Você está na página 1de 30

Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 1

Revestimentos
.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 2
Tópicos
7 – Dimensionamento de revestimentos
7.1 –Tração
7.2 –Pressão interna
7.3 - Colapso
8 -Esforços combinados

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 3
7 Dimensionamento de revestimento
7.1. Tensão axial – tração
Tração é a força normal no sentido longitudinal, que tende a esticar
uma tubulação.
Fator de flutuação:
α = 1 – (ρlama /ρaço)
ρaço = 65,5 (lb/gal)
O fator de flutuação
representa o empuxo da
coluna dentro do fluido.

.
Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 4
7.1 Tensão axial - tração
Exercício n°4: qual é a força de tração de um revestimento K-55, OD
= 20”, t = 0,633 “ c/peso = 133 lbm/ft, s/coef. segurança.
ID = 20 – 2 x(0,633) = 18,730”
A =∏/4*(20²–18,73²) = 38,63 pol 2
σe = 55.000 psi.
Rtr = σe*As
Rtr = 55.000*38,63 = 2.125.000 lbf
Resultado pela tabela 7.6

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 5
Exercício n°5: determinar a profundidade máxima que pode atingir
um revestimento de 20” OD, K-55, t = 0,635”, 133 lbf/ft, num poço
cheio de fluido de 10 lb/gal. Usar Fator de Segurança (F.S.) = 1,3.
σe nas tabelas para K-55 = 55.000 psi
ID = 20,00 - 2(0,635 ) = 18,730”
As = ∏/4*(20² – 18,73²) = 38,62 in²
Rtr = σe*As
Rt = 55.000psi x (38,63 in²) = 2.125.00 lbf.
α = 1 – (ɣlama /ɣaço) = 1 – 10/65 = 0,846
α*(peso da coluna/pé)*(h. máx.)*(Fator de seg.) = 2.125.000 lbf
0,846*133 (lbf/pé) * (h. máx)* 1,3 = 2.125.000lbf.
h. máx = 14.527 pés

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 6
7.2 Resistência à pressão interna (Rpi)
Equilíbrio é obtido por
Rpi*ID*L = σe*(OD-ID)*L
Rpi (psi) = (e*2*t)/ID (só p/tubos de
paredes finas). API no boletin 5C3
recomenda utilizar p/pressão interna
a seguinte fórmula:
Rpi (psi)= 0,875*(2*σe*t/OD)
(o fator 0,875 é p/considerar as variações de dimensões dos tubos
que ocorrem na fabricação, que podem chegar até 12%).
t = espessura do tubo OD-ID = 2t

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 7
7.2 Resistência à pressão interna
Exercício n°6: houve um vazamento na coluna de produção próximo à
superfície. Verificar se haverá falha no revestimento face ao aumento da Pi
na superfície. A lama do poço é de 10 lb/gal?

Dados:
Rev. 7”OD, N-80, 23 lb/pé , t = 0,317”
P. poros = 7.000 psi
Peso do gás = 2,65 lb/gal ou 0,45psi/m
Profundidade = 3.000m
F.S. = 1,1
Peso da lama > Fluido de completação

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 8
7.2 Resistência à pressão interna
Exercício n°6
Psup = FS*(Pporos – Phidrost. gás)
P/prof. até os 3000m adota-se 2,0lb/gal
p/peso do gás. Acima de 3000m
usa-se 2,65 lb/gal.
Psup =1,1*(7000–0,17*2,65*3000)
Psup = 6.215 psi
RPi =0,875*(2t*σe/OD).
Rpi = 0,875*2*(0,317)*80.000/7”)
Rpi = 6.340 psi (quanto suporta o ver.)
Como Rpi > Psup o tubo suporta.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 9
7.2 Resistência à pressão interna
Exercício n°7: calcular a P. interna p/tubo OD = 20”, K-55, t = 0,635”,
133 lbf/ft, s/fator de segurança.
Rpi =0,875 *(2t*σE*/OD).
Rpi=0,875*(2*55.000*0,635)/20
Rpi =3056psi arredando p/3060psi

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 10
7.3 resistência ao colapso
Função dos seguintes fatores:
➢ Razão OD/t
➢ σe;
➢ Caraterísticas da curva
tensão x deformação
➢ Ovalização;
API Bulletin 5C3 apresenta 4 regimes de
➢ Tensões residuais; colapso, que são:
➢ Excentricidade. 1. Colapso de limite de escoamento
2. Colapso plástico
3. Colapso de transição
4. Colapso elástico

