Você está na página 1de 30

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO

PEDAGOGIA

EMILLY PEREIRA DA SILVA

A INCLUSÃO DA TECNOLOGIA COMO FERRAMENTA AUXILIAR


DE APREDINZAGEM NO AMBIENTE ESCOLAR

Garanhuns-PE
2019
EMILLY PEREIRA DA SILVA

A INCLUSÃO DA TECNOLOGIA COMO FERRAMENTA AUXILIAR


DE APREDINZAGEM NO AMBIENTE ESCOLAR

Projeto de Ensino apresentado à Universidade Norte


do Paraná - UNOPAR, como requisito parcial para a
obtenção do título de Graduação em Pedagogia

Orientador: Prof. Steffani Priscila Leo dos Santos


Rocco

Garanhuns-PE
2019
SILVA, Emilly Pereira da. A inclusão da tecnologia como ferramenta auxiliar
de aprendizagem no ambiente escolar. 201930 Páginas. Projeto de Ensino
(Graduação em Pedagogia ) – Centro de Ciências Exatas e Tecnologia.
Universidade Norte do Paraná, Garanhuns, 2019.

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo ampliar o conceito sobre o uso das
tecnologias em sala de aula nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, para o
desenvolvimento da aprendizagem, fazendo com que a metodologia venha ser
mais atrativa, interessante e que faça uma relação com a geração tecnológica que
os educandos estão vivenciando atualmente. Reconhecendo as vantagens e
importâncias de se fazer uso das tecnologias nos dias atuais como recurso para
aprendizagem. Desse modo o projeto argumenta os pontos positivos para uma
aprendizagem significativa..

Palavras-chave: Tecnologia. . Educação. Aprendizagem. Sala de Aula.


SUMÁRIO

1 Introdução...................................................................................................05
2 Revisão Bibliográfica .................................................................................07
3 Processo de Desenvolvimento do Projeto de Ensino.................................19
3.1 Tema e linha de pesquisa........................................................................19
3.2 Justificativa.............................................................................................. 20
3.3 Problematização.......................................................................................20
3.4 Objetivos...................................................................................................21
3.5 Conteúdos.................................................................................................22
3.6 Metodologia...............................................................................................23
3.7 Tempo para a realização do projeto.........................................................25
3.8 Recursos humanos e materiais................................................................26
3.9 Avaliação..................................................................................................26
4 Considerações Finais..................................................................................27
5 Referências.................................................................................................28
6 Apêndice (opcional).....................................................................................29
7 Anexos (opcional) .......................................................................................30
5

INTRODUÇÃO

O presente projeto visa analisar os conceitos e concepções de teorias sobre


a utilização das tecnologias na sala de aula para o processo de aprendizagem,
reconhecendo as vantagens e importância de se fazer o uso desses recursos
dentro do espaço escolar.
No entanto nos últimos anos, a sociedade atual vem vivenciando um
constante processo de transformação tecnológica, na qual se deve ao fato de
utilização de tecnologias digitais que a cada dia se incorporam na rotina do dia-a-
dia dos indivíduos.
Nesse contexto as mudanças sofridas pela a sociedade também passa pela
escola que deve assumir uma postura diante de novas ferramentas que podem
atuar como recursos didáticos podendo auxiliar na atualização do ensino no
recente momento tecnológico que detém em seu contexto uma nova geração
principalmente na fase de alfabetização.
Portanto o protejo tem a finalidade de apresentar auxilio para a inclusão dos
recursos tecnológicos no processo de ensino aprendizagem nos Anos Iniciais do
Ensino Fundamental , especificamente aos alunos do 5º ano; aproximar o
educando a realidade das tecnologias que são usadas na sala de aula; expor
ferramentas tecnológicas que podem ser usadas dentro da sala de aula, afim de
obter uma vantagem no processo de ensino aprendizagem.
Entretanto o aluno passa a armazenar, recuperar e disseminar informações,
mudando assim seus desenvolvimento com a implantação das ferramentas
tecnológicas de forma que adquira novas ideias e pensamentos. E ampliar
conceitos sobre o uso da tecnologia nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental
desenvolvendo a aprendizagem, fazendo com que a metodologia seja mais
atrativa, interessante e que faça uma relação coma geração tecnológica que os
educandos estão vivenciando.
Para que dessa maneira os docentes tenham um olhar reflexivo na
perspectiva contemporânea é preciso observar as transformações que passam
pela sociedade sendo que também interferem e modificam o sistema educacional
6

como as novas formas de aprender, proporcionando ao discentes uma forma de


ensino dinâmico e desafiadora onde todos sintam-se beneficiados com as novas
ferramentas que não são pontos principal e sim será uma auxiliadora de um novo
modelo pedagógico atual que terão o docente como mediador de uma
alfabetização, para as grandes inovações tecnológicas que chega nos espaços
escolares que estão cada vez mais interligado por meio da internet.
Sendo assim o projeto tem o fim de apresentar o uso de novas tecnologias
na educação , mostrando que a educação é um direito fundamental de qualquer
cidadão e que através das TIC ( Tecnologia da Informação e comunicação ) pode-
se melhorar as condições de ensino aprendizagem
Sobretudo tratar o favorecimento das tecnologias com o uso de algumas
das mais variáveis ferramentas que podem desempenhar um papel relevante no
auxílio da metodologia utilizada para a aprendizagem de forma significativa para
um avanço no conhecimento de forma proveitosa.
7

