Você está na página 1de 23

21/06/2021

A musculatura esquelética é a parte ativa do sistema


locomotor.
Tradicionalmente é denominada como musculatura ou
músculos.
Os músculos esqueléticos são altamente vascularizados e
inervados.
Dois tipos de tecido muscular conforme sua morfologia e
função:

2ª aula  Tecido muscular liso: responsável pelas funções contráteis


dos órgãos internos, reveste os ductos excretores de
glândulas, forma as paredes dos vasos sanguíneos e
linfáticos;
 Músculo estriado: que pode ser dividido ainda em
musculatura esquelética e cardíaca

 Os músculos esqueléticos são altamente vascularizados e


inervados por nervos cerebrospinais (sensoriais e
motores) e nervos autônomos vegetativos (simpáticos e
parassimpáticos) que juntos formam uma unidade
funcional.
 Os músculos fornecem a energia para movimentar a
estrutura esquelética; as extremidades dos músculos
sempre se inserem em ossos ou cartilagens. Eles atuam
como alavancas, resultando em movimento.
 Os músculos também sustentam parte do peso corporal,
ajudam a formar as paredes das cavidades torácica e
abdominal, e sustentam a atividade dos órgãos internos
(músculos respiratórios e diafragma).

1
21/06/2021

Fonte: KÖNIG & LIEBICH, 2016

Fonte: KÖNIG &


LIEBICH, 2016
Fonte: KÖNIG & LIEBICH, 2016

2
21/06/2021

Fonte: KÖNIG & LIEBICH, 2016 Fonte: KÖNIG & LIEBICH, 2016

 Tegumento comum (Pele) corresponde ao maior órgão


do corpo dos mamíferos. - Perda de 25% do tegumento resulta em complicações
 Constitui a barreira externa do organismo e a forma de fatais  indica sua função vital para o organismo.
contato com o meio ambiente - Pode refletir o estado de saúde do animal ou indicar
- Proteção do corpo contra fatores mecânicos, químicos, uma doença interna  icterícia, cianose ou edema.
físicos e biológicos presentes no ambiente;
- Receptores para a percepção de toque (células de Merkel), - Possui valor econômico  indústrias de couro, pele e
dor (terminações nervosas livres), calor (corpúsculos de lã.
Ruffini) e frio (bulbos finais de Krause); - Desenvolveu várias estruturas especializadas em
- Armazenamento e excreção de água, eletrólitos, vitaminas adaptação à sua função complexa  Pelos, Penas,
e gordura; Glândulas da pele e Glândulas mamárias; Coxins
- Termorregulação (fluxo sanguíneo); digitais; Revestimento da falange distal: unha, garra e
- Defesa imunológica (células de Langerhans); casco; Cornos.
- Comunicação.

3
21/06/2021

- Hipoderme: rica em adipócitos;  Pelos: característica específica


da pele dos mamíferos.
- Derme: camada que nutre o A pelagem se espalha por todo o
restante, composta por fibras corpo com exceção de algumas
elásticas e colágenas que regiões, como o nariz, os coxins
asseguram elasticidade e digitais, as papilas, as garras e os
resistência da pele; cascos.
- Epiderme: camada basal (de Os pelos são essencialmente
reposição), células produtoras de filamentos córneos finos, elásticos e
melanina; camada espinhosa longos formados pela epiderme
(aprox. 3 camadas celulares);  Glândulas sebáceas: sebo, se
camada granulosa ( células se mescla à secreção das glândulas
aplanam); camada córnea (células sudoríparas, deixa a pele e a
muito planas sem núcleo, com pelagem lubrificadas e
queratina); camada superficial resistentes à água.
(descamação, células mortas)

As glândulas sudoríparas podem ser subdivididas


conforme a histologia de seu processo secretor em:
 Glândulas sudoríparas apócrinas são mais comuns e
liberam suor albuminoso nos folículos pilosos sobre a
maior parte do corpo. Sua secreção exala um odor
individual característico da cada animal (glândula
odorífera).
São numerosas no equino, onde apresentam aberturas
extras na superfície da pele ao redor dos folículos
pilosos. O suor apócrino desta espécie é rico em
proteínas, assim espuma com a movimentação da pele e
da pelagem.
 Glândulas sudoríparas écrinas não estão associadas
aos pelos e secretam um suor mais aquoso
diretamente sobre a pele.
Vestíbulo nasal equino

