Você está na página 1de 13

União de Ensino Superior de Campina Grande

Enfermagem

Queimaduras

YOHANA BRUNNA SOUSA E SILVA

Campina Grande – PB
2010
YOHANA BRUNNA SOUSA E SILVA

Queimaduras

Trabalho apresentado para


obtenção da nota nº3. Avaliação ao
Professor Francisco da Disciplina de
Urgência e Emergênci, Turma de 5º
Período, Noite do Curso de Graduação em
Enfermagem.

Campina Grande – PB

2
2010

Sumario

1 INTRODUÇÃO.........................................................................4

2 ANATOMIA E FISIOLOGIA DA PELE ..............................5

3 TIPOS DE QUEIMADURAS...................................................6

4 GRAU DE QUEIMADURA.....................................................7

5 AGENTE CAUSADOR............................................................9

6 CUIDADOS DE ENFERMAGEM........................................10

7 CONCLUSAO.........................................................................12

8 REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS..................................13

3
INTRODUÇÃO

A queimadura está entre os traumas mais graves, pois, além dos problemas físicos que
podem levar o paciente à morte, pode acarretar outros problemas de ordem psicológica e
social além de abranger todas as idades e pessoas de diversas classes sociais existem
muitas formas de acidentes relacionados a queimadura em si,a falta de atenção,acidentes
no trabalho estas são uma das mais freqüente abrangendo milhares de pessoas em todo o
Brasil.O que leva essa demanda a procurar hospitais em busca de atendimento
especializado,onde a enfermagem atua de forma direta com contato psicológico e físico
através dos casos clínicos ,observando principalmente as alterações fisiológicas,as causas
da queimadura,inspecionando a profundidade e oferecendo total cuidado ao paciente.

4
ANATOMIA E FISIOLOGIA DA PELE

Além de indispensável na vida humana a pele é um anexo cutâneo mais importante e


órgão de maior extensão,esta recobre e protege o corpo contra corpos estranhos sobre os
tecidos mais profundos,funciona regulando a perda de água,a homeotase devido à ação
das glândulas sudoríparas e dos capilares sanguíneos. Quando esta proteção se encontra
destruída total ou parcialmente em decorrência de queimaduras, ocorre uma alteração da
homeostase humana, comprometendo assim, a sobrevivência do indivíduo.
A pele assim como todos os compartimentos anatômicos do corpo tem divisões,a
epiderme a derme e hipoderme e os anexos como folículos pilosos. 
Epiderme é uma camada com profundidade diferente conforme a região do corpo. Áreas
com maior atrito como palmas das mãos e pés têm uma camada mais grossa, e chegam a
até 2 mm de espessura,constituída por um epitélio estratificado pavimentoso
queratinizado (células escamosas em várias camadas). A célula principal é o queranócito,
produtora da queratina(responsável pela proteção).Os nutrientes e oxigênio chegam à
epiderme por difusão a partir de vasos sanguíneos da derme pois a epiderme é avascular e
sua nutrição deriva dos capilares dérmicos.
Intercalados entre os queratinócitos, há outros tipos celulares, como os melanócitos, as
células de Langerhan e as células de Merkel.
Derme é um tecido conjuntivo de sustentação da epiderme É constituído por fibrinas de
colágeno e elastina com numerosos fibrócitos que fabricam estas proteínas e sustentam o
tecido,são constituídas de duas camadas principais a papilar junto a epiderme e a camada
reticular mais densa,é na derme qu inclue o sensor ao calor chamado Órgão de ruffini e
terminações nervosas livre sensível à dor e temperatura no caso de um queimadura na
pele.
Hipoderme é mais conhecida como o organismo contra o frio pelo fato de ser constituída
por tecido adiposo faz conexão tanto com a derme quanto com a fascia muscular (que
reserva energia e temperatura,modela a supeficie corporal, fixação dos orgão e absorção
de choques.

