Você está na página 1de 8

1.

(UFC) O processo de globalização tem, na atualidade, provocado grandes mudanças, tanto nas
esferas econômica, financeira e política quanto na vida social e cultural dos povos e das nações, em
escala mundial. A esse respeito, é possível afirmar, de modo correto, que:

a) A maioria das instituições financeiras globais tem sua sede localizada nos países subdesenvolvidos.

b) O avanço das telecomunicações e da informática e o uso da internet são fundamentais para os fluxos
financeiros mundiais.

c) O Estado intervém na economia por meio de investimentos no setor industrial, fortalecendo, assim, as
empresas estatais.

d) As transformações políticas, econômicas, sociais e tecnológicas dão-se da mesma forma nos países
desenvolvidos e subdesenvolvidos.

e) Os blocos econômicos regionais são constituídos com o objetivo único de formação de alianças para
defender a autonomia política dos países membros.

2. (ENEM 2009 – Prova Cancelada) Entre as promessas contidas na ideologia do processo de


globalização da economia estava a dispersão da produção do conhecimento na esfera global,
expectativa que não se vem concretizando. Nesse cenário, os tecnopolos aparecem como um
centro de pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia que conta com mão de obra altamente
qualificada. Os impactos desse processo na inserção dos países na economia global deram-se de
forma hierarquizada e assimétrica. Mesmo no grupo em que se engendrou a reestruturação
produtiva, houve difusão desigual da mudança de paradigma tecnológico e organizacional. O peso
da assimetria projetou-se mais fortemente entre os países mais desenvolvidos e aqueles em
desenvolvimento.
BARROS, F. A. F. Concentração técnico-científica: uma tendência em expansão no mundo contemporâneo?
Campinas: Inovação Uniemp, v. 3, n°1 jan./fev. 2007 (adaptado)
Diante das transformações ocorridas, é reconhecido que    

a) A inovação tecnológica tem alcançado a cidade e o campo, incorporando a agricultura, a indústria e os


serviços, com maior destaque nos países desenvolvidos.

b) Os fluxos de informações, capitais, mercadorias e pessoas têm desacelerado, obedecendo ao novo


modelo fundamentado em capacidade tecnológica.

c) As novas tecnologias se difundem com equidade no espaço geográfico e entre as populações que as
incorporam em seu dia a dia.
   
d) Os tecnopolos, em tempos de globalização, ocupam os antigos centros de industrialização, concentrados
em alguns países emergentes.
e) O crescimento econômico dos países em desenvolvimento, decorrente da dispersão da produção do
conhecimento na esfera global, equipara-se ao dos países desenvolvidos.

3. (UNESP/SP) Espaço, território e rede geográfica são palavras-chaves na Geografia. A rede geográfica
tem o poder de ultrapassar as fronteiras nacionais através da internet.
Analise o mapa com os usuários da internet no mundo.
A partir dessa análise, pode-se afirmar que
a) os EUA, o Reino Unido e a Índia lideram os índices de usuários da internet.
b) o Brasil e o Canadá apresentam número semelhante de internautas.
c) a África Subsaariana tem o número total de internautas superior ao da América Latina.
d) a China, a Coreia do Sul e o Japão têm o mesmo número de internautas.
e) o número de usuários da internet da Austrália supera o do Mercosul.

4. (IFBA) Leia o fragmento de texto abaixo e responda ao que se pede.


