Você está na página 1de 48

BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO

Cid Roberto

Cid Roberto
O Prof. Cid Roberto é profissional da atividade bancária desde 1968. Apaixonado pela sala de aula e pelo ensino
a distância. Ministra aulas de Conhecimentos Bancários e Atualidades do Mercado Financeiro exclusivamente
no Gran Cursos Online. Atua como Educador Corporativo na Universidade Corporativa do Banco do Brasil
desde 1987. Possui as certificações profissionais da ANBIMA – Associação Brasileira das Entidades dos
Mercados Financeiro e de Capitais CPA-10 e CPA-20. Aposentado do Banco do Brasil. É bacharel em Ciências
Contábeis pela Faculdade Morais Júnior, do Sindicato dos Contabilistas do Rio de Janeiro, e em Administração
pela Universidade de Brasília – UnB. Fez o curso de especialização “Financial Markets” na Yale University
(Connecticut) – 2014, “Bank Management for Superior Results” na University of Texas (Austin) e DePaul
University (Chicago) e “Engenharia Financeira, Produtos e Serviços” no Citibank (Fort Lauderdale e New York).
Cursou o MBA – Executivo em Finanças do Ibmec – Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais (Brasília - DF).

BANCO DO BRASIL 2020 – PRÉ-EDITAL


ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO

1. (BB/GCO/2020) Banco Inter usa vídeo para aprovar portabilidade de contratos. O coro-
navírus levou o Banco Inter a adotar um novo formato de aprovação da portabilidade de
operações de crédito, sem necessidade de o cliente ir até o cartório. A assinatura, agora,
pode ser feita por meio de “vídeo selfie” – no qual a pessoa comprova sua identidade
enviando um vídeo de si própria lendo um texto solicitado pela instituição financeira.
Dessa forma, fica dispensada a necessidade de reconhecimento de firma. A inovação foi
adotada diante da dificuldade de fazer a comprovação presencial nos cartórios em meio
à restrição das atividades por causa da pandemia.
valorinveste.globo.com/mercados/renda-variavel/empresas/noticia/2020/04/10/banco-inter-usa-
-video-para-aprovar-portabilidade-de-contratos-e-hapvida-aponta-impactos-por-coronavirus.ghtml,
consulta em 12.04.2020

Com relação à portabilidade de crédito, assinale a alternativa correta.


a. É a possibilidade que o devedor, pessoa física ou pessoa jurídica, tem de transferir
suas operações de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mer-
cantil de um banco para o outro.
b. É a possibilidade que somente o devedor pessoa física tem de transferir suas opera-
ções de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mercantil de um
banco para o outro.
c. É a possibilidade que somente o devedor pessoa jurídica tem de transferir suas ope-
rações de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mercantil de um
banco para o outro.
d. É a possibilidade que o devedor, pessoa física ou pessoa jurídica, tem de transferir sua
conta-corrente ou conta de caderneta de poupança de um banco para outro.
e. É a possibilidade que o credor tem de transferir operações de crédito (empréstimos e
financiamentos) e de arrendamento mercantil de um cliente para outro.

2 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

2. (BB/GCO/2020) CVM aprova pedido de registro de companhia aberta da Lamsa. Con-


cessionária que administra a Linha Amarela, via expressa de 17 quilômetros de extensão
que conecta as regiões oeste e norte do Rio de Janeiro. A Linha Amarela S.A. (Lamsa),
subsidiária da Invepar, informou que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou
o pedido de registro de companhia aberta na categoria B, que permite a emissão de
quaisquer valores mobiliários, exceto ações. A solicitação foi apresentada à autarquia
em novembro.
valorinveste.globo.com/mercados/renda-variavel/empresas/noticia/2020/04/09/cvm-aprova-pedido-
-de-registro-de-companhia-aberta-da-lamsa.ghtml, consulta em 12.04.2020

A Companhia Aberta se caracteriza por ter


a. seu capital social representado por debêntures ordinárias e preferenciais.
b. acessibilidade aberta e sem algum tipo de restrição a qualquer pessoa que tenha inte-
resse em visitar as instalações da empresa.
c. seu capital social concentrado nas mãos de poucos acionistas.
d. a possibilidade de aumentar o seu capital social com a captação de recursos novos,
mediante a oferta secundária de ações.
e. os valores mobiliários de sua emissão admitidos à negociação no mercado de valores
mobiliários

3. (BB/GCO/2020) Bancos privados vão oferecer crédito subsidiado para empresas paga-
rem funcionários. Bradesco, Itaú Unibanco e Santander terão linha com juros a preço de
CDI, sem spread, mas sujeita à análise de crédito. “Cada empresa passará por uma aná-
lise de crédito. Não faz sentido prover recursos do Tesouro para empresa que já esteja
quebrada”, afirmou uma fonte do setor financeiro.
valorinveste.globo.com/produtos/credito/noticia/2020/03/27/bancos-privados-vao-oferecer-credito-
-subsidiado-para-empresas-pagarem-funcionarios.ghtml, consulta em 12.04.2020

Assinale a alternativa que define corretamente o spread bancário.


a. É a diferença entre duas taxas de câmbio, a de venda e a de compra.
b. É a diferença entre o prazo de uma operação ativa e o prazo de uma operação passiva.
c. É a soma dos juros cobrados do tomador de recursos com os juros pagos pela institui-
ção financeira para captar esses recursos.
d. É a diferença entre os juros cobrados do tomador de recursos e os juros pagos pela
instituição financeira para captar esses recursos.
e. É a tarifa cobrada pelos administradores de fundos de investimentos.

3 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

4. (BB/GCO/2020) O Banco Central precisou cortar a taxa de juros. Era para os cortes da
Selic terem acabado, mas com a pandemia do coronavírus surpreendendo o mundo, o
Banco Central precisou agir novamente. Ontem (18.03.2020), cortou a taxa básica de
juros em 0,5 ponto percentual, para 3,75% ao ano, novamente o menor patamar da his-
tória. Se o cenário já estava difícil para o investidor encontrar bons retornos na renda
fixa, agora ficou ainda pior.
alorinveste.globo.com/objetivo/hora-de-investir/noticia/2020/03/19/com-queda-da-selic-para-
-375percent-veja-o-que-fazer-com-os-seus-investimentos.ghtml, consulta em 12.04.2020

No que diz respeito aos investimentos de renda fixa, assinale a alternativa correta.
a. Trata-se de um tipo de investimento que possui regras de remuneração definidas no
momento da aplicação no título, que só pode ter rentabilidade pós-fixada.
b. É uma alternativa de investimento com regras de remuneração definidas no momento
da aplicação no título, que só pode ter rentabilidade pré-fixada.
c. Caracteriza-se como qualquer tipo de investimento que possui regras de remunera-
ção definidas no momento da aplicação no título, que pode ter rentabilidade pré ou
pós-fixada.
d. É aquele investimento cuja rentabilidade não pode ser prevista, visto que a remunera-
ção está associada a condições futuras do mercado que dependem de fatores econô-
micos imprevisíveis.
e. É uma possibilidade de investimento, cujo retorno não pode ser dimensionado no
momento da aplicação.

5. (BB/GCO/2020) O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou as instituições finan-


ceiras a prorrogarem o pagamento de crédito de custeio e de investimento a produto-
res rurais nos casos em que suas atividades tenham sido afetadas pelo distanciamento
social, na esteira da pandemia do novo coronavírus. A medida, aprovada na quarta-feira
(08.04.2020), em reunião extraordinária do CMN, vale inclusive para agricultores fami-
liares e cooperativas. Na avaliação do Ministério da Economia, medida concede prazo
adequado para produtores se ajustarem.
revistagloborural.globo.com/Noticias/Economia/noticia/2020/04/cmn-autoriza-banco-prorrogar-
-pagamento-de-credito-de-custeio.html, consulta em 12.04.2020

O Conselho Monetário Nacional é presidido pelo sr.


a. Jair Bolsonaro.
b. Paulo Guedes.
c. Campos Neto.
d. Waldery Rodrigues.
e. Luiz Mandetta.

4 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

6. (BB/GCO/2020) Em 20.02.2020, o site G1 Economia, divulgou a seguinte notícia: “BC


altera regras do compulsório e mudanças podem injetar R$ 135 bi na economia a partir
de março. Os depósitos compulsórios são recursos que as instituições financeiras têm
de depositar no BC para que a quantidade de recursos no mercado seja controlada. A
primeira ação anunciada é a redução da parcela recolhida compulsoriamente de recur-
sos a prazo, de 31% para 25%. A redução entra em vigor em 16 de março. O BC estima
que a medida vá liberar R$ 49 bilhões na economia.”
g1.globo.com/economia/noticia/2020/02/20/bc-anuncia-medidas-que-injetam-r-135-bilhoes-na-eco-
nomia-a-partir-de-marco.ghtml, consulta em 29.03.2020

A respeito do Depósito Compulsório, pode-se afirmar que


a. a redução do percentual do depósito compulsório aumenta a liquidez da economia
com o aumento da oferta de crédito pelas instituições financeiras.
b. se trata de recursos financeiros recolhidos aos Banco Central de forma voluntária pelas
instituições bancárias.
c. a redução do percentual do depósito compulsório reduz a capacidade de os bancos
ofertarem crédito para as empresas e os consumidores no Brasil.
d. elevar ou reduzir o percentual do depósito compulsório é atribuição do Ministro de
Estado da Economia, como previsto na Lei do Sistema Financeiro Nacional – SFN.
e. eventual redução do compulsório leva os bancos a terem uma menor inadimplência
por conta do aumento da quantidade de recursos disponíveis no mercado financeiro.

7. (BB/GCO/2020) BB anuncia redução em horário de funcionamento de agências. A


exemplo do que fez a Caixa Econômica Federal mais cedo, o Banco do Brasil também
anunciou que suas agências passarão a funcionar em horário reduzido a partir desta
terça-feira (24), entre 10h e 14h. “A prioridade continua sendo a abertura das salas de
autoatendimento, com abastecimento, limpeza e funcionamento de todos os terminais”,
diz o banco.
valor.globo.com/financas/noticia/2020/03/24/bb-anuncia-reducao-em-horario-de-funcionamento-de-
-agencias.ghtml, consulta em 29.03.2020

A medida tomada em caráter emergencial tem a ver com os procedimentos adotados


pelo mundo afora com vistas a conter a pandemia do coronavírus. O Conselho Monetá-
rio Nacional determinou que o horário mínimo de expediente para o público é de cinco
horas diárias ininterruptas, com atendimento obrigatório no período de 12h a 15h, horário
de Brasília, permitindo a diminuição desse horário, em caráter excepcional, desde que
garantido o período mínimo de atendimento ao público de

5 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. uma hora.
b. meia hora.
c. três horas.
d. quatro horas.
e. duas horas.

8. (BB/GCO/2020) O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central reduziu pela


sexta vez consecutiva a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira. O corte
anunciado nesta quarta-feira, 18 de março de 2020, foi de 0,5 ponto porcentual. Com
isso, a Selic alcança o patamar de 3,75% ao ano, a nova mínima histórica para a taxa.
https://veja.abril.com.br/economia/bc-corta-selic-para-375-e-brasil-passa-a-ter-juros-reais-negati-
vos, consulta em 29.03.2020

Com a Taxa Selic divulgada em 18.03, o rendimento da Caderneta de Poupança será de


a. 0,5% ao mês mais a TR.
b. 130% de 3,75%, mensalizada, mais a TR.
c. 3,75%, mensalizada.
d. 70% de 3,75%, mensalizada, mais a TR.
e. 70% de 3,75%, mensalizada.

9. (BB/GCO/2020) A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) divulgou nesta quinta-feira, 26


de março, orientações sobre a operação de fundos de investimentos em meio à pande-
mia do coronavírus, respondendo a questionamentos de administradores e gestores. A
Instrução CVM 555, que regula os fundos, determina que o gestor não pode ser penali-
zado em caso de desenquadramento decorrente de “fatos exógenos alheios à sua von-
tade” que causem alterações imprevisíveis nas condições de mercado, desde que não
ultrapasse 15 dias.
istoedinheiro.com.br/cvm-publica-orientacoes-sobre-a-operacao-de-fundos-de-investimento, con-
sulta em 29.03.2020

A propósito dos Fundos de Investimento, indique quem tem a responsabilidade de calcu-


lar e divulgar o valor da cota e do patrimônio líquido do fundo aberto diariamente.
a. O criador do fundo.
b. O gestor do fundo.
c. O administrador do fundo.
d. O vendedor do fundo.
e. O cotista do fundo.