As várias estruturas da pele exercem funções primordiais para a sobrevivência do


organismo as quais,
*  Os melanócitos exercem proteção contra os efeitos indesejáveis da radiação solar
ultravioleta por meio da melanina, que a absorve amplamente.
*  Os nervos dérmicos têm a importante função de percepção do meio.
*  As fibras colágenas e elásticas da derme e sua substância fundamental conferem à pele
propriedades viscoelásticas e de resistência que a protegem.
*  A termorregulação se dá pela extensa rede vascular cutânea, através do controle do
fluxo sanguíneo, e pelas glândulas sudoríparas écrinas, cuja secreção proporciona o
resfriamento por evaporação a partir da superfície da pele.

5
*  O papel da pele na proteção imunológica do organismo se deve principalmente à célula
de Langerhans, que participa de várias reações imunológicas, inclusive na interação
macrófago-célula T e nas interações entre linfócitos T e B.

Anatomicamente os pacientes com queimaduras de face,mãos pés,períneo e com injúras


respiratórias apresentam maior morbidade,maior indicde de seqüelas limitadas na fase
crônica e de mortalidade,recomenda-se atençõa especial aos sintomas dos queimados.

TIPOS DE QUEIMADURAS

Podem ser superficiais ou profundas muitas vezes a diferenciação entre os graus de lesão
pode ser difícil e o diagnóstico de certeza só pode ser realizado através de histopatologia
do tecido.Deve-se levar em consideração o agente causador.
A queimadura mais superficial caracteriza-se por deixar a pele avermelhada
(hiperemiada) inchada (edemaciada), e extremamente dolorida. Uma exposição
prolongada ao Sol pode desencadear este tipo de lesão e podem ser tratadas em casa.
 A pele está inchada, vermelha, rosada ou pálida. Sente-se a pele grossa e existem bolhas.
Queimaduras Profundas a pele não fica branca quando se testa a resposta capilar. As
sensações de dor e toque estão reduzidas,a pele pode ficar branca, castanha ou preta e
seca,sem existir bolhas e sensação de toque ou dor. Não existe resposta capilar e por isso
não há sinais de circulação de sangue através dos tecidos.

6
      
GRAU DA QUEIMADURA (profundidade)
Podemos Verificar o numero de camadas na pele atingida,e classifica as queimaduras em
lesões de espessura pacial (primeiro e segundo graus) e de espessura total(terceiro e
quartos graus)
Nas queimaduras de espessura parcial restam ainda elementos dérmicos que podem
regenerar o epitélio. Nas queimaduras de espessura total foram destruídos todos os
elementos dérmicos e são necessários enxertos de pele para fechamento da ferida.

Avaliação das queimaduras;

Lesão de Primeiro Grau


Atinge a epiderme (camada mais externa) e não provoca alterações na hemodinâmica.
Clinicamente caracteriza-se por eritema e dor e ardor no local sem a presença de bolhas
ou flictenas.
Lesão de Segundo Grau
Esta destrói não só a epiderme mais também a derme A característica mais marcante é a
presença de bolhas e exsudão
Lesão de Segundo Grau Superficial - Superfície da derme abaixo da bolhas(molhada
brilhante e avermelhada ,com sensibilidade exagerada ao toque ,exposição ao ar e
mudanças de temperatura.Cura-se em 10 a 15 dias.
Lesão de Segundo Grau profunda - Acomete também uma porção mais profunda da
derme.Superfície de um branco séreo, mas macia e elástica, sensível a pressão e
insensível ao toque leve ou a agulhadas suaves.As glândulas sudoríparas e folículos
pilosos, curam-se em 4 a seis semanas.
Lesão de Terceiro Grau
É uma queimadura que acomete todas as camadas da pele e pode atingir também outros
tecidos (subcutâneos músculos e ossos). A lesão característica apresenta-se com aspecto
duro, inelástico, esbranquiçado ou marmóreo, perda de sensibilidade no local e presença
de vasos trombosados. As queimaduras de terceiro grau podem ter causa elétrica ou
térmica.
Lesão de Quarto grau
É uma queimadura indolor, que toda pele e superfície subjacentes, como músculos,
aponeuroses, ossos são destruídos.

