Você está na página 1de 35

MANUAL DE

NORMALIZAÇÃO

Normas para Elaboração


de Trabalhos Acadêmicos/ Estilo Vancouver

Guarulhos - SP
2

Normas Vancouver baseados no international commite of


medical journal editors (Vancouver style) – grupo de vancouver
/ - Guarulhos : [s.n.], 2008.

1. Normas técnicas. 2. Normas vancouver. 3. Elaboração


de documentos I. Faculdades Integradas Torricelli. II. Título.

CDD: 808.02
3

1 – Apresentação

A utilização de normas técnicas de documentação é fundamental na elaboração


de trabalhos acadêmicos como representação padronizada no intercâmbio da
informação.
As sugestões aqui apresentadas baseiam-se nos conceitos das normas de
informação e documentação da ABNT e consiste num roteiro para elaboração
dos trabalhos acadêmicos apresentados pelas Faculdades Integradas Torricelli.
A normalização das referências bibliográficas e citações no texto está baseada
nas Normas de Vancouver ( Vancouver Style) -2006 com algumas adaptações
utilizadas pelo Grupo de Elaboração de Trabalhos Acadêmicos.

2 – Objetivos

Possibilitar a padronização dos trabalhos acadêmicos elaborados em todas as


disciplinas dos cursos das Faculdades Integradas Torricelli.

3 – Trabalhos Acadêmicos

Trabalho acadêmico – a expressão trabalho acadêmico caracteriza-se como


documento exigido pelos cursos de graduação e pós-graduação.
Todo trabalho consiste em uma monografia assim como as dissertações (
mestrado) e as teses ( doutorado). Comumente há sempre equivoco nosso de
expressões como dissertação, tese e monografia.
A monografia identifica trabalhos científicos realizados por graduandos e
apresentados ao final de um curso; a dissertação seria o trabalho apresentado
por candidatos à obtenção do grau de mestre; a tese seria o trabalho
apresentado para a obtenção do grau de doutor ( Medeiros, 2004).
4

SUMÁRIO

1. Definições/Apresentação ........................................... 5

2. Elementos Pré textuais ............................................... 6

3. Regras Gerais de Apresentação ................................ 15

4. Regras de Citações ............................................... 19

5. Ordenação de Referencias........................................... 20

6. Regras para Referências ........................................... 21

7. Referências.................................................................... 29

Anexos ........................................................................... 30
5

2. Estrutura

A estrutura de tese, dissertação ou de um trabalho acadêmico compreende:


elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais.
Com a finalidade de orientar os usuários, a disposição de elementos é dada na
tabela 1.

Tabela 1 – Disposição dos elementos

Estrutura Elemento Seção


Capa (obrigatório) 2.1.1
Lombada (opcional) 2.1.2
Folha de rosto (obrigatório) 2.1.3
Errata (opcional) 2.1.4
Folha de aprovação (obrigatório) 2.1.5
Dedicatória(s) (opcional) 2.1.6
Agradecimento(s) (opcional) 2.1.7
Pré-textuais Epígrafe (opcional) 2.1.8
Resumo na língua vernácula (obrigatório) 2.1.9
Resumo na língua estrangeira (obrigatório) 2.1.10
Lista de ilustrações (opcional) 2.1.11
Lista de tabelas (opcional) 2.1.12
Lista de abreviaturas e siglas (opcional) 2.1.13
Lista de símbolos (opcional) 2.1.14
Sumário (obrigatório) 2.1.15

Introdução 2.2.1
Textuais Desenvolvimento 2.2.2
Conclusão 2.2.3
Referências 2.3.1
Glossário 2.3.2
Pós-textuais Apêndice(s) 2.3.3
Anexo(s) 2.3.4
Índice(s) 2.3.5
6

2.1 Elementos pré-textuais

Os elementos pré-textuais são apresentados conforme 2.1.1 a 2.1.15.

2.1.1 Capa

Elemento obrigatório, onde as informações são transcritas na seguinte ordem:

a) Nome da instituição (opcional);


b) Nome do autor;
c) Título;
d) Subtítulo se houver;
e) Número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada capa
a especificação do respectivo volume);
f) Local (cidade)
g) Ano de depósito (da entrega).

Modelo de Capa
7

OBS: A cor da capa dura vária de acordo com o curso, oriente-se com o
coordenador de curso ou o orientador para definição da capa dura.
A seguir segue uma relação de cores de alguns cursos.

CURSOS DA ÁREA DA SAÚDE VERDE


(Enfermagem por exemplo)

2.1.2 Lombada

Elemento opcional, onde as informações devem ser impressas, conforme a NBR


12225:

a) Nome do autor, impresso longitudinalmente e legível do alto para o pé da


lombada. Esta forma possibilita a leitura quando o trabalho está no
sentido horizontal, com a face voltada para cima;
b) Título do trabalho, impresso na mesma forma que o nome do autor;
c) Elementos alfanuméricos, por exemplo: v. 2.

