Você está na página 1de 199

SISTEMA ALCATEL

OMNI PCX ENTERPRISE

Manual de Treinamento
Nivel I

Facilidades do Sistema

Revisão 01 – Maio/2011
Este documento não deve ser distribuído ou reproduzido (total ou parcialmente) sem a prévia
autorização da 3Corp Technology.

Caso exista qualquer sugestão ou correção que deseje comunicar, solicitamos que seja formalizada e
enviada para:

3Corp Technology
Centro de Treinamento
Av. Dr. Tácito Vianna Rodrigues, 300 - Paraíso
Resende – RJ – Brasil
CEP: 27536-025

Telefone: + 55 11 3056 7733


FAX: + 55 11 3056 7722
e-mail: treinamento@3corp.com.br

Documento elaborado por:


Centro de Treinamento
3Corp Technology

2
ÍNDICE DE ASSUNTOS

Plano de Numeração ............................................................................................................ 5


Categorias (Classes de Serviço) ....................................................................................... 10
Ramais ................................................................................................................................... 16
Dynamic State User ............................................................................................................ 19
Teclas Multi-linha ............................................................................................................... 21
Chefe-Secretária ................................................................................................................. 24
Rotas (Trunk Groups) ......................................................................................................... 27
Discriminação de Chamadas ............................................................................................. 41
ARS (Seleção Automática de Rotas)................................................................................ 50
ARS (Com tabela de horários) .......................................................................................... 61
Substituição.......................................................................................................................... 63
Cadeado Eletrônico (Padlock).......................................................................................... 67
Senha do Usuário ................................................................................................................ 69
Ramal Associado .................................................................................................................. 71
Estacionamento de Chamadas ......................................................................................... 74
Código de Projeto (Business Code)................................................................................. 78
Hot-Line ................................................................................................................................ 80
Bilhetagem............................................................................................................................ 82
Grupos do Sistema .............................................................................................................. 84
Discagem Abreviada Individual ........................................................................................ 88
Discagem Abreviada do Sistema ...................................................................................... 92
Guias de Voz ........................................................................................................................ 95
Gravação com Audio-Station ............................................................................................ 99
Telefonista ......................................................................................................................... 106
Timers.................................................................................................................................. 111
Acesso Remoto .................................................................................................................. 113
Tons...................................................................................................................................... 114
Atendimento Automático de Chamadas ...................................................................... 116
Bloqueio de Chamadas à Cobrar ................................................................................... 120
Call Center Supervision (CCS) ........................................................................................ 121
Caller/Called Filtered Number ...................................................................................... 129
Correio de Voz – 4645 ..................................................................................................... 131
DECT – Digital Enhanced Cordless Telephony ............................................................ 133
Telefones Séries 8 & 9 – Categorias ............................................................................. 137
Tradutor DID (Direct Inward Dialing) ........................................................................... 140

3
APÊNDICE 1 ................................................................................................................ 142
Comandos de Manutenção do Sistema ......................................................................... 142
APÊNDICE 2 ................................................................................................................ 146
Timers.................................................................................................................................. 146
APÊNDICE 3 ................................................................................................................ 161
Tons...................................................................................................................................... 161
APÊNDICE 4 ................................................................................................................ 166
Categorias de Facilidades Telefônicas......................................................................... 166
APÊNDICE 5 ................................................................................................................ 186
Categoria de Acesso à Rede Pública ............................................................................ 186
APÊNDICE 6 ................................................................................................................ 194
Guias de Voz ...................................................................................................................... 194

4
Plano de Numeração
Função:

Alocar uma identificação lógica para os recursos do sistema PABX que podem ser utilizados pelos
usuários.

Conceitos:

► São considerados como objetos dentro de um plano de numeração:

► Prefixos
► Sufixos
► Usuários
► Números de discagem abreviada direta

► Não podem existir conflitos de numeração entre os objetos.

► Não podem existir dois objetos com o mesmo número.


► Não podemos ter dois objetos, um deles identificado como 3 (por exemplo, um prefixo) e
outro como 3000 (por exemplo, um usuário).
► Os sufixos não são considerados no que diz respeito a conflitos com outros objetos, ou seja,
pode existir prefixo 3 para um recurso (por exemplo, código ARS) e sufixo 3 para um facilidade
(por exemplo, conferência)

► Os objetos podem ter entre 1 e 8 dígitos.

► A criação de um prefixo ou sufixo significa apenas que foi criado um meio de acesso a um recurso
específico do sistema. A disponibilidade deste recurso para um usuário depende de parâmetros
relacionados com categorias, tais como:

► Categoria de acesso à rede pública


► Categoria de facilidades telefônicas

► Estaremos detalhando neste ítem os prefixos e sufixos. Os demais recursos que utilizam o plano de
numeração (usuários e números de discagem abreviada direta) são descritos em seus itens específicos. A
criação destes objetos automaticamente cria a sua correspondência no plano de numeração.

PREFIXOS

► São códigos utilizados para acessar recursos do sistema, partindo da condição de fone no gancho.
Podemos citar como exemplos:

► Acesso à uma linha externa


► Captura de chamadas
► Discagem abreviada

Para criar um prefixo

Translator ►Preffixes ► Create


►Prefix Meaning

Se for selecionado um dos “grupos de prefixos” listados abaixo, será necessário pressionar <F1> para ter
acesso à uma nova lista de prefixos.

►Set Features
►General Features
►Local Features
►External Features

Ao final da descrição deste item listamos uma tabela com as funcionalidades para as quais podem ser
criados prefixos>

5
TIPOS DE PREFIXOS QUE PODEM SER CRIADOS

Attendant call
Professional trunk seize
Modem Trunks Seizure
Set Features
General Features
Local Features
External Features
Direct Abbreviated Number
Data Transfer
DISA
Incoming Call Greeting
Abbreviated Dialing Area
Network number
Professional TG with Overlapping
Routing Number
Robot Call
VPN Overflow
Individual Attendant Call
Attendant Group Call
Entity Call
Personal Trunk Group Seizure
Personal Trunk Group Seizure with Overlapping
ARS Professional Trunk Group Seizure
ARS Professional Trunk Group Seizure with Overlapping
ARS Personal Trunk Group Seizure
ARS Personal Trunk Group Seizure with Overlapping
ARS Modem Trunk Group Seizure with Overlapping
Local Short Dialling Prefix

6
Se for selecionado “SET FEATURES”

Se for selecionado “LOCAL FEATURES”

Se for selecionado “EXTERNAL FEATURES”

Se for selecionado “GENERAL FEATURES”

7
SUFIXOS

►São códigos utilizados para acessar recursos do sistema, quando já se está em uma conversação.
Podemos citar como exemplos:

►Conferência
►Pêndulo
►Chamada em espera (atender)
►Retenção de chamada

Para criar um sufixo

Translator ►Sufixes ► Create


►Sufix Meaning

Estão disponíveis no sistema os seguintes sufixos:

Comando de manutenção:

● ednump: permite listar todo o conteúdo do plano de numeração do sistema

Devem ser selecionados os seguintes atributos:

● dir - número dentro do plano de numeração


● mean - significado

Uma vez que os dados tenham sido selecionados, basta digitar o comando “go” para fazer a
pesquisa.

Para sair da aplicação, digite o comando “quit”

Exemplo:

(1)xa000000> ednump
1 - dir -> Directory_number
2 - mean -> Meaning

==========================
enter criteria or command:go
==========================

Query launched !

8
+-----------------+-------------------------------------------------
|dir mean
+-----------------+-------------------------------------------------
|1000:1001 Station
|1100:1101 Station
|1900:1902 VPN_Local
|2 Routing_No
|2900:2902 VPN_Remote
|30 Direct_Abbrev_Number
|50 Meet_me_Conference
|511 Collect_telex
|512 Collect_text
|513 Collect_fax
|514 Consult_Messages
|515 Consult_text
|516 Consult_image
|517 Consult_Call_back_list
|518 Waiting_call_consultation
|519 Charging_meter_readout
|520 DTMF_frequencies_test
|523 PadLock
|524 Substitution
|525 Decimal_End_to_End_Dialling
|526 DTMF_End_to_End_Dialling
|53 Group_call_pick_up
|54 Direct_call_pick_up
|55 Switch_off_Message_LED
|56 Cancel_Remote_forward
|57 Last_Caller_Call_back
|58 Speed_call_to_associated_set

+-----------------+-------------------------------------------------
|dir mean
+-----------------+-------------------------------------------------
|59 Paging_call_answer
|60 Overflow_on_associated_set
|61 Cancel_Overfl_on_assoc_set
|62 Protection_against_beeps
|63 Set_group_exit
|64 Set_group_entry
|65 Password_modification
|66 Associated_Set_No_Modif
|67 Wake_up/appointment_remind
|68 Cancel_Wake_up
|69 Canc_auto_call_back_on_busy
|70 Forward_cancellation
|71 Remote_forward
|72 Immediate_forward
|73 Set_In/Out_of_service
|74 Do_not_disturb
|75 Immediate_forward_on_busy
|76 Forward_on_no_reply
|77 Forward_on_busy_or_no_reply
|78 Forward_cancel_by_destinat
|79 Tone_test
|80 Direct_trunk_seize
|81 Business_account_code
|82 Redial_last_number
|88 Park_Call/Retrieve
|89 Night_service_answering
|9 Attendant_Call
|*4 Professional_trunk_seize
|***1 Pabx_address_in_DPNSS
|E0010000 Station
+-----------------+-------------------------------------------------+

9
Categorias (Classes de Serviço)
Função:

Definir os direitos que cada usuário possui no sistema, no que diz respeito a conexão com outros ramais
e troncos.

Define também quais serviços e facilidades podem ser utilizados, lembrando que estes atributos são
definidos por categorias, e os ramais associados às mesmas.

CONNECTION COS

► Controla a permissão da conexão entre terminações do sistema (troncos e ramais).

► 32 categorias por default

► Pode ser ampliado para até 256 categorias, através de programação.

Chamada OK Categoria 2
0
Cat. 2 1
Ramal com categoria de
2 acesso 2 PODE chamar
3 1 ramal com categoria de
4 acesso 3
5
Cat. 3 6

Categoria 3 0: Não pode chamar


Chamada recusada 1: Pode chamar
0
1
2 0 Ramal com categoria de
Condição default:
3 acesso 3 NÃO PODE
► Todos os ramais estão na categoria “0”. chamar ramal com
4
► Categoria “0” está programada com categoria de acesso 2
dado 1 (pode chamar) para todas as outras
5
categorias. 6

Os troncos possuem (por default) categoria de conexão = 5.

Categoria 5

0 1
1 1
2 1 A categoria “5” não tem permissão para acessar a sua própria
3 1 categoria, de forma a evitar que um tronco possa acessar outro.
4 1
Caso seja modificada a categoria do tronco, tome o cuidado de
5 0 respeitar esta configuração.
6 1

10
A categoria de conexão do tronco é programado em:

► External Services ► Trunk Category ► Consult/Modify


► Connection Category ID

Observação: As principais “Trunk Categories” são:

Trunk Category Tipo


0 BCA (decádico)
1 BCA (MF)
19 ISDN (E1-CCS)
28 E1-CAS

TRANSFER COS

► Controla as permissões de transferência de chamadas.

► Não existe o parametro “Transfer COS” presente na programação de “Users”.

► Assume o mesmo valor atribuído para “Connection Category ID”, mas vai buscar referencia
em tabelas diferentes.

► A quantidade de tabelas e a forma de configuração é idêntica à vista em “Connection COS”.

ACCESS CATEGORY

► Controla o tipo de chamadas que um ramal pode originar.

► Define serviços específicos (exemplo: bloquear chamadas a cobrar)

► Define o direito de acesso a rotas (grupos de troncos)

PHONE FACILITIES COS

► Define o acesso a facilidades do sistema.

► É fundamental que sempre que se programa uma nova facilidade, seja verificado se a
categoria do ramal permite o seu acesso.

► Segue abaixo uma relação dos “Phone Facilities”:

11
RIGHTS

► Protected against direct call pickup


► Protected against all intrudes
► Protected against set intrude
► Outgoing calls only
► Forward to external Number
► Protected against multi-line ringing
► Protected against forwarding
► Protected against beeps
► Protected against call announcement
► Remote wake-up / appointment
► Automatic call back satellite trunk group
► Transfer on no answer
► ISDN remote charge service
► Bypass on forwarding
► Protected against bypass onforward
► Interphony
► Secret Code, Key Repertory
► Night Service Answer Pick up
► Night Service Direct Call Pick up
► Attendant Call Privilege on PAI
► Busy private to public overflow
► Server-Minitel PC
► Protected against Private Call
► Protected against Remote Forward
► Beep on External Call
► O/S private to_public overflow
► Transfer outgoing - incoming
► Transfer Outgoing-Outgoing
► Local Calls follow External Forwarding
► Mask Id.name only for external calls
► Ringing tone in Handset
► Not received Mini Mail
► No Callback On Free Set
► No Callback On Busy Set
► Op Trunk Group Reservation Override
► No Substitution
► Reserved
► Lock Key
► Protected against Guest Private Call
► Protected against VIP Private Call
► Protected against Private Call res1
► Protected against Private Call res2
► Protected against Automatic Answer
► Authorized DISA unlocking
► Temporized Call Release
► Calling name display (CNIP/I-CNAM
► Internal call overflow if caller
► Internal call overflow if called
► Record Authorization
► Record Authorization
► Silence Connection on Agent
► Virtual set on CMP board
► Routing Mode At Off Hook
► Inter-Company Calling Right

12
SET FEATURES

► Immediate forward
► Immediate forward on busy
► Forward on busy or no reply
► Forward Cancellation
► Forward cancellation.by destinatary
► Overflow no reply on associate
► Cancel Overflow on associate
► Set group exit
► Set group entry
► Protection against beeps
► PadLock
► Auto-Allocation
► Substitution
► Password modification
► Charging meter readout
► Do not disturb
► Set Out/In of Service
► Associated Directory No modification
► Remote forward
► Cancel Remote forward
► Unused
► Cancel auto call back on busy
► Personal directory Programming
► Personal directory Use
► Language
► Contrast programmation
► Alarm Consultation
► Camp On Control
► Overfow on busy to associated.set
► Overflow on busy/no reply to associated set
► Voice Guide Listening
► Suite Don't Disturb
► No Ringing
► Tandem : Absent Secretary
► Tandem : Filtering activation
► Force Set Type Identification
► Privilege substitution
► Ubiquity Mobile Programming
► Ubiquity Assistant

GENERAL SERVICES

► Group call pick-up


► Direct call pick-up
► Processing group call pick up

13
LOCAL SERVICES

► Speed call to associated set


► Consult Call back list
► Last Caller Call back
► Paging call answer
► Voice Mail Consultation
► Wake-up/appointment remind
► Tone test
► Collect telex
► Collect text
► Collect fax
► Message deposit
► Text deposit
► Image deposit
► ACD prefixes
► Meet me Conference
► Cancel Wake-up
► Switch off Message LED
► Room status management
► Mini bar
► Voice Mail Manager Access
► Conversation Recording
► Pabx address in DPNSS
► Direct Paging Call
► Infocenter
► Voice Mail Deposit
► Select.Principal Line
► Select Line secondary
► Z dialling Behind UA
► Mask remote identity
► Recordable Voice Guides
► Suite Wake Up
► Suite Wake Up Cancel
► Physical_Room_Call
► Under A4980 Control
► Manual Add On Conference
► Automatic Add On Conference
► Announcement
► Automatic Answering
► Call Restriction Service
► Explicit Priority
► Intercom Service Loop
► Explicit Precedence level
► CUG Call
► Background Music

EXTERNAL SERVICES

► Direct trunk seizure


► Business account code
► Redial last number
► Night service answering
► DTMF frequencies test
► Park Call/Retrieve
► Waiting call Consultation
► Decimal End to End Signal
► DTMF End to End Signal
► Malicious call
► Common Hold
► Priority of Call
► Secret/ Identity
► Alphapage
► Manual Hold

14
SUFFIXES

► Broker Call
► Three-Party conference
► Intrude
► Ringback on free or busy set
► Waiting Camp-on
► Loudspeaker paging
► Call announcement
► Enquiry Call
► Paging request
► Business number
► Decimal End To End Dialling
► DTMF End to End Dialling
► Malicious Call
► Voice Mail Message Deposit
► Camp On Control
► Voice Mail Consultation
► By pass on Do Not Disturb

ABBREVIATED DIALING AREA

► Area “0” até Area 31

► Voice Mail Forwarding


► Default Overflow Type
► Default Overflow Address
► Quality profile for Voice

15
Ramais
FUNÇÃO:

Criar os ramais do sistema que são a principal interface com o usuário, que podem acessar outros
recursos tais como grupos de troncos, guias de voz, outros ramais internos, etc.

CONCEITOS:

► Para criar os usuários deve se verificar o plano de numeração utilizado no sistema, para não existirem
conflitos.
►Translator ► Numbering Plan ► Consult / Modify

► Os ramais podem ter entre 1 e 8 dígitos.

► Podem ser criados os seguintes tipos de ramais:


► Analog
► Digital
► Ramal IP
► Linha IP Touch
► Virtual (Fictive)
► DECT
► Multimedia PC
► Remote extension

PROGRAMAÇÃO:

► Dados básicos para criar ramais:


► Directory Number:
 Número do ramal, dentro do plano de numeração
► Directory Name:
 Nome associado ao ramal
► Shelf Address:
 Número do gabinete onde será instalado o ramal.
► Board Address:
 Número da placa onde será instalado o ramal.
► Equipment Adress:
 Posição da placa onde será instalado o ramal.
► Set Type:
 Seleciona o tipo de aparelho que será utilizado
► Entity Number
 Define a entidade ao qual o ramal está associado (aplicação multi-empresa).
► Charging COS
 Define se as chamadas deste ramal serão bilhetadas ou não
 Justified: Ramal será bilhetado
 Not ticketed: Ramal não será bilhetado
► Public Network COS:
 Categoria de acesso à rede pública associada ao ramal
► Phone Features COS:
 Categoria de facilidades telefônicas associada ao ramal
► Connection COS:
 Categoria de conexão associada ao ramal
► Hunting Group Directory Number:
 Número do grupo de busca ao qual o ramal está associado
► Pickup Group Name:
 Nome do grupo de captura ao qual o ramal está associado
► Voice Mail Directory Number:
 Número do correio de voz

Somente para terminais digitais equipados com teclado alfanumérico


► Internal Alphanumeric Keyboard:
 Formato do teclado alfanumérico (utilize a opção “English”)
► Call by Name and Mini Mail:
 Habilita a facilidade “Call by Name”

16
PROCEDIMENTOS ADICIONAIS

AUTO-ALOCAÇÃO

O procedimento de “auto-alocação” permite que o número do ramal que será alocado em um terminal
telefônico seja definido diretamente no local, ao invés de fixar na programação do sistema.

► Para fazer auto-alocação:

► Manter os seguintes parametros:

 Shelf Address = 255


 Board Address = 255
 Equipment Address = 255

► No aparelho a ser alocado:

 Retirar o fone do gancho.


 Digitar o número do ramal
 Digitar a senha de 4 dígitos configurada no ramal (default = 0000)

► Se o ramal for criado com os dados abaixo, ao conectar um telefone ele irá tomar o primeiro
recurso livre (processo imediato, que não requer qualquer ação).

 Shelf Address = -1
 Board Address = -1
 Equipment Address = -1

TIRAR OU COLOCAR O RAMAL EM SERVIÇO

► Tirar de serviço à partir do próprio ramal (desalocação total)

 “73” + senha do ramal


 Na condição default, “73” é o código para “Set In/Out of Service”

► Para colocar o ramal em serviço:

 Retirar o fone do gancho.


 Digitar o número do ramal
 Digitar a senha de 4 dígitos configurada no ramal (default = 0000)

► À partir da programação do sistema

 outserv d <mcdu>
 Tira a terminação de serviço, mantendo o seu endereço físico

 inserv d <mcdu>
 Coloca a terminação em serviço

Para que esta função esteja disponível é necessário verificar a categoria de facilidades telefônicas. Esta
categoria deve permitir as seguintes facilidades:

► Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify ► Set Features ► Auto Allocation


► Set to 1

► Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify ► Set Features ► Set IN/OUT of Service
► Set to 1

17
COMANDOS DE MANUTENÇÃO

► termstat d <mdcu> - mostra informações sobre o ramal.

 Menu de opções:

 1 – Facilidades do ramal
 2 – Informações sobre desvio
 3 – Estado dos módulos adicionais
 4 – Informações sobre comunicação
 5 – Reset do terminal

► list – exibe a listagem dos ramais que estão em um estado específico:

 Em desvio de chamadas
 Em modo Não Perturbe (DND)
 Cadeado eletrônico ativado
 Em chamada
 Em conferência programada

► listerm <act> <cpl> - lista os ramais da placa instalada neste posição, e os seus respectivos
estados.

 Exemplos:
 I = isolamento automático (em curto)
 X = isolamento manual (ex. fora de serviço)

► listout – lista as terminações que estão fora de serviço.

► readkey – lista as teclas programadas nos terminais digitais.

► outserv d <mcdu> - Tira a terminação de serviço mantendo o seu endereço físico.

► inserv d <mcdu> - coloca a terminação em serviço

► edsbr – faz a edição dos ramais, conforme critério a ser definido.

 Por exemplo:
 Número: <dir>
 Posição: <act>, <cpl>, <pos>
 Categoria de acesso: <pna>
 Nome: <name>
 Modelo do ramal: <typ>
 Senha do ramal: <code>
 Após fazer a seleção, basta utilizar o comando “GO”.

 Os critérios selecionados foram armazenados no PABX, ou seja, quando utilizar


novamente o comando os critérios já estarão selecionados.
 Para limpar uma lista de critérios: <clear>
 Para excluir um critério: <del> + “número do critério”
 Para ver a ajuda do edsbr: <help>
 Para ver a lista de critérios: <help *>

► multitool – disponibiliza informações sobre ramais multi-linha, chefe-secretária, etc.

DICA:

Para fazer a saída de uma consulta de forma paginada, utilizar o comando |more (trata-se de um
comando UNIX).
 Por exemplo: listerm |more

18
Dynamic State User
A área de “Dynamic State User” é utilizada pelo administrador, para modificar alguns estados que
foram estabelecidos pelo usuário.

Trata-se de um recurso valioso em termos de administração.

Os atributos mais comuns são:

● Desvios de chamada
● Não perturbe
● Cadeado eletrônico

O administrador pode programar também o “transbordo” de chamadas em caso de ocupado ou “não


atende”. Por exemplo, caso o usuário não atenda dentro do tempo definido no sistema, a chamada é
encaminhada para a sua caixa postal no sistema de correio de voz.

O caminho para acessar esta área é:

Users ► Go Down Hierarchy ► Dynamic State User ► Consult/Modify

Informe o ramal desejado (no exemplo, 7737) no campo “Directory Number”:

Valide a sua escolha <F1>

19
Os parâmetros mais relevantes são:

Parâmetro Significado

Forward Este atributo é utilizado para validar o tipo de desvio de chamadas para
este ramal:
● Immediate call forwarding (desvio imediato)
● Call forwarding if line busy (desvio em caso de ocupado)
● Call forwarding if no answer (desvio em não atende)
● Call forwarding if line busy or no answer (desvio em ocupado ou não
atende)
● No call forwarding
Forward Directory Este atributo é utilizado para definir o número de destino do desvio de
Number chamadas, caso validado neste ramal.
Obs.: Caso a opção no campo anterior seja “No forwarding”, este campo
deve estar preenchido com o próprio número do ramal.
Secondary Line Forward Este atributo é utilizado para validar o tipo de desvio de chamadas aplicado
às linhas secundárias (terminais multi-linhas)
As opções são as mesmas aplicadas ao atributo “Forward”
Secondary Line Number Este atributo é utilizado para definir o número de destino do desvio de
Forward chamadas, caso validado neste ramal.
Obs.: Caso a opção no campo anterior seja “No forwarding”, este campo
deve estar preenchido com o próprio número do ramal.
Do not Disturb Se estiver em “True”, este atributo impede que o ramal receba qualquer
chamada, exceto da telefonista.
PadLock Se estiver em “True”, este atributo impede (de forma temporária) que
este ramal origine chamadas pela rede pública.
Na condição default do sistema, fica bloquado também o acesso a serviços
(por exemplo, programar um desvio de chamadas)
Busy CampOn Se estiver em “True”, este atributo é utilizado para sinalizar a chamada
para um ramal mesmo que esteja em conversação, e aguarde pelo
atendimento sem desligar a chamada.
Overflow on associate Se estiver em “True”, este atributo é utilizado para que as chamadas
transbordem para o ramal associado, no caso de não atendimento.
Overflow busy to Se estiver em “True”, este atributo é utilizado para que as chamadas
associated set transbordem para o ramal associado, em caso de ocupado.
Associated Set Number Define o número do ramal associado.

20
Teclas Multi-linha
Função:

- Permitir que um terminal possa trabalhar com mais de uma chamada

Características

1. Pode atender tantas chamadas quantas forem as teclas programadas em seu terminal.

Exemplo: Número do ramal 4510

- Todas as teclas multilinha programadas como 4510 são chamadas de “Principal Line”.
- Todas as teclas multilinha programadas com outros números MCDU são chamadas de “Secondary Line”.

Tecla 1 4510
Tecla 2 4510
Tecla 3 4520
Tecla 4 4530

Obs.: Pode ser associado mais que um MCDU para um mesmo ramal através da criação de “Secondary
Lines”. Este número não aparece em nenhuma outra área de programação, mas fica reservado para este
uso.

2. Permite definir se as multilinhas são tomadas automaticamente ao retirar o fone do gancho, para
chamadas de entrada ou então chamadas de saída.

- Automatic Line Seizure – Outgoing


- Automatic Line Seizure – Incoming

3. Selective Forwarding

Pode selecionar o desvio de chamadas:


- somente “Main Lines”
- somente “Secondary Lines”
- Todas as chamadas

Obs.: Devem ser criados os prefixos para desvio destas chamadas.

4. Set Supervision

Somente ramais multilinhas podem programar esta facilidade.

- Um ramal pode ser supervisionado por até 20 outros ramais.


- 300 ramais podem ser supervisionados simultaneamente
- O número máximo de teclas de supervisão no sistema é 1.500.
- Somente uma tecla pode ser programada supervisionando um mesmo ramal (à partir de um único
aparelho).

Programação:

Como programar uma tecla multilinha (somente em ramais digitais)

User ► Go Down Hierarchy► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Multiline”
<F1>
► Directory Number

21
Contagem das teclas nos aparelhos Reflexes

Aparelho 4035 Aparelho 4020

Aparelho 4010 Aparelho 4004

Para programar uma tecla “Set Supervision”

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Set Supervision”
<F1>
► Directory Number
► Ringing Mode

Ringing Mode - Opções:

No Ring Somente indicação visual


Short Ring Indicação visual + toque curto no alto-falante do terminal
digital
Long Ring Indicação visual + toque longo no alto-falante do terminal
digital

Para programar uma tecla “Trunk Supervision”

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Trunk Supervision”
<F1>
► Ringing Mode
► Trunk Number

Obs.: Utilizado quando se deseja programar uma linha analógica exclusiva para um terminal digital.

Para programar uma tecla “Trunk Group Supervision”

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Trunk Group Supervision”
<F1>
► Trunk Group Number

22
Para programar prefixos de Selective Forwarding

Podem ser criados os prefixos para desvio somente das linhas principais, ou ainda somente das linhas
secundárias. Para o desvio de todas as chamadas utilize os códigos já previamente programados.

Prefixo para controle somente das linhas principais

Translator ► Prefix Plan ► Create ► Local Features ► <F1>


► Definir como “Principal Line”

Prefixo controle somente das linhas secundárias

Translator ► Prefix Plan ► Create ► Local Features ► <F1>


► Definir como “Line Secondary”

Obs.: Para que estes prefixos funcionem, a Phone Features Category associada ao ramal deve permitir as
seguintes facilidades:

Categories ► Phone Features ► Set Features


►Immediate Forward = 1

Categories ► Phone Features ► Local Services


►Select Principal Line = 1
►Select Secondary Line = 1

23
Chefe-Secretária

Para programar funções de chefe-secretária


É necessário que os dois ramais envolvidos na programação sejam Multiline)

Programações no aparelho secretária

Programar parceria chefe-secretária

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Executive Call”
<F1>
► Directory Number
► Key Number

Directory Number: Directory Number do telefone do chefe


Key Number: Tecla do telefone “chefe” onde estará sendo programada a facilidade.

Obs.: O simples procedimento de programar a facilidade no telefone “Secretária” promove


automaticamente a programação no telefone “Chefe”.

Programar tecla de ausência

O acionamento desta tecla faz com que as chamadas sejam automaticamente transferidas para a
secretária de transbordo

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Absent Secretary”

Obs.: A programação da secretária de transbordo deve ser feita no telefone que vai receber o
transbordo das chamadas.

Programar tecla de supervisão de filtro

A programação desta tecla permite que a secretária atue sobre as teclas de filtro que tenham sido
programadas pelo telefone “Chefe”.

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Screening Supervision”
<F1>
► Directory Number
► Key Number

Informar o número do ramal e a posição da tecla onde está a tecla de filtro do aparelho “Chefe” que
deseja supervisionar.

Obs.: Por se tratar de uma tecla de supervisão, é necessário primeiramente programar a tecla de filtro
no aparelho “Chefe”

Programar tecla de mensagens rápidas

A programação desta tecla permite que a secretária envie mensagens rápidas (pré-definidas) para o
chefe, que pode responder com algumas mensagens pré-programadas nas teclas dinamicas.

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Executive Mail”

24
Programações no aparelho Chefe

Programar tecla Screening

Bloqueia as chamadas dos ramais ou troncos que estiverem configurados na tabela de filtro programada,
desviando automaticamente a chamada para a secretária. As demais chamadas irão tocar no aparelho
“Chefe”.

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Screening Key”
<F1>
► Filtering Table

Programar tecla Unscreening

Libera somente as chamadas dos ramais que estiverem configurados na tabela de filtro programada,
desviando automaticamente as demais chamadas para a secretária.

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Unscreening Key”
<F1>
► Filtering Table

Programação das tabelas de filtro

Podem ser programados até 256 tabelas diferentes.

Specific Telefone Services ► Go Down Hierarchy ► Filtering Table ► Create


► Table ID
► Filter Type
► All Directory Numbers
► All Trunk Groups
► One Directory Number
► One Trunk Group
► One Abbreviated Number
► One Attendant Number
► T2 Key
► Repert/Prog.
► Content (preencher o conteúdo da tabela, quando aplicável)
Programação na secretária de transbordo

Este ramal passa a atuar como secretária de transbordo quando a secretária principal aciona a sua tecla
“Absent Secretary”.

User ► Go Down Hierarchy ► Program. Keys ► Consult/Modify ► Ramal ► Tecla


► Definir como “Routing Secretary”
<F1>
► Directory Number (indicar o número do ramal “Chefe”)

25
Comandos de manutenção

readkey – mostra o conteúdo das teclas em um ramal

--> main menu <--

1) display by phone set type


2) display by mcdu
3) help about phone set keys
q) quit

Your choice [1..3, q]:

multitool – mostra informações sobre os ramais multilinhas, chefe-secretária e ramais supervisionados.

+------- [ Main Menu ] -------+

[ 0] - Exit
[ 1] - Consult Multilines And Supervised Sets
[ 2] + Consult Boss/Secretary
[ 3] - Consult Sets With Data keys
[ 4] - Consult Sets With Supervision Data keys
[ 5] + Consult Directory Number Supervision
[ 6] - Consult Supervision Keys On Attendant
[ 7] - Consult Attendant Assistant Key On Attendant Group
[ 8] - Consult Supervised Trunk Groups and Keys
[ 9] + Consult Supervised Trunks and Keys
[10] + Multiline Sets With Their Multiline Keys
[11] + Consult Secondary MLA Keys
[12] + Consult Voice Mail Supervision Keys

CHOICE ?

26
Rotas (Trunk Groups)
Função:

Criar rotas contendo os troncos do sistema, permitindo o seu acesso para chamadas de saída. Neste
passo são também configurados vários parâmetros para garantir a sua funcionalidade, bem como ajustes
de temporizações que se façam necessários.

SEQUENCIA DE CONFIGURAÇÃO

► Declarar a rota (trunk groups).


► permite a criação de até 2.000 rotas

Categoria de troncos

Categoria Tipo de tronco


0 BCA (DC)
1 BCA (MF)
7 Tie-Line
15 Tié-Line (DC)
18 ABC-F
19 ISDN
28 E1-CAS (R2)

É necessário fazer alguns ajustes nas sinalizações dos troncos.

► Alocar os troncos dentro das rotas, através do seu endereço físico: <act> <cpl> <eqpt>

► Criar prefixo de acesso à rota

CONCEITO DE SINCRONISMO

► É necessário programar o sincronismo em todos os sistemas.

► A placa GD utiliza esta informação para sincronizar as diferentes placas que estão sob o seu
controle.

► O link utilizado para sincronismo deve estar obrigatoriamente localizado no gabinete


principal (onde está instalada a placa GD).

► Quando se define o nível de prioridade, quanto menor o número maior é a sua prioridade.
► Hardware crystal
► valores entre 0 e 199
► valor = 255 – Não toma este enlace como referencia.
► Hardware comum
► valores entre 200 e 254
► valor = 255 – Não toma este enlace como referencia.

► No caso de existirem duas ou mais placas GD, uma placa de cada gabinete deve ser
designada como gerador do sincronismo.

