Você está na página 1de 24

19

Ο ΝΟΣΤΟΣ (α)

Vocabulário:
Verbos:
ἐσθίω, [ἐδ-] ἔδομαι, [φαγ-] ἔφαγον, [ἐδ-] ἐδήδοκα: eu como;
ἵστημι, imperfeito, ἵστην, [στη-] στήσω, ἔστησα: eu coloco [alguém, ou algo] de pé,
levanto, fixo, faço parar, eu estou dispondo;
Aoristo segundo (atemático), ἔστην, intransitivo: eu fiquei;
Perfeito (-κα), ἔστηκα, intransitivo: eu fiquei parado;
Aoristo passivo (-θη-), [στα-] ἐστάθην: eu fui colocado;
ἀνίστημι [ἀνα- + ἵστημι]: quando transitivo: eu faço [alguém, ou algo] levantar-se; eu
levanto; quando intransitivo: eu me levanto;
νοστέω: eu volto para casa;
συλλέγω [= συν- + λέγω]: eu pego, reúno; eu digo, falo, eu junto, reúno; συλλέξω,
συνέλεξα, [λογ-] συνείλοχα, [λεγ-] συνείλεγμαι, συνελέγην: eu coleto;
Nomes:
ἡ ἐλάα, τῆς ἐλάᾱς: a oliva, a oliveira;
ὁ νόστος, τοῦ νόστου: o retorno (para casa);
τὸ πεδίον, τοῦ νόστου: a planície;

ὡς δὲ εἰς τὸν λιμένα ἀφίκοντο ἔστησαν καὶ, ἤδη θάλποντος τοῦ ἡλίου, ὑπὸ ἐλάᾳ
καθήμενοι οἶνόν τε ἔπιον καὶ σῖτον ἔφαγον. δι’ ὀλίγου δὲ ὁ Δικαιόπολις εἶπεν· “τί δεῖ
ποιεῖν, ὦ παῖ; οὐδενὸς γὰρ ὄντος ἡμῖν ἀργυρίου, οὐκ ἔξεστιν ἡμῖν κατὰ θάλατταν οἴκαδε
νοστεῖν. δεῖ οὖν πεζῷ ἰέναι.” ὁ δὲ Φίλιππος, “μὴ περῖ τούτου φρόντιζε, ὦ πάτερ· ἐγὼ γὰρ
χαιρήσω πεζῷ ἰὼν καὶ τὰ ἔργα θεώμενος καὶ τὰ ὄρη. ἀλλὰ πῶς εὑρήσομεν τὴν ὁδὸν τὴν
πρὸς τὰς Ἀθήνᾱς φέρουσαν;” ὁ δὲ, “μὴ περὶ τούτου γε φρόντιζε, ὦ παῖ· ῥᾳδίως γὰρ
εὑρήσομεν αὐτήν.” τὸν δὲ Φίλιππον ἀναστήσᾱς, “ἀνάστηθι οὖν,” ἔφη· “εἰ γὰρ δοκεῖ,
καιρός ἐστιν ὁρμῆσαι.”

[θάλποντος: estando quente/ πεζῇ: adv. a pé/ τὰ ἔργα: os campos cultivados]


E, quando chegaram ao porto, ficaram parados, e, como o sol estava esquentando,
sentando sob uma oliveira, beberam vinho e comeram uma refeição. E logo, Diceópolis
disse: O que faremos meu filho? Já que não temos dinheiro algum conosco, não nos
é possível retornar para casa por mar. É preciso, então, ir à pé. E Felipe disse: Não
te inquietes por isso papai, pois eu me alegrarei indo à pé, contemplando os campos
cultivados e as montanhas, contudo, como encontraremos o caminho que nos leve
para Atenas? E ele: Não te preocupes, pelo menos com isso, meu filho, pois
facilmente o encontraremos. E, tendo se levantado, disse para Felipe: Levanta-te,
então, pois parece que é hora de partir.

ἀναστάντες οὖν ἐπορεύοντο, καὶ πρῶτον μὲν διὰ πεδίου ᾖσαν, ἐν ᾧ πολλὰ ἦν ἔργα
ἀνθρώπων· πολλοὺς δὲ ἀνθρώπους ἑώρων ἐν τοῖς ἀγροῖς ἐργαζομένους, ὧν οἱ μὲν τοὺς
βοῦς ἤλαυνον ἀροῦντες τὴν ἄρουραν, οἱ δὲ τὰς ἐλάᾱς συνέλεγον εἰς τὰ δένδρα
ἀναβαίνοντες. ὡς δὲ τοῖς ὄρεσι προσεχώρουν, ἀμπελῶνας ἑώρων, ἐν οἷς οἱ ἄνθρωποι τοὺς
βότρυας συνέλεγον· καὶ τῶν βοτρύων τοὺς μὲν οἴκαδε ἔφερον ὄνοι ἐν μεγάλοις
κανθηλίοις, τοὺς δὲ αἱ γυναῖκες ἐπὶ τῷ γῇ ἐτίθεσαν ὥστε τῷ ἑλίῳ ξηραίνεσθαι. ὁ οὖν
Φίλιππος πολὺν χρόνον ἵστατο πάντα θεώμενος.

[ἑώρων: imperfeito de ὁράω/ ἀροῦντες: arando/ τὴν ἄρουραν: o arado/ ἀμπελῶνας:


vinhedos/ τοὺς βότρυας: os cachos de uvas/ ὄνοι: burros/ κανθηλίοις: cestos/
ξηραίνεσθαι: secar]

Então, tendo se levantado, seguiam, e, primeiramente, iam através da planície, na qual


havia muitos campos cultivados (pelos homens), e viam muitos deles (homens)
trabalhando nos campos, dos quais, uns, conduziam os bois, arando a lavoura, enquanto
outros colhiam olivas, subindo nas árvores. E quando se aproximavam dos montes, viam
vinhedos, nos quais os homens colhiam os cachos de uva; e dentre esses, uns os burros
levavam para casa em grandes cestos, outros as mulheres colocavam sobre a terra para
que secassem ao sol. Então Felipe ficava parado por muito tempo observando tudo.

Partes Principais: radicais em labiais (-β-, -π-):