Modelo
8

2.1.3 Folha de rosto

Elemento obrigatório devendo estar conforme 2.1.3.1 e 2.1.3.2.

2.1.3.1 Anverso da folha de rosto

Os elementos devem figurar na seguinte ordem:

a) Nome do autor: responsável intelectual do trabalho;


b) Título principal do trabalho: deve ser claro e preciso, identificando o seu
conteúdo e possibilitando a indexação e recuperação da informação;
c) Subtítulo: se houver, deve ser evidenciada a sua subordinação ao título
principal, precedido de dois pontos;
d) Número de volumes (se houver mais de um, deve constar em cada folha
de rosto a especificação do respectivo volume);
e) Natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros) e
objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da
instituição a que é submetido; área de concentração;
f) Nome do orientador e, se houver, do co-orientador;
g) Local (cidade) da instituição onde deve ser apresentado;
h) Ano de depósito (da entrega);

Modelo
9

2.1.3.2 Verso da folha de rosto

Deve conter a ficha catalográfica, conforme o Código de Catalogação Anglo-


Americano vigente.
OBS: Solicite a um profissional bibliotecário e elaboração da mesma

Modelo de ficha Catalográfica

Sobrenome, Nome

A994o Título do trabalho / Nome e Sobrenome. – Guarulhos :


[s.n.], 2007.

Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) -Faculdades


Integradas Torricelli

Orientador: Prof. Nome do professor

11. Assunto. 2. Assunto. 3. Assunto. I. Sobrenome, Nome


do orientador. II Faculdades Integradas Torricelli.. III. Título.

CDD:

Exemplo de fichas

Azevedo, Cláudia Malvina

A994o A origem e a evolução da alta costura / Cláudia Malvina


Azevedo. – Guarulhos : [s.n.], 2007.

Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) -Faculdades


Integradas Torricelli

Orientador: Prof. Márcia Regina Teixeira da Encarnação

11. Assunto. 2. Assunto. 3. Assunto. I. Sobrenome, Nome


do orientador. II Faculdades Integradas Torricelli.. III. Título.

CDD:
10

2.1.4 Errata

Elemento opcional que deve ser inserido logo após a folha de rosto, constituído
pela referência do trabalho e pelo texto da errata e disposto da seguinte
maneira:

Exemplo: ERRATA

Folha Linha Onde se lê Leia-se

32 3 publiacao publicação

2.1.5 Folha de aprovação

Elemento obrigatório, colocado logo após a folha de rosto, constituído pelo nome
do autor do trabalho, título do trabalho e subtítulo (se houver), natureza, objetivo,
nome da instituição a que é submetido, área de concentração, data de
aprovação, nome, titulação e assinatura dos componentes da banca
examinadora e instituições a que pertencem. A data de aprovação e assinaturas
dos membros componentes da banca examinadora são colocadas após a
aprovação do trabalho.

2.1.6 Dedicatória(s)

Elemento opcional, colocado após a folha de aprovação.

2.1.7 Agradecimento(s)

Elemento opcional, colocado após a dedicatória.

2.1.8 Epígrafe

Elemento opcional, colocado após os agradecimentos. Podem também constar


epígrafes nas folhas de abertura das seções primárias (ver 3. 5).

2.1.9 Resumo na língua vernácula

Elemento obrigatório, constituído de uma seqüência de frases concisas e


objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos, não ultrapassando 500
palavras, seguido, logo abaixo, das palavras representativas do conteúdo do
trabalho, isto é, palavra-chave e/ou descritores, conforme a NBR 6028.

2.1.10 Resumo em língua estrangeira

Elemento obrigatório, com as mesmas características do resumo em língua


vernácula, digitado ou datilografado em folha separada (em inglês Abstract, em
espanhol Resumen, em francês Resume, por exemplo). Deve ser seguido das
palavras representativas do conteúdo do trabalho, isto é, palavras-chaves e/ou
descritores, na língua.
11

2.1.11 Lista de ilustrações

Elemento opcional, que deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada
no texto, com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do
respectivo número de página. Quando necessário, recomenda-se a elaboração
de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas,
gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos e outros).

Modelo
LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Mapa 1 Grande São Paulo.................................................................................................... 27


Gráfico 1 Número de nascimentos durante o mês de Maio de 2008 ..................................... 39
Figura 1 Fotografia aérea do centro de Guarulhos - SP......................................................... 47
Mapa 2 Mapa político do Brasil ............................................................................................ 52

2.1.12 Lista de tabelas

Elemento opcional, elaborado de acordo com a ordem apresentada no texto,


com cada item designado por seu nome específico, acompanhado do respectivo
número de página.