27
PROGRAMAÇÃO

1. Troncos analógicos - NDDI (Non Direct Dialing Inward)

Criar o grupo de troncos

► Trunk Groups ► Create


► Trunk Group ID:
► Trunk Group Type: set to “NDDI(BCA)”
► Trunk Group Name:
► Number compatible with: (discriminação da rota – dado “-1” significa que não sofre
qualquer tipo de discriminação).
<F1>
► Number of digits to send: (este campo é utilizado quando não se usa nenhuma
tabela de discriminação. O dado “0” implica que não será permitido o envio de
qualquer dígito)

Configuração de parâmetros locais

► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Consult/Modify


► DTO Joining: set to YES (deteção de tom de ocupado)

Fazer a alocação dos troncos ao grupo

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► Trunk ► Create
► Trunk Group:
► Physical Address:
► Trunk Category ID: (“0” para linha decádica, ou “1” para linha MF)
► Trunk Routing Number: (define quem vai atender uma chamada de entrada por este
tronco, exceto quando as chamadas forem direcionadas
para telefonista).
► Channel Specialization: (Mixed, Out Only ou In Only)
► Data transparency:

Criar prefixo de acesso a rota:

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: (set to Professional Trunk Size with Overlapping)
<F1>
► Prefix Information: (número do trunk group que será acessado através deste prefixo)

28
Segue abaixo a configuração da categoria 1 de troncos, que diz respeito à sinalização dos troncos
analógicos (DTMF).

Estes valores estão sendo mostrados apenas como informação, pois não devem ser modificados. Os
valores default são adequados para uso.

Parâmetro Valor default


Connection category 5
Trunk type NDDI (BCA)
Signalling type Not relevant
Waiting guide True
Overflow timer on no reply 300
Overflow timer on waiting 300

Parâmetro Valor default


NDDI Trunk
Exchange type W48
Line Type Short line
Wait for seizure ack. Timer 20
Default transmission True
Default transmission delay 10
Type of numbering MF Q23
Digit pulse duration (ms) 64
Digit pause duration (ms) 32
Interdigit timer on sending 7
End of selection No
Off-hook presumption timer 80
Battery inversion masking True
Masking release True
Wait for called party answer False
Wait for called answer timer 0
Charging on answer False
Wait for called party reanswer False
Wait for called release timer 0
Unavailable time between 2 seizes 10
Loop detection on seizure False
Min. Incoming seizure time 10
Answer signal time 10

29
2 – Troncos ISDN – T2 (Primary Rate Interface)

Criar o grupo de troncos

► Trunk Groups ► Create


► Trunk Group ID:
► Trunk Group Type: set to “T2”
► Trunk Group Name:
► Number compatible with: (discriminação da rota – dado “-1” significa que não sofre
qualquer tipo de discriminação).
<F1>
► Tone on Seizure: set to True
► Q931 Signal Variant: set to “ISDN all countries”
► Number of digits to send: (este campo é utilizado quando não se usa nenhuma
tabela de discriminação. O dado “0” implica que não será
permitido o envio de qualquer dígito).
► Channel selection type: (“Quantum” para distribuição cíclica, ou “Channel by
channel” para distribuição seqüencial)

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Consult/Modify


► B channel choice: set to “No” (a operadora é sempre considerada Master”)
► Number of digits unused: (define se algum dígito da sequencia recebida deve ser
eliminada. Exemplo: operadora envia 5 dígitos e o PABX
trabalha com somente 4)

Alocar canais ISDN ao trunk group

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► T2/T1/T0 access ►
Create
► Trunk Group ID:
► Physical Address:

Para habilitar a função de CALLER ID

► Translator ► External Numbering Plan ► External Call Back Translation ► Create


► Basic Number: set to “DEF”
► Number of digits to be removed:
► Number of digits to add:

Definir sincronismo

► Shelf ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy ► Digital Access ► Consult/Modify


► Syncronization Priority: (define quem será responsável pelo sincronismo)
► CRC: (de acordo com o responsável pelo sincronismo)

Criar prefixo de acesso a rota:

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: (set to Professional Trunk Size with Overlapping)
<F1>
► Prefix Information: (número do trunk group que será acessado através deste prefixo)

30
3 – Troncos ISDN-T0 (Basic Rate Interface)

Criar o grupo de troncos

► Trunk Groups ► Create


► Trunk Group ID:
► Trunk Group Type: set to “T0”
► Trunk Group Name:
► Number compatible with: (discriminação da rota – dado “-1” significa que não sofre
qualquer tipo de discriminação).
<F1>
► Tone on Seizure: set to True
► Q931 Signal Variant: set to “ISDN all countries”
► Number of digits to send: (este campo é utilizado quando não se usa nenhuma
tabela de discriminação. O dado “0” implica que não será
permitido o envio de qualquer dígito).

Alocar canais ISDN ao trunk group

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► T2/T1/T0 access ►
Create
► Trunk Group ID:
► Physical Address:

Definir sincronismo

► Shelf ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy ► Digital Access ► Consult/Modify


► Syncronization Priority: (define quem será responsável pelo sincronismo)
► CRC: (de acordo com o responsável pelo sincronismo)

Criar prefixo de acesso a rota:

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: (set to Professional Trunk Size with Overlapping)
<F1>
► Prefix Information: (número do trunk group que será acessado através deste prefixo)

31
Segue abaixo a configuração da categoria 19 de troncos, que diz respeito à sinalização dos troncos
digitais ISDN.

Estes valores estão sendo mostrados apenas como informação, pois não devem ser modificados. Os
valores default são adequados para uso.

Parâmetro Valor default


Connection category
Trunk type
Signalling type
Waiting guide
Overflow timer on no reply
Overflow timer on waiting
T2 T0 ABC-F ISDN Trunks
Timer T303 40
Timer T304 300
Timer T310 410
Timer T313 40
Timer T305 300
Timer T308 40
Timer T309 900
Timer T302 150
Timer T386 200
ISDN Trunks
Timer T301 1800
Timer T306 300
Timer T316 1200
Timer T317 900
Timer T322 40

32
4 – Troncos E1-CAS R2 Digital

Criar o grupo de troncos

► Trunk Groups ► Create


► Trunk Group ID:
► Trunk Group Type: set to “Mixed”
► Trunk Group Name:
► Number compatible with: (discriminação da rota – dado “-1” significa que não sofre
qualquer tipo de discriminação).
<F1>
► Tone on Seizure: set to “True”
► Number of digits to send: (este campo é utilizado quando não se usa nenhuma
tabela de discriminação. O dado “0” implica que não será
permitido o envio de qualquer dígito).
► Register Signalling: set to “MF R2”

Alocar canais E1-CAS ao trunk group

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► Trunk ► Create
► Trunk Group ID:
► Physical Address:
► Trunk Category ID: set to “28”

Obs.: Os canais devem ser alocados individualmente neste passo. Os canais 0 e 16 são utilizados para
sinalização, não sendo portanto objeto de programação.

Definir sincronismo

► Shelf ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy ► Digital Access ► Consult/Modify


► Syncronization Priority: (define quem será responsável pelo sincronismo)

Criar prefixo de acesso a rota:

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: (set to Professional Trunk Size with Overlapping)
<F1>
► Prefix Information: (número do trunk group que será acessado através deste prefixo)

Para receber a identificação de CALLER ID

► External Services ► Trunk Category ► Consult/Modify


► Trunk Category 28
► DDI R2 Trunk – Caller Identification: set to “After last digit CD number”

Para definir a relação entre a quantidade de dígitos recebidos da central pública e a quantidade
utilizada pelo sistema PABX, verificar os parâmetros:

► External Services ► Trunk Category ► Consult/Modify


► Trunk Category 28
► DDI R2 Trunk – Number of digits received:
► DDI R2 Trunk – Number of digits used:

33
Apesar da categoria 28 estar disponível com o padrão brasileiro, recomendamos efetuar alguns ajustes
na mesma, de forma a adaptá-la a algumas situações já verificadas em campo.

Segue abaixo uma tabela da categoria contendo o parâmetro, valor default e valor sugerido, além de
uma breve explicação do motivo da alteração.

Trabalhe nesta área com muito critério, pois trata-se da sinalização aplicada aos troncos digitais E-1
CAS. Qualquer mudança diferente das recomendadas pode causar mau funcionamento deste tipo de
tronco.

Mgr ► External Services ► Trunk Category


► Consult/Modify
► Trunk Category Id = 28

Parâmetro Valor default Valor Observação


sugerido
Connection Category Id 5
Trunk type R2/MFC
Signalling type R2 Q441
Waiting guide True
Overflow timer on no reply 300 900 Define o tempo de transbordo no
caso de não atendimento
Overflow timer on waiting 300 900
R2 Trunk
Voice Guide – Busy Cd party 22
Voice Guide – Inacc. Cd party 17 22 Correção de bug relatado no
release ¾ - quando havia
congestionamento de rede,
retornava mensagem de “ramal
chamado esta momentaneamente
inacessível”. Substitui-se por tom
de “ocupado” (22)
Voice Guide – Wrong number 210
Congestion voice guide 136
Register sinalling Compelled
Line signaling PCM Q421
Exchange type W48

34
Parâmetro Valor default Valor Observação
sugerido
Line type Short line
2 or 4 voice wires 2 wires
Short pulse duration (x10 ms) 15
Long pulse duration (x10 ms) 60
NDDI R2 Trunk
Outgoing seizure One status
acknowledgement change
Seizure acknowledgement timer 20
Dial tone detection False
Default transmission False
Default transmission delay 0
Wait for called party answer True False Correção de bug relatado no
release ¾ - quando havia
congestionamento de rede,
retornava mensagem de “ramal
chamado esta momentaneamente
inacessível”. Substitui-se por tom
de “ocupado” (22)
Wait for called party timer 1200 30 Campo válido e disponível se o
ítem anterior estiver em “False”.
Charging on answer False
Release method Non Compelled Calling party Define que o controle é da parte
control control que está originando a chamada.
Caso mantenha em “Non
compelled”, sempre que chamar
um assinante com bloqueio DDC a
chamada é derrubada.
Wait for called re-answer time 0 900 Se a parte externa desligar,
quanto tempo o controle da
chamada permanece com o
usuário. Padrão no Brasil é 90
segundos.
Special tones receiving False
T. for compelling MF R2 signals 250 Manter o valor default. Já
existiram relatos de problemas
com centrais publicas NEC de
versões antigas, onde era
necessário aumentar para 600.
Max. Tim. Without send signals 250 Manter o valor default. Já
existiram relatos de problemas
com centrais publicas NEC de
versões antigas, onde era
necessário aumentar para 600.
Max. duration of pulse 3
PABX Call Number
Nb. Of digits in partial identify. 4
NDDI R2 Group I Signals
Caller subscriber category Not used
Request not accepted R2AV F12
End of caller identification R2AV F15

35
Parâmetro Valor default Valor Observação
sugerido
End of called party dialing Not used R2AV F15 Quando a publica solicita o envio
de mais dígitos (A1) mesmo após a
finalização do número, o PABX
deve enviar o I-15 para informar
que o número está completo
NDDI R2 Group II Signals
Subscriber without priority R2AV F1
Attendant R2AV F5
Data transmission R2AV F6
NDDI R2 Group A Signals
Send next digit called party A-1
Send last but 1 digit A-9
End of dialing & wait B signal A-3
Congestion A-4
Called Category Request A-5
Complete dialing & conversation Not used
Send last but 2 digit A-7
Send last but 3 digit A-8
Send first digit A-2
Send last digit Not used
Complete caller identification Not used
Partial caller identification Not used
Send next digit caller Not used
Wrong called number Not used
NDDI R2 Goup B signals
B-1 Called party
free charged
B-2 Called party
busy
B-3 Called party Wrong Ajustar ao padrão estabelecido
inaccessible called pela ANATEL
number
B-4 Congestion
B-5 Called party Called party Ajustar ao padrão estabelecido
free charged free not pela ANATEL
charged
B-6 Called party Called party Ajustar ao padrão estabelecido
free charged free charged pela ANATEL
B-7 Wrong called Called party Ajustar ao padrão estabelecido
number inaccessible pela ANATEL
B-8 Called party Called party Ajustar ao padrão estabelecido
inaccessible free charged pela ANATEL
B-9 Called party
inaccessible
B-10 Called party
inaccessible
B-11 Congestion

36
Parâmetro Valor default Valor Observação
sugerido
B-12 Congestion
B-13 Congestion
B-14 Congestion
B-15 Congestion
DDI R2 trunk
Incoming seizure One status
acknowledgement change
Delay before sending seizure ack 2
Dial tone connection False
Number of digits received 0 4 Quantidade de 37ígitos recebida
da publica
O “DID Translator” só funciona se
este parâmetro estiver declarado.
Number of digits used 4
Routing to attendant Not used
Open dialing True False Este campo é automaticamente
modificado quando se declara o
parâmetro “number of digits
received”
Ringback tone detection True
Time before send ringback tone 5
Forced release False
Forced release timer 0
Send called party answer True
Release method Non compelled
control
Wait for called re-answer timer 0
Intrude on busy Cd party False
Intrude on Cd party hang up False
Group B signal transmission True
Caller identification Not requested After last para pedir identificação de A
digit CD (encaminhar A5 na troca de
number sinalização)
Time before 1st digit detection 1
Delay between digits on receiving 250
Time wait. For group II signal 250
Pulse transmission duration 2
Compelling timer 40
DDI R2 Group I signals
Request not accepted I-12
End of caller identification I-15
End of called party dialling Not used I-15 Quando a publica solicita o envio
de mais dígitos (A1) mesmo após a
finalização do número, o PABX
deve enviar o I-15 para informar
que o número está completo

37
Parâmetro Valor default Valor Observação
sugerido
DDI R2 Group II signals
II-1 Normal routing
II-2 Normal routing
II-3 Normal routing
II-4 Normal routing
II-5 Normal routing
II-6 Data routing Normal Deixa preparado para aceitar
routing chamadas de novos serviços que
sejam implementados.
II-7 Normal routing
II-8 Data routing Normal Ajustar ao padrão estabelecido
routing pela ANATEL
II-9 Normal routing
II-10 Normal routing
II-11 No routing Ajustar ao padrão estabelecido
pela ANATEL
II-12 No routing Ajustar ao padrão estabelecido
pela ANATEL
II-13 No routing Ajustar ao padrão estabelecido
pela ANATEL
II-14 No routing Ajustar ao padrão estabelecido
pela ANATEL
II-15 No routing Ajustar ao padrão estabelecido
pela ANATEL
Caller identification for Group II
II-1 1 1
II-2 0 1 Ajuste de parâmetro
II-3 0 1 Ajuste de parâmetro
II-4 0 1 Ajuste de parâmetro
II-5 1 1
II-6 0 1 Ajuste de parâmetro
II-7 0 1 Ajuste de parâmetro
II-8 0 1 Ajuste de parâmetro
II-9 0 1 Ajuste de parâmetro
II-10 0 1 Ajuste de parâmetro
II-11 0 1 Ajuste de parâmetro
II-12 0 1 Ajuste de parâmetro
II-13 0 1 Ajuste de parâmetro
II-14 0 1 Ajuste de parâmetro
II-15 0 1 Ajuste de parâmetro

38
Parâmetro Valor default Valor Observação
sugerido
DDI R2 Group A Signals
Send next digit called party R2AR F1
End of dialing & wait B signal R2AR F3
Congestion R2AR F4
Gr.I or Gr.II signal not received R2AR F4
Caller category request R2AR F5
Caller identification R2AR F5
Send next digit caller R2AR F5
Complete dialing & conversation R2AR F6
DDI R2 Group B Signals
Cd party free malicious call Ctrl Not used
Specific tone sent to caller R2AR F2
Called party busy R2AR F2
Congestion after change in Gr. B R2AR F4
Wrong called number R2AR F7
Called party free charged R2AR F1
Called party free non charged R2AR F1
Out of service subscriber line R2AR F3
Toll free call Not used
Collect calls restriction Not used

COMANDOS DE MANUTENÇÃO

trkstat –r <rota> - mostra o estado dos canais de uma rota específica, informação atualizada com um
refresh periódico.

trkstat –r <act> <cpl> - mostra o estado dos canais de uma placa específica, informação atualizada com
um refresh periódico.

39
trkvisu all – mostra informações sobre todos os grupos de troncos cadastrados

infocs – informação sobre sincronismo

COMANDO PARA GERAR TRACE

► Troncos ISDN

T3 C=x c=y, onde x = act, y = cpl

► Troncos E-1 CAS

Para sinalização de linha

tuner km
tuner clear-traces
tcyc aux off
tcyc cpl off
tuner all = off
tuner sig = on
sigtrace <cry> <cpl> <pos> on (onde <cry> = crystal, <cpl> = acoplador, <pos> = position)
mtracer &

Para sinalização de registro

tuner +at, neqt (onde neqt = número do equipamento)


actdbg mf=on
mtracer &

40
Discriminação de Chamadas
Função:

Definir quais tipos de chamadas um ramal do sistema pode originar, através da sua associação a tabelas
de discriminação.

Conceitos

► Existem 256 discriminadores reais no sistema (0 a 255).

► Cada discriminador real possui 64 áreas exclusivas, onde devem ser cadastrados os prefixos a serem
analisados durante um processo de discagem.

► Um prefixo que não esteja previsto em nenhuma das áreas não pode ser analisado. Portanto nunca
será possível originar uma chamada para o mesmo.

► Para cada “Trunk Group” existem 8 discriminadores lógicos disponíveis.

► O discriminador real que será acessado por um ramal é definido pela sua entidade (Entity ►
Discriminator Selector).

► Podem ser utilizadas até 32 categorias de acesso a tronco (Public Network Category), onde são
definidas as permissões para cada área do discriminador real selecionado.

► Cada usuário é então associado com uma categoria de acesso a tronco.

► Podemos utilizar cenários diferenciados para um mesmo usuário (discriminador real), de acordo com
a rota de troncos utilizada. Para tanto, basta que cada rota utilize um discriminador lógico diferente,
que irá então fazer referência à discriminadores reais diferentes.

Por exemplo:

● Para troncos da rede pública, bloquear o prefixo 8 (que indicam chamadas para celular) para uma
certa categoria de acesso à rede pública.

● Para troncos ligados à um outro sistema (por exemplo, ramais de um outro PABX) este prefixo pode
estar liberado para uso por ramais com a mesma categoria de acesso à rede pública.

Observação:

- Quando um usuário faz parte de um Hunting Group o seu parâmetro “Public Network Category” torna-
se irrelevante, e passa a respeitar o dado programado no Hunting Group.

- Caso o Hunting Group esteja programado com o parâmetro “Public Network Category” em 255 o dado
programado em “User” volta a a ser respeitado..

41
Passos para a configuração

Passo 1: Definir as áreas contendo os prefixos que serão controlados, dentro de tabelas chamadas
“Discriminator” (máximo de 256 tabelas, entre 0 e 255, chamados de “discriminadores reais”).

Cada discriminador possui 64 áreas para preenchimento

Discriminator XX
Área Conteúdo Significado
A1 2, 3, 4, 5, 6 Chamadas locais
A2 0 Chamadas de longa distância
A3 00 Chamadas internacionais
A4 7, 8, 9 Chamadas para celular
A5 0XXXX7, 0XXXX8, 0XXXX9 Chamadas para celular – longa distância

A64

No exemplo acima temos os prefixos para cada um dos tipos de chamadas concentrados em algumas
áreas do discriminador.

O PABX vai buscar qual discriminador será utilizado para uma chamada. Para tanto:

- Verifica em qual área encontra-se o número discado .


- Verifica se o usuário tem acesso à esta área;

Se usuário tiver acesso, a chamada é processada. Caso contrário, a chamada é recusada.

Caso um prefixo não esteja contemplado em nenhuma área (no exemplo acima, prefixo 1), não será
possível processar a chamada.

Passo 2 – Definir o discriminador lógico e o discriminador real utilizados pela rota (grupo de troncos)
pelo qual a chamada vai ser processada.

Discriminador Lógico – Definido no parâmetro “Number Compatible with” do Trunk Group, podendo
variar entre “0” e “7”.

Discriminador Real – Definido em “Discriminator Selector” da “Entity” (entidade) ao qual pertence o


usuário (normalmente Entity 1), de acordo com o discriminador lógico selecionado.

Entity – Discriminator Selector


Discriminador Lógico Discriminador Real
0 0
1 1
2 0
3 0
4 0
5 0
6 0
7 2

Na condição default:
Number Compatible with (logical discriminator) = 0
Entity 1 = Real discriminator = 0

No exemplo temos ilustrado que o Trunk Group está com “Number Compatible with” (discriminador
lógico) com valor = 7, e Entity 1 este discriminador lógico está associado com discriminador real = 2.

Isto indica que todos os ramais que estão na Entity 1 irão usar este discriminador real.

42
O próximo passo é criar o vínculo entre as categorias que serão programadas nos usuários e os seus
direitos de discriminação

Public Network Category = 2


Área Day Night Mode 1 Mode 2
A1 1 1
A2 0 0
A3 0 0
A4 1 0
A5 0 0

A64 0 0

0: Bloqueado
1: Permitido

O exemplo indica que os ramais que estiverem associados com “Public Network Category” = 2 tem
acesso às áreas A1 (chamadas locais) e A4 (celular) durante o modo “Day”, e somente à área 1 no modo
“Night”.

Chamada
Trunk Group Entity Discriminator permitida
Discriminador Logico Faz o relacionamento 64 áreas, onde se
Discriminador Lógico preenchem os prefixos
x Discriminador Real a serem analisados. Rede pública

User Categories

- Pertence a uma Entidade Permite ou bloqueia o


- Categoria de acesso à rede acesso ao conteúdo das
pública áreas do discriminador

Em resumo, os ramais do sistema pertencem à uma entidade (em default, Entity = 1)

43
Cada grupo de troncos é designado com um discriminador lógico (configurado no parâmetro “Number
Compatible with”), entre 0 e 7.

Na entidade do ramal, existe a associação à um discriminador real (através da tabela ‘Discriminator


Selector”)

Temos como resultado a seleção de um discriminador real (entre 0 e 255).

Em condição default, se for selecionado o discriminador lógico “0”, temos como resultado o uso do
discriminador real “0”.

44
Podem existir vários cenários diferentes dentro do sistema, dependendo das entidades utilizadas pelos
ramais.

DISCRIMINADOR REAL

Vamos utilizar no exemplo o discriminador real “0”, que possui 64 áreas:

Vamos definir de forma genérica os tipos de chamadas para cada área. A quantidade de áreas que serão
necessárias depende diretamente da complexidade das regras que precisam ser aplicadas no cliente:

Devem ser cadastrados agora os prefixos dentro de cada área deste discriminador, de acordo com a
definição genérica que foi executada:

45
No sistema Omni PCX ENTERPRISE temos 32 categorias de acesso à rede pública:

Devemos definir agora o comportamento de cada categoria contra cada uma das áreas do discriminador
real (lembrando que o discriminador utilizado vai depender da entidade do ramal).

A figura abaixo indica o relacionamento da categoria 2. O dado “0” significa que o prefixos contidos na
área não pode ser acessados (a chamada é recusada), e o dado “1” indica que chamadas para os prefixos
contidos na área podem ser completados.

A figura abaixo mostra o relacionamento da categoria 3. Percebe-se que são completamente


independentes da categoria 2 ou de qualquer outra categoria de acesso à rede pública.

46
Cada ramal do sistema é associado com uma categoria de acesso à rede pública (parâmetro “Public
Network Category” que irá então definir os seus privilégios de origem de chamadas.

PROGRAMAÇÃO

Criar um discriminator (discriminador real):

Translator ► External Numbering Plan ► Numbering Discriminator ► Create


► Discriminator Number
► Name

Observações:
● O sistema Omni PCX ENTERPRISE já vem com os discriminadores “0” e “1” criados.
● Caso vá utilizar o discrimnador “0”, este passo é desnecessário

Incluir prefixos dentro de uma área, dentro do discriminador real selecionado:

Translator ► External Numbering Plan ► Numbering Discriminator ► Go Down Hierarchy (Discriminator


Rule) ► Create
► Discriminator Number
► Call Number (prefixo)
► Area Number (número da area)
► Number of Digits (número de dígitos para que o número esteja completo)

Observação:
● Se a quantidade de dígitos não estiver correta, o sistema levará cerca de 2 segundos para
detetar um timeout e então considerar o número como completo.

47
Associar uma rota (trunk group) a um discriminador lógico

Trunk Groups ► Consult/Modify ► Number Compatible with (no exemplo, 7)

Associar o discriminador lógico a um discriminador real, na entidade do ramal

Entities ► Go Down Hierarchy ► Discriminator Selector ► Consult/Modify ► Discriminator Number


(no exemplo, associar o “discriminador lógico” 00 ao “discriminador real” 2)

Nas categorias de acesso definir qual é o comportamento (liberar ou bloquear acesso) para cada
uma das áreas do discriminador real utilizado na entidade do ramal.

Categories ► Access Category ► Go Down Hierarchy► Public Access Category ► Consult/Modify


(selecionar Public Access Category e a area desejada)

► Day
► Night
► Mode 1
► Mode 2

48
Associar o usuário com a Public Network Category

Users ► Consult/Modify ► Public Network Category

Observação:

Esta programação sera utilizada para definir a discriminação também quando estivermos utilizando ARS
(Automatic Routing Selection).

Comandos de manutenção:

discrilist – mostra as informações referentes a um discriminador específico (em default analisa o


discriminador “0”)

(1)xa000000> discrlist

0 : Exit
1 : Display all the discriminator 0
2 : Display one mcdu
3 : Create number
4 : Delete number
5 : change discriminator id
6 : Display one mcdu for MAO

Choice :

edsbr – mostra as classes de serviço associadas aos usuários

(1)xa000000> edsbr

1 - dir -> Directory number


2 - name -> Subscriber's Name
3 - pna -> Public Network Access

==========================
enter criteria or command:

help – mostra a lista de comandos


help * - mostra a lista de critérios

Os critérios de pesquisa mais utilizados são:

► dir – número do ramal


► name – nome do usuário
► pna – categoria de acesso à rede pública

49
ARS (Seleção Automática de Rotas)
Função

Permite fazer a seleção da melhor rota de saída (normalmente a mais barata) para a origem de uma
chamada, segundo a combinação entre o número discado pelo usuário e uma tabela de rotas configurada
no sistema.

Conceitos

► A definição das melhores rotas para a origem das chamadas deve ser feita pelo técnico responsável
pela programação do sistema.

► Esta facilidade pode ter dependência de horário (usar rotas diferentes para um mesmo número
discado pelo usuário, de acordo com horário da chamada).

► Podem variar de acordo com horário ou tráfego da rota (transbordar para uma outra rota do sistema
no caso da melhor rota estar indisponível).

► Esta facilidade pode modificar o número que foi discado pelo usuário.

► Podem ser incluídos “números privados” no processo de discagem (por exemplo, para serviços de call
back de chamadas internacionais).

► A facilidade ARS é ativada através de um prefixo previamente programado (normalmente é o próprio


“0”).

► Um número a ser discado deve ter sempre uma referencia em uma tabela ARS. Caso contrário a
chamada não será permitida (todos os prefixos devem ser declarados).

► Cada tabela ARS possui dez formas diferentes de encaminhar uma chamada. As opções de rotas
devem então ser colocadas na ordem de saída desejada.

Para o uso da facilidade ARS, devem ser previstos:

► Criação dos elementos utilizados para a facilidade (prefixo de acesso, tabelas ARS, definição de
regras de transformação, previsão de todos os números que serão objeto de análise, etc.)

► Definição de direitos de utilização da facilidade nas categorias de acesso à rede pública utilizadas
pelo cliente.

► Programar as dependências de regras por horário (caso existirem).

50
Configuração

Passo 1 – Criar um prefixo de acesso ARS, definindo neste passo o seu “Discriminator Number” (entre 0 e
7). Este parâmetro é também tratado como “discriminador lógico”. No exemplo estaremos utilizando o
discriminador 5.

Passo 2 – Fazer a associação entre o discriminador lógico (definido pelo prefixo ARS) e o discriminador
real que será utlizado para programar os prefixos dos números de telefone. Este parâmetro é
programado na entidade ao qual pertencem os ramais (em default, Entity 1).

Entity – Discriminator Selector

Discriminador Lógico Discriminador Real


0 0
1 1
2 0
3 0
4 0
5 3
6 0
7 0

Passo 3 – Incluir os prefixos na tabela do “discriminador real”, indicando necessariamente a tabela ARS
que irá definir as regras a serem aplicadas para os números que coincidirem com a entrada dos prefixos.

Discriminator 3

Area Conteúdo Segue para tabela ARS


A1
A2 00 192
A3
A4
A5

A64

Passo 4 – Declarar as rotas na tabela ARS (no exemplo, tabela 192)

ARS Route List 192- Declaração das rotas

Número da rota Nome Modificação do número


1 Telefonica DEL = 4 ; ADD = 0015
2 Embratel DEL = 4 ; ADD = 0021
3 Intellig DEL = 4 ; ADD = 0023
4 BR Telecom DEL = 4; ADD = 0014

10

O exemplo mostra que quando o usuário digitar o código 00, estará sendo direcionado para a ARS Route
List 192.

51
Se o sistema decidir o uso da rota 1 (Telefônica) serão excluídos os quatro primeiros dígitos do número
do telefone e acrescentado 0015, para obrigar o uso desta operadora.

Passo 5 – Montar as configurações de “Time Based List”

ARS Route List 192 – Time Based Route List

Route List 1
Sequencia Stop Cost Waiting Cost
Route 2
Route 3
Route 1
4a. sequencia

10a. sequencia

Quando o sistema estiver sob a ação da “Time Base Route List 1”, a seqüência de tomada das rotas será
rota 2 (Embratel), rota 3 (Intellig) e somente se ambas estiverem ocupadas será tomada a rota 1
(Telefonica).

Esta programação deve ter sido executada pelo técnico, de acordo com as definições da política de
chamadas determinada pelo cliente.

Caso não exista nenhuma transição de horários, o sistema irá considerar sempre a “Time Base Route
List 1”, que deve ser então obrigatoriamente configurada.

Explicamos agora o conceito de dois parâmetros avançados, “Stop Cost” e “Waiting Cost”, que possuem
campos na tabela “Time Based Route List”

Cada usuário pode ser programado com um atributo chamado “ARS privilege”.

Stopping Cost Se “ARS privilege” maior que “Stopping Cost” a rota está acessível, e o usuário
pode completar a chamada. Caso contrário a chamada não poderá ser originada.
Waiting Cost Se “ARS privilege” maior que “Waiting Cost” a rota está acessível e o usuário pode
completar a chamada.
Caso “ARS privilege” menor que “Waiting Cost” a chamada vai aguardar 10
segundos para fazer uma nova varredura a partir da rota mais barata, para verificar
se existe então um recurso disponível. Caso não encontre libera então um recurso na
rota onde houve a análise.

Translator Entity Discriminator

- Prefixo de acesso ARS Faz o relacionamento Cria as áreas e aponta


(por exemplo, “0” Discriminador Lógico x qual será a ARS Route
Discriminador Lógico Discriminador Real List analisada

ARS Route List


- Define a seqüência das rotas
utilizadas para um determinado prefixo
- Caso aplicável define também as
dependências de horário.
User
- Pertence a uma Entidade
- Categoria de acesso à rede
Pública
- Categoria de acesso à
Categories – Discrim.
facilidade ARS Publica
Permite ou bloqueia o Pode fazer a
acesso ao conteúdo das chamada ???
áreas do discriminador
52
PROGRAMAÇÃO

Passo 1 - Criar um prefixo ARS

Translator ► Prefix Plan ► Create

► Number:
► Prefix Meaning – ARS Professional Trunk Group Seizure with Overlapping
<F1>
► Discriminator: no exemplo, 5

Observação:

Esta programação significa que o prefixo ARS criado estará associado ao discriminador lógico 5.

Caso não pretenda usar mais que uma “Entity”, aceite o valor sugerido no campo “Discriminator” (que é
zero).

Passo 2 - Fazer a associação entre o “discriminador lógico” e o “discriminador real”

Entities ► Go Down Hierarchy► Discriminator Selector ► Consult/Modify

► Discriminator Number (no exemplo tratado, fazer a associação entre o “discriminador


lógico 05” e o “discriminador real 3”)

Passo 3 - Criar o discriminador real (no exemplo, 3)

Neste passo estamos declarando a existência do discriminador real, que será então utilizado para
inclusão dos prefixos à serem tratados.

Translator ► External Numbering Plan ► Numbering Discriminator ► Create

► Discriminator Number (no exemplo, 3)

► Name

53
Passo 4 - Incluir os prefixos nas areas do discriminador real (no exemplo, 3)

Translator ► External Numbering Plan ► Numbering Discriminator ► Go Down Hierarchy► Create

► Discriminator (no exemplo, 3)


► Call Number (no exemplo, 00)
► Área (no exemplo, 2)
► ARS Route List Number (no exemplo, 192)

O que está sendo declarado no exemplo é que no discriminador 3 estamos registrando o prefixo “00”,
que está localizado na área 2.

Este dado será utiizado para efeitos de discriminação de chamadas (verificar se um ramal, associado à
uma classe de serviço tem autorização para gerar chamadas para números iniciados por este prefixo).

Em termos de ARS, a tabela 192 que está sendo apontada irá definir quais grupos de troncos do sistema
estarão acessíveis, quantos dígitos do número discado pelo usuário devem ser suprimidos e qual
seqüência deve ser acrescentada, caso aplicável.

Passo 5 - Criar ARS Route List (no exemplo, 192)

Neste passo estamos declarando a existência desta ARS Route List:

Translator ► Automatic Route Selection ► ARS Route List ► Create

► ARS List
► Name

Passo 6 - Declarar as rotas em ARS Route List (no exemplo, 192)

Neste passo estamos declarando as rotas e suas propriedades (número dos grupos de tronco, quantidade
de dígitos à serem removidos e seqüência à ser inserida no ínício do número de telefone.

Translator ► Automatic Route Selection ► ARS Route List ► Go Down Hierarchy► ARS Route ► Create

► ARS Route List (no exemplo, 192)


► Route (no exemplo, 1)
► Name (no exemplo, Telefonica)
► Trunk Group (informar o número do grupo de troncos que será utilizado)
► Digits to be Removed (no exemplo, 4)
► Digits to Add (no exemplo, 0015)
► Quality (definir como Speech) – Este passo é fundamental para o funcionamento da tabela
ARS.

54
Obs.: Devem ser preenchidas as informações para todas as rotas. Por exemplo:
 Route 1: TELEFONICA
 Route 2: EMBRATEL
 Route 3: INTELIG
 Route 4: BRASIL TELECOM, etc ..

Passo 7 - Criar a Timed Based List 1 (na ARS Route List 192)

Neste ponto definimos a sequência com que os “Route Numbers” definidos no ítem anterior serão
utilizados:

Por exemplo:

► Primeira rota: EMBRATEL (Route List 2)


► Segunda rota: TELEFONICA (Route List 1)
► Terceira rota: BRASIL TELECOM (Route List 4)
► Quarta rota: INTELIG (Route List 3)

Translator ► Automatic Route Selection ► ARS Route List ► Go Down Hierarchy► Time Based Route
List ► Create

► ARS Route List


► Time Based Route List ID
<Add>
►Time Based Route
► Route Number (faz referencia às rotas criadas no item anterior)
► Waiting Cost Limit
► Stopping Cost Limit

Observação importante.

O parâmetro “Number of Digits” deve ser sempre preenchido com a quantidade de dígitos prevista para
que o número seja considerado como completo.

Por exemplo, para “Call Number” = 3 indicando uma chamada local deve ter o parâmetro “Number of
Digits” = 8

55
Se for utilizado número de dígitos inferior ao efetivamente digitado pelo usuário, a chamada será
rejeitada.

Se for utilizado número de dígitos superior ao efetivamente digitado pelo usuário, o ARS somente
tomará a ação de chamada quando for esgotado um timeout, quando ele irá assumir que o número está
presumidamente completo.

Em aplicação que utilizam informações CTI, se for programado número de dígitos superior ao
efetivamente digitado a chamada não será considerada como efetiva e não são gerados eventos CSTA,
prejudicando a sua funcionalidade.

Exempos de aplicações que utilizam protocolo CSTA:

CCS (Aplicação de supervisão de Call Center – ALCATEL)


RAPPORTO (aplicação de monitoração de usuários – 3CORP)

CATEGORIAS

Estabelecer a relação entre as categorias de acesso à rede pública associadas aos ramais com o
comportamento relativo ao ARS (acesso à facilidade, acesso à origem de chamadas à determinados
prefixos)

Passo 1 - Associar o usuário com a Public Access Category

Users ► Consult/Modify
► Public Network Category

Passo 2 - Verificar na categoria de acesso os direitos referentes a Call Barring (que é atributo
diferente do uso do ARS). Trata-se da permissão quanto à originar chamadas para certos prefixos.

Categories ► Access Categories ► Go Downs ► Public Access Category ► Consult/Modify


► Night
► Day
► Mode 1
► Mode 2

56
DETALHAMENTO – PREENCHIMENTO DA TABELA ARS

Para fixar melhor os conceitos, vamos detalhar o preenchimento das tabelas ARS.

Quando vamos selecionar a tabela ARS desejada, temos duas áreas:

● ARS ROUTE
● TIME BASED ROUTE LIST

Podemos entender então que a configuração de uma tabela ARS é composta de dois procedimentos:

A área de ARS ROUTE é utilizada somente para declarar as possíveis rotas a serem utilizadas.

Podem ser preenchidas até dez rotas em cada tabela ARS.

Devem ser definidos:

● Grupo de troncos (rota) utilizado.


● Quantidade de dígitos a deletar (à partir do início do número)
● Sequência a adicionar

57
Uma vez que tenham sido declaradas as rotas, deve-se seguir agora para a segunda parte (Time Based
Route List), que irá definir a ordem de tomada das rotas declaradas no passo anterior.

No exemplo, o sistema irá tomar na seqüência a ARS ROUTE 2, ARS ROUTE 1, ARS ROUTE 4 e
finalmente ARS ROUTE 3.

Estas rotas são as declaradas no passo anterior.

Importante:

Deve ser declarada no mínimo a “TIME BASED ROUTE LIST 1”. Caso contrário o procedimento não irá
funcionar.

58
Transformação de número (entre o que foi digitado pelo usuário, e o que é efetivamente enviado
pelo sistema Omni PCX ENTERPRISE)

Existem dois parâmetros que podem ser utilizados para efetuar a transformação de um número digitado
pelo usuário:

● Deletar certa quantidade de dígitos, à partir do seu início.


● Acrescentar uma seqüência pré-determinada.

Não existe a opção de manter o número. Desta forma será necessário usar os dois campos mesmo
quando não se deseja modificá-lo.

Exemplos:

► Usuário digita qualquer operadora para DDD, mas o sistema deve utilizar a operadora 015
(TELEFONICA).

Usuário envia – 021 3133201000

Sistema deve enviar – 0 1 5 3 1 3 3 2 0 1 0 0 0

Devemos excluir três dígitos (no caso, 021) e acrescentar a seqüência 015

● DEL = 3
● ADD = 015

► Usuário digita um número local ou celular e o sistema deve enviar o mesmo número:

Não devemos excluir qualquer dígito, nem adicionar qualquer seqüência:

● DEL = 0
● ADD = ____

59
COMANDOS DE MANUTENÇÃO

lookars i

Permite simular a origem de uma chamada para um determinado número de telefone, onde é necessário
registrar as seguintes informações:

► Data e horário da chamada


► Código de acesso a rota ARS utilizado
► Número do ramal que origina a chamada
► Número do telefone chamado.

Levando-se em conta todos os parâmetros acima, é mostrado o “ARS route” que está previsto para
utilização.

Trata-se de uma ferramenta importante para verificação da consistência das regras criadas,
especialmente quando se utilizam regras de transição de horários.

60
ARS (Com tabela de horários)
Até o momento toda a descrição não levou em conta a possibilidade de controlar a seleção de rota com
base em horários, que é uma aplicação comum visando usufruir das vantagens oferecidas pelas
operadoras, principalmente em chamadas de longa distancia.

Passos para criar a dependência de horários, seguir os seguintes passos:

- Criar as “Time Based List” com seqüências de acesso diferentes


(por exemplo, “Time Based List 1” para acesso prioritário pela Telefônica,
“Time Based List 2” para acesso prioritário pela Embratel, etc.).

- Criar “Time Tables” com as transições de horários e associando as “Time Based Lists” utilizadas em
cada uma delas.

- Criar tabela de “Schedule” onde se faz a referencia dos dias da semana contra as “Time Table”.

- Associar a tabela de “Schedule” na área desejada, dentro do discriminador real que está sendo
utilizado.

Time Based 1
Rota 2
Rota 3
Rota 1

Time Based 2
Rota 1
Discriminator 0 Rota 2
Rota 3
Area 2
ARS Table 200
Schedule = 1
Max. Digits = 0 Time Table 1
Horário Time Based List
8:00 1
12:00 2
14:00 1

Schedule 1 24:00 1
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun HL1 HL2
1 1 1 1 1 2 3 3 3

Observações.:

São permitidas até 4 transições de horário em cada “Time Table”.

Uma das transições de horário deverá ser obrigatoriamente programada com o dado 24:00 hs (hour = 24,
minutes = 00) para que a tabela funcione de forma adequada.

61
PROGRAMAÇÃO:

Os procedimentos descritos à seguir consideram que:

► A montagem da tabela ARS já foi executada, com as áreas definidas dentro do discriminador
real

► As “Time Based Lists” também já estejam criadas e disponíveis.

São três passos:

► Programar a tabela de SCHEDULE, definindo qual a TIME TABLE que vai ser utilizada a cada dia da
semana.

► Programar a TIME TABLE que vai conter os horários das transições e as TIME BASED LIST que serão
utilizadas nas mesmas.

► Associar o SCHEDULE NUMBER nas áreas onde estão posicionados os prefixos, de acordo com as
regras de ARS estabelecidas.

Passo 1 - Programar tabela de SCHEDULE

Translator ► Automatic Route Selection ► ARS Schedule ► Create

► Schedule: definir um número entre 1 e 100


► Name: usado para simples identificação
► Day List
► Day: definir o dia da semana
► Time Table: aponta para a Time Table utilizada no passo seguinte

Observação: Utilizar as funções <Add>, <Remove>, <Next> e <Previous> para executar a função desejada
e posicionar o registro.

Passo 2 - Programar a TIME TABLE

Translator ► Automatic Route Selection ► ARS Schedule ► Go Down Hierarchy ► Create

► Schedule List: informar a mesma tabela do item anterior


► ARS Time Table: definir a “Time Table” que vai programar (entre 1 e 5)
► Hour: define horário da transição
► Minute: define horário da transição
► Time Based List: define a “Time Based List” que será utilizada à partir desta
transição.

Obs.: São permitidas até quatro transições de horários e uma delas deverá ser obrigatoriamente
programada como Hour = 24 e Minute = 00 (24 horas).

Passo 3 - Associar a tabela de SCHEDULE na área desejada dentro do discriminador real:

Translator ► External Numbering Plan ► Numbering Discriminator ► Go Down Hierarchy►


Consult/Modify

► Discriminator :
► Call Number :
► Área Number:
► ARS Route List Number:
► Schedule Number: associar neste campo a tabela de schedule que atende as
transições de horário desejadas.
► Number of Digits:

62
Substituição
Função:

Permitir que o usuário efetue a transferência dos seus privilégios de forma temporária para um outro
ramal dentro do sistema.

Descrição da facilidade:

No exemplo, o aparelho “A” está solicitando o procedimento de substituição, enquanto “B” é o aparelho
cujos privilégios pretende utilizar.

A substituição requer os seguintes passos:

● digitar o código (prefixo) de substituição.


● digitar o número do ramal cujos privilégios deseja utilizar.
● entrar com a senha pessoal deste ramal.

A substituição dos privilégios pode ser:

● parcial: somente os privilégios são carregados

● completa: tanto os privilégios como as programações do telefone são carregadas (caso os


terminais sejam compatíveis).

►Utilizando os privilégios que foram resgatados

Uma vez que a substituição tenha sido feita com sucesso, o usuário que a executou pode
originar chamadas como se estivesse no seu próprio ramal.

Observações:

- A substituição é válida para uma única chamada de saída. Ao final desta chamada, o processo de
substituição é encerrado.

- A substituição não configura um “desvio” de chamadas. Durante este processo, chamadas de entrada
para o ramal que foi “substituído” serão consideradas como chamadas para um ramal ocupado.

- Entre dois telefones IP, a substituição só pode ser do tipo parcial.

63
Conceitos da facilidade

● Uso de substituição parcial ou total

Quando o procedimento é solicitado por um usuário, o sistema define o tipo de substituição que será
implementado.

Caso o terminal que está solicitando a substituição seja idêntico (inclusive os módulos de expansão) ao
que deseja resgatar os privilégios, a substituição será total.

Caso contrário, será implementado em modo parcial.

● Operação em rede ABC-F

Quando os dois telefones estão em nós diferentes dentro de uma rede ABC-F, a substituição só estará
disponível no modo parcial.

● Privilégios relativos à substituição

Para que a facilidade de substituição possa ser utilizada, o ramal à partir do qual se faz a solicitação
precisa ter privilégios concedidos.

O ramal do qual se deseja resgatar os privilégios não pode ter a facilidade “Proteção contra
substituição” ativa.

● Identificação do chamador

Para o ramal chamado a indicação é de uma chamada à partir do ramal substituído (como se fosse feita
à partir do ramal original).

PROGRAMAÇÃO

1. Autorizar a facilidade

Categories ► Phone Features ► Consult/Modify


► Rights
► No substitution (substituição proibida):

1: os ramais pertencentes à esta categoria não podem ser “substituídos”.


0: os ramais pertencentes à esta categoria podem ser “substituídos”.

Categories ► Phone Features ► Consult/Modify

64
►Set Features
►Substitution

1: os ramais pertencentes à esta categoria podem iniciar um procedimento de


substituição.
0: os ramais pertencentes à esta categoria não estão autorizados a iniciar um
processo de substituição.

Categories ► Phone Featues ► Consult/Modify


► Set Features
► Privileged Substitution

1: os ramais pertencentes à esta categoria podem iniciar um procedimento de


substituição de privilégios.
0: os ramais pertencentes à esta categoria não estão autorizados a iniciar um
processo de substituição de privilégios.

65
2. Criar o prefixo de substituição

Translator ► Prefix Plan ► Create


► Set Features
► Substitution

Este código permite efetuar a substituição parcial ou total, dependendo dos terminais telefônicos
envolvidos.

3. Criar o prefixo de substituição parcial:

Translator ► Prefix Plan ► Create


►Set Features
► Privileged Substitution

Este código permite somente o método de substituição parcial.

OPERAÇÃO:

Para efetuar um procedimento de substituição:

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.


● Entre com o prefixo de substituição.
● Entre com o número do ramal que será objeto da substituição.
● Entre com a senha pessoal do ramal que será objeto da substituição.

A substituição está implementada e será válida por uma única chamada, após a qual o telefone
retornará ao seu estado original.

66
Cadeado Eletrônico (Padlock)
Função:

Permite que o usuário efetue o bloqueio do seu ramal quanto a originar chamadas pela rede pública,
evitando desta forma o seu uso não autorizado.

Descrição da facilidade:

A ativação do cadeado eletrônico pode ser feita à partir dos próprios usuários.

Para efetuar uma chamada para a rede pública basta que o usuário após digitar o código de acesso
(normalmente “0”) digite a sua senha pessoal antes do número do telefone desejado (será orientado
através de guia vocal, caso esta esteja disponível no sistema).

Caso programado pelo administrador do sistema, todos os ramais pertencentes à mesma entidade podem
tem esta facilidade ativada de forma automática (Automated Entity Lock).

Quando a facilidade está ativa, o usuário não pode fazer nenhum tipo de chamada para a rede pública
sem que utilize a sua senha pessoal.

O administrador do sistema pode cancelar ou ativar o cadeado eletrônico de um usuário, através do


menu “Dynamic State User”.

PROGRAMAÇÃO

Princípio da configuração

Para implementar esta facilidade, o administrador deve:

● permitir o uso, através da categoria de facilidades telefônicas associada ao ramal.

● criar o prefixo de ativação e cancelamento da facilidade.

Para autorizar o uso da facilidade (na categoria de facilidades telefônicas ao qual o usuário está
associado)

► Categories ► Phone Features Class of Service ► Consult/Modify


►Set Features
► Padlock
1: autorizado a ativar o cadeado eletronico, de forma individual
0: não autorizado

67
Para criar o prefixo da facilidade

►Translator ► Prefix Plan ► Create


► Set Features
<F1>
►Set Facilities
►PadLock

OPERAÇÃO:

Para ativar a facilidade:

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.


● Entre com o código da facilidade.
● Receba a confirmação da ativação da facilidade, através da guia de voz correspondente.

Para cancelar a facilidade:

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.


● Entre com o código da facilidade.
● Entre com a sua senha pessoal.
● Receba a confirmação da ativação da facilidade, através da guia de voz correspondente.

Obs.: Nos aparelhos com display, a guia de voz é substituída por mensagens orientativas que
são exibidas.

Para efetuar uma chamada com o cadeado eletrônico ativado:

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.


● Digite o código de acesso à linha externa (por exemplo, “0”).
● Digite a sua senha pessoal.
● Receba o tom de discar e digite o número do assinante desejado.

Obs.: Não é necessário cancelar o cadeado eletrônico para executar uma chamada externa.
Basta entrar com a sua senha pessoal..

68
Senha do Usuário
Função:

A senha do usuário é utilizada quando se deseja ativar algumas facilidades específicas, tais como
cadeado eletrônico, código de substituição, etc.

Descrição da facilidade:

A senha pessoal é definida pelo administrador do sistema, no momento da criação do usuário.

A senha padrão gerada pelo sistema é “0000”, e não pode ser visualizada mesmo dentro dos
procedimentos de consulta à base de dados.

Esta senha pode ser modificada tanto pelo administrador do sistema, como pelo próprio usuário (desde
que esteja tenha os privilégios necessários).

PROGRAMAÇÃO

Princípio da configuração

A senha pessoal é definida pelo administrador no momento em que está criando o usuário.

Para que o usuário possa alterar esta senha pessoal, é necessário que:
- possuam privilégios para efetuar a modificação.
- tenha sido criado o prefixo para “alteração de senha pessoal”

- Definindo a senha pessoal do usuário (durante a sua criação)

► Users ► Create
► Directory Number
► Secret Code: informe a senha com quatro dígitos
► Confirm: confirme a senha (por critério de segurança)

- Autorizando a facilidade de modificação de senha pessoal

► Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify


► Set features
► Password modification = set to “1”

69
- Criar o prefixo da facilidade

► Translator ► Preffix Plan ► Create


► Set Features
► Password Modification

OPERAÇÃO:

À partir de um terminal 4035:

● Pressione a tecla “i”, seguida da tecla dinâmica “Prog”


● Digite a senha atual.
● Pressione a tecla dinâmica “Senha”
● Ao receber a mensagem “Senha Atual”, digite a senha utilizada no momento.
● Ao receber a mensagem “Nova senha”, digite a senha que pretende validar.
● Ao receber a mensagem “Verificação”, digite novamente a nova senha.

Estas mensagens são acompanhadas de guias orientativas de voz.

Esta operação também pode ser executada utilizando o prefixo definido como “Password
Modification”.

Á partir de um terminal da serie 8&9

Utilize a seguinte sequência:

Menu ► Config. ► Telefone ► Código


► Senha atual (digite a senha atual e “Aplicar”)
► Nova senha (digite a nova senha e “Aplicar”)
► Confirmar senha (digite novamente a nova senha e “Aplicar”).

A programação foi aceita.

Utilizando o código de facilidade

● Retire o fone do gancho.


● Digite o prefixo definido como “Password Modification”
● Digite a sua senha atual.
● Digite a nova senha.
● Digite novamente a nova senha para confirmação.
● Aguarde a guia de voz confirmando o sucesso da operação. A sua senha foi modificada.

70
Ramal Associado
Função:

“Ramal associado à um usuário” do sistema significa um ramal que pode ser chamado através de um
código de acesso, para quem podem ser programados alguns tipos de desvios de chamadas.

Descrição da facilidade:

A facilidade de “ramal associado” pode ser utilizada por todos os usuários do sistema, e consiste das
seguintes facilidades:

► chamada rápida através de um código de acesso.

► programações de transbordo automático para o ramal associado (caso ocupado, não atende,
ocupado ou não atende, ou então quando um ramal IP sai de serviço).]

► cancelamento dos transbordos programados pelo administrador do sistema.

► alteração do ramal associado

Na criação de um usuário é criado automaticamente um “Associated Set” com o seu próprio número
(esta condição faz com que ainda não exista qualquer tipo de transbordo comandado pelo sistema).

Caso permitido nos seus privilégios, o usuário pode alterar o seu ramal associado (à partir de comando
do seu telefone).

Importante: O ramal associado não pode ser um elemento externo.

PROGRAMAÇÃO

● Princípio da facilidade

Para implementar esta facilidade, o administrador deve:

● configurar o ramal associado ao usuário.


● conceder privilégios para o usuário.
● criar código de acesso à facilidade

Configurar o ramal associado à um usuário

Users ► Consult/Modify
► Associated Set: defina neste campo qual será o ramal associado

Autorizar o uso da facilidade (na categoria de facilidades telefônicas ao qual o usuário está associado)

1. Cancelar desvio para associado

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Cancel Overflow to associated
1: o usuário autorizado a cancelar o transbordo para o ramal associado.
0: o usuário não está autorizado

2. Alterar o número do ramal associado

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Associated Direct. Number Modification
1: o usuário está autorizado a alterar o número do ramal associado.
0: o usuário não está autorizado

71
3. Programar o transbordo para ramal associado em caso de “ocupado” ou “não atende”

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Overflow Busy/No Answer to associated set
1: o usuário está autorizado a ativar este tipo de transbordo.
0: o usuário não está autorizado

4. Programar o transbordo para ramal associado em caso de “ocupado”

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Overflow Busy to associated set
1: o usuário está autorizado a ativar este tipo de transbordo.
0: o usuário não está autorizado

5. Programar o transbordo para ramal associado em caso de “não atende”

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Overflow No Answer to associated set
1: o usuário está autorizado a ativar este tipo de transbordo.
0: o usuário não está autorizado

6. Efetuar chamada rápida para ramal associado

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► PCX Services
► Speed Call to associated set
1: o usuário está autorizado a executar este tipo de chamada.
0: o usuário não está autorizado

Criar os prefixos da facilidades

1. Prefixo para transbordo (overflow)

Criar os prefixos para os tipos de transbordo desejados:

Translator ► Preffix Plan ► Create


► Set Features
● Overflow no answer to asssociated set
Transbordo em caso de não atende
●Overflow busy to associated set
Transbordo em caso de ocupado
● Overflow busy/no answer to associated set
Transbordo em caso de não atende ou ocupado
● Cancel overflow on associated set
Cancelar transbordo para ramal associado

2. Prefixo para chamada rápida ao ramal associado

Translator ► Preffix Plan ► Create


► Local Features
► Speed call to associated set

3. Prefixo para alteração do número do ramal associado

Translator ► Preffix Plan ► Create


► Set Features
► Associated Set Number Modification

72
OPERAÇÃO:

► Chamada rápida ao ramal associado:

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.


● Entre com o prefixo para chamada rápida ao ramal associado.
● Aguarde o atendimento da chamada.

► Configurar transbordos para o ramal associado

► Para ativar o transbordo

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.

● Entre com o prefixo referente ao tipo de transbordo para ramal associado desejado

● Receba a confirmação da ativação da facilidade, através da guia de voz


correspondente.

► Para cancelar o transbordo

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.

● Entre com o prefixo referente ao cancelamento do transbordo.

● Receba a confirmação de cancelamento da facilidade, através da guia de voz


correspondente.

► Para alterar o número do ramal associado

● Retire o fone do gancho e receba o tom de discar.

● Entre com o prefixo para “modificar o número do ramal associado”.

● Entre com a sua senha pessoal.

● Entre com o número do novo ramal associado.

● Receba a confirmação de cancelamento da facilidade, através da guia de voz


correspondente.

Observação: Nos terminais digitais e-Reflexes e nos terminais das séries 8&9, estas funções podem ser
apropriadas em teclas programáveis, para facilitar o seu uso.

73
Estacionamento de Chamadas

Função:

Estacionar uma chamada significa que uma parte interna ou externa pode ser colocada em estado de
espera em um terminal, e pode se recuperada à partir de qualquer outro aparelho do sistema.

Descrição da facilidade:

Qualquer chamada (interna ou externa) pode ser “estacionada” em um ramal do sistema.

A recuperação de uma chamada estacionada pode ser feita à partir de qualquer ramal do sistema.

Nota importante: um ramal analógico não pode estacionar uma chamada mas pode recuperá-la.

Para recuperar uma chamada, digite o prefixo associado à facilidade seguido do número do ramal onde a
chamada foi estacionada.

Chamadas externas

Se uma chamada externa estacionada não for recuperada dentro de um período pré-definido, será
encaminhada para uma operadora ou então para o ramal que efetuou o “estacionamento”.

74
Limites

► O ramal que está fazendo o estacionamento deve estar no mesmo nó de rede do ramal onde está
sendo estacionado.

► A chamada pode ser recuperada à partir de um ramal de outro nó da rede.

PROGRAMAÇÃO

1. Princípios da programação

● Conceder permissões para os ramais.


● Configurar o prefixo de ativação da facilidade
● Configurar o encaminhamento para as chamadas externas
●- Modificar (caso necessário) o tempo para encaminhamento das chamadas externas.

Se desejado, criar teclas programáveis com esta facilidade.

1.1. Conceder permissão para os ramais para utilizar a facilidade.

Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► External Services
► Park Call/Retrieve
1: autorizado
0: não autorizado

1.2. Criar prefixo de acesso à facilidade

Translator ► Prefix Plan ► Create


► External Services
► Park Call/Retrieve

75
1.3. Definir encaminhamento das chamadas externas, que não forem atendidas dentro do período
definido no “Timer 8”.

System ► Go Down Hierarchy ► Other System Parameters ► Go Down Hierarchy ► Attendant Parameters
► Consult/Modify
► Parking Interception on Extension

True: após o tempo definido no “Timer 8”, a chamada é encaminhada para o ramal
que efetuou o seu estacionamento.
False: após o tempo definido no “Timer 8”, a chamada é encaminhada para a
operadora definida nas regras de distribuição da entidade.

1.4. Definir o tempo após o qual chamadas externas são encaminhadas

System ► Go Down Hierarchy ► Timers ► Consult/Modify


► Timer 08

● O valor default é de 300 (300 x 100 ms = 30 segundos)


● O maior valor admissível é 27.000

1.5. Criar uma tecla com a função de “estacionamento de chamadas”

Users ► Go Down Hierarchy ► Programmable Keys ► Consult/Modify

► Directory Number – Informe o número do ramal que vai configurar

► Key Number – informe o número da tecla a ser programada.

► Function – selecionar “Programmed”

► Mnemo – caso desejado, entre com um texto que será mostrado na posição da tecla
programada no terminal digital.

► Content – entre com o prefixo criado para estacionamento de chamadas, e caso desejado, o
número do ramal onde pretende estabelecer o procedimento.

► Locked – define se o usuário do ramal pode modificar o seu conteúdo


YES: o usuário pode modificar o seu conteúdo.
NO: o usuário não pode modificar o seu conteúdo.

76
OPERAÇÃO:

Para estacionar uma chamada (não disponível para ramais analógicos)

- Com uma chamada em andamento:

● Digite o código de acesso à facilidade.


● Digite o número do ramal onde deseja estacionar a chamada.
● Aguarde a guia de voz informando o sucesso da programação e desligue.

Para recuperar uma chamada estacionada

● Retire o fone do gancho.


● Digite o código de acesso à facilidade.
● Digite o número do ramal onde a chamada foi estacionada

Para recuperar uma chamada do mesmo ramal onde foi estacionada, basta digitar somente o código da
facilidade.

77
Código de Projeto (Business Code)
FUNÇÃO

Permitir que o usuário, através de um procedimento operacional específico, associe uma informação de
“código de projeto” ao registro de uma chamada efetuada.

Utilizando-se os recursos de um software de tarifação ou outra aplicação externa, torna-se possível


quantificar as chamadas que foram feitas utilizando um “código de projeto” específico.

CONCEITOS

► O Business Code pode ser definido para uso voluntário (somente quando o usuário entender
necessário) ou compulsório.

► O sistema pode ser programado também para aceitar qualquer código (Uncontrolled) ou então que
verifique o conteúdo de uma tabela com os códigos previamente programados. Qualquer código que não
esteja contemplado implica que a chamada não será completada.

► É possível cadastrar até 10.000 business code diferentes.

MODO DE OPERAÇÃO

O usuário deve digitar o “prefixo de business code” + “business code” + “código de acesso á linha
externa”.

Se o código for válido, recebe tom de discar e poderá então digitar o número do assinante desejado.

PROGRAMAÇÃO:

Criar o prefixo para Business Code

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: set to “External Features”
<F1>
► External Features: set to “Business Account Code”

Habilitar a facilidade na categoria de facilidades dos ramais

► Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► External Services – Business Account Code: set to “1”

Definir se os usuários podem discar o código de acesso à linha diretamente (caso contrário, serão
obrigados a utilizar a facilidade de “Business Code” de forma obrigatória)

► Categories ► Access Categories ► Go Down Hierarchy ► Public Access Category ► Consult/Modify


► Public Network Category:
► Area Number:
► Day
► Night
► Mode 1
► Mode 2

Obs.: A programação deve contemplar cada área onde estão cadastrados os prefixos.

78
Define se os usuários podem utilizar a facilidade de “Business Code”

► Categories ► Access Categories ► Go Down Hierarchy ► Business Access Category ► Consult/Modify


► Public Network Category:
► Area Number:
► Day
► Night
► Mode 1
► Mode 2

Obs.: A programação deve contemplar cada área onde estão cadastrados os prefixos.

Definir os parâmetros aplicados ao “Business Code”

► System ► Go Down Hierarchy ► Other System Parameters ► Consult/Modify


► Uncontrolled Business Account Code:
● True: Aceita qualquer combinação, ou seja, não analisa a tabela.
● False: Faz a leitura da tabela
► Business Prefix with Business Number: set to True (habilita o uso da facilidade)
► Business Prefix with Code:
● False: requer o uso somente do Business Code
● True: requer a digitação senha do ramal que está sendo utilizado.

Definir a quantidade de dígitos do “Business Code”

► Specific Telephone Services ► Consult/Modify


► Business Account Code Length: (de 1 a 12)

Criar os códigos do “Business Code”

► Specific Telephone Services ► Go Down Hierachy ► Business Account Code ► Create


► Id Number:
► Business Account Code:

Obs.: Deve se respeitar a quantidade de dígitos que foi programa no item anterior.

79
Hot-Line
Função

- Permitir que um ramal execute uma chamada automaticamente para outro ramal ou recurso do
sistema, ao retirar o fone do gancho.

Recursos que podem ser acessados:

- Ramal
- Grupo de busca
- Telefonista
- Código de facilidade
- Prefixo de discagem abreviada, seguido por um número abreaviado
- Prefixo de acesso direto a tronco, seguido por um número de telefone

Características

Existem dois modos de acionamento do serviço:

- DIRECT ROUTING – A ação é tomada imediatamente, quando o telefone retira o fone do gancho

- DELAYED ROUTING – A ação é tomada após um intervalo de tempo pré-programado (no Timer número
2). Neste modo o usuário tem este tempo para executar outra função (chamar ramal, tomar uma linha
externa, etc ..) até que este tempo expire, quando o sistema vai tomar a ação de direcionamento.

A seqüência de programação desta facilidade é:

► Criar uma tabela relacionando números de rota e os seus destinos.

► Associar o usuário com o número da rota que contém o destino desejado.

► Verificar se a categoria de “Phone Features” associada ao usuário permite este tipo de serviço.

► Definir se a chamada HOT LINE vai ser imediata ou vai respeitar um temporizador antes de completar
a operação. Se utilizar um temporizador verifique se o seu valor padrão (3 segundos) está adequado.
Caso contrário, faça o ajuste no timer relacionado (número 2).

PROGRAMAÇÃO:

- Programar o modo de HOTLINE em Phone Features Categories (lembrando que cada usuário tem na
sua programação a associação com uma destas categorias).

Para direcionamento imediato

► Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Routing mode at Off Hook – selecione “Direct Routing”

- Para direcionamento após expirar o Timer 02

►Categories ► Phone Features Categories ► Consult/Modify


► Rights - Routing mode at Off Hook – selecione “Delay Routing”

80
- Declarar um “Routing Table”, onde se associa uma tabela com um numero de destino do “Hot
Line”.

► Specific Telephone Services ► Go Down Hierarchy ► Routing Table ► Create


► Routing Number
► Call Number

- Associar uma “Routing Table” para um usuário

► Users ► Consult/Modify ► Directory Number


► ISDN Subscr. ►Routing Table:

- Para modificar o tempo para Delayed Routing

► System ► Go Down Hierarchy ► Timers ► Consult/Modify


►Timer 02

O dado default é 30, com passo de 100 ms. Isto significa que o valor programado é de 3 segundos.

- Para verificar em qual Phone Features Categories um ramal está associado:

► Users ► Consult/Modify
► Telephone Facility Category ID

81
Bilhetagem
FUNÇÃO

Efetuar o registro das chamadas de entrada e/ou saída que foram efetuadas pelos ramais do sistema,
permitindo que uma aplicação externa efetue a tarifação com base nestas informações.

CONCEITO

- No OMNI PCX ENTERPRISE “Hardware Comum” não existe interface serial básica no sistema para a
exportação dos bilhetes

- Caso este tipo de saída seja necessária, será necessário utilizar um conversor externo (Ethernet para
porta serial), cujo fornecimento deve ser previsto durante a elaboração do projeto.

- No OMNI PCX ENTERPRISE “Hardware Cristal” já são disponibilizadas saídas seriais no CONNECTING BOX
(módulo de conexão de aplicativos).

- A coleta dos bilhetes pode ser efetuada de três formas:

- Ethernet (a aplicação externa deve ir buscar diretamente os arquivos no diretório


usr4/account)
- Interface Ethernet para Serial (usando MOXA DE-304)
- Ethernet em tempo real

O opção que está sendo utilizada de forma comum é a coleta via Ethernet, em que a cada hora é criado
um arquivo compactado no diretório usr4/account contendo os registros daquele período.

O tarifador SUMUS já se encontra com o seu produto adequado para esta situação.

A Interface MOXA também pode ser utilizada, mas implica em custo adicional no fornecimento (além de
precisar ser previsto no procedimento de importação do produto).

A opção de Ethernet em tempo real está disponível, mas não temos nenhum parceiro que tenha
finalizado o desenvolvimento e esteja homologado.

PROGRAMAÇÃO

Temos a seguir os parâmetros que devem ser programados para a coleta via Ethernet:

Applications ► Account ► Consult/Modify


► Internal Accounting = set to YES
► Files for External Accounting = set to YES
► Filter = selecione os tipos de bilhetes que deseja coletar:
► Outgoing Public PCX Calls
► Public Outgoing Network Calls
► Private Outgoing PCX Calls
► Private Outgoing Network Calls
► Public Incoming PCX Calls
► Public Incoming Network Calls
► Private Incoming PCX Calls
► Private Incoming Network Calls
► Priority Incoming Calls
► Data Outgoing/Incoming Calls
► Public Outgoing 0 Unit Calls
► Non-ticketed User

82
Comandos de manutenção:

À partir do prompt:

► accview –tf

► Relaciona os arquivos que estão presentes no diretório cd /usr4/account, com as seguintes


informações:
► Data
► Nome do arquivo
► Horário do primeiro ticket
► Horário do último ticket
► Quantidade de tickets neste arquivo

►account compress
Finaliza o arquivo manualmente

► accreset - Exclui os arquivos presentes no diretório cd /usr4/account

► accreset
► opção 5: Files
► opção 1: Accounting
► opção 3: Deletion

► pergunta: How Many Files to Delete ?


► Definir a quantidade de arquivos que deseja
deletar (será considerado à partir dos arquivos mais
antigos). Será mostrada uma lista contendo os
arquivos que serão afetados.

► pergunta: Do you confirm ? (y/n).


► Tome a ação desejada.

83
Grupos do Sistema

Função:

Pickup Group – Criar grupos de captura de chamadas dentro do sistema. Os ramais que pertencem ao
mesmo grupo podem ter as suas chamadas capturadas através de um código de facilidade, que irá
buscar uma chamada que esteja tocando dentro deste grupo.

Hunt Group – Criar grupos de busca de ramais. Este grupo pode ser chamado através do seu número, e a
rotina de busca será feita conforme a sua configuração.

CARACTERÍSTICAS

Pickup Groups

► Um ramal só pode fazer parte de um grupo de captura.

► Existe um código de facilidade que permite fazer a captura de uma chamada que esteja tocando em
um ramal dentro do grupo.

