Você está na página 1de 2

Diluição

Em nosso dia-a-dia, realizamos várias diluições, como, por


exemplo, adicionar água quente em um café forte pra torná-lo mais fraco
ou, então, adicionar água em um suco concentrado para melhorar seu sabor. Obs: O volume final é fornecido ou é considerado igual à soma dos
Diluir uma solução significa diminuir a sua concentração. O procedimento volumes das soluções que foram misturadas, uma vez que normalmente a
mais comum para diluir uma solução é a adição de solvente à solução. Em diferença pode ser considerada desprezível.
uma diluição, a massa de soluto inicial e final é a mesma. Entretanto como
o volume é maior, a concentração da solução será menor. V(final) = V(inicial) + V(água)

03) Uma amostra de 200 mL de uma solução de NaOH de concentração 15


g/L foi adicionada água suficiente para completar o volume para 500 mL.
Qual a concentração da solução final?
Resolução

Como a massa de soluto permanece inalterada durante a 04) 100 g de uma solução de HCl de 40% em massa são adicionados 350 g
diluição, podemos escrever: de água. Qual a porcentagem em massa de HCl na solução final?

Resolução

Exercícios Propostos

01) Se 100mL de uma solução de NaOH 10g/L foi adicionada água


suficiente para completar 400 mL. Qual a concentração final da solução?

02) Se adicionarmos 100 mL de água a 100 mL de uma solução 0,3 mol/L


de hidróxido de sódio, qual a concentração em mol/L da solução obtida?

03) Considere 100 mL de um suco de caju de concentração 0,5 mol/L. Qual


Esse raciocínio também pode ser aplicado às outras o volume de água que deverá ser acrescentado para que a concentração do
concentrações, obtendo-se as seguintes equações: suco caia para 0,05 mol/L?

04) A 40 g de uma solução de ácido sulfúrico de 85 % em massa foi


acrescentada 60 g de água. Qual a porcentagem em massa dessa solução?

05) (FPS PE) A cefalotina, C16H16N2O6S2, é um antibiótico que possui ação


bactericida, sendo utilizada em infecções variadas, incluindo a meningite.
Um auxiliar de enfermagem precisa administrar 50,0 mL de uma solução de
cefalotina 6,0 ¿ 10–2 mol.L–1 em um paciente, e a enfermaria só dispõe
de ampolas de 20 mL com concentração igual a 0,25 mol.L –1 de cefalotina.
Calcule o volume de cefalotina 0,25 mol.L –1 que deve ser aspirado da
ampola para administrar a dosagem prescrita.

a)10 mL b)12 mL c)14 mL d)16 mL e)18 mL


Com base nas expressões obtidas para a diluição de soluções,
podemos observar que a concentração de uma solução é inversamente
06) (UEG GO) Uma solução estoque de hidróxido de sódio foi preparada
proporcional ao volume. Por isso, nos cálculos químicos envolvendo
pela dissolução de 4 g do soluto em água, obtendo-se ao final 100 mL e,
diluição, utiliza-se a regra de três inversamente proporcional.
posteriormente, determinado volume foi diluído para 250 mL obtendo-se
uma nova solução de concentração igual a 0,15 mol.L –1.O volume diluído,
Curiosidade
em mL, da solução estoque, é aproximadamente
A diluição é um procedimento bastante utilizado nos
laboratórios. Muitos produtos químicos são vendidos na forma de soluções
a)26 b)37 c)50 d)75
aquosas concentradas. Esse procedimento torna o transporte do produto
mais barato porque evita o peso da água. No laboratório, essas soluções são
07) (UDESC SC) Assinale a alternativa que corresponde ao volume de
diluídas de acordo com as necessidades do químico.
solução aquosa de sulfato de sódio, a 0,35 mol/L, que deve ser diluída por
adição de água, para se obter um volume de 650 mL de solução a 0,21
Exercícios Resolvidos
mol/L.
01) Tem-se 500 mL de uma solução 0,1 mol/L. Qual será o volume da
a)500 mL b)136 mL c)227 mL d)600 mL e)390 mL
solução final se essa for transformada em 0,25 mol/L?
08 - (ENEM) Nos municípios onde foi detectada a resistência do Aedes
Resolução
aegypti, o larvicida tradicional será substituído por outro com concentração
Sol.(Inicial): Vi = 500 mL, Mi = 0,1 mol/L
de 10% (v/v) de um novo princípio ativo. A vantagem desse segundo
Sol.(Final): Vf = ? , Mf = 0,25 mol/L
larvicida é que uma pequena quantidade da emulsão apresenta alta
capacidade de atuação, o que permitirá a condução de baixo volume de
larvicida pelo agente de combate às endemias. Para evitar erros de
manipulação, esse novo larvicida será fornecido em frascos plásticos e, para
uso em campo, todo o seu conteúdo deve ser diluído em água até o volume
final de um litro. O objetivo é obter uma concentração final de 2% em
Obs.: Como é uma igualdade não há necessidade de transformar os volumes volume do princípio ativo.Que volume de larvicida deve conter o frasco
para litro(L) plástico?

02) Se adicionarmos 200 mL de água a 300 mL de uma solução aquosa de a)10 mL b)50 mL c)100 mL d)200 mL e)500 mL
glicose 20 g/L, qual a concentração, em g/L, da nova solução?
Resolução Gabarito:

01) 0,025 g/L


02) 0,15 mol/L Exercícios propostos
03) VT = 1000; VÁgua = 1000 – 100 = 900 mL
04) 34% 01 - (UERGS) O volume em litros de uma solução de HNO3 0,1 mol.L–1
05) B que deve ser adicionado a 5 litros de uma solução de HNO 3 0,5 mol.L–1 para
06) B obter uma concentração final igual a 0,2 mol.L–1 é
07) E
08) D a)3. b)6. c)12. d)15. e)30.