6 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

10. (BB/GCO/2020) O Banco Central indicou nesta quinta-feira, 26.03, por meio do Relatório
Trimestral de Inflação (RTI), que, em seu cenário de mercado, a probabilidade de a infla-
ção de 2020 ficar acima do teto da meta, de 5,50% é zero. Para 2020, a meta perseguida
pelo BC é de 4,0%, com margem de 1,5 ponto (taxa de 2,5% a 5,5%).
istoedinheiro.com.br/chance-de-estouro-do-teto-da-meta-de-inflacao-passa-de-7-para-zero-diz-bc,
consulta em 29.03.2020

Caso a inflação medida daqui para a frente aponte tendência de ficar acima do teto da
meta para 2020, qual seria o procedimento adequado a ser adotado pelas autoridades
monetárias para reverter essa tendência?
a. Comprar títulos público federais.
b. Diminuir a taxa de redesconto bancário.
c. Aumentar a emissão de moeda.
d. Diminuir a taxa básica de juros.
e. Aumentar a alíquota do percentual do depósito compulsório.

11. (BB/CESGRANRIO/2018) Considere o texto a seguir. O bom desempenho dos grandes


bancos em meio à pior recessão da história brasileira comprovou a solidez do sistema
financeiro do país, porém colocou sob os holofotes o poder de mercado dessas insti-
tuições – que não era desconhecido, mas se mostrou maior do que se podia imaginar.
Se na crise de 2008, os bancos americanos e europeus viram seus resultados despen-
carem, as cinco maiores instituições do país absorveram mais de R$360 bilhões em
calotes no crédito desde 2014, sem que sua rentabilidade, sempre entre as maiores do
setor em comparações internacionais, fosse substancialmente afetada. Mesmo após a
perda com inadimplência e todos os outros custos, inclusive tributários, o lucro somado
desse grupo de bancos atingiu R$244 bilhões entre 2014 e 2017 (...). “Aqui, os bancos
têm domínio da oferta de crédito. Com isso, não há competição forte”, diz Alberto Borges
Matias, professor aposentado da USP e presidente do Instituto de Ensino e Pesquisa em
Administração (Inepad).
MOREIRA, T; TORRES, F. Crise coloca sob holofotes poder de mercado dos bancos. Valor Econô-
mico, 21 mar. 2018, p.C4. Adaptado.

De acordo com o texto, a despeito da grave recessão ocorrida no período 2015-2016 e


das perdas com inadimplência, o principal fator que explica a elevada rentabilidade dos
principais bancos que atuam no Brasil, no período recente, foi a(o)
a. ausência de regulação do sistema bancário brasileiro.
b. elevada concentração bancária.
c. elevada taxa de juros incidente sobre os recursos captados pelos bancos.
d. elevado percentual dos depósitos compulsórios exigidos pelo Banco Central.
e. elevado custo de tributação bancária.

7 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

12. (BB/CESGRANRIO/2018) Desde janeiro de 2018, os novos contratos de empréstimos


do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinados a
financiar os investimentos das empresas brasileiras, passaram a ser corrigidos pela
a. taxa de juros neutra
b. London Interbank Offered Rate (LIBOR)
c. taxa de longo prazo (TLP)
d. taxa de juros de longo prazo (TJLP)
e. taxa de juros básica de curto prazo (Selic)

13. (BB/CESGRANRIO/2018) No final de março de 2018, as autoridades monetárias brasi-


leiras anunciaram que as alíquotas dos depósitos compulsórios incidentes sobre depósi-
tos à vista seriam reduzidas de 40% para 25%. Tendo em vista a dinâmica do mercado
financeiro, essa medida objetiva, principalmente,
a. reduzir o nível de inadimplência observado no sistema bancário brasileiro.
b. aumentar a regulação do sistema bancário brasileiro.
c. estimular os encaixes voluntários do sistema bancário brasileiro.
d. aumentar a oferta de crédito para empresas e consumidores no Brasil.
e. igualar as taxas de juros médias cobradas pelos bancos às taxas de juros básicas
determinadas pelo Banco Central do Brasil.

14. (BB/CESGRANRIO/2018) Com o objetivo de evitar crises financeiras, o Banco Central


do Brasil tem adotado, nas últimas décadas, diversos mecanismos visando a compatibi-
lizar as normas do Sistema Financeiro Nacional com os requisitos emanados dos cha-
mados Acordos de Capital da Basileia, que estabelecem regras do Banco de Compen-
sações Internacionais (BIS, na sigla em inglês) para assegurar a estabilidade financeira
internacional.
Desde o final da década de 1980, foram emitidos os Acordos da Basileia I (1988), Basi-
leia II (2004) e Basileia III (2010).
No caso do Acordo da Basileia III, concebido após a crise financeira global de 2008, as
normas introduzidas e já implementadas pelo Banco Central do Brasil foram ainda mais
rígidas, porque
a. impuseram proibições aos bancos de transacionarem nos mercados de derivativos,
altamente vulneráveis a especulações financeiras.
b. estabeleceram mecanismos de supervisão bancária prudencial e disciplina do mer-
cado bancário.
c. fixaram exigências de capital para riscos de crédito e de mercado, bem como para
risco operacional.

8 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

d. adotaram maiores exigências adicionais de capital principal, incluindo procedimentos


para o cálculo da parcela dos ativos ponderados pelo risco referente às exposições ao
risco de crédito.
e. estabeleceram mecanismos de supervisão do processo de avaliação da adequação de
capital dos bancos.

15. (BB/CESGRANRIO/2018) Os agentes econômicos bem informados, sejam empresas


ou consumidores, estão sempre atentos às decisões do Comitê de Política Monetária
(Copom) do Banco Central do Brasil, com respeito à fixação da taxa de juros básica de
curto prazo (a taxa Selic), porque esta influencia as demais taxas de juros da economia
como um todo.
De agosto de 2016 a março de 2018, a taxa Selic foi reduzida de 14,25% a.a. para 6,50%
a.a., o que, descontada a inflação anual, significou maior convergência entre as taxas de
juros reais brasileiras e internacionais.
Tendo em vista a determinação das taxas de juros básicas de curto prazo num país que
adota um regime de metas de inflação, como o Brasil, os dois fatores que justificam a
contínua e significativa redução da taxa Selic no país, desde agosto de 2016, foram a(o)
a. queda da inflação ao consumidor (IPCA) e o baixo nível de desemprego no Brasil
b. enorme volatilidade do Ibovespa e o ambiente de incerteza nos mercados globais
c. rápida recuperação em curso da economia brasileira e o cenário econômico
externo favorável
d. significativo crescimento econômico doméstico e a recuperação dos preços das com-
modities exportadas pelo Brasil
e. convergência das expectativas de inflação para as metas de inflação anuais e os níveis
elevados de capacidade ociosa da economia brasileira

16. (BANESTES/FGV/2018) Acerca dos riscos ligados às chamadas criptomoedas ou


moedas virtuais, o Banco Central do Brasil, em comunicado de novembro de 2017, aler-
tou para questões relacionadas à conversibilidade e ao lastro de tais ativos, destacando
que não é responsável por regular, autorizar ou supervisionar o seu uso.
Assim, é correto afirmar que seu valor:
a. decorre da garantia de conversão em moedas soberanas;
b. decorre da emissão e garantia por conta de autoridades monetárias;
c. decorre de um lastro em ativos reais;
d. é associado ao tamanho da base monetária;
e. decorre exclusivamente da confiança conferida pelos indivíduos ao seu emissor.

9 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

17. (BANESTES/FGV/2018) Recomenda-se que, antes de contratar uma operação de cré-


dito, o consumidor pesquise as diversas opções disponíveis, pois as condições da ope-
ração podem variar de uma instituição para outra.
Para facilitar a comparação entre as ofertas, o Conselho Monetário Nacional (CMN) de-
terminou que as instituições financeiras e sociedades de arrendamento mercantil, antes
da contratação da operação, divulguem ao consumidor:
a. a taxa de juros do contrato;
b. o custo efetivo total;
c. a taxa de juros do contrato e a projeção para o CDI;
d. a taxa de juros do contrato e a projeção para a Selic;
e. o spread cobrado e embutido na taxa de juros.

18. (BASA/CESGRANRIO/2018/TÉCNICO CIENTÍFICO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO)


Por meio da Resolução no 4.582, de 29/06/2017, o BCB fixou a meta para a inflação,
bem como seu intervalo de tolerância para os anos de 2019 e 2020. Para o ano de 2019,
a meta para a inflação é
a. de 4,00%, e para 2020, a meta é de 4,25%.
b. de 4,25%, e para 2020, a meta é de 4,00%.
c. de 4,25%, e para 2020, a meta é de 4,5%.
d. de 4,5%, e para 2020, a meta é de 4,00%.
e. de 4,75%, e para 2020, a meta é de 4,00%.

19. (DPE-PR/INAZ-PA/2017/ECONOMISTA) O sistema financeiro nacional é dividido em


dois subsistemas: Normativo e Intermediação Financeira. Assinale a alternativa que
apresente os componentes do Sistema Normativo.
a. Banco do Brasil, Bancos Comerciais e Sistema Financeiro de Habitação.
b. Conselho Monetário Nacional, Banco Central do Brasil e Comissão de Valores
Mobiliários.
c. Bancos de Desenvolvimento, Bancos de Investimentos e Companhias de Crédito e,
Financiamento e Investimento.
d. Instituições Auxiliares, Sociedade de Arrendamento Mercantil e Sociedades Correto-
ras e Distribuidoras.
e. Casa da Moeda, Caixa Econômica e Comissão de Valores Mobiliários.

10 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

20. (GASBRASILIANO/IESES/2017/ECONOMISTA JÚNIOR) Organização internacional vol-


tada para o financiamento e para a captação de recursos que serão repassados ao
setor privado dos países em desenvolvimento, além de prestar serviços de consultoria.
O Brasil é o segundo maior mutuário, atrás apenas da Argentina.
a. Banco Central.
b. Fundo Monetário Internacional (FMI).
c. Corporação Financeira Internacional (CFI).
d. Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).

21. (GASBRASILIANO/IESES/2017/ECONOMISTA JÚNIOR) Organização internacional,


fundada em 1944, com o objetivo de regular e atuar diretamente no funcionamento do
sistema financeiro mundial e que possui mais de 187 países-membros.
a. Fundo Monetário Internacional (FMI).
b. Banco Mundial.
c. Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD).
d. Banco Central.

22. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) A opinião sobre a capacidade de saldar os compromissos financeiros de uma
empresa ou país é um:
a. Drawback.
b. Dumping.
c. Initial Public Offering.
d. Rating.
e. Risco Brasil.

23. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) O atual índice amplo de referência para as ações da bolsa brasileira BM&FBovespa
é o resultado de uma carteira teórica de ativos. Seu objetivo é indicar o desempenho
médio das cotações dos ativos de maior representatividade e negociabilidade do mer-
cado brasileiro de ações. Recentemente sofreu a maior mudança em sua metodologia.
Estamos falando do índice:
a. IBrX 50.
b. BDRX.
c. IBrX 100.
d. IFIX.
e. Ibovespa.

11 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

24. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) O Banco Central do Brasil está entre as principais autoridades monetárias do
país e é integrante do Sistema Financeiro Nacional. Quem é seu atual presidente?
a. Roberto Campos Neto.
b. Armínio Fraga.
c. Henrique Meirelles.
d. Ilan Goldfajn.
e. Michel Temer.

25. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) A série histórica acumulada dos últimos 12 meses do IPCA divulgada pelo IBGE
para os meses de janeiro a dezembro de 2016 apresentou, respectivamente, os seguin-
tes percentuais: 10,71%, 10,36%, 9,39%, 9,28%, 9,32%, 8,84%, 8,74%, 8,97%, 8,48%,
7,87%, 6,99% e 6,29%. Analisando esse atual cenário, podemos dizer que o Brasil está
passando por um momento de:
a. Deflação.
b. Hiperdeflação.
c. Inflação.
d. Hiperinflação.
e. Aceleração inflacionária.

26. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) Na atual estrutura administrativa da República Federativa do Brasil, a respon-
sabilidade da execução da política econômica nacional se dá através da Secretaria do
Tesouro Nacional, comandada por um importante ministério. Quem é o atual ministro
da fazenda?
a. Guido Mantega.
b. Fernando Henrique Cardoso.
c. Henrique Meirelles.
d. Joaquim Levy.
e. Nelson Barbosa

12 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

27. (BRDE/FUNDATEC/2017/ANALISTA DE PROJETOS ÁREA ECONÔMICO-FINAN-


CEIRA) O Projeto de Lei do Senado (PLS) n. 407/2016, aprovado pela Comissão de
Assuntos Econômicos (CAE), dispõe sobre a política e as instituições monetárias, ban-
cárias e creditícias. Qual o principal objetivo desse projeto?
a. Controlar a taxa CDI próximo à taxa Selic.
b. Garantir autonomia do Banco Central.
c. Regular os empréstimos habitacionais.
d. Definir o prazo para operadoras de crédito pagarem lojistas.
e. Limitar os juros do cartão de crédito

28. (BB/CESGRANRIO/2015) De acordo com a Figura abaixo, observa-se que o mercado


financeiro está basicamente segmentado em quatro grandes mercados: mercado mone-
tário, mercado de crédito, mercado de câmbio e mercado de capitais.

Caracteriza um mercado de capitais ser o


a. mercado em que são negociadas as trocas de moedas estrangeiras por moeda nacio-
nal, participando desse mercado todos os agentes econômicos que realizam transa-
ções com o exterior, ou seja, têm recebimentos ou pagamentos a realizar em moeda
estrangeira.
b. segmento do mercado financeiro em que são criadas as condições para que as empre-
sas captem recursos diretamente dos investidores, através da emissão de instrumen-
tos financeiros (ações, debêntures, bônus de subscrição, etc), com o objetivo principal
de financiar suas atividades ou viabilizar projetos de investimentos.

13 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

c. mercado utilizado basicamente para controle da liquidez da economia, no qual o Banco


Central intervém para condução da Política Monetária.
d. mercado para realização, registro e negociação de determinados instrumentos finan-
ceiros, basicamente divididos em quatro produtos, como: mercado a termo, mercado
futuro, opções e swaps, com a finalidade de proteção, elevação de rentabilidade (ala-
vancagem), especulação e arbitragem.
e. segmento do mercado financeiro em que as instituições financeiras captam recursos
dos agentes superavitários e os emprestam às famílias ou empresas, sendo remune-
radas pela diferença entre seu custo de captação e o que cobram dos tomadores.

29. (BB/CESGRANRIO/2015) Semana passada, através da Resolução no 4.410, de


28.05.2015, o Governo Federal, por meio do Banco Central, deu os primeiros passos
para modificar [...] dois dos melhores investimentos em renda fixa atualmente: as Letras
de Crédito do Agronegócio (LCAs) e as Letras de Crédito Imobiliário (LCIs).
Disponível em: <http://www.valoresreais.com/2015/06/01/...>. Acesso em: 17 ago. 2015. Adaptado.

A Letra de Crédito Imobiliário (LCI), por possuir lastros em créditos imobiliários, represen-
ta uma importante fonte de financiamento e recursos ao setor. É, ainda, um título muito
demandado por pessoas físicas por contar com a isenção do Imposto de Renda. Recen-
temente, foram alteradas as regras para aquisição desse produto, dentre as quais a(o)
a. redução do depósito compulsório no Bacen sobre depósitos de poupança.
b. lastro desse ativo não incluir financiamentos habitacionais garantidos por hipoteca.
c. possibilidade de efetuar pagamentos relativos à atualização por índice de preços.
d. proibição de atualização por índice de preços.
e. prazo mínimo para recompra e resgate.

30. (BB/CESGRANRIO/2015) A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P)


rebaixou nesta sexta-feira os ratings em escala nacional de quatro instituições financei-
ras no Brasil [...]. As notas de 22 instituições financeiras foram afirmadas pela agência.
Na visão da agência, as medidas de ajuste fiscal e aperto monetário adotadas pelo
governo brasileiro “vão pressionar a renda disponível das famílias e resultar em uma
contração da economia que, na nossa visão, vai enfraquecer a qualidade dos ativos do
sistema bancário, [acentuar] as perdas de crédito e [reduzir] a rentabilidade”.
MARQUES, Felipe. S&P rebaixa notas de crédito de quatro bancos brasileiros. Valor Econômico,
São Paulo, 17 abr. 2015. Disponível em: <http://www.valor.com.br/financas/4012780/ sp-rebaixa-
-notas-de-credito-de-quatro-bancos-brasileiros>. Acesso em: 18 ago. 2015. Adaptado.

No contexto da notícia em pauta, para minorar os impactos previstos pela Standard &
Poor’s sobre a rentabilidade de determinado banco com atuação em escala nacional, a
recomendação adequada da diretoria aos gerentes das agências é

14 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. renunciar ao uso do chamado cadastro positivo.


b. concentrar toda a carteira de crédito na modalidade de crédito consignado.
c. conferir maior rigor na seleção da carteira de clientes.
d. vetar a renegociação de dívidas com clientes inadimplentes.
e. abrir mão de garantias sobre créditos concedidos.

31. (BB/CESGRANRIO/2015) As previsões para o desempenho da economia brasileira


neste ano e no próximo continuam se deteriorando. As cerca de cem instituições que
consultadas para o boletim Focus, divulgado pelo Banco Central (BC), projetam uma
queda maior para Produto Interno Bruto (PIB) em 2015 [...] Quanto à inflação, os ana-
listas consultados pelo BC aguardam uma alta de 9,23% para o IPCA neste calendário,
acima da taxa estimada antes, de 9,15%.
CAPRIOLI, G. Mercado vê inflação de 9,23% em 2015 e economia mais contraída. Valor Econô-
mico, São Paulo, 27 jul. 2015. Disponível em: <http://www.valor.com.br/brasil/4150608/mercado-
-ve-infl acao-de-923-em-2015-e-economia-mais-contraida>. Acesso em: 10 ago. 2015. Adaptado.

Nesse contexto, representa uma medida efetiva que poderá ser adotada para conter a
alta inflacionária:
a. aumentar a taxa de juros básica da economia.
b. reduzir drasticamente os principais impostos federais, estaduais e municipais.
c. aumentar a emissão de papel moeda para honrar a folha de pagamento e os demais
gastos do governo, visando a diminuir os depósitos à vista nos bancos.
d. aumentar a produção de bens na indústria.
e. aumentar o nível geral de preços da economia.

32. (BB/CESGRANRIO/2015) Grande parte das nações indica apenas a meta na qual a
autoridade monetária do país está mirando ao fixar os juros básicos. Outras estabelecem
um intervalo de tolerância, [...], ao mesmo tempo em que sete países adotam o sistema
igual ao do Brasil (meta central e intervalo de tolerância para cima e para baixo).
MARTELLO, A. Goveno fixa meta central de inflação... /Globo.com/G1, Brasília, 26 jun. 2015.
Disponível em: <http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/06/governo-fixa-meta-central-de-infla-
cao...>. Acesso em: 13 ago. 2015. Adaptado.

O intervalo de tolerância da meta de inflação, adotado pelo governo para 2017, sofreu
uma alteração em junho de 2015. A alteração foi no
a. teto do intervalo de tolerância, de 6,5% ao ano para 6% ao ano.
b. piso do intervalo de tolerância, de 2,5% ao ano para 2% ao ano.
c. valor central do intervalo de tolerância, de 4,5% ao ano para 4% ao ano.
d. valor central do intervalo de tolerância, de 4,5% ao ano para 5% ao ano.
e. teto do intervalo de tolerância, de 6,5% ao ano para 7% ao ano.

15 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

33. (BB/GCO/2015) O site G1 Economia divulgou que, na quinta reunião de 2015, realizada
nos dias 28 e 29.07.2015, o COPOM subiu os juros para 14,25%, atingindo o maior pata-
mar desde julho. O Banco Central do Brasil, ao longo dos últimos onze meses, como
executor da política monetária,
a. adotou uma política monetária expansionista.
b. adotou uma política monetária desbravadora.
c. fez uso do instrumento de política monetária denominado depósitos compulsórios.
d. adotou uma política monetária restritiva.
e. fez uso do instrumento de política monetária denominado operações do mercado
aberto (open market).

34. (BB/GCO/2015) As instituições financeiras e bancárias são chamadas de intermediárias


financeiras porque captam recursos de um lado e emprestam do outro lado. Os bancos
ganham dinheiro fazendo operações financeiras e operações acessórias. No que diz res-
peito a essas operações assinale a alternativa correta.
a. As aplicações e repasses, sob a ótica dos bancos, são operações passivas.
b. Nas operações acessórias há incidência de juros e correspondem às prestações de
serviços realizadas pelos bancos.
c. Nas operações financeiras, o banco efetua a cobrança de títulos, carnês e assemelha-
dos e efetua também a arrecadação de tributos, recebendo tarifas por essa prestação
de serviços.
d. As operações ativas correspondem às captações realizadas pelo bancos.
e. As operações financeiras podem ser classificadas de duas formas: passivas e ativas.

35. (BB/GCO/2015) No Sistema Financeiro Nacional (SFN), sob o enfoque da Dinâmica do


Mercado, as pessoas podem transferir recursos de uma instituição financeira para outra
por meio do DOC ou da TED. O DOC, diferentemente da TED, possibilita
a. que os recursos financeiros sejam entregues diretamente no domicílio ou em outro
endereço indicado pelo favorecido.
b. que os recursos entrem na conta do favorecido no dia seguinte ao da transferência.
c. a transferência de qualquer valor, sem limitação alguma.
d. que os recursos entrem na conta do favorecido no mesmo dia da transferência.
e. o seu uso somente pelas pessoas físicas, visto que as pessoas jurídicas são obrigadas
a fazer uso exclusivamente da TED.

16 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

36. (BB/GCO/2015) O julgamento das contas do Governo Federal é feito todo ano pelo Tri-
bunal de Contas da União – TCU, conforme determinação da Constituição Federal. Nele,
os ministros do tribunal dizem se recomendam ou não ao Congresso a aprovação do
balanço do ano passado. O TCU nunca votou pela rejeição. Entretanto, as contas de
2014 foram questionadas pelo TCU em função da prática das chamadas “pedaladas fis-
cais”. O TCU questiona
a. a compra de bicicletas com recursos públicos para a Presidente da República e seus
seguranças realizarem exercícios físicos no processo de emagrecimento e melhor
condicionamento físico da Presidente.
b. a prática implementada pelo Governo Federal exigindo que seus fiscais tributários utili-
zem somente bicicletas como meio de transporte quando forem fiscalizar os contribuintes.
c. a prática adotada pelo Tesouro Nacional de atrasar de forma proposital o repasse
de dinheiro para bancos (públicos e também privados) e autarquias, como forma de
melhorar artificialmente as contas federais.
d. o uso de dinheiro público para a construção de ciclovias, beneficiando somente os
ciclistas em detrimento dos demais brasileiros que não são ciclistas.
e. a compra de várias bicicletas que estão sendo disponibilizadas gratuitamente para uso
das pessoas em várias capitais brasileiras. O cidadão pode pegar a bicicleta em um
local e devolvê-la em outro ponto diferente.

37. (BB/GCO/2015) O Banco Central do Brasil decretou, em agosto de 2015, a liquidação


extrajudicial do Banco
a. BRJ.
b. Rural.
c. Mais.
d. Simples.
e. Cruzeiro do Sul.

38. (BANESTES/CKM/2015) Jim O'Neill é um economista inglês que ocupa atualmente o


cargo de chefe de pesquisa em economia global do grupo financeiro Goldman Sachs,
desde 2001. Ele é mais conhecido por ter criado o termo "BRIC" em um estudo de 2001,
nomeado "Building Better Global Economic BRIC". Desde então, a sigla passou a ser
amplamente usada como um símbolo da mudança no poder econômico global em rela-
ção ao mundo em desenvolvimento, distanciando-se das economias já desenvolvidas
do G7 (Grupo dos Sete países mais ricos do mundo, criado em 1975, e que tem como

17 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

objetivo coordenar a política econômica e monetária mundial). Assim, a BRICS tornou-se


uma organização composta por cinco países, sendo que um deles foi admitido em abril
de 2011, tendo sido, então, acrescentado o “S” no final da sigla. Os países que formam
essa organização são:
a. Brasil, República Tcheca, Índia, Chile e Senegal.
b. Brasil, Romênia, Indonésia e Colômbia e Sérvia.
c. Brasil, Ruanda, Islândia e Costa do Marfim e Singapura.
d. Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.
e. Brasil, Reino Unido, Israel e Cabo Verde e Somália.