Modelo

LISTA DE TABELAS

Tabela 1 Acervo de livros das Faculdades Integradas Torricelli....................................... 23


Tabela 2 Número de empréstimos no mês de Maio de 2008 ............................................ 25
Tabela 3 Quantidade total de periódicos assinados entre 2006 e 2008 ............................ 28

Modelo de lista de tabelas

2.1.13 Lista de abreviaturas e siglas

Elemento opcional, que consiste na relação alfabética das abreviaturas e siglas


utilizadas no texto, seguidas das palavras ou expressões correspondentes
grafadas por extenso. Recomenda-se a elaboração de lista própria para cada
tipo.

2.1.14 Lista de símbolos

Elemento opcional, que deve ser elaborado de acordo com a ordem apresentada
no texto, com o devido significado.
12

2.1.15 Sumário

Elemento obrigatório, cujas partes são acompanhadas do(s) respectivo(s)


número(s) da(s) página(s). Havendo mais de um volume, em cada um deve
constar o sumário completo do trabalho, conforme a NBR 6027.

O Sumário deve ser localizado:


a) Como último elemento pré-textual;
b) Quando houver mais de um volume, deve ser incluído o sumário
de toda a obra em todos os volumes, de forma que se tenha
conhecimento do conteúdo, independente do volume consultado.

Regras Gerais de Apresentação do sumário

O sumário deve ser apresentado conforme 6.1 a 3.6.


• A palavra Sumário deve ser centralizada e com a mesma tipologia da
fonte utilizada para as seções primárias.

• A Subordinação dos itens do sumário deve ser destacada pela


apresentação tipográfica utilizada no texto.

• Os elementos pré-textuais não devem constar no sumário.

• Os indicativos das seções que compõem o sumário, se houver, devem


ser alinhados à esquerda, conforme a NBR 6024.

• Os títulos, e os subtítulos, se houver, sucedem os indicativos das seções.


Recomenda-se que sejam alinhados pela margem do título do indicativo
mais extenso.

• A paginação deve ser apresentada sob uma das formas abaixo:

Número da primeira página (exemplo: 27);


Número das páginas inicial e final, separadas por hífen (exemplo: 91-143);
Números das páginas em que se distribui o texto (exemplo: 27, 35, 64 ou 27-
30, 35-28, 64-70).

• Se houver um único sumário, podem ser colocadas traduções dos títulos


após os títulos originais, separados por barra oblíqua ou travessão.

• Se o documento for apresentado em mais de um idioma, para o mesmo


texto, recomenda-se um sumário separado, para cada idioma, inclusive a
palavra sumário, em páginas distintas.
13

Modelo de sumário

SUMÁRIO
Página
1. INTRODUÇÃO.....................................................................................................
2. TÍTULO DE CAPÍTULO.......................................................................................
2.1 Subdivisão do capítulo ...................................................................................
2.1.1 Seção da subdivisão do capítulo .................................................................. .
2.2 Subdivisão do capítulo ...................................................................................
3. TÍTULO DE CAPÍTULO ......................................................................................
3.1 Subdivisão do capítulo ...................................................................................
3.1.1 Seção da subdivisão do capítulo ....................................................................
3.2 Subdivisão do capítulo ....................................................................................
3.3 Subdivisão do capítulo ............................................... ....................................
3.4 Subdivisão do capítulo ....................................................................................
3.5 Subdivisão do capítulo ....................................................................................
4. CONCLUSÃO ......................................................................................................
REFERÊNCIAS ........................................................................................................
ANEXOS ...................................................................................................................

Modelo de sumário

2.2 Elementos textuais

Constituídos de três partes fundamentais: introdução, desenvolvimento e


conclusão.

2.2.1 Introdução

Parte inicial do texto, onde devem constar a delimitação do assunto tratado,


objetivos da pesquisa e outros elementos necessários para situar o tema do
trabalho.

2.2.2 Desenvolvimento

Parte principal do texto, que contém a exposição ordenada e pormenoriza do


assunto. Divide-se em seções e subseções, que variam em função da
abordagem do tema e do método.

2.2.3 Conclusão

Parte final do texto, na qual se apresentam conclusões correspondentes aos


objetivos ou hipóteses.
NOTA – É opcional apresentar os desdobramentos relativos à importância, síntese, projeção,
repercussão, encaminhamento e outros.

2.3 Elementos pós-textuais

Os elementos pós-textuais são apresentados conforme 2.3.1 a 2.3.5


14

2.3.1 Referências

Elemento obrigatório, elaborado conforme a NRB 6023.

2.3.2 Glossário

Elemento opcional, elaborado em ordem alfabética.

2.3.3 Apêndice (s)

Elemento opcional. Os apêndices(s) são identificados por letras maiúsculas


consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente utilizam-
se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos apêndices, quando
esgotadas as 23 letras do alfabeto.