► Existe um código que permite fazer a captura dirigida (prefixo + número do ramal)

► A associação a um mesmo grupo de captura é feito pelo nome que é cadastrado no campo específico
da programação do “User”. Nomes iguais indicam que pertencem ao mesmo grupo.

Hunt Groups

► Um ramal só pode fazer parte de um grupo de busca.

► Um ramal pode sair do grupo onde está cadastrado através de um código de facilidade.

► Um ramal pode voltar a fazer parte do grupo onde está cadastrado, através de um código de
facilidade.

► Existem três modos de busca possíveis:

►Sequencial – procura sempre o primeiro ramal livre no grupo, levando em conta a seqüência
em que foi feita a configuração.
► Ciclico – procura um ramal livre dentro do grupo, normalmente o seguinte na configuração
em
relação ao que fez o último atendimento. É a forma com que se distribui melhor a
quantidade
de chamadas.
►Paralelo - toca em todos os ramais ao mesmo tempo

►Restrições quanto ao grupo paralelo:


► O limite de ramais analógicos que podem tocar ao mesmo tempo é de 20 por
gabinete.
► Ramais multilinha não podem fazer parte de um grupo paralelo.

► Máximo de ramais por Hunt Group = 40

► Máximo de Hunt Group por nó do sistema = 200

► Telefonistas não podem fazer parte de um Hunt Group.

84
PROGRAMAÇÃO

PICKUP GROUP

► Users ► Consult / Modify


► Pickup Group Name

HUNT GROUP

► Group ► Hunting Group ► Create


► Directory Number:
► Type of Hunting Group: (local ou network)
► Select Type: (cyclical, sequential ou parallel)
► Release after timer: (define se haverá pausa após o término da chamada antes que
receba uma nova chamada)
► Overflow Directory Number: (define o transbordo deste grupo, caso todos os
recursos estejam indisponíveis).
► Authorized Camp-On calls: (porcentagem de chamadas que podem ficar na espera,
com relação à quantidade de ramais que estão cadastrados no
grupo e em atividade).
► Connection Category ID: (este parâmetro é válido somente para as chamadas de
entrada. Para as chamadas de saída irá respeitar a
categoria atribuída ao ramal).
► Public Network Category: Sobrepõe a categoria dos ramais. Para que passe a
respeitar a categoria individual dos ramais, este campo deve
ser preenchido com 255.
► Withdrawal Authorized: Permite a saída do ultimo ramal do Hunt Group.
<F1>
► Voice Mail Number: informe o número caso o grupo possua caixa postal.
► Pickup Private Call: define se chamadas privadas podem ser capturadas
► External Pickup Call: define se as chamadas endereçadas ao Hunt Group podem ser
capturadas por um ramal que não pertença ao grupo.

Deve-se inserir agora os ramais que farão parte deste grupo.

Para adicionar um ramal ao grupo clique em “Add” e preencha o número do ramal no campo “Dir. No.
Allocated to the Group”.

Para remover um ramal, posicione o campo “Dir. No. Allocated to the Group” sobre o ramal desejado e
clique em “Remove”.

Para avançar dentro da lista de ramais cadastrados, clique em “Next”. Para retroceder dentro da lista,
clique em “Previous”.

Para os grupos formados por ramais digitais configurados como Multilinha, podemos definir se todas as
teclas multilinha do primeiro terminal devem ser esgotadas antes de passar para o próximo terminal, ou
se deve ocupar uma tecla de cada terminal antes de seguir para a segunda tecla multinha do primeiro
terminal.

► System ► Consult / Modify


► Attendant Calls Priorities
► Multiline Call in PBX (0 ou 1)

0: ocupa todas as teclas multilinha do ramal A antes de seguir para o ramal B


1: ocupa na sequência a primeira tecla do ramal A, primeira tecla do ramal B,
segunda tecla do ramal A, segunda tecla do ramal B, etc ...

85
Importante:

O usuário pode programa o seu ramal para que deixe de atender de forma temporária as chamadas
encaminhadas para o seu grupo, digitando o prefixo de “saída de grupo”.

Ao retirar o seu fone do gancho receberá uma guia de voz informando que “saiu do grupo”.

Nesta condição estará apto a receber chamadas diretas ao seu ramal. Para voltar a atender as chamadas
para o grupo, deverá digitar o prefixo de “entrada no grupo”.

Para que esta facilidade seja operacional, será necessário configurar:

- Prefixo para saída de grupo

Translator ► Prefix Plan ► Create


► Set Features
► Set Group Exit

- Prefixo para entrada no grupo

Translator ► Prefix Plan ► Create


► Set Features
► Set Group Entry

- Permitir acesso na categoria de facilidades telefônicas

Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Set Group Entry: set to “1”

Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Set Group Exit: set to “1”

Obs.: Na condição default do sistema os prefixos criados automaticamente são:


- 63 para saída de grupo
- 64 para entrada no grupo

TEMPORIZADORES APLICÁVEIS

System ► Go Down Hierarchy ► Timers


► Consult/Modify

Timer Significado

36 Define o tempo que uma chamada não atendida será transbordada para outro
ramal dentro deste grupo de busca (default = 150, que significa 15 segundos)
31 Este temporizador entra em ação quando um ramal pertencente ao grupo desliga
uma chamada. Este ramal não receberá uma nova chamada direcionada ao grupo
até que este tempo expire (default = 10, que significa 1 segundo)

86
COMANDO DE MANUTENÇÃO

► supgpbx

Este comando permite verificar o status dos grupos de busca do sistema:

Utilize a opção “1” e selecione o grupo desejado. Quando este estiver marcado, pressione “Enter” para
validar:

Temos agora a indicação do estado geral do grupo (Group´s state) e também o estado individual de cada
um dos seus membros.

● O dado “i” abaixo do número indica que o ramal está dentro do grupo.
● O dado “o” abaixo do número indica que o usuário comandou a sua “saída de grupo”.

87
Discagem Abreviada Individual
Função:

Este recurso é de uso individual para cada usuário.

Para a maioria dos tipos de terminais telefônicos, a programação dos números de destino pode ser feita
pelo próprio usuário.

Descrição da facilidade:

A quantidade e o tipo de teclas disponíveis varia de acordo com o tipo de terminal telefônico utilizado:

- Alcatel 4028/4029/4038/4039/4068

● máximo de 72 teclas programáveis.

- Alcatel 4018/4019

● máximo de 12 teclas programáveis


● acesso através da tecla “Directory”

- Reflexes 4035

● qualquer tecla dinâmica ou programável disponível

- Reflexes 4020

● Tecla especial associado com uma das 12 teclas númericas (0 a 9, *, #), além das teclas
programáveis.

- Reflexes 4010

● Tecla especial associado com uma das 12 teclas númericas (0 a 9, *, #), além das teclas
programáveis.

- Reflexes 4004

● Tecla especial associado com uma das 12 teclas númericas (0 a 9, *, #), além das teclas
programáveis.

- Terminais analógicos

● Prefixo para programação dos números nas posições de discagem abreviada.


● Prefixo para uso da discagem abreviada individual (associado com as teclas numéricas)
● 12 teclas numéricas (0 a 9, *, #)

88
PROGRAMAÇÃO

1. Terminais analógicos

As considerações abaixo são aplicáveis somente para terminais analógicos:

1.1. Autorizar a programação das posições de discagem abreviada individual

Categories ► Phone Facilities Categories ► Consult/Modify


► Set Features
► Personal Directory Programming – set to “1”

1.2. Autorizar o uso das posições de discagem abreviada individual

Categories ► Phone Facilities ► Consult/Modify


► Set Features
► Personal Directory Use – set to “1”

1.3. Criar o prefixo para programar posições de discagem abreviada individual

Translator ► Preffix Plan ► Create


► Set Features
► Personal Directory Programming

1.4. Criar o prefixo para utilizar as posições de discagem abreviada individual

Translator ► Preffix Plan ► Create


► Set Features
► Personal Directory Use

2. Terminais digitais

2.1. Configurar uma posição do teclado (0 a 9, *, #)

2.1.1. Em terminais 4035 e aparelhos sem “Soft Keys”

Users ► Go Down Hierarchy ► Repertory Keys (selecione a tecla a ser configurada)


► Directory Key: Entre com o número do ramal a ser programado

► Call Directory number: entre com o número de telefone que deve ser enviado
automaticamente quando esta tecla for pressionada.
Este número de telefone pode ser interno ou externo (neste caso deve estar precedido
pelo prefixo de acesso a tronco), ou ainda um número de discagem abreviada.

► Key Name: entre com um nome (máximo de 14 caracteres) para identificação desta
tecla nos telefones com visor.

89
Observações.:

- Esta configuração se aplica somente a aparelhos sem Soft keys: Alcatel IP Touch 4018, 4019 e todos os
modelos Reflexes.

- As teclas utilizadas para discagem abreviada individual são as do teclado numérico (0 a 9, *, #).

- Nos terminais 4035, esta configuração se aplica aos Soft Keys que ficam localizados abaixo do visor.

- A associação dos números na programação às teclas físicas ocorre da seguinte forma:

Posição na Keypad do Posição na Keypad do Posição na Keypad do


Programação telefone Programação telefone Programação telefone
1 1 5 5 9 9
2 2 6 6 10 0
3 3 7 7 11 *
4 4 8 8 12 #

2.1.2. Em terminais com Soft Keys

Users ► Go Down Hierarchy ► Programmable Keys


► Directory Number: entre com o número do ramal
► Key number: entre com o número da tecla à ser configurada
► Function: Directory

Obs.: esta configuração se aplica ao terminal 4035 e a todos os terminais das séries 8&9, com exceção
do Alcatel 4018 IP Touch e 4019.

2.2. Configurando uma tecla programável com um número de telefone

Users ► Go Down Hierarchy ► Programmable Keys


► Directory number: entre com o número do ramal
► Key number: entre com o número da tecla à ser configurada.
► Function: selecione a opção “Programmable”.
► Content: entre com o número de telefone que deseja associar à esta tecla. Este
número pode ser interno ou externo (neste caso deve estar precedido pelo prefixo de
acesso a tronco), ou ainda um número de discagem abreviada.
► Locked: Selecione “Yes” caso o usuário não esteja autorizado a modificar o conteúdo
desta programação.

90
OPERAÇÃO:

Em telefones analógicos e Reflexes 4004

► Para programar uma tecla de discagem abreviada individual:

● Digite o prefixo criado para a função de programação.


● Pressione a tecla desejada (0 a 9, *, #)
● Entre com o número a ser programado (precedido pelo código de acesso a tronco).

► Para usar a discagem abreviada individual:

● Digite o prefixo criado para a função de uso da discagem abreviada individual.


● Pressione a tecla (0 a 9, *, #) associado ao número de telefone desejado.

Em telefones da série Reflexes

A forma com a qual as teclas de diretório bem como as teclas programáveis são configuradas em um
ramal variam de acordo com o tipo de terminal.

Pode ser necessário entrar com uma senha de acesso, caso o parâmetro “Directory Key Secret Code”
esteja com dado “1” (em Phone Features COS).

As figuras 1 e 2 ilustram o uso padrão de uma tecla de diretório:

As figuras abaixo mostram os casos onde teclas programáveis estão diretamente associadas com números
de discagem abreviada individual.

91
Discagem Abreviada do Sistema
Função:

Criar uma lista de números de telefone que podem ser acessados pelos usuários do sistema, para trazer
mais rapidez e comodidade ao processo de originar chamadas.

Características

► Pode desprezar a classe de serviço do ramal (programável).

► Exibe o nome associado nos ramais com visor.

► Pode ser utilizado na substituição automática (DISA)

► Pode ser utilizado para identificar chamadas VIP (called filtered number), encaminhando
uma chamada conhecida diretamente para um destino previamente programado.

► Podem ser cadastrados no máximo 15.000 posições. No fornecimento básico temos 4.000
posições disponíveis, que podem ser distribuídos em até 32 áreas diferentes.

Área de discagem abreviada direta

14999 ► Esta área não pode se sobrepor a qualquer outra.


► Define-se um index do primeiro registro e a quantidade de
registros que serão aceitos.
Ex.: Index = 0, Quantidade = 100
► Número abreviado – Definir:
► Prefix Number – prefixo que será utilizado pelo usuário
para fazer a chamada.
► Call Number – número do telefone, contendo o código de
acesso a rota.
► Name – nome que ficará associado ao registro.
► Barring – define se vai sobrepor a categoria do ramal
► Yes – analisa categoria do ramal
99 ► No – desconsidera a categoria do ramal.

Observações.:

0 - (Index) Call Number pode ser preenchido de forma parcial, permitindo que seja
complementado pelo usuário. Neste caso, recomenda-se programar um número de
transbordo (caso o usuário não tome nenhuma ação).

Cada número de discagem abreviada direta requer o uso de um prefixo no plano de


numeração do sistema.

92
PROGRAMAÇÃO

Definir a quantidade de números de “discagem abreviada direta”

► Abbreviated Numbering ► Direct Abbrev. Number ► Consult/Modify


► Index of first Abbreviated Number
► Number of Abbreviated Number

Registrar os números de “discagem abreviada direta”

► Abbreviated Numbering ► Direct Abbrev. Number ► Go Down Hierarchy ► Create


► Direct Abbreviated Number Prefix -
► Call Number -
► Directory Name -
► Directory First Name -
► Barring -
► Call Type -
► Timed Forward Directory Abbreviated Number – deve ser preenchido somente se o
número for preenchido de forma parcial, para ser complementado pelo usuário. Caso
isto não ocorra até que o tempo programado no Timer 3 expire, o sistema vai
transbordar para o número de discagem abreviada definido neste campo.

Observação: Verificar o plano de prefixos do sistema antes de começar a programação, para selecionar
os prefixos que podem ser utilizados para esta facilidade.

DISCAGEM ABREVIADA POR FAIXA

14999 Discagem abreviada por faixa

Área 1
► Index = 100 (posição do primeiro registro)
► Quantidade = 200 (registros a serem criados)
► Número de dígitos = 3
Obs.: Identifica o número de dígitos significativos necessários
para mapear a área. São necessários:
- 1 dígito para mapear entre 1 e 9 registros.
- 2 dígitos para mapear entre 10 e 99 registros
299
Área - 3 dígitos para mapear entre 100 e 999 registros
1 - 4 dígitos para mapear em 1000 e 9999 registros
99
Exemplo:

Área 2
0 - (Index) ► Index = 3995
► Quantidade = 6
► Número de dígitos = 1 (um dígito é suficiente para
mapear os seis números de abbreviated dial).

PROGRAMAÇÃO

Criar um prefixo de acesso (que será diferente para cada área que foi designada)

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number –
► Prefix – set to “Abbreviated Dialing Area”
<F1>
► Prefix Information – número da area de discagem abreviada

93
Define a quantidade de números abreviados na área desejada:

► Abbreviated Numbering ► Abbreviated Numbering by Range ► Consult/Modify


► Range Number –
► Index of 1st. Abbreviated Number –
► Number of Abbreviated Numbers –
► Number of Digits –
► Use in Network – set to “Local Node”

Registrar os números de “discagem abreviada por faixa”

► Abbreviated Numbering ► Abbrev. Numbering by Range ► Go Down Hierarchy ► Create


► Range Number –
► Abbreviated Number – (a faixa começa sempre por “0”)
► Call Number –
► Directory Name –
► Directory First Name –
► Barring –
► Call Type –

Obs.: O “Abbreviated Number” sera o número que será divulgado para os usuários, que irão discar o
“prefixo de discagem abreviada” referente à área seguido por este número.

Por exemplo, se o prefixo da área 1 for #, os acessos serão feitos através de #3+000 até #3+200.

Definir os acessos às áreas (dependendo da categoria dos ramais)

► Categories ► Phone Facilities ► Consult/Modify


► Abbreviated Dialing Area
► Area 0 : 1
► Area 1 : 1 1 – Tem acesso à área
0 – Não tem acesso à área
► Area 2 : 0, etc ..

COMANDO DE MANUTENÇÃO

edabv – lista os números de discagem abreviada no sistema.

Selecione os critérios desejados para a consulta.


Os critérios sugeridos são:

Pref – prefix number


Num – call number
Name – phone book name

94
Guias de Voz
Função:

- Proporcionar ao usuário o auxílio de guias vocais para orientação durante as operações do seu ramal

Características

► Comporta uma ou mais guias de voz, que podem ser concatenadas.


► Existem dois tipos de mensagens:

Estáticas – são guias de voz nativas do sistema, que não podem ser modificadas pelo usuário. São
transferidas através do aplicativo Alcatel VG Transfer.

Dinâmicas – podem ser administradas pelo usuário, através de um terminal digital 4035 ou ainda pelo
AAS (Alcatel Áudio Station). O diretório onde elas ficam armazenadas é usr7/vg/dhs.

► Permite um máximo de 8 idiomas no “hardware cristal” ou então 4 idiomas no “hardware comum”

► Hardware onde podem ser armazenadas as guias vocais

Hardware cristal

► VG ou SU-VG com Flash Card (descontinuado)


► Z20-V6 com memória Flash (descontinuado)
► GPA com Flash card para mensagens estáticas e RAM card para mensagens
dinâmicas (descontinuado)
► GPA2 (memória Flash na motherboard)
► CPU6 (memória Flash na motherboard)
► máximo de 8 idiomas

Hardware comum

► GD (Gateway Driver) e GA (Gateway Application)


► máximo de 4 idiomas

PROGRAMAÇÃO

GUIAS DE VOZ ESTÁTICAS

Declarar o INDEX na placa GD ou GA (preferencialmente em ambas)

Shelf ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy ► Voice Guide Index MG ► Create


► Shelf Address
► Board Address
► VG Item – (1 a 4)
► Voice Language Index – (1 a 8, MOH)

Obs.: Deverão ser criados 4 INDEX, a saber:

VG Item Voice Language Index


1 1
2 2
3 3
4 On Hold Music

95
Fazer a associação de cada INDEX ao idioma desejado

System ► Go Down Hierarchy ► Static Voice Guides ► Consult/Modify


► Flash VG Number – (1 a 4)
► Language Choice – (selecione o idioma desejado dentro da lista)

Para verificar o procedimento de carga dos idiomas, utilize o comando “downstat”.

Transferencia de arquivos das guias estáticas

Fazer a transferência das guias de voz através da aplicação Voice Guides Transfer, ou ainda por
comandos de ftp diretamente no HD do Call Server (que fará então a carga para as placas GD e GA que
estiverem designadas para a função).

Devem ser transferidos o arquivos “Standard ADPCM Business System”, que irão ficar no diretório
“usr7/vgadpcm/flash/std”.

Obs.: No software de transferência existem um campo que identifica o país (no caso, br). Não se trata-
se de um campo programável, pois é lido diretamente da base da dados do PABX.

Para habilitar a música na espera (sintetizada ALCATEL)

- Eliminar o tom número 2, que é o padrão do equipamento como música na espera:

System ► Go Down Hierarchy ► Tones ► Delete ► Tone No. 2

- Associar a voice guide referente a música ALCATEL para os diversos idiomas

System ► Go Down Hierarchy ► Voice Guides ► Create


► Message by language
► Idioma 1 : Voice Guide 2
► Idioma 2: Voice Guide 2
► Idioma 3: Voice Guide 2
► Idioma 4: Voice Guide 2

Para habilitar a música na espera (externa) diferenciada nas entidades

- Cada entidade do pabx terá a sua própria música de espera:

System ► Go Down Hierarchy ► Voice Guides ► Create


► Voice Guide Number :
► Function : Voice Guide on Analog equipment
► Voice Guide Start : No
► Backup Tone : 56
<F1>
- Associar a voice guide ao endereço onde o equipamento de música está instalado:
► Equipment
► Shelf:
► Board:
► Terminal:

- Associar a voice guide a entidade correspondente:

Entities ► Consult/Modify
► Voice Guides
► Waiting Guide: (voice guide number)

96
GUIAS DE VOZ DINAMICAS

► Habilitar o usuário a ouvir as guias de voz do sistema

► Operação: Prefixo da facilidade + número do tom


Em condição default já existe um prefixo criado (79) como “Tone Test”

► Verificar se a categoria do ramal permite acessar esta facilidade


► Categories ► Phone Features Facilities ► Local Services – Tone Test

As guias de voz são indexadas pelo sistema através de um número. Como sugestão utilizar a faixa entre
700 e 799 que normalmente estão livres, mas é importante verificar na programação.

Exemplo: Guia 786 – para o idioma 1 o número da guia do usuário será sempre igual ao número da guia
do sistema, ou seja, guia 786 do sistema equivale a guia 786 do usuário.

Idioma 1 – Guia 786


Guia 786 do sistema Idioma 2 – Guia 787
Idioma 3 – Guia 788
Idioma 4 – Guia 789
O comando “vgstat” mostra a correspondência das mensagens, em cada idioma.

► Criar o arquivo da mensagem

System ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice Guides ► Go Down Hierarchy ► Assignment ► Create
► Sub-message number – (ex.: 786)
<Add>
► Shelf – Board – (ex.: 1-0)

► Criar um prefixo para permitir a gravação

Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number
► Prefix Meaning – Local Features (Recordable Voice Guides)

► Liberar o acesso na categoria dos ramais

Categories ► Phone Facilities ► Consult/Modify


► Local Services – Recordable Voice Guides – definir com dado “1”

► Gravar a mensagem (por exemplo, mensagem 786)

► Digitar prefixo de acesso


► Tecla dinâmica “Gravar”
► Digitar o número da guia de voz (ex. 786)
► Tecla dinâmica “OK”
► Tecla dinâmica “OK”
► Tecla dinâmica “Iniciar”
► Gravar a mensagem usando o monofone
► Tecla dinâmica “Parar”
► Tecla dinâmica “Escuta”
► Tecla dinâmica “Regravar”
► Tecla dinâmica “OK”
► Digitar um nome para o arquivo (para facilitar a sua localização)
► Tecla dinâmica “OK”
► Digite Prefixo de gravação (este passo pode ser desconsiderado)
► Tecla dinâmica “OK”
► Tecla dinâmica “OK”
► É mostrada no visor a mensagem “Deseja este arquivo para guia de voz ?”
► Tecla dinâmica “Sim”

97
► Fazer a efetiva associação das guias vocais aos idiomas:

System ► Go Down Hierarchy ► Voice Guides ► Create


► Voice Guide number – (ex. 786)
► Function – mono message
<F1>
► Message Language 1 – (786)
► Message Language 2 – (786)
► Message Language 3 – (-1)

O cenário acima ocorre quando se deseja reproduzir uma mesma mensagem gravada em idiomas
diferentes, conforme a programação que esteja feita em um usuário. O dado (-1) indica que não existe
guia de voz alocada.

98
Gravação com Audio-Station
Procedimentos:

1. Definir o projeto que será implementado no ENTERPRISE, determinando os números das guias e os
arquivos de áudio que serão gravados no sistema.

2. Criar o arquivo da mensagem

System ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice Guides ► Go Down Hierarchy ► Assignment ► Create
► Sub-message number – (ex.: 786)
<Add>
► Shelf – Board – (ex.: 1-0)

3. Fazer a efetiva associação das guias vocais aos idiomas

System ► Go Down Hierarchy ► Voice Guides ► Create


► Voice Guide number – (ex. 786)
► Function – mono message
<F1>
► Message Language 1 – (786)
► Message Language 2 – (787)
► Message Language 3 – (-1)

4. Criar o projeto no Alcatel Áudio Station

Selecione a opção “Creation of na empty VPR file”

99
Defina um nome para o projeto (que vai ser o nome do arquivo vpr), o local onde o projeto e os arquivos
de áudio serão gravados e selecione a opção “Dynamic messages”.

Uma vez que o projeto tenha sido criado, parte-se agora para a edição do mesmo

Clique no botão “Add” e selecione o arquivo que vai ser incluído no projeto:

Obs.: Os arquivos das mensagens não podem ter mais que 8 caracteres alfanuméricos. Caso seja
necessário renomeie os arquivos para que contemplem esta característica.

Importante:

Para que o arquivo possa ser compilado com sucesso, o formato do arquivo de áudio deve ser
obrigatoriamente: WAV, PCM, 8 KHz, 16 bits, mono.

100
Defina o número do prompt (guia vocal) que será associada com este arquivo de áudio:

A referencia dos arquivos com os números das mensagens é então estabelecida. Repita o mesmo
procedimento para as demais mensagens que farão parte deste projeto.

Uma vez que todos os arquivos tenham sido adicionados, clique em “OK”. O sistema mostra agora uma
mensagem solicitando o preenchimento de um nome.

Clique em “OK”

Ao clicar novamente em “OK”, temos o projeto já montado. É necessário agora compilar o arquivo para que possa
então ser enviado.

101
Existe uma mensagem de alerta caso o projeto ainda não tenha sido salvo. Clique em “Yes”.

Temos então uma tela com os detalhes do projeto que será compilado. Clique no botão “Compile” para
prosseguir.

Uma vez que a compilação esteja completa, temos uma mensagem que mostra este status.

No diretório que foi definido é criado então uma pasta com o nome do projeto, e dentro dele teremos
um arquivo com extensão vpr (que irá fazer o relacionamento das mensagens de áudio com as guias
vocais), além dos arquivos de áudio já no formato necessário para que possam ser enviadas para o
sistema.

5. Uma vez que o projeto tenha sido compilado, é necessário agora transferir os arquivos para o sistema
ENTERPRISE.

Para tanto utilize o menu “Media, Transfer”

102
Estabeleça a comunicação com o ENTERPRISE e selecione “Dynamic Messages”.

A área “Files” irá mostrar os arquivos que se encontram atualmente neste diretório (no caso do exemplo
abaixo, o diretório está vazio).

Pressione o botão “Transfer file(s) do OmniPCX” e selecione o arquivo “vpr” que você criou no projeto
do Alcatel Áudio Station:

A aplicação irá agora transferir os arquivos no formato adequado para o diretório temporário, conforme
mostrado na figura abaixo:

Os arquivos foram então transferidos para o diretório DHS3ext/vg/pc, que ainda não é o local onde
devem ficar as mensagens definitivas (DHS3ext/vg/dhs).

103
6. Para efetuar a transferencia para o diretório final através do sistema:

► System ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice Guides ► Import new files in database

7. Recomenda-se que após efetuado o processo de transferência o diretório temporário seja “limpo”.

► System ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice Guides ► Clear Import Directory

8. As guias de voz do projeto já estão agora posicionadas. É necessário entretanto efetuar um último
passo, que é o de efetuar uma Telecarga ou validação do arquivo, tornando-o disponível para o sistema.

Existem dois modos de executar o procedimento:

1. Através do mgr

► System ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice Guides ► Go Down Hierarchy ► Dynamic Voice
Messages Numbers ► Go Down Hierarchy ► Consult/Modify
► Sub-Message number: (selecione o número da guia de voz que deseja validar)
<F1>
► File Status: (set to “Selected”)

2. Através de um terminal digital 4035

É preciso também que exista um prefixo criado, com a função de “Local Features, Recordable Voice
Guides”, e esta facilidade também deve estar liberada em “Phone Features Categories” ao qual está
associado o terminal 4035.

Á partir do terminal digital

► Digite o código de acesso à facilidade “Recordable Voice Guides”


► Pressionar a tecla dinamica “Telec”.
► Digitar o número da guia de voz e pressione a tecla dinâmica “OK”. Será mostrado na tela o nome do
arquivo que será carregado na guia de voz.
► Pressionar a tecla dinâmica “Selec.” para validar a seleção.
► O sistema retorna agora ao prompt do “Menu”. Repita o procedimento com todas as guias de voz que
serão carregadas no sistema.

104
COMANDOS DE MANUTENÇÃO

vgemis – mostra as guias de voz que estão sendo difundidas no momento, e quem está ouvindo a sua
reprodução.

vgstart – mostra todas as guias que possuem o flag “voice guide start” em “yes”.

vfgile <arquivo> - mostra o tamanho e a duração das guias dinâmicas.

vgstat <act> <cpl> – mostra as guias vocais carregadas na placa, quais estão em difusão e a quantidade
de canais disponíveis.

Mostra a alocação dos idiomas nos slots da placa GD, onde se definem então quais são os idiomas 1, 2 e
3 para referencia do sistema.

Usage : vgstat <cristal (0-19)> <cpl (0-28)>


(1)xa000000> vgstat 1 0

etat_vg = VG_STABLE (0)

Slot 1 : Card status register = 4E Identifier = 3BA50040AGAA


Static voice guides Language : 1 - PT1

Slot 2 : Card status register = 4E Identifier = 3BA50162ENAA


Static voice guides Language : 2 - EN0

Slot 3 : Card status register = 4E Identifier = 3BA50162FRAA


Static voice guides Language : 3 - FR0

Slot 4 : Card status register = 4E Identifier =


Static voice guides Language : 21 - On hold music

Slot 5 : Card status register = 3C


Dynamic voice guides
Total size = 2096128 bytes (1024 pages) (524 sec)
Free size = 2096128 bytes (1024 pages) (524 sec)
Fill ratio = 0.0 %
Available size = 2096128 bytes (1024 pages) (524 sec)

Number of present messages = 232

Message syntax : xxxx = static, xxxx-d = dynamic, xxxx-D = dynamic an


+------+ Press 'CR' to continue or 'q' to quit +------+

105
Telefonista
Função

Distribuir as chamadas de entrada no sistema, através de terminais configurados como


“Telefonista”.

CONCEITOS

► Terminais que podem ser utilizados como telefonista: 4035, 4059


► Devem ser criados os “Attendant Groups”.
► Em cada Entity do sistema devem ser definidos o “Attendant Group”.
► Uma telefonista deve fazer parte obrigatoriamente de um grupo de telefonistas.
► O status da telefonista é o mesmo do grupo de telefonistas ao qual está relacionado.

ENTITY

► Divisão lógica do PABX.


► Permite dividir o PABX em vários sub-sistemas, para atender diferentes organizações ou
departamentos.
► Cada entidade pode ter um encaminhamento de chamadas diferenciado.

ALCATEL 4059

► Console telefonista (PC + modulo)


► Terminal adapter, conectado em uma porta UA.
► Teclado com funções telefônicas.
► PC (utilizar modelos homologados pela ALCATEL)
► É necessário que possua porta serial.
► Ocupa no mínimo duas portas UA.
► Se utliliza a porta 0 de uma placa UA, a porta 1 fica automaticamente reservada.
► Dependendo da distância em relação à central, pode utilizar até 4 portas UA.

ALCATEL 4049

► Composto apenas pelo modulo (conectam-se o teclado especial e o monitor)


► Apresenta o incoveniente de não permitir o uso do mouse.

ATTENDANT GROUP

► Prefixo - Attendant Group Call


► Physical Directory Number - Ex.: B100
► Attendant Group ID - 1 (é utilizado para criar o prefixo)
► CDT – Call Distribution Table

Observações:

► Uma telefonista não pode ser cadastrada em dois grupos simultaneamente.


► Quando uma chamada toca em um grupo de telefonistas, todas as telefonistas cadastradas irão tocar.
É possível alterar este comportamento para distribuição estatística.
► É possível programar transbordo entre grupos de telefonistas (mutual help).

106
ATTENDANT

Requer 4 programações para que entre no ar:

► Prefixo - Individual Attendant Call


► Physical Directory Number - Ex.: A100
► Attendant ID - é utilizado para criar o prefixo
► CDT – Call Distribution Table

Day Night Mode Mode Utilizado somente quando a chamada é


1 2 encaminhada através de prefixo específico
criado para esta telefonista
1º. A100 Ex.: em uma chamada interna
2º.
3º.

Physical Directory Number

CLASSIFICAÇÃO DE UMA CHAMADA

► Chamada normal – aguardando até 30 segundos (Timer 141)


► Chamada urgente – aguardando entre 30 e 80 segundos (Timer 76)
Após o período definido no Timer 76 a chamada segue para o OVERFLOW.

PROGRAMAÇÃO

Criar um grupo de telefonistas

► Attendant ► Attendant Group ► Create (por exemplo, grupo 1)


► Physical Directory Number – (ex. B200)
► Attendant Group ID – (0 a 79)
► Name –
► Max. number of calls before overflow – (caso utilize esta facilidade, programe os
campos seguintes)

Obs.: O Physical Directory Number de um grupo de telefonistas deve ser um número que não possa ser
chamado dentro do sistema.Convenciona-se utilizar uma letra no início, preferencialmente “B”.

Definir tabela para distribuição de chamadas

► Attendant ► Attendant Group Call Distribution ► Consult/Modify


► Attendant Group ID –
► Overflow Routing
► Att. Group Status – Night
► Routing 1 –
► Routing 2 –
\\
► Att. Group Status – Day
► Routing 1 –
► Routing 2 –
\\
► Att. Group Status – MODE 1
► Routing 1 –
► Routing 2 –
\\
► Att. Group Status – MODE 2
► Routing 1 –
► Routing 2 –
\\

107
Obs.: Devem ser definidas quais Attendants irão receber as chamadas. Portanto, elas devem estar
criadas previamente à esta programação.

Criar prefixo de acesso ao “Attendant Group”

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Prefix Number
► Prefix Meaning = set to “Attendant Group Call”
<F1>
► Prefix Information = (número do grupo – no exemplo, “1”)

Criar “Attendant”

► Attendant ►Attendant Set ► Create


► Physical Directory Number –
► Attendant ID –
► Attendant Group ID – (no exemplo, “1”)
► Shelf Address –
► Board Address –
► Equipment Address –
► Set Type –
► Entity –
► Add-On Module 1 –
► Add-On Module 2 –
► Add-On Module 3 –
► External Alphanumeric Keyboard –
► Internal Alphanumeric Keyboard –
► Service Access Rights – set all to “Allowed”
► Public Network Category –
► Ringing –
<F1>
► V24 extension -
► MAC/PC -

Observações:

► Physical Directory Number de uma telefonista deve ser um número que não possa ser chamado dentro
do sistema.Convenciona-se utilizar uma letra no início, preferencialmente “A”.

► Os atributos “Shelf Address”, “Board Address”, “Equipment Address” devem ser definidos na
programação, ou seja, não podem ser auto-alocados.

► A quantidade total de módulos que podem ser agregados é 3, com quantidade máxima de 60
posições.

► Os atributos “V24 extension” e “MAC/PC” devem ser ativados somente quando for utilizado o
Alcatel 4059 Attendant Set.