39. (BB/CESPE/2015/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Em março de 2015, no ranking do BACEN,


o Banco do Brasil ficou em 5º lugar, com 334 reclamações reguladas como procedentes,
para uma base de 55.444.188 clientes. Entre esses registros, há 1 referente à “restrição
à realização da portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas
naturais por recusa injustificada.”
Disponível em: <http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/res/2013/pdf/res_4292_v1_O.pdf>. Disponí-
vel em: <http://www.bcb.gov.br/?PORTABILIDADEFAQ>.

A partir da Resolução 4.292/2013, as instituições financeiras


a. podem cobrar do cliente tarifas para a validação da portabilidade a fim de garantir a
transação.
b. não têm restrição para a realização da portabilidade, já que a operação foi solicitada
pelo cliente.
c. são obrigadas a aceitar o negócio tendo em vista que foram procuradas pelo cliente
que quer fazer a portabilidade.
d. devem emitir boleto para o cliente efetuar pessoalmente o pagamento e com isso
garantir a conclusão da operação de portabilidade.
e. têm até um dia útil para repassar as informações do contrato para que o cliente possa
solicitar a portabilidade da operação para outra instituição financeira.

40. (BB/CESPE/2015/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Em março de 2015, no ranking do BACEN,


o Banco do Brasil ficou em 5º lugar, com 334 reclamações reguladas como procedentes,
para uma base de 55.444.188 clientes. Entre esses registros, há 1 referente à “restrição
à realização da portabilidade de operações de crédito consignado relativas a pessoas
naturais por recusa injustificada.”
Disponível em: <http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/res/2013/pdf/res_4292_v1_O.pdf>. Disponí-
vel em: <http://www.bcb.gov.br/?PORTABILIDADEFAQ>.

A partir da Resolução 4.292/2013, as instituições financeiras

18 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. podem cobrar do cliente tarifas para a validação da portabilidade a fim de garantir a


transação.
b. não têm restrição para a realização da portabilidade, já que a operação foi solicitada
pelo cliente.
c. são obrigadas a aceitar o negócio tendo em vista que foram procuradas pelo cliente
que quer fazer a portabilidade.
d. devem emitir boleto para o cliente efetuar pessoalmente o pagamento e com isso
garantir a conclusão da operação de portabilidade.
e. têm até um dia útil para repassar as informações do contrato para que o cliente possa
solicitar a portabilidade da operação para outra instituição financeira.

41. (BRDE/FUNDATEC/2015) Aplicar, em finalidade diversa da prevista em lei ou contrato,


recursos provenientes de financiamento concedido por instituição financeira oficial ou
por instituição credenciada para repassá-lo constitui crime contra o Sistema Financeiro
Nacional. De acordo com o Banco Central do Brasil, analise as assertivas abaixo:

I – Empréstimo é um contrato entre o cliente e a instituição financeira pelo qual ele recebe
uma quantia que deverá ser devolvida ao banco em prazo determinado, acrescida dos
juros acertados. Os recursos obtidos no empréstimo não têm destinação específica.
II – Empréstimo e financiamento têm características semelhantes e destinações específicas.
III – O financiamento é um contrato entre o cliente e a instituição financeira, mas com des-
tinação específica dos recursos tomados. Constitui-se crime contra o Sistema Finan-
ceiro Nacional aplicar, com finalidade diversa da prevista em lei ou contrato, recursos
provenientes de financiamento concedido por instituição financeira oficial ou por insti-
tuição credenciada para repassá-lo.
IV – As normas do Conselho Monetário Nacional garantem ao cliente o direito à liquida-
ção antecipada com redução proporcional dos juros. As instituições financeiras devem
informar as condições para essa antecipação.
V – Custo Efetivo Total representa o custo total de uma operação de empréstimo ou de
financiamento e deve ser informado ao cliente pela instituição financeira. O Custo Efe-
tivo Total deve ser expresso na forma de taxa percentual anual, incluindo todos os
encargos e despesas das operações.
VI – As taxas de juros são aquelas praticadas no mercado, variando de instituição para
instituição, não detendo o Banco Central atribuição legal para fixá-las ou intervir para
alterá-las.

Quais estão corretas?

19 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. Apenas I, III e VI.


b. Apenas II, IV e VI.
c. Apenas II, IV e V.
d. Apenas I, II, V e VI.
e. Apenas I, III, IV, V e VI.

42. (BB/CESGRANRIO/2015) O Grupo dos Vinte (G20 financeiro) reúne, anualmente, os


líderes das principais economias avançadas e emergentes do mundo a fim de enfren-
tar os desafios econômicos e globais, enquanto os Ministros de Finanças do G20 e os
dirigentes dos Bancos Centrais se reúnem várias vezes durante cada ano. Em 2014, a
Cúpula de Líderes ocorreu na Austrália, em Brisbane, em novembro, sendo sua agenda
focada na promoção do crescimento econômico mais forte, através da melhoria nos
resultados comerciais e de emprego, e em tornar a economia mundial mais resistente
para lidar com choques futuros. A presidência do G20, para garantir a continuidade dos
trabalhos, opera com um esquema tripartite, denominado Troica, que, na reunião de
2014, foi composto por representantes da Austrália,
a. dos Estados Unidos e do México
b. da Inglaterra e dos Estados Unidos
c. da Inglaterra e da Turquia
d. do México e da Rússia
e. da Rússia e da Turquia

43. (BB/CESGRANRIO/2015) Os Fundos de Renda Fixa, por vezes, são os ativos mais ren-
táveis para o investidor, superando os CDBs e o dólar comercial. No enfoque técnico-con-
ceitual, um fundo de investimento é constituído pelo total dos recursos de muitos inves-
tidores, com objetivos semelhantes, convertido em cotas, que são divididas entre esses
mesmos investidores, denominados cotistas, tornando cada um deles dono de uma parte
do fundo, proporcional ao valor que investiu. Nesse contexto, o fundo de investimento
que pode investir em diversas classes de ativos, tais como títulos públicos e privados,
pré-fixados ou pós-fixados, derivativos, câmbio e ações, com grau de risco graduado de
alto a muito alto, conforme a sua política de investimentos, é denominado Fundo
a. de Ações
b. de Curto Prazo
c. de Multimercados
d. de Renda Fixa
e. Referenciado

20 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

44. (BB/CESGRANRIO/2015) A taxa de inflação acumulada em 12 meses encontra-se pró-


xima do teto da meta inflacionária. Um dos instrumentos da política monetária que o BC
tem disponível para reduzir a inflação é a(o)
a. venda de títulos públicos no mercado aberto.
b. redução da taxa de compulsórios junto ao sistema bancário.
c. redução da taxa de redesconto para empréstimos de liquidez.
d. redução da taxa básica de juros (Selic).
e. alongamento de prazos de dívidas junto aos bancos.

45. (BB/CESGRANRIO/2015) Uma das características positivas do boom imobiliário que o


país vivenciou na última década e parte da atual foi proporcionar a diversas famílias a
conquista da casa própria. A Caixa Econômica Federal (CEF) teve papel importante na
concessão de empréstimos, mas as funções da CEF são muito maiores dentro do Sis-
tema Financeiro Habitacional (SFH). Nesse sentido, NÃO é atribuição da CEF
a. disciplinar o acesso das instituições de crédito imobiliário ao mercado nacional
de capitais.
b. orientar, disciplinar e controlar o SFH.
c. prestar garantias em financiamentos obtidos, no país ou no exterior, pelas instituições
integrantes do SFH, com necessidade de aprovação pelo Banco Nacional de Habi-
tação (BNH).
d. estimular a elaboração e a implementação de projetos relacionados à indústria de
material de construção civil.
e. estimular e controlar a formação e a aplicação de poupanças destinadas ao planeja-
mento, produção e comercialização de habitações em território nacional.

46. (BB/CESGRANRIO/2015) A autonomia operacional do Banco Central (BC) tem sido um


tema de debate entre os economistas. Nesse sentido, muitos analistas consideram que a
condução da política monetária, atribuição do BC, pode eventualmente sofrer interferên-
cia de instâncias superiores do governo, em especial, no estabelecimento da meta infla-
cionária. Tal conclusão deriva do fato de que o estabelecimento dessa meta é atribuição
a. unicamente do presidente do BC, que pode sofrer pressões para estimular uma meta
mais elevada.
b. do Conselho Monetário Nacional (CMN), formado pelos ministros da Fazenda e do
Planejamento, Orçamento e Gestão e pelo presidente do BC.
c. da equipe econômica definida pelo presidente da República, que anualmente se reúne
para fixar a meta inflacionária, e o BC que deve persegui-la através da política de juros.
d. do presidente do BC e dos bancos públicos, dentre eles o Banco do Brasil, que defi-
nem as taxas de inflação para um prazo de dois anos.

21 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

e. do Comitê de Política Monetária (Copom), que define a meta inflacionária anual-


mente e a meta da taxa de juros a ser alcançada para que a taxa de inflação convirja
para sua meta.

47. (BB/GCO/2015) Em 23.08.2012, o Banco Central colocou em circulação as novas cédu-


las de 20 e 10 reais pertencentes à Segunda Família do Real. As novas cédulas pos-
suem diversos elementos de segurança de fácil identificação, semelhantes aos que apa-
recem nas novas notas de 50 e 100 reais, como a marca d’água e o número escondido.
Como novidade, pode ser destacado(a):
a. o chip que permite rastrear onde a cédula está circulando.
b. o elemento brilhante que pisca quando submetido à luz solar.
c. a mudança da expressão “Deus seja louvado” para “Deus seja amado”.
d. o número que muda de cor no canto superior direito. Ao movimentar a nota, a cor do
numeral correspondente ao valor da cédula muda do azul para o verde.
e. a possibilidade de transferência eletrônica dessas novas cédulas.

48. (BB/GCO/2015) Em razão de problema de fabricação, na produção de um pequeno lote


de moedas de 50 centavos, essas moedas não têm curso legal, ou seja, não têm valor de
circulação. O Banco Central do Brasil esclarece que essas moedas não têm curso legal,
ou seja, não têm valor de circulação. Caso alguém receba alguma dessas moedas com
defeito poderá trocá-la,
a. a qualquer tempo, no Banco Central do Brasil, pelo valor individual de 50 centavos.
b. a qualquer tempo, em qualquer agência bancária, pelo valor individual de 50 centavos.
c. a qualquer tempo, em qualquer agência bancária, pelo valor individual de 5 centavos.
d. a qualquer tempo, no Banco Central do Brasil, pelo valor individual de 5 centavos.
e. após ser avaliada por meio de inspeção visual e tátil realizada por perito do Banco
Central do Brasil.

49. (BB/GCO/2015) A Casa da Moeda do Brasil emitiu comunicado sobre defeito na produ-
ção de um pequeno lote de moedas de 50 centavos. O Banco Central do Brasil esclarece
que o defeito consiste em aparecer incorretamente
a. o valor de face de 5 centavos no anverso (Face).
b. a efígie de Barão do Rio Branco – estadista, diplomata e historiador brasileiro no
anverso (Face).
c. a efígie representativa da República no anverso (Face).
d. o valor de face de 10 centavos no reverso (Coroa).
e. o valor de face de 5 centavos no reverso (Coroa).

22 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

50. (BB/GCO/2015) Toda cédula danificada só vale para ser depositada, trocada ou utilizada
para pagamento em agência de qualquer banco comercial, que a enviará ao Banco Cen-
tral para ser destruída. Acerca desse assunto, pode-se afirmar que
a. tem valor um fragmento com mais da metade do tamanho original.
b. tem valor qualquer pedaço de cédula.
c. tem valor uma cédula fragmentada se todos os pedaços estiverem colados em sequ-
ência, mesmo que não haja um pedaço com mais da metade do tamanho do tama-
nho original.
d. um fragmento de cédula não tem valor algum, independentemente do seu tamanho.
e. só tem valor o fragmento onde apareça nitidamente a expressão “Deus seja louvado”.