4
21/06/2021

Glândulas especiais Glândula mamária

 Os coxins digitais são formados por tegumento comum


fortemente modificado e se encontram nos membros
dianteiros e traseiros.
 Eles atuam como amortecedores de choque durante a
locomoção e protegem o esqueleto das mãos e dos pés da
pressão mecânica.
 A base dos coxins digitais é formada pelas almofadas
digitais, as quais são feitas de tecido adiposo subcutâneo
repartido por fibras reticulares, colágenas e elásticas.
 A epiderme dos coxins digitais forma uma camada córnea
particularmente espessa, mole e elástica.
 Os coxins do gato e do cão contêm glândulas sudoríparas
écrinas, que fazem com que o animal deixe rastros ao suar.

 O dedo compreende a falange distal, incluindo


os componentes musculoesqueléticos e a parte
fortemente modificada do tegumento comum
que envolve essas estruturas.
 Em adaptação aos diferentes ambientes e hábitos
alimentares, desenvolveram-se três modificações
da pele específicas de classe do órgão digital
durante a evolução:

COXINS
DIGITAIS

5
21/06/2021

Função
 Unhas, garras e cascos servem principalmente para
proteger o tecido que envolvem, mas também cada
um é usado para outros propósitos, como:

 O gato consegue retrair suas garras em uma prega


cutânea durante a locomoção e, desse modo, as
protege do uso excessivo.
 No equino, a parte do casco que entra em contato
com o solo corresponde à borda da unha dos UNHA,
humanos.
CASCOS E
GARRAS GARRA NO GATO UNHA NO CÃO

O corno dos ruminantes domésticos consiste em um miolo


ósseo envolvido em uma modificação do tegumento
comum, o estojo córneo.
O componente esquelético do corno é o processo cornual,
o qual é unido firmemente ao osso frontal.
O corno pode ser dividido em:

Os cornos dos ruminantes domésticos são permanentes e


crescem continuamente após seu surgimento depois do
nascimento. O tamanho e a forma são características fortes
da raça e dependem da idade e do sexo.

6
21/06/2021

O processo cornual do bovino se desenvolve como uma


protuberância do osso frontal. - Os cornos dos pequenos ruminantes apresentam
Esse aumento continua a crescer durante até o 5° mês após o formas distintas, (anatomia básica se assemelha à do
parto para formar o sólido processo cornual. bovino)
- Eles emergem próximos da parte de trás das órbitas
O desenvolvimento dos cornos costuma ser impedido pela
cauterização da epiderme germinal precocemente.
em uma posição bastante diferente da posição
temporal do bovino.
A partir do 6° mês de idade, o processo cornual começa sua - Os cornos do ovino seguem um trajeto helicoidal,
pneumatização, que prossegue até que todo o osso fique enquanto os cornos do caprino crescem no sentido
oco, com exceção do ápice sólido. caudal sobre o crânio.
Devido à ampla comunicação, o seio frontal é exposto - A forma e o tamanho exatos dependem da raça, do
quando se descorna um animal adulto ou quando há fratura sexo e da faixa etária.
do corno.

CORNO: miolo ósseo


(processo cornual) envolvido
por uma modificação do
tegumento comum – estojo
córneo

7
21/06/2021

 Uma rede neural conecta todos os órgãos do


corpo. Essa rede compõe-se de tecido nervoso,
 O sistema nervoso, juntamente com os sistemas o qual pode ser classificado conforme sua
endócrino e imune e os órgãos sensoriais, é função ou morfologia.
responsável por receber estímulos diversos e  O tecido nervoso é o elemento básico que
coordenar as reações do organismo. forma as diversas partes do sistema nervoso:
 O sistema nervoso recebe estímulos que afetam a - Neurônios: menor unidade funcional do
superfície e/ou a parte interna do corpo. sistema nervoso
 Os estímulos causam impulsos que são registrados, - Células da glia: nutrição, sustentação e
transmitidos, processados e respondidos na forma isolamento dos neurônios.
de reações passivas ou ativas.
 Dessa forma, o sistema nervoso permite que o corpo
interaja, se adapte e reaja ao ambiente.

A classificação morfológica divide conforme sua


posição em um sistema central e um sistema
periférico.
 Sistema nervoso central (SNC) inclui o encéfalo e a
medula espinal.
 Cérebro: centro motor, sensitivo, visual, auditivo,
olfativo e gustativo.
 Cerebelo: sede do equilíbrio e modulação dos
movimentos;
 Medula espinal: condução dos impulsos nervosos e
reflexos;
 Sistema nervoso periférico (SNP) conectado ao SNC
pela medula espinal.
 Nervos sensitivos e motores (fibras aferentes e eferentes);
 Gânglios.

8
21/06/2021

O encéfalo é o órgão de controle do corpo e


responsável pela regulação, pela coordenação e
pela integração do restante do sistema nervoso
SISTEMA NERVOSO CENTRAL E Anatomia Macroscópica: Cérebro e Cerebelo
PERIFÉRICO

A medula espinal é um cilindro


alongado e esbranquiçado com um
ligeiro achatamento dorsoventral

9
21/06/2021

A classificação quanto a função:


 Sistema nervoso somático (cerebrospinal), o
 NERVOS ESPINHAIS : São aqueles que fazem
conexão com a medula espinal e são responsáveis qual inerva as estruturas por meio do controle
pela inervação do tronco, membros e parte da consciente (sistema locomotor).
cabeça  Sistema nervoso autônomo (vegetativo). O

 Saem aos pares da medula, a cada espaço


sistema nervoso autônomo funciona
intervertebral. involuntariamente e permanece além do
controle consciente do organismo.
Homem = 8C, 12T, 5L, 5S, (2 Coc)
Esse sistema inerva os órgãos internos, os
Bovinos = C7, T13, L6, S5, Co 18-20
vasos sanguíneos e as glândulas, além de assumir
Equino = C7, T18, L6, S5, Co 15-21 o controle e a coordenação dos órgãos internos
Cães = C7, T13, L7, S3, Co 20-23 Sistema nervoso simpático e parassimpático

SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO SISTEMA NERVOSO


PARASSIMPÁTICO
As funções do sistema nervoso estão ligadas de forma complexa.
O sistema nervoso simpático é a O sistema nervoso parassimpático é
Definição primeira das duas divisões do a segunda das duas divisões do Exemplo:
sistema nervoso autônomo. sistema nervoso autônomo. Um estímulo do meio ambiente (estímulo exteroceptor) é
transmitido por um receptor sensorial em um impulso nervoso.
Esse impulso é transportado por nervos sensoriais aferentes até o
Responsável por fazer o corpo
sistema nervoso central (SNC) e coordenado nos núcleos basais.
Responsável por preparar o
retornar a um estado emocional
organismo para responder a
Função situações de estresse e
estável e de calma, além de controlar O estímulo é processado, e sua resposta toma forma de um impulso
alguns sistemas e ações não nervoso, o qual é conduzido por nervos motores eferentes até a
emergência.
conscientes, como a respiração.
musculatura.

A reação muscular é controlada e regulada pela realimentação


Aumentar a frequência cardíaca e
Diminuir a frequência cardíaca,
(estímulo proprioceptor) ao SNC na forma de um impulso nervoso
a pressão arterial, liberar
diminuir a pressão arterial, diminuir
transportado por nervos sensoriais.
Principais adrenalina, contrair e relaxar
a adrenalina, diminuir a quantidade
atividades músculos, dilatar os brônquios,
de açúcar no sangue, controlar o
dilatar as pupilas, aumentar a
tamanho das pupilas.
transpiração.

10
21/06/2021

Trato Respiratório Superior:


 Essencial para a troca de gases entre ar e sangue.
 Nariz, seios paranasais, porção nasal da faringe
 A respiração compreende tanto o transporte de
 Função: aquecimento do ar que chega aos
gases até as células como os processos oxidativos
pulmões, para isso, mucosa ricamente
no seu interior.
vascularizada. Proteção (aparelho mucociliar).
Condução do ar inspirado.

Trato Respiratório Inferior:


 Laringe, traqueia e pulmões.

 Função: Oxigenação do sangue (hematose)!

 O ar inspirado é filtrado e ele então é umedecido e


aquecido nas vias respiratórias, as quais transferem o ar
para os pulmões.
 Nos pulmões, o oxigênio se propaga do ar inspirado para
o sangue, e o dióxido de carbono, do sangue para o ar.
 O ar inspirado compõe-se de 20,9% de oxigênio, 0,03% de
dióxido de carbono e 79,4% de nitrogênio.
 O ar expirado compõe-se de 16% de oxigênio, 4% de
dióxido de carbono e 80% de nitrogênio.
 O transporte desses gases dos pulmões para as células e
seu retorno aos pulmões é executado pelo sistema
circulatório.
 O sistema respiratório pode ser dividido em vias
respiratórias e locais de troca gasosa.

11
21/06/2021

Vias respiratórias compreendem os seguintes


órgãos:
Conjunto de trocas gasosas entre o ar alveolar e o ● Nariz externo, Cavidade nasal, Porção nasal da
sangue. O oxigênio passa do ar inspirado para o faringe, Laringe, Traqueia, Brônquios e Pulmões
sangue na unidade funcional do pulmão, os
alvéolos. Nesse mesmo processo ocorre a  Locais de troca gasosa dentro dos pulmões são:
eliminação do CO2. ● Bronquíolos respiratórios, Ductos alveolares,
Sacos alveolares e Alvéolos

12
21/06/2021

 Os órgãos urinários são os rins, ureteres, vesícula


ou bexiga urinária e uretra.
 Os rins pares produzem urina a partir do sistema
circulatório por meio de filtração, secreção,
reabsorção e concentração.
 Os ureteres transportam
a urina desde os rins até
a bexiga urinária, onde
ela é armazenada até
sua eliminação pela
uretra

13
21/06/2021

Localização dos rins:


Os rins pares se situam
 Eles são encarregados de eliminar o excesso de água e
substâncias tóxicas do organismo, como a uréia e o retroperitonealmente
ácido úrico, que em altas concentrações podem matar as comprimidos contra a
células. Os rins filtram o sangue, extraindo resíduos parede abdominal
tóxicos e reabsorvendo as substâncias aproveitáveis
dorsal dos dois lados da
 Ele remove produtos finais do metabolismo e excreta coluna vertebral.
substâncias do sangue pela filtração do plasma,
inicialmente obtendo um grande volume de líquido e Eles se situam na região
após realiza nova filtração. lombar, mas se projetam
 Em cães de grande porte, 1.000 a 2.000 litros de sangue cranialmente sob as
atravessam o rim diariamente, dos quais 200 a 300 litros últimas costelas para a
são filtrados como urina primária, e então reduzidos
por processos de reabsorção para 1 a 2 litros que são parte intratorácica do
eliminados. abdome

14
21/06/2021

 O sistema circulatório compreende o coração, O sangue é um tecido fluido, formado pelo plasma e
os vasos sanguíneos e os vasos linfáticos. 3 tipos celulares (hemácias, leucócitos e plaquetas):
 O coração é a bomba muscular do sistema - Plasma sanguíneo é formado por água, minerais,
circulatório. eletrólitos, vitaminas, proteínas, lipídios e
 Os vasos sanguíneos, que consistem em carboidratos,
artérias, capilares e veias, formam um sistema - Hemácias carreiam os gases sanguíneos,
contínuo no qual o sangue circula pelo corpo. - Leucócitos são células de
defesa do organismo,
- Plaquetas atuam no processo
de hemostasia.

 O sangue circula no interior dos vasos sanguíneos,


sendo bombeado pelo coração, tendo como função
a nutrição (proteínas, carboidratos, lipídios,
vitaminas), transporte de hormônios, e oxigenação
dos tecidos (O2).
 O2 é carreado dos pulmões para os tecidos e o CO2
no sentido inverso
 Participa da regulação da temperatura corporal,
recebe produtos do metabolismo celular
(catabólitos) e conduz para órgãos de metabolismo
e excreção para que sejam eliminados.
 Hemácias: 61% água, 32% proteína (hemoglobina),
7% carboidratos e 0,4% lipídios

15
21/06/2021

Leucócitos - defesa do organismo

VOLUME SANGUÍNEO
Mamíferos domésticos: 6 a 8% do peso corporal
Gato: 4% do peso corporal
Aves: 10 % do peso corporal

PLAQUETAS/ trombócitos: formação de coágulos,


participa da hemostasia primária, interrompe
momentaneamente a hemorragia antes da 4 grandes compartimentos: 2 átrios e 2 ventrículos.
 O átrio direito recebe o sangue pobre em O2 
estabilização do coágulo.
expele ao ventrículo direito  que o expele aos
 Mantem a integridade vascular, modula resposta pulmões a fim de ser oxigenado através das
inflamatória e promove cicatrização das feridas trocas gasosas (respiração)  O átrio esquerdo
após lesão tecidual. recebe o sangue dos pulmões (rico em O2) 
envia-o para o ventrículo esquerdo  bombeia o
sangue aos órgãos e tecidos.
Artérias: carreiam o sangue rico em oxigênio
(proveniente do coração)
 Artérias coronárias: são aquelas que irrigam o músculo
cardíaco.
Veias: carreiam o sangue pobre de oxigênio
(proveniente dos tecidos)

