Você está na página 1de 12

Ana Muhanhe Ganhane Samuel

Licenciatura em Administração e Gestão de Educação

Conceito e Importância das oficinas pedagógicas em ciências sociais

Universidade Púngue
Centro de Ensino a Distância de Mossurize
2020
Ana Muhanhe Ganhane Samuel

Conceito e Importância das oficinas pedagógicas em ciências sociais

Trabalho a ser submetido no Departamento de


Ciências da Educação e Psicologia, para fins
avaliativo.
Curso deː licenciatura em Administração e
Gestão da Educação, 1º Semestre, 4º Ano.

Cadeira deː Didática de Ciências Sociais

Docente: Tânia José Mondlane Kangela

Universidade Púngue
Centro de Ensino a Distância de Mossurize
2020
Índice
Introdução ....................................................................................................................................... 1
Objectivo Geral ............................................................................................................................... 2
Objectivo Especifico ....................................................................................................................... 2
Metodologia de trabalho ................................................................................................................. 2
Conceito e Importância das oficinas pedagógicas em ciências sociais........................................... 2
O que é uma oficinas pedagógicas em ciências sociais? ................................................................ 3
Qual é a importância de promover oficinas pedagógicas?.............................................................. 3
Como funciona a oficina? ............................................................................................................... 4
Quais as principais características de uma oficina pedagógica? ..................................................... 4
Como planejar uma oficina pedagógica eficiente? ......................................................................... 5
Conclusão........................................................................................................................................ 8
Referências bibliográficas ............................................................................................................... 9
1

Introdução
O presente trabalho trata de Oficina Pedagógica em Ciências Sociais. A articulação entre teoria
e prática é sempre um desafio, não apenas na área da educação. Entre pensar e fazer algo, há uma
grande distância que, no entanto, pode ser vencida. Um dos caminhos possíveis para a superação
dessa situação é a construção de estratégias de integração entre pressupostos teóricos e práticas,
o que, fundamentalmente, caracteriza as oficinas pedagógicas. Tem como objectivo principal
compreender oficina pedagógica em Ciências Sociais.
2

Objectivo Geral
Compreender oficina pedagógica em Ciências Sociais.

Objectivo Especifico
Definir oficinas pedagógicas em ciências sociais;
Explicar a Importância das oficinas pedagógicas em ciências sociais;
Caracterizar as oficinas pedagógicas em ciências sociais.

Metodologia de trabalho
A metodologia usada neste trabalho, foi o método de revisão de literatura, consulta de livros, a
internet, onde baixou-se artigos relevantes ao tema, em seguida o uso do computador para a sua
execução.

Conceito e Importância das oficinas pedagógicas em ciências sociais

Por melhores que sejam a estrutura física, o corpo técnico e os recursos tecnológicos oferecidos
por uma instituição. Sua qualidade só será realmente reconhecida devido a excelência dos
resultados que ela obtém com seus alunos. Para isso, ela precisa contar com uma ferramenta
fundamental: a realização de oficinas pedagógicas.
No entanto, com a correria do dia-a-dia, nem sempre os responsáveis por sua idealização e
execução conseguem planejar esse momento da forma mais eficiente. Por isso, uma oportunidade
única de crescimento profissional e aperfeiçoamento didáctico pode ser desperdiçada.
Então, que tal conhecer um pouco mais sobre essa metodologia e saber como utilizá-la para
produzir resultados espectaculares? Se é isso o que você deseja para sua escola, continue essa
leitura! Dessa forma faça das suas oficinas pedagógicas um espaço de descoberta e
transformação!
3

O que é uma oficinas pedagógicas em ciências sociais?


Oficina é uma forma de construir conhecimento, com ênfase na ação, sem perder de vista,
porém, a base teórica. Cuberes apud Vieira e Volquind (2002, p. 11), conceitua como sendo “um
tempo e um espaço para aprendizagem; um processo ativo de transformação recíproca entre
sujeito e objecto; um caminho com alternativas, com equilibrações que nos aproximam
progressivamente do objecto a conhecer”.
As oficinas pedagógicas são instrumentos poderosos para o aperfeiçoamento didáctico em uma
escola. Trata-se de uma situação de aprendizagem aberta e dinâmica, que possibilita a inovação,
a troca de experiências e a construção de conhecimentos.
Nesse momento, a instituição de ensino reserva um espaço para a aprendizagem colectiva. Nele,
os educadores têm a oportunidade de interacção com o grupo, o que torna a experiência ainda
mais enriquecedora.
Diferentemente de um modelo mais engessado e baseado na mera transmissão de informações, o
estudo de um tema em oficinas pedagógicas permite a comparação entre experiências
diversificadas, o que propicia uma abordagem reflexiva dos desafios enfrentados pelos docentes.