Foi criada automaticamente uma tabela de distribuição onde a telefonista surge como primeiro
atendedor:

► Attendant ► Attendant Call Distribution ► Consult/Modify

Criar um prefixo de acesso individual à esta telefonista:

► Translator► Prefix Plan ► Create


► Prefix Number –
► Prefix Meaning – set to “Individual Attendant Call”
<F1>
► Prefix Information – (número da telefonista – no exemplo, “1”)

108
Para dar um nome à telefonista, é preciso criar um “Alias”

► Phone Book ► Create

► Directory Number – (prefix number que foi criado no item anterior)


► Alias Number –
► Directory Name –
► Directory First Name –

Definir quem sera o ‘Attendant” da entidade:

► Entity ► Consult/Modify
► 1st. Night Routing –
► 2nd Night Routing –
► 3rd Night Routing –
► 1st. Day Routing –
► 2nd Day Routing –
► 3rd Day Routing –
► 1st. MODE 1 Routing –
► 2nd MODE 1 Routing –
► 3rd MODE 1 Routing –
► 1st. MODE 2 Routing –
► 2nd MODE 2 Routing –
► 3rd MODE 2 Routing –

Obs.: Utilizar sempre o “Physical Directory Address”.

Programar as tabelas de mudanças de horários

► Entities ► Go Down Hierarchy ► Entity Incoming State Hours ► Consult/Modify


► Day – (definir o dia a ser programado)
► Changeover 1
► Hour – 24 (este valor não deve ser modificado)
► Minute – 0 (este valor não deve ser modificado)
► Status –
► Changeover 2
► Hour –
► Minute –
► Status –
► Changeover 3
► Hour –
► Minute –
► Status –
► Changeover 4
► Hour –
► Minute –
► Status –

Observações.:

► O primeiro horário de changeover deve ser mantido para as 24 horas, indicando o estado em que deve
ser colocado neste horário.

► Os status possíveis são: Night, Day, Mode 1, Mode 2 e Attendant Group. Caso a opção selecionada seja
“Attendant Group” , verificar o parâmetro abaixo na entidade onde estão os ramais:
► Entities ► Consult/Modify ► Attendant Group Manager

► É muito importante programar o Overflow da “Entity 0”.

109
COMANDOS DE MANUTENÇÃO

entitystat <entity number> - mostrar o status das:

► chamadas de saída

► chamadas de entrada

► manager group

► installation number

cdstat <number> - mostra as tabelas de distribuição

<0 a 79> - attendant 0 a 79

<80 a 159> - attendant group 0 a 70

<160 a 415> - entity 0 a 256

opstat – verifica o status das “Attendants”

110
Timers
Função:

Definir parâmetros de tempo que são utilizados para gerenciar as funcionalidades do sistema.

Conceitos:

Todas as temporizações são dadas em unidades de 100 ms, ou seja, se quisermos programar um timer
com 3 segundos, o dado a ser aplicado será 30.

Quando se cria uma base de dados, é necessário definir o “country”. Esta programação faz com que
sejam carregados os valores default no sistema para este país.

Existem 332 timers no sistema, que já se encontram com os valores considerados como “ideais”. Na
tabela abaixo informamos alguns timers que costumam ser alterados, para permitir um melhor ajuste ao
ambiente de operação.

Não altere os demais sem que exista uma razão efetiva para tanto. A lista completa pode ser
encontrada na documentação da ALCATEL, como “Timer – Detailed description”.

Principais Timers do sistema, que podem ser modificados conforme a necessidade:

Timer Significado Duração


Número (100 ms)
3 Local Inter-digit Timer 70
Timer entre a discagem de dois dígitos. Uma vez expirado, é enviado tom de
ocupado para o ramal.
4 Ringing before overflow on no answer timer 300
Timer utilizado para a condição de desvio de chamadas em caso de “Não
Atende”, ou então para “Associated User” programado para o ramal.
12 Timer for change to line lockout 70
Quando este tempo expirar o aparelho é colocado em lockout, e todos os seus
recursos são cancelados (por exemplo, receivers DTMF). Para retomar a
operação será necessário colocar o fone no gancho.
18 Timer for dialing to the outside to be presumed completed (with DTMF) 100
Tempo para que a chamada possa ser entendida como “completada” em linhas
analógicas, para que possa ser fechado o canal de voz.
24 Timer for idle between call with automatic attendant answer 50
Tempo para que uma nova chamada possa ser atendida por um ramal com esta
facilidade ativada (atendimento automático da chamada).
31 Time for idle (rest) between two calls to a set in PBX group 10
Este tempo é ativado quando se coloca o fone no gancho. O aparelho não
recebe uma chamada direcionada ao grupo PBX (mas pode receber uma
chamada direta ao seu ramal) até que este tempo expire.
Obs.: Aplicável também para grupos de telefonistas.
32 Timer for attendant unplugging with a call on hold (camping) 60
Durante este tempo, a telefonista é informada sobre chamadas em espera no
ramal.
Obs.: enquanto este temporizador estiver ativo, a telefonista não consegue
colocar a chamada em espera para atender a próxima. Talvez seja necessário
reduzir este tempo caso a telefonista precise atender e reter várias chamadas
em seguida.
36 Timer before overflow to another extension in PBX group 150
Tempo para que uma chamada para um ramal em um grupo PBX seja
redirecionada para o próximo na lista, caso não tenha sido atendido pelo
ramal original.

111
Timer Significado Duração
Número (100 ms)
42 Timer for authorization of a consultation call following direct seize 50
Tempo à partir do qual torna-se permitida a consulta e/ou transferencia de
uma chamada.
Durante este período a chamada não pode ser transferida, e nem mesmo o
envio posterior de DTMF é permitido (através dos terminais digitais).
132 Timer before return to attendant after transfer of an external call to a set 300
that does not answer
Tempo para que uma chamada não atendida pelo ramal de destino retorne
para a telefonista.

Observações .:

► Para a operação das telefonistas ajuste os timers 31, 32 e 132.

► Para linhas analógicas ajuste o timer 18.

► Para permitir consulta e/ou transferências de forma mais rápida, ajuste o timer 42.

► Para alterar o tempo de desvio em caso de não atendimento de chamadas por um ramal, ajuste o
timer 4.

► Para alterar o tempo de overflow de um ramal para outro dentro de um grupo (por exemplo, Hunt
Group), ajuste o timer 36.

Programação

System ► Go Down Hierarcky ► Timers

112
Acesso Remoto
Função:

- Assegurar acesso à programação da central ENTERPRISE à partir de um local remoto.

- Receber incidentes. Caso um incidente seja detetado pode gerar a chamada para um número de
telefone pré-programado.

Hardware Cristal

- SMRA (placa filha em MMSFD (placa do Floppy Disk)


- RMAB no ACT principal
- RMAB no Connecting Box
- Modem para suportar a conexão remota

Hardware comum

► e-RMA
► Embutida no Call Server
► Não funciona se as tarefas telefônicas estiverem fora de serviço
► Compatível com protocolo V8, V34 e V42 (os protocolos mais recentes devem suprir os
requisitos).

Obs.: A DSP do modem está na GD, que transmite para o Call Server.

► Limite: o número de conexões remotas depende da quantidade de Media Gateways.

PROGRAMAÇÃO:

Informar que a GD pode atender chamadas de modem

► Shelf ► Go Down Hierarchy ► Consult/Modify


► e-rma feature – Set to “Yes”

Obs.: Provavelmente sera necessário dar um reset na placa GD

Criar um número para acesso DDR

► Applications ► e-Rma ► e-Rma Application ► Consult/Modify


► Directory Number – (definir número DDR para acesso direto ao modem)

Criar um LOGIN para acesso à área de programação (requisito de segurança)

► Applications ► e-Rma ► e-Rma Login


► e-Rma Login
► Password
► Confirm

PROCEDIMENTO PARA CONEXÃO

Abrir uma sessão do HyperTerminal (Programas – Acessórios – Comunicações) do Windows, e proceder


uma conexão com o número DDR que foi designado durante os passos de programação;

A conexão deverá ser feita com emulação VT100 (da mesma forma que na conexão via console)

COMANDO DE MANUTENÇÃO

ermahisto – histórico de conexões via e-Rma

113
Tons
Função:

Os tons do sistema (assim como as guias de voz) são utilizados para guiar o usuário na operação do
sistema.

Cada tom tem freqüências e cadências diferentes, sendo utilizados pelo sistema em situações
específicas.

Conceitos:

Tons básicos - BRASIL

Tom básico No. Frequência

0 Silencio
1 1209 + 697Hz
2 1336 + 697Hz
3 1477 + 697Hz
4 1209 + 770Hz
5 1336 + 770Hz
6 1477 + 770Hz
7 1209 + 852Hz
8 1336 + 852Hz
9 1477 + 852Hz
10 1209 + 941Hz
11 1336 + 941Hz
12 1477 + 941Hz
13 1633 + 697Hz
14 1633 + 770Hz
15 1633 + 852Hz
16 Not used
17 1633 + 941Hz
18 50Hz ringing
19 50Hz line seize / ALE
20 Reserved for DECT
21 Not used
22 330Hz
23 425 Hz
24 425 Hz
25 425 Hz
26 Not used

114
Tom básico No. Frequência

27 25Hz ringing
28 Not used
29 425 + 24Hz
30 25Hz (Hotel Voicemail)
31 25 Hz

115
Atendimento Automático de Chamadas
Função:

Prover o sistema de rotinas de atendimento automático de chamadas, permitindo que a parte externa
tome decisões sobre o encaminhamento que a chamada irá sofrer, através de menus de orientação.

Conceitos:

► Esta descrição estará se concentrando no modelo mais simples de atendimento automático, sem
entrar em detalhes avançados. Estes são objeto de documento específico da ALCATEL, que pode ser
localizado no portal de documentação técnica.

► Trata-se de aplicação que requer licença adicional, que deve ser prevista na configuração do sistema.

► O cenário do atendimento automático é composto de três níveis:

► Pilot: número associado ao atendimento automático

► Tree: árvore de atendimento que será aplicada

► Leaf: ramos da árvore de atendimento

► Uma “tree” contem a estrutura básica do atendimento (por exemplo, para departamento comercial
digite 2, para serviços digite 3, para FAX digite 5 ou aguarde para ser atendido). Cada uma das opções é
então uma “leaf”, que irá conter a instrução que irá executar o encaminhamento desejado.

► Cada “tree” pode possuir um máximo de 4 “leaves”, além de um transbordo caso nenhuma ação seja
selecionada pela parte externa (por exemplo, transferir a chamada para a telefonista, ou simplesmente
desconectar a chamada).

► O destino de uma “leaf” pode ser definido com um ramal, um piloto, outra leaf, etc.

Passos para configuração:

► Define-se na rota (grupo de troncos) que ela será objeto de atendimento automático, e qual a sua
classe de serviço (COS).

► Colocar o parâmetro “Validation” do Automated Attendant em “False”, para que possa criar ou
alterar os atributos relacionados à facilidade.

► De acordo com a COS que foi programada no primeiro item, define-se qual é a “tree” que vai ser
utilizada pelo piloto que vai estar associado com o atendimento automático.

► Definir na “tree” qual é a primeira “leaf” que será chamada (pois pode ser uma seqüência delas,
conforme o diagrama exibido logo adiante).

► Programar as “leaves” de acordo com a operação desejada para as mesmas, estabelecendo desta
forma a consistência da rotina de atendimento automático.

► Gravar as mensagens de voz que serão utilizadas dentro da rotina de atendimento automático
(através do terminal 4035 ou ainda pelo Áudio Station).

► Uma vez encerrado o processo de cadastramento, colocar o parâmetro “Validation” em “True”, para
que o atendimento automático fique ativo.

116
Diagrama básico:

Directory Number

ACCESS

Right 0 Right 1 Right 2 Right 31


1

Tree 1 Tree 2 Tree 3 Tree 8

TREES

Tree 1 Tree 2 Tree 3 Tree 8

1st Leaf 1st Leaf 1st Leaf 1st Leaf


10 11 14 12

LEAVES
10 11 14 12

11 12 15

12 16

117
PROGRAMAÇÃO

Passo 1: Colocar o parâmetro “Validation” em “False” para que possa modificar parâmetros
relacionados ao atendimento automático.

► Applications ► Automated Attendant ► Consult/Modify

► Automated Attendant Validation: set to “False”

Passo 2: Criar as leaves conforme os critérios desejados:

► Applications ► Automated Attendant ► Go Down Hierarchy ► Automated Attendant Leaf ► Create:

► Leaf Number:
► Leaf Name:
► Leaf Type:
• Menu for Auto-Attendant
• Pre Off-Hook Guide
• Menu on Set
• Unavaibility Guide
• Automatic Choice Menu
• Directory Number Entry Guide
• Code Entry Guide
► Guide Info
► Tones:
► Listening Time:
► Time out Action
► Action Type:
• Release
• Routing to Auto-Attendant
• Overflow
• Routing to Called Party Number
• Other leaf
• Routing to number pre-programmed
• PlayBack
• Return to previous leaf
• Routing to pilot
► Directory Number:
► Leaf No.

► Action 1
► DTMF Digit
► Action Type:
► Directory Number:
► Leaf No.

► Action 2
► DTMF Digit
► Action Type:
► Directory Number:
► Leaf No.

► Action 3
► DTMF Digit
► Action Type:
► Directory Number:
► Leaf No.

► Action 4
► DTMF Digit
► Action Type:
► Directory Number:
► Leaf No.

Passo 3: Criar a “tree” e indicar qual será a primeira “leaf” que será chamada:

118
► Applications ► Automated Attendant ► Go Down Hierarchy ► Automated Attendant Tree ► Create:
► Tree Number:
► Tree Name:
► First Leaf:

Passo 4: Programar a rota para que seja tratada pelo atendimento automático, e definir a sua COS
para os modos diurno e noturno do sistema:

► Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Consult/Modify


► Automated Attendant: set to “Yes”
► Calling part rights COS: definir a COS

Passo 5: Criar o número do piloto e definir a “tree” que vai ser utilizada

► Applications ► Automated Attendant ► Go Down Hierarchy ► Automated Attendant Access ►


Create
► Directory Number:
► Night Caller Rights:
► COS x: definir a tree utilizada no modo noturno
► Day Caller Rights:
► COS x: definir a tree utilizada no modo diurno.

Observação: COS x: utilizar a mesma que foi confiturada no passo 4.

Passo 6: Colocar o parâmetro “Validation” em “True” para ativar o atendimento automático.

► Applications ► Automated Attendant ► Consult/Modify


► Automated Attendant Validation: set to “True”
► Silence Timer: tempo antes de tomar a ação definida em “Timeout action”

119
Bloqueio de Chamadas à Cobrar
Função:

Bloquear o recebimento de chamadas a cobrar.

Conceitos:

► O bloqueio pode ser feito na rota (grupo de troncos) ou então na categoria do ramal.

► Pode ser implementado em troncos E-1 CAS ou linhas analógicas (BCA).

► Não é possível fazer o bloqueio em troncos ISDN (E-1 CCS), pois não existe nenhuma diferença nas
mensagens entre uma chamada normal e outra a cobrar.

► O modo de operação é enviar um comando de duplo atendimento em todas as chamadas, ou seja,


promove o atendimento por um segundo, faz a desconexão do canal por dois segundos e volta a atender.
► Caso seja uma chamada normal, a ligação continua estabelecida.
► Caso seja uma chamada a cobrar, a ligação é desconectada.

Observação:

Existem algumas centrais públicas quejá estão adequadas às normas da ANATEL enviando o sinal II-8
durante a troca de sinalização quando se trata de uma chamada a cobrar através de um tronco E-1 CAS,
que é a forma regulamentada para identificação deste tipo de chamada. Quando isto ocorre o sistema
OMNI PCX ENTERPRISE efetua automaticamente o bloqueio e não permite que a chamada se complet,
mesmo que o cliente deseje receber este tipo de chamada.

Para sanar este problema, deve ser feita uma alteração na sinalização de controle da categoria 28 dos
troncos . Como é uma operação em uma área crítica, solicitamos que entrem em contato com o suporte
técnico da 3Corp para que a alteração seja executada com acompanhamento, para que outros
parâmetros não sejam comprometidos

PROGRAMAÇÃO

Para fazer o bloqueio por grupo de troncos (geral)

► Trunk Groups ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Consult/Modify


► Collect Calls Allowed = set to “NO”

Para fazer o bloqueio por categoria de ramais

►Categories ► Access Category ► Consult/Modify


► Collect Calls (PNC) = set to “0” (Day, Night, Mode 1 ou Mode 2)

Para modificar o parâmetro II-8 na sinalização do tronco E-1 CAS

► External Services ► Trunk COS ► Consult/Modify (COS 28)


► DID R2 Group II Signalling
► II-8 = set to “Normal Routing”

120
Call Center Supervision (CCS)
Função:

Promover a distribuição e supervisão de chamadas em um ambiente de CALL CENTER. Trata-se de uma


aplicação que requer licenciamento.

Família OMNI TOUCH CC

CCD – Call Center Distribution


CCS – Call Center Supervisor
CCA – Call Center Agent
CCO – Call Center Outbound
CCI – Call Center Internet
CCIvr – Call Center Interactive Voice Response

Estrutura do CALL CENTER ALCATEL

Pilotos
► Entrada no sistema
► Número chamado pelo telefone externo
► Serviço
► Conjunto de guias vocais
► Define regras de distribuição
► Limite de 200 pilotos reais e 1000 pilotos estatisticos

Tipos de filas:
Filas ► Normal (chamadas ficam em espera)
► Dissuasão (sem chamadas em espera,
frequentemente ligadas a uma guia vocal). É
o único tio que pode ser agregada a
qualquer tipo de grupo
Call Routing
► Mutual-Aid: sem chamadas em espera,
conectada diretamente a um grupo de
reencaminhamento.

Call Distribution

Grupo de processamento

► Recursos
► Agentes
► Guia vocal
► Desvio
► Reencaminhamento
► IVR Grupos
► Remoto

CONCEITOS UTILIZADOS NO CALL CENTER

121
BLOQUEIO – Falta de recursos para atender uma chamada.

GENERAL FORWARDING – Desvio geral do piloto (por exemplo, para uma mensagem fora do horário de
expediente).

WITHDRAWAL – Retirada temporária do grupo, sendo possível cadastrar até 9 tipos de retiradas (por
exemplo, café, banheiro, reunião, etc.)

LOGIN - Entrada no grupo de processamento, passando ao estado de disponibilidade para receber


chamadas.

LOGOUT – Saída do grupo de processamento. Nesta condição não irá receber chamadas do Call Center.

WRAP-UP (pausa em atendimento) - Pausa após o encerramento de uma chamada, permitindo ao


usuário executar alguma outra operação antes de receber a próxima ligação.

RESOURCE SELECTION

Seleção de recursos: Quando entra uma chamada e existe mais que um grupo para atender naquele
momento.

Fila

Grp. 1 Grp. 2

CALL SELECTION

Seleção de chamadas: Quando um agente de um grupo fica livre e existem chamadas em mais que uma
fila naquele momento.

Fila 1

Fila 2

Grp. 1

122
OBJETOS DO CALL CENTER

PILOTO

● Definir valores para prioridade

● Definir as guias vocais que serão utilizadas nas saudações

● Definir quais serão as filas que irão servir este piloto

● Estados possíveis para o piloto


● Aberto (em operação) – indicado no CCS pela cor verde
● Bloqueado (falta de recursos para atendimento) – indicado no CCS pela cor vermelha
● Desvio geral – indicado no CCS pela cor amarela

● Podem ser definidas até 30 regras para cada PILOTO, cada uma delas com as suas próprias
configurações.
● Somente uma destas regras poderá estar ativa.
● As regras podem ser controladas por calendário

FILA

● Cada fila pode atender até 20 pilotos.

● Cada fila pode ser relacionado com até 30 grupos de processamento.

● As chamadas que entram em uma fila são tratadas no modo FIFO (First In, First Out), com exceção das
chamadas transferidas que podem assumir posição privilegiada (conforme configuração).

● Estados possíveis para uma fila:


● Open (saturada ou não) – indicada na cor verde
● Closed (fechada por um usuário CCS) – indicada na cor amarela
● Blocked (falta de recursos) – indicada na cor vermelha

GRUPO DE PROCESSAMENTO

● Supervisor
● Pode supervisionar vários grupos de processamento.
● Pode entrar como agente, mas em um único grupo.

● Tipos de ramais físicos que podem ser utilizados:


● Agente – 4035, 4037, 4003, 4004, analógicos
● Supervisor – exclusivamente 4035

● Os users reservados para agentes e supervisores devem ser programados com:


● Shelf number = 255
● Board number = 255
● Equipment number = 255
● Tipo de aparelho = 4035 ou 4037

● Os agentes de um Call Center podem transferir ou receber chamadas de qualquer outro ramal do
sistema (considerados administrativos). Esta permissão é controlada pela sua categoria de conexão
(Access Category).

123
LIMITES

► Número de pilotos – 1.200


► Número de filas – 200
► Número de grupos de processamento – 150
► Número de agentes – 1.500
► Número de agentes loggados simultaneamente – 1.000
► Número de agentes loggados por grupo de processamento – 100
► Número de filas por piloto = 20
► Número de grupos de processamento por fila = 30
► Número de supervisors por sistema – 60
► Número de supervisors por grupo – 10
► Número de dígitos do “Transaction Code” – 15
► Número de dígitos do “Business Code” - 3

Obs.: Para que o módulo de call center esteja ativo é preciso verificar que as suas respectivas licenças
tenham sido adquiridas e implementadas no sistema.

PROGRAMAÇÃO

Criar prefixo ACD

► Translator ► Prefix Plan ► Create


► Number:
► Prefix Meaning: Local Features – ACD Prefix

Habilitar o ACD Prefix na categoria de facilidades correspondente:

► Categories ► Phone Features Facilities ► Consult/Modify


► Local Services – ACD Prefixes: set to 1

Criar PILOTO

► Applications ► CCD ► Pilot ► Create


► Pilot Directory:
► Directory Name:
► Intertone Guide Number: * vide obs.
► Dissuasion Busy Tone on DDI: * vide obs.

Obs.: Se o parametro “Dissuasion Busy Tone on DDI” estiver em True, mesmo que a fila sature (quando o
“Expected Waiting Time” ultrapassa o “Maximium Waiting Time”) a chamadas continuam sendo
encaminhadas, e neste período está difundindo a guia programada em “Intertone Guide Number”.

Criar FILA

► Applications ► CCD ► Queue ► Create


► Directory number:
► Name:
► Type: (Normal, Dissuasion, Mutual Aid)
<F1>
► Max. Waiting Time: (tempo máximo para que uma fila entre em estado de saturação)
► Traffic Sampling Time: (tempo utilizado pelo sistema CCC/CCS para fazer a
estimativa de tráfego)

124
Criar GRUPO DE ATENDIMENTO

► Applications ► CCD ► Processing Group ► Create


► Directory Number:
► Name:
► Type: (Agent, Re-routing, Voice Guide, …. )
<F1>
► Search Mode: (Longest Idle, Cyclical, Sequential)

Para fazer o relacionamento entre PILOTO E FILA

► Applications ► CCD ► Pilot ► Consult/Modify


► Transaction Code Dialing – Routing Direction:

Para fazer o relacionamento entre FILA e GRUPO DE ATENDIMENTO

► Applications ► CCD ► Queue ► Consult/Modify


► Distribution Direction:

Criar ramais fisicos onde poderão ser feitas as operações de CALL CENTER

► Users ► Create
► Directory Number:
► Shelf Address:
► Board Address:
► Equipment Address:
► ACD Station: (set to “ACD Authorized Phone sets”)
<F1>
► Call by Name:

Obs.: Tratam-se das posições físicas onde os agentes ou supervisores poderão fazer os procedimentos de
LOGIN / LOGOUT, ocupando portanto portas físicas do sistema.

Criar agentes e supervisores

► Users ► Create
► Directory Number:
► Shelf Address: (manter em 255)
► Board Address: (manter em 255)
► Equipment Address: (manter em 255)
► Set Type: (set to “4035T”)
► ACD Station: (set to “Agent” or “Supervisor”)

Obs.: Tratam-se de IDs virtuais que não ocupam portas físicas do sistema, mas são contados como Users.

Definir os grupos onde os agentes e supervisores podem fazer LOGIN

► CCD ► Operators ► Operator Data Management ► Go Down Hierarchy ► Create


► Directory Number: (número do agente ou supervisor)
► Processing Group Number: (grupos onde pode fazer o LOGIN)
► Preferential Processing Group: (define se o ramal estará preferencialmente
apontado para este grupo, ou seja, se quando fizer o procedimento de LOGIN estará
automaticamente entrando no mesmo)

125
Caso o agente possa selecionar o grupo onde vai entrar no momento do LOGIN:

► CCD ► Operators ► Operator Data Management ► Consult/Modify


► Agent Facilities – Self Assignable Agent: set to “True”

Para definir se o agente precisa digitar o seu código secreto de 4 dígitos para poder fazer os
procedimentos de LOGIN, PAUSA e LOGOUT:

► CCD ► Operators ► Operator Data Management ► Consult/Modify


► Agent Facilities – Secret Code expected: set to “False” para dispensar o uso do
secret code.

Definir que um agente só pode fazer os procedimentos de CALL CENTER em um único ramal físico

► CCD ► Operators ► Operator Data Management ► Consult/Modify


► Associated Phone Set:

Definir as guias vocais que são tocadas no PILOTO

► Applications ► CCD ► Pilot ► Go Down Hierarchy ► Pilot Rule Guide ► Create


► Pilot Directory Number:
► Pilot Rule Number:
► Name
► Greeting (normal): guias de voz quando o piloto está em modo normal
► Pres. Guide Number:
► Diffusion Number:
► Level 1
► Pr_Level Guide Number:
► Diffusion Number
► Pr_AutoCut Level: (True or False)
► Level 2
► Pr_Level Guide Number:
► Diffusion Number
► Pr_AutoCut Level: (True or False)
► Level 3
► Pr_Level Guide Number:
► Diffusion Number
► Pr_AutoCut Level: (True or False)
► Level 4
► Pr_Level Guide Number:
► Diffusion Number
► Pr_AutoCut Level: (True or False)
► Level 5
► Pr_Level Guide Number:
► Diffusion Number
► Pr_AutoCut Level: (True or False)
► Level 6
► Pr_Level Guide Number

Observações:

► Pr_AutoCut Level
- True: interrompe a guia vocal quando um agente fica livre no grupo de atendimento.
- False: toca a guia vocal até o seu final antes de transferir para um agente que ficou livre no
grupo de atendimento.

► As mesmas programações de alocação de guias de voz que foram feitas para o nível “Normal” devem
ser feitas para os níveis “General Forwarding” e “Blocked”, quando estas situações forem aplicáveis.

► Caso você não programe nenhuma guia de voz nos levels 1 a 5, a chamada será encaminhada
diretamente para o “level 6”, onde ficará ouvindo a guia relacionada

126
Definir os pontos da matriz e nível de prioridade entre PILOTO e FILA

► Application ► CCD ► Pilot ► Go Down Hierarchy ► Pilot Rule Direction ► Consult/Modify


► Pilot Directory Number:
► Pilot Rule Number:
<F1>
► Routing Direction
► Queue Directory Number:
► Priority (norm): (valor entre 0 e 9)
► Direction open (norm): (“True” define que existe o nó)
► Use for blockage (norm): (“True” – o piloto considera esta fila para quando
estiver em estado de bloqueio).

Pilot

Obs.: Guias de voz nunca entram em bloqueio,


Direction Open = TRUE portanto não devem ser considerados

Queue A

Queue B

Direction Open = FALSE

Definir a regra que está ativa no PILOTO

► Application ► CCD ► Pilot ► Consult/Modify


► Pilot Directory Number
► Current Pilot Rule Number: (definir o número da regra)

Obs.: Este parâmetro está programado com dado “-1” na condição default.

Criar a regra de distribuição entre FILA e GRUPO DE ATENDIMENTO

Definir qual regra estará ativa

► Application ► CCD ► Distribution Rule ► Create


► Rule Number:
► Name:
► Active Rule: True

- Definir as prioridades das filas com relação aos grupos de atendimento

► Application ► CCD ► Distribution Rule ► Go Down Hierarchy ► Resource Selection Configuration ►


Consult/Modify
► Rule Number:
► Queue Number:
<F1>
► Processing Group number:
► Resource Selection Priority: (0 a 9, conforme a prioridade do grupo de atendimento
para esta fila).
► Direction Open: (True or False)

Obs.: Esta programação é utilizada quando uma chamada entra no sistema e existe mais que um grupo
de processamento disponível para atende-la. O nível de prioridade que for configurado irá definir quem
irá atender a chamada. Mesmo que seja exista somente um grupo este passo deve ser obedecido.

127
- Definir as prioridades dos grupos de atendimento com relação às filas

► Application ► CCD ► Distribution Rule ► Go Down Hierarchy ► Call Selection Configuration ►


Consult/Modify
► Rule Number:
► Processing Group:
<F1>
► Queueing Directory Number:
► Call Selection Priority:
► Direction Open: (True or False)

Obs.: Esta programação é utilizada quando um agente fica livre em um grupo de atendimento e existem
chamadas na espera em duas filas. O nível de prioridade que for configurado irá definir de qual fila será
atendida a chamada. Mesmo que seja exista somente um grupo este passo deve ser obedecido.

A criação dos pilotos, filas, grupos de atendimento, ramais físicos, agentes e supervisores deve que ser
feita necessáriamente pelo técnico, através do mgr. Todos os relacionamentos entre estes objetos bem
como as configurações podem ser feitas (de uma forma mais rápida e bastante intuitiva) pela aplicação
CCS – Call Center Supervisor.

Para fazer a gravação das guias vocais, verifique a descrição no capítulo “VOICE GUIDES” deste
documento.

128
Caller/Called Filtered Number
Função:

Permite que uma chamada seja objeto de direcionamento diferenciado com base no número chamador
(Caller ID).

Conceitos

- As chamadas devem estar sendo feitas para um número DDR específico (por exemplo, tronco chave da
empresa).

Mecanismo de seleção

A seleção é executada em dois passos:

1. De acordo com o número chamado, status do sistema (day, night, mode 1 ou mode 2) e tipo de
chamada, temos a definição de um index que iremos chamar de “Filtering Index”.

2. De acordo com o número chamador (Caller ID) e o “filtering index”, é determinado o destino da
chamada (routing number). Este recurso do sistema é o que será efetivamente chamado.

Nos casos em que o “routing number” não pode ser definido ou o número do chamador não pode ser
identificado (não fornecido pela central pública ou que não tenha sido encontrado nas tabelas de
discagem abreviada) será utilizado o “overflow”, que é definido pelo status do sistema e tipo da
chamada.

Caracterização do número chamado (Called filtered number)

O “Called filtered number” é declarado no sistema com os seguintes parâmetros:

- Um número de entidade (Entity Number).

- Para cada status do sistema (day, night, mode 1 ou mode 2) e cada tipo de serviço são definidos:
- Filtering Index
- Número de Overflow

O número de overflow é utilizado caso o “routing number” não possa ser definido.

Caracterização do número chamador (Caller filtered number)

Para a caracterização do número chamador, são utilizadas somente as tabelas de discagem abreviada
por faixa (Abbreviated Dialing by Range).

A busca é feita nestas tabelas, procurando por um número que tenha correspondência com o número
recebido da central pública. Caso seja encontrado a busca é encerrada e a chamada enviada para o
“routing number” correspondente.

Caso a busca não encontre correspondência, a chamada é transferida para o “overflow number”.

Observação Importante:

Um mesmo número de telefone pode ser declarado tanto em “Direct Abbreviated Numbers” como em
“Abbreviated Numbers by Range”.

Como a busca é feita em ambas as tabelas, se o número foi cadastrado inicialmente em “Direct
Abbreviated Numbers” estará ocupando uma posição de memória mais baixa e será portanto localizada
primeiro. Neste caso o redirecionamento da chamada não irá funcionar, pois não é suportada neste tipo
de discagem abreviada.

129
PROGRAMAÇÃO

Estaremos considerando que os números de telefone já estarão cadastrados na área de “Abbreviated


Dialing by Range”.

Programar o número DDR (cujas chamadas serão analisadas pela facilidade)

► Translator ► Called Filtered Number ► Create


► Directory Number: informar o número DDR
► Entity Number: informar a entidade dos ramais de destino
► Public Re-routing: set to “No”

Definir o “Filtering Index” associado ao número DDR criado no item anterior:

► Translator ► Called Filtered Number ► Go Down Hierarchy ► Create


► Directory Number: informar o número DDR
► ISDN Teleservice: set to “Phone”
► Status: definir o status do sistema
► Filtering Index: definir um index que vai ser o mesmo utilizado nos números de
discagem abreviada.
► Overflow Directory Number: número a ser chamado caso o “routing number” não possa ser
definido.

Associar o “Filtering Index” do número de discagem abreviada

► Abbreviated Number ► Abbreviated Number by Range ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy


► Called Number Filtering ► Create
► Range Number:
► Abbreviated Number:
► Filtering Index: utilizar o mesmo dado configurado no item anterior.
► Routing Number: define o destino da chamada, caso o Caller ID seja o mesmo que o
programado nesta posição de discagem abreviada.

130
Correio de Voz – 4645
Função:

Proporcionar recursos de caixas postais de voz para os usuários do sistema ENTERPRISE.

Caracteristicas:

► Aplicado somente para hardware comum (Call Server ou Applicance Server)


► A sinalização de controle entre o Alcatel 4645 e o Call Server é estabelecida através do
protocolo ABC-F.
► A função AUDIOMASTER permite a customização de algumas guias vocais, tais como:
► Saudação da empresa
► Menu de atendimento automático, etc.
► As guias de voz podem ser gravadas pelo ALCATEL Áudio Station.
► O número máximo de acessos simultâneos é dado pelo hardware utilizado:
► 16 canais utilizando o Appliance Server
► 8 canais utilizando o Call Server
► A quantidade de canais não pode ser ampliada.
► A quantidade de acessos não é controlada por licenças.
► Quantidade máxima de caixas postais – 1.000
► Duração máxima das mensagens de voz – programável entre 1 minuto e 5 horas.
► Quantidade máxima de mensagens por caixa postal – programável entre 5 e 100.
► Tamanho da partição reservada para as funções de VMU no Hard Disk da central – 1,5 Gb
(cerca de 40 horas de gravação).
► Duração máxima das mensagens de saudação – programável entre 10 segundos e 5
minutos.
► Máximo de 8 idiomas possíveis, sendo fornecido um por default (GEA). É controlado por
licença de software.
► Plano de numeração – entre 3 e 8 digitos.
► Pode ser utilizado com funções de atendimento automático (desde que respeitadas as suas
características de difusão de mensagens).
► Permite criar listas de distribuição (broadcast de mensagens).

