e os resultados esperados da gestão. Um instrumento legal de planejamento.O que é um PPA? Um plano de médio prazo (4 anos).

observados os prazos. que deve encaminhá-lo para o Poder Legislativo para aprovação. A elaboração do projeto da LDO é de competência do Poder Executivo. representa a ligação entre o PPA e a LOA. A LDO estabelece de forma antecipada as diretrizes e as prioridades de gastos que devem orientar a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) do ano seguinte. As diretrizes estabelecidas na LDO correspondem a uma parte do que foi definido para o PPA. 13 .Lei de Diretrizes Orçamentárias Lei periódica anual prevista no artigo 165 da CF. restrita a um ano específica.

Sumário geral de receita por fontes e da despesa por funções do governo. Quadro da dotações por órgãos do governo e da administração. de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho do governo. prevista no artigo 165 da CF. Quadro discriminativo da receita por fontes. de cunho administrativo e de efeitos concretos. obedecidos os princípios de unidade. anual. 14 . Contém a discriminação da receita e despesa. universalidade e anualidade. quadro demonstrativo da receita e despesa segundo as categorias econômicas.Lei Orçamentária Anual Lei periódica.

RAG Balanço 15 .A NECESSIDADE DE INTEGRAR OS INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO DO SUS E OS LEGAIS Plano de Saúde Programação da Saúde PLANO PLURIANUAL Lei Orçamentária Anual Relatório Anual de Gestão .

Planejamento e Controle Social: algumas discussões 16 .

não há como se fazer o adequado controle social. Sem o funcionamento apropriado dos Fundos de Saúde. b) Os conselhos de saúde precisam ter como pauta prioritária a implementação dos Fundos de Saúde. Programação Anual de Relatórios de Gestão. 17 . pelo Poder Executivo. das leis do orçamento público e à tramitação e votação dessas Leis no Poder Legislativo.a) Os conselheiros precisam se qualificar sobre os instrumentos básicos de Planejamento do SUS: Plano de Saúde. c) Os conselhos de saúde devem estar sempre atentos para os prazos em relação ao encaminhamento. Portaria Ministerial 2485/2009.

a)Os conselheiros precisam se qualificar sobre os instrumentos básicos de Planejamento do SUS: Plano de Saúde. Sem o funcionamento apropriado dos Fundos de Saúde. b)Os conselhos de saúde precisam ter como pauta prioritária a implementação dos Fundos de Saúde. Portaria Ministerial 2485/2009. não há como se fazer o adequado controle social. Programação Anual de Relatórios de Gestão. 18 .

Precisam ser feitas as audiências públicas trimestrais conforme estabelece o art. pelo Poder Executivo. das leis do orçamento público e à tramitação e votação dessas Leis no Poder Legislativo. 19 .c) Os conselhos de saúde devem estar sempre atentos para os prazos em relação ao encaminhamento. Também são necessários os relatórios de gestão anuais a serem apresentados pelos gestores aos conselhos de saúde para análise e deliberação. d) A prestação de contas dos recursos da saúde tem regulamentação própria. 12 da Lei 8689 de 27 de julho de 1993.

com a missão de acompanhar permanentemente a evolução dos orçamentos públicos relativos à saúde.orçamento e/ou finanças.e) É imprescindível que os conselhos mantenham funcionando comissões de planejamento. 20 .

OBRIGADO !!!  COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO/SUPF/SES  Equipe: Lucinéia Soares. Fernando Kimura.mt.br ‡ Telefones: 3613-5363 e 3613-5480 21 . Valdik Gomes. Daniela Correa ‡ E-mail: coplan@ses.gov.

2006.A luta pela efetivação do Direito Humano à Saúde.) tratado de Saúde Coletiva. In: Campos. PlanejaSUS. SP. Brasília. CEAP . HUCITECFIOCRUZ. Organização e funcionamento. J. ‡ Apresentação Conselhos: Planejamento e instrumento de controle social de Edite da Penha Cunha 22 . 767-782. Caderno 1. ‡ Cartilha: Financiamento do SUS .S. ‡ MS. p. 2006.REFERÊNCIA BIBLIOGRAFICA ‡ Paim. GW (org..Centro de Educação e Assessoramento Popular. Planejamento em saúde para não especialistas.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful