Você está na página 1de 6

Aparecida Adrielle Jacinto Ribeiro

PROJETO: Principio de Arquimedes - Submarino

Professor Jose Casto Nogales Vera


Turma Verão
1.1 Objetivo

O objetivo deste trabalho é analisar o funcionamento de um submarino com base no


Princípio de Arquimedes

2.0 Resumo

Arquimedes descobriu que ao inserir um corpo qualquer em um fluido ele desloca uma certa
quantidade de água e que uma força chamada empuxo puxaria esse objeto para cima
dependendo do seu volume. Para realizar o experimento foi montado um equipamento de
modo que funcionasse como um submarino. Os cálculos realizados condizeram com o
experimento.

3.0 Introdução

O princípio de Arquimedes diz que todo corpo imerso em um fluído é submetido a uma força
apontando para cima, na qual sua intensidade é igual ao peso do fluído deslocado pelo corpo,
essa força é chamada de empuxo. Diz a lenda que o Arquimedes descobriu o empuxo quando
foi verificar se uma coroa era feita de ouro maciço, para isso ele mergulhou a coroa em um
recipiente cheio de água e depois mergulhou outros dois objetos maciços e de mesmo peso
que a coroa, feitos de ouro puro e de prata. Ele percebeu que a coroa derramava menos
liquido que o ouro e mais liquido do que a prata o que sugeria que ela não era puramente
composta de ouro.

O empuxo representa a força resultante exercida pelo fluido sobre um corpo. Quando o
empuxo é igual ao peso do corpo, ele permanece em equilíbrio, quando ele é menor do que o
peso do corpo, ele afunda, quando ele é maior do que o peso do corpo, ele é elevado a
superfície.

Figura 1 – Representação de um corpo sólido com peso maior do que o empuxo.

A força de empuxo faz com que todo corpo inserido em um fluído fique aparentemente mais
leve e isso é chamado de peso aparente, onde o peso real é diminuído devido a força exercida
pelo empuxo.

Pap= Preal - E

O Princípio diz que o empuxo é o peso do volume do fluido que o corpo desloca ao ser
inserido: E= Pfd, sendo Pfd o peso do fluido deslocado. O peso do fluido deslocado é definido
pelo produto da massa pela aceleração da gravidade (Pfd= mfd . g) e a massa pode ser
encontrada pelo produto do volume do fluido pela densidade, chegando em:

E= Pfd = ᵨ . V . g

É devido ao empuxo que navios navegam sobre as águas e que submarinos conseguem subir e
descer dentro do mar. O submarino depende do controle de sua densidade que está
diretamente relacionado com seu peso, quando o submarino está em equilíbrio (metade
submerso e metade na superfície) os tanques estão preenchidos com ar e a densidade do
submarino equivale ao da água, já quando o submarino está nas profundezas do mar os
tanques estão cheios de água e a densidade do submarino passa a ser maior do que a da água.

Para melhor entender como funciona essa força de empuxo será realizado um experimento
com equipamentos que sinalizem como ocorre o funcionamento dos submarinos para subir e
descer nos mares, tendo a aplicação do princípio de Arquimedes.

4.0 Materiais e Métodos

• Uma garrafa PET de 200 ml

• Um recipiente

• Fita dupla face

• Mangueira de 1m

• Água

• Bexiga

• Uma chapa de alumínio

• Linha chilena

Foi feito pequenos furos equidistantes por todo o corpo da garrafa PET e também na tampa
para inserir a mangueira e a bexiga, grudando com fita adesiva em uma das pontas da
mangueira. A tampa foi fechada com a mangueira atravessada de modo que a bexiga ficasse
para dentro da garrafa. Uma chapa de alumínio foi colocada presa por linha chilena na garrafa
para fazer a garrafa afundar no recipiente que foi inserido água. A ponta sem bexiga da
mangueira foi deixada para fora do recipiente.

O conjunto que compôs a garrafa foi chamada de submarino e tem um peso igual a 0,05Kg. O
submarino ao ser colocado no recipiente afundou-se como esperado e a garrafa encheu-se de
água. Para o submarino subir até a superfície novamente, assoprou-se a ponta da mangueira
que ficou para fora do recipiente e com isso a bexiga que estava dentro da garrafa se encheu
fazendo com que o submarino flutuasse.
Figura 2 – Equipamento utilizado no experimento

5.0 Resultados

Na tabela a seguir tem-se o volume em metros cúbicos da água que estava contida no
recipiente, primeiro foi medido o volume sem o conjunto que forma o submarino e depois
com o conjunto.

Tabela 1 – Volume da água no experimento


V (m³) da água V (m³) de água com corpo inserido
0,003425 0,0035

• O volume do corpo equivale ao volume do fluído deslocado, então:

Vsub= V2 – V1

Vsub= 0,0035 - 0,003425

Vsub= 0,0001

• O empuxo equivale ao peso do fluído deslocado:

E= ᵨ . V . g

E= 1000Kg/m³ . 0,0001m³ . 9,72m/s²

E= 0,972 N

• O peso real consiste no peso do conjunto que forma o submarino e ele vale: 0,05Kg

m
• Sabe-se que ᵨ=
v , então conseguiremos achar a massa da água que entra dentro da
garrafa:

m= ᵨ.v
m= 1000Kg/m³ . 0,0002m³

m= 0,2Kg

• Para encontrar o peso do submarino com a água inserida teremos que somar a massa do
submarino com a massa da água e depois multiplicar essa soma pela aceleração da
gravidade:

msub + m = 0,25Kg

Psub= 0,25Kg . 9,72m/s²

Psub= 2,43 N

• Densidade do submarino:

m (msub+ m) 0,25 Kg
ᵨsub= = =2500 Kg/m ³
v = Vsub 0,0001m ³
• Peso aparente:

Pap= Preal – E

Pap= 2,43 – 0,972

Pap= 1,458 N

6.0 Análise e Conclusão

Temos no experimento uma garrafa com volume de 0,0002m³. Com a inserção de todo o
material que compõe o submarino do experimento é bastante claro que o volume da
garrafa diminuirá e os cálculos realizados determinaram exatamente isso, uma diminuição
que passou a ser de 0,0001m³.

Com a densidade do submarino calculada foi determinado que a densidade dele é maior
do que a da água (1000Kg/m³ > 2500Kg/m³), então o corpo teoricamente afundaria e foi o
que realmente ocorreu no experimento.

O resultado do cálculo do peso aparente foi positivo e isso também nos dá que o corpo
afunda, o que condiz com o experimento.

Conforme a bexiga foi sendo assoprada a água de dentro da garrafa saia para fora,
aumentando o volume do submarino e consequentemente o seu empuxo, o que o fez
subir.

7.0 Bibliografia

HELERBROCK, Rafael. "Princípio de Arquimedes"; Brasil Escola. Disponível em:


https://brasilescola.uol.com.br/fisica/principio-arquimedes.htm. Acesso em 16 de junho de
2021.

LAPORTE, F.; Entenda a Física por trás do funcionamento dos submarinos. Estado de Minas, 23
Nov. 2019. Disponível em:
https://www.em.com.br/app/noticia/educacao/enem/2019/11/22/noticia-especial-
enem,1102166/entenda-a-fisica-por-tras-do-funcionamento-dos-submarinos.shtml. Acesso em
16 de junho de 2021.

Você também pode gostar