Serviços das caixas postais de voz

► Caixas postais “standard” e “guest”.


► Pode dispensar o uso de senha de acesso.
► Senha de tamanho variável (entre 3 e 8 dígitos)
► Comportamento padrão para caixas postais inexistentes (a chamada é transferida para um
atendimento automático padrão).
► Ouvir, gravar ou enviar mensagens de voz.
► Personalização das caixas postais.
► Listas de distribuição
► Gravação de conversas ONLINE (requer licença de software).

Função UBIQUITY

► Trata-se de uma função que permite fornecer até 9 possibilidades de transferência para a parte
externa, tais como:
► Deixar uma mensagem.
► Transferir a chamada para um telefone celular.
► Transferir a chamada para um outro ramal pré-definido, etc.
► Esta função é disponível somente em caixas postais “Standard”.

131
Duplicação de CPU

O correio de voz 4645 não tem recursos de duplicação de CPU, ou seja, se a CPU onde estiver instalada
e rodando sair de serviço, não haverá funcionalidade do correio mesmo ocorrendo o basculamento da
CPU.

Verificação do licenciamento

Utilize o comando spadmin (opção 2) para verificar os recursos licenciados no equipamento.

PROGRAMAÇÃO

Declarar o correio de voz 4645

► Applications ► Voice Mail ► Consult/Modify


► Voice Mail Directory Number –
► Voice Mail Type – set to “4645”
► Justified – (define se vai enviar bilhetes para as chamadas originadas pelo correio).
<F1>
► Voice Mail CPU Name – (nome ou IP Address)

Programar as caixas postais

► Users ► Consult/Modify
► Voice Mail Directory Number

Informar os idiomas

► Applications ► Voice Mail ► Go Down Hierarchy ► 4645 Global Parameters ► Consult/Modify


►Languages – informar os idiomas

Observações:

► Deve ser feito o procedimento de carga das guias de voz estáticas do correio de voz, através do Voice
Transfer Guide ou ainda por procedimento de FTP. Os arquivos devem ser posicionados no diretório
usr7/vgeva.

► Quando se habilita o Alcatel 4645 o sistema cria automaticamente uma nova shelf virtual (número 18)
com uma GD e um 4645. Caso necessite efetuar algum procedimento de reset, pode executá-lo
diretamente na sua posição virtual (não há necessidade de reiniciar o Call Server).

132
DECT – Digital Enhanced Cordless Telephony
Função:

► Proporcionar recursos de telefonica móvel para o sistema ENTERPISE.

► Utiliza a tecnologia DECT cuja faixa de freqüência original (utilizada na Europa) é de 1880 a
1900 MHz).

Conceitos:

A ALCATEL trabalha com duas variantes do sistema DECT:

RBS

► Voltado para ambientes com alto tráfego.


► Utiliza a freqüência original (1880 a 1900 MHz).
► Cada antena suporta até 12 conexões simultâneas.
► O seu uso é proibido no Brasil, pois a faixa de freqüências (que é um padrão mundial)
conflita com uma faixa reservada para outro serviço.

IBS

► Suporta menor volume de tráfego.


► Utiliza a freqüência de 1910 a 1930 MHz, identificada nas aplicações como Latin América.
► Cada antena suporta até 6 conexões simultâneas.
► A largura de banda de 20 MHz é dividida em 10 portadoras de 2 MHz (FDMA)
► Em cada portadora temos 12 canais (TDMA)

PARI Número que identifica o PABX

UA
RPN Número que identifica a
estação rádio base
Antena

RPFI Combinação entre RPN e PARI


(quando é enviado o sinal)

PARK
= Faz o registro do
terminal no sistema
PARI

PARI

Número que identifica o PABX onde está instalada a solução DECT.

É formado por 11 caracteres (octal)

Exemplo: 1 0 0 0 0 4 1 2 3 4 4, onde

6 primeiros dígitos - 100004 – Indica o fabricante (ALCATEL)

5 últimos dígitos - 12344 – Número de série que identifica o site (deve ser solicitado para a ALCATEL-
França)

Obs.: Último caracter será sempre 0 ou 4

RPN

133
Número que identifica a estação radio base (antena) – máximo de 255 no sistema.

RFPI

Combinação entre os códigos RPN e PARI (quando é enviado o sinal).

PARK

Tem o mesmo número do PARI, e faz o registro do terminal no sistema.


Podem ser cadastrados até 5 códigos PARK por terminal.
Para cadastrar mais que 5 códigos PARK é necessário utilizar um recurso do tipo PLI (que atua de forma
semelhante à uma máscara).

IPUI-N

Número que identifica o terminal DECT (nunca se repete).

HARDWARE UTILIZADO

Sistema RBS

► aplicável somente no hardware cristal, utilizando placas DECT-8

Sistema IBS

► Utiliza portas UA do sistema


► Distancia máxima – mesmo limite aplicado para portas UA, ou seja, 1.200 metros.
► Se utilizar um único circuito UA, temos até 3 conversações simultâneas.
► Se utilizar dois circuitos UA, este número sobe para 6.
► 1º. circuito – deve ocupar uma porta par (0, 2, ...) e será chamado “Master”.
► 2º. circuito – deve ocupar o circuito vizinho, e será chamado “Slave”.

ÁREA DE ABRANGENCIA

► Deve ser verificado através de site survey. Como regra genérica, temos:
► 150 metros em área livre
► 50 metros em área fechada

PROGRAMAÇÃO

Indicar qual sistema vai ser utilizado

► DECT System ► Consult/Modify


► Radio Base Type – set to “IBS”
► Security Level –
► Station Base Type – set to “South América DECT”

Obs.: Station Base Type irá definer a faixa de frequencies que será utilizada.

Indicar que a shelf vai utilizar o recurso DECT IBS

► Shelf ► Consult/Modify
► PARI Number – set to “ PARI IBS”

134
Programar o número PARI

► DECT System ► Go Down Hierarchy ► IBS System ► Consult/Modify


► PARI Value –

Obs.: Trata-se de um número de identificação, que deve ser solicitado via Business Partner. No entanto
este procedimento é mais no aspecto de segurança, para que não houvesse a possibilidade de incidentes
de sistemas semelhantes instalados em locais próximos que pudessem ter o mesmo número de registro.

Programar as antenas

► Shelf ► Go Down Hierarchy ► Go Down Hierarchy ► IBS ► Create


► Shelf Address –
► Board Address –
► Equipment Address –
► Radio Part Number – (número alocado automaticamente)
► Line Delay – selecionar entre;
► Long Line (800 – 1200 mts)
► Medium Line (400 – 800 mts)
► Short Line (0 – 400 mts)
► Number of UA Link – (1 ou 2)
► IBS Generation – set to “IBS 2G”
► Odd Slots – No (define que o master será sempre alocado em portas pares)

Obs.: Shelf / Board / Equipment Address – deve ser necessáriamente uma porta UA, de circuito par.

Neste ponto a antena já deve estar em operação, o que pode ser verificado pelo pisque do LED de
sinalização da antena:

► Pisque rápido – 1 circuito UA ativado


► Pisque lento – 2 circuitos UA ativados

Uma vez que este procedimento esteja finalizado, podemos passar ao processo de criar e registrar os
terminais DECT.

Criar os usuários dos telefones na base de dados

► User ► Create
► Directory Number
► Directory Name
► Directory First Name
► Shelf Address
► Board Address
► Equipment Address
► Set Type – GAP(+) para terminais ALCATEL, ou GAP Handset para outros
fabricantes homologados (atualmente terminais da ERICSSON).

Obs.: Shelf / Board / Equipment Address – devem ser mantidos com valor 255..

135
Habilitar procedimento de SUBSCRIPTION no MGR Procedimento no telefone

Estando loggado como “mtcl” ► Pressionar teclas VM, VD e PWR


 dectinston –g simultaneamente.
O sistema faz uma varredura por terminais que estejam ► Menu – Maintenance
tentando fazer o registro. Ao encontrar um terminal ► EEprom Reset
neste estado faz a detecção e identifica os seus dados <OK>
no visor. ► Auto Install
 choice of a specific base station (NO) <OK>
 do you agree to install this set (YES) ► Launch Subscription
 Installation succeeded
 Installation of Handset (NO)

Para cancelar uma subscription, utilizar o commando <dectrm “user dir. number”>;

Registro com código de autenticação

Para fazer o registro de um terminal DECT com um nível maior de segurança (autenticação) é necessário
cadastrar um código chamado AC (Authentication Code), que será utilizado no momento do registro dos
terminais.

► DECT System ► Consult/Modify


► Security Level – set to “Authentication”
► AC System – declarar o código (por exemplo, 3333).

Nos terminais DECT deverá ser selecionada inicialmente a opção AC no menu de manutenção, inserir
este código e então seguir para o processo de subscription.

COMANDOS DE MANUTENÇÃO

listerm act cpl – mostra o estado das terminações. Para tanto o IBS deve estar ativo.

dectsets – exibe a lista dos ramais DECT do sistema.

dectrm <mcdu> - remove o registro deste terminal DECT.

outserv / inserv <mcdu> - retira ou coloca o terminal DECT em serviço.

136
Telefones Séries 8 & 9 – Categorias
Neste capítulo descrevemos algumas alterações nas categorias específicas referentes aos terminais das
séries 8&9, para ajustar à situações que podem ser encontradas nos clientes.

1. Alterar a sequência de exibição das opções na aba “Menu” dos terminais series 8&9

Como primeiro passo, deve-se definir em uma categoria a prioridade com a qual as opções são
apresentadas na aba “Menu”.

mgr ► Alcatel 8&9 Series ► Alcatel 8&9 classes of service ► COS applications
► Consult/Modify

Selecione a COS desejada (no exemplo, “application COS” = 5)

A ordem de exibição segue o valor que é definido para cada atributo. No exemplo, a sequência definida
é:

Settings (1) ► Redial (2) ► Appointment (3) ► Lock (4) ► Text mail (5) ► Forward (6) ► No
reply (7)

Se o valor declarado for igual a “0”, significa que o atributo não é exibido.

Exemplo: Se o atributo “Settings” = 0, não temos a exibição da opção “Config” na aba “Menu” dos
terminais das series 8&9 que estiverem associadas à esta categoria.

Segue uma equivalência entre o atributo na programação do sistema com o texto que é exibido na aba
“Menu”:

Item na configuração do Texto que é exibido na aba


sistema “Menu”
Settings Config
Redial Cham. saída
Appointment Comprom
Lock Bloq
Text mail Msg texto
Forward Encaminhar
No reply Eventos

137
A sequência de exibição é definida através do parâmetro “Application COS” que está configurado para o
ramal (valor default = 0).

mgr ► Users ► Go Down Hierarchy ► Alcatel 8&9 Series Parameters


► Consult/Modify

Observação importante:

Todos os ramais do sistema vêm configurados com o parâmetro “Application COS” igual a “0”.

Caso deseje alterar os parâmetros, recomenda-se utilizar uma das outras 31 categorias disponíveis e
então alterar a categoria dos ramais desejados, principalmente se o sistema OmniPCX Enterprise já
estiver em produção, para não interferir com outros dispositivos.

2. Alterar o comportamento do LED de mensagens

O comportamento default do LED de mensagens é o seguinte:

● ao receber algum tipo de mensagem (chamada não atendida, mensagem no correio de voz ou
mensagem de texto), o LED de mensagens começa a piscar lentamente.

● quando o usuário pressionar a tecla, o LED fica aceso até que todas as mensagens tenham
sido tratadas (respondidas ou excluídas). Quando isto ocorre, o LED apaga.

É possível alterar a configuração de uma categoria dos terminais 8&9 para que o comportamento se
altere, de forma que quando o usuário pressiona a tecla de mensagens ela apague imediatamente,
independente do status das mensagens (se foram tratadas ou não).

Não é um procedimento recomendável do ponto de vista de sinalização, mas que pode ter sido solicitado
pelo usuário.

Todos os terminais das séries 8&9 possuem um parâmetro chamado Phone COS.

Para acessar esta categoria:

mgr ► Alcatel 8&9 Series ► Alcatel 8&9 classes of service ► Phone COS
- Consult / Modify

Modifique o parâmetro “State Led Message” de “State ON” para “State Off”

138
Caso esteja utilizando uma categoria diferente, é necessário então alterar o parâmetro “Phone COS”
nos terminais 8&9 series envolvidos:

mgr ► Users ► Go Down Hierarchy ► Alcatel 8&9 Series Parameters


► Consult/Modify

Forward Management if IP extension is out of service

Com o uso desta facilidade, durante o seu estado de “out of service” o terminal IP é visto como
“desviado imediatamente” para o seu ramal associado, que deve portanto estar declarado.

Se um “desvio imediato” estava configurado antes do ramal ser colocado em estado “fora de serviço”,
este desvio é prioritário em relação à esta facilidade.

Esta facilidade é controlada atráves de uma categoria de facilidades telefônicas, e os ramais devem
então ser associados à esta categoria.

mgr ► Categories ► Phone Facilities


► Consult/Modify
►Rights: Forward if MIPT/IP out of service = programar com dado “1”

139
Tradutor DID (Direct Inward Dialing)
Função

Adaptar o número enviado pela central pública em uma chamada de entrada, para que possa alcançar
um ramal ou grupo dentro do sistema com faixa de numeração diferente.

Visão geral da facilidade

Publica Trunk Group

► DID Transcoding = TRUE


- Trunk Group ► Number of digits unused = 4
- Número discado (exclui da esquerda para direita)
3056- 7733 ► Public NPD = 15

ALCATEL
OMNI
Enterprise
NPD = 15

► Called DID Translator = 0

Ramal 205
Entity = 1 DID Translator “0”

7733 ► 205

ATENÇÃO !!!!!!!!!

Uma vez que você esteja utilizando conceito, passa a se tornar mandatório que todos os ramais sejam
previstos em alguma regra. Caso contrário, os ramais não contemplados passam a ficar impedidos de
originar chamadas externas.

PROGRAMAÇÃO

Criar as tabelas de tradução entre números externos e internos:

Translator ► External Numbering Plan ► Default Numbering Translator ► Create

► First External Number (selecione o primeiro número da faixa DDR que deseja traduzir)

► First Internal Number (selecione o primeiro ramal interno da faixa que vai sofrer a tradução)

► Range Size (selecione a quantidade de números externos consecutivos que vão sofrer a tradução)

► Unique Internal Number – NO (este parametro em NO indica que os ramais internos serão relacionados
em seqüência, na quantidade definida em “Range Size”. O parâmetro em YES indica que a quantidade
de números externos definida em Range Size vai ser relacionada diretamente ao ramal indicado em
“First Internal Number”)

140
Definir a quantidade de dígitos que serão retirados do número de telefone (relacionando com o
número completo):

● Para troncos ISDN (T2/T0)

Trunk Group ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group ► Consult/Modify


► Number of digits unused

Neste campo definimos a quantidade de dígitos que devem ser retirados do número de telefone
completo.

No exemplo mostrado devem ser retirados os primeiros 4 dígitos, passando para a tabela somente o
MCDU.

● Para troncos E1-CAS

Deve ser modificado na categoria de tronco 28, que indica a sinalização que será utilizada:

External Services ► Trunk Category ► Consult/Modify (selecione Type = 28)


► DDI R2 Trunk – Number of digits received
► DDI R2 Trunk – Number of digits used

Neste campo definimos a quantidade de dígitos que devem ser tomados para análise.

Devem ser definidas a quantidade de números que são recebidos (por exemplo, MCDU) e a quantidade
que são utilizadas.

Se receber a milhar e quiser utilizar também toda a milhar, os parâmetros devem ser programados como
“digits received” = 4 e “digits used” = 4

Habilitar o parâmetro DDI Transcoding no grupo de troncos desejado

Trunk Groups ► Consult/Modify


►DDI Transcoding – set to True

Observação importante:

A utilização desta facilidade implica diretamente nos processos de chamadas externas, ou seja, os
ramais que não estiverem previstos dentro das regras de tradução não terão disponível o recurso de
originar chamadas para a rede pública.

Lembre-se portanto de prever regras de tradução mesmo que seja para o seu próprio número.

141
APÊNDICE 1
Comandos de
Manutenção do Sistema

142
COMANDOS DE MANUTENÇÃO
Listamos abaixo alguns comandos de manutenção do sistema:

Comando Significado

accreset Exclui arquivos de bilhetagem presentes no diretório usr4/account.

accview –tf Visualiza na tela os arquivos de bilhetagem presentes no diretório


usr4/account de forma organizada, exibindo detalhes como horário da
primeira e última chamada registrada no arquivo, quantidade de registros,
etc.

config Visualiza a configuração de uma shelf específica.


Por exemplo.: config 1.

config -d Visualiza a configuração de uma shelf específica, com as placas filhas


(daughter boards) que estão instaladas.
Por exemplo.: config 1 -d

cplstat Visualiza o status de uma placa específica. É necessário informar os números


da shelf e board.
Por exemplo.: cplstat 1 1

ednump Verificar lista de ramais e prefixos (com os seus significados)


Selecionar ao menos os atributos “dir” e “mean” para exibir o número e
significado dos objetos do plano de numeração.
Para rodar o comando: “go”

edsbr Edição de ramais, conforme critério programado. Pode ainda atribuir filtros
dentro de cada critério. Para ver a lista dos atributos que podem ser exibidos
usar o comando “help *” dentro da área de critérios.
Exemplo:
Número = “dir”
Posição = “act”, “cpl”, “pos”
Categoria de acesso = “pna”
Categoria de facilidades = “fc”
Nome = “name”
Modelo do ramal = “typ”
Senha do ramal = “code”
Após fazer a seleção, utilize o comando “go”.
Os critérios ficam armazenados no PABX, ou seja, ao entrar novamente no
comando os critérios já estarão definidos.
Para limpar uma lista de critérios: “clear”
Para excluir um critério: “del <número do critério>”
Para ver ajuda do edsbr: “help”

incinfo Exibe informações sobre o significado dos incidentes que tenham sido
registrados pelo comando “incvisu”

incvisu Exibe os incidentes que foram registrados pelo sistema, desde o seu último
reset.

infocs Exibe informações sobre sincronismo dos troncos digitais

143
Comando Significado

inserv d <mcdu> Coloca a terminação em serviço.

ippstat Acessa um menu que permite coletar várias informações sobre as terminações
IP do sistema.

lookars Exibe informações sobre a configuração do serviço de ARS (Automatic Routing


Selection), permitindo inclusive simular o estabelecimento de uma chamada
sob determinados critérios, para checar por qual lista de rotas seria
encaminhada.

list Exibe lista de:


0 – Sair do menu
1 – Ramais desviados
2 – Ramais em DND
3 – Ramais em cadeado
4 – Ramais em conversação
5 – Ramais em conferencia programada (Meet-me Conference)

listdnd Exibe a lista das terminações em modo DND

listerm <act> <cpl> Exibe lista das terminações e o seu estado

listout Exibe lista de terminações “fora de serviço”

mao Permite bloquear o acesso à base de dados.

maohist Exibe histórico das ações tomadas sobre a base de dados

mgr Entra no modo de programação da base de dados do sistema.

netadmin Altera os parâmetros IP do sistema, no modo full (indicado somente para


técnicos mais experientes).

netadmin –m Altera os parâmetros IP do sistema, no modo menu.

readkey Exibe as teclas programáveis configuradas nos terminais digitais do sistema.

siteid Exibe informações sobre a instalação (CPU number, release que está
instalado, etc.)

spadmin Verifica as licenças do sistema

supgpbx Exibe informações sobre os grupos de busca (hunting groups) do sistema.

outserv d <mcdu> Tira a terminação de serviço, mantendo o seu endereço físico.

reinit Reinicializa um terminal específico. É necessário informar na seqüência os


números da shelf, board, equipt e access.
Ex.: reinit 1 1 3 0

rstcpl Reinicializa uma placa específica. É necessário informar na seqüência os


números da shelf e board.
Ex.: rstcpl 1 1

144
Comando Significado

Menu de opções para a terminação


termstat d <mcdu> 1 – Facilidades do ramal
2 – Informações sobre desvio
3 – Estado dos módulos adicionais
4 – Informações sobre comunicação
5 – Reset do terminal

tradeq <equip number> Exibe informações sobre o estado de um ramal especifico (com base no seu
número de equipamento, que é um valor alocado automaticamente pelo
sistema no momento da sua criação).

tradna <mcdu> Exibe informações sobre o estado de um ramal específico (com base no seu
número)

trkstat –r <act> <cpl> Exibe informações sobre o estado de ocupação dos troncos desta placa (o
atributo “–r” impõe o refresh das informações)

trkstat –r <rota> Exibe informações sobre o estado de ocupação dos troncos desta rota (o
atributo “–r” impõe o refresh das informações)

trkvisu all Exibe informações básicas sobre os grupos de troncos cadastrados.

vgemis – Mostra as guias de voz que estão sendo difundidas no momento, e quem está
ouvindo a sua reprodução

vgfile <arquivo> Mostra o tamanho e a duração das guias dinâmicas.

vgstart Mostra todas as guias que possuem o flag “voice guide start” em “yes”.

vgstat <act> <cpl> Mostra as guias vocais carregadas na placa, quais estão em difusão e a
quantidade de canais disponíveis.

vmail Exibe o status dos canais do correio de voz

Observações:

► Para exibir os resultados de forma paginada, utilizar o commando |more do UNIX


Por exemplo: listerm |more

145
APÊNDICE 2

Timers

146
APENDICE 2 - LISTA DE TIMERS DO SISTEMA

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

1 1 second timer 10
cannot be modified
2 Off-hook routing timer 30
For sets with routing on off hooking (enabled in management), routing is performed when
the timer elapses, if the user has not dialed a number in the meantime.
3 Local inter-digit timer 70
If this timer expires between the dialing of two digits the busy tone is sent to the set (local
only).
4 Ringing before overflow on no answer timer 300
In the case of overflow with delayed forward on no answer enabled.
5 Check for ringing timer for callback on busy set or trunk group 70
The user is rung while this timer is active.
6 Timer for paging dialing presumed completed 100
When a call party is directed to paging, this timer is triggered after each digit. If, when the
timer elapses, no digit has been transmitted, the system considers dialing to be complete.
7 Timer for callback on hold 300
Maximum hold time of a transferred trunk before return to attendant.
8 Park and paging wait 300
Maximum parking and paging wait time.
9 Ring tone timer: if the person called does not answer before this timer elapses, the 400
caller gets the busy tone
Timer for ringing before overflow on internal call (as of R4.2).
10 Timer for ringing in the intercom position 10
Only used for internal calls (the set continues to ring for an external incoming call).
11 Timer for trunks that have waited for more than "n" seconds 400
Timer for time before call or wait status is changed to urgent.
Tex = external overflow timer (welcome/greeting management).
T0 = welcome/greeting call received.
Tn = call status changes to "urgent"
Td = call overflow to external, to the welcome team.
12 Timer for change to line lockout 70
When the timer elapses the set switches to line lockout.
13 Wait timer for external tone detection 400
When a trunk is seized for an outgoing call and if the TRANSMIT BY DEFAULT parameter is
set to NO, DTON must detect an external tone before timer 13 elapses.
14 Wait timer for an action performed 30
Do not modify.
15 Intercom ringing cadence timer 10
Ringer cadence in the intercom position (digital sets).
16 Timer for release of combined networks 50
Time after which the trunk is again available.

147
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

17 Timer for confirmation of PSTN tone (external or presumption) 3


With the stated conditions for timer 13 are met, this is the minimum time for which DTON
must detect an external tone for the call to be able to continue.
18 Timer for dialing to the outside to be presumed complete (with DTMF) 100
When this timer elapses, the routing tone is transmitted - on the TRUNK SIDE: this timer
can be shortened by the equivalent keypad end. With open dialing, the bi-directional
connection is not established until this timer elapses.
19 Timer for busy tone in the intercom position 30
Time during which the busy tone is transmitted before automatic on-hooking (intercom
position).
20 Timer for call to a set after a forwarding operation 120
A forwarding operation is performed on the set, the user then waits for this timer to
elapse without hanging up and is routed to the forwarding destination set.
Timer for set callback if a message is left.
21 Wait timer for external intermediate tone detection 50
Same principle as for timer 13, but for intermediate tone.
22 Non modifiable timer 1
Timer 22 is constantly modified by the system and cannot be modified by the user.
23 Translation timer 30
Used for set numbers in 4T form.
24 Timer for idle between calls with automatic attendant answer 50
Time before the next call is presented (automatic answer).
25 Alarm set ringing timer 1800
Maximum time that alarm sets ring.
26 MF digit transmission timer 4
Do not modify.
27 6 second timer 60
Do not modify.
28 Timer for ringing on call to attendant 10
When calling an attendant, the attendant station is rung during this timer if so configured.
29 Timer before "beep" / incoming on set (Satellite) 30
Satellite feature only: when an incoming call reaches a set, a beep (indicating that a call is
waiting) is only transmitted to the set once this timer has elapsed.
30 Wait for off-hooking timer on satellite center 1200
Time that a subscriber can remain in off-hook wait on a satellite center trunk group.
31 Timer for idle (rest) between two calls to a set in a PBX group 10
This timer is triggered after on-hooking. The set will not receive a call to the PBX group
(but may receive a personal call) until this timer has elapsed.
32 Timer for attendant unplugging with a call on hold (camping) 60
During this timer, the attendant is informed of camping calls on the station.
33 Timer for authorization of attendant withdrawal 30
Attendant withdrawal is authorized once this timer has elapsed.

148
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

34 Timer for DATA routing to attendant set 100


Function key on attendant set:
If the operator dials before the timer has elapsed, routing to server (Nº dialed), otherwise
routing to the server configured in management.
35 Inter-digit timer in pulses (dialing) 9
Do not modify.
36 Timer before overflow to another set in a PBX group 150
In the event of no answer from a free station in a station group.
37 Timer for paging guide proposal -1
Timer before the suffix triggering paging is offered.
38 Timer for self-release of a DTMF receiver and out of service trunk cyclic tests 1200
Watchdog timer for DTMF receiver release.
Time between two tests of an out of service trunk.
39 Timer for release of a trunk in callback on night forwarding 1800
If there is no answer, the trunk is released when the timer elapses.
40 Timer for continuous transmission of a DTMF code (used for DTMF code testing) 1
41 Timer for detection of ring or busy tone for TRANSCOM 3
Time during which the system attempts to detect the ring or busy tone, if either of these
tones is detected the system infers that the link set up is not a TRANSCOM link, and breaks
it.
42 Timer for authorization of a consultation call following direct seize 50
Used when a trunk is seized for an outgoing call, this timer starts to run when conversation
begins
(polarity inversion, charge unit reception or when timer 41 elapses) and must have
completely elapsed before a consultation call can be made.
43 Time for switch to idle while in service 1200
When the attendant presses the service key but performs no further action.
44 Timer for routing to data associate 60
After this timer elapses, the set is routed to its data associate.
45 Max. timer for exchange of the controlled sequence (DID) 40
(FRANCE only)
46 Inter-digit timer (DID) 150
(FRANCE only)
47 Timer before sending FC on forward signal reception (DID) 1
(FRANCE only)
48 Timer for switch to B code (DID) 2
(FRANCE only)
49 Timer to maintain back signal after detection of FC (DID) 1
(FRANCE only)
50 Timer before transmission of ring or busy tone (DID) 5
(FRANCE only)
51 Timer before transmission of UNHOOK of the called party (DID) 3
See special features of ITALY type DID and R2.

149
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

52 Timer for camping of a call with level 1 precedence 100


If there is a call in progress on a set (call with no precedence) and another call (with
precedence) arrives, a “beep” is emitted:
• rank 1 beep during timer 52,
• rank 2 beep during timer 55,
Rank 1 beep = short beep. Rank 2 beep = long beep
53 Wait timer for release at the other end 100
See special features of ITALY type DID.
54 New answer timer 25
The user hangs up while making an external call, if he unhooks during this timer, he is
again connected to the network. Can be reduced to 1 sec.
55 Timer for hold (camping) of a call with level 2 precedence 100
If a set receives a call with precedence and another call with precedence arrives, a “beep”
is emitted (rank 1 (short) beep) during timer 52 + 55, then the call overflows.
Rank 1 beep = short beep
56 Timer for US board state stabilization camping 100
Do not modify.
57 Timer for waiting for US board reply 25
Do not modify.
58 Duration of Forward sequence (DID) 20
(FRANCE only)
59 Timer for acknowledgement of DATA set-up modification 60
When a set-up is changed from the set, this timer is used to validate the new values.
60 Timer for temporary tie-line unavailability 1200
See special tie-line features.
61 Timer for listening silence (DID) 1
(FRANCE only)
62 Timer for simultaneous tie-line seize 2
See special tie-line features.
63 Timer for maintaining A2 after receiving FC (DID) 2
(FRANCE only)
64 Timer before sending seize of COLISÉE IA (tie-line) 2
See special COLISÉE tie-line features. (FRANCE only)
65 Timer before transmissionof dial tone (DID) 5
(FRANCE only)
66 Timer before beginning to detect FC (DID) 1
(FRANCE only)
67 Timer assumption of -48V (DID) 2
(FRANCE only)
68 Timer for waiting for a delayed call in the case of an incoming call on an NDDI trunk 1
(delay in going off-hook on non polarized lines in order not to hear ringing)
See specific country features.

150
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

69 Timer for inter-standard line release 100


See special inter-standard features.
70 Variable timer 900
Cannot be modified.
71 Appointment reminder ringing timer 120
Maximum time appointment reminder rings.
72 Not used 1
73 Timer for digital set ringing cadence 20
74 PSTN PCM No 1 timer to generate 10 to 60 sec message 100
75 PSTN PCM No 2 timer to generate 10 to 60 sec message 100
76 Timer before switching to attendant absent 800
Timer started as soon as the attendant receives a call, if, when the timer elapses, the
attendant has not answered,
the station switches to “ATTENDANT ABSENT” (the call goes to the night forwarding set).
77 Timer for wait to enter a programmed conference 20
Timer before being put into programmed conference (conference reminder).
78 Timer for single trunks in programmed conference 100
Maximal duration for which a trunk can stay alone in a programmed conference.
79 Call announcement response timer (Loudspeaker call) 200
Time during which the caller requesting a call announcement is in conversation.
80 Timer for release of PCM trunk with call in progress when there is an alarm 100
If the PCM alarm occurs at the time of an “incoming” call, and the 151orrespondent has not
unhooked, this timer is triggered (signaling cannot be exchanged during the alarm). If, at
the end of the timer, the alarm has disappeared, the exchange continues normally,
otherwise the trunk is released.
81 Observation wait timer 108 (V24) 5
82 Observation wait timer 105 (V24) 5
83 Timer for ring tone before connection of welcome or camp-on message 5
Time before connecting the welcome guide or the waiting guide.
84 Timer for overflow of incoming calls with precedence to attendants 200
85 This timer has two roles: 1200
• Timer for keeping the DISA call rerouted:
Maximum timer for conversation between a DISA incoming trunk and an outgoing
external trunk.
After this timer has elapsed, a beep is transmitted to the external user who must
perform an action (press a key) to continue the conversation, otherwise, the
trunks are released.
• Timer used to indicate that the call is on an ISDN line:
After this timer has elapsed, a beep is transmitted to the user to indicate that he is using
ISDN (expensive call).
86 Timer for answering incoming DISA 100
Time before connection of trunk for an incoming DISA call.
87 Timer for presumption of on hooking on Inter-standard line 60

151
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

88 Over-ringing timer (indicating a call camped on multi-line) 5


Duration of beep.
89 Timer for confirmation of not going on-hook (for analog sets) 20
To avoid the problems of ill-timed flashing.
90 End to end signaling timer 60
When switching to end to end signaling, users have the duration of this timer to transmit
their first digit, otherwise this state is exited. This timer delay is rearmed at transmission
of each digit.
91 Timer for acknowledgment of call entering X21 6
Timer T14A complies with the X21 recommendations of the CCITT.
92 Timer for X21 inter-digit 60
Timer T13 complies with the X21 recommendations of the CCITT.
93 Timer for X21 dialing cover 360
Timer T11 complies with the X21 recommendations of the CCITT.
94 X21 timer 180
Timer T2 complies with the X21 recommendations of the CCITT.
95 Timer for displaying total cost T2 50
Dur. of display, after an external outgoing call and according to set management, i.e. of:
• either the number of charge units of the last call, plus the total number of units
since the last RESET of counters,
• or the cost of the last call, plus the total cost since the last RESET of counters.
The set is considered as busy during this timer.
96 Timer for Voice service cyclic supervision 200
Timer between two tests for the presence of voice mail. If there is a break in voice mail
(converter cut off, V24 cable unplugged, etc.), current voice mail calls are released after a
delay of 40 seconds.
97 Timer for ringing on VESTAL call request 200
Timer for the TELEMARKETING application. The server may request the teleactor to call a
number. The server transmits the call to the PBX via the V24 channel and the PABX rings
the teleactor’s set. If the teleactor does not answer before this timer elapses, the call is
cancelled; if he answers, the call is made automatically.
98 Timer for TS 16 Level 2 Coupler T2 connection. Timer for LAPD coupler response 350
If the coupler does not respond before this timer elapses, an error is returned.
99 Timer for simultaneous center / satellite seize 10
Specific to center / satellite! Do not modify.
100 Timer for pre-payment tone connection (hotel) 50
Time during which the prepayment tone (108) is sent to the set.
101 Timer in case of non-detection of digit at beginning of message 300
Timer in case of non-detection of digit D on the film. The film is tested a second time with
another DTMF receiver before it is declared out of service.
102 Timer of ringing tone on attendant set before guide connection 0
When a trunk arrives at the attendant, the user hears the ringing tone during this timer,
then the voice wait guide after this timer if the attendant has not answered.
103 Timer for confirmation of external intermediary tone 1

152
Same principle as for timer 17, but for intermediary tone.

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

104 Timer for reception of ring tone while waiting for unhook 600
Used in the TELEMARKETING application.
For an outgoing call, when there is no reply from the called party, the call is removed
when the timer elapses.
105 Timer of PCM forced release 1200
106 Timer for connection of tone in DID transit 1
1107 Timer for listening to voice guide 17
1
When trunks are joined, this limits the listening timeof the guide informing the caller that
the called party is temporarily unavailable.
108 Timer for listening to a tone 60
During tone testing, this timer makes it possible to remain listening to one tone before
moving to the next one.
109 Timer for trunk release by attendant. (ITALY) 1
110 Timer for wait before authorization code on MCL 1
111 Timer for S0 bus release 1
112 Timer for establishment of T0 levels 1 and 2 100
113 Level 2 deactivation timer 20
114 Timer for initializing Driver IO1 (CPU) 1200
Special feature of the system, do not modify.
115 Timer for IO1 identification 200
Special feature of the system, do not modify.
116 Download timer 200
Special feature of the system, do not modify.
117 Download timer 200
Special feature of the system, do not modify.
118 Clock synchronization activation response 1
Special feature of the system, do not modify.
119 Synchronizing coupler stop response 1
Special feature of the system, do not modify.
120 Synchronization of secondary ACT shelf 1
Special feature of the system, do not modify.
121 Synchronization stop in secondary ACT shelf 1
Special feature of the system, do not modify.
122 Coupler response after CPU switchover 1
Special feature of the system, do not modify.
123 Max. duration of coupler reset 1
Special feature of the system, do not modify.
124 Coupler cyclical test interval 1
Special feature of the system, do not modify.