Exemplo:

APÊNDICE A – Avaliação numérica de células inflamatórias totais aos


quatro dias de evolução
APÊNDICE B – Avaliação de células musculares presentes nas caudas
em regeneração.

2.3.4 Anexo(s)

Elemento opcional. O(s) anexo(s) são identificados por letras maiúsculas


consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Excepcionalmente utilizam-
se letras maiúsculas dobradas, na identificação dos anexos, quando esgotadas
as 23 letras do alfabeto.
Exemplo:
ANEXO A – Representação gráfica de contagem de células inflamatórias
presentes nas caudas em regeneração – Grupo de controle I (Temperatura...)
ANEXO B – Representação gráfica de contagem de células inflamatórias
presentes nas caudas em regeneração – Grupo de controle II (temperatura...)

2.3.5 Índice(s)

Elemento opcional, elaborado conforme a NRB 6034.


15

3. Regras gerais de apresentação


A apresentação de trabalhos acadêmicos deve ser elaborado conforme 3.1 a
3.10.

3.1 Formato

Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4 (21cm x


29,7cm), digitados ou datilografados na cor preta, com exceção das ilustrações,
no anverso das folhas, exceto a folha de rosto (ver 2.1.3).
O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do texto.
Recomenda-se, para digitação, a utilização de fonte Times New Roman ou Arial
tamanho 12 para o texto e tamanho menor para citações de mais de três linhas,
notas de rodapé, paginação e legendas das ilustrações e tabelas. No caso de
textos datilografados, para citações de mais de três linhas, deve se observar
apenas o recuo de 4 cm da margem esquerda.

Todo o texto deve digitado ou datilografado em fonte Times New Roman ou


Arial tamanho 12

3.2 Margem

As folhas devem apresentar margem esquerda e superior de 3 cm; direita e


inferior de 2 cm.

3.3 Espacejamento

Todo o texto deve digitado ou datilografado, com espaço 1,5.

As citações de mais de três linhas, as notas, as referências, as legendas das


ilustrações e tabelas, a ficha catalográfica, a natureza do trabalho, o objetivo, o
nome da instituição a que é submetida e a área de concentração devem ser
digitados ou datilografados em espaço simples. As referências, ao final do
trabalho, devem ser separadas entre si por espaço duplo.

Os títulos das subseções devem ser separados do texto que os procede ou que
os sucede por dois espaços 1,5

Na folha de rosto e na folha de aprovação, a natureza do trabalho, o objetivo, o


nome da instituição a que é submetida e a área de concentração devem ser
alinhados do meio da mancha para a margem direita.
16

3.3.1 Notas de rodapé

As notas devem ser digitadas ou datilografadas dentro das margens, ficando


separadas do texto por um espaço simples de entrelinhas e por filete de 3 cm, a
partir da margem esquerda.

3.3.2 Indicativos de seção

O indicativo numérico de uma seção precede seu título, alinhado à esquerda,


separado por um espaço de caractere.

3.3.3 Títulos sem indicativo numérico

Os títulos sem indicativo numérico – errata, agradecimentos, lista de ilustrações,


lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário, referências,
glossário, apêndice(s), anexo(s) e índice(s) – devem ser centralizados, conforme
a NBR 6024.

3.3.4 Elementos sem título e sem indicativo numérico

Fazem parte desses elementos a folha de aprovação, a dedicatória e epígrafe.

3.4 Paginação

Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas


seqüencialmente, mais não numeradas. A numeração é colocada, a partir da
primeira folha da parte textual, em algarismos arábicos, no canto superior direito
da folha, a 2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda
direito da folha. No caso de o trabalho ser constituído de mais de um volume,
deve ser mantida uma única seqüência de numeração das folhas, do primeiro ao
último volume. Havendo apêndice e anexo, as suas folhas devem ser
numeradas de maneira contínua a sua paginação deve dar seguimento à do
texto principal.

3.5 Numeração progressiva

Para evidenciar a sistematização do conteúdo do trabalho, deve-se adotar a


numeração progressiva para as seções do texto. Os títulos das seções
primárias, por serem as principais divisões de um texto, devem iniciar em folha
distinta (ver 3.3.2). Destacam-se gradativamente os títulos das seções,
utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou grifo e redondo, caixa alta ou
versal, e outro, conforme a NBR 6024, no sumário e de forma idêntica no texto.
17

3.6 Citações

As citações devem ser apresentadas conforme a Norma Vancouver

3.7 Siglas

Quando aparece pela primeira vez no texto, a forma completa do nome precede
a sigla, colocada entre parênteses.

Exemplo: Associação Brasileira De Normas Técnicas (ABNT).