Revisão Bibliográfica

Tecnologia educacional – Principal conceito


A palavra Tecnologia tem origem no grego “TEKHNE” que significa
“técnica, arte, oficio” juntamente com o sufixo “logia” que significa “estudo”. E a
palavra Educação em português vem de “Educar”, com a origem por sua vez do
Latim EDUCARE que é uma derivado de EX, que significa “fora” ou “exterior” e
DUCERE, que tem o significado de “guiar”, “instruir”, “conduzir”. Ou seja, em latim,
educação tinha o significado literal de “guiar para fora” e pode ser entendido que
se conduzia tanto para o mundo exterior quanto para fora de si mesmo.
Portanto a tecnologia ao longo dos anos vem tendo um crescimento
significativo e benéfico, desde que seja usada de forma correta. Desse modo as
novas tecnologias são fruto do desenvolvimento tecnológico alcançado pelo ser
humano e têm um papel fundamental no âmbito da inovação.
Para Kenski (2008, p.15 ), as tecnologias são tão antigas quanto a espécie
humana. Na verdade, foi a engenhosidade humana em todos os tempos que deu
origem às mais diferenciadas tecnologias.
Entretanto o conceito de tecnologia educacional pode ser enunciado como
o conjunto de procedimentos ( técnicas ) que visam facilitar os processos de
ensino e aprendizagem.
“A função da tecnologia coincide com a promoção da
liberdade pelas perspectivas que abre ao homem para refletir
sobre si, seus problemas e exigências. ( PINTO,2005, p.
792 ).”
No entanto a escola é um local de constante modificação e a tecnologia
educacional é uma dessas ferramentas para a transformação. Na qual cabe
salientar que as tecnologias aplicadas no contexto escolar, são ferramentas para a
construção do conhecimento. Disponibilizando do docente como um agente
promotor da elaboração do conhecimento, utilizando a tecnologia como um meio
para uma construção de aprendizagem criativa.
Diante da realidade e seguindo os Parâmentos Curricular (PCNs) a
tecnologia faz parte do dia-a-dia da sociedade, e esse recurso pode ajudar o
8

processo de ensino e aprendizagem. Na qual a sala de aula deve ser um grande


espaço de interatividade, pois o desenvolvimento de solução tecnológicas
enriqueceria a prática dos professores e fortalecem o potencial do aluno.
“Educar-se é impregnar de sentido cada ato cotidiano”. ( Paulo Freire ). Pois
é através de determinada formas que é significativo que aprendemos, quando é de
interesse e que se faz parte do projeto de vida de cada um. O aluno não aprende
nada que não seja importante para sua vida, na qual ele deve sentir prazer ao ir à
escola, bem como aprender.
Entretanto, no processo ensino e aprendizagem, Vosgera define mediação
como:
Um ato expresso na ação do professor que intervém de
forma planejada entre o aluno e o objetivo de aprendizagem,
articulando recursos para conduzir o aluno na construção do
conhecimento, sendo o professor o articulador entre o
aprendiz e o objetivo de conhecimento. (2010, p.07).
Portanto é muito importante saber o significado de mediação, já que o
mesmo da suporte ao trabalho do docente em sala de aula, é necessário entender
que os processos de mediação em ambientes de aprendizagem, subentendem
interações, porém nem todas as interações precisam de uma mediação ou seja a
simples interação do aluno com o conhecimento não garante que a aprendizagem
aconteça, portanto é primordial uma mediação do professor, que tem clareza do
objetivo que quer atingir e também deve esclarecer aos educandos, afim de que
ao inserir a tecnologia não se torne mero momento de entretenimento. Portanto é
preciso investir no processo de formação continuada. Moran afirma:
Que um dos passos para a preparação do professor, é ajuda
na familiarização com o computador com seus aplicativos e
coma internet. Aprender ao utiliza-la no nível básico como
ferramenta. No nível mais avançado: Dominar as ferramentas
da Web, do e-mail. Aprender a pesquisar na search, a
participar de lista de discursão, a construir paginas. Auxiliar
os professores na utilização pedagógica da internet e dos
programas multimídias. ( 2000, p.51).
9

Nesse cenário da era digital, é interessante que os professores percebam


que o mundo evoluiu e que o jeito de fazer educação de hoje não é o mesmo de
outrora. Diante desta realidade, eles precisam trabalhar em conjunto com a
tecnologia contribuindo de forma significativa com o aprendizado dos alunos, em
outras palavras o professor tem a função de fazer a mediação pedagógica e
tecnológica, para incentivar o processo de ensino e aprendizagem.

A AMPLIAÇÃO DA TECNOLOGIA NO AMBIENTE ESCOLAR

No ambiente escolar implantar tecnologia possibilitou a criação de inúmeras


formas de envolver, estimular os estudantes e explorar novas estratégias dentro
da sala de aula.
Ultimamente, tem sido apregoado em todo Brasil, a necessidade de se
fazer a inclusão das mídias digitais, disponibilizando para as escolas o acesso às
tecnologias de informação e comunicação ou TIC’s como são conhecidas.
As TIC’s têm causado mudanças significativas em toda a sociedade. Elas
possibilitam a melhoria de qualidade em diversos aspectos educacionais
Uma auxiliar muito importante para que uma inclusão digital é a educação.
Na qual deve ser parte do processo de ensino de forma a promover uma
educação continuada. Pode- se observar que educação é um processo e a
inclusão das mídias digitais é elemento essencial. Na qual a mesma deve ter a
participação de toda sociedade frente a necessidade que se tem de acesso a
educação permitindo assim acesso as novas TIC’s disponível nas salas de aula
dos Anos Iniciais do Ensino Fundamente principalmente para as turmas de 5º ano,
que estão mais abita e mais entrosada a o uso das tecnologias.
A implantação tecnológica deve estimar parcerias entre governos em todos
as esferas: Federal, Estadual, Escola e Universidades. As escolas constituem
componentes essenciais à inclusão das novas mídias digitais uma vez que
diversos protagonistas tais como: professores, alunos, especialistas e membros da
comunicação atuam em conjunto para o processo de construção de conhecimento
pedagógico.
Portanto é de suma importância que haja um treinamento para os
10

profissionais da educação para fazer a tecnologia sua aliada e fazer o uso dessas
mídias com eficácia no ensino integrando-as com os métodos convencionais.
Dessa maneira o professor tem o papel de orientar o aluno para o correto
uso tecnologia a fim de enriquecer o seu conhecimento. Sem duvida esse contato
com a tecnologia da informação prepara o aluno, desde o ensino fundamental
para o contato com o mundo digital.