16
21/06/2021

VASOS SANGUÍNEOS

17
21/06/2021

18
21/06/2021

jugular

19
21/06/2021

20
21/06/2021

1. Verificar sempre, antes da coleta, a necessidade ou não de


anticoagulante e o anticoagulante a ser utilizado
2. Verifique sempre o volume recomendado de material, para
realização de cada exame e procure enviar ema quantidade maior que
a necessária, para possíveis repetições ou transtorno no transporte
3. Sempre que necessário depilar a região
4. Realizar assepsia local
5. Fazer garrote ou pressionar com o dedo sobre o vaso sangüíneo
que vai ser puncionado. Este garrote não deve demorar
6. Introduzir com firmeza a agulha na pele e depois no vaso
sangüíneo. Deve-se tomar cuidado para não estourar a veia levando a
formação de hematoma. Imediatamente após penetrar a agulha no
vaso deve-se retirar o garrote e aspirar o sangue
7. Retirar a agulha e pressionar com algodão embebido em anti-
séptico
8. A manipulação e o acondicionamento do sangue de acordo com o
tipo de exame que vai ser feito
9. Realizar a identificação do material coletado

Equinos, 7 sistemas de grupos sanguíneos são


reconhecidos internacionalmente (A, B, C, D, K, P,
Q, U)
Bovinos, 11 sistemas de grupos sanguíneos são
reconhecidos internacionalmente (A, F, J, L, M, Z, R’,
B, C, S, T’)
Ovinos, 7 sistemas de grupos sanguíneos são
reconhecidos internacionalmente (A, B, C, D, M, R,
X)
Caprinos (A, B, C, M, J)
Suínos, 16 sistemas de grupos sanguíneos são
reconhecidos internacionalmente (A, B, C, D, E, F, G,
H, I, J, K, L, M, N, O, P)

21
21/06/2021

 Linfócitos T e B – célula imunológica específica


 Há um segundo sistema de vasos no corpo  sistema
linfático, transportam linfa em vez de sangue.  Macrófagos – célula imunológica inespecífica
 Vasos linfáticos são responsáveis pela integridade do  O sistema linfático transporta substâncias para
corpo e age dentro dos sistemas imune específico e os linfonodos locais que necessitam de filtração
não específico antes de poderem entrar na corrente sanguínea.
 A linfa compõe-se principalmente de
proteínas, sua composição é semelhante ao
plasma sanguíneo.
 Os órgãos linfáticos são responsáveis por diversas  Na linfa estão presentes também as células
funções, sendo que a maioria delas é executada pelas
células do sistema linfático: células imunológicas
linfáticas que são recolhidas nos linfonodos.
específicas e as não específicas.

 Linfonodos: são firmes, possuem uma superfície


lisa, de formato geralmente ovoide ou de feijão
 Cada linfonodo é responsável pela drenagem de
uma região determinada(zona de tributação)
 Barreira para a disseminação de infecções e
tumores
 Edema de um linfonodo costuma indicar a
presença de doença em sua zona de tributação.
 Importantes da Inspeção de Produtos de Origem
Animal

22
21/06/2021

 Timo: compõe-se de tecido linfático primário


necessário para o desenvolvimento da imunidade
celular. Ele coordena a imunidade ativa e o
crescimento de órgãos linfáticos secundários
(linfonodos, tonsilas) durante o desenvolvimento.

 Baço: -Armazena e concentra eritrócitos e libera


quando necessário.
-Filtra o sangue e remove eritrócitos
desgastados da circulação.
-Extrai ferro da hemoglobina e o libera
novamente para reutilização.
-Produz linfócitos e monócitos e
desempenha uma função importante na produção de
anticorpos.

 Atividades para a semana:


- Pesquisa sobre Transfusão sanguínea em
grandes e pequenos animais
- Aplicações/ indicações
- Método
- Riscos
 Desenhar o estômago pluricavitário dos
ruminantes, nomeando suas 4 câmaras e
funções de cada uma.
 Desenhar

23

Você também pode gostar