3.8 Equações e fórmulas

Aparecem destacadas no texto, de modo a facilitar sua leitura. Na seqüência


normal do texto, é permitido o uso de uma estrelinha maior que comporte seus
elementos (expoentes, índices e outros). Quando destacadas do parágrafo são
centralizadas e, se necessário, deve-se numera-las. Quando fragmentadas, em
mais de uma linha, por falta de espaço, devem ser interrompidas antes do sinal
de igualdade ou depois dos sinais de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Exemplo:

x² + y² = z² (1)

(x² + y²)/5 = n (2)

3.9 Ilustrações

Segundo a ABNT (NBR 14724), são consideradas ilustrações: desenhos,


esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas,
quadros, retratos e outros. Qualquer que seja seu tipo (desenhos, esquemas,
fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros,
retratos e outros) sua identificação aparece na parte inferior, precedida de
palavra designativa, seguida de sue número de ordem de ocorrência no texto,
em algarismos arábicos, do respectivo título e/ou legenda explicativa de forma
breve e clara, dispensando consulta ao texto, e da fonte. A ilustração deve ser
inserida o mais próximo possível do trecho a que se refere, conforme o projeto
gráfico.

Fonte: é indispensável sua indicação. Tem por objetivo informar sobre a


procedência original dos dados e habilitar o interessado a obter outros
elementos, caso os deseje, recorrendo à entidade geradora dos mesmos. Deve
ser colocada imediatamente abaixo do gráfico, e deve seguir as mesmas regras
de fonte da tabela.
Exemplo:

Fonte: Censo 2000. Dados gerais, Brasil. IBGE.


18

Um gráfico pode ter mais de uma fonte de dados. Neste caso:


Fonte: Censo 2000. Dados gerais, Brasil; IBGE; Pesquisa Renda
Familiar.IPEA, 2002.

Notas: sempre que for necessário prestar uma informação de natureza geral
sobre o gráfico, deve ser feita uma nota, colocada logo abaixo da FONTE. O
procedimento para apresentação da NOTA nos gráficos é o mesmo adotado
para a apresentação nas tabelas.
Fonte: Censo 2000. Dados gerais, Brasil.
Nota: dados trabalhados pelo autor

Modelo de gráfico
TÍTULOS NACIONAIS

6 5
5
4 3 3
3 2
2 1 1
1
0
S

KA
S

DS
O

AM A
O
ER

AT
KY

SA
IN

N
IW
TL

O
O
AR

O
T
AN

O
BA
M

DY

DI
A

BI
A

AM
R
M
IM

ED
JU
VE
HA

G
SH

R
KO
KA

A
W
YO

RA
U

Gráfico 1 – Total de títulos dos campeões nacionais de futebol do Japão


(J-league)

3.10 Tabelas

As tabelas apresentam informações tratadas estatisticamente, conforme IBGE


(1993).
19

4. Regras de Citações

4.1 Numérico

Neste sistema as citações são indicadas por chamadas numéricas de acordo


com a ordem de aparecimento no texto e devem aparecer meia entrelinha acima
do texto.

Ex.: A situação da enfermagem no Brasil ¹³...

Ex.: ZANINI¹; MENDES² foram os ...

Ex: BEVILACQUA¹² utilizou ...

INDICAÇÃO DOS AUTORES NO TEXTO

Deve corresponder à forma de entrada na lista de referência bibliográfica e


obedecer aos seguintes critérios, de acordo com o sistema de chamada
adotado:

4.2 INDICAÇÃO DOS AUTORES NO TEXTO

Um Autor

Indicação do sobrenome do autor em maiúscula.

Ex:
CIANCUARULLO¹ identificou ...

Dois Autores

Indicação dos sobrenomes dos autores separados por “ponto e vírgula”

Ex.: GATTO; COUTINHO ( 1986) estabeleceram ...

GATTO; COUTINHO¹ estabeleceram

Mais de Três Autores

Indicação do sobrenome do primeiro autor seguido da expressão “et al”

Ex.: AMARAL et al ¹ propôs.


20

Citação de entidades coletivas

Citar pela forma em que aparece na referência.

Exemplo:
[...] ( UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, 2000). Ou
Universidade de São Paulo¹ [...].

5. Ordenação de referências

O arranjo da lista de referencias deve ser feito de acordo com o sistema


adotado: no caso o numérico.

No sistema numérico, também proposto pelo estilo Vancouver, as citações


são indicadas númericamente na seqüência em que aparecem no texto.

Exemplo:
No corpo do texto, você citou um autor da seguinte maneira:

Ex: MACHADO¹ diz que a enfermagem no Brasil está bem evoluída

GOMES² o cuidado com o idoso

Portanto, na referencia do livro do Machado deve estar disposto da seguinte


maneira

(1) Machado JE. Introdução a enfermagem. São Paulo: Atlas; 1999.