A ESCOLA E A REALIDADE TECNOLÓGICA

A escola nos diversos momentos da história sempre foi um reflexo da


sociedade, vivenciando de forma paralela cada etapa do contexto histórico nas
diversas épocas percorridas pela sociedade, dentre elas seus avanços
tecnológicos.
As tecnologias chegaram para a sociedade com uma ação transformadora,
com a intenção de ocasionar melhorias em ações diárias e acabaram trazendo
novidades como novos hábitos, modificações em algumas práticas e criando
novas funções e assim não foi diferente ao processo de ensino nas escolas.
Segundo Sancho,1998 apud Gimeno (198,p87). “a técnica pedagógica deve
parti de um conhecimento da realidade, de sua gênese e funcionamento, mas a
sua missão é guiar a configuração dessa realidade na relação marcada pelos
objetivos.
As mudanças da escola por sua vez foram acontecendo gradativamente o
que antes foi muito atrativo com o fato do uso da TV e o vídeo cassete, depois
ultrapassada pelo CD e de maneira mais recente a transição para o mais simples
que é o Pen drive com isso, também veio a transição do quadro negro com giz,
para o quadro branco com o uso do pincel marcado de quadro ou (lápis), do data
show que trouxe uma ampliação na apresentação de textos, imagens, vídeos de
muitas possibilidades metodológicas, até na sequência chagamos ao quadro
digital.
“No entanto, consideramos que, além de afirmar a
necessidade de incorporar a tecnologia no sentido de
artefato, é necessário nos perguntamos se aparece hoje
11

reconceitualizações que permitem supera as visões


tradicionais acerca da Tecnologia Educacional, dado que
estas ultimas coexistem junto às definições mais atuais do
campo. (LITWIN,2001, .17)”
Hoje esses aparelhos eletrônicos estão disponíveis para todas os níveis
sociais, com isso a apropriação do uso das tec’s não possui mais uma faixa etária
especifica, ela esta atualmente nas mãos desde das criações assim como todas
as gerações a sua frente.
A escola hoje é fruto da era industrial, foi estruturada para preparar as
pessoas para viver e trabalhar na sociedade que agora esta sendo convocada a
aprender, devido às novas exigência de formação de indivíduos, profissionais e
cidadãos muito diferentes daqueles que eram necessário na era industrial .
( SOUSA,2011,P.20) .
Mediante essa nova era educacional não poderia faltar o mediador desse
contexto na escola que é o professor, que não pode estar passivo diante das
mudanças tecnológicas e sim atuante, pois os mesmos será aquele que deverá
através de sua metodologia selecionar qual será em sua prática o meio
tecnológico mais adequado dentro do ambiente escolar fazendo dessa execução
um movimento de aprendizagem. Porém o avanço das tecnologias de informação
possibilitou a criação de ferramentas que podem ser utilizadas por os professores
em sala de aula.
De forma que os estudantes interagi com os outros, cria e enfrenta sempre
novos desafios, junto á escola que oferece recursos para que os alunos possam
viver o conhecimento de forma plena e a tecnologia educacional pode ser uma
grande aliada neste processo de aprendizagem.
Evidentemente a responsabilidades para a inserção tecnológica na escola
não depende tão somente do professor e de como ele é formado, a escola e seus
gestores devem preparar o espaço físico de forma eficiente para que a experiência
aluno-professor seja maximizada, o que infelizmente ainda não é um padrão no
Brasil.
Consequentemente a estrutura da escola é muito importante pois, precisa
dar ao aluno a capacidade que eles necessita para cumprir suas atividades,
12

favorecendo de forma significativa a relação interpessoal, oferecer possibilidades


que possam conceder uma dinâmica de aquisição de conhecimento gratificante
para os alunos ou seja a escola e sua estrutura devem ser atrativas para os
alunos, assim os mesmos estarão estimulados para realizar o que for proposto por
o professor em sala de aula.

A TECNOLOGIA A FAVOR DA APRENDIZAGEM


As tecnologias a cada momento vão ganhando espaço entre adultos e
crianças e aprimorando em diversas seguimentos e o que muitas vezes era
complicado para outras gerações, para as gerações atuais consideradas geração
Z , que nos conceitos atuais convivem com as informações tecnológicas desde os
seus primeiros anos de vida , não apresentam dificuldades em manusear qualquer
objeto tecnológico o que para muitos adultos é um problema, pois isso já faz parte
de sua história de vida.
O que pode-se observar é que as crianças já possuem vivência social onde
muitos aparelhos estão dentro de sua rotina diária, como brinquedos, conhecer
algo no contexto habitual do celular ou smartphone. Pensando nisso, a escola que
segue dentro destas circunstâncias sempre trabalhando com métodos
relacionados a realidade do aluno deve repensar a sua metodologia.
Mais o essencial se encontra em um novo estilo de
pedagogia, que favorece ao mesmo tempo as aprendizagens
personalizadas e a aprendizagem coletiva em rede. Nesse
contexto, o professor é incentivado a torna-se um animador
da inteligência coletiva de seus grupos de alunos em vez de
um fornecedor direto de conhecimento. (LÉVY,1999,P.157).
Portanto podemos pensar em uma nova maneira de ensino, além da forma
lúdica que as práticas convencionais sugerem, também podemos acrescentar as
Tecnologias de informação e comunicação – TIC ‘s que serão apresentadas novas
possibilidades para habilidades e competências.
Desta forma, devemos ter uma postura crítica em relação ao emprego de
recursos digitais às atividades propostas aos alunos, pois eles precisam estar
inseridos no contexto de organização da turma. Porém o uso dos recursos
13

