Você está na página 1de 3

Teoria da Argumentação Jurídica (17808)

EMENTA

Redação Jurídica, terminologia jurídica, o texto técnico e a linguagem forense. A


estrutura básica na linguagem jurídica, sua argumentação, enunciação e
discurso jurídico, coesão e coerência, aspectos gramaticais no discurso jurídico.
Argumentação jurídica. Tipos de argumentos. Estratégias argumentativas.

OBJETIVO

Conhecer as terminologias aplicadas no âmbito jurídico assim como possibilitar


o emprego correto da linguagem e escrita jurídica.

METODOLOGIA

Metodologia
O processo ensino-aprendizagem será conduzido adotando o conceito de Aula
Invertida, subdividida em três momentos: A Pré-Aula, a Aula e a Pós-Aula. Na
primeira etapa o discente, atende as orientações do docente preparando-se,
antecipadamente, para a Aula e volta a fazê-lo nas proposições que busquem
fixar os conteúdos ministrados (a Pós-Aula).
Proposta Metodológica - Atividade de Aprendizagem Teórico/Práticas (Aula)
O momento Aula utilizará, em consonância com o tipo de conteúdo, os
procedimentos de ensino, que visam ao desenvolvimento de competências, além
dos conteúdos conceituais, factuais, procedimentais e atitudinais. Dessa forma,
as estratégias de ensino-aprendizagem englobarão as aulas expositivas
dialogadas, os estudos de casos, os estudos em grupo, os seminários, os
debates, os painéis integrados ou outros que se revelarem adequados.
Proposta Metodológica - Atividade de Aprendizagem Orientadas (Pré e Pós
Aula)
Para os momentos Pré e Pós-Aula, serão utilizados textos, vídeos, fóruns ou
exercícios cujos objetivos são contribuir como estímulo à aprendizagem e como
diagnóstico (Pré-Aula) ou fixação (Pós-Aula) da aprendizagem. Todo o material
ficará disponível para o aluno no ambiente virtual de aprendizagem

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO

A avaliação incide sobre a frequência e a nota mediante acompanhamento


contínuo do discente e dos resultados por ele obtidos. Poderão ser realizadas
prova escrita, prova prática, projetos, relatórios, trabalhos individuais e em grupo,
arguições orais, estudos de casos e outras formas de avaliação, cujo resultado
irá culminar com a atribuição de uma nota. A média semestral será composta
pela média aritmética das duas maiores notas obtidas nos três procedimentos
avaliativos aplicados (AV1, AV2 e AV3). O aluno será considerado aprovado
quando atingir média maior ou igual a 6,0 (seis) e valor igual ou superior a 75%
de frequência no decorrer do semestre letivo. Ressalta-se que, como somente
duas das três notas são utilizadas para cálculo da média, o aluno não terá
reposição avaliativa, exceto casos previstos por lei.

QUANDO APLICADO NO FORMATO ONLINE

METODOLOGIA

Informações não disponíveis.

UNIDADE DE ENSINO

UNIDADE 1
Redação Jurídica, terminologia jurídica, o texto técnico e a linguagem forense:
Redação Jurídica; Argumentação e retórica: conceito e histórico; Terminologia
jurídica; O texto técnico e a linguagem forense

UNIDADE 2

A estrutura básica na linguagem jurídica, sua argumentação, enunciação e


discurso jurídico, coesão e coerência, aspectos gramaticais no discurso jurídico.

UNIDADE 3
Argumentação jurídica. Tipos de argumentos. Estratégias argumentativas:
Lógica jurídica e lógica da aplicação do direito; Racionalidade jurídica: silogismo
e o dilema da decisão do aplicador no Direito; Identificação de argumentos e sub-
argumentos; Falácias argumentativas; Técnicas de Argumentação nas práticas
jurídicas.

PROPOSTA DE AVALIAÇÃO

AV1 – atividade prática de análise de caso

AV2 – avaliação com 10 questões objetivas

AV3 - avaliação com 20 questões objetivas com conteúdo do semestre inteiro.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

Básica:
NASCIMENTO, E. D. LINGUAGEM FORENSE. 13. ed. São Paulo: Saraiva,
2013
BITTAR, E. C. B. LINGUAGEM JURÍDICA. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2017
PETRI, M. J. C. Manual de Linguagem Jurídica. 3. ed. São Paulo: Saraiva,
2017

Complementar:

MARCANTONIO, J. H. Justiça, moral e linguagem em Rawls e Habermas -


Configurações da filosofia do direito contemporâneo. São Paulo: Saraiva,
2014
SOARES, R. M. F. Hermenêutica e interpretação jurídica. 4. ed. São Paulo:
Saraiva, 2019
RODRIGUEZ, J. R. A JUSTIFICAÇÃO DO FORMALISMO JURÍDICO -
TEXTOS EM DEBATE - SÉRIE DIREITO EM DEBATE - DDJ. São Paulo:
Saraiva, 2011
SABBAG, E. Manual de Português Jurídico. 8. ed. São Paulo: SARAIVA, 2014
ADEODATO, J. M. ÉTICA E RETÓRICA - PARA UMA TEORIA DA
DOGMÁTICA JURÍDICA. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2012
Digital: 9788502130272
Impresso: 9788502158160

Você também pode gostar