(2) Gomes J. Cuidando de idosos. São Paulo: Martins; 1999.


21

6 Regras para Referências

Monografia

Inclui livros, dicionarios, trabalhos academicos, etc…

Obra com um autor

Sobrenome(s) do autor Prenome (iniciais). Título da obra: subtítulo. Edição.Local de


publicação (cidade): Editora; data de publicação.

Machado JE. Introdução a enfermagem. São Paulo: Atlas; 1999.

Obra com dois autores.

Sobrenome(s) do primeiro autor Prenome (iniciais), Sobrenome(s) do segundo autor


Prenome (iniciais) . Título da obra: subtítulo. Edição.Local de publicação (cidade):
Editora; data de publicação.

Gomes J, Machado A. Introdução a sociologia. São Paulo: Martins; 1999.

Obra com três autores.

Sobrenome(s) do primeiro autor Prenome (iniciais), Sobrenome(s) do segundo autor


Prenome (iniciais) Sobrenome(s) do terceiro autor Prenome (iniciais),Título da obra:
subtítulo. Edição.Local de publicação (cidade): Editora; data de publicação.

Silva, A,Gama J, Machado M. Fundamentos da anatomia. São Paulo: Martins;


2006.

Obra com mais de três autores.

Sobrenome dos seis primeiros autores. Prenome(s) (inicias), seguidos de et al. Título da
obra: subtítulo. Local ( cidade); Editora; data de publicação.

Silva EM, Souza AC, Fontes CE, Martins A, Andrade E, Gomes TC, et al.
Avaliação do uso de informações científicas. São Paulo: Atlas; 2007.
22

Publicação de autoria desconhecida.

Título. Local (Cidade): Editora; data de publicação.

Modernização do porto de Santos. São Paulo: Editora Universitária; 1998.

Indicação de série.

Sobrenome(s) do(s) Autor(es) Prenome(s) (iniciais). Local (Cidade): Editora; data de


publicação. Paginação. (Série, número da série).

Maximiliano A. Pedagogia aplicada. Rio de Janeiro: Atual; 2000. 243 p. (Série


educação básica, 2)

Indicação de responsabilidade intelectual ( editor, organizador,


coordenador, etc)

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais), coordenador. Título:subtítulo.


Edição. Local (Cidade): Editora; data de publicação.

Silva C, organizador. A saúde pública: urgência de reestruturação. 2ª ed. São


Paulo: Editora Universitária; 2005.

Autor entidade (entidades coletivas, governamentais, públicas,


particulares, etc)

Autor entidade por extenso. Título da obra: subtítulo. Edição. Local de publicação
(Cidade): Editora; data de publicação. Paginação.

Universidade de São Paulo. Estudos sobre Ciências Sociais: influência da


sociologia moderna. São Paulo: EDUSP; 2000. 46p.
23

Referência com outros tipos de materiais monográficos.

Teses

Sobrenome do autor Prenome(s) (iniciais). Título e subtítulo da tese [grau]. Localidade:


Instituição onde foi apresentada; ano.

Obs.: Grau ( mestrado – dissertação; doutorado – tese)

Martins CA. Disseminação seletiva da informação novas tendências


[dissertação]. São Paulo: Escola de Comunicações e Arte; 2004.

Relatórios.

Sobrenome(s) do(s) Autor(es), Prenome(s) (iniciais). Título do relatório. Local: Editora;


data. Paginação. Notas.

Souza ME. Estudo de usabilidade em sites educacionais. São Paulo: ECA; 2003.
25 p. Relatório Técnico Rt-Mac-8908.

Monografia considerada em parte.

Capítulo de livro com autoria distinta da obra no todo.

Sobrenome(s) do(s) Autor(es) da parte referenciada Prenome(s) (iniciais). Título da


parte referenciada. In: Sobrenome(s) do(s) Autor(es) da publicação ( ou editor, etc)
Prenome(s) (inicias). Título da publicação. Edição. Local (Cidade): Editora; ano.
Páginas ( inicial e final de capítulo).

Alves MC. Necessidade de reformulação da carga tributária brasileira. In: Souza


C. Direito Tributário: novas tendências. Rio de Janeiro: Fontes; 2001. p. 24-68.

Capítulo de livro com a mesma autoria da obra no todo.

. Sobrenome(s) do(s) Autor(es) da parte referenciada Prenome(s) (iniciais). Título da


parte referenciada. In: Sobrenome(s) do(s) Autor(es) da publicação ( ou editor, etc.)
Prenome(s) (iniciais). Título da publicação. Edição. Local (Cidade): Editora; ano.
Paginação do capítulo

Guimarães JAC. Ciência da informação. Marília: UNESP; 2003. p.103-148.


24

Publicação seriada

Inclui periódicos, jornais, publicações anuais (relatórios, anuários etc), revistas,


atas, comunicações de sociedades, séries monográficas, quando tratadas como
publicação periódica.