Qual é a importância de promover oficinas pedagógicas?


A oficina pedagógica atende, basicamente, a duas finalidades: (a) articulação de conceitos,
pressupostos e noções com ações concretas, vivenciadas pelo participante ou aprendiz; e b)
vivência e execução de tarefas em equipe, isto é, apropriação ou construção colectiva de saberes.
O professor ou coordenador da oficina não ensina o que sabe, mas vai oportunizar o que os
participantes necessitam saber, sendo, portanto, uma abordagem centrada no aprendiz e na
aprendizagem e não no professor. Desse modo, a construção de saberes e as ações relacionadas
decorrem, principalmente, do conhecimento prévio, das habilidades, dos interesses, das
necessidades, dos valores e julgamentos dos participantes.

Não podemos negar que a rotina escolar é muito corrida. A grande demanda de trabalho, o
conteúdo massacrante e a necessidade de despender uma quantidade significativa de tempo em
tarefas burocráticas podem gerar a tendência de repetir práticas de ensino e aprendizagem.
4

Dessa forma, se não houver um esforço intencional da instituição no sentido de promover a


reflexão sobre a prática pedagógica, avaliar de fato seus resultados e utilizar os conhecimentos
para gerar propostas inovadoras, a escola pode ficar estagnada.
Além dessa reflexão e inovação, como já falamos, as oficinas pedagógicas são uma estratégia
muito eficiente para a formação continuada de educadores e actualização dos docentes.
Quando bem dirigidas, elas mostram como os conhecimentos teóricos podem ser aplicados aos
desafios enfrentados na sala de aula, contribuindo para uma prática mais efectiva e para destacar
a sua escola no mercado.

Como funciona a oficina?


A oficina, como qualquer acção pedagógica, pressupõe panejamento, mas é na execução que ela
assume características diferenciadas das abordagens centradas no professor e no conhecimento
racional apenas. O panejamento prévio caracteriza-se por ser flexível, ajustando-se às situações-
problema apresentadas pelos participantes, a partir de seus contextos reais de trabalho. A partir
de uma negociação que perpassa todos os encontros previstos para a oficina, são propostas
tarefas para a resolução de problemas ou dificuldades existentes, incluindo o panejamento de
projectos de trabalho, a produção de materiais didácticos, a execução de materiais em sala de
aula e a apresentação do produto final dos projectos, seguida de reflexão crítica e avaliação. As
técnicas e os procedimentos são bastante variados, incluindo trabalhos em duplas e em grupo
para promover a interacção entre os participantes, sempre com foco em actividades práticas

Quais as principais características de uma oficina pedagógica?


Considerando esses aspectos, podemos entender que essa metodologia é muito diferente de uma
simples reunião realizada com o corpo docente ou mesmo uma série de palestras. Vamos
conhecer algumas características da oficina pedagógica?
É um espaço de diálogo
O foco dessa metodologia é a construção colectiva de conhecimento. Portanto, ela deve ser
aberta a vivências, diálogos e partilha. Portanto a ideia de ter informações como uma via de mão
única não condiz com esse tipo de experiência.
É um momento de aprendizagem ativa
5

Como o próprio nome já diz, oficinas são momentos em que se trabalha activamente, se conserta
algo, e as pessoas se mobilizam para uma solução. Não se trata de uma actividade passiva, na
qual o indivíduo apenas recebe. É o momento de colocar a “mão na massa”.
A ideia principal é envolver os professores em um aprendizado que possa se reflectir
directamente na prática em sala de aula. Não é um espaço para divagações teóricas, mas para a
busca de soluções.

É dedicada a um tema ou dificuldade


Propostas muito genéricas podem se mostrar bastante superficiais. Por isso, quanto mais
específica for a oficina, maiores são as chances de ela prover ferramentas úteis para a actuação
do docente.
Esse é o motivo pelo qual os objectivos de uma oficina devem ser definidos de forma clara. Por
isso, em vez de trabalhar um conceito mais genérico, como o lúdico na aprendizagem, é mais
interessante direccionar: como utilizar jogos para o desenvolvimento do raciocínio lógico,
práticas que favorecem a interpretação textual etc.

