Você está na página 1de 2

Richardson Josué Leal Siqueira

O Universo Mecânico

A mecânica é um estudo da física que busca entender os movimentos de


corpos em torno do universo, atribuindo forças que resultam em mudança de posição
de um determinado objeto em relação ao seu posicionamento. Esse estudo se iniciaria
na Grécia Antiga através da matemática, tendo como principais nomes Aristóteles e
Arquimedes, Arquimedes em especifico foi quem criou o inovador número “pi”.
No iniciar dos estudos, Alexandria Ptolemeu fechou a ideia de a Terra estar no
centro do Sistema Solar, levando a considerar que os astros giravam em torno do
nosso planeta, alimentando uma falsa teoria do Geocentrismo, que durante muito
tempo foi aceita no ramo da Mecânica, pois as perguntas não eram mais relativas do
que as respostas. Também há de se lembrar de que o Geocentrismo vai além da
Ciência, pelo fato de estar ligado com a igreja que coincidia com textos bíblicos a
Teoria do Geocentrismo.
Com o passar dos anos um monge polonês Nicolau Copérnico considerado o
pai da astronomia moderna, contestou o modelo Geocentrismo idolatrado pelas Igrejas
Católicas, criando a hipótese da Terra não estar no centro do Sistema Solar, e sim o
Sol ser o centro e os demais astros girarem em torno dele, essa Teoria ficou
conhecida como Heliocentrismo, só que em seu tempo por volta de 1500 d.c não foi
muita aceita principalmente pela Igreja. Mas foi um importante passo para a grande
Revolução Mecânica e Científica.
Galileu Galilei com seus diversos experimentos, como os projeteis dos canhões
que se movia em parábolas, a lei dos corpos da Inércia, o começo da gravidade, e
completa refutação do Geocentrismo, por outro lado bastante refutado pela Igreja
Católica. Acontece que Galileu Galilei foi teimoso e confrontante perante a Igreja, na
época Roma ainda permanecia com força cristã. Mesmo em reunião as perguntas
eram perigosas e as respostas muito duvidosas, boatos que para Galileu ceder suas
hipóteses mecânicas e principalmente ao Heliocentrismo teve que ser ameaçado pela
Igreja da Santa Inquisição.
Mas o Futuro sempre atrai perguntas, Johannes Kepler um matemático
importantíssimo para a ponta pé astrônomo e científico, mesmo com severos
problemas criou as leis das elipseis, leis das áreas iguais e os movimentos planetários,
essas leis explicariam como o sistema solar funciona, dando um gigantesco avanço
pelo que viria para um futuro próximo concretizar como a Mecânica rege. Mesmo com
todos estes conhecimentos não foi ele quem concretizou de vez a Mecânica como
conhecemos.
Isaac Newton foi quem finalizou as leis Mecânicas, botando fim às ideias de
Aristóteles, sendo Isaac Newton como figura chave na Revolução-Científica, criando
de vez o Universo Mecânico começando uma nova mente de como entender e
questionar a ciência, através de leis precisas da matemática. Mesmo terminado ás
ideias Mecânicas de Aristóteles, as perguntas viriam e se iniciaria um novo ciclo de
questionamento e respostas. Isaac Newton, Gottfried Willhelm Leibniz, ambos
matemáticos, mas pessoas muito diferentes, os criadores do cálculo diferencial e
integral, usado para cálculos de precisão da Mecânica através da matemática, foram
cruciais para elaboração dos problemas e as respostas.
Henry Cavendish físico e químico o responsável por medir a densidade do
nosso planeta usando as leis Mecânicas Modernas. Rene Descartes criando a
Geometria-Analítica, as leis da conservação de energia criada por Jaules, todas as leis
espalhados pelos cosmos.
Toda relação de tempo, posição, velocidade, análise vetorial, se resume ao
Universo Mecânico que sempre vai tentar ser explicado, o mesmo sanando muitas
dúvidas, como dirigentes a ciência por certo não deveria existir um criador e sim
criadores afinal toda resposta está no passado e o futuro será destinado às perguntas.
A Mecânica Clássica foi a grande responsável por sanar as dúvidas, usar as
leis para favor próprio, ir à lua, viajar ao espaço em busca de novas dívidas e miseras
respostas, acrescentar a Engenharia para favorecer o domínio humano, acredita-se
que por mais que parecêssemos gigantes o bastante, perto do cosmos somos burros,
afinal o que é uma formiga perto de um edifício.

Você também pode gostar