Você está na página 1de 5

Exercício 07 - Bloco 02 - Gabarito

Pedido do professor 30/06/2021

Entrega do aluno 03/07/2021

Correção do professor 06/07/2021

Questão 1

Ana Paula foi contratada pelo prazo de 60 dias, a título de experiência, pela empresa FerPlex
Indústria Têxtil S/A. A trabalhadora cumpre jornada de 8 horas diárias e 44 horas semanais,
com 1 hora de pausa para refeição e descanso. O contrato de trabalho de Ana Paula contém
cláusula assecuratória do direito recíproco de rescisão antes de expirado o termo ajustado. O
empregador prorrogou o contrato sucessivamente por mais dois períodos iguais de 10 dias.

Responda de maneira fundamentada as indagações a seguir.

a) Em que consiste a cláusula contida no contrato de trabalho de Ana Paula?

b) O empregador agiu com acerto ao realizar a prorrogação do contrato de trabalho de Ana


Paula?

Quesito Avaliado Valor


a) A clausula assecuratória do direito recíproco assegura a
aplicação dos princípios que regem a rescisão dos contratos por
tempo indeterminado, inclusive o aviso prévio, caso o contrato
0,65
por prazo determinado seja encerrado antes do término do prazo
(0,55), nos termos do art. 481 da CLT OU e Súmula 163 do TST
(0,10)

Exame de Ordem
Damásio Educacional
1 de 5
b) Não. O contrato de experiência poderá ser prorrogado apenas
uma vez, até o limite de 90 dias (0,50), sob pena de converter-
se em contrato por prazo indeterminado. Indicação do art. 451 0,60
da CLT OU art. 445, parágrafo único da CLT OU súmula 188 do
TST (0,10).

QUESTÃO 2

Jacinto trabalha para a empresa Wi-Fi Ltda-ME em regime de teletrabalho. A atividade do


empregado consiste na prestação de suporte de rede para os usuários da empresa. Jacinto
trabalha cerca de 10 horas diária, sem qualquer acréscimo salarial. O trabalhador procurou a
empresa, em janeiro de 2021, relatando que não está conseguindo produzir com eficiência na
sua casa, perguntando se não poderia ceder um espaço no escritório de forma definitiva da
empresa para executar as suas tarefas.

a) Caso o empregado passe a executar as suas tarefas nas dependências da empresa, ainda
será considerado teletrabalhador? Explique de forma fundamentada.

b) Jacinto terá direito ao pagamento de horas extras? Justifique.

Quesito Avaliado Valores


a) Não, pois o teletrabalho exige que a prestação de
serviços seja preponderantemente fora das dependências
do empregador, com a utilização de tecnologias de
informação e de comunicação que, por sua natureza, não 0,65
se constituam como trabalho externo. (0,55) Indicação do
art. 75-B da CLT (0,10).

Exame de Ordem
Damásio Educacional
2 de 5
b) Não. O trabalho desempenhado em regime de
teletrabalho não está sujeito a limitação ou controle de 0,60
jornada (0,50). Indicação do art. 62, III, da CLT (0,10).

QUESTÃO 3

Garcia foi contratado pela empresa Art-Mania Designer Gráfico Ltda, em 05/07/2015, para
exercer a função de designer gráfico, mediante remuneração mensal no salário de R$ 2.200,00.
O trabalhador inventou e desenvolveu, durante o desempenho de suas atividades na empresa,
um programa utilizando as ferramentas e computadores da empresa. O programa criado por
Garcia otimiza em 70% o processo de criação das artes, mantendo o padrão de qualidade dos
trabalhos elaborados pela empresa. Para que o projeto criado pelo trabalhador saísse do papel,
o trabalhador contou com a permissão do empregador. O sucesso do programa foi tão grande
que meses após a sua criação a empresa implementou em todos os computadores. O
empregado foi dispensado em 13 de abril de 2021, sem justo motivo, recebendo as verbas
rescisórias, sendo certo que mesmo após a sua dispensa o programa continuou sendo utilizado
pelo empregador. Chateado, incentivado por alguns parentes próximos, o trabalhador ajuizou
reclamação trabalhista reivindicando indenização pela invenção. A reclamada, por sua vez,
depois de regularmente notificada apresentou defesa em audiência aduzindo que a Justiça do
Trabalho não é competente para julgar a matéria.
Diante do caso hipotético narrado, à luz da legislação em vigor, responda os itens a seguir.