7
Para se classificar a sua extensão existem vários métodos, tal qual a regra dos nove que,
apesar da praticidade, carece de embasamento cientifico.

8
AGENTE CAUSADOR

São varias formas de queimadura podendo ocorrer de forma térmica,elétrica química,por


atrito,por radiação muito comum em regiões praianas dentre outras.
As queimaduras térmicas sãs ferimentos, que se não for fatal, pode causar danos físicos
em longo prazo e emocionais da deficiência desastrosa para a sobrevivência. (provocada
por calor, líquidos quentes, objetos aquecidos, vapor), Química (provocada por ácidos e
bases).Elétricas (quando provocada por raios e corrente elétrica). Por radiação (quando
provocada por radiação) São muito comuns entre os indivíduos de cor branca.
Predispostos, ou não habituados à exposição de raios solares, que freqüentam praias sob
sol forte ou agricultores e pescadores que trabalham expostos ao sol. Essas queimaduras
embora extensas, doloridas e avermelhadas geralmente são consideradas de pequena
intensidade ou de 1º grau Em associação com esse tipo de queimaduras vem a insolação,
comumente mais grave que a própria queimadura, causando cefaléia, irritabilidade,
transtornos visuais, zumbidos, colapso e em alguns casos o coma.

9
CUIDADOS DE ENFERMAGEM NO CUIDADO AO QUEIMADO

Cada tipo de queimadura requer um cuidado especial e específico, dependendo do agente


causador, da extensão, e da profundidade dos ferimentos, porém de um modo geral,
prestam-se os primeiros socorros, e em caso de necessidade encaminha-se a vítima a um
posto de atendimento ou hospital.O primeiro atendimento do paciente queimado é o
exame básico Vias Aéreas, Boa Respiração, Circulação, Dano Neurológico Exposição.

Cuidados imediatos
• Parar o processo da queimadura, retirando objetos que possam perpetuar o
processo ( relógio, pulseira, anéis, lentes de contato,etc.)

Cuidados iniciais
• Remoção de roupas queimadas ou intactas nas áreas da queimadura;
• Avaliação clínica completa e registro do agente causador da extensão e da
profundidade da queimadura;
• Analgesia: oral ou intramuscular no pequeno queimado e endovenosa no
grande queimado.
• Pesquisar história de queda ou trauma associado;
• Profilaxia de tétano;
• Hidratação oral ou venosa (dependendo da extensão da lesão).

Cuidados locais
•Aplicação de compressas úmidas com soro fisiológico até alívio da dor.
•Remoção de contaminantes
 Verificar queimaduras de vias aéreas superiores, principalmente em
pacientes com queimaduras de face.
• Verificar lesões de córnea;

10
• Resfriar agentes aderentes (ex. piche) com água corrente, mas não tentar a
remoção imediata;
• Em casos de queimaduras por agentes químicos, irrigar abundantemente com
água corrente de baixo fluxo (após retirar o excesso do agente químico em pó,
se for o caso), por pelo menos 20 a 30 minutos. Não aplicar agentes
neutralizantes, pois a reação é exotérmica, podendo agravar a queimadura;
• Após a limpeza das lesões, os curativos deverão ser confeccionados.

Reposição hidro-eletrolítica (Grande Queimado)


Cateterizar preferencialmente veia periférica de grosso calibre e calcular
reposição inicial:

Antibioticoterapia
Antibióticos são utilizados no caso de uma suspeita clínica ou laboratorial de
infecção.

11
CONCLUSÃO

12
REFERÊNCIAS BIBILIOGRAFICAS

Acessado em <http:medstudentes2007.com.br,em 08/06/2010 as 22horas>;

Pires,Marco Túlio Erazo,manual de urgências em pronto-socorro Tulio Baccarini


Pires,Sinezenando Vieira Starling. – 8. Ed. – Ri de Janeiro: Guanabara Koogan,2006mil.;

Acessado em<http://portal.ua.pt/projectos/mermaid/queimaduras.htm,em 11/06/2010>

13

Você também pode gostar