“Embora tenha suas origens mais imediatas na expansão econômica ocorrida após a segunda guerra e na
revolução técnico-cientifica ou informacional, a globalização é a continuidade do longo processo histórico
de mundialização capitalista.”
(MOREIRA, João Carlos e SENE, Eustáquio de. Geografia para o ensino médio: Geografia Geral e do Brasil.
São Paulo: Scipione, 2002.p. 03)
Com relação ao desenvolvimento do capitalismo, sua mundialização e globalização, é possível afirmar que:
a) Os Tigres Asiáticos começaram a se constituir como potências econômicas a partir da aplicação da
política de bem-estar social e do taylorismo/fordismo como elementos dinamizadores de suas economias.
b) A constituição do MERCOSUL foi uma resposta político-econômica dos países da América Latina à
perspectiva de constituição do NAFTA, uma vez que suas economias apresentam elevado grau de
complementaridade e integração entre os setores primário, secundário e terciário.
c) A chamada terceira revolução cientifica e tecnológica vem contribuindo intensamente com a integração
entre os mercados, uma vez que possibilita maior grau de flexibilidade aos capitais internacionais, inclusive
na perspectiva de substituição do dinheiro de papel pelo dinheiro de plástico e virtual em tempo real.
d) Com a crise da economia americana, o valor das commodities agrícolas tem baixado seguidamente,
contribuindo para atenuar a fome no Chifre da África.
e) A crise que assola a economia-mundo tem contribuído para alterar e inverter as relações entre os países
na divisão internacional do trabalho, pois até a China passou a ser credora dos EUA.

5. (UFPI) Sobre a economia globalizada:

a) Homogeneizou as culturas e reduziu as discrepâncias econômicas entre os países.

b) Integrou economias e possibilitou a difusão de hábitos dos lugares pelo mundo.

c) Deu visibilidade às minorias, a povos e culturas de recantos isolados do mundo, trazendo igualdade de
oportunidades à todos.

d) Quase anulou a xenofobia e os conflitos étnicos e religiosos em todo o planeta.

6. (UFAM) São características da Globalização:

a) A adoção do Toyotismo como modelo para a reorganização da produção, a restrição dos mercados e a
valorização tecnológica.

b) O estabelecimento de redes comerciais, com valorização do capital mercantil e o aumento do controle


estatal na economia.
c) A adoção de políticas neoliberais, a desregulamentação da economia e diminuição dos índices de
robotização na indústria.

d) A dinamização tecnológica com a garantia da ampliação de políticas sociais e direitos trabalhistas.

e) A formação de blocos econômicos, a integração dos mercados e o avanço do capital financeiro.

7. (UEAP) Dentre as características do mundo globalizado encontram-se os padrões tecnológicos


avançados de organização da produção de bens e a formação de blocos econômicos.
A figura abaixo indica os países que participam da fabricação das partes que compõem um Boeing.

Com base nas informações sobre o assunto retratado no texto e na figura, analise os itens abaixo e,
posteriormente, assinale a alternativa correta.
I- As peças que compõem o Boeing são consideradas de alta tecnologia, por isso, são produzidas em
nações industrializadas e com amplo domínio tecnológico.
II- Os países que participam da produção do Boeing investem somas elevadas em ciências e tecnologias e
constituem os principais polos tecnológicos mundiais.
III- Os países que fazem parte da produção do Boeing, com o objetivo de fortalecer as relações econômicas
internacionais, integram o Bloco Econômico Europeu.
IV- A produção do Boeing é realizada por vários países, porém há monopólio do produto final pelo país
responsável pela comercialização do Boeing.
a) Apenas I e III estão corretos.
b) Apenas II e III estão corretos.
c) Apenas II e IV estão corretos.
d) Apenas I, II e IV estão corretos.
e) Todos os itens estão corretos.

8. (CESUPA/PA) Um dos principais agentes estimuladores das relações econômicas capitalistas do


atual contexto mundial são as corporações globais, a exemplo das empresas multinacionais, como a
Nike. Sobre as características dessas empresas é verdadeiro afirmar que:
a) são transnacionais, ou seja, o capital das mesmas não possui pátria, sendo que estas atuam
exclusivamente no setor industrial, notadamente no setor automobilístico, como é o caso da Honda e da
Volkswagem.
b) possuem como espaço único de atuação a Ásia e a América Saxônica, fato relacionado ao
desenvolvimento tecnológico de seus países como os Estados Unidos e a China, que concentram
significativo número dessas empresas, principalmente nas ZEEs (Zonas Especiais de Exportação) chinesas.
c) são competentes em gerenciar suas atividades, ao mesmo tempo, em diversos locais do espaço
geográfico mundial, ou seja, sua escala geográfica de atuação é o planeta Terra, estando localizadas nos
diversos continentes.
d) dependem especialmente das políticas públicas dos países onde se fixam, sem interferências da unidade
principal da empresa (matriz) e da política econômica do seu país sede.