Editorial.

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título [editorial]. Título do


periódico.ano;volume(número):páginas

Costa S. A abelha [editorial]. Revista da USP. 2004;(54):5.

Publicação seriada considerada no todo

Título da publicação. Local: Editora, ano de início e termino da publicação.

Veja. São Paulo: Abril; 1971-.

Artigos e/ou matéria de periódico

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título o artigo: subtítulo. Título da


publicação abreviado. (Local de publicação) data; volume(fascículo):paginação inicial e
final do artigo.

Rivitti EA. Departamento de Dermatologia: histórico, seus professores e suas


contribuições científicas. Rev Med (São Paulo) 2002;81(n.esp.): 7-13.

Artigo de jornal.

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título da matéria: subtítulo. Título


do jornal por extenso.data ( ano mês dia); Número ou título do caderno, seção,
suplemento, etc.: página9s) do artigo referenciado ( número de ordem da coluna (s)).

Hofling E. Livro descreve os 134 tipos de aves do campus da USP [Depoimento


a Luiz Robero de Souza Queiroz]. O Estado de S Paulo. 1993 out. 15; Cidades,
Caderno 7:15.
25

Evento

Evento considerado no todo

Título do evento; ano mês e data da realização; Cidade; País. Local de publicação:
Editora; ano de publicação.

Simpósio Internacional de Turismo e Hotelaria da universidade de São Paulo;


2000; São Paulo, BR. São Paulo: USP; 2000. CD-ROM.

Trabalho apresentado em evento

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) ( iniciais). Título do trabalho. In: Título do


evento; ano mês data de realização; Cidade, País. Local de publicação: Editora; ano de
publicação. Paginação do trabalho.

Beni CRF. Sociologia no contexto da história da ciência. In: Reunião Anual da


Associação Brasileira de Antropologia; 1988; Campinas, BR. Campinas:
Associação Brasileira de Antropologia, 1988. p.22.

Trabalho de eventos publicado em periódico

Sobrenome(s) do(s) autor(es) Prenome(s) (iniciais). Título do trabalho. Tìtulo do evento;


ano mês data de realização; Cidade, País. Local de publicação: Editora; ano de
publicação. Título do periódico (abreviado). Ano; volume(número):página.

Mingroni-Netto RC. Origino f fmr-1 mutation: study of closely linked microsatellite


loci in fragile x sybdrome. Presented at 42 nd Nacional Congress of Genetics;
1996. Sep 4-7; Caxambu. Program and abstract. Braz J Genet. 1996; 19(3
Suppl.):144.
26

Documento jurídico

Inclui legislação, jurisprudência e doutrina.

Leis e decretos

País, Estado, município, etc. Número da lei ou decreto, Lei ou decreto. Tipo de
publicação, Local ( ano mês dia): Notas.

Brasil. Lei n. 7000 de 20 de dezembro de 1990. Dispõem sobre a proibição da


pesca. Diário Oficial da União, Brasília (1991 jan 21); Sec.1:51.

Medida provisória

País, Medida provisória n., data. A decisão da Medida. Publicação, local data ( dia, mês
e ano); seção.

Brasil. Medida provisória n. 1.569-9, de 11 dezembro 1997. Estabelece multa em


operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial da República
Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília (DF) 1997 dez 14; Séc. 1:29514.

Imagens em movimento

Inclui filme cinematográfico, gravação de vídeo e som ( videocassete, DVD etc).

Autor. Título [tipo de suporte]. Local: Produtora; ano.

Todos os corações do mundo [DVD]. Produção de Walter Salles. São Paulo:


Magna; 1994.

Documento iconográfico

Inclui pintura, gravura, ilustração, fotografia, desenho técnico, diapositivo,


diafilme, material estereográfico, transparência, cartaz etc.

Sobrenome(s) do(s) autor (es) Prenome(s) (iniciais). Título. Data. Características físicas
(especificação de suporte, cor, dimensões). Notas complementares.

Duarte BH. Estação da luz.1978. 1 fotografia, color., 16 cm x 56 cm.


27

Documentos cartográficos

Inclui mapa, atlas, globo, fotografia aérea, imagem de satélite etc.

.
Autor(es), área ou região. Título. [Tipo de suporte]. Local (Cidade): Editora; ano de
publicação.

Atlas geográfico. [atlas]. Rio de Janeiro: Enciclopédia Britânica do Brasil; 2007.

Documento sonoro

Inclui disco, CD, fita cassete, fita magnética etc.

Compositor(es) ou Intérprete(s). Título: subtítulo[ tipo de suporte]. Local: Gravadora;


ano.

Carlos R. Saudades [CD]. Rio de Janeiro: CBS;2005.