βλάπ-τω, [βλαβ-] βλάψω, ἔβλαψα, βέβλαφα, βέβλαμμαι, ἐβλάφθην ou ἐβλάβεην: eu
prejudico, machuco;
λείπω, λείψω, [λιπ-] ἔλιπον, [λοιπ-] λέλοιπα, [λειπ-] λέλειμμαι (eu sou deixado para
trás, eu sou inferior) ἐλείφθην , eu deixo;
πέμπω, πέμψω, ἔπεμψα, [πομπ-] πέπομφα, [πεμπ-] πέπεμμαι, ἐπέμφθην: eu envio;
Estudo das Palavras:
Explique o significado das seguintes expressões, tendo como referência seus radicais
gregos:
1. Aristocracia;
2. Autocracia;
3. Plutocracia (ὁ πλοῦτος = riqueza);
4. Teocracia;
5. Burocracia;
6. Tecnocracia (ἡ τέχνη: arte, capacidade);
Gramática:
O Genitivo Absoluto:
Examine a seguinte sentença:
θάλποντος τοῦ ἡλιου, ὑπὸ ἐλάᾳ ἐκάθηντο.
Como o sol estava esquentando, eles sentavam-se sob uma oliveira.
A expressão em negrito é formada por um particípio seguido por um nome, ambos no
caso genitivo. Essa locução não possui nenhuma relação gramatical com o resto da
sentença, pois o particípio não modifica nenhum elemento da oração principal, tais como
sujeito, objeto direto e objeto indireto. Esse uso de um particípio com um nome ou
pronome no caso genitivo é chamado de genitivo absoluto. O termo absoluto é
proveniente da palavra latina que significa ‘separado’ ou ‘independente’, pois os
genitivos absolutos são gramaticalmente separados do resto da sentença na qual estão
inseridos. Aqui estão outros exemplos:
οὐδενὸς ὄντος ἡμῖν ἀργυρίου, οὐκ ἔξεστιν ἡμῖν κατὰ θάλατταν οἴκαδε νοστεῖν.
Como não temos dinheiro algum, não é possível, para nós, voltarmos para casa por mar.
ἡμέρᾱς γενομένης, ὁ πατὴρ τὸν παῖδα καλέσᾱς ἔπεμψε ὡς ζητήσοντα τὰ πρόβατα.
Quando amanheceu, o pai, tendo chamado seu filho, o enviou para procurar as ovelhas.
Nessa sentença, a expressão ἡμέρᾱς γενομένης é absoluta, isto é, não faz parte da estrutura
do resto da sentença, enquanto o particípio καλέσᾱς concorda com πατήρ, o sujeito da
oração principal, e o particípio ζητήσοντα concorda com παῖδα, o objeto direto da oração
principal.
No que diz respeito ao aspecto, o particípio presente descreve progressão, uma ação em
andamento, contemporânea com a ação do verbo principal da sentença (veja o primeiro
volume do método, capítulo 8, gramática 1, pág. 115). Assim, na sentença acima,
θάλποντος τοῦ ἡλίου, ὑπὸ ἐλάᾳ ἐκάθηντο, um particípio presente é usado no genitivo
absoluto, mas é traduzido em português como um passado progressivo. Como o sol estava
quente, indicando ação em andamento, contemporânea com o tempo imperfeito do verbo
principal ἐκάθηντο, estavam sentados. Compare a sentença οὐδενὸς ὄντος ἡμῖν ἀργυρίου,
οὐκ ἔξεστιν ἡμῖν κατὰ θάλατταν οἴκαδε νοστεῖν, com a tradução em português, Como
não temos dinheiro, não é possível, para nós, voltarmos para casa por mar.
No que diz respeito ao aspecto, o particípio aoristo no genitivo absoluto expressa uma
ação simples (veja o primeiro volume do método, capítulo 11, gramática 3d, págs 179-
180). Assim, o genitivo absoluto com seu particípio no aoristo na sentença ἡμέρᾱς
γενομένης, ὁ πατὴρ τὸν παῖδα καλέσᾱς ἔπεμψεν ὡς ζητήσοντα τὰ πρόβατα pode ser
traduzida simplesmente: Quando amanheceu, ou mesmo mais simplesmente, Ao raiar do
dia. Entretanto, o particípio aoristo, no genitivo absoluto, pode, frequentemente, ser
traduzido para o português indicando tempo anterior a ação do verbo principal, como:
Quando o dia surgiu, o pai, tendo chamado seu filho, enviou-o para procurar as ovelhas.
Genitivos absolutos podem, frequentemente, ser melhor traduzidos para o português
como orações começando com ‘como’, ‘quando’ ou ‘embora’. A escolha da palavra
introdutória correta irá para melhorar o sentido da oração como um todo, mas às vezes
uma palavra como καίπερ, embora, fornecerá uma pista útil.
Exercício 19 α
Leia em voz alta e traduza as seguintes sentenças. Preste atenção particularmente para o
aspecto dos tempos em grego quando estiver traduzindo os particípios:
1. ἑσπέρᾱς γιγνομένης, οἱ ξένοι εἰς τὸ ἄστυ ἀφίκοντο.
Quando entardeceu, os estrangeiros chegaram à cidade.
2. τοῦ γέροντος ὀργιζομένου, ὁ παῖς ἐφοβεῖτο.
Quando o velho se encolerizava, o rapaz assustava-se.
3. πάντων ἑτοίμων ὄντων, ὁ ἱερεὺς τὴν θυσίᾱν ἐποιήσατο.
Quando tudo ficou pronto, o sacerdote fez o sacrifício.
4. τοῦ ἀνέμου μείζονος γενομένου, ἡ ναῦς, ὀλίγη οὖσα, ἐν κινδύνῳ ἦν.
Quando o vento crescia, o barco, sendo pequeno estava em perigo.
5. καίπερ τῆς πόλεως πολὺ ἀπεχούσης, οὐκ ἐσπεύδομεν.
Embora estivéssemos distantes da cidade, não nos apressávamos.
6. νυκτὸς γενομένης, ἔδοξεν ἡμῖν ἐν τῷ ἄστει μένειν.
Quando anoiteceu, pareceu melhor a nós permanecer na cidade.
7. τῶν αὐτουργῶν ἐχθρῶν γενομένων, οἱ νεᾱνίαι τὸ πεδίον καταλιπόντες ἐπὶ τὸ ὄρος
ἀνέβησαν.
Quando os agricultores se tornaram hostis, os jovens, tendo deixado a planície,
subiram a montanha.
8. καίπερ θόρυβον ποιούντων τῶν προβάτων, ὁ αὐτουργὸς οὐκ ἔσπευδεν.
Embora o rebanho fizesse barulho, o agricultor não se apressava.
9. τοῦ ἡλίου ἀνατέλλοντος (erguendo-se), ὁ παῖς ἤδη πρὸς τὸν ἀγρὸν ᾔει.
Como o sol se erguia, o rapaz já ia para o campo.
10. τοῦ ἡλίου καταδύντος (se pondo), πᾶσαν τὴν ἡμέρᾱν ἐργασάμενος ὁ παῖς οἴκαδε
ἐπανιέναι ἐβούλετο.
Como o sol declinava, o rapaz, tendo trabalhado o dia todo, desejava retornar para
casa.
O Verbo ἵστεμι: formação e significado:
Esse verbo tem radicais tanto com uma vogal longa [στη-], quanto com uma vogal breve
[στα-].
ἵστημι, στήσω, aoristo sigmático (1), ἔστησα, aoristo atemático (2), ἔστην, ἔστηκα,
ἐστάθην: eu faço [algo] ficar parado, eu paro, eu erijo; aoristo atemático (2), intransitivo,
eu fiquei de pé, eu parei; perfeito, intransitivo, eu paro;
Você já estudou o aoristo atemático (2) desse verbo (ἔστην, eu paro), no capítulo 15, e
você também já viu muitos exemplos nos textos lidos.
Formação do Ativo:
Presente: ἵ-στη-μι
Imperfeito: ἵ-στη-ν
Futuro: στή-σ-ω
Aoristo sigmático (1): ἔ-στη-σα
Aoristo atemático (2): ἔ-στη-ν
O presente e o imperfeito são formados pela colocação de ἱ- (reduplicação: = σι-, como
no latim sito) antes do radical e pela adição da desinência número-pessoal, por exemplo,
ἵ-στη-μι. No imperfeito o ἱ- é aumentado para ἱ-. Tanto no presente quanto no imperfeito,
o radical com vogal longa (στη-) é usado no singular, e no plural, em vogal breve (στα-).
Compare δί-δω-μι e τί-θη-μι.
O futuro στή-σω é formado regularmente, como o aoristo sigmático (1) ἔ-στη-σα.
Sentido da voz ativa:
As formas na voz ativa no presente, no imperfeito, no futuro e no aoristo sigmático (1)
são transitivas e têm objeto direto. Elas têm sentido de ficar parado, parar, ou erigir, como:
ὁ παῖς τὸν κύνα ἵστησιν. [O rapaz está parando seu cachorro]
ὁ παῖς τὸν κύνα ἵστη. [O rapaz estava parando seu cachorro]
ὁ παῖς τὸν κύνα στήσει. [O rapaz parará seu cachorro]
ὁ παῖς τὸν κύνα ἔστησεν. [O rapaz parou seu cachorro]
ὁ ναύτης τὸν ἱστὸν ἔστησεν. [O marinheiro ergueu o mastro]
O aoristo atemático (2), ἔστην, significa eu fiquei parado, eu permaneci parado, parei, e
o perfeito, ἔτηκα, significa eu fiquei de pé. Essas formas são intransitivas e não exigem
objeto direto, como:
ὁ κύων ἔστη. [O cachorro ficou parado/ parou]
ἡ γυνὴ πρὸς τῇ κρήνῃ ἔστηκεν. [A mulher ficou parada junto a fonte]
Formação da voz média:
Presente: ἵ-στα-μαι
Imperfeito: ἱ-στά-μην
Futuro: στή-σ-ο-μαι
Aoristo sigmático (1): ἐ-στη-σά-μην
Aoristo atemático (2): não há
Sentido da voz média:
O presente, o imperfeito, futuro e aoristo sigmático (1) médios podem ser usados
transitivamente, como:
φύλακας ἱστάμεθα. [Nós estamos em ordem, em guarda, a postos]
φύλακας ἱστάμεθα. [Nós estávamos em ordem, de guarda]
φύλακας στησόμεθα. [Nós estaremos em ordem, de guarda]
φύλακας ἐστησάμεθα. [Nós ficamos em guarda]
A voz média implica que a ação é executada no interesse do sujeito, ou seja, aqui para
nós mesmos, nossa proteção.
O presente, imperfeito e futuro médios podem também ser usados de forma intransitiva,
como:
ἱστάμεθα. [Nós estamos parados]
ἱστάμεθα. [Nós estávamos parados]
στησόμεθα. [Nós ficaremos parados]
Note que o aoristo sigmático (1) não é usado intransitivamente; o aoristo atemático (2) é
usado em seu lugar, como:
ἔστημεν [Nós paramos]
As formas passivas são traduzidas exatamente como você poderia esperar, por exemplo,
o aoristo passivo ἐστάθην significa: Eu estava estabelecido.
As formas de ἵστημι serão apresentadas na segunda parte desse capítulo.
Exercício 19 β:
Traduza cada uma das seguintes formas, usando estabelecer ou ficar de pé como
significado:
Trans. Ativo Trans. Méd. Intransitivo Passivo
Presente ἵστημι ἵσταμαι ἵσταμαι ἵσταμαι
Imperfeito ἵστην ἱστάμην ἱστάμην ἱστάμην
Futuro Στήσω στήσομαι στήσομαι σταθήσομαι
Aoristo ἔστησα ἐστησάμην ἔστην ἐστάθην
Perfeito ἔστηκα

Exercício 19 γ:
Leia em voz alta e traduza:
1. οἱ παῖδες τοὺς κύνας ἔστησαν.
Os rapazes pararam os cães.
2. ὁ αὐτουργὸς ἐξαίφνης (de repente) ἐν τῇ ἀγορᾷ ἔστη.
O agricultor de repente parou na praça.
3. ὁ παῖς ἀνέστη.
O rapaz levantou-se.
4. ὁ πατὴρ τὸν παῖδα ἀνέστησεν.
O pai levantou seu filho.
5. οἱ ναῦται τὸν λιμένα καταλιπόντες τὸν ἱστὸν (mastro) ἔστησαν.
Os marinheiros, tendo deixado o porto, ergueram o mastro.
6. τοὺς Πέρσᾱς νῑκήςᾱς ὁ Παυσανίᾱς τροπαῖον (um troféu) ἐστήσατο.
Pausânias, tendo vencido os persas, erigiu um troféu (monumento).
7. μὴ φεύγετε, ὦ φίλοι, ἀλλὰ στῆτε καὶ ἀνδρείως μάχεσθε.
Não fujais amigos, mas resisti e lutai bravamente.
8. ἐπεὶ τὸν ξένον εἴδομεν, στάντες ἠρόμεθα ποῖ πορεύεται.
Quando vimos o estrangeiro, tendo ficado imóveis, perguntamos para onde
vai.
9. ὁ νεᾱνίᾱς τὸν κύνα ἔστησε καὶ τὴν ὁδὸν ἡμῖν ἐδήλωσεν ἥ πρὸς τὸ ἄστυ
ἔφερεν.
O rapaz parou seu cão e nos mostrou o caminho que levava à cidade.
10. τοὺς πολεμίους φοβούμενοι, φύλακας ἐστήσαντο.
Temendo os inimigos, montaram guarda.

Sabedoria Grega:
Heráclito
Fragmento 41 (Diels)
ἕν τὸ σοφόν, ἐπίστασθαι γνώμην ἥτις (ὁτέη) ἐκυβέρνησε πάντα διὰ πάντων.
Uma, a coisa sábia: ter ciência do conhecimento que governa tudo através de tudo.

Texto Cultural:
Micenas
Micenas fica em uma colina contornada por duas ravinas profundas. O local
é um ponto forte natural, dominando a planície de Argos. Foi ocupada pela primeira vez
em cerca de 3.000 a.C. e um novo assentamento foi feito em cerca de 2.000 a.C., que
geralmente se acredita ser o momento em que falantes gregos chegaram à Grécia. Há uma
clara evidência de um aumento súbito da importância e da prosperidade desta localidade
por 1.600 a.C.; pois foram encontrados dois círculos tumulares, um dentro das paredes
posteriores (contendo seis túmulos de poço - escavados por Schliemann na década de
1870 - o outro, em data mais recente, fora dos muros, descoberto em 1950. Estes túmulos
continham uma massa de ouro e outros preciosos objetos de grande beleza, incluindo as
importações da Creta minoica e Egito.
O poder e a riqueza de Micenas aumentou rapidamente. Houve logo uma
cultura uniforme na Grécia continental, que se estende a partir de Tessália, no norte ao
sul do Peloponeso, com palácios de Tebas, Atenas, Micenas, Tirinto e Pilos e
provavelmente em outros locais ainda não descobertos. Embora os palácios fossem os
centros administrativos dos reinos separados, parece provável que Micenas fosse o
principal, se não o dominante, reino. A partir de 1.500 a.C. os reis de Micenas foram
enterrados em túmulos de pedra maciça fora dos muros, das quais a maior, o chamado
Tesouro de Atreu, é uma obra arquitetônica magnifica.
Cerca de 1450 a.C., os aqueus, como os gregos da época micênica foram
chamados, invadiram Creta e destruíram todos os palácios minoicos exceto Knossos, que
eles ocuparam. Sucedendo ao controle minoico dos mares, os aqueus agora negociavam
amplamente ao longo do Mediterrâneo oriental e faziam assentamentos nas ilhas e na
Ásia Menor. O apogeu do poder micênico e prosperidade foi no início do século XIII;
nesse período, foram construídas as paredes, algumas das quais ainda estão de pé, e o
portal do leão. Por volta de 1.250 a. C., quando as defesas foram renovadas e melhoradas,
existe evidência da destruição do lado de fora das paredes. O comércio declinou; um
período de turbulência e deterioração tinha começado. Acredita-se que a guerra de Troia
tenha ocorrido nessa época. A data tradicional para a queda de Troia é 1.184 a. C., mas o
arqueólogo americano Blegen, que fez as escavações recentes mais completas, encontrou
provas claras de um cerco prolongado, e data a destruição de Troia para cerca de 1.240 a.
C. Parece que a expedição de Troia foi o último esforço conjunto dos aqueus.
Micenas foi submetida a três ataques sucessivos nos anos seguintes. No
primeiro, as casas fora dos muros foram destruídas; no segundo, a cidadela foi saqueada;
no terceiro, foi finalmente destruída e não reocupada. Os outros palácios do continente
foram todos saqueados por volta de 1.200 a. C., presumivelmente pela época das invasões
dóricas.
Durante a Idade das Trevas um novo assentamento foi feito no local de
Micenas, que evoluiu para uma pólis em miniatura; este enviou um pequeno contingente
para lutar em Plateia, mas em 468 a.C. ele foi atacado e destruído por Argos. Quando
Felipe o visitou em nossa história, o local estava abandonado; as paredes maciças e o
portão do leão ainda estavam de pé, mas o resto era mato e intocado até Schliemann
chegar em 1876.
Em torno de Micenas está centrado um dos ciclos mais importantes da
mitologia grega. A casa real de Micenas estava condenada. Seu fundador foi Pélops. Seu
pai Tântalo queria saber se os deuses eram oniscientes realmente. Ele matou seu próprio
filho Pélops e o serviu aos deuses em uma festa; nenhum dos deuses iria tocar a carne
com exceção de Deméter, que estava distraída pela dor e comeu parte de seu ombro. Os
deuses lhe restituíram à vida e substituíram o ombro ausente com um de marfim. Quando
ele cresceu, ele cortejou Hipodâmia, filha de Enomau. Para ganhar a mão dela, ele teve
que bater o seu pai em uma corrida de bigas. Ele subornou o cocheiro de Enomau para
remover uma peça do eixo. Em corrida, Enomau foi atirado e morto, mas como ele estava
morrendo, ele amaldiçoou Pélops.
Pélops levou a filha do rei morto para Micenas e fundou uma dinastia que foi
incessantemente perseguida pela maldição. Seus filhos eram Atreu e Tiestes. Tiestes
seduziu a mulher de Atreu, e Atreu o baniu. Atreu, em seguida, fingiu estar reconciliado
e convidou seu irmão para um banquete; nesta festa serviu a Tiestes os próprios filhos
deste. Tiestes encontrou um dedo humano em sua porção e, percebendo o que Atreu tinha
feito, chutou a mesa e fugiu, amaldiçoando Atreu e toda a sua família. Tiestes teve um
filho, Egisto, com sua própria filha; juntos eles assassinaram Atreu.
Agamêmnon sucedeu Atreu como rei, e quando ele levou os gregos a Troia,
ele deixou o reino sob os cuidados de sua esposa, Clitemnestra. A frota grega, no entanto,
no caminho para Troia foi retida por ventos contrários incessantes. O profeta disse que
esses ventos só cessariam se Agamêmnon sacrificasse sua filha a Ártemis. Agamêmnon
manda chamar sua filha Ifigênia, com o pretexto de que ela se casaria com Aquiles, e com
a própria mão, cortou sua garganta sobre o altar.
Durante a ausência de Agamêmnon, Clitemnestra tomou como seu amante
Egisto e planejou a vingança. Quando, depois de dez anos, Agamenon voltou, os amantes
assassinaram-no, aprisionando-o em uma rede, enquanto ele estava no banho. Orestes, o
jovem filho de Agamêmnon e Clitemnestra, fugiu para o exílio, salvo pela sua ama; as
filhas, Crisótemis e Electra, permaneceram no palácio. Quando Orestes ficou adulto, ele
consultou o oráculo de Apolo em Delfos e foi condenado a vingar o assassinato de seu
pai. Ele voltou a Micenas secretamente e com a ajuda de Electra assassinou tanto Egisto
quanto sua própria mãe. Ele foi então perseguido pelas Fúrias e tomou refúgio no altar de
Apolo. A maldição, que tinha assombrado a família por meio de quatro gerações, foi
finalmente interrompida quando Atena absolveu Orestes da culpa de sangue, alegando
que ele havia sido ordenado por Apolo para executar os assassinatos.