tecnológicos para favorecer aprendizagem deve ser selecionado e planejado de


forma que as atividades realizadas seja coerente com aluno/turma, afim de não se
perder os fins pedagógicos.
As ferramentas de tecnologias tem a capacidade de oferecer a qualidade na
educação, além de aproximar a escola do universo do aluno, portanto as
ferramentas pode torna-se de grande auxilio no dia a dia dos educadores no
processo ensino aprendizagem, fazendo com que o aluno aprenda mais rápido e
auxiliando na inclusão digital de crianças pré-alfabetizadas (CHAVES,1985). As
maiores dificuldades serão encontradas na disponibilização de uma infraestrutura
de laboratórios, ou computadores de mão que podem ser levados para sala de
aula. Conforme relato dos professores, existem escolas tanto da rede pública,
quanto privada que dispõem de recursos multimídia ou internet, que são
essenciais para utilização do sistema proposto. A informática na educação de
nosso país nasceu a partir do interesse de educadores de algumas universidades
brasileiras motivados pelo que já vinha acontecendo em outros países como
Estados Unidos da América e na França. Apesar das inúmeras diferenças, os
avanços pedagógicos seguindo por meio da informática são quase os mesmo que
em outros países (Teixeira,2006).
Atualmente, há uma tendência cada vez mais acentuada no uso de
métodos de ensino e aprendizagem; proposta curriculares; formação inicial e
continuada de professores; gestão; avaliação incorporação de tecnologias de
informação (TI) e comunicação no ensino presencial e à distância; saúde na
escola, inclusão social e combate à violência; tecnologias e modelos para ação
inclusiva na educação básica e integração escola, família e comunidade para
melhorar a educação.
Diante do compromisso com o conhecimento, a escola deve pensar em
nova forma de se trabalhar o saber articulando com as novas tecnologias
educacionais envolventes. Em se tratando da tecnologia educacional o termo se
remete-se ao emprego de recursos tecnológicos como ferramenta para melhorar a
qualidade de ensino. Ao utilizar a tecnologia a favor da educação de qualidade,
contribuímos no desenvolvimento socioeducativo, além de socialização do saber e
da informação pelo aluno. Para tanto, há de se considerar os benefícios didáticos
14

da tecnologia na escola na qual é uma forma de despertar curiosidade e novas


descobertas, estimulando novas experiências por meio da tecnologia, e dessa
forma construindo competências e contribuições para um desenvolvimento na
aprendizagem dos alunos.

AS FERRAMENTAS TECNOLÓGICAS COMO AUXILIAR DO PROFESSOR

Com a chegada da era digital, a educação deu um salto, o acesso ao


conhecimento tornou-se muito mais fácil, na qual os recursos e as ferramentas
disponíveis contribuem de forma significativa para o desenvolvimento de novas
habilidades.
Entretanto a experiência com a tecnologia pode abrir caminhos para
melhorar a qualidade dos resultados, notas, dos rendimentos e comportamentos
das turmas, possibilitando uma curiosidade de obter um conhecimento por meio
dos recursos tecnológicos. Pois adicionar novos recursos à didática em sala de
aula torna a escola mais interessante aos olhos dos alunos, de modo que
selecione as tecnologias e recursos mais útil para ser aplicado em cada disciplina.
Assim sendo envolver os recursos tecnológicos nos planos didáticos em
sala de aula, pode promover a conexão entre o aluno, afim de despertar no
mesmo o interesse para utilizar tais meios tecnológicos para benefício de seus
desenvolvimentos na aprendizagem.
Tendo em vista que os professores mais antenados já possuem suas
metodologias e ferramentas tecnológicas preferidas para ser trabalhada em sala
de aula, porém por mais que a sociedade se depara com as novas ferramentas
tecnológicas diariamente, existe ainda educadores que questiona as novas mídias
disponível e prefere seguir o segmento educacional. Dessa maneira ver-se a
necessidade de atualizar, conectar e conhecer as ferramentas que podem ser
implementadas em sala de aula, para dessa forma tonar as aulas mais dinâmicas
e interessantes e divertida de forma que seja proveitosa para o desenvolvimento
da aprendizagem da turma e promover uma parceria entre o professor e o aluno.
O Professor deve buscar constantemente o seu afeiçoamento como
profissional, procurando sempre estar ciente das inovações de seu tempo, e estar
15

a par das mudanças que estão em sua volta se colando em um ponto inicial do
aprendizado que começa por ele e é transmitido para seus alunos de forma
simplificada, mais que não deixa a desejar conteúdo. Na qual é interessante que o
professor trabalhe em conjunto com a tecnologia, contribuindo de forma
significativa paro aprendizado dos alunos. Isso porque o papel do professor é
imprescindível diante de novas tecnologias , pois ele se tornou-se o elo entre
ensino/aprendizagem, ou melhor ele facilita a aquisição do conhecimento a partir
das ferramentas teológicas.
Portanto o professo tem importância crucial no processo de implementação
de recursos que possibilitam o uso da tecnologia, pois atua como um mediador.
Dessa forma o papel do docente frente as novas ferramentas tecnológicas é
orientar o aluno para o uso correto a seu benefício dos recursos tecnológicos a fim
de enriquecer o seu conhecimento. De acordo com Sousa (2011,p.20).
Ӄ essencial que o professor se aproprie de gama de saber
advindos com a presença das tecnologias digitais da
informação e da comunicação para que estes possam ser
sistematizadas em sua prática pedagógica. A aplicação e
mediação que o docente faz em sua prática pedagógica do
computador e das ferramentas multimidias em sala de aula,
depende, em parte, de como entender esse processo de
transformação e de como ele se sente em relação a isso, se
ele vê todo esse processo como algo benéfico, que pode ser
favorável ao seu trabalho, ou se ele se sente ameaçado e
acuado por essas mudanças.”
Dessa maneira os recursos de inovação no processo de ensino e
aprendizagem devem assumir uma harmonia diante dos recursos tecnológicos já
utilizados no andamento das atividades propostas pelo professor alfabetizador
proporcionado a ele o aumento na quantidade de ferramentas que auxiliam no seu
desempenho com mais opções para uma didática bem desempenhada e com um
ensinamento significante, voltados para as disciplinas na qual os alunos seja
beneficiados de conhecimento positivamente.
16

