Você está na página 1de 3

Processo: 5339482-84.2021.8.09.

0177

Usuário: ILVAN SILVA BARBOSA - Data: 16/07/2021 14:57:11


COCALZINHO DE GOIÁS - VARA CRIMINAL
PROCESSO CRIMINAL -> Medidas Garantidoras -> Liberdade -> Liberdade Provisória com ou sem fiança
Valor: R$ | Classificador: DRA. LUCIANA URGENTE
Estado de Goiás

Comarca de Cocalzinho de Goiás

Gabinete da Juíza

Processo nº 5339482-84.2021.8.09.0177

DECISÃO

Trata-se de pedido de REVOGAÇÃO DA PRISÃO PREVENTIVA de ELMI CAETANO


EVANGELISTA, réu em AÇÃO PENAL pela suposta prática dos crimes previstos no art. 348 do
Código Penal e nos arts. 12 e 16, parágrafo único, IV, da Lei nº 10.826/03 (autos nº 5317488.97).

Às fls. 02/11, a Defesa argumenta que “fatos novos que surgiram trazem a
desnecessidade da prisão preventiva: captura e morte de Lázaro Barbosa, a conclusão do
Inquérito Policial sem nenhuma nova diligência e a conclusão do Laudo Pericial nas armas
que demonstram que as mesmas não são aptas para efetuar disparos”. Ainda, invoca os
bons predicados pessoais do acusado, sua idade avançada e o fato de apresentar diversos
problemas de saúde.

Parecer desfavorável do Órgão Ministerial às fls. 414/415.

Eis o breve relatório. Decido.

O réu está preso preventivamente desde 25/6/2021, por força de decisão proferida por
este Juízo na audiência de custódia, porquanto, naquela oportunidade, vislumbrou-se a
necessidade de garantir a ordem pública, em razão da gravidade concreta dos fatos em tese
praticados. No entanto, no presente momento, tenho que não persiste o perigo gerado pelo
estado de liberdade.

Como bem ponderou a Defesa, finda a investigação, foi constatada a inaptidão das
armas de fogo apreendidas (fls. 230/238 do processo principal). Ademais, houve a captura e
morte de Lázaro Barbosa de Sousa, situação que elidiu a preocupação de outrora quanto à

Tribunal de Justiça do Estado de Goiás


Documento Assinado e Publicado Digitalmente em 16/07/2021 14:14:45
Assinado por LUCIANA OLIVEIRA DE ALMEIDA MAIA DA SILVEIRA
Validação pelo código: 10483566005894198, no endereço: https://projudi.tjgo.jus.br/PendenciaPublica
Processo: 5339482-84.2021.8.09.0177

Usuário: ILVAN SILVA BARBOSA - Data: 16/07/2021 14:57:11


COCALZINHO DE GOIÁS - VARA CRIMINAL
PROCESSO CRIMINAL -> Medidas Garantidoras -> Liberdade -> Liberdade Provisória com ou sem fiança
Valor: R$ | Classificador: DRA. LUCIANA URGENTE
realização de novos atos de colaboração de ELMI com aquele criminoso e, portanto, o risco de
sua liberdade à ordem pública.

No que concerne à suspeita de que as armas e munições seriam objeto, também, de


receptação, no mesmo contexto fático, mencionada no parecer do Ministério Público, a mera
probabilidade, desacompanhada da demonstração dos indícios de autoria, não é suficiente para
respaldar, no bojo da ação penal em tela, a prolongamento da medida extrema da segregação
cautelar. Sem prejuízo, é claro, da possibilidade de nova decretação, em sendo trazidos novos
elementos de informação.

Assim, com a devida vênia ao Órgão Ministerial e sem menosprezar a alta


reprovabilidade dos fatos imputados ao denunciado, forçoso reconhecer que a prisão deve ser
substituída por medida mais branda, especialmente por se tratar de réu idoso, com residência
fixa, ocupação lícita e sem outras passagens pela seara criminal. Ainda, há nos autos
documentos que indicam certa fragilidade na saúde de ELMI, o que deve ser sopesado,
considerando que ainda persiste a pandemia do coronavírus.

Ante o exposto, com amparo nos arts. 282, § 2º, 316, e 319, IX, do CPP, SUBSTITUO
A PRISÃO PREVENTIVA de ELMI CAETANO EVANGELISTA pela monitoração eletrônica,
impondo-lhe as seguintes restrições: A) proibição de ausentar-se de sua residência no período de
19 horas às 6 horas; B) proibição de pernoitar fora da Comarca de residência (Águas Lindas de
Goiás), sem prévia e específica autorização judicial.

Expeçam-se ALVARÁ DE SOLTURA e termo de compromisso, devendo o réu ser


colocado em liberdade imediatamente, salvo se por outro motivo deva permanecer preso.
Expeça-se carta precatória, se necessário.

Oficie-se à DGAP, solicitando a instalação da tornozeleira eletrônica, no prazo de 05


(cinco) dias.

Traslade-se cópia da presente para o processo principal (autos nº 5317488.97).

Intimem-se. Após a preclusão, ARQUIVE-SE.

Cocalzinho de Goiás, data e hora da assinatura eletrônica.

Luciana Oliveira de Almeida Maia da Silveira

Tribunal de Justiça do Estado de Goiás


Documento Assinado e Publicado Digitalmente em 16/07/2021 14:14:45
Assinado por LUCIANA OLIVEIRA DE ALMEIDA MAIA DA SILVEIRA
Validação pelo código: 10483566005894198, no endereço: https://projudi.tjgo.jus.br/PendenciaPublica
Processo: 5339482-84.2021.8.09.0177

Usuário: ILVAN SILVA BARBOSA - Data: 16/07/2021 14:57:11


COCALZINHO DE GOIÁS - VARA CRIMINAL
PROCESSO CRIMINAL -> Medidas Garantidoras -> Liberdade -> Liberdade Provisória com ou sem fiança
Valor: R$ | Classificador: DRA. LUCIANA URGENTE
Juíza de Direito (respondente) - Decreto Judiciário 1.090/2021

Tribunal de Justiça do Estado de Goiás


Documento Assinado e Publicado Digitalmente em 16/07/2021 14:14:45
Assinado por LUCIANA OLIVEIRA DE ALMEIDA MAIA DA SILVEIRA
Validação pelo código: 10483566005894198, no endereço: https://projudi.tjgo.jus.br/PendenciaPublica

Você também pode gostar