153
125 Coupler response to cyclical tests 1
Special feature of the system, do not modify.

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

126 Auxiliary cyclical test interval 1


Special feature of the system, do not modify.
127 Timer before notification of availability for call setup is sent 150
DPNSS special feature for Great-Britain.
128 Timer for retry due to trunk congestion 1200
DPNSS special feature for Great-Britain.
129 Timer used in guide mode 300
Special feature of the system, do not modify.
130 Wait timer for call by name or Directory answer 600
Special feature of the system, do not modify.
131 Wait timer before sending DTMF to VPS 5
132 Timer before return to attendant after transfer of an external call to a set that does 300
not answer.
133 Timer for initialization of UA sets located in the main shelf 10
(Timer between board and the first UA set initialization, then between each UA set)
Special feature of the system, do not modify.
134 Timer for initialization of UA sets located in the secondary shelves 10
(Timer between board and the first UA set initialization, then between each UA set)
Special feature of the system, do not modify.
135 ARS warning tone timer (in seconds) 1
136 ARS wait point timer (in seconds) 10
137 Wait timer used to display the total cost at the end of a T2 call 20
138 CSTA – set ringing timer 200
139 CSTA – timer for beep before unhooking 2
140 Call to attendant changing from normal degree to delayed ringing degree (see 150
ATTENDANT – Ring delay attribute)
141 Call to attendant without any delayed ringing criterion (attendant routing, call hold, 300
release control, changing from normal to urgent degree)
Timer 141 must correspond to the sum of timers 140 and 142.
142 Call to attendant changing from delayed ringing degree to emergency degree 150
143 Absent beep timer 1
144 Timer for distributed call 150
145 DECT – Link release timer 100
146 DECT – Wait timer for the “LCE REQUEST PAGING” message (search for set location) 100
147 DECT – Wait timer for the first “LCE PAGE RESPONSE “ message 50
148 DECT – Timer for handover synchronization (switching to another, more powerful, 50
channel)
149 Destination Idle Guard Time for Network Automatic CallBack 30

154
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

150 Originating PBX Service Duration timer 27000


This timer is also used to limit service for a Call Completion on Busy Set (CCBS) on an ABC
network.
151 Wait timer for starting of the CZ wake-up IO process (real-time UNIX printout process 6000
used to print wake-up requests, infocenter, hotel check-in check-out, etc.)
152 Initialization timer for UA and Z sets 300
153 DECT NETWORK TMR – DECT timer used to release blocked links 300
154 DECT TMP_07 – DECT network timer 100
155 DECT TMP_08 – DECT network timer 20
156 DECT – Timer for base station restart initialization tracking 600
157 DECT – Inactivity timer for DECT set installation 600
158 MLPP – Timer between arrival of a message with precedence and effective preemption 100
(of the called party)
159 MLPP – Time for security of the preempting party (party requesting preemption) 300
This timer avoids the preempting party being blocked in certain “no answer” situations.
Forced release of a set after preemption, if a call with precedence cannot be presented
(for example, analog set that has not hung up after preemption).
160 MLPP – Duration of the tone providing the incoming preemption “beep” (CAUTION not 2
1/100 sec).
161 MLPP – duration of conversation times between preemption beeps (CAUTION: not 1/100 20
sec).
162 Reserved for A234 1
Timer for the management of line switch-over (main -> standby) ofa CAN set.
Not to be modified in any circumstances.
163 Reserved for A234 1
Time the system waits for user action after an AID guide with multiple choice.
164 Reserved for A234 1
Time the system waits for the answer of a Sinar to an AID request
165 For the attendant, timer for the display of the name of an inaccessible caller or in line 1
lockout.
166 Reserved for future use 1
167 Reserved for future use 1
168 Reserved for future use 300
169 Reserved for future use 1200
170 Timer for validation of IO1 clock data 100
Special feature of the system, do not modify.
171 Timer for validation of IO1 synchronization change 300
Special feature of the system, do not modify.
172 Timer for cyclical search for DTMF receiver 100
When an analog set is picked up, a DTMF receiver is searched for; if this search fails, the
system performs successive search attempts (every 2 seconds); - when this timer elapses,
the search is interrupted and the busy tone is heard on the set.
(Example: cyclical search every 2 seconds during the timer = 10 sec)

155
Timer Significado Duração
Número
(100 ms)

173 Wait timer for the CSP (DECT board Cell Site Processor) parameter for base 100
initialization
174 Timer for repeated paging 150
175 Delay between retries for DPNSS routing optimization 1
176 Duration of display of error messages on the attendant set 20
177 Timer for remote supervisor update 20
Used in network to regulate supervision traffic when a link between two nodes restarts.
178 V1 ACD timer before overflow on directory number (in order to enable the display of 1
dissuasion on the wall-mounted display and permanent edition of the dissuasion
supervisor)
Do not modify.
179 Timer for consultation call during which the user can choose between transferring from 300
hold to voice mail or going to voice mail whilst remaining on hold
180 AC15 – Unannounced transfer 1
181 Timer for locate-accept MMI (user interface) transaction 100
182 Timer for Cipher-Request MMI (user interface) transaction 100
183 Timer for sending of overlap used for external ring tone after transfer 200
184 CC release timer 360
185 CC setup timer 200
186 CC automatic callback timer 1000
187 CC connection timer 100
188 Timer for release of set reserved by attendant 1
189 CCD (Call Center Distribution) trunk group supervision timer 100
190 Transparency anticipation, timer for sending 1st digit 1
191 Congestion timer 200
192 Timer for memory cleaning 1
193 Registration beep duration 1
194 DEC flash timer 1
195 CNA overflow timer 1
196 Over-ringing timer for 3G multiline set 0
197 Timer for forced release in the event of bilateral release 1
198 Wake-up/Appointment Timer 600
199 VPN sync. Timer 300
200 Reserved for blocked Z trap 1
201 Reserved for blocked Z trap, used to trigger backtrace 1
202 Reserved for blocked Z trap, new wait with the trap 1
203 Waiting suffix timer 200
Allows the complete guide to be listened to, before dialing the suffix selected with an
analog UA Z set.
204 Timer for repetitive beep on the loudspeaker instead of over-ringing on the handset 1

156
205 Wait timer for 1st digit dialed by incoming DISA caller 100

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

206 Timer for MMI (user interface) identity request transaction: MM_ident.2 100
207 Timer for MMI (user interface) authentication request transaction: MM_auth.1 100
208 Timer for MMI (user interface) key allocate transaction : MM_key.1 100
209 ATM VB: Wait for answer to SNMP request 15
210 ATM VB: Wait for answer to BBC request 10
211 Wait for release to complete 300
212 Wait for complete end of connection after SSCOP disconnection 100
213 Wait for connection acknowledge (user) 40
214 Wait for Q93B restart acknowledgement 1200
215 Wait for connection clearing end after a Q93B restart (received) 600
216 Wait for setup response 40
217 Wait for connection or release in incoming call processing state 100
218 Wait for drop party response 40
219 Wait for add party response 140
220 Wait for Bbc response 10
221 Wait for status message 40
222 SSCOP release oversight (ATM frame field) 50
223 Marking for ack msg timer 50
224 Marking for ack msg timer 50
225 Reserved 1
226 Reserved 1
227 Reserved 1
228 Reserved 1
229 Reserved 1
230 Reserved 1
231 Reserved 1
232 Reserved 1
233 Wait timer associated with the GPMMC_SUFF guide for dialing a suffix for transfer to 300
meet-me conference
234 Wait timer associated with the GPMMC_ATT_TR guide for placing in automatic 40
conference after transfer from hold to meet-me conference
235 Timer held to check malicious call 1
236 Max duration of the conversation during a trunk group-trunk group connection 1
237 Specific timer to delay the current digit 50
238 Specific timer to play back the guide (CCD) 20
239 Specific timer to play back the busy tone (CCD) 20
240 Timer for application not answering after a connection REQUEST 50

157
241 Timer for virtual CCD not answering 50

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

242 Wait timer before validation of the Unanswered Call service 30


243 Wait timer between two HYBRIDEV supervisions 300
244 Timer for break-in (intrude) suffix dialing 200
245 Response delay timer 200
246 MMI (user interface) access right transaction timer 100
247 Wait timer for secureIDproxy server response 300
248 Wait timer for PRN (Pseudo-Random Number given by the TokenCard) change on 700
TokenCard
249 Wait timer for wake up of AINT unit options (A234) 1
250 Attendant release wait timer 60
251 Wait timer before 4630 or 4635 transfer on direct call 80
252 Timer between repetitive beeps for emulpaging for non urgent alarm 20
253 Timer stopping repetitive beeps for emulpaging for non urgent alarm 300
254 Timer between repetitive beeps for emulpaging for urgent alarm 10
255 Timer stopping repetitive beeps for emulpaging for urgent alarm 600
256 DISA break-in (intrusion) presumption phase duration timer 5
257 DISA temporary blocking phase min duration timer 1
258 DISA temporary blocking phase max duration timer 60
259 Rover trunk release timer 200
260 Timed release for outgoing call 3600
261 Agent reservation on CCD call 60
262 Unauthorized discrimination guide timer 100
263 LIS (manual tie–line) surveillance period timer 0
264 Timer to delay the detection of DTMF frequencies 1
265 Allocation of universal DSP in conversation max duration timer 1
266 Display duration for specific LVMH client supervision 20
267 Max wait during activation of the DTO_Universal 100
268 Max wait during activation of the DTO_VAD 100
269 DECT paging clock (8 multi-frames, 1280 ms) 13
270 Call renewal for IS authorization timer 50
271 IP telephone recording started after TFTP request 10
The application waits for an EVT_CPL_CPU_TSCIP_INIT initialization event to start the
identification of the set or the idle state.
272 IP telephone recording. User identification failed 50
Wait and display of the cause before any new attempt.
273 Participant ringing in broadcast context timer 50
274 Conference waiting hold timer 300

158
275 Operations in conference programming context timer 150

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

276 Announcement message on loudspeaker timer. Charging ticket (call detail record) 200
forwarded to subscriber node
277 Timer before new attempt (retry) 300
278 Release timer 3005
289 Radio intercom feature 1
Time between two successive attempts at reconnection by the intercom server to the EMTL
or CMP board.
290 Radio intercom feature 50
Time the activity icon is displayed after activity on a channel has ended
291 Radio intercom feature 1
• in multi-channel mode, time without speaking (without pressing the PTT button)
resulting in automatic release of traffic mode and switchover to monitoring mode
• time a menu continues to be displayed after selecting a channel. If the user
performs no action within this time, the main menu is displayed again

292 Multi-translator (barring) 100


Wait timer for end of discriminated number containing the W character. If no other digit is
dialed before this timer elapses, the number alone is transmitted.
296 MLA feature: 12000
An external call party on supervised hold will cause the set to ring when this timer elapses.
297 MLA feature: 50
Time between primary set ringing and secondary sets ringing when the "delayed" option has
been selected.
298 MLA feature: 12000
An internal call party (or ABC network) on supervised hold will cause the set to ring when
this timer elapses.
299 Used when a call including a DTMF message transits on an INTIP board 40
Default value: 40ms.
301 This timer limits "Search by name" time in remote directories of LDAP type 3800
Default value: 38s
302 Time before a "Signaling link backup" to a stand-alone Media Gateway is set up 50
Value 0: no backup link is set up.
Value 1: a backup link is set up immediately.
Other values: delay before link set up.
Default value: 20s.
Note 1: a timer with a value of less than 90 sec before the backup link is set up may result
in connection failures (the Media Gateway is lost because it has not finished initializing).
305 Maximum reset time for a stand-alone Media Gateway. If, when this timer elapses, 12000
neither the backup up nor the nominal link has been established, the Media Gateway is
reset.
Default value: 20mn.
Note 2: for Alcatel support only.

159
308 Timer for ringing before no answer for an e-RMA call. This call concerns incident 200
reporting or callback from the remote manager
Default value: 20s.

Timer Significado Duração


Número
(100 ms)

309 Timer before callback by the remote manager. This timer gives the remote modem 400
sufficient time to on hook
Default value: 20s.
319 Timer after ringing (CLIP on Z32) 70
Default value: 7s
320 Timer after message (CLIP on Z32) 25
Default value: 2,5 s
328 Callback on busy trunk group 150
Timer between release of a trunk and callback on busy trunk group
329 Callback on busy trunk group 27000
Maximum duration of a recording. After this timer, the recording is lost.
Default value: 45mn
331 IP Touch 4038 and 4068 3030
Timer for the display of the popup window indicating an incoming call

160
APÊNDICE 3

Tons

161
APENDICE 3 – LISTA DE TONS DO SISTEMA

Tone No. Nome Significado

1 AUXTEACH Routing tone

2 AUXMUSICATT Wait (162ampo n) tone

3 a 18 Voice Guides

19 AUXTE Dial Tone

20 AUXPTT1 Simulated external tone

21 AUXPTT2 Simulated international tone

22 AUXTO Busy Tone

23 AUXATT Tone indicating a waiting call

24 AUXBIP Barge-in (intrusion) tone

25 AUXSONBA Basic ringing tone

26 AX26 Dialing tone to indicate presence in DISA mode

27 AUXRA Ringing tone

28 AUXSIL Silence

29 AUXSONLO Ringing for internal calls

30 AUXSONR Ringing for external calls

31 AUXSONRV Set forwarded ringing

32 AUXSORAP Automatic callback ringing

33 AUXSONOP Attendant ringing

34 AUXSONRDV Appointment (Meet me) reminder ringing

35 MF1 DTMF digit 1 generator

36 MF2 DTMF digit 2 generator

37 MF3 DTMF digit 3 generator

38 MF4 DTMF digit 4 generator

39 MF5 DTMF digit 5 generator

40 MF6 DTMF digit 6 generator

41 MF7 DTMF digit 7 generator

42 MF8 DTMF digit 8 generator

43 MF9 DTMF digit 9 generator

44 MF0 DTMF digit 0 generator

45 MFET DTMF digit * generator

46 MFCAR DTMF digit # generator

162
Tone No. Nome Significado

47 MFA DTMF digit A generator

48 MFB DTMF digit B generator

49 MFC DTMF digit C generator

50 MFD DTMF digit D generator

51 B1 SOCOTEL DTMF generator

52 A2B3 SOCOTEL DTMF generator

53 A3B3 SOCOTEL DTMF generator

54 FC SOCOTEL DTMF generator (test frequency)

55 REMPGP1 Hold music replacement tone

56 REMPGP2 Backup tone N°2 (action accepted)

57 REMPGP3 Backup tone N°3 (prompt to dial after prefix)

58 Voice Guide

59 AUXIA2F 2 wire ATL frequency

60 TONSURSON Over-ringing on busy multiline set

61 AUXTOCONG Congestion Tone

62 AUXTODIS Dissuasion Tone

63 Voice Guide

64 TONALAPO Alarm set ringing

65 Voice Guide

66 AUXFBT Feedback tone (tone emitted when a key is pressed on a dedicated


digital set – specific to the USA)

67 AUXMULOC Ring tone on busy but accessible multiline set

68 Voice Guide

69 AUXSOMES Message lamp activation tone on Z sets in US shelves

70 AUXSOPRIO Priority call ringing on free analog sets

71 a 108 Voice Guides

109 GPHURLANT Tone to indicate a set in line lockout mode

110 Voice Guide

111 a 120 R2AR_F1 to 10 Non-modifiable R2 tones

121 a 135 R2AV_F1 to 15 Non-modifiable R2 tones

136 AUXCONGES Congestion tone

137 AUXTONBASE Basic Italian tone

163
Tone No. Nome Significado

138 AUXBIPCONF Conference tone

139 Voice Guide

140 a 149 R2AR_F1_IMP to Non-modifiable R2 tones


R2AR_F10_IMP

150 a 165 R2AV_F1_IMP to Non-modifiable R2 tones


R2AV_F15_IMP

166 TONARV Backup tone N°4 (dial tone for forwarded set)

167 TONACH_RE Routing transit tone

168 TON_PBX_ABS Backup tone N°5


Set absent from (PBX) hunt group

169 R2 backwards frequency on IO1


Combination N°1 (specific to Belgium)

170 R2 backwards frequency on IO1


Combination N°6 (specific to Belgium)

171 a 180 Reserved for hold music on analog interfaces (non-modifiable)

181 AUXSONMESZ Message lamp activation tone on Z sets in ACT shelves

182 On a Z alarm set, tone showing that an alarm has been activated

183 AUXRA2 Ring tone sent on trunks after a pre-offhook voice guide. Tone
identical to tone 27, but can be changed when specified by the
public carrier.

184 Priority ringing (MLPP service)

185 Continuous auxiliary for cyclic incoming preemption beep (MLPP


service)

186 AUXTEACHLOC Basic routing tone for local facilities

187 a 191 R2AV_F11 to 15 Non-modifiable R2 tones

192 BIPEXT Beep on set with outgoing external conversation

193 DIGITAL_RINGING_TONE Ring tone for digital set cadencing. In fact, to distinguish call types,
there is a choice of 6 predetermined cadences and a 7th that can be
customized.

194 a 204 CGCT DTMF tones 1 to 10

205 PRIO_BIP1 Priority call tone N°1

206 PRIO_BIP2 Priority call tone N°2

207 REMPGP4 Backup tone N°6 (action not allowed)

164
Tone No. Nome Significado

208 BIPSECRETARY Tone for break-in (intrusion) on assistant (secretary) set when the
manager activates discreet listening.

209 AUXPATRIO Priority call ringing on a Z set behind UA

210 AUXWRONGNB Wrong number tone

211 REORDER_TONE Specific tone for the USA

212 AUXSONMESZ_MG Message lamp activation tone on Z sets in a Media Gateway

213 Free Tone

214 a 255 Voice Guides

256 a 270 R1 Tones

271 a 543 Voice Guides

544 AUXBIPRECORD Beep when a conversation is recorded

545 a 560 Voice Guides

561 AUXBIP_RA Tone for automatic reconfiguration service

562 a 599 Free Tones

600 a 679 Voice Guides

680 a 699 Free Tones

700 a 849 Voice Guides

850 a 864 Free Tones

865 ANIREQ

866 a 910 Free Tones

911 a 1023 Voice Guides

165
APÊNDICE 4

Categorias de
Facilidades Telefônicas

166
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
RIGHTS
Protected against direct call pickup 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against all intrudes 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against set intrude 0 1 1 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Outgoing calls only 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Forwarded to external number 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against multi-line ringing 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against forwarding 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against beeps 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected agains call announcement 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Remote wake-up announcement 1 1 1 1 1 1 1 0 0 1 1 1 1 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Automatic call back satellite trunk group 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Transfer on no answer 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
ISDN remote charge service 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Bypass on forwarding 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against bypass on forwarding 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Interphony 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Secret Code, Key Repertory 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Night Service Answer Pick up 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Night Service Direct call pick up 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Attendant Call Privileges on PAI 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Busy private to public overflow 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Server-Minitel PC 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Private Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Remote Forwarding 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Beep on External Call 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
O/S private do public overflow 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Transfer outgoing-incoming 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Transfer outgoing-outgoing 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Local calls follow External Forwarding 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Mask ID name only for external calls 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Ringing tone in Handset 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Not received Mini Mail 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
No Callback on Free Set 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Op TG Reservation Override 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
No Substitution 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Reserved 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Lock Key 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Guest Private Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against VIP Private Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Private Call res1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Private Call res2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Protected against Automatic answer 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Authorized DISA unlocking 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Temporized Call Release 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Calling name display (CNIP/I-CNAM) 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Internal calls overflow if caller 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Internal calls overflow if called 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Record Authorization 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Casual conference 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Silence Connection on Agent 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Virtual set on CMP board 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

Routing mode at off hook No Routing (all categories)


Inter-comapny calling right False (all categories)

SET FEATURES
Immediate forward 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Immediate forward on busy 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0
Forward on no reply 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0
Forward on busy or no reply 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 1 0 0 0 0
Forward cancellation 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Forward cancellation by destination 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Overflow no reply on associate 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Cancel Overflow on associate 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Set group exit 1 1 1 1 1 1 1 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0
Set group entry 1 1 1 1 1 1 1 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0
Protection against beeps 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

168
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
PadLock 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Auto Alocation 0 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Substitution 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Password Modification 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Changing meter readout 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Do Not Disturb 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Set Out/In of Service 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Associated Direct. No modif. 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0
Remote Forward 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Cancel Remote Forward 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Unused 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Cancel automatic call back on busy 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Personal directory programming 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Personal directory use 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Language 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Contrast programmation 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Alarm consultation 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Camp On Control 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Overflow busy to associated set 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Overflow busy/no reply to associated set 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Guide Listening 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Suite Don´t Disturb 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
No Ringing 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tandem: Absent Secretary 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tandem: Filtering Activation 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Force Set Type Identification 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Ubiquity Mobile Programming 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Ubiquity Assistant 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

GENERAL SERVICES
Group call pick-up 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Direct call pick-up 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Processing group call pick-up 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

169
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
LOCAL SERVICES
Speed call to associated set 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Consult call back list 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Last caller call back 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Paging call answer 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Mail Consultation 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Wake-up/appointment remind 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tone test 0 0 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Collect telex 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Collect text 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Collect fax 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Message deposit 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Text deposit 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Image Deposit 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
ACD prefixes 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Meet me conference 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Cancel Wake-up 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Switch off Message LED 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Room status management 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Mini bar 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Mail Manager Access 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Conversation Recording 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Pabx address in DPNSS 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Direct Paging Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Infocenter 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Mail Deposit 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Select Principal Line 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Select Line Secondary 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Z dialing behing UA 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Mask remote identity 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Recordable Voice Guides 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Suite Wake up 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Suite Wake up Cancel 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Physical Room Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Under A4980 Control 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

170
Manual Add On Conference 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Annoucement 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Automatic Answering 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Call Restriction Service 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Explicit Priority 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Intercom Service Loop 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Explicit Precedence Level 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
CUG Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Background Music 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

EXTERNAL SERVICES
Direct Trunk seizure 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Business account code 1 1 1 1 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 1 0 0
Redial last number 1 1 1 1 1 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0
Night service answering 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
DTMF frequencies test 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Park Call/retrieve 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Waiting call consultation 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Decimal End to End Signalling 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
DTMF End to End Signalling 1 1 1 1 1 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Malicious Call 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Common Hold 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Priority of Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Secret / Identity 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Alphapage 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Manual Hold 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

171
0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
SUFFIXES
Broker Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Three Party conference 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Intrude 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Ringback on free or busy set 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Waiting camp-on 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Loudspeaker paging 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Call Annoucement 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Enquiry Call 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0
Paging Request 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Business number 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Decimal End to End Dialling 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
DTMF End to End Dialling 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Malicious Call 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Mail Message Deposit 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Camp ON Control 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Voice Mail Consultation 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Bypass on Do Not Disturb 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

ABREVIATED DIALLING AREA


Area 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 2 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 3 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 4 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 5 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 6 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 7 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 8 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 9 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 10 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 11 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 12 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 13 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 14 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31

172
Area 15 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 17 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 18 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 19 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 20 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 21 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 22 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 23 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 24 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 25 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 26 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 27 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 28 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 29 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 30 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 31 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1

Voice Mail Forwarding Ring final Set Mail (all categories)


Default Overflow Type No forward (all categories)
Default Overflow Addressing Nothing (all categories)
Quality Profile for Voice on IP Profile #2 (all categories)
Download policy Delayed (all categories)

DOWNLOAD START
Hour 20 (all categories)
Minute 0 (all categories)

DOWNLOAD STOP
Hour 0 (all categories)
Minute 0 (all categories)

173
Omni PCX ENTERPRISE
Features – name and description
RIGHTS

Feature Name Feature Description

Protected against direct call Subscriber is protected against call pick-ups by another set in the system
pickup

Protected against all intrudes A communication is permanently protected against intrusion if one of the two
correspondents has this protection in their facility rights COS (even if it is a
priority call)

Protected against set intrude A communication is permanently protected against intrusion if one of the tow
correspondents has this protection in their facility rights COS (except if it is a
priority call)

Outgoing calls only An “outgoing calls only” set is protected against any incoming call wheather
simple or in a enquiry call.
This protection does not count if this set belongs to a hunting group of sets (PBX)
and if it is caller by the number of the hunting group.

Forwarded to external number The subscriber of a set can forward his calls to a external number using a prefix
followed by the call number.
The number may be displayed on the set or on the system console.
For this facility, it is necessary that the set and trunk COS authorize it.

Protected against multi-line The over-ringing on a multil-line set is 174nhibited if there are several calls on
ringing the already busy set.

Protected against forwarding The subscriber that has this protection cannot be the destination of a forwarding
(function prohibited).
This protection is only removed after the validation of the parameter in control.
Any forwarding arried out before this validation is operational.

Protected against beeps A set can be permanently protected against any call which generates a beep
during a current communication (camp on call on busy set, intrusion).
This function is particulary useful to protect a modem link (telefax, minitel,
etc..)

Protected agains call This protection only concerns digital sets (40xx and 43xx).
announcement
The “call announcement” suffix is without effect on the set of a subscriber who
has this protection.

Remote wake-up announcement From any set in the system, a subscriber can program his set to ring at a
predetermined time.

Automatic call back satellite trunk The subscriber can leave na automatic call back request if the satellite trunk
group group is busy.

Transfer on no answer The subscriber who has this protection is authorized to transfer on no answer or
on busy.
It the transfer on no answer is not authorized, the initiator set rings again.
It is the facility rights COS of the set requesting the transfer which is taken into
account.

ISDN remote charge service YES: the system sends the remote charge request to each ISDN communication.
The subscriber who has this service complement is informed in real time of the
number of units or the cost relative to the outgoing communication. Unit display
(see Specific Telephone Features – Display) must be set to YES.
NO: only the number of global units or the total cost since the last count RESET
is displayed at the end of communication. If the user subscribes the service
174
“Permanent cost display”, set this attribute to “NO”.

Feature Name Feature Description

Bypass on forwarding When the called party is forwarded to another set, the subscriber may force the
call to the called set.

Protected against bypass on This section makes it possible to prohibit the other subscribers from using the
forwarding override function on one´s set.

Interphony A dedicated set (40xx and 43xx) can be put in interphone position by pushing the
dedicated key. If so: when there is an incoming call, the set ring for 5 seconds
(depend on timer 10) and the automaticallyu passes into the handsfree position.
Going on-hook is also automatic.
The user can define a personal list of correspondents associated to this function
by Menu Enhancements.

Secret Code, Key Repertory The subscriber is asked to dial a secret code when he activates the programming
of repertory keys.

Night Service Answer Pick up When the call overflows onto the overflow routing set of their own entity (in
restricted service), it can be intercepted by all subscribers who dials the night
service answer prefix.

Night Service Direct call pick up YES: when a call overflows onto the overflow routing set of any entity it can be
intercepted by all subscribers who dila de direct call pick-up prefix other tan this
nght service set.
This is useful when several entities use the same night service (in fact, in this
case the response prefix on night service cannot function for the subscribers
belonging to different entities other than that of the night service set)
NO: only sets of the same entity can intercept the night service set.

Attendant Call Privileges on PAI Not Used

Busy private to public overflow The set is aloowed to overflow to the public network in the case of saturation on
the ABC-F private link

Server-Minitel PC This section is used for PC-minitel servers terminals.


YES: the related terminal is declared PC minitel server. The subscribers which
use the minitel server benefit from all the rights for dialing which are given to
this terminal (right to minitel dialing).
In order to give the proper parameters to this service, one has to assign:
- to the PC-minitel server terminals:
. one feature COS containing this section to YES.
. one COS of access to an external device (translator) which enable the access
to the minitel calls wished.
- to subscribers:
. one feature COS containing this section to NO.
. one cos of access to an external device (translator) which disable the access to
the minitel calls wished.

Protected against Private Call The set cannot make private calls

Protected against Remote The set can only be forwarded from another using a password.
Forwarding

Beep on External Call YES: a beep (tone 192) is issued at regular time intervals (timer 85) during na
external call.
This beep is used to recall the user that he is calling on an expensive line and for
a long time.

O/S private do public overflow YES: the set is allowed to overflow to the public network in the case of the
rupture of ABC-F link.

175
Feature Name Feature Description

Transfer outgoing-incoming The user can transfer na external called party to na external caller.
User A is called by external 176orrespondent B. He calls external
176orrespondent C, he can transfer 176orrespondent B to 176orrespondent C.
outgoing external communication – A to B
incoming external communication – A to C
- authorization to transfer B to C

Transfer outgoing-outgoing The user can transfer an external called party to another external called party.
Outgoing external communication – A to B
Outgoing external communication – A to C
- A can transfer B to C

Local calls follow External YES: enables the external forwarding when users use the remote forwarding
Forwarding prefix.

Mask ID name only for external YES: The user has the option of masking the identity (secret identity) but only
calls for external calls.
NO: The user has the option of masking the identity (secret identity) of internal
and external calls.

Ringing tone in Handset YES: The user hears the call tone (beep) in the handset.

No Callback on Free Set YES: The user can inhibit call back on his free set.

Op TG Reservation Override Reserved

No Substitution The user can inhibit the substitution on his set.

Lock Key YES: The repertory keys associated with the multiline keys are locked and cannot
be programmed from the set.
This possibilityis used (for example) for direct lines between colleagues.

Protected against Guest Private This attribute is applied on use of the private call prefix by the users of this COS.
Call
YES: the user is not allowed to use the guest private call prefix.

Protected against VIP Private Call This attribute is applied on use of the private call prefix by the users of this COS.
YES: the user is not allowed to use the VIP private call prefix.

Protected against Private Call res1 Protected against Private Call Reserved 1 (reserved attributes)

Protected against Private Call res2 Protected against Private Call Reserved 2 (reserved attributes)

Protected against Automatic VISUAL MESSENGER feature


answer
YES: The set rings before playing back the message.
NO: The set plays the message back directly

Authorized DISA unlocking YES: allows use of the DISA unlocking prefix from temporary to normal locking.
Generally this right is allocated to the site administrator´s set. See in this
respect the attribute DISA temporary locking in FEATURES CUSTOMIZATION and
the attribute DISA status in SPECIAL TELEPHONE SERVICES.

Temporized Call Release If a user subject to “Communication Cut-off Timer” uses a trunk subject to
“Release After Timer” (see attribute Special Services in TRUNK GROUP), his
communication is cut after a timer (timer 250 – 6 minutes by default, minimium
value – 1 minute even if the value is less).

Calling name display (CNIP/I- YES: display of caller name provided by the public network for calls from VN7 or
CNAM) T1 ISDN trunk group

176
Feature Name Feature Description

Internal calls overflow if caller YES: right of caller set to overflow of local calls on called party entity.
This right is only operational if the caller has the same right.

Internal calls overflow if called YES: right of called party set to overflow of local calls on called party entity.
This right is only operational if the caller has the same right.

Record Authorization YES: a Digital Recorder Link can record a user´s conversation.

Casual conference YES: right to real time conference; on the basis of a classic 3-way conference, it
is possible to have up to 6 correspondents.

Silence Connection on Agent Normally, the agent presentation guide is broadcast to the caller and to the
agent prior to the call.
YES: the agent presentation guide is broadcast to the caller only (and not to the
agent, who consequently hears not the voice guide but the caller)

Virtual set on CMP board YES: the set is a virtual UA set declared on the CMS-GSM board.

Routing mode at off hook Five types can be programmed:


- Delay Routing: the call is automatically made after a timeout if no number has
been dialed.
- Direct Routing: the call is automatically made as soon as the handset is taken
off the hook.
- Specialized incoming: the set cannot call, it can only receive calls.
- No Routing: the set get the off-hook tone, and waits for the dialing.
- External Alarm: send alarm

Note:
The value of the time-out for the routing on going off-hook is programmed by the
System Timers.
The routing number (if timed-out or immediate) is managed by the ROUTING
TABLE program.

Inter-company calling right This parameter is used for the CENTREX application (Multi-Company).
YES: a user can call a user in a company other than his/her own.

SET FEATURES

Feature Name Feature Description

Immediate Forward This feature makes it possible to forward internal and external calls immediately
to another set, chosen when this feature is activated.

Immediate forward on busy This feature makes it possible to forward internal and external calls immediately
to another set, when the set is busy.

Forward on no reply This feature makes it possible to forward internal and external calls to another
set at the end of a timeout when the set is free, but remains unanswered.

Forward on busy or no reply This feature makes it possible to forward internal and external calls to another
set immediately on busy or at the end of a timeout when the set is free, but
remains unanswered.

Forward cancellation From his set, the subscriber can cancel the immediate call forwarding

Forward cancellation by From the forwarding destination, a subscriber can cancel the forwarding of his
destination calls.