Grego Clássico:
Teógnis:

Teógnis lamenta a passagem da juventude e a perspectiva de morte nos seguintes


conjuntos de dísticos (linhas 1069-1070 e 1070 e 1070a-1070b), que foram
provavelmente compostos como poemas separados. Os temas eram comuns na poesia
lírica grega. Para Teógnis, ver Livro I, capítulo 10, p. 163; capítulo 11, p. 185, e capítulo
14, p. 249.

ἄφρονες ἄνθρωποι καὶ νήπιοι, οἵ τε θανόντας


κλαίουσ’, οὐδ’ ἤβης ἄνθος ἀπολλύμενον.

Os homens [são] tolos e infantis, os quais, mortos,


choram pela destruição da flor da juventude.

[ἀφρονες: tolos/ νήπιοι: infantis/ οἵ τε = οἵ θανόντας = ἀποθανόντας: os


mortos/ κλαίουσι: choram por/ ἥβης: de juventude/ ἄνθος: a flor/ ἀπολλύμενον:
perecendo]

τέρπεό μοι, φίλε θυμέ· τάχ’ αὖ τινες ἄλλοι ἔσονται


ἄνδρες, ἐγὼ δὲ θανὼν γαῖα μέλαιν’ἔσομαι.

Eu te peço, meu coração amigo: logo alguns outros serão


os bravos, enquanto eu estarei jazendo na negra terra.

[τέρπεο = τέρπου, imperativo presente de τέρπομαι μοι: não o usual dativo


com τέρπομαι, mas um dativo especial que é usado para solicitar o interesse do
destinatário: eu te imploro, ou peço por favor/ θυμέ: coração (aqui)/ τάχ’αὖ: logo
novamente/ γαῖα: terra/ μέλαιν(α): preta]

Ο ΝΟΣΤΟΣ (β)

Vocabulário:
Verbos:
ἀγνοέω: eu não sei;
ἀναπαύομαι, ἀναπαύσομαι, ἀνεπαυσάμην, ἀναπέπαυμαι: eu descanso;
ἀφίσταμαι [= ἀπο- + ἵσταμαι], [στη-] ἀποστήσομαι, ἀπέστην: eu estou longe de, afasto-
me de, separo-me de;
ἐντυγχάνω + dativo: eu encontro;
καθίστημι [= κατα- + ἵστημι], quando transitivo: eu coloco, estabeleço; + εἰς + acusativo:
coloco em..; quando intransitivo: eu sou colocado; + εἰς + acus.: eu sou colocado, caio
em...;
εἰς ἀπορίαν κατέστη: ele caiu em dificuldade, ficou perplexo;
παραινέω [= παρα- + αἰνέω], παραινέσω ou παραινέσομαι, παρῄνεσα, παρήνεκα,
παρῄνημαι, παρῃνέθην + dativo e infinitivo: eu aconselho alguém a fazer algo;
σημαίνω, [σημανε-] σημανῶ, [σημην-] ἐσήμηνα, [σημαν-] σεσήμασμαι, ἐσημάνθην:
eu sinalizo, mostro;
Nomes:
ὁ ποιμήν, τοῦ ποιμένος: o pastor;
ἡ ὕλη, τῆς ὕλης: floresta;
ὁ φόβος, τοῦ φόβου: o temor;
ὁ ὦμος, τοῦ ὥμου: o ombro;
Adjetivos:
βαθύς, -εῖα, -ὑ: profundo;
δεινός, -ή, -όν: terrível, hábil; + inf.: inteligente, habilidoso;
ἔρημος, -ον: vazio;
τραχύς, -εῖα, -ὑ: áspero;
Advérbios:
ἥδιστα, superlativo de ἡδέως: muito docemente, muito prazeirosamente;

οὐ μέντοι διὰ πολλοῦ τὰ τῶν ἀνθρώπων ἔργα καταλιπόντες, ἀνέβησαν ἐπὶ τὰ ὅρη· καὶ
σπανίως ἤδη ἐνετύγχανον ἀνθρώποις, ποιμένας δὲ ὀλίγους ἑώρων οἵ τὰ πρόβατα ἔνεμον.
ᾖσαν δὲ διὰ μεγάλων ὑλῶν, ἐν αἷς πολλαί τε δρύες ἦσαν καὶ πολλαὶ ἐλάται. τρᾱχείᾱς δὲ
γενομένης τῆς ὁδοῦ καὶ οὐ ῥᾳδίᾱς εὑρεῖν, ὁ μὲν Δικαιόπολις εἰς ἀπορίᾱν κατέστη ἀγνοῶν
τὴν ὁδόν· ὁ δὲ Φίλιππος ἄνθρωπον ἰδὼν προσιόντα, “ἰδού, ὦ πάτερ,” ἔφη, “ἆρα ὁρᾷς
ἐκεῖνον τὸν ἄνδρα κατιόντα πρὸς ἡμᾶς; φαίνεται κυνηγέτης εἶναι· κύων γὰρ Λάκαινα
ἔπεται αὐτῷ. ἆρ’ οὐ βούλει στῆσαι αὐτὸν καὶ ἐρέσθαι εἰ αὕτη ἡ ὁδὸς πρὸς Κόρινθον
φέρει;” ὁ δὲ Δικαιόπολις, “μάλιστά γε,” ἔφη· “στήσωμεν αὐτόν.”

[σπανίως: raramente/ ἔνεμον: pastoreavam/ δρύες: carvalhos/ ἐλάται: pinheiros/


κυνηγέτης: caçador/ Λάκαινα: lacônico, espartano/ στήσωμεν: subjuntivo, vamos pará-
lo!]

Certamente, em pouco [tempo], tendo deixado as lavouras, subiram as colinas. E,


raramente, acontecia de encontrarem homens [trabalhando], mas viam uns poucos
pastores que pastoreavam suas ovelhas. E iam através de grandes florestas, nas quais
havia carvalhos e muitos pinheiros. E como o caminho se tornou áspero e difícil de achar,
Diceópolis ficou perplexo por não o encontrar. E Felipe, vendo um homem se
aproximando, disse: Olha papai, acaso vês aquele homem vindo em nossa direção?
Parece ser um caçador, pois um cão espartano vem consigo. Acaso não desejas pará-
lo e perguntar se esse caminho é o que leva para Corinto? E Diceópolis disse:
Certamente que sim, ... vamos pará-lo.