51. (BB/GCO/2015) O Meio Circulante Brasileiro é conjunto de cédulas e moedas com poder
liberatório (inclusive comemorativas) de posse do público e dos bancos. Os bancos são
obrigados a receber moedas metálicas para depósitos
a. no limite definido pelo CMN.
b. em quantidade idêntica à das cédulas de papel-moeda que estiverem sendo
depositadas.
c. sem limite.
d. até o limite de 100 moedas de cada valor.
e. somente se as moedas estiverem separadas em lotes exatos de 100 moedas.

52. (BB/GCO/2015) O Meio Circulante Nacional corresponde às cédulas e moedas metá-


licas (inclusive as comemorativas) do padrão monetário Real, que estão em poder do
público e da rede bancária, constituindo o meio circulante nacional. Nesse sentido, os
bancos são obrigados a receber moedas quando um cliente efetua pagamento de algum
compromisso financeiro?
a. Não, tendo em vista o grande custo para armazenamento.
b. Sim, em qualquer quantidade.
c. Não, tendo em vista a restrição imposta pelo BCB.
d. Sim, até o limite de 100 moedas de cada valor.
e. Sim, sem limite de quantidade nem de valor, conforme Resolução do CMN.

53. (BB/GCO/2015) Um devedor pode transferir a sua dívida para outra instituição financeira
por meio do procedimento denominado “portabilidade de crédito”. Para isso, a nova ins-
tituição financeira quita a dívida que o cliente possuía, remetendo diretamente à outra
instituição financeira o valor correspondente ao saldo devedor. Esse valor será remetido
à antiga instituição financeira
a. mediante a entrega de um cheque administrativo emitido pela instituição que está rece-
bendo a dívida.

23 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

b. mediante a transferência da conta de reserva bancária da nova instituição para a


daquela onde estava a dívida do cliente.
c. por meio da Transferência Eletrônica Disponível (TED), que está sujeita ao pagamento
de tarifa estipulada pelo CMN.
d. por meio da Transferência Eletrônica Disponível (TED), observado o limite de valor
definido pela Febraban.
e. exclusivamente por meio da Transferência Eletrônica Disponível (TED), sem limita-
ção de valor.

54. (BB/GCO/2015) A “portabilidade de crédito” permite que um devedor transfira a sua


dívida para outra instituição financeira. Isso ocorre por iniciativa do cliente que
a. fica desobrigado de quitar o valor total da dívida com a instituição com quem já tem o
empréstimo ou financiamento.
b. fica obrigado a quitar o valor total da dívida com a instituição com quem já tem o
empréstimo ou financiamento.
c. fica obrigado a quitar parte do valor total da dívida com a instituição com quem já tem
o empréstimo ou financiamento.
d. considera inadequado o atendimento que vem recebendo o banco.
e. tem interesse de antecipar o pagamento de algumas parcelas de sua dívida.

55. (BB/GCO/2015) A “portabilidade de crédito” possibilita a transferência de dívidas de uma


instituição financeira para outra, por iniciativa
a. do cliente.
b. da instituição com quem já tem o empréstimo ou financiamento.
c. da instituição para onde a dívida vai ser transferida.
d. da Febraban.
e. do Banco Central do Brasil.

56. (BB/GCO/2015) A “portabilidade de crédito” é a possibilidade de transferência de ope-


rações de crédito (empréstimos e financiamentos) e de arrendamento mercantil de uma
instituição financeira para outra, por iniciativa do cliente, mediante liquidação antecipada
da operação na instituição original. Para realizar a portabilidade de sua dívida, inicial-
mente o cliente devedor precisa
a. obter autorização da instituição onde já tem empréstimo.
b. obter autorização do Banco Central do Brasil.
c. comprovar sua condição de desempregado.

24 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

d. obter o valor total da dívida com a instituição com quem já tem o empréstimo ou
financiamento.
e. quitar o valor total da dívida com a instituição com quem já tem o empréstimo ou
financiamento.

57. (BB/PROF. EDGAR ABREU/2015) A nova lei traz outras dificuldades ao crime de cola-
rinho branco, além daqueles eventualmente praticados por cartolas do futebol. Antes, o
enquadramento só era possível se houvesse tráfico de drogas, armas, terrorismo, crime
contra a administração pública e ordem financeira. "Qualquer dissimulação de valores
de qualquer origem ilícita permitirá a ação penal por ________________. Isso igualaria
nossa legislação à de países como Estados Unidos, México, Suíça, França e Itália, entre
outros", explicou o senador Eduardo Braga, relator do projeto. (Fonte: UOL Economia em
09.07.2012). A nova lei na qual se refere o texto é sobre:
a. solicitação e utilização de cartões de crédito
b. abertura e movimentação de contas bancárias
c. Declaração de Imposto de Renda
d. Isenção Fiscal
e. Lavagem de Dinheiro

58. (BB/PROF. EDGAR ABREU/2015) O ________________ funcionará da seguinte


forma: quando uma pessoa, ou empresa, desejar buscar crédito em uma instituição
financeira, ou estabelecer relação comercial com outra parte, poderá autorizá-la a aces-
sar seus dados em cadastro específico. Se for "bom pagador", o tomador do crédito terá
como provar que tem as contas em dia e, deste modo, solicitar taxas de juros mais bara-
tas. (Fonte: G1 em 18.10.2012). O texto refere-se a criação do(e)
a. Cadastro de Ficha Limpa.
b. Cadastro Negativo.
c. Cadastro Positivo.
d. Novo Sistema de Proteção ao Crédito - SPC.
e. Cadastro dos Clientes Ricos.

59. (BB/PROF. EDGAR ABREU/2015) O Banco Central (BC) anunciou na noite desta sexta-
-feira uma flexibilização dos recolhimentos compulsórios dos bancos sobre depósitos do
público. A alíquota adicional sobre depósitos à vista, criada em 2002, foi zerada. Até hoje,
estava em 6%. Cai também, de 12% para 11%, o compulsório adicional sobre depósitos
a prazo. A medida surtirá efeito a partir de 29 de outubro, (Fonte: Valor, 14.09.2012). O
objetivo do Banco Central do Brasil com essa decisão é
a. aumentar o déficit nas contas de reserva internacional.
b. aumentar as exigências e a fiscalização exercida pelo BACEN sobre os bancos.

25 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

c. enxugar o mercado.
d. aumentar a liquidez do mercado interbancário.
e. reduzir a liquidez do mercado interbancário.

60. (BB/PROF. EDGAR ABREU/2015) No mês passado (setembro de 2012), segundo


informações do Banco Central, os depósitos na caderneta somaram R$ 93,74 bilhões,
enquanto as retiradas foram de R$ 87,79 bilhões. Com o ingresso de R$ 5,95 bilhões
na poupança em setembro, o volume total de recursos na caderneta alcançou R$ 473
bilhões, contra R$ 465 bilhões em agosto, (Fonte G1 em 04.10.2012). O texto acima
refere-se a(o):
a. aumento do volume depositado em Cadernetas de Poupança, fato que já era esperado pelo
mercado depois das mudanças no sistema de rentabilidade e da redução via taxa de juros.
b. redução do volume depositado em Cadernetas de Poupança, fato que já era espe-
rado pelo mercado depois das mudanças no sistema de rentabilidade e da redução da
taxa de juros.
c. aumento do volume depositado em Cadernetas de Poupança, o que é uma contradição
considerando as mudanças no sistema de rentabilidade e a redução de taxa de juros.
d. redução do volume depositado em Cadernetas de Poupança, o que é uma contradição
considerando as mudanças no sistema de rentabilidade e a redução da taxa de juros.
e. aumento nos depósitos de Poupança, fruto do crescimento da economia e das melho-
rias da rentabilidade da poupança imposta ao mercado desde maio de 2012.

61. (BB/GCO/2015) O Cadastro Positivo é o registro da pontualidade no pagamento de suas


contas – crediários, financiamentos, água, luz, telefone e outras contas, como a escola,
por exemplo. A respeito desse assunto, examine os itens abaixo.

I – Tem importância para a bancarização da população em geral, em especial para quem


não tem conta em banco.
II – Possibilitará o acesso de pessoas a taxas de juros menores.
III – Englobará dados sobre o pagamento de contas mensais (como água, luz, telefone, por
exemplo) e compras feitas em redes varejistas, entre outros.
IV – É administrado pela iniciativa privada, sem exclusividade.

Estão corretos os itens:

26 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. I e III, apenas.
b. II e IV, apenas.
c. I, II, III e IV.
d. II e III, apenas.
e. I e II, apenas.

62. (BB/GCO/2015) O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou medida que autoriza a
troca de moeda estrangeira em caixas eletrônicos (terminais de autoatendimento), que
funcionariam em operações de câmbio. Essa medida irá permitir
a. o pagamento de carnê emitido em moeda estrangeira.
b. o saque de recursos em moeda estrangeira.
c. transferências internacionais e a troca de moeda estrangeira por moeda nacional e
vice-versa.
d. a troca de moeda estrangeira por moeda nacional e vice-versa.
e. a troca de moeda estrangeira por moeda nacional e vice-versa sem a necessidade de
identificar o cliente.

63. (BB/GCO/2015) O CMN autoriza a troca de real por dólar em caixas eletrônicos, com
vistas a simplificar o câmbio por conta de eventos esportivos. A respeito desse assunto,
analise os seguintes itens.

I – O limite por operação é de US$ 3 mil.


II – As máquinas poderão trocar moeda estrangeira por moeda nacional e vice-versa.
III – Os clientes não terão que ser identificados.
IV – A responsabilidade legal pelas transações são das instituições financeiras autorizadas
a operar no mercado cambial.

Estão corretos:
a. I, II, III e IV.
b. I, II e IV, apenas.
c. I e III, apenas.
d. II e III, apenas.
e. I e II, apenas.

27 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

64. (BB/GCO/2015) Na primeira fase do Programa Minha Casa Minha Vida, foram con-
tratadas mais de 1 milhão de moradias. Após esse sucesso, pretende-se construir, na
segunda fase, 2 milhões de casas e apartamentos até 2014. Esse programa contempla
a. somente os imóveis urbanos.
b. somente os imóveis rurais.
c. somente os inscritos no Programa Bolsa Família.
d. as famílias que tenham no máximo dois filhos.
e. os imóveis urbanos e rurais.

65. (BB/GCO/2015) O Minha Casa Minha Vida é um programa que tem transformado o sonho
da casa própria em realidade para muitas famílias brasileiras. Trata-se de uma iniciativa
a. dos prefeitos de municípios de baixa renda.
b. dos governadores dos estados do Nordeste.
c. do Congresso Nacional.
d. do governo federal.
e. da OEA – Organização dos Estados Americanos.

66. (BB/GCO/2015) Os empréstimos e os financiamentos são contratados junto a instituição


financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil a operar. A respeito das taxas de juros
cobradas pelos bancos, examine as seguintes afirmações:

I – é a remuneração do capital emprestado.


II – são aquelas praticadas no mercado, variando de instituição para instituição.
III – são limitadas pelas autoridades monetárias.
IV – são definidas pelo Copom em reuniões realizadas com a periodicidade em torno
de 45 dias.

Estão corretos os itens:


a. I, II, III e IV.
b. I, II e IV, apenas.
c. I e III, apenas.
d. II e III, apenas.
e. I e II, apenas.

67. (BB/GCO/2015) O empréstimo bancário não tem destinação específica dos recursos,
mas o financiamento tem destinação específica dos recursos prevista em contrato,
que pode ser para a compra de um veículo ou imóvel, por exemplo. Na contratação de
empréstimo ou financiamento, o Banco Central do Brasil recomenda que:

28 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

I – procure sempre uma instituição autorizada pelo Banco Central


II – faça depósito inicial para obter empréstimos, principalmente, quando for em contas de
pessoas físicas.
III – não efetue empréstimos com empresas desconhecidas, em especial com aquelas que
veiculam anúncios em jornais e internet.
IV – não desconfie de ofertas de crédito muito vantajosas.