Documento sonoro considerado em parte

Compositor(es). Título: subtítulo. Intérprete da faixa. In: Título: subtítulo [tipo de


suporte]. Local: Gravadora, ano.

Compositor(es) ou Intérprete(s). Título: subtítulo[ tipo de suporte]. Local: Gravadora;


ano.

Barbosa A. Trem das onze. Intérprete: Demônios da Garoa. In: Demônios da


Garoa. Face a face [CD-ROM]. [S.l.]: Emi-Odeon Brasil; p1920.

Documento disponível em meio eletrônico

Manifestação de documento codificado para manipulação (edição, leitura) por


computador, com acesso:

Acesso direto; leitura efetuada por equipamentos periféricos ligados ao


computador (disquete, arquivos em disco rígido, CD- ROM, ed. Laser, DVD).
Acesso remoto: redes locais ou externas ( banco/bases de dados, catálogos ou
livros, websites, serviços online tais como: listas de discussão, mensagens
eletrônicas, arquivos etc) ( WEITZ, 2002).
28

Acesso a banco, base de dados e lista de discussão

Título: subtítulo. Dados do Serviço ou produto. Indicações de responsabilidade. [ data


de acesso ( ano mês dia)]. Disponível em: endereço eletrônico.

Ácaros no Estado de São Paulo (Enseius concordis): banco de dados preparado


por Carlos H. W. Flechtmann. In: Fundação Tropical de Pesquisas E Tecnologia
“ André Tosello”. Base de dados tropical: no ar desde 1985. [citado nov 28
1998]. Disponível em: http://www.bdt.org/bdt/acarosp.

Discussion list. List maintened by the Base de Dados Tropical, BDT in Brasil.
[cited 1998 nov 28]. Available from: lisserv@bdt.org.br.

Acesso a website comercial e institucional

Galeria virtual de arte do Vale do Paraíba[homepage]. São josé dos Campos:


Fundação Cultural Cassiano Ricardo; 1998. Apresenta reproduções virtuais de
obras de artistas plásticos do Vale do Paraíba. [citado 27 nov 1998]. Disponível
em:
http:// www.virtualvale.com.br/galeria.

Acesso a arquivos em disquetes.

Universidade de São Paulo. Biblioteca Central. Normas.doc. normas para


apresentação de trabalhos. São Paulo; 7 mar. 1998. 5 disquetes, 3 ½ pol. Word
for Windows 7.0.

Acesso a CD- ROM

Microsoft project for Windows 95, version 4.1: project planning software [CD-
ROM].
{S.l.]: Microsoft Corporatio; 1995. Conjunto de programas.

Acesso a mensagem eletrônica (e-mail)

Souza P. Publicação eletrônica [mensagem pessoal]. Mensagem recebida por


silvan@uol.com.br [ 2000 fev 12].

Documento iconográfico em meio eletrônico

Vaso.Tiff. Altura: 1080 pixels. Largura: 927 pixels. 3000 dpi. 32 BIT CMYK. 3.5
Mb. Formato TIFF bitmap. Compactado [ citado 28 out 1999]. Disponivel em :
c:\Carol\VASO.TIFF.+
29

7. Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação


e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro, 2005.

FUNDAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRA DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA.


Normas de Apresentação Tabular. 3.ed. Rio de Janeiro, 1993.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Diretrizes para apresentação de


dissertações e teses da USP: documento eletrônico e impresso. São Paulo,
2004.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Manual de orientação: referências


bibliográficas estilo Vancouver. São Paulo, 2001.
30

ANEXO I – Capa

FACULDADES INTEGRADAS TORRICELLI


CURSO DE NOME DO CURSO

Nome do Aluno

TÍTULO DO TRABALHO:
SUBTÍTULO (se houver)

Guarulhos
31

ano
32

ANEXO II – Folha de rosto

Nome do Aluno

TÍTULO DO TRABALHO:
SUBTÍTULO (se houver)

Trabalho de Conclusão de Curso


apresentado ao curso de Nome do
Curso das Faculdades Integradas
Torricelli sob a orientação do Prof.
(ou da Profa.)(Titulação) Nome do
Professor.

Guarulhos
ano
33

ANEXO III - Dedicatória

Aos meus pais, pela dedicação;


aos meus irmãos pelo apoio e
a meus amigos pela
contribuição na realização
deste trabalho.
34

ANEXO IV - Agradecimentos

AGRADECIMENTOS

A minhas família que sempre me apoiou nesse momento e


durante o meu curso

E aos demais que, de alguma forma, contribuíram na elaboração


desta monografia.
35

ANEXO VI- Epígrafe

Para onde vai o nosso mundo moderno?


Em direção ao esgotamento ou em direção
ao renascimento? Sua diversidade e sua
inquietude decorrem do fato que ele
começa a tomar uma consciência aguda de
si.

F. Nietzsche