177
Feature Name Feature Description

Overflow no reply on associate The subscriber can be forwarded on no reply to his associated set using a prefix
or by simply pressing a key.

Cancel Overflow on associate The subscriber can cancel the forwarding to his associated set by using a prefix
or by simply pressing a key.

Set group exit The subscriber that has this facility is authorized to dial the “set group out”
prefix.

Set group entry The subscriber that has this facility is authorized to dial the “set group in”
prefix.

Protection against beeps The subscriber who has this feature is allowed to be protected temporarily
against any call which generates a beep during a current communication (camp
on call on busy set, intrusion).
This function is particulary useful to protect a modem link (telefax, minitel)

Padlock It is possible to prohibit other subscribers from directly seizing from one´s own
set by dialing the lock prefix and then going on-hook.
The lock proihibits:
- the access to programming
- external calls
Only the password allows to access this facilities.

Auto Alocation In the multi-occupation feature, the auto-assigment consisits of assigning the
178umber of the client from the room set and not from the system management
terminal

Substitution From any set in the system or na external DTMF set in incoming DISA, a
subscriber dials the substitution prefix followed by his own set and his password.
They can then modify or cancel any call forwarding, for example, as if he was
using his own set.

Password Modification The subscriber can change his personal password.

Changing meter readout The subscriber may consult his charging meter by using a prefix.

Do Not Disturb The set is considered as busy except for urgent calls and attendant calls.

Set Out/In of Service The subscriber can put his set in or out of service by using a prefix (for exemplo,
to move his set).

Associated Direct. No modif. The subscriber can change his associated set number.

Remote Forward From any set in the system, a subscriber can forward his calls to a set in the
system (or change his forwarding).

Cancel Remote Forward From any set in the system, a subscriber can cancel the forwarding of his calls.

Cancel automatic call back on From his set, a subscriber can cancel the automatic call-back.
busy

Personal directory programming The subscriber can program his own repertory using a prefix.

Personal directory use The subscriber can use his own repertory by using a prefix.

Language The subscriber can choose the language of the menus on the display of his set
and of the voice guide.

Contrast programmation The subscriber has the possibility of adjusting the contrast of his display using a
prefix.
This function is useful for UA sets which are not provided with SOFT keys.

178
Feature Name Feature Description

Alarm consultation The use of the set having this right is different whether it is or it is not provided
with a display:
- on analog or UA set with no display: the prefix makes it possible to cancel the
alarm(s) which are presented on the set.
- on UA set with display: the prefix makes it possible to consult the alarms: 3
keys are used to consult and cancel them.

Camp On Control The subscriber may prohibit calls to camp on busy.


In case of a suffix:
- while in conversation, the subscriber has the possibility to disable camp on. If a
call is already waiting when the 179uffix is dialed, this call remains waiting
normally. The deactivation is applied to next calls.

Overflow busy to associated set The subscriber can be forwarded towards his associated set on busy, using a
prefix or simply by pressing a key.

Overflow busy/no reply to The subscriber can be forwarded towards his associated set on busy and on “no
associated set reply”, using a prefix or simply by pressing a key.

Voice Guide Listening If the user does not want to listen nto voice guides, the “Listening to voice
guides” prefix allows him to switch to calls 0 (no longer listening to voice
guides).
Choosing this function another time allows him to return to its own class and to
listen to them again.

Suite Don´t Disturb Hotel funcionaliity

No Ringing YES: The user can inhibit the ringer or not, using a prefix.

Tandem: Absent Secretary YES: The secretary with a tandem can ativate or deactivate (from the secondary
set of the tandem) the Absent Secretary key on the main set.

Tandem: Filtering Activation YES: The boss with a tandem can activate or deactivate (from the secondary set
of the tandem) de RISO/PRISO keys on the main set.

Ubiquity Mobile Programming YES: The mobile number may be programmed from user´s set.

Ubiquity Assistant YES: forwarding to the UBIQUITY voice mailbox is possible from the user´s set.

GENERAL SERVICES

Feature Name Feature Description

Group call pick-up A call can only be intercepted inside the pick-up group. When a set in the group
rings, ig the group call pick-up prefix is dialed from another set of the same
group, this call is intercepted.

Direct call pick-up When a set rings, wheter it is with na internal communication, an external
communication, from the attendnant, after a transfer, not after a transfer, any
set can intercept the call by dialing the general call pick-up prefix followed by
the number of the ringing set.

Processing group call pick-up Processing group call pick-up is used within a CCD processing group. When na
agent in the grup is rung, the dialing of the processing group call pick-up prefix
from another set in the same group results in pick-up of this call.

179
LOCAL SERVICES

Feature Name Feature Description

Speed call to associated set The subscriber can call the number of the associated set by a prefix.

Consult call back list The called subscriber can consult the list of people who have been asked to be
called back and possibily request that they are called automatically.

Last caller call back A ringing set comes back to free as soon as the local or external caller goes on-
hook. On his return, the subscriber of the set can automatically call back the last
local caller by dialing a specific prefix.

Paging call answer This feature allows a subscriber whose beeper is ringing, to answer the
correspondent who is trying to join him (after dialing a prefix).

Voice Mail Consultation This feature allows the direct consultation of voice mail.

Wake-up/appointment remind An 180djustment180 reminder system makes it possible to make the set ring at a
predetermined time, with a second ringing 2 minutes (can be changed) later if
there is no reply.
The 180djustment of the time out is done in “SPECIFIC TELEPHONE SERVICES).

Tone Text Using a prefix, the subscriber causes all tone and voice guides to be generated.

Collect Telex A message signals that the subscriber should collect a telex from the secretary.

Collect Text A message signals that the subscriber should collect a telex from the secretary.

Collect fax A message signals that the subscriber should collect a FAX from the secretary.

Message deposit A message signals that the subscriber should consult his message mailbox.

Text deposit A message signals that the subscriber should consult his text mailbox.

Image Deposit A message signals that the subscriber should consult his image mailbox.

ACD prefixes The subscriber has the right to use the “SOFT” keys of ACD functions (ACD
withdrawal, ACD out of service, counting the type of call, calling the supervisor,
information on camp-on calls.

Meet me conference Meet me conference is available on all the sets whose COS corresponds to it.
Up to 7 persons can be in conference.
First, these persons must agree with a password; each subscriber can enter the
conference after dialing his password ant then the password of the conference.

Cancel Wake-up Cancellation of the Appointment/wake-up programming.

Switch off Message LED The subscriber can cancel the message LED.

Room status management Hotel facility.

Mini bar Hotel facility.

Voice Mail Manager Access The subscriber of this set is the voice mail manager; by using a prefix, he can
access the voice mail control (system, modification of subscribers in relation to
the voice mail)

Conversation Recording Using a key, the subscriber can record the current conversation (this service does
not function during a conference).
This function is linked with ALCATEL 4630 Voice Mail.

Pabx address in DPNSS By using a prefix followed by the PABX number, the subscriber can access the
remote PABX with all the associated telephone services.

180
Feature Name Feature Description

Direct Paging Call The subscriber can trigger the paging of his correspondent using the “paging”
prefix followed with the number of his correspondent.
This service is used to force the call to be forwarded to the called party in
paging, if he has not activated his receiver.

Infocenter The Infocenter is a computer system used to store information on subscribers.


The subscriber dials the Infocenter prefix followed by certain data (reason for
absence, the time or date he wiil return ….) used by the attendant when there is
a call for him.

Voice Mail Deposit This service makes it possible to deposit messages directly into a subscriber´s
mailbox using the prefix followed by the directory number of the subscriber.

Select Principal Line The subscriber can select a forwarding prefix on its principal line (principal line
selection prefix followed by the forwarding prefix).

Select Line Secondary The subscriber can select a forwarding prefix on its secondary line (secondary
line selection prefix followed by the forwarding prefix).

Z dialing behing UA This service enables a UA set to be associated to a Z set (UA set with modem for
PC directory, etc.)

Mask remote identity The user has the option of masking, on the display, the identity of remote
subscriber (for reasons of confidentiality). This feature is operational before and
during the communication.

Recordable Voice Guides YES: Right to record dynamic voice guides.

Suite Wake up Hotel function


YES: right to wake-up prefix.

Suite Wake up Cancel Hotel function


YES: right to wake-up cancellation prefix.

Physical Room Call Hotel function


With a hotel room in multi-occupation where only a single customer is declared
in nthe room, calling the room in fact calls to the customer, so that his voice
mail can be followed if necessary.
YES: right to the room physical call prefix: by using this prefix followed by the
directory number of the rrom, the room is called rather thant the customer
without foloowing any possible forwards (the set rings in all cases).

Under A4980 Control YES: Authorization for supervision by the 4980 application (telephony on PC)

Manual Add On Conference YES: authorization to be master of conference with manual insertion (add-on) of
participants and supervision of the conference.

Annoucement YES: authorization to be master of annoucement (ability to broadcast a voice


message, recorded or not, to users whose terminals are equipped with a
speaker).

Automatic Answering YES: automated answer prefix allowed.


This prefix is used within the frame of the unified voice mail for RSVP type
terminations. Thus, when an RSVP termination calls a set having previously
dialed the antomated answer prefix, the set automatically off-hooks.

Call Restriction Service YES: right to call restriciton prefix.


This prefix is used to modify the global alarm level of the base if the restriction
COS that can be activated by the user is greater. This value is then the value of
the restriction COS that can be activated by the user.

181
Feature Name Feature Description

Explicit Priority YES: right to the explicity priority prefix on call setup.
Reminder: when there is a priority call, if the condition allow it, pre-empting
allows resources to be released in norder to setup the call (see Priority service,
or MLPP service)

Intercom Service Loop YES: right to intercom prefix enabling the user to switch to intercom mode.

Explicit Precedence Level YES: right to MLPP (Multi Level Precedence and Preemption) prefix to allow the
desired priority level to be chosen for setting up the call.
(see Priority Service, or MLPP service)

Background Music YES: right to the background music function. The user can enable this option
using a soft key. When idle, the set will then automatically broadcast the
background music selected.
For the background music to be able to be used on a set, both "tone test" and
"Background music" must be enabled in its Telephone Facilities COS.

EXTERNAL SERVICES

Feature Name Feature Description

Direct Trunk seizure The caller goes off-hook and, after obtaining the dial tone, dials the specific
seizure prefix of the trunk followed by the trunk number.

Business account code The access by prefix makes it possible to account for communications by business
account in the charging.

Redial last number By dialing a specific prefix, any subscriber can automatically retransmit the last
external number dialed on his set.
Note.: on external forwards, the forward number fills the retransmition memory,
meaning that this function cannot be used when a external forward is active.

Night service answering When there is a call, the general ringing is activated, the set line icon lights up.
To answer the call, it is necessary to press the programmed key or dial the
prefix.

DTMF frequencies test Using a prefix, the subscriber can transmit Q23 multi frequency codes one by one
at the requests of the public administration.

Park Call/retrieve The subscriber can park a correspondent and come back to it from another set
(or the same set).

Waiting call consultation During the communication and informed by a beep and by a message that there
is an external call camped on, the subscriber may go into conversation with the
correspondent without losing the first communication.

Decimal End to End Signalling This service makes it possible to sendn rotaly dialing on a NDID line, when the
COS respective to the subscriber andn the trunk authorize it.
The subscriber can use a rotaty or DTMF set or a specific set.
The subscriber does the End-to-End signalling by using the enquiry call maneuver
followed by the rotaty end-to-end signalling prefix.

DTMF End to End Signalling This service makes it possible to send, on a NDD line, DTMF dialing when nthe
respective COS of the subscriber and the trunk authorize it.
The subscriber can use a rotary, DTMF or specific set.
The subscriber does the end-to-end signalling using the enquiry call maneuver
followed by the DTMF end-to-end signalling prefix.

Malicious Call The subscriber dials a suffix during the communication in order to identify the
origin of the malicious call.

182
Feature Name Feature Description

Common Hold The user has the possibility of parking a call for a pick-up group.

Alphapage The user has the possibility of parking a call for a pick-up group.

Manual Hold A user in ordinary external communication can intentionally put this
communication on hold using the manual hold prefix in order to carry out non-
telephonic work and the retrieve the external correspondent once this non-
telephonic work has terminated.
This facility is systematically offered to agents in CCD communication.
It´s not operational with multi-line UA sets, attendant, S0 sets and A4040 sets.

SUFFIXES

Feature Name Feature Description

Broker Call The subscriber that has a correspondent on line and another on hold can pass
alternately from one to the other.

Three Party conference The three party conference is available for all sets which have the corresponding
COS. At least one correspondent must be local.

Intrude If his respective COS allow it, subscriber A can enter during the course of the
conversation of subscriber B that he has called.

Ringback on free or busy set Any subscriber calling a digital set which is busy, or free and is not answered,
can request the "automatic call back" by dialing a suffix.

Waiting camp-on From a classic or digital set, when a busy internal set is called, the subscriber
dials the "waiting camp-on" suffix. The called party hears a communication
camp-on signal. They can consult this camp-on by dialing the "camp-on
consultation" prefix.

Loudspeaker paging The subscriber is authorized to transmit a spoken message without a reply to
digital sets which are equipped with a speaker.

Call Annoucement The subscriber who has this privilege can force the answer of the called party by
merely pressing a key. This function involves an activation of the spreaker on the
called set; the called party hears the voice of the caller, he may take the call.

Enquiry Call During a communication, the subscriber can go into conversation with another
correspondent (either to take a waiting call, or to call another correspondent)
without losing the first communication.

Paging Request The subscriber can page his correspondent by using a suffix.

Business number This feature makes it possible to:


- account for communication by business during the communication.
- change the business account code during the communication.

Decimal End to End Dialling This service makes it possible to sendn rotaly dialing on a NDID line, when the
COS respective to the subscriber andn the trunk authorize it.
The subscriber can use a rotaty or DTMF set or a specific set.
The subscriber does the End-to-End signalling by using the enquiry call maneuver
followed by the rotaty end-to-end signalling prefix.

DTMF End to End Dialling This service makes it possible to send, on a NDD line, DTMF dialing when the
respective COS of the subscriber and the trunk authorize it.
The subscriber can use a rotary, DTMF or specific set.
The subscriber does the end-to-end signalling using the enquiry call maneuver
followed by the DTMF end-to-end signalling prefix.

183
Feature Name Feature Description

Malicious Call The subscriber dials a suffix during the communication in order to identify the
origin of the malicious call.

Voice Mail Message Deposit This service makes it possible to deposit messages directly into a subscriber´s
mailbox, using the preffix followed by the direcitory number of the subscriber.

Camp ON Control The subscriber may prohibit calls to camp on busy.


In case of a suffix:
While in conversation, the subscriber has the possibility to disable camp-on. If a
call is already waiting when the suffix is dialed, this call remains waiting
normally. The deactivation is applied to next calls.

Voice Mail Consultation This feature allow the direct consultation of voice mail.

Bypass on Do Not Disturb This allows the user calling a set in DND mode to force set ringing using a soft
key.

ABBREVIATED DIALING AREA

Feature Name Feature Description

Abbreviated Dialing Area The subscriber of a set that has the right to one or 184everal ranges (0 to 31) of
abbreviated numbers can call the external correspondents nthat correspond to
the contents of these ranges.

Feature Name Feature Description

Voice Mail Forwarding I the call of a set is forwarded onto na other set and the latter is in Voice Mail
Forwarding:
- Ring final set: then ringing of the final set is forced (default position).
- ring final set mail: the call is forwarded to the final set mail.
- ring called set mail: the call is forwarded to the mail of the first called set.

Default Overflow Type Enter the desired option:


- Immediate forward
- Immediate forward on busy
- Forward on no reply
- Forward on busy and no reply
- No Forward
With the default noverflow type attribute, the set can be made to
184ystematically overflow if no customized forward/overflow is already
imnplemented on the set.
This default overflow occurs to destination chosen in the attribute “Destination
by Default Overflow”

Default Overflow Addressing Enter the desired option:


- Nothing
- Associated
- Voice Mail
- Secretary
With the "default overflow type" attribute, the set can be made to sistamatically
overflow if no customized forware/overflow is already implemented on the set.

Feature Name Feature Description

184
Quality Profile for Voice on IP This attribute is used to apply the required QOS profile to the user during
voice/IP communications (the same parameter is managed in the trunk groups).
- Always Voice/IP: when the possibility exists, calls from terminals of this type
always use the IP links whatever the QOS of the link.
- Never Voice/IP: calls from terminals of this type never use the IP link whatever
the QOS of the link.
- Profile 1/2/3: if the possibility exists, calls from terminals of this type use the
IP links if the QOS of the link is a minimium of 1/2/3 respectively. These profiles
are used to adapt the quality to particular cirunstances and are managed in the
object "SYSTEM - QUALITY PROFILE FOR VOICE ON IP".

Download policy Download Policy for new software of new data in the set. The aim is to specfify
here when the update of the sets in this caregory will take place.
Keep in mind that in any case, the set must be free in telephone terms.
This attribute only applies to IP Touch TDM sets (UA).
The possible values are:
- Only on request: the set is only downloaded on request by the administrator,
using the "downstat t" tool.
- before starting the application: the set is downloaded as a priority (be careful
not to assign this policy to all sets .. Too many sets having priority removes the
advantage of the priority).
- As soon as possible:
The set is downloaded as soon as possible.

185
APÊNDICE 5

Categoria de Acesso à
Rede Pública

186
As categorias de acesso à rede pública tratam básicamente de três condições:

1. Discriminação de chamadas – acesso às áreas do discriminador utilizado

Categories ► Access Category ► Go Down Hierarchy ► Public Access Category ► Consult/Modify

O default das tabelas está demonstrado na “Tabela 1” localizada adiante neste apêndice.

A tabela relaciona o dado entre a categoria de acesso à rede pública e cada área do discriminador
real que está sendo utilizado pela entidade ao qual pertence o ramal, onde:

0 – proibido
1 – permitido

2. Características de acesso às rotas (tratamento para chamadas de entrada)

Categories ► Access Category ► Consult/Modify

O default das tabelas está demonstrado na “Tabela 2” localizada adiante neste apêndice.

A tabela relaciona o parâmetro específico e o seu comportamento em cada categoria de acesso à


rede pública para quatro estados diferentes do sistema (Night, Day, Mode 1 e Mode 2), onde:

0 – proibido
1 – permitido

3. Acesso a rotas (grupos de troncos)

Categories ► Access Category ► Go Down Hierarchy ► Trunk Group Access Category ►


Consult/Modify

Para cada nova rota (grupo de troncos) que é criada, é feito um relacionamento com cada uma das
categorias, para quatro estados diferentes no sistema (Night, Day, Mode 1 e Mode 2), onde:

0 – não tem acesso à rota


1 – tem acesso à rota.

O valor padrão é 1, para todas as categorias e todos os estados.

187
Categoria 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Area 1 0 1 1 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 2 0 1 1 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 3 0 1 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Tabela 1
Area 4 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 5 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 6 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 7 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 8 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 9 0 0 0 0 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Area 10 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 11 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 12 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 13 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 14 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 15 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 16 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 17 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 18 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 19 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 20 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 21 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 22 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 23 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 24 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 25 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 26 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 27 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 28 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

188
Categoria 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Área 29 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 30 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 31 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 32 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 33 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 34 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 35 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 36 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 37 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 38 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 39 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 40 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 41 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 42 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 43 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 44 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 45 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 46 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 47 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 48 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 49 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 50 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 51 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 52 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 53 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 54 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 55 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 56 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

189
Categoria 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Área 57 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Área 58 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 59 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 60 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 61 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 62 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 63 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Area 64 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0

190
Categoria 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
External Access on Attendant Transfer 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
External Access on Set Transfer 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Incoming DDI / Tie Line 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
SIO Overflow 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Incoming NDDI Hold on Busy Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Incoming DDI Hold on Busy Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Incoming Tie Line Hold on Busy Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
NDDI Overflow on Busy Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
DDI Overflow on Busy Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Tie Line Overflow on Free Set 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
NDDI Overflow on Waiting 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
DDI Overflow on Waiting 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Tie Line Overflow on Waiting 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
NDDI Overflow on Total Busy 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
DDI Overflow on Total Busy 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Tie Line Overflow on Total Busy 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 Tabela 2
Collect Call (PNC) 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1
Tool Free Call (PNC) 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Malicious Call Control 1 1 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
DDI PCM Answer Delayed 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Called Category – Auto Attendant 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
ARS Privilege 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
VPN Cost Limit = -1 (todas categorias)

191
TABELA 3

Attribute Name Attributte Description

External Access on Attendant YES: authorizes the outgoing or incoming network transfer made by the attendant.
Transfer
External Access on Set YES: authorizes the outgoing or incoming network transfer made by a set.
Transfer
Incoming DDI / Tie Line YES: authorizes the inconig DID or tie line on the set.
NO: provokes the overflow on the routing directory number (e.g. Attendant) of all
incoming DID or Tie Line on the set.
SIO Overflow Specific to France
The SIO trunk group is a France Telecom service offering the use of outgoing lines
at a preferential tariff for a fixed price. It functions only for long distance calls.
There is only one SIO trunk group per system.
YES: in the case of saturation of SIO trunk group, outgoing calls are switched to
another trunk group.
NO: in case of call saturation, the calls are put on hold (Automatic Recall on busy
trunk group).
One SIO trunk group per system is possible.
Incoming NDDI Hold on Busy YES: calls to busy sets are camped on.
Set
For further details see the following sections: “NDID overflow on total busy”, “NDID
overflow on waiting”
Incoming DDI Hold on Busy Set *Analog DID, T2, T0, DPNSS
YES: calls to busy sets are camped on.
For further details see the following sections: “DID overflow on total busy”, “NDID
overflow on waiting”
Incoming Tie Line Hold on YES: calls to busy sets are camped on.
Busy Set
For further details see the following sections: “Incoming Tie-Line overflow on total
busy”, “NDID overflow on waiting”
Collect Call (PNC) Specifi to Brazil. An authorized DID charging call is a public call paid for by the
called party and not the public caller.
This attribute enables this service to be authorized or prohibited to users (if the
authorized charging attribute is set at YES in TRUNK GROUP).
In fact, the PABX is not capable of knowing whether the call is an authorized DID
charging call or not. In case of prohibition from this service, the following happens:
for each call, whatever it´s type, the PABX transmits a signal asking the public
attendant to release the line if the call taking place is an authorized DID charging
call.
YES: DID charging call is authorized for the user.
NO: DID charging is refused, the release procedure is always carried out for DID
pulse metering calls.
Tool Free Call (PNC) This feature is linked to the DID R2 trunk signaling Group B.
This enables the transmission of an MF R2 special frequency informing the public
attendant that the caller is not to be charged.
YES: the frequency corresponding to this feature is sent (see TRUNK COS – Non-
chargeable DID calls).
NO: this feature is prohibited.

192
Attribute Name Attributte Description

Malicious Call Control This feature is linked to the DID R2 trunk signaling Group B.
This enables the transmission of an MF R2 special frequency informing the public
attendant that the call taking place must not be release by him but the called
party (from the PABX). If the case arises, this feature enables the called party to
ask the public attendant for the origin of the call taking place (malicious call
monitoring). This feature is used in specific cases (fire, police, etc..), and upon
asking the public administration.
DDI PCM Answer Delayed For AUDIOTEL requirements in Italy.
YES: delays the responde signal on the DID PCM for a duration corresponding to
timer 245 (T_ANSWER_DELAY).
This is used in order not to charge the subscriber during the AUDIOTEL
announcement message.
Called Category – Auto Each COS of called party rights (0 to 31) contains the call authorizations related to
Attendant automatic attendant.
ARS Privilege The ARS privilege (0 to 31) is used when a call is rerouted and is compared to a cost
threshold. If the cost threshold is equal or superior to the privilege, the call is
rejected (see TRANSLATOR – ARS TABLE).
VPN Cost Limit Values: -1, 0 to 254
The following are possible values:
-1: VPN overflow prohibited for all arteries even if the mandatory VPN hop
attribute (find this attribute in INTER-NODES LINKS – VPN OVERFLOW) is set at YES.
0: Overflow prohibited except on arteries where the attribute mandatory VPN hop
(find this attribute in INTER-NODES LINKS – VPN OVERFLOW) is set at YES.
Maximium value: VPN overflow allowed for all calls.
The VPN cost threshold is used during an ABC-F call in VPN overflow so that it can
be compared with VPN hop costs (see INTER-NODES LINKS – VPN OVERFLOW – VPN
Hop cost) according to the different system states (night, day, …). If the caller´s
cost threshold is lower than the additional VPN hop costs

193
APÊNDICE 6

Guias de Voz

194
Index Nome Conteúdo

2 MUSICATT “music”

3 GPMERAC Your request has been recorded. You may now hang up.

Seu comando foi aceito. Pode desligar

4 GPNUMCODE Please, dial your personal code

Disque o código personalizado

5 GPMANAUT The number dialed is not authorized. Please make inquiries.

O número discado não é permitido. Favor informar-se

6 GPCONUDE Please dial the station number you require.

Disque o número desejado

7 GPRV_A Your calls are forwarded, you can still make a call. To cancel dialing, please
dial 41. (forward cancellation prefix, numbering plan 4x)

O seu ramal encontra-se em desvio de chamadas, porém você pode originar


chamadas ou discar 41 para cancelar o desvio

8 GPRAPPEL You may request automatic call back by dialing 5 (Booking on free or busy
set prefix)

Voce pode ativar chamada de retorno automatico discando 5.

9 GPVONUM Please dial your own extension number

Disque o número do seu ramal.

10 GPRAPEET You may request intrusion by dialing 4 (intrusion suffix) or automatic call
back by dialing 5 (Booking on free or busy set suffix)

Voce pode ativar chamada de retorno automatico discando 5, ou


intercalação discando 4.

11 GPRAPATT You may request automatic call back by dialing 5 (Booking on free or busy
set suffix) or Camp-on by dialing 6 (Busy camp-on suffix)

Voce pode ativar chamada de retorno automatico discando 5, ou chamada


em espera discando 6.

12 GPATTRAPEET You may request intrusion by dialing 4 (intrusion suffix) or automatic call
back by dialing 5 (Booking on free or busy set suffix) or Camp-on by dialing 6
(Busy camp-on suffix)

Voce pode ativar chamada de retorno automatico discando 5, chamada em


espera discando 6 ou intercalação discando 4.

13 GPEET You may request intrusion by dialing 4 (intrusion suffix)

Voce pode intercalar na conversação discando 4.

14 GPNUMAF Please dial the project account code

Disque o número da conta para o débito da chamada.

15 GPHEURDV Please enter the time required

Disque a hora desejada

16 GPATT You may camp-on by dialing 6 (Busy camp-on suffix)

Você pode ativar chamada em espera discando 6;

195
Index Nome Conteúdo

17 GPINACMOMEN The person you have called is unavailable. Please call back later.

O ramal chamado está momentaneamente inacessível. Volte a chamar


posteriormente.

18 GPDONDIST_A Your extension is in “do not disturb”. You can still make a call. To cancel
“do not disturb” , please dial 42 (numbering plan 4x, “do not disturb
preffix”)

O seu ramal está na condição de “Não perturbe”, porem você pode originar
chamadas ou discar 42 para cancelar esta condição.

58 FILM_EXT There is not extension corresponding to the number dialed.

Não existe ramal correspondente ao número discado.

63 PBX_ABS You have left the group.

Voce saiu do grupo

65 TONREVEIL This is the time you wished to be call back

Este é o seu aviso de compromisso.

68 FILM_EET The extension you have called is protected against intrusion.

O ramal desejado está protegido contra intercalação.

71 GUIDAR1 Greeting message No. 1 (music-on-hold level 1)

72 GUIDAR2 Greeting message No. 2 (General forward guide)

73 GUIDAR3 Greeting message No. 3 (Deterring guide)

74 to GUIDAR4 to 30 Greeting message (from 4 to 30)


100

101 GPATTEET You may request intrusion by dialing 4 (intrusion suffix) or “Camp-on” by
dialing 6 (Busy camp-on suffix)

Voce pode ativar a intercalação discando 4, ou chamada em espera discando


6.

102 GPMESSYMP_A You have voice messages waiting. To consult you mailbox please dial 43
(numbering plan 4x, Voice mail consultation preffix)

196ont tem mensagens na sua caixa postal. Para consultá-los disque 43.

103 GPATTRECH Please do not hang up, we are paging your correspondent.

Não desligue. Estamos procurando o usuário do ramal desejado.

104 GPSUFRECH You may page the person you have called by dialing 7 (Paging request suffix)

196ont pode iniciar a busca do usuário do ramal desejado discando 7.

105 GPRACRECH We are paging your correspondent, you may hang up

Estamos procurando o usuário do ramal desejado. Pode desligar.

106 GPDISA Welcome to the DISA service, please enter your DISA code number.

196
Bem vindo ao serviço de discagem direta. Disque o seu código.

Index Nome Conteúdo

107 AGANNURAP_A You may cancel the automatic call back by dialing 44 (numbering plan 4x,
“cancel auto call back on busy” preffix)

Você pode cancelar a chamada de retorno automático discando 44.

108 GUIDE_HOTEL You have used all of your prepaid deposit, please extend your credit.

O pagamento antecipado de sua conta foi esgotado. Por favor informe-se.

110 GUID_ATT Please hold, the opeator will be with you shortly.

Por favor aguarde. A telefonista irá atendê-lo em breve.

139 GOSUFSYMP You may leave a message in the voice mail box of your correspondent by
dialing “8” (Voice Mail Message Deposit suffix).

Você pode acessar a caixa postal da pessoa desejada digitando 8.

214 GPENVINF You are connected to the paging system, please enter your message.

Você esta conectado ao sistema de paging. Digite sua mensagem.

216 GPFAX You have a FAX message awaiting collection.

Você tem um FAX para ser coletado.

217 GPUA_GUIDE Your are in Guide mode. To see the main call prefixes, press the CONSULT
key and then the CALL key

Você esta sendo orientado por guias vocais. Para verificar os principais
prefixos de chamada, digite CONSULTA e depois a tecla CHAMAR.

218 GPUA_KEYCONS To identify a key´s content, please press the selected key.

Para descobrir o conteúdo de uma tecla, pressione a própria tecla.

219 GPUA_KEYPROG To program a key on your extension, press the selected key.

Para programar uma tecla em seu aparelho ou uma tecla para um item da
lista telefônica, pressione a tecla desejada.

252 TONLEN37_A This extension is locked, to cancel please dial 45 (numbering plan 4x, “lock
prefix”

Seu aparelho está com cadeado ativado. Para cancelar disque 45.

253 TONLEN38_A You have a call back request, you can still make a call. To cancel please dial
46 (numbering plan 4x. “consult call back list prefix”).

O seu ramal encontra-se com chamada de retorno 197utomático ativada,


porém você pode originar chamadas. Para cancelar esta condição disque 46

255 TONLEN40 To identify a key´s content, please press the selected key; to list the main
codes, please press 1.

Para descobrir o conteúdo de uma tecla, pressione a própria tecla. Para


descobrir os principais prefixos de chamada, pressione 1.

512 MULTI_WAKE_UP_ To change the time press 1, to cancel it press 2, for next programming press
3, otherwise hang-up.
PROG
Para modificar este tempo tecle 1, para cancelar tecle 2, para a próxima
programação tecle 3.

197
Index Nome Conteúdo

513 MULTI_WAKE_UP_ To change the time press 1, to cancel it press 2, otherwise hang-up.
END
Para modificar este tempo tecle 1, para cancelar tecle 2, ou desligue

514 VG_LNK_SAT The network is busy, please try again later.

O enlace de rede está ocupado. Por favor tente mais tarde.

515 GP_ARS_WAIT_ The call you are trying to make will not be routed via the cheapest network,
either try again later or wait to estabilish a connection.
TONE
A chamada que você está efetuando não será encaminhada pela rota de
menor custo. Você pode tentar novamente mais tarde ou aguardar para
estabelecer a conexão.

524 ACD2_PILNUM Please enter the pilot number


(CCD application only)

Por favor disque o número do piloto.

525 ACD2_PGNUM Please enter the processing group number.


(CCD application only)

Por favor disque o número do grupo de processamento.

526 ACD2_AGNUM Please enter your agent number.


(CCD application only)

Por favor disque o número do seu agente

527 ACD2_WITHDRAW You’re withdrawn from the processing group


(CCD application only)

Você foi desligado do grupo de processamento.

528 ACD2_TRANS_ALLOW You may hang-up to transfer the call.


(CCD application only)

Você pode desligar para transferir a ligação.

529 ACD2_TRANS_FORBID This transfer is not allowed.


(CCD application only)

A transferência não é permitida.

530 ACD2_WITHDR_TYPE Please enter the withdraw type


(CCD application only)

Por favor tecle o tipo de saída do grupo.

531 GPMMC_SUFF You may cancel the enquiry by dialing 2 (consultation call suffix), introduce
your correspondent into the conference by dialing 3 (Three party conference
suffix) or hang up to transfer the call.

Você pode cancelar a consulta discando 2, ativar uma conferencia discando


3, ou desligar para transferir a ligação.

532 GPMMC_ATT_TR You are being entered into a conference, thank you for holding.

Você está sendo colocado em conferência. Obrigado por aguardar.

533 GPMMC_ATT_CV You are in a conference, thank you for holding.

Você está em conferência. Obrigado por aguardar

198
Index Nome Conteúdo

535 VG_ALARM_TIME_ Alarm time programming time confirmation.


PROG
Seu comando foi aceito. Pode desligar.

536 VG_ALARM_TIME_ Alarm time programming time expiration.


EXPIR
Este é o seu aviso de compromisso.

537 VG_ACDW_HD_ Do you wish to validate the headphone mode ?


PHONE
Deseja validar o modo fone de cabeça ?

539 GPBADCODE Incorrect code, please re-enter your personal code.

Código incorreto. Por favor digite novamente o seu código.

540 GPNEWPIN Your personal code is wrong or outdated, please enter your new personal
code.

Seu código pessoal está incorreto ou com prazo de validade vencido. Por
favor digite seu novo código pessoal.

541 GPCONFPIN Please confirm your new personal code.

Por favor confirme o seu novo código pessoal.

542 GPNEXTCODE Please dial your next personal code.

Por favor digite o seu novo código pessoal.

543 GPSERVINAC The service is momentarily unavailable, please call back later.

O serviço está momentaneamente indisponível. Por favor tente mais tarde.

199

Você também pode gostar