9. (UNCISAL/AL) Leia os fragmentos de texto.


[...é o maior bloco econômico do mundo...]
[...Já ultrapassou o Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos...]
[...o bloco registra...livre circulação de pessoas e mercadorias, moeda única...]
(Atualidades Vestibular, 2008. Adaptado)
O bloco econômico caracterizado denomina-se
A - Nafta.
B - Mercosul.
C - União Europeia.
D - Alca.
E - Tigres Asiáticos.

10. (UFCG/PB) O impacto da globalização econômica e da montagem do meio técnico-científico-


informacional é visto por muitos autores como o principal fator a produzir a polêmica
“desterritorialização” do Estado e a correspondente (e ilusória) remoção de suas fronteiras. Na
verdade, mais que desaparecendo, as fronteiras político-administrativas estão, muitas vezes,
mudando de escala, especialmente no caso de grandes blocos econômicos como a União Europeia.
(Adaptado de HAESBAERT, R.; PORTO-GONÇALVES, C. W. A nova desordem mundial. São Paulo: Editora da
UNESP, 2006, p. 57).
Sobre a formação dos blocos econômicos regionais, analise as proposições abaixo e, em seguida, assinale a
alternativa que contém só as corretas.
I) A ideia de formação de grandes blocos econômicos regionais começa após as Grandes Guerras Mundiais,
justamente em uma tentativa de retirar poder de Estados, especialmente os de maior vocação beligerante,
e garantir a paz e o crescimento em um período de grave crise econômica.
II) A criação dos blocos econômicos regionais se constitui numa resistência organizada de Estados-nações
ao processo de globalização econômica e à implantação das políticas neoliberais de ajuste estrutural que o
acompanhou e aprofundou.
III) No caso da união Europeia, sua criação teve, também, como objetivo, fazer frente ao crescimento do
poderio norte-americano e soviético (depois japonês) no cenário internacional, dentro das disputas
intercapitalistas por hegemonia.
IV) Os blocos econômicos regionais, ao substituírem os Estados-nações como entidades territoriais
responsáveis pelo exercício da política, transformaram-se na escala geográfica exposta às pressões das
sociedades por políticas de segurança, saúde, educação, habitação, emprego, geração de renda etc.
V) A criação dos blocos econômicos regionais visa, sobretudo, garantir o controle sobre mercados
privilegiados e tidos como parceiros “naturais” na geopolítica do comércio mundial.
Estão corretas:
a) I, II e III.
b) I, II e IV.
c) I, III e V.
d) II, IV e V.
e) I, IV e V.

11. (UFRN/RN) A globalização faz parte do processo de expansão do capitalismo, que atinge as diversas
esferas da sociedade, em escala planetária.
Sobre a globalização, é correto afirmar que se trata de um processo
a) o qual, embora apresente tendência à homogeneização do espaço mundial, é seletivo e excludente.
b) o qual, embora apresente tendência à fragmentação do espaço mundial, tem reduzido as desigualdades
socioeconômicas.
c) o qual eleva a produção da riqueza e conduz à distribuição equitativa de renda entre os países do
mundo.
d) o qual reduz a competitividade entre os países e ameniza os conflitos nacionalistas.

GLOBALIZAÇÃO E FLUXOS POPULACIONAIS

12. (UERJ) No admirável mundo novo das oportunidades fugazes e das seguranças frágeis, a sabedoria
popular foi rápida em perceber os novos requisitos. Em 1994, um cartaz espalhado pelas ruas de
Berlim ridicularizava a lealdade a estruturas que não eram mais capazes de conter as realidades do
mundo: “Seu Cristo é judeu. Seu carro é japonês. Sua pizza é italiana. Sua democracia, grega. Seu
café, brasileiro. Seu feriado, turco. Seus algarismos, arábicos. Suas letras, latinas. Só o seu vizinho é
estrangeiro”.