A) A Justiça do Trabalho possui competência para apreciar a matéria suscitada por Garcia nos
autos da reclamação trabalhista?

B) Garcia terá direito a indenização pela criação do programa de computação?

Quesito Avaliado Valores

Exame de Ordem
Damásio Educacional
3 de 5
a) Sim. A Justiça do trabalho é competente para apreciar e
julgar as controvérsias oriundas da relação de trabalho
0,65
(0,55). Art. 114, I, da CF (0,10).

B) Sim. O trabalhador deverá ser indenizado pela invenção,


haja vista que a propriedade de invenção será comum, em
partes iguais, quando resultar da contribuição pessoal do
empregado e de recursos, materiais, instalações ou
equipamentos do empregador, ressalvada expressa
disposição contratual em contrário. Outrossim, é garantido 0,60
ao empregador o direito exclusivo de licença de exploração
e assegurada ao empregado a justa remuneração (0,50).
Indicação do art. 91, caput, OU § 2°, da Lei 9.279/1996
garante que (0,10)

QUESTÃO 4
Caio propôs reclamação trabalhista contra a escola Se Ela Dança Eu Danço Ltda., em 17 de
abril de 2017, buscando a condenação da reclamada ao pagamento de horas extras, décimo
terceiro salário vencido, férias simples com terço, equiparação salarial. No dia designado para
a audiência, em 23 de julho de 2017, o empregado não compareceu, sendo determinado o
arquivamento da demanda com a isenção do pagamento das custas. Em 13 de abril de 2018,
o reclamante ajuizou nova demanda trabalhista reiterando os pedidos formulados
anteriormente. O reclamante foi intimado para apresentar o endereço da reclamada, quedando-
se inerte, acarretando um novo arquivamento da ação por descumprimento da determinação
legal, sendo condenado pelo magistrado ao pagamento de custas fixadas na importância de
R$ 1.200,00. Depois de duas tentativas frustradas, Caio procurou outro advogado e ajuizou
uma nova reclamação trabalhista no dia 20 de julho de 2019, sem recolher as custas,
requerendo horas extras, décimo terceiro salário vencido, férias simples com terço, equiparação
salarial e dano moral. A reclamada, em sede de contestação, arguiu a existência de perempção
e de prescrição do pedido de dano moral.

Exame de Ordem
Damásio Educacional
4 de 5
Diante da situação hipotética narrada responda os itens a seguir.

A) Qual é a consequência do não recolhimento das custas pelo empregado?

B) As teses suscitadas pela reclamada devem ser acolhidas pelo magistrado?

Quesito Avaliado Valores


A) O recolhimento das custas será condição para
propositura de nova demanda, quando fixadas
anteriormente pelo magistrado em decorrência da ausência
do reclamante à audiência e resultar no arquivamento do 0,65
processo (0,35), sob pena de extinção do feito sem
resolução de mérito (0,20). Indicação do art. 840, § 2º OU
§3º da CLT OU art. 485, IV, do CPC (0,10).
B) Deverá ser acolhida apenas a tese de prescrição, visto
que ação trabalhista, ainda que arquivada, interrompe a
prescrição somente em relação a pedidos idênticos, tendo
ocorrido, assim, a prescrição em relação ao pedido de dano
moral (0,20). Já a tese de perempção não restou
configurada, pois o reclamante não deu causa a dois 0,60
arquivamentos sucessivos por ausência à audiência ou
deixou de reduzir a termo reclamação trabalhista verbal
(0,20). Indicação da súmula 268 do TST (0,10) e do artigo
731 e 732 da CLT (0,10).

Exame de Ordem
Damásio Educacional
5 de 5