Estão corretos os itens


a. I, II, III e IV.
b. I, II e IV, apenas.
c. I e III, apenas.
d. II e III, apenas.
e. III e IV, apenas.

68. (BB/GCO/2015) A liquidação antecipada de dívidas pode ser feita junto a várias institui-
ções autorizadas pelo Banco Central do Brasil a funcionar, exceto:
a. administradoras de consórcios.
b. bancos.
c. cooperativas de crédito.
d. sociedades de arrendamento mercantil.
e. sociedades de crédito, financiamento e investimento.

69. (BB/GCO/2015) A liquidação antecipada possibilita ao cliente quitar sua dívida


a. sem a redução de juros.
b. com a redução do valor do principal devido.
c. com a redução proporcional de juros.
d. com a redução da taxa de juros.
e. com a redução dos tributos incidentes na operação.

70. (BB/GCO/2015) O Custo Efetivo Total (CET) de uma operação deve englobar
a. a taxa de juros, quando ela for pós-fixada.
b. o spread bancário da operação.
c. a tarifa relativa à elaboração da ficha cadastral do cliente.
d. o IOF incidente na operação.
e. a taxa de juros, as tarifas, os tributos, os seguros e outras despesas a serem cobradas
do cliente.

29 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

71. (BB/GCO/2015) O Custo Efetivo Total (CET) de uma operação deve

I – ser informado antes da contratação de operações de crédito e de arrendamento


mercantil.
II – ser informado a qualquer outro momento, a pedido do cliente.
III – constar dos informes publicitários das instituições.
IV – ser expresso na forma de taxa percentual anual.

Estão corretos os itens


a. I, II, III e IV.
b. I, II e IV, apenas.
c. I e II, apenas.
d. II e III, apenas.
e. III e IV, apenas.

72. (BB/GCO/2015) O Custo Efetivo Total (CET) de uma operação contratada ou ofertada a
pessoas físicas, microempresas ou empresas de pequeno porte, corresponde
a. aos juros incidentes nas operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro.
b. a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito e de arrenda-
mento mercantil financeiro.
c. aos custos de captação das operações de crédito e de arrendamento mercantil
financeiro.
d. às tarifas cobradas nas operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro.
e. ao spread bancário das operações de crédito e de arrendamento mercantil financeiro.

73. (BB/GCO/2015) A regulamentação do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central


do Brasil determina que os bancos são responsáveis pelas cédulas disponibilizadas em
terminais eletrônicos. Na hipótese de o caixa eletrônico disponibilizar nota manchada de
rosa, o banco
a. está livre de qualquer punição caso fique comprovado que não houve qualquer relaxa-
mento nos procedimentos de segurança.
b. será ressarcido pelo BCB.
c. não tem a obrigação de trocar a cédula sacada por cliente.
d. poderá sofrer punição administrativa.
e. deverá aguardar laudo do BCB para efetuar a troca solicitada por cliente.

30 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

74. (BB/GCO/2015) Em caso de saque de nota manchada nos terminais 24 horas, o cidadão
deve procurar qualquer agência de seu banco para efetuar a troca, cabendo
a. simplesmente dirigir-se ao banco, que é obrigado a trocar o dinheiro manchado ime-
diatamente.
b. apresentar o extrato bancário comprovando o saque.
c. efetuar o registro de boletim de ocorrência junto à delegacia policial local.
d. apresentar requerimento por escrito com firma reconhecida em cartório.
e. apresentar duas testemunhas que comprovem o saque no terminal de autoatendimento.

75. (BB/GCO/2015) Como forma de coibir os ataques aos caixas eletrônicos de terminais de
autoatendimento, os bancos adotaram o procedimento de jogar tinta rosa nas cédulas no
momento da explosão. No que diz respeito a essas notas manchadas, o cidadão
a. tem que aceitá-las, desde que estejam com o carimbo de validade do BCB.
b. é obrigado a aceitá-las.
c. não deve aceitá-las.
d. ao recebê-las, deverá entregá-las ao BCB.
e. mesmo estando desobrigado de aceitá-las, poderá aceitá-las para ser reembolsado
junto ao Banco do Brasil.

76. (BB/GCO/2015) Notas em circulação com manchas de tinta rosa denotam a possibili-
dade de essas cédulas serem provenientes de
a. pagamento efetuado por um fabricante de tintas.
b. ação criminosa (furto).
c. alguma série produzida pela Casa da Moeda com defeito.
d. produção comemorativa de algum evento festivo de âmbito nacional.
e. mudança verificada nas cédulas por conta do novo padrão da Segunda Família do Real.

77. (BB/GCO/2015) A Sexta Cúpula dos países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e
África do Sul) ocorreu em julho de 2014, na cidade de Fortaleza (CE). Uma das principais
medidas tomadas foi a decisão de
a. construir um monumento para homenagear os presidentes dos países do BRICS.
b. elaborar o PFIT – Plano de Fortalecimento e Incentivo do Turismo entre os
países do BRICS.
c. formatar o PIE – Plano de Intercâmbio de Estudantes nascidos nos países do BRICS.
d. criar o NBD – Novo Banco de Desenvolvimento
e. promulgar o PAC – Protocolo Ambiental Comum.

31 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

78. (BB/GCO/2015) A Sexta Cúpula do BRICS aconteceu nos dias 15 e 16.07.2014, na


cidade de Fortaleza (CE). A Sétima Cúpula foi marcada para julho de 2015 na cidade de
a. Ufa, na Rússia.
b. Shangai, na China.
c. Rio de Janeiro, no Brasil.
d. Cidade do Cabo, na África do Sul.
e. Calcutá, na Índia.

79. (BB/GCO/2015) O Mercosul tem por objetivo, exceto:


a. criar um mercado comum com livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos.
b. adotar uma política externa comum.
c. coordenar posições conjuntas em foros internacionais.
d. coordenar políticas macroeconômicas e setoriais.
e. harmonizar legislações internacionais, tendo em vista uma maior integração com
outros países do mundo.

80. (BB/GCO/2015) A reforma do SPB permitiu a introdução da TED (Transferência Eletrônica


Disponível), que tornou possível a conclusão da transferência de fundos entre bancos
a. no mesmo dia.
b. após a compensação do cheque depositado.
c. na véspera da transferência.
d. no dia seguinte ao da transferência.
e. com garantia do BCB.

81. (BB/GCO/2015) O BCB comemorou, em 03.05.2012, os 10 anos da reestruturação do


Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB), cujo marco principal foi a implantação do STR
(Sistema de Transferência de Reservas), que permite
a. ao BCB bloquear valores na conta de reserva bancária de qualquer banco.
b. a um banco efetuar débitos na conta de reserva bancária de outro banco.
c. a liquidação de obrigações interbancárias em menos tempo.
d. a qualquer pessoa abrir uma conta de reserva bancária no BCB.
e. ampliar o risco sistêmico bancário.

32 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

82. (BB/GCO/2015) O BCB vem recebendo frequentes solicitações de informações a res-


peito de pretensos títulos ou documentos denominados “Certidão Conjunta de Valor Atu-
alizado”, “Certificado de Repactuação” e “Declaração de Autenticidade”, apresentados
com o logotipo da Autarquia e com assinaturas que pretendem ser de seus diretores e
de outras autoridades brasileiras. Esses documentos são falsos. A respeito de emissão
de títulos pelo Banco Central do Brasil, pode-se afirmar que atualmente o BCB
a. pode emitir títulos, desde que os mantenha custodiados no Selic.
b. emite títulos, se autorizado pelo CMN por meio de uma Resolução.
c. emite qualquer tipo de título.
d. está proibido de emitir qualquer tipo de título.
e. repassou à CVM a possibilidade de emitir qualquer tipo de título.

83. (BB/GCO/2015) O BCB vem recebendo informações sobre pessoas que, se fazendo
passar por servidores da autarquia, entram em contato com prefeituras para tratar de
débitos decorrentes de processos judiciais e solicitam que sejam efetuados depósitos
judiciais. Esse procedimento é uma tentativa de fraude, visto que os funcionários do BCB
não podem determinar o bloqueio ou o desbloqueio de valores e/ou contas bancárias.
Quem possui essa prerrogativa é
a. o governador de estado.
b. o presidente da república.
c. o presidente do CMN.
d. a autoridade judiciária (juízes e tribunais).
e. o presidente do Senado Federal.

84. (BB/GCO/2015) Golpistas apresentando-se indevidamente como servidores do BCB têm


realizado contato com prefeituras para tratar de débitos decorrentes de processos judi-
ciais. Nessa hora solicitam que sejam efetuados pretensos “depósitos judiciais” como
forma de evitar:
a. a destituição do prefeito.
b. a intervenção no município.
c. o bloqueio das contas bancárias da municipalidade.
d. o pagamento de multas.
e. a interrupção de repasses de recursos do governo.

33 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

85. (BB/GCO/2015) No dia a dia, as pessoas estão sujeitas às mais variadas formas de
golpes aplicados por elementos mal-intencionados. Uma forma de golpe tem sido apre-
sentar-se indevidamente como representante do presidente do Banco Central solicitando
informações sobre dirigentes de empresas. Esse contato ocorre mediante:
a. encontro pessoal.
b. ligação telefônica.
c. envio de telex.
d. envio de correspondência.
e. a edição de resolução.

86. (BB/GCO/2015) O CMN – Conselho Monetário Nacional e o COPOM – Comitê de Polí-


tica Monetária são dois importantes órgãos integrantes do Sistema Financeiro Nacional,
possuindo as seguintes características:

I – Todos os componentes do CMN também fazem parte do COPOM.


II – O CMN realiza 12 reuniões ordinárias a cada ano, uma a cada mês.
III – O CMN reúne-se ordinariamente exatamente a cada 30 dias.
IV – O COPOM reúne-se ordinariamente com a periodicidade em torno de 45 dias.

Estão corretas as alternativas


a. I, somente.
b. I e II, somente.
c. I, II e III, somente.
d. II, III e IV, somente.
e. II e IV, somente.

87. (BB/GCO/2015) O Banco Central do Brasil adota como instrumento de política monetária
a. a meta para a Taxa Selic divulgada pelo Copom.
b. a fiscalização das instituições financeiras.
c. a fixação das tarifas cobradas pelas instituições financeiras.
d. o controle das operações no mercado de câmbio.
e. o recolhimento compulsório sobre as operações de crédito rural.

34 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

88. (BB/GCO/2015) O Sistema Financeiro Nacional tem na sua composição, como entidade
supervisora,
a. o BNDES – Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Federal.
b. o Banco Central do Brasil.
c. o Banco do Brasil.
d. o Conselho Monetário Nacional.
e. o COPOM – Comitê de Política Monetária.

89. (BB/CESPE/2014/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Desde maio de 2014, está em vigor a


Resolução Bacen 4292 que dispõe sobre a portabilidade de operações de crédito realiza-
das com pessoas naturais. Esse processo ficou mais fácil e menos oneroso para que os
titulares de operações de crédito tomem a decisão de transferir suas dívidas de um banco
para outro.
Disponível em: <http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/res/2013/pdf/res_4292_v1_o.pdf >. Acesso
em: 14.09.2014.

Com relação à operacionalização dessa disposição legal, afirma-se que


a. os custos relacionados à troca de informações e à transferência de recursos entre as
instituições proponente e credora original serão repassados ao devedor.
b. a instituição proponente pode encaminhar requisição de portabilidade à instituição cre-
dora original, mesmo sem que a solicitação do devedor seja formalizada.
c. o demonstrativo da evolução do saldo devedor não é uma informação obrigatória de
ser fornecida ao devedor quando no exercício de seu direito à portabilidade do crédito.
d. a transferência de recursos da instituição proponente para a instituição credora original
deve ser realizada exclusivamente por meio de Transferência Eletrônica Disponível
(TED) específica.
e. a requisição de portabilidade que deverá ser encaminhada à instituição credora origi-
nal tem que conter duas datas de referência para o cálculo do saldo devedor da ope-
ração quando se tratar de operação de crédito imobiliário.

90. (BB/CESPE/2014/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Desde maio de 2014, está em vigor a


Resolução Bacen 4292 que dispõe sobre a portabilidade de operações de crédito reali-
zadas com pessoas naturais. Esse processo ficou mais fácil e menos oneroso para que
os titulares de operações de crédito tomem a decisão de transferir suas dívidas de um
banco para outro.
Disponível em: <http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/res/2013/pdf/res_4292_v1_o.pdf >. Acesso
em: 14.09.2014.