προσχωροῦντος δὲ τοῦ νεᾱνίου, ἡ κύων ἀγρίως ὑλακτεῖ καὶ ὁρμᾶται ἐπ’ αὐτούς· ὁ δὲ
νεᾱνίας ἔστη καὶ βοήσᾱς, “στῆθι, Ἄργη,” ἔφη, “καὶ σίγησον.” ὁ οὖν Δικαιόπολις
προσιών, “χαῖρε, ὦ νεᾱνίᾱ,” ἔφη, “ἆρ’ οἶσθα σὺ εἰ αὕτη ἡ ἀτραπὸς πρὸς τὴν Κόρινθον
φέρει;” ὁ δὲ, “μάλιστά γε, ἐκεῖσε φέρει· ἰδού - ἔξεστιν αὐτὴν ἰδεῖν ὑπὲρ τὸ ὄρος
φέρουσαν. ῥᾳδίως δὲ γνώσεσθε αὐτήν, τῶν γε ἑρμάτων σημαινόντων. ἀλλὰ πολὺ ἀπέχει
ἡ Κόρινθος, καὶ δι’ ὀλίγου νὺξ γενέσεται· ἴσως δὲ εἰς κίνδῡνον καταστήσεσθε μόνοι ἐν
τοῖς ὄρεσι νυκτερεύοντες. ἐρήμων γὰρ ὄντων τῶν ὁρῶν οὐδενὶ ἐντεύξεσθε ἀνθρώπων εἰ
μὴ ποιμένι τινί. ἀλλἀ ἄγετε, πῶς ἔχετε τοῦ σίτου; ἀλλὰ μείνατε· δώσω γὰρ ὑμῖν λαγών.
ἰδού.” καὶ ταῦτα εἰπὼν τὸ ῥόπαλον, ὅ ἐπὶ τοῖς ὥμοις ἔφερε, κατέθηκεν· δύο γὰρ θηρία ἐκ
τοῦ ῥοπάλου ἐκρέματο, ὦν ἕν λύσᾱς τῷ Δικαιοπόλιδι παρέδωκεν. ὁ δὲ δεξάμενος
πλείστην χάριν ἀπέδωκεν. ὁ δὲ νεᾱνίᾱς,“οὐδὲν ἐστιν,” ἔφη, “πλεῖστοι γὰρ λαγῲ γίγνονται
ἐν τοῖς ὄρεσιν, ἐγὼ δὲ ῥᾳδίως αἰρῶ αὐτούς· δεινότατος γὰρ εἰμι κυνηγετεῖν. χαίρετε οὖν
καὶ εὐτυχοῖτε.” ταῦτα δ’ εἰπὼν ἐπορεύετο κατὰ τὴν ἀτραπόν, οἱ δὲ βραδέως ἀνῇσαν.
[ὑλακτεῖ: late/ ἆρ’οἶσθα: tu sabes?/ ἀτραπὸς: caminho/ τῶν...ἑρμάτων: os montes de
pedra/ νυκτερεύοντες: passando a noite/ πῶς ἔχετε τοῦσίτου: como estais de
comida?/ λαγών: lebre/ ῥόπαλον: bastão/ θηρία: feras/ ἐκρέματο (de κρέμαμαι):
pendurava/ λαγῲ: nominativo plural/ κυνηγετεῖν: caçar (traduzi: caçando)/ εὐτυχοῖτε:
optativo expressando um desejo, que vós tenhais boa sorte! Boa sorte para vocês!]

E quando o jovem se aproxima, o cachorro late ferozmente e se lança sobre eles. E o


jovem parou e, tendo gritado, disse: Para, Argo e fica quieto. E Diceópolis, aproximando-
se, disse: Salve, jovem, acaso tu sabes se esse caminho leva para Corinto? E ele:
Certamente que sei, ... aquele leva: é possível vê-lo conduzindo acima pela
montanha. Assim, facilmente o achareis, quando o indicar montes de pedras.
Contudo, Corinto ainda dista muito, e logo anoitecerá. E, pernoitando sozinhos nas
montanhas, talvez sereis colocados em perigo, pois como as montanhas são desertas,
não encontrareis, dentre os homens, senão alguns pastores. Ide, mas, como estais de
comida? Esperai, pois vos darei uma lebre. Eis E isto dizendo, deitou o bastão que
levava sobre os ombros, pois duas caças estavam penduradas no bastão, das quais uma
tendo soltado, ofereceu a Diceópolis. E ele, recebendo-a, rendeu numerosas graças . E o
jovem disse: Não há de quê, pois há muitíssimos coelhos nas montanhas, e eu facilmente
os apanho, pois sou notável em caçar. Passai bem e tenhai boa sorte. E isto dizendo seguiu
pelo caminho e eles vagarosamente subiam.

ἑσπέρᾱς δὲ γιγνομένης ποιμένι τινὶ ἐνέτυχον, ὅς τὰ πρόβατα κατὰ τὴν ὁδὸν ἤλαυνεν. ὁ
δὲ ἰδὼν αὐτοὺς προσιόντας εἰς φόβον καταστὰς ἔστησεν αὐτοὺς καὶ βοήσᾱς, “τίνες ἐστέ,”
ἔφη, “οἵ διὰ τῆς νυκτὸς πορεύεσθε; πόθεν ἤλθετε καὶ ποῖ ἔρχεσθε;” ὁ δὲ Δικαιόπολις
πορσιὼν πάντα τὰ γενόμενα ἐξηγήσατο, ὁ δὲ ποιμὴν εὐμενῶς δεξάμενος αὐτούς, “ἀλλὰ
πάντες,” ἔφη, “πρὸς Διός εἰσι πτωχοί τε ξεῖνοί τε. ἀλλὰ νυκτὸς ἤδη γιγνομένης παραινῶ
ὑμῖν μόνοις οὖσι μὴ νυκτερεύειν ἐν τοῖς ὄρεσιν. ἄγετε δή, ἔλθετε μετ’ ἐμοῦ εἰς τὴν
καλύβην, ἐν ᾖ ἔξεστιν ὑμῖν μένειν τὴν νύκτα.” οἱ δ’ οὖν τοὺς τοῦ ποιμένος λόγους
ἀσμένως δεξάμενοι εἵποντο αὐτῷ εἰς ὀλίγην τινὰ καλύβην. ὁ δὲ ποιμήν, “ἰδού· εἴσιτε.
ἐγὼ μὲν τάς τ’ αἶγας ἀμέλξω καὶ τὰ πρόβατα, ὑμεῖς δὲ τὰ σκεύη καταθέντες πῦρ καύσατε
καὶ καθίζεσθε.”
[πρὸς Διός: sob a proteção de Zeus/ πτωχοί τε ξεῖνοί τε: mendigos e estrangeiros/ τὴν
καλύβην: a cabana/ ἀσμένως: alegremente/ ἀμέλξω: ordenharei/ τὰ σκεύη: a bagagem]

Quano entardeceu, encontraram com um pastor, o qual conduzia suas ovelhas estrada
abaixo. E ele, vendo-os, aproximando-se, ficou paralisado de medo, e os parou, e, tendo
gritado, disse: Quem sois que viajais através da noite? De onde vindes e para onde
ides? E Diceópolis, aproximando-se, explicou tudo o que ocorreu, e o pastor, recebendo-
os com benevolência, disse: ora, todos os mendigos e estrangeiros estão sob a proteção
de Zeus. E como já anoiteceu, eu vos aconselho que, como estais sozinhos, não passeis
a noite nas montanhas. Mas vinde, segui comigo até minha cabana, e, nela, é possível
aguardar a noite. Eles, então, tendo recebido, as palavras do pastor alegremente,
seguiram com ele até uma pequena cabana. E o pastor disse: Eis, entrai, que eu
ordenharei as cabras e as ovelhas, enquanto vós, tendo deposto as bagagens,
acendereis o fogo, sentai-vos.

ὁ μὲν οὖν Φίλιππος πῦρ ἔκαυσεν, ὁ δὲ πατὴρ καθήμενος ἀνεπαύετο ἐκ τῆς μακρᾶς ὁδοῦ.
ὁ δὲ ποιμὴν τὰ πρόβατα ἀμέλξᾱς, ἐπανιὼν δεῖπνον παρεσκεύαζε, σῖτόν τε καὶ τῡρὸν καὶ
γάλα. ὁ δὲ Δικαιόπολις, “ἰδού, ὦ φίλε,” ἔφη, “κυνηγέτης τις, ᾦ κατὰ τὴν ὁδὸν ἐνετύχομεν,
τόνδε τὸν λαγὼν ἡμῖν ἔδωκεν. ἆρ’ οὖν βούλει ὀπτᾶν αὐτὸν ἐπὶ δείπνῳ;” ὁ δέ, “μάλιστά
γε· οὕτω γὰρ ἤδιστα δειπνήσομεν· μετὰ δὲ τὸ δεῖπνον ὁ παῖς μέλη ᾄσεται.” τὸν οὖν λαγὼν
ὀπτέσαντες ἡδέως ἐδείπνησαν· ἔπειτα δὲ ὁ μὲν Φίλιππος μέλη ᾖδεν, ὁ δὲ ποιμὴν μύθους
ἔλεγεν, ἕως πάντες οὕτως ἔκαμνον ὥστε εἰς βαθὺν ὕπνον ἔπεσον.