TECNOLOGIA ASSOCIADA A APLICATIVO E INFORMÁTICA


Na contemporaneidade é preciso entender o conceito da tecnologia digital e
sua funcionalidade, dentro tantas inovações que estão reunidas em alguns
aparelhos nos direcionando a muitas possibilidades que geram transformações no
que diz respeito as práticas diárias trazendo praticidade, oportunidade, viabilidade
em um cenário multidinâmico.
Tecnologia digital é um conjunto de tecnologias que
permitem, principalmente, a transformação de qualquer
linguagem ou dados em números, isto é, em zeros e uns (0 e
1). Uma imagem, um som, um texto, ou a convergência de
todos eles que aparecem para nós na forma final da tela de
um dispositivo digital na linguagem que conhecemos
( imagem fixa ou em movimento, som, texto verbal), são
traduzidos em números, que são lidos por dispositivos
variados, que podemos chamar genericamente, de
computadores. Assim, a estrutura que está dando suporte a
esta linguagem está no interior dos aparelhos que e é
resultados de programações que não vemos. Neste sentido,
tablets e celulares são microcomputadores.
( RIBEIRO,2016,s/p.grifo da autora)
As tecnologias contextualizam hoje novas práticas de metodologias
aplicadas a atualidade da sociedade, ela, porém, fazem parte da vida social
constituída da construção de uma nova cultura que por sua vez precisa ser
entendia como parte integrante do desenvolvimento e da aprendizagem das
pessoas.
Consequentemente deve- se entender que a ação de aprender acontece
dentro e fora da escola em que haja um lugar específico para isso ou a aplicação
de um único instrumento a ser colocado em prática a escola poderá parti de um
novo conceito junto com seus profissionais da educação.
No contexto educacional é indispensável que os educadores entendam a
necessidade de planejar o uso das tecnologias em sala de aula distinguindo as
alternativas de uso provedor a aprendizagem ainda que seja para criança em fase
17

de alfabetização é imprescindível essa antecipação fazendo ligações entre elas


sem necessariamente dispensar as tecnologias anteriores que ainda podem
proporcionar um ambiente de aprendizagem.
“Primeiramente, cabe ressaltar que as tecnologias por si só
não têm nenhuma força de transformação dos contextos
educacionais. A simples inserção delas na educação, sem
uma proposta didática-pedagógica consistente, coerente e
um planejamento alinhado com as necessidades dos alunos,
não é um caminho recomendado para se explorar suas
potencialidades e possibilitar o desenvolvimento de práticas
educacionais diferenciadas!”. (DANDAS, 2015, p. 59)
Na contemporaneidade dos alunos em fase de aprendizagem, nos
deparamos com uma geração que faz das tecnologias algo tão natural, como o
lápis e a caneta foram para gerações anteriores. Deve ser levado em
consideração que as duas metodologias são de grande relevância no
desempenho das atividades propostas para aprendizagem de maneira auxiliar.
Ressaltando que o uso de alguma prática e recurso já realizadas nesse
processo não deve ser extinto, pois a objetividade a ser alcançada é aprimorar as
metodologias de aprendizagem atualizando os recursos didáticos e não pensar
que a tecnologia por si mesma.
No que podemos considerar relacionado a educação no processo de
ensino, os aplicativos aparecem como ferramenta facilitadora da aprendizagem e
que aproxima o conhecimento às crianças nos níveis básicos de ensino, por estra
mais próximos a elas podendo considerar o celular como um computador e ambos
por exemplo além de possibilitar o acesso a sites, dispõe dos aplicativos, é a
possibilidade de trazer para as mãos a biblioteca, diminuindo a distância e
aumentando as possibilidades de leitura e jogos com fundamentos pedagógicos,
vídeos e muitas outras possíveis alternativas propícias a interatividade.
18

A IMPOTÂNCIA DA TECNOLOGIA ASSISTIVA NO PROCESSO DE ENSINO E


APRENDIZAGEM

As tecnologias estão inseridas nas vivencias cotidianas da sociedade desdá


antiguidade, afim de atender as necessidades, para promover a solução de um
problema, ocorrendo transformações sociais, tecnológicas e de paradigmas.
Pode-se definir tecnologia não somente como objetos, recursos,
equipamentos ou dispositivos para execução de tarefas afim, ampliando nossa
capacidade físicas, mentais, a comunicação entre as pessoas, para mais da mais
sentindo à vida e ao mundo.
A tecnologia assistiva como ferramentas pedagógica, vem com o objetivo
de proporcionar independência, qualidade de vida, habilidades de seu
aprendizado e inclusão social, à os alunos com deficiência. A Tecnologia Assistiva
se constituem dentro do ambiente escolar, coma maneira concretar de aniquilar as
barreiras causadas pela a deficiência e introduzir esse aluno nesse ambiente para
obter uma aprendizagem e o desenvolvimento, para que dessa forma construa
uma educação verdadeiramente inclusiva, na qual se torna necessária para
aprendizagem dos alunos com necessidades educacionais especiais. É preciso
valorizar a individualidade de cada criança e criar condições para que nada possa
impedir a criatividade, o desenvolvimento de habilidades e integração como
família, amigos e sociedade. A Tecnologia Assistiva é um termo novo e esta sendo
utilizado para se referir a ferramentas que podem auxiliar no cotidiano de pessoas
com deficiência.
Sendo assim. o processo de construção e vivência com os recursos de
tecnologia assistiva, o pedagogo pode criar um ambiente que favoreça o
envolvimento da escola e desses alunos com característica especial, em suas
ações promovendo assim que ele seja sujeito a seu próprio processo de
desenvolvimento.
Tecnologia Assistiva é uma área do conhecimento, de
característica interdisciplinar que engloba produtos, recursos,
metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivam
promover a funcionalidade, relacionada à atividade e
19

participação de pessoas com deficiência, incapacidades ou


mobilidade reduzida, visando sua autonomia, independência,
qualidade de vida e inclusão social (AMORIM at al,2009, p.
26 ).
Portanto a tecnologia assistiva é em seu conceito um recurso facilitador,
mais precisamente um instrumento de promoção da inclusão, pois sua falta pode
comprometer o desempenho do aluno com deficiência. Ainda estes investimentos
podem contribuir substancialmente e ajudar na superação e realização de
atividades dentro da rotina escolar dos alunos. Nesta perspectiva, a
implementação de sua politica de utilização de Tecnologia Assistiva é para a
escola, um desafio permanente, uma vez que assegura oportunidades iguais para
todos os alunos é um dever do estado e um desafio para a comunidade escolar e
para toda a sociedade.