Com relação à operacionalização dessa disposição legal, afirma-se que

35 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. os custos relacionados à troca de informações e à transferência de recursos entre as


instituições proponente e credora original serão repassados ao devedor.
b. a instituição proponente pode encaminhar requisição de portabilidade à instituição cre-
dora original, mesmo sem que a solicitação do devedor seja formalizada.
c. o demonstrativo da evolução do saldo devedor não é uma informação obrigatória de
ser fornecida ao devedor quando no exercício de seu direito à portabilidade do crédito.
d. a transferência de recursos da instituição proponente para a instituição credora original
deve ser realizada exclusivamente por meio de Transferência Eletrônica Disponível
(TED) específica.
e. a requisição de portabilidade que deverá ser encaminhada à instituição credora origi-
nal tem que conter duas datas de referência para o cálculo do saldo devedor da ope-
ração quando se tratar de operação de crédito imobiliário.

91. (BB/CESPE/2014/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Um cliente do banco Verde S.A. procurou


o Banco do Brasil para negociar a portabilidade de sua operação de crédito com daquele
banco para o BB. Ao atendê-lo, o funcionário esclareceu os procedimentos que envol-
vem o processo de portabilidade.
Em relação a essa operação de portabilidade de crédito, o BB deve
a. disponibilizar ao cliente procedimentos alternativos a Resolução 4.292 do CMN.
b. informar ao banco Verde S.A. a decisão de desistência do devedor em até dois
dias úteis.
c. solicitar ao banco Verde S.A. a transferência dos recursos necessários à efetivação da
portabilidade.
d. acatar obrigatoriamente a solicitação do cliente e encaminhar a requisição de portabi-
lidade ao banco Verde S.A.
e. encaminhar requisição de portabilidade ao banco Verde S.A. com o número do con-
trato objeto da operação, desde que a proposta seja aprovada pelo BB.

92. (BB/CESPE/2014/CERTIFICAÇÃO INTERNA) O Mercado Comum do Sul (Mercosul)


constituiu uma etapa importante nos esforços de integração econômica da América
Latina e teve seu marco histórico no Tratado de Assunção, firmado em 26 de março de
1991, na capital paraguaia, pelos presidentes do Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai e
seus respectivos ministros de Relações Exteriores.
Disponível em: <http://www.camara.gov.br/mercosul/Outros/Historico.htm>. Acesso em:
13.09.2014 (com adaptações).

Com base nesse contexto, é considerada uma meta prevista, quando da criação do
Mercosul, a

36 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. manutenção das políticas comerciais próprias dos países em relação a terceiros esta-
dos, porém com a coordenação do grupo sobre posições em foros econômicos e
comerciais regionais e internacionais.
b. unificação das legislações dos Estados Partes, nas áreas de comércio exterior, indus-
trial, fiscal, monetária, cambial, entre outras, a fim de assegurar condições adequadas
de concorrência entre os países membros.
c. promoção do desenvolvimento científico e tecnológico dos Estados Partes, de forma
a modernizar suas economias para ampliar a oferta e a qualidade dos bens e serviços
disponíveis, por meio da liberação de licenças e patentes.
d. unificação de políticas macroeconômicas e setoriais entre os Estados Partes de comér-
cio exterior, industrial, fiscal, monetária, cambial, entre outras, a fim de assegurar con-
dições adequadas de concorrência entre os países membros.
e. livre circulação de bens, serviços e fatores produtivos entre os países, através, entre
outros, da eliminação dos direitos alfandegários e restrições não tarifárias à circulação
de mercadorias e de qualquer outra medida de efeito equivalente.

93. (BB/CESPE/2014/CERTIFICAÇÃO INTERNA) O Mercado Comum do Sul (Mercosul) foi


instituído pelo Tratado de Assunção, assinado em 26 de março de 1991 por Argentina,
Brasil, Paraguai e Uruguai, e tem o objetivo de promover o desenvolvimento desses
quatro países, mediante a conformação de um espaço econômico ampliado e, conse-
quentemente, uma inserção mais competitiva na economia internacional.
LUZ, R. Relações Econômicas Internacionais. 3. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011, p. 273-309
(com adaptações).

Em relação ao Mercosul, identifica-se como sua característica


a. a maior proximidade, em seu estágio atual de integração, com uma união aduaneira,
apesar de seu acordo constitutivo prever o estabelecimento de um mercado comum.
b. a vedação à utilização de cláusulas de salvaguarda pelos países membros, ainda que
para a defesa de indústrias afetadas negativamente pelo processo de integração.
c. a harmonização das políticas macroeconômicas dos países membros, em observância
ao seu acordo constitutivo.
d. a tarifa externa comum, que atinge a totalidade dos produtos do comércio extrabloco.
e. a integração de novos países associados, tais como Chile, Bolívia e Colômbia.

37 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

94. (METRÔ-DF/IADES/2014) A respeito do Sistema Monetário Nacional. assinale a alterna-


tiva CORRETA.
a. A centésima parte do Real, denominada centavo, será escrita sob a forma decimal,
dispensada a vírgula que segue a unidade.
b. As importâncias em dinheiro serão grafadas precedidas do símbolo R$.
c. A moeda de cinco centavos possui a efígie de Dom Pedro I em seu anverso.
d. O Conselho Monetário Nacional é responsável pela emissão das cédulas de Real.
e. A segunda família do Real herdou da primeira a efígie da República.

95. (METRÔ-DF/IADES/2014/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO) Os bancos oferecem diver-


sas formas de movimentação de recursos financeiros. Uma dessas formas é a transfe-
rência de recursos para crédito no mesmo dia, na qual uma pessoa física ou jurídica,
correntista ou não, faz transferências interbancárias de valores, sendo viabilizada por
meio do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).
a. CPMF.
b. DOC.
c. CDB.
d. TED.
e. RDB.

96. (CAU-RJ/IADES/2014/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO) Com o objetivo de coibir o


roubo a caixas eletrônicos, há um dispositivo que mancha as cédulas de rosa, em caso
de ataques a esses equipamentos. Acerca desse assunto, assinale a alternativa correta.
a. O correntista que sacar uma nota manchada deve procurar o gerente da agência
onde sacou o dinheiro e apresentar o extrato bancário para comprovação da origem
dessa nota.
b. O beneficiário do Bolsa Família que não tem conta bancária, se sacar uma nota man-
chada em caixa eletrônico, deve registrar boletim de ocorrência e dirigir-se a qualquer
agência bancária para efetuar a troca.
c. O aposentado que não tem conta em banco e sacar uma nota manchada pode pro-
curar qualquer agência do banco onde sacou o dinheiro e será feita a troca por outra
nota legal.
d. Não há problemas em receber nota manchada de rosa no comércio, pois a nota será
substituída por outra nas agências bancárias, em qualquer situação.
e. O cidadão que receber, sem perceber, uma nota manchada deverá procurar uma agên-
cia bancária, que fará a análise se a mancha é consequência de dispositivo antifurto e,
em caso negativo, o cliente poderá fazer a troca imediatamente.

38 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

97. (BB/CESGRANRIO/2014) Fazem parte do Sistema Financeiro Nacional (SFN) Institui-


ções Financeiras Bancárias e Instituições Financeiras não Bancárias. Nesse enfoque,
pertencem ao grupo das Instituições não Bancárias, dentre outras, os Bancos
a. Múltiplos, com carteira de crédito imobiliário
b. Múltiplos, com carteira comercial
c. Comerciais
d. Cooperativos
e. de Investimento

98. (BB/CESGRANRIO/2014) Nos últimos anos, observou-se que o mercado bancário teve
elevado crescimento e forte acirramento entre as instituições bancárias no desenvolvi-
mento de suas atividades, aumentando, dessa forma, a competição bancária. Um dos
fatores que impulsionaram essa disputa mercadológica, entre as instituições bancárias,
surgiu com a
a. ausência de interesse nas compras de folhas de pagamento
b. redução de taxas de juros dos Títulos Públicos Federais
c. alta das taxas SELIC
d. redução dos níveis de crédito
e. falta de garantia do chamado crédito consignado

99. (BB/CESGRANRIO/2014) No Sistema Financeiro Nacional (SFN), sob o enfoque da


Dinâmica do Mercado, o elemento técnico-conceitual referente à parte da economia
que acompanha o comportamento dos salários e do poder de compra do salário da
população, é a
a. política fiscal
b. política de preços
c. inflação
d. política de rendas
e. taxa de juros

39 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

100. (BB/CESGRANRIO/2014) Em termos teóricos, podem ser conferidas ao Banco Central


diversas atribuições, destacando-se, dentre elas, a de ser o Banco dos Bancos, o Único
Banco Emissor ou o Banqueiro do Governo. Sob o enfoque de Banqueiro do Governo,
o Banco Central deve ser o
a. financiador das obras de infraestrutura da União
b. emprestador de dinheiro para as obras de fomento
c. centralizador do caixa do governo
d. detentor do monopólio de órgão arrecadador da União
e. detentor do monopólio da distribuição do dinheiro

101. (BB/CESGRANRIO/2014) Uma das atribuições do Conselho Monetário Nacional (CMN),


que a Lei No 4.595/1964 estabelece, na qualidade de órgão integrante do Sistema Finan-
ceiro Nacional (SFN), é
a. receber os recolhimentos compulsórios das instituições financeiras
b. realizar as operações de redesconto e empréstimos a instituições financeiras
c. determinar os percentuais do recolhimento compulsório
d. executar os serviços de meio circulante
e. orientar a aplicação dos recursos das instituições financeiras

102. (AGE-RIO/FDC/2014) Criado em 2001, pelo então economista-chefe do Goldman Sachs,


Jim O’Neill, o termo BRICs unia quatro países emergentes (a África do Sul não o inte-
grava inicialmente) com boas perspectivas de crescimento ao longo das décadas seguin-
tes. Passados mais de 10 anos desde a criação da denominação, pode-se afirmar, a
respeito do bloco que:
a. apesar do baixo crescimento dos últimos anos, o Brasil ainda é o segundo país com
melhor desempenho econômico do grupo, atrás apenas da China;
b. nos últimos anos, a China tem suportado o crescimento dos integrantes do bloco com
a alta demanda por commodities, produtos minerais e agrícolas cotados no mercado
internacional;
c. tem sido notável o ingresso de capitais estrangeiros no BRICs, em particular norte-
-americanos, em razão das atuais políticas do FED;
d. a formação do BRICs foi de fundamental importância para o desenvolvimento de uma
série de acordos multilaterais entre os países membros, o que fica claro por suas posi-
ções comuns nos fóruns internacionais;
e. contrariamente ao que se previa, o crescimento do BRICs vem sendo acompanhado
por melhoras significativas nos indicadores ambientais.

40 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

103. (AGE-RIO/FDC/2014) Criado em 2001, pelo então economista-chefe do Goldman Sachs,


Jim O’Neill, o termo BRICs unia quatro países emergentes (a África do Sul não o inte-
grava inicialmente) com boas perspectivas de crescimento ao longo das décadas seguin-
tes. Passados mais de 10 anos desde a criação da denominação, pode-se afirmar, a
respeito do bloco que:
a. apesar do baixo crescimento dos últimos anos, o Brasil ainda é o segundo país com
melhor desempenho econômico do grupo, atrás apenas da China;
b. nos últimos anos, a China tem suportado o crescimento dos integrantes do bloco com
a alta demanda por commodities, produtos minerais e agrícolas cotados no mercado
internacional;
c. tem sido notável o ingresso de capitais estrangeiros no BRICs, em particular norte-
-americanos, em razão das atuais políticas do FED;
d. a formação do BRICs foi de fundamental importância para o desenvolvimento de uma
série de acordos multilaterais entre os países membros, o que fica claro por suas posi-
ções comuns nos fóruns internacionais;
e. contrariamente ao que se previa, o crescimento do BRICs vem sendo acompanhado
por melhoras significativas nos indicadores ambientais.