ZygmunT Bauman Adaptado de Identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

A alteração de valores culturais em diversas sociedades é um dos efeitos da globalização da economia.

O cartaz citado no texto ironiza uma referência cultural que pode ser associada ao conceito de:

a) localismo

b) nacionalismo

c) regionalismo

d) eurocentrismo

13. (UFGD/MS) Leia o fragmento de texto a seguir.

Sobre o assunto abordado no texto, assinale a alternativa correta.

a) O reforço e o fechamento das fronteiras entre os Estados-Nação são uma das principais
consequências do processo de globalização.
b) A mobilidade de capital, de mercadorias e de informações promovida pela globalização trouxe
consequências positivas quanto à distribuição de renda e a igualdade social entre os países do
mundo.
c) Mesmo com a crescente mobilidade de produção, de informação e de cultura, o processo de
globalização não promoveu a igualdade entre os países, daí as restrições ao deslocamento das
populações dos países mais pobres em direção aos países ricos.
d) Com o fim das fronteiras entre os Estados-Nação, ocorre atualmente, em escala mundial, um
movimento migratório sem restrições, transformando o mundo numa grande aldeia global.
e) A maior circulação de pessoas, mercadorias e informações, ocorridas com o processo de
globalização, possibilitou a diminuição das diferenças entre os países, não havendo hoje países ou
áreas marginais excluídas desse processo.

14. (UFG-GO/2010) Um dos principais traços da dinâmica demográfica mundial é a migração


internacional, que recria conflitos espaciais de diferentes ordens. Esse tipo de migração é explicado
a) pela incorporação de valores ocidentais no Oriente e de valores orientais no Ocidente, diminuindo as
fronteiras simbólicas.

b) pela facilidade do fluxo de trabalhadores condicionados pelos novos meios de comunicação e


transportes.

c) pela aprendizagem de idiomas dos países ricos como forma de incorporação às novas demandas da
indústria.

d) pelo livre acesso dos indivíduos no interior dos países signatários de acordos de livre comércio e
cooperação.

e) pelo aumento global do desemprego, que gera miséria nas nações de baixo índice de desenvolvimento
humano.

15. (URCA – 2018.2) A crise dos refugiados no século XXI não é europeia, é mundial. O Brasil, desde o
ano de 2010, torna-se palco de refugiados; primeiro foram os Haitianos e agora os Venezuelanos. O
gráfico a seguir apresenta a quantidade de solicitantes de reconhecimento da condição de
refugiado no Brasil em 2017 e suas respectivas nacionalidades.

Em meio a essa crise, foi aprovada no congresso federal a nova Lei de Migração (Lei 13.445/2017) que
entrou em vigor no Brasil em 22 de novembro de 2017, dentre seus objetivos, a Lei reconhece a migração
como um fenômeno da humanidade. A nova Lei também atualizou a legislação sobre extradição de 1938 e
o Estatuto do Estrangeiro de 1980. Sobre o assunto é CORRETO afirmar: 

a) Refugiados são pessoas que migram para fora do seu país de origem em situação de dramas sociais,
quer sejam conflitos políticos, econômicos, étnicos, religiosos, entre outros. 

b) O Brasil tornou-se rota de refúgio por ofertar vagas de emprego e carteira assinada para os refugiados. 

c) O elevado número de Venezuelanos em busca de refúgio no Brasil revela o drama vivido no país de
origem, com inflação de cerca de 800% e pelo fortalecimento da aliança política entre os dois países. 
d) A nova Lei de Migração não trata da situação de reconhecimento da condição de refugiado. 

e) No século XXI decresce o número de refugiados, por isso é tido como crise mundial e não somente
europeia.