Mistura de soluções com o mesmo soluto 02 - (UERJ)Atualmente, o óleo diesel utilizado em veículos automotores
pode apresentar duas concentrações de enxofre, como mostra a tabela
Na mistura de soluções com o mesmo soluto, a massa final de abaixo:
soluto é igual à soma das massas iniciais. O volume final da solução é igual
à soma dos volumes misturados. A determinação da concentração final da
mistura pode ser feita pelo seguinte raciocínio matemático:

A partir de janeiro de 2009, terá início a comercialização do óleo diesel S-


50, com concentração de enxofre de 50 mg.L–1, mais indicado para reduzir a
poluição atmosférica causada pelo uso desse combustível.Um veículo foi
abastecido com uma mistura contendo 20 L de óleo diesel S-500 e 55 L de
óleo diesel S-2000.Admitindo a aditividade de volumes, calcule a
concentração de enxofre, em mol.L –1, dessa mistura.Em seguida, determine
o volume de óleo diesel S-50 que apresentará a mesma massa de enxofre
contida em 1 L de óleo diesel S-2000.

03 - (UNITAU SP) Uma solução é obtida misturando-se 300 g de uma


solução A com 400 g de uma solução B. A solução A consiste em uma
O volume da solução final, geralmente, será aditivo, ou seja, Vf mistura cuja concentração do soluto é 25% (m/m), enquanto que, na
inal = V1 + V2. Aplicando um raciocínio semelhante para a concentração solução B, a concentração do soluto é 40% (m/m).Qual a porcentagem de
em quantidade de matéria (molaridade), obtém-se a expressão: massa total do soluto (m/m) da solução obtida?
Obs: m/m = massa/massa

a)66,43% b)33,57% c)25,0% d)40,0% e)50, 0%

04 - (UFG GO) Um analista necessita de 100 mL de uma solução aquosa


de NaCl 0,9% (m/v). Como não dispõe do sal puro, resolve misturar duas
Esse mesmo raciocínio se aplica as demais concentrações como,
soluções de NaCl(aq): uma de concentração 1,5% (m/v) e outra de 0,5%
por exemplo, o título.
(m/v). Calcule o volume de cada solução que deverá ser utilizado para o
Exercício resolvido
preparo da solução desejada.
Se misturarmos 300 mL uma solução aquosa de NaOH 0,1
05 - (UFMS) A mistura de duas soluções pode resultar em uma reação
mol/L com 200 ml de outra solução 0,2 mol/L do mesmo soluto, teremos
química e, conseqüentemente, na formação de outras soluções, ou
uma nova solução com volume total de 500 mL, mas a quantidade de
simplesmente numa variação na concentração das espécies presentes.
matéria (mol) da solução final será a soma das quantidades de matéria
Misturaram-se 50 mL de uma solução 1,0 mol/L AlCl 3 a 50 mL de uma
(mol) das soluções iniciais.
solução 1,0 mol/L de KCl. Calcule o valor obtido pela soma das
concentrações finais dos íons Al3+, K+ e Cl– na solução, emmol/L.

06 - (UFAM)A dois litros de solução aquosa sacarose de concentração 50


g/L foi adicionada 6 litros de concentração 2 mol/L de solução aquosa de
cloreto de sódio. Qual a concentração do sal e do açúcar na solução final?

a)25,0 g/L; 3,0 mol/L b)0,2 Kg/L; 3,0 mol/L c)12,5 g/L; 1,5 mol/L
d)25,0 g/L; 1,5 mol/L e)12,5 g/L; 3,0 mol/L

07 - (UFPR) Ao se misturar 100 mL de solução aquosa 0,15 mol.L-1 de


cloreto de potássio com 150 mL de solução aquosa 0,15 mol.L-1 de cloreto
de sódio, a solução resultante apresentará, respectivamente, as seguintes
Mistura de soluções com solutos diferentes que não reagem entre si
concentrações de Na+, K+ e Cl-:
Quando são misturadas duas ou mais soluções de solutos
a)0,09 mol.L-1 , 0,06 mol.L-1, 0,15 mol.L-1
diferentes sem que ocorra reação, haverá apenas uma diluição dos solutos,
b)0,05 mol.L-1 , 0,06 mol.L-1, 1,1 mol.L-1
pois teremos a mesma quantidade de cada soluto, mas em um volume
c)0,06 mol.L-1 , 0,09 mol.L-1, 0,15 mol.L-1
maior. Geralmente, os solutos que não reagem apresentam o mesmo cátion
d)0,09 mol.L-1 , 0,09 mol.L-1, 0,09 mol.L-1
ou o mesmo ânion.
e)0,15 mol.L-1 , 0,15 mol.L-1, 0,30 mol.L-1
Exercício resolvido
Gabarito
Se misturarmos 200 mL de uma solução 0,2 mol/L de NaOH
01 - Gab: D
com 100 ml de uma solução 0,1 mol/l de KOH, teremos uma nova solução
02 - Gab:
com volume de 300 mL. Portanto, teremos “apenas” mais uma diluição.
20 . 500 + 55 . 2000 = C . 75  C = 1600 mgL–1  C = 1,6 gL–1
M = 1,6/32 = 0,05 molL–1
x = 40 L
03 - Gab: B
04 - Gab: VSol2 = 60 mL e VSol1 = 40 mL
05 - Gab: K+ = 0,5 mol/L ; Al+3 = 0,5 mol/L ; Cl-1 = 2 mol/L
06 - Gab: C
07 - Gab: A