3 Processo de Desenvolvimento do Projeto de Ensino

3.1 Tema e linha de pesquisa


O presente projeto abordará os principais conceitos e concepções de
teorias sobre a utilização das tecnologias em sala de aula como meio de
aprendizagem dentro do processo de ensino e aprendizagem, reconhecendo as
vantagens e importância de se fazer o uso desses recursos dentro do espaço
escolar, com o intuito de discutir os pontos importante da utilização desses
recursos , como a forma que a tecnologia deve ser implantar tanto no ambiente
escolar em geral como em sala de aula, de forma que possa trazer vantagens
para o desenvolvimento de ensino e aprendizagem nas escolas. Cujo objetivo:
investigar e apresentar a utilização das novas tecnologias e suas ferramentas
como uma das alternativas para melhor o processo de ensino-aprendizagem
facilitando a troca de conhecimentos entre o professor e o aluno de forma que
motive as aulas e diminua a dificuldade de aprendizado do aluno.

3.2 Justificativa
20

Trabalhar os recursos tecnológicos em sala de aula, que para realidade da


educação tem sido um grande desafio para os alunos, onde necessitam de
informações e ampliação de seus conhecimentos. A sala de aula é um grande
espaço de aprendizagem, professores buscam significar, tornando as aulas mais
prazerosa e eficiente aquisição de conhecimento. A tecnologia é uma fonte de
apoio ao conhecimento que com seu uso pode-se ampliar esses novos recursos,
conhecendo não apenas no pequeno mundo em que vive mais buscando novos
conceitos, linguagem e expressões.
A utilização da tecnologia permite associar uma serie de conteúdos
relativos ao ensino na educação, trazendo novas metodologias de ensino, a mídia
tecnológica oferece ferramentas que geram maneiras diferentes de ensinar,
fugindo da rotina do lápis, borracha e papel. Com aulas em formas de
apresentação em slides, vídeos, imagens e textos apresentados em data show
que contribuem para a interatividade infinitas possibilidades, podendo transformar
a educação de forma criativa e animada, fazendo com que o aluno se interesse
pelo assunto discutido e passe a participar ativamente das aulas.
Trabalhar com a tecnologia em educação será sempre um pronto de partida
para a busca de novos conhecimentos dos alunos, consequentemente o sistema
de ensino precisa de reforços para que os objetivos educacionais sejam atingidos
e dessa maneira equipamentos tecnológicos possam ajudar a facilitar esse
processo.

3.3 Problematização

Diante da problematização veremos: quais os fatores que influenciam a


tecnologia no ambiente escolar?
Enquanto para os alunos a adaptação às novas tecnologias no ambiente é
fácil, muitos professores enfrentam certas dificuldades com a inovação. Nessa
perspectiva, constatamos a importância de planejamentos e práticas do
aprendizado, visto que a construção do saber deve partir dos alunos que
auxiliados pelas ferramentas tecnológicas amplia seu campo reflexivo sobre os
conteúdos abordados.
21

Todavia que o perfil dos estudantes está mudando e cada vez mais é
importante incluir novas ferramentas para aprimorar o processo de ensino. Inserir
novas tecnologias no processo de ensino-aprendizagem é um grande desafio para
o educador, visto que, as metodologias aplicadas nas experiências didáticas com
estes recursos necessitam de estratégias pedagógicas que indiquem a suas
potencialidades e dificuldades. Na qual é um benefício para os estudantes ter
aulas com um professor que saiba explorar os recursos tecnológicos com enfoque
de tentar definir essa nova posição do professor, como um mediador e detentor do
conhecimento dentro de sala de aula.
Atualmente sabe-se que a tecnologia é uma aliada da educação,
influenciando diretamente o sucesso dos alunos. As ferramentas permitem, por
exemplo, a personalização do processo de aprendizagem com aplicativos
Softwares que, utilizando inteligência artificial, são capazes de assimilar o nível de
conhecimento e como o estudante aprende.
Outro indicador da influência das novas tecnologias em sala de aula é a
disponibilidade de recursos ricos e interativos, que facilitam o ensino e apoiam o
professor na definição da estratégia pedagógico mais eficaz, principalmente para o
desenvolvimento da aprendizagem dos alunos com deficiência.
Portanto a tecnologia não substitui o professor, ao contrario permite que ele
utilize seus conhecimentos e os ensine de forma inovadora. Dessa forma, é
possível ver aprendizagem no ambiente da sala de aula como uma relação criada
entre dois sujeitos, o que ensina e o que aprende, onde o que aprende produz
conhecimento anteriores, os quais serão reorganizados a partir do contato com o
mundo a sua volta.
No entanto a finalidade do professor será então intermediar conhecimentos
de formas que os alunos possam motificá-los em seu cotidiano. Na dialética do
professo de ensino-aprendizagem, o professor toma para si o papel de agente de
transformação a partir de sua prática pedagógica

3.4 Objetivos
Geral:
Discutir a maneira de implantação da tecnologia no ambiente
22

escolar, visando as mudanças na formadas atividades e no


aprendizado, analisando a concepções pedagógicas sobre o uso de
novas tecnologias no ensino-aprendizagem e fomentar propostas
metodológicas levando em consideração o planejamento, objetivo e
o resultado esperado, afim de compreender e apontar as relações
existentes entre tecnologias tanto para os alunos ditos normais como
a relação existente entre tecnologia assistiva para melhorar a
qualidade de vida dos alunos com deficiência.