[τυρὸν: queijo/ γάλα: leite/ ὀπτᾶν: assar/ μέλη ᾄσεται (de ᾄδω): cantarei
canções/ ᾖδεν: cantava]

Assim então, Felipe acendeu o fogo, e o pai, sentando-se, descansava do longo caminho.
E o pastor, tendo ordenhado as ovelhas, voltando, preparava a refeição: cereais, queijo e
leite. E Diceópolis disse: Veja amigo, encontramos um caçador estrada abaixo, o qual
nos deu esse coelho. Acaso deseja assá-lo na refeição? E ele respondeu: Certamente,
pois assim jantaremos agradavelmente. E após a refeição, o rapaz cantará uma
canção. Então, tendo assado o coelho, jantaram agradavelmente. E depois, Felipe cantava
uma canção, enquanto o pastor contava uma história, até que todos estavam tão cansados,
que caíram em sono profundo.
Partes Principais: mais verbos com o radical em consoante labial (-π-, -φ-)
κόπ-τω, κόψω, ἔκοψα, κέκοφα, κέκομμαι, ἐκόμην: eu golpeio, eu bato na porta.
τύπ-τω, [τυπτε-] τυπτήσω: eu bato;
γράφω, γράψω, ἔγραψα, γέγραφα, γέγραμμαι, ἐγράφην: eu escrevo;

Construindo Palavras:
A partir de seus conhecimentos das preposições que estão na coluna da esquerda,
deduza o significado dos advérbios da direita:
1. ἀνά ἄνω
2. εἰς εἴσω
3. ἐκ, ἐξ ἔξω
4. ἐν ἔνδον
5. κατά κάτω
6. πρός πρόσω
Gramática:
O verbo ἵστημι: formas
ἵστημι, στήσω, ἔστησα, ἔστην, ἔστηκα, ἐστάθην: pôr [algo, ou alguma coisa] em
posição vertical, fazer parar, deter, dispor, firmar;
ἵστημι: presente, imperfeito, futuro e aoristo, voz ativa
Radical: στη-/ στα-
Presente: transitivo: colocar de pé, levantar, endireitar, impelir para diante, fixar,
instituir;

Presente
Indicativo Imperativo Infinitivo Particípio
ἵ-στη-μι ἱ-στά-ναι ἱ-στάς,
ἵ-στη-ς ἵ-στη ἱ-στᾶσα,
ἵ-στη-σι (ν) ἱ-στάν,
ἵ-στα-μεν
ἵ-στα-τε ἵ-στα-τε ἱ-στάντ-ος
ἵ-στᾶ-σι (ν)

Imperfeito: transitivo: colocava de pé, levantava, endireitava, impelia para diante,


fixava, instituía;

Imperfeito
Indicativo
ἵ-στη-ν
ἵ-στη-ς
ἵ-στη
ἵ-στα-μεν
ἵ-στα-τε
ἵ-στα-σαν

Futuro:
Futuro regular sigmático: στήσω, στήσεις, στήσει, ...: colocarei de pé, levantarei,
endireitarei, impelirei para diante, fixarei, instituirei;
Aoristo sigmático (1):
Aoristo sigmático regular (1): ἔστησα, ἔστησας, ἔστησε (ν), ...: transitivo, coloquei de pé,
levantei, endireitei, impeli para diante, fixei, institui;
Aoristo atemático (2): intransitivo: pôr-se de pé;

Aoristo
Indicativo Imperativo Infinitivo Particípio
ἔστην στῆ-ναι στάς,
ἔστης στῆ-θι στᾶσα,
ἔστη στάν,
ἔστημεν
ἔστητε στῆ-τε στάντ-ος,
ἔστησαν

ἵστημι: presente e imperfeito, voz média/passiva


Radical: στα-
Presente: transitivo: eu instituo, endireito, para mim mesmo; intransitivo: eu fico parado;

Presente
Indicativo Imperativo Infinitivo Particípio
ἵ-στα-μαι ἵ-στα-σθαι ἱ-στά-μεν-ος, -η, -ον
ἵ-στα-σαι ἵ-στα-σο
ἵ-στα-ται
ἱ-στά-μεθα
ἵ-στα-σθε ἵ-στα-σθε
ἵ-στα-νται

Imperfeito: transitivo: instituía para mim mesmo; intransitivo: eu estava parado;

Imperfeito
Indicativo
ἱ-στά-μην
ἵ-στα-σο
ἵ-στα-το
ἱ-στά-μεθα
ἵ-στα-σθε
ἵ-στα-ντο

ἵστημι: futuro e aoristo, voz média


Radical: στη-
Futuro
Futuro sigmático regular: στήσομαι, στήσει/ ῃ, στήσεται, ..., transitivo: eu colocarei eu
mesmo de pé; intransitivo: eu pararei;
Aoristo:
Aoristo sigmático regular (1): ἐστησάμην, ἐστήσω, ἐστήσατο, ..., transitivo: eu me
coloquei de pé;
Sabedoria Grega:
Heráclito
(Fragmento 27)
ἀνθρώπους μένει ἀποθανόντας (ἅσσα) ἄτινα οὐκ ἔλπονται οὐδὲ (δοκέουσιν) δοκοῦσιν.
Morrendo, aguarda os homens aquilo que não esperam nem lhes parece.

ἵστημι: futuro e aoristo, voz passiva


Radical: στα-
Futuro:
Futuro regular passivo em -θη-: σταθήσομαι, σταθήσει/ ῃ, σταθήσεται, ...: eu serei
instituído;
Aoristo:
Aoristo passivo regular em -θη-: ἐστάθην, ἐστάθης, ἐστάθη, ...: eu fui instituído;
Exercício 19 δ
Faça duas fotocópias da cartela de verbos da página 274 e quatro cópias da cartela da
página 275. Preencha com as as formas de ἵστημι, exceto para o subjuntivo e optativo, na
voz ativa (presente, imperfeito, futuro, aoristo sigmático, e aoristo atemático); na voz
média/passiva (presente e imperfeito); na voz média (futuro sigmático e aoristo
sigmático), e na voz passiva (futuro e aoristo). Mantenha essas cartelas como referência.
O verbo καθίστημι e ἀφίσταμαι
Uma das formas composta mais comuns de ἵστημι é καθίστημι, transitivo: colocar diante,
apresentar, parar, com movimento: transportar para deixar, dispor, estabelecer; quando
intransitivo esse verbo significa: dirigir-se, transportar-se, estabelecer-se, constituir-se,
fixar-se, estar de assento; + εἰς + acus.: cair em um certo estado;
Estude os seguintes exemplos cuidadosamente, e, em seguida, traduza cada um deles:
ὁ κύων τὸν ξένον εἰς φόβον κατέστησεν. (transitivo)
ὁ ξένος εἰς φόβον κατέστη. (intransitivo)
ὁ δῆμος τὸν Περικλῆ στρατηγὸν κατέστησεν. (transitivo)
ὁ Περικλῆς στρατηγὸς καθίσταται. (médio; intransitivo)
ὁ Περικλῆς στρατηγὸς κατέστη. (intransitivo)
οἱ Ἀθηναῖοι νόμους κατεστήσαντο. (médio; transitivo)
Outra forma muito comum de ἵστημι é ἀφίσταμαι, ἀποστήσομαι, ἀπέστην: apartar de si,
livrar-se de, revoltar-se contra, por exemplo:
οἱ Ἴωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀφίστανται.
οἱ Ἴωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀποστήσονται.
οἱ Ἴωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀπέστησαν.
Os Iônios revoltam-se, irão se revoltar, revoltaram-se contra os Persas.