104. (CAU-BR/IADES/2013/ASSISTENTE ADMINISTRATIVO) Considerando que o Docu-


mento de Ordem de Crédito (DOC) e a (Transferência Eletrônica Disponível (TED) são
maneiras de realizar transferências interbancárias, assinale a alternativa correta com
relação às operações bancárias.
a. A segurança é um benefício importante para o destinatário da TED, uma vez que a
operação é irreversível, ou seja, não pode ser sustada e só se realiza com recursos
efetivamente disponíveis na conta do remetente.
b. De uso restrito a pessoas jurídicas, a TED tem sido largamente utilizada por médias e
grandes organizações para realizar o pagamento de seus fornecedores, sem a neces-
sidade de boletos de cobrança e cheques pré-datados.
c. O DOC é uma operação mais ágil que a TED, pois a transação não passa pelo sistema
de compensação do banco.
d. Atualmente, a TED estabelece o limite máximo de três mil reais para operações entre
agências e de dez mil reais para a transferência de valores entre contas- correntes de
diferentes instituições bancárias.
e. As transferências interbancárias envolvem a transferência de recursos financeiros de
uma agência para outra de um mesmo banco e se diferem no tempo de compensação
e no valor em que podem ser emitidas.

41 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

105. (SEBRAE/CESPE/2013/CERTIFICAÇÃO INTERNA) Um banco de dados em poder das


financeiras, dos bancos e do comércio, designado cadastro positivo, traça um perfil minu-
cioso do comportamento dos consumidores, principalmente em relação à pontualidade e
efetividade de seus pagamentos e ao volume de suas dívidas. A esse respeito, assinale
a opção correta.
a. O cadastro positivo é um banco de dados geral, que inclui dados relativos a raça, sexo,
saúde, opções políticas e religiosas.
b. A partir de uma compra realizada a prazo em um estabelecimento comercial, o cliente
é automaticamente incluído no banco de dados do cadastro positivo.
c. O prazo de permanência do cidadão no cadastro positivo é indeterminado, exceto no
caso de pedido formal de sua exclusão do banco de dados.
d. O cadastro positivo visa permitir que clientes com histórico de pontualidade no paga-
mento de suas obrigações consigam menores taxas de juros em empréstimos e
crediários.

106. (BB/FCC/2013) Ao final de 2012, o Banco Central do Brasil divulgou, por meio da direto-
ria de fiscalização, que vai passar a monitorar a conduta das instituições financeiras para
além dos temas de liquidez e solvência. O objetivo será fazer a chamada supervisão de
conduta, com a missão de verificar se as instituições estão seguindo as regras atual-
mente existentes para uma série de assuntos, que incluem
a. restrição ao funcionamento de entidades controladas por capital estrangeiro.
b. popularização do investimento individual em títulos públicos.
c. determinação de áreas de atuação segregadas para bancos oficiais e privados.
d. monitoramento do relacionamento com correspondentes bancários.
e. incentivos fiscais para abertura de novas agências.

107. (BB/FCC/2013) No atual debate que se dá pelos meios de comunicação sobre a questão
do controle da inflação, entre as medidas cogitadas, encontra-se a
a. desoneração de tributos incidentes sobre o lucro das empresas estatais.
b. redução do teto da meta anual da inflação estipulada pelo Ministério da Economia.
c. restrição dos investimentos estrangeiros diretos.
d. antecipação de reajuste de tarifas de transporte público.
e. elevação da taxa básica de juros.

42 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

108. (BB/FCC/2013) O Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) promoveu recente-


mente uma mudança na taxa de remuneração mínima dos títulos de capitalização, que
passou a ser
a. de 0,35%, no caso dos produtos tradicionais.
b. de 0,88%, para o segmento popular e de incentivo.
c. idêntica à remuneração trimestral da poupança.
d. idêntica à remuneração mensal da poupança.
e. de 90% do juro da poupança.

109. (BB/FCC/2013) Visando à obtenção de economia de custos operacionais e à amplia-


ção do atendimento a clientes, a tendência entre as instituições financeiras públicas
federais é
a. unificar as contas correntes bancárias.
b. analisar e definir conjuntamente os limites individuais de crédito.
c. compartilhar a rede de caixas eletrônicos e o acesso a determinados serviços em
suas agências.
d. determinar um limite de crédito consolidado para os portadores dos cartões de crédito
emitidos por elas.
e. formalizar um acordo de não concorrência entre essas instituições.

110. (BB/FCC/2013) Investimentos em infraestrutura são necessários para suportar a dinâ-


mica do crescimento econômico do País. Atualmente, dentre as entidades do Sistema
Financeiro Nacional, na concessão de financiamentos de projetos de longo prazo, cons-
tata-se atuação com destaque
a. dos Bancos comerciais.
b. do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
c. das Companhias Hipotecárias.
d. das Cooperativas Centrais de Crédito.
e. das Sociedades de Crédito, Financiamento e Investimento.

111. (BB/FCC/2013) A Presidente do Brasil afirmou, em 31 de julho de 2012, no Palácio do


Planalto, após a Cúpula Extraordinária do Mercosul, que, para o bloco, tem significado
histórico o ingresso
a. do Chile.
b. da Colômbia.
c. do Equador.
d. da Venezuela.
e. do Peru.

43 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

112. (BB/FCC/2013) O sistema financeiro avalia que certos países têm características que
permitem sua análise em blocos. Um deles, o BRICS, é composto por Brasil,
a. Ruanda, Itália, Coreia do Sul e Suriname.
b. Rússia, Índia, China e África do Sul.
c. Reino Unido, Irlanda, Croácia e Suécia.
d. Romênia, Indonésia, China e Suíça.
e. Rússia, Israel, Chile e África do Sul.

113. (BB/FCC/2013) Presente no ambiente regulatório dos negócios bancários, tem merecido
destaque para contribuir com a redução da taxa de juros:
a. portabilidade do crédito.
b. restrição à entrada de novos bancos estrangeiros no País.
c. limitação de empréstimos para aquisição de veículos novos.
d. atuação conjunta do Banco do Brasil com o Banco Central no crédito consignado.
e. determinação para financiamentos bancários sem garantia.

114. (BB/FCC/2013) O Banco Central do Brasil decretou, em setembro de 2012, a liquidação


extrajudicial do Banco
a. Crefisul.
b. Nacional.
c. Econômico.
d. Santos.
e. Cruzeiro do Sul.

115. (BB/FCC/2013) Com o objetivo de diminuir o déficit habitacional, mediante a construção


de novas moradias populares com financiamento acessível, o Governo Federal criou
a. a Letra Hipotecária.
b. a Carta de Crédito SBPE.
c. o Programa Minha Casa Minha Vida.
d. o Consórcio Imobiliário para Todos.
e. o BB Crédito Imóvel Próprio.

44 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

116. (BB/GCO/2013) Leia as sentenças sobre as entidades normativas do Sistema Financeiro


Nacional – SFN e assinale a alternativa incorreta.
a. O Banco Central do Brasil executa a política cambial definida pelo Conselho Monetá-
rio Nacional.
b. Compete à Susep fiscalizar o mercado de Títulos de Capitalização.
c. A Previc regulamenta o mercado de fundos de pensão.
d. A CVM registra valores mobiliários oferecidos ao público em geral.
e. O CMN é o órgão normativo máximo do SFN, definindo as características gerais dos
planos de previdência complementar.

117. (BB/GCO/2013) O Ministro da Fazenda afirmou, em 03.05.2012, que as novas regras da


poupança aumentarão concorrência entre bancos. Ao explicar a nova fórmula de cálculo
do rendimento, o ministro declarou que os fundos de investimento terão de reduzir a taxa
de administração para manter os clientes.
http://exame.abril.com.br/economia/noticias/novas-regras-da-poupanca-estimularao-concorrencia-
-entre-os-bancos-avalia-mantega

As novas regras na caderneta de poupança possibilitaram a seguinte situação:


a. cada banco pode pagar ao depositante de caderneta de poupança o rendimento que
julgar conveniente.
b. quanto maior o porte da instituição financeira maior será o depósito mínimo inicial exi-
gido do investidor.
c. a possibilidade de saque em qualquer momento sem perda alguma nos rendimentos.
d. as aplicações em fundos de investimento ficaram sujeitas ao pagamento de taxa de
administração estipuladas pela Comissão de Valores Mobiliários.
e. a necessidade de redução da taxa de administração como forma de evitar a migração
de investidores de fundos de investimentos para a Caderneta de Poupança.

118. (BB/GCO/2013) O ministro da Fazenda confirmou em entrevista à imprensa nesta


quinta-feira, 03.05.2012, que para baixar juros, governo muda regra do rendimento da
poupança. O Rendimento da caderneta de poupança será atrelado a variações na taxa
básica de juros, a Selic
http://revistaepoca.globo.com/Negocios-e-carreira/noticia/2012/05/para-baixar-juros-
-governo-muda-regra-do-rendimento-da-poupanca.html

Essa Selic mencionada pelo ministro

45 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

a. é a taxa calculada periodicamente pelo Copom – Comitê de Politica Monetária.


b. é a taxa calculada periodicamente pelo CMN – Conselho Monetário Nacional.
c. é a taxa que remunera os depósitos em caderneta de poupança realizados até
03.05.2012.
d. é a taxa que incide nas operações de câmbio.
e. garante a rentabilidade dos Planos de Previdência Complementar Fechados.

119. (BB/GCO/2013) A nova poupança. Para abrir caminho ao corte de juros, governo muda
remuneração da caderneta, mas não mexe nas contas antigas. Na opinião do Ministro
Roberto Campos Neto, a decisão do governo foi um passo fundamental para remover
resquícios herdados do período de inflação alta, além de “adaptar a caderneta ao novo
cenário brasileiro”.
http://www.istoe.com.br/reportagens/204030_A+NOVA+POUPANCA

O Ministro Roberto Campos Neto ocupa:


a. a presidência da Comissão de Valores Mobiliários.
b. o Ministério da Fazenda.
c. a chefia da Casa Civil.
d. a Secretaria do Tesouro Nacional.
e. a presidência do Banco Central do Brasil.

120. (BB/GCO/2012) O ministro da Fazenda, Guido Mantega, confirmou em entrevista à


imprensa nesta quinta-feira, 03.05.2012, que para baixar juros, governo muda regra do
rendimento da poupança. O Rendimento da caderneta de poupança será atrelado a
variações na taxa básica de juros, a Selic
http://revistaepoca.globo.com/Negocios-e-carreira/noticia/2012/05/para-baixar-juros-
-governo-muda-regra-do-rendimento-da-poupanca.html

Essa Selic mencionada pelo ministro é


a. a taxa calculada periodicamente pelo Copom – Comitê de Politica Monetária.
b. a taxa que reflete a variação de preços de produtos financeiros.
c. a taxa que remunera os depositantes em caderneta de poupança em qualquer cir-
cunstância.
d. a taxa paga pelos tomadores de recursos para compra de imóveis pelo Sistema Finan-
ceiro da Habitação.
e. a taxa de manutenção paga mensalmente pelo correntista de caderneta de poupança.

46 www.grancursosonline.com.br
BB 2020 – ATUALIDADES DO MERCADO FINANCEIRO
Cid Roberto

GABARITO
1. A 21. A 41. E 61. C 81. C 101. E
2. E 22. D 42. E 62. D 82. D 102. B
3. D 23. E 43. X 63. B 83. D 103. B
4. C 24. A 44. A 64. E 84. C 104. A
5. B 25. C 45. X 65. D 85. B 105. D
6. A 26. C 46. B 66. E 86. E 106. D
7. E 27. E 47. D 67. C 87. A 107. E
8. D 28. B 48. B 68. A 88. B 108. A
9. C 29. E 49. E 69. C 89. D 109. C
10. E 30. C 50. A 70. E 90. D 110. B
11. B 31. A 51. C 71. A 91. E 111. D
12. C 32. A 52. D 72. B 92. E 112. B
13. D 33. D 53. E 73. D 93. X 113. A
14. D 34. E 54. B 74. A 94. B 114. E
15. E 35. B 55. A 75. C 95. D 115. C
16. E 36. C 56. D 76. B 96. C 116. E
17. B 37. A 57. E 77. D 97. E 117. E
18. B 38. D 58. C 78. A 98. B 118. A
19. B 39. E 59. D 79. E 99. D 119. E
20. C 40. E 60. C 80. A 100. C 120. A

X → Questão anulada.

47 www.grancursosonline.com.br

Você também pode gostar