Específicos:

 Indicar a maneira de introduzir a tecnologia no ambiente


escolar;
 Perceber a importância da utilização da tecnologia em sala de
aula;
 Trabalhar os conteúdos de forma interdisciplinar e lúdica;

3.5 Conteúdos

 A aplicação da tecnologia no ambiente escolar;


 A escola e a realidade tecnológica;
 As mudanças tecnológicas com o passar do tempo;
 A tecnologia a favor da aprendizagem;
 A importância da tecnologia nos Anos Inicia do Ensino Fundamental;
 As ferramentas tecnológicas como auxiliar do professor;
 As ferramentas tecnológicas a favor da educação;
 Tecnologia associada a aplicativo e informática;
 A importância da tecnologia assistiva no processo de ensino-
aprendizagem;

3.6 Metodologia
23

Tendo relevância nesse projeto de pesquisa buscou-se das mais variáveis


formas possíveis desenvolver o uso da tecnologia nas atividades que contribuía
para a melhoria do ensino-aprendizagem utilizando os recursos tecnológicos na
sala de aula, tendo como meta principal o melhoramento no desenvolvimento e na
aprendizagem dos alunos na utilização dos recursos tecnológicos em sala de aula
e propôs-se fazer o uso de explanação sobre o tema principal: A inclusão da
tecnologia como ferramenta auxiliar no ambiente escolar. Na qual o docente utilize
plataformas que possa sugerir conteúdos através de vídeos aulas, animações e
texto, TV entre outros.
É necessário levar em consideração que a interação destes artefatos em
sala de aula deve ser feita de uma forma criativa pelo professor docente e pela
escola, com a postura diferente frente ao desafio de levar para a escola conteúdo
atualizados e aplicar as novas tecnologias em sala de aula utilizando esses
recursos nos planos de aula, para chamar a atenção dos alunos para o assunto
abordado.
Inicialmente propor palestra para os professores utilizar os recursos e a
tecnologia como apoio e acompanhamento do seu material didático, com a
apresentação dos conteúdos em formatos multimidias, como vídeos,
apresentações em slides, mapas mentais etc. Afim de destacar a facilidade que o
professor terá para perceber as dificuldades doa alunos e apresentar suas
atividades, dessa forma irá colabora para o engajamento da turma.
Em sala de aula propor uma roda de conversa com os alunos no intuito de
despertar o interesse para as aulas utilizando os recursos tecnológicos. De forma
que deixe as aulas mais dinâmica e atraente, utilizando Data Show para
apresentar os conteúdos proposto nos planos de aula, usar vídeos, filmes em
formato multimídia para reforçar o conteúdo, fica bem mais fácil a turma entender
histórias ou conteúdo passado. Na qual servi para enriquecer tanto a aula do
professor quanto as apresentações dos próprios alunos do 5 º ano. Pedir para que
a turma realize pesquisas do assunto proposto e o apresente com esses recursos
tecnológico como: Slides no Data Show, onde todos os alunos passa a participar e
interagir uns com os outros. Já que sabemos que os alunos colaboram mais com a
aula quando a mesma é diferente.
24

Criar um blog para a turma estimulando a interação por meios dos


comentários, criando um banco de texto e artigos com a produção dos alunos
desenvolvendo projetos interdisciplinares, na qual será disponibilizada uma aula
durante a semana para a realização desse fim. Com os alunos divididos em
grupos e cada grupo acessa o blog por vez, com o notebook da escola ou do
professor responsável.
Sabe-se que no computador encontra-se aplicativos básicos para editar
texto, softwares de apresentação (Powerpoint) e recursos na internet em tempo
real como mapas atualizados e noticias do mundo todo. Nesse caso é interessante
que professores disponibilize um tempo de sua aula para o fim do envolvimento
dos alunos a os métodos atuais. Como apresentar em multimídias programas
educativos com áudio e vídeo, na qual auxilia na aprendizagem dos conteúdos
das disciplinas de forma rápida e prática. Vale ressaltar que o professor deve ser o
mediador na aproximação das crianças com as tIC’s ( Tecnologias da informação
e comunicação ) ensinando-os a fazerem bom uso delas .
Apresentar a turma o Pé de Vento na qual é um ambiente digital de
aprendizagem que se encontra na Educopédia. Com a disponibilização de jogos,
músicas, contação de história e conteúdos. A plataforma O Pé Vento insere o
aluno em um ambiente de aprendizagem que o conduz para uma aventura,
voltada para os alunos do 1 a 5 º dos anos iniciais do Ensino Fundamental, a
ferramenta reúne diferentes atividades planejadas para durar 32 semanas.
Conforme o aluno realiza tarefas, ele é apresentado a personagens e histórias. A
plataforma é gratuita e de fácil acesso com duas seguintes áreas a voltada para os
alunos e a voltada para o acesso do professor.
Disponibilizar uma aula para exposição de objetos tecnológicas antigos e os
novos recursos da atualidade e fazer uma comparação de como a tecnologia hoje
em dia está muito avançada. Podemos trabalhar a aprendizagem sobre os
avanços dos recursos tecnológicos através de data show como apresentações em
slides da evolução dos objetos tecnológicos como textos, recortes de jornais e
revistas sobre os assuntos produzidos pelos alunos.
Portanto utilizar dos recursos tecnológicos do plano didático para que seja
executado é positivo pois aproxima o aluno da rotina dele. Introduzir novas
25

técnicas didáticas é muito significativa na qual envolva atividades educativas de


acordo com o aproveitamento da turma e pedir sempre pesquisa e apresentação
em grupo.
São inúmeras razões para projetos atividades variadas dentro do currículo
escolar uma sugestão é que a escola reúna professores e familiares para uma
conversa esclarecedora a respeito do uso da tecnologia feita em sala de aula.
Monstra aos pais e responsáveis que os filhos podem aprender de forma mais
livre, e ajuda a passar esse tipo de técnica para frente. Desta forma os alunos
terão um incentivo duplo para desenvolver suas competências e se divertir ao
mesmo tempo.

3.7 Tempo para a realização do projeto


A realização foi efetuada em várias etapas:

1° Etapa (Duração de 20 dias).