Exercício 19 ε
Identifique e traduza as seguintes formas:
1. στῆθι – imperativo aoristo (atemático) singular;
2. ἱστάναι – infinitivo presente;
3. στῆναι – infinitivo aoristo;
4. ἵστασθε (2 formas) – segunda pessoa do plural (presente e imperativo) do
indicativo médio passivo;
5. στήσασθαι – infinitivo futuro (voz média);
6. ἔστησαν (2 formas) – terceira pessoa do plural (imperfeito e aoristo) do indicativo
ativo;
7. ἵστη – imperativo presente singular, voz ativa;
8. στῆσον – particípio aoristo ativo (neutro, nominativo/acusativo, singular)
9. στάς – particípio aoristo atemático ativo (nominativo, masculino, singular);
10. στησάμενος – particípio aoristo médio (nominativo, masculino, singular);
11. ἀφίσταται – terceira pessoa do singular (presente) do indicativo, médio passivo;
12. καθίσταντο – terceira pessoa do plural (imperfeito) do indicativo, médio passivo;
13. καταστήσονται – terceira pessoa do plural (futuro) do indicativo, médio;
14. στήσᾱς – particípio aoristo ativo (nominativo, masculino, singular);
15. ἀφίστασο – segunda pessoa do singular (imperfeito) do indicativo, médio passivo;
Exercício 19 
Leia em voz alta e traduza:
1. οἱ Ἀθηναῖοι εἰς πόλεμον κατέστησαν.
Os atenienses entraram (caíram) em guerra.
2. οἱ πολέμιοι ὑμᾶς εἰς φυγὴν καταστήσουσιν.
Os inimigos vos colocarão em fuga.
3. τίς σὲ κριτὴν (juízo) ἡμῶν κατέστησεν;
Quem te constituiu juiz de nós?
4. ὁ Θησεὺς βασιλεὺς τῶν Ἀθηναίων κατέστη.
Teseu estabeleceu-se rei dos atenienses.
5. οἱ Ἀθηναῖοι νόμους κατεστήσαντο.
Os atenienses constituíram leis.
6. οἱ Ἕλληνες τοὺς Λακεδαιμονίους ἡγεμόνας (líderes) κατεστήσαντο.
Os gregos estabeleceram os líderes espartanos líderes.
7. οἱ στρατηγοὶ εἰς φόβον καταστάντες ἀποφεύγειν ἐβούλοντο.
Os generais tomados pelo medo, desejavam fugir.
8. τοσαῦτα παθόντες οὐδέποτε (jamais) εἰς πόλεμον αὖθις καταστησόμεθα.
Tendo sofrido essas coisas, jamais nos insurgiremos em guerra.
9. οἱ Ἴωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀποστήσονται
Os Jônios se insurgirão contra os Persas.
10. οἱ Ἴωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀποστάντες τοῖς Ἔλλησιν ἐβοήθησαν.
Os Jônios tendo se revoltado contra os Persas, socorreram os gregos.

Exercício 19 η
Traduza para o grego:
1. O povo nomeou esse homem general novamente.
ὁ δὴμος κατέστησεν τὸν ἄνθρωπον στρατηγὸν αὖθις.
2. Esse homem, tendo sido nomeado general, aconselhou o povo a não lutar.
ὁ ἄνθρωπος, καταστήσας στρατηγὸν, παρῄνεσεν τὸν δῆμον οὐ μάχεσθαι.
3. Ele nos disse para cessar com a guerra e dar paz à cidade (= colocar a cidade em
estado de paz).
εἶπεν ἡμῖν τὸν πόλεμον παύεσθαι καὶ τὴν πόλιν καθίστασθαι.
4. Nós aconselhamos você a se revoltar contra os Persas de uma vez só.
παρῃνέσαμεν αυτὸν αφίστασθαι ἀπὸ τῶν Περσῶν εὐθύς.
5. Os gregos, atacando os bárbaros com bravura, colocaram-nos em fuga.
οἱ Ἕλληνες, ἀνδρείως ἀφίσταντες ἀπὸ τῶν Περσῶν, εἰς φόβον κατέστησαν.

ΟΙ ΕΛΛΗΝΕΣ ΤΟΥΣ ΠΕΡΣΑΣ ΚΑΤΑ ΘΑΛΑΤΤΑΝ ΔΕΥΤΕΡΟΝ ΝΙΚΩΣΙΝ


Os Gregos Vencem os Persas pela Segunda Vez no Mar.

Leias as seguintes passagens e responda as questões de compreensão:

A batalha de Micale aconteceu, de acordo com a tradição, no mesmo dia da batalha de


Platéia, na primavera de 479 a.C. A vitória dos gregos eliminou a frota dos persas no mar
Egeu e foi seguida por uma segunda revolta dos Iônios da Pérsia. A seguinte passagem
foi adaptada de Heródoto 9.90-104.

ἅμα ἦρι ἀρχομένῳ τὸ τῶν Ἑλλήνων ναυτικὸν εἰς τὴν Αἴγῑναν συνελέγετο, νῆες ἀριθμὸν
δέκα καὶ ἑκατόν. ἐντεῦθεν δὲ εἰς τὴν Δῆλον ἔπλευσαν, βουλόμενοι τοὺς Ἴωνας
ἐλευθερῶσαι. παρόντος δὲ τοῦ ναυτικοῦ ἐν τῇ Δήλῳ. ἦλθον ἄγγελοι ἀπὸ τῆς Σάμου, οἵ
ᾔτησαν αὐτοὺς πρὸς Σάμον πλεύσαντας τοῖς βαρβάροις ἐπιστρατεῦσαι· “οἱ γὰρ
βἀρβαροι” ἔφασαν, “οὐ πολλὰς ναῦς ἔχουσιν, οἱ δὲ Ἰωνες ὑμᾶς ἰδόντες εὐθὺς
ἀποστήσονται ἀπὸ τῶν Περσῶν, οὕτως οὖν ἔξεστιν ὑμῖν καὶ ἄνδρας Ἕλληνας
ἐλευθερῶσαι καὶ ἀμῦναι τοὺς βαρβάρους.” ὁ οὖν στρατεγὸς ὁ τῶν Ἑλλήνων τούτους
λόγους δεξάμενος ταῖς ναυσὶ πρὸς Σάμον ἠγεῖτο.

[ἅμα ἦρι ἀρχομένῳ: no início da primavera/ τὴν Αἴγῑναν: Egina/ ἀριθμὸν: em número/
ἐντεῦθεν: de lá/ τὴν Δῆλον: Delos/ τῆς Σάμου: de Samos]
No início da Primavera, a esquadra dos gregos reunia-se diante de Egina, os navios em
número de 110. E de lá zarparam rumo a Delos, desejando libertar os Jônios. E quando
Esquadra fez-se presente em Delos, vieram mensageiros de Samos, os quais pediram-lhes
que navegassem até Samos para enfrentar os Bárbaros, pois os Bárbaros, disseram, não
tinham muitos navios, e os Jônios, vendo-vos, imediatamente se insurgiriam contra
os Persas. Assim, então, será possível para vós também libertar os gregos e repelir os
Bárbaros. Assim, o general dos gregos, tendo recebido estas palavras, conduzia suas naus
para Samos.

1. Onde a Frota Grega se reuniu, e quantos navios estavam lá?


No início da Primavera, a esquadra dos gregos reuniu-se em direção para a Egina, os
navios em número de 110.
2. Por que a frota navegou para Delos?
Para libertar os Jônios.
3. O que os mensageiros de Samos pediram aos gregos que fizessem em Delos?
Eles vieram os próprios de Samos navegando pedir que enfrentassem os Bárbaros.
4. Quais os dois fatos que os mensageiros citaram, exortando os gregos para agir?
Pois os Bárbaros não tinham muitos navios, e que os Jônios os ajudariam a expulsá-
los.
5. Que duas coisas que os mensageiros afirmam que os gregos poderiam fazer?
Libertar os bravos gregos e repelir os Bárbaros.
6. Qual foi a resposta do general Grego?
Conduziu os barcos para Samos.
ὡς δὲ εἰς Σάμον ἀφικόμενοι παρεσκευάζοντο εἰς ναυμαχίᾱν, οἱ Πέρσαι εὐθὺς ἀπέπλευσαν
πρὸς τὴν ἤπειρον· ἔδοξε γὰρ αὐτοῖς μὴ ναυμαχίᾱν ποιεῖσθαι· οὐ γὰρ ἀξιόμαχοι ἦσαν αἱ
νῆες αὐτῶν. ἀποπλεύσαντες οὖν πρὸς τὴν Μυκάλην τὰς ναῦς ἀνείλκυσαν καὶ τεῖχος
ἐποίησαν περὶ αὐτάς. οἱ δὲ Ἕλληνες ταῦτα γνόντες ἐδίωκον αὐτοὺς εἰς τὴν Μυκάλην. ὡς
δὲ ἐγγὺς ἐγένοντο τοὺ τῶν πολεμίων στρατοπέδου καὶ οὐδεὶς ἐφαίνετο ἀναγόμενος ἀλλὰ
ναῦς εἶδον ἀνειλκυσμένᾱς ἔσω τοῦ τείχους. Πρῶτον μὲν παραπλέοντες τοὺς Ἴωνας
ἐκάλεσαν, κελεύοντες αὐτοὺς ἀποστῆναι ἀπὸ τῶν Περσῶν, ἔπειτα δὲ εἰς τὴν γῆν ἐκβάντες
τῷ τείχει προσέβαλλον.
[εἰς ναυμαχίᾱν: para uma batalha naval/ τὴν ᾔπειρον: o continente/ ἀξιόμαχοι: combate
digno/ τὴν Μυκάλην: Micale/ ἀνείλκυσαν (de ἀνέλκω): eles encalharam/ τοῦ ...
στρατοπέδου: o acampamento/ ἀναγόμενος: atirando ao mar/ ἀνειλκυσμένᾱς
(particípio perfeito passivo de ἀνέλκω): eu aportei na costa/ ἔσω + gen., dentro/
παραπλέοντες: passando a navegar]

E, quando, tendo chegado à Samos, preparavam-se para a batalha, os Persas


imediatamente zarparam em direção ao continente, pois, pareceu-lhes melhor não fazer
uma batalha naval, pois os barcos deles não eram próprios para a luta. Então, tendo
zarpado para Micale, encalharam as naus e fizeram uma muralha ao redor delas. E os
gregos, tendo sabido disso perseguiam-lhes até Micale. E, quando se aproximaram do
acampamento dos inimigos, nenhum se mostrava saindo para o mar, mas viram os barcos
atracados dentro da muralha. Assim, primeiro, navegando, chamaram os Jônios,
ordenando-lhes enfrentar os Persas, e depois desceram para terra e lançavam-se junto ao
muro.