Como planejar uma oficina pedagógica eficiente?


Para alcançar resultados, a oficina pedagógica não deve ser um momento entediante. Sua
principal função é preparar o docente para os desafios práticos que ele vai encontrar na sala de
aula.
Isso não significa que não seja importante fornecer também uma base teórica aos professores.
No entanto, o foco deve estar na aplicação do conhecimento: como transformá-lo em acções
eficazes para solucionar os problemas que ele enfrenta no dia-a-dia. Portanto, para programar
uma oficina bem sucedida.

Considere os seguintes aspectos:


1 – Objectivo
Qual é o motivo da realização da oficina? Pode ser a necessidade de introduzir um novo
conceito, avaliar um assunto aprendido, demonstrar técnicas eficientes, mostrar como utilizar
plataformas colaborativas, entre tantos outros temas.
6

As possibilidades são muitas, mas é necessário definir claramente qual é o propósito desse
momento. Com foco, é possível planejar e executar uma proposta mais efectiva. É importante
que a instituição tenha em mente quais são as principais necessidades dos docentes.
Se ela conseguir promover oficinas que preparem os professores para lidar com as situações mais
desafiadoras que encontram, maiores são as chances de que essa acção cause um maior impacto
sobre o desempenho dos alunos e gere resultados positivos para a escola.
2 – Participants
Essa análise precisa levar em conta que, dentro de uma instituição de ensino, os desafios dos
grupos de professores podem ser completamente diferentes. Por isso, é essencial definir quem
são os participantes e direccionar o panejamento às necessidades deles.
3 – Carga horária
Também é importante lembrar que a oficina deve ser programada para ocorrer dentro do tempo
previsto. As actividades devem ser escolhidas levando esse factor em consideração.
Caso essa programação não seja bem-feita e não seja possível concluir as actividades, os
professores podem sair da oficina com mais dúvidas do que respostas.
4 – Actividades a realizar
É importante não gastar tempo com actividades que não contribuem para alcançar os objectivos
propostos para a oficina, e nem planejá-las em excesso.
O panejamento deve ser composto por uma quantidade reduzida de actividades significativas e
envolventes. Sobretudo que o participante tenha tempo para sensibilizar-se, provocar, questionar,
criar, analisar e sintetizar o conhecimento.
Essa definição também ajuda o responsável pela oficina a identificar todo o material necessário
para a execução das actividades e providenciá-lo com antecedência, o que permite otimizar esse
tempo.
5 – Finalização
Esse é um aspecto fundamental. O término de uma oficina deve levar o participante a reflectir
sobre o antes e o depois desse momento de aprendizagem. Então comparar seus conceitos
anteriores e actuais, sua prática prévia e a que pretende adoptar.
As oficinas pedagógicas são fundamentais para a qualidade de uma instituição de ensino.
Planejá-las e executá-las de forma eficiente garante os melhores resultados para o aluno. Além
de uma excelente reputação para a escola.
7

Gostou do nosso post e quer saber mais sobre pedagogia? Então conheça nosso e-book e
descubra como avaliar o desempenho do aluno. Esse é o primeiro passo para ter estudantes
vitoriosos: baixe agora mesmo e confira!
8

Conclusão
Tudo que é novo geralmente gera certa insegurança, porque se trata de novos desafios que
precisam ser enfrentados. Por exemplo, pensar e rever práticas docentes, abordagens teóricas de
ensino, disciplinas sem fronteiras (interdisciplinaridade), a complexidade da organização social,
especializações que não fechem questões do conhecimento a visões limitadas e distorcidas da
realidade, tudo isso requer predisposição de quem se põe, como meta, a buscar alternativas de
ensino para situações complexas de aprendizagem nos dias de hoje. Destacamos, no caso das
oficinas acima descritas, que o envolvimento com mudanças constitui tarefa não só dos
professores que fizeram as oficinas, mas da instituição educacional como um todo. É preciso que
a escola se empenhe nesse processo, apoiando, dando condições de tempo e de espaço para que
as questões de ensino se desenvolvam com eficácia.
9

Referências bibliográficas

1. VIEIRA, Elaine; VOLQUIND(2002 ), Lea. Oficinas de ensino: O quê? Por quê? Como?
4. ed. Porto Alegre: Edipucrs,.