- Escolha do tema.
- Pesquisa bibliográfica sobre o tema tecnologia.
- Escolha e leitura da fundamentação teórica, dos seguintes livros:
 Multimídia digital na escola de Elenice Larroza Andersen (org.), Editora
Paulinas,201. Na qual relata a utilização de tecnologias no ambiente
escolar e o uso de recursos educacionais abertos são alguns dos assuntos
abordados no livro, que apresenta experiência desenvolvidas em contextos
escolares diversos.
 Inclusão digital, experiências, desafios e perspectivas de Adriano
Canabarro Teixeira e Karina Marcon (org.), Ed. Universidade de Passo
Fundo,2009. A obra é fruto dos trabalhos do projeto de pesquisa Multirão
pela Inclusão Digital, da Universidade de Passo Fundo ( UFPF). Ela reúne
relatos de experiências de formação de educadores e práticas de
aprendizagem utilizando a tecnologia.
 Novas tecnologias e mediação pedagógica de José Manuel Moran et al,
Editora Papirus,2013 o livro aborda a mudança no papel do professor em
um contexto de sociedade globalizada e informatizada, assim como as
26

discussões da sua atuação visando uma mediação pedagógica.

2° Etapa (Duração de 13 dias)


- Elaboração dos objetos do projeto.
- Inicio da elaboração do desenvolvimento do projeto de ensino, baseado na
fundação teórica escolhida.

3° Etapa (Duração 17 dias).


- Reflexão sobre o tema a inclusão da tecnologia como ferramenta auxiliar na
aprendizagem do ensino fundamental.
- Avaliação diagnostica do projeto de ensino e elaboração das considerações
finais do projeto.

4° Etapa
- Releitura do projeto.
- Montagem e digitação do projeto em Word.

3.8 Recursos humanos e materiais


Utilizamos vários recursos para o fim deste projeto. Podemos citar como
exemplo livros das obras literárias utilizados na fundamentação teórica, notebook,
roteiro de pesquisa impresso em folhas A4, lápis, borracha, caneta e vídeos.

3.9 Avaliação

A avaliação deste projeto se dará por meio da reflexão a respeito do tema


proposto. Como a retenção de alcançar o desenvolvimento, a relação, a postura e
a valorização da tecnologia com uma importante ferramenta no auxilio do
processo de ensino aprendizagem dos alunos.
27

4 Considerações finais

Esse projeto aborda a inclusão digital como democratização, apresenta um


estudo sistemático no sentido de apresentar a utilização das tecnologias e suas
ferramentas como uma alternativa, afim de diminuir as dificuldades de
aprendizado do aluno, bem como motivar as aulas, procurou-se analisar e
observar a influência das TIC’S tecnologia de comunicação e informações e sua
aplicação no setor escolar.
Sem, duvida, as novas tecnologias educacionais colocam a escola, e todos
os que nela estão envolvidos, em contato com o mundo. A maioria dos
professores tem conhecimento básico quanto ao uso da tecnologia na educação,
sendo então indispensável um conjunto de políticos do setor publico que
combatem a exclusão digital afim de que a escola e sociedade possa contribuir
para melhoria da qualidade de vida e bem-estar. Na qual os estucadores também
devem fazer seu papel, internalizando o uso dessas tecnologias de forma efetiva e
criativa no cotidiano escolar, a começar pelos professores dos anos inicias,
responsáveis pela alfabetização da nossa língua materna e agora também a
digital.
Elas auxiliam os professores ajudando na educação escolar dos alunos na
sala de aula facilitando a vida dos mesmos, fazem com que sentam menos
dificuldades em adquirir conhecimento.
Toda via a tecnologia na interação educacional é um elemento que ajuda o
aluno a aprender. Se existe ferramentas disponíveis em sala de aula porque não
as utilizar.
Por isso a importância das trocas de conhecimento e aperfeiçoamento
continuo para que a construção do saber cientifico se desenvolva entre alunos é
professores pois repassa conhecimentos exige e requer força de vontade,
desempenho e criatividade é necessário renovar a cada dia a nossa pratica
pedagógica constituindo para que o aluno possa diferenciar o lado positivo e o
negativo do uso das tecnologias, levando em consideração que, o objetivo da
escola é o ensino-aprendizagem.
28

REFERÊNCIAS

http://alb.com.br/arquivo-
morto/edicoes_anteriores/anais17/txtcompletos/sem16/COLE_932.pdf

https://www.pensador.com/paulo_freire_frases_educacao/

https://meuartigo.brasilescola.uol.com.br/educacao/a-resistencia-professor-diante-
das-novas-tecnologias.htm

https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/idiomas/a-mediacao-
pedagogica-e-as-tecnologias/47758

LITWIN, Edith. Tecnologias digitais: política, história e proposta. 2. Ed. Porto


Alegre: ArtMed, 2001

https://books.google.com.br/books?
id=5iA0DwAAQBAJ&pg=PT153&lpg=PT153&dq=Mais+o+essencial+se+encontra+
em+um+novo+estilo+de+pedagogia,
+que+favorece+ao+mesmo+tempo+as+aprendizagens+personalizadas+e+a+apre
ndizagem+coletiva+em+rede.
+Nesse+contexto&source=bl&ots=z4W9zERza7&sig=ACfU3U2uEcFkJilso4LyFcC-
IeZ2wzwRqQ&hl=pt-
BR&sa=X&ved=2ahUKEwjPj_q5gJrkAhVdJrkGHZKFAvcQ6AEwB3oECAcQAQ#v=
onepage&q=Mais%20o%20essencial%20se%20encontra%20em%20um%20novo
%20estilo%20de%20pedagogia%2C%20que%20favorece%20ao%20mesmo
%20tempo%20as%20aprendizagens%20personalizadas%20e%20a
%20aprendizagem%20coletiva%20em%20rede.%20Nesse%20contexto&f=false

http://www.assistiva.com.br/tassistiva.html
29

APÊNDICES

APÊNDICE A – Instrumento de pesquisa utilizado na coleta de dados.


30

ANEXOS

ANEXO A – Título do anexo

Você também pode gostar