7. O que os Persas fizeram quando os gregos chegaram a Samos. Por quê?


Os Persas imediatamente zarparam para a terra firme. Pareceu-lhes por bem não fazer
guerra. Pois os barcos não eram dignos de batalha.
8. Como os Persas protegeram sua frota?
Rebocaram seus navios para a praia e os colocaram dentro de uma muralha.
9. Como os gregos responderam a essa manobra dos Persas?
Perseguiram nos em direção à Micale.
10. Quando os gregos viram que os persas não saiam para o mar e continuavam a
proteger a sua frota para na praia, quais as duas coisas que eles fizeram?
Convocaram os Jônios para lutar e desceram em terra.
πρῶτον μὲν οὖν ἀνδρείως ἐμάχοντο οἱ βάρβαροι, ἐπεὶ δὲ οἱ Ἕλληνες μιᾷ ὁμῇ
προσφερόμενοι τὸ τεῖχος εἴλον, τρεψάμενοι ἔφυγον. οἱ δὲ Ἴωνες. ὡς εἶδον τοὺς Ἕλληνας
νῑκῶντας, πρὸς αὐτοὺς αὐτομολήσαντες τοῖς βαρβάροις ἐνέπεσον. οὕτως οὖν τὸ δεύτερον
ἀπέστησαν οἵ Ἰωνες ἀπὸ τῶν Περσῶν.

[ὁρμῇ: corrida/ προσφερόμενοι: mudando/ αὐτομολήσαντες: desertando]


Então, os bárbaros no início lutavam bravamente, e quando os gregos, levando uma
corrida, tomaram a muralha, eles, recuando, fugiram. E os Jônios quando viram os gregos
vencendo, desertando, e junto deles derrubaram os Bárbaros. Assim, pela segunda vez os
Jônios enfrentaram os Persas.

11. Qual ação dos gregos colocou os Persas em fuga?


Ergueram um ataque à praia.
12. Em que momento os jônios desertaram dos persas?
Quando viram os persas em fuga.
13. Quando os jônios desertaram dos persas, o que eles fizeram?
Enfrentaram-nos pela segunda vez.
Exercício 19 θ
Traduza para o grego:

1. À seu pedido (use o genitivo absoluto com αἰτέω), o general decidiu conduzir a
frota para Samos.
ὡς δὲ ἐγένοντο τοῦ αἰτοῦντος, ἔδοξεν τῷ στρατηγῷ ἡγεῖσθαι τὸν ναυτικὸν εἰς
Σάμον.
2. O mensageiro disse: nós não trairemos (προδώσομεν) você, mas nos revoltaremos
contra os Persas.
ὁ ἄγγελος “οὐ προδώσομεν αὐτὸν” ἔφη, “ἀλλὰ ἀφιστησόμεθα ἀπὸ τῶν Περσῶν.”
3. Os bárbaros, tendo visto os navios dos gregos se aproximando, fugiram para o
continente.
4. οἱ Βάρβαροι, τὰς τῶν Ἑλλήνων ναῦς εἶδοντες προσιόντας, ἔφυγον πρὸς τὴν
ἤπειρον.
5. Os gregos, tendo desembarcado dos seus navios, atacaram a muralha e a tomaram.
οἱ Ἕλληνες, ἐκβήσαντες ἐκ τῆς νεώς, τῷ τείχει προσέβαλλον καὶ αὐτὸν εἶλον.
6. Os Jônios, tendo visto os gregos vencendo, revoltaram-se contra os persas e
vieram ajudar os gregos.
οἱ Ἴωνες, ἰδόντες τοὺς Ἕλληνος νῑκῶντας, ἀπὸ τῶν Περσῶν ἀπέστησαν καὶ τοῖς
Ἕλλησιν ἐβοήθησαν.

Grego do Novo Testamento


João 2. 1-8
O Casamento em Caná.
καὶ τῇ ἡμέρᾳ τῇ τρίτῃ γάμος ἐγένετο ἐν Κανὰ τῆς Γαλιλαίᾱς, καὶ ἦν ἡ μήτηρ τοῦ Ἰησοῦ
ἐκεῖ· ἐκλήθη δὲ καὶ ὁ Ἰησοῦς καὶ οἱ μαθηταὶ αὐτοῦ εἰς τὸν γάμον. καὶ ὑστερήσαντος οἴνου
λέγει ἡ μήτηρ τοῦ Ἰησοῦ πρὸς αὐτόν, “οἶνον οὐκ ἔχουσιν.” λέγει αὐτῇ ὁ Ἰησοῦς, “τί ἐμοὶ
καὶ σοί, γύναι; οὔπω ἥκει ἡ ὤρα μου.”
[γάμος: um casamento/ τῆς Γαλιλαίᾱς: da Galiléia/ οἱ μαθηταὶ: os discípulos/
ὑστερήσαντος οἴνου: tendo acabado o vinho/ οὔπω: não ainda/ ἡ ὥρα: a hora]
E no terceiro dia, aconteceu um casamento em Caná, da Galiléia, E a mãe de Jesus estava
ali. Também convidou à Jesus e seus discípulos para o casamento. E tendo faltado o
vinho, a mãe disse à Jesus: Eles não têm mais vinho. E Jesus disse a ela: O que há entre
mim e ti, mulher: Ainda não é a minha hora.
λέγει ἡ μήτηρ αὐτοῦ τοῖς διακόνοις, “ὅ τι ἄν λέγῃ ὑμῖν ποιήσατε.” ἦσαν δὲ ἐκεῖ λίθιναι
ὑδρίαι ἔξ κατὰ τὸν καθαρισμὸν τῶν Ἰουδαίων κείμεναι, χωροῦσαι ἀνὰ μετρητὰς δύο ἤ
τρεῖς. λέγει αὐτοῖς ὁ Ἰησοῦς, “γεμίσατε τὰς ὑδρίᾱς ὕδατος.” καὶ ἐγέμισαν αὐτὰς ἕως ἄνω.
καὶ λέγει αὐτοῖς,“ἀντλήσατε νῦν καὶ φέρετε τῷ ἀρχιτρικλίνῳ” · οἱ δὲ ἤνεγκαν.
[τοῖς διακόνοις: para os servos/ ὅ τι ἄν λέγῃ: o que ele diz/ λίθιναι: feito de pedra/ κατὰ
τὸν καθαρισμὸν: para a purificação/ τῶν Ἰουδαίων: de Jesus/ χωροῦσαι: tendo
mantido/ ἀνὰ + acus., à razão de, até/ μετρητὰς: medidas (uma μετρητής = cerca de
nove galões de trinta e quatro litros/ γεμίσατε: preencher algo (acus.) com alguma coisa
(gen.)/ ἄνω: até em cima/ ἀντλήσατε: chamai/ τῷ ἀρχιτρικλίνῳ: o mestre de cerimônia/
ἤνεγκαν: aoristo temático de φέρω]
A mãe disse aos serventes: fazei aquilo que ele vos disser. E havia ali jarros de pedra
dispostos para a purificação dos judeus, contendo cada um deles até nove galões. Disse-
lhes Jesus: Enchei os jarros de água. E encheram-nos até a borda. Em seguida, disse-
lhes: retirai agora e levai ao mestre de cerimônia. E eles levaram.
(Será concluído no capítulo 20)
ὁ Ἰησοῦς, τοῦ Ἰησοῦ, τῷ Ἰησοῦ, τὸν Ἰησοῦν, ὦ Ἰησοῦ: Jesus
οἱ Ἰουδαίοι, τῶν Ἰουδαίων: os judeus.

Você também pode gostar