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 11
7.3 resistência ao colapso
Resistência ao colapso (Pc): da teoria da elasticidade p/2 dimensões
temos: σr=(((-pi*ri²(ro²-r²))–(pe*ro²(r²-ri²)))/(r²*(ro²-ri²))
σr = tensão radial
σt = tensão tangencial
σt =((pi*ri²(ro²+r²))–(pe*ro²(ri²+r²)))/(r²*(ro²-ri²))
Como a tensão máxima é a tangencial. Assumindo que o tubo só
está sobre efeito de “pe”, então r=ri, pe=pc = Pc
σt = -2*pe*ro²/(t(ro + ri + ri – ri + 2t - 2t))
Se σt no limite é igual a σe, então σe = σt
Pc = 2*σe*((dn/t)-1)/(dn/t)²) dn = OD

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 12
7.3 resistência ao colapso
O σe for oriundo dos esforços combinados usa-se σe (corrigido ou efetiva)
Colapso por Escoamento:
a) Baseado no escoamento da fibra interna do tubo.
b) Determinado pela equação de Lamé, quando σtangencial = σe e
então r=ri.
Pc = 2*σe*(OD/t -1)/(OD/t)²
Colapso Elástico:
a) Independe da tensão de escoamento;
b) Baseado na teoria da instabilidade elástica;
c) Aplica para tubos de parede fina (OD/t)> ±25.
Pc = 46,95*10⁶/((OD/t -1)²*(OD/t))

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 13
7.3 resistência ao colapso
O σe(corrigido ou efetiva) se oriundo dos esforços combinados.
Colapso pela dimensão Plástica:
a) Baseado em dados empíricos de 2488 testes.
b) Determinado por análise de regressão.
c) F1, F2 E F3 coeficientes empíricos:
Pc = σe*(F1/(OD/t) – F2) – F3
Colapso de Transição:
a) Ajuste da curva entre colapso plástico e elástico.;
b) F4 e F5 coeficientes empíricos;
c) P/tubos de parede fina (OD/t)> ±25:
Pc = σe *(F4/(OD/t) – F5)

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 14
7.3 resistência ao colapso
Coeficientes “F” utilizados nas fórmulas de colapso: (tabela 7.4 do
Applied Drilling Engineering), para colapso puro.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 15
7.3 resistência ao colapso

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 16
7.3 resistência ao colapso
Exercício n°8: houve vazamento na col. de produção acima do
packer. Verificar se haverá falha no revestimento devido ao
esvaziamento do anular, pois a formação “bebe” o fluido de
completação.
Dados:
• Rev. 7”OD, N-80, 23 lb/pé
• Peso da lama = 10 lb/gal
• Prof. do topo do cimento
no anular = 2.000 m.
• F.S. = 1,0

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 17
7.3 resistência ao colapso
Exercício n°8: OD/t = 7/0,317 = 22,08
Tipo de colapso = plástico
Bull. 5C3 ou tabela: F1 = 3,07; F2 = 0,0667, F3 = 1.955.
Rc = 80.000*(3,071/22,080 – 0,0067) – 1,955 = 3.830 psi.
Como o anular vazou, considerar a pressão
Pi = zero (0). A Pe é a ação da lama atrás do
revestimento, dada por:
Pe = F.S*(0,17*10 lb/gal*2000)
Pe = 3.400 psi.
Como Pe < Rc, então OK.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 18
8 Esforços combinados
A Pi, tração e colapso podem agir juntas, levando a um estado
triaxial de tensões. Se só a tração e o colapso agem juntos, deve-se
“corrigir” o limite de escoamento, p/o σecorrigido ou efetivo que é o que
sobra p/suportando o colapso.

σe corrigido = corrigido pela redução da tensão já usada para a tração.


σz = tensão axial de tração. σe = tensão de escoamento original.
Para calcular o colapso uso o σe (corrigido. reduzido ou efetivo) e p/calcular
novos fatores “F” adoto o σe (corrigido. reduzido ou efetivo) ,no lugar de σe
nas equações dos tipos de colapso.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 19
8 Esforços combinados
Os coeficientes “F” p/esforços combinados do API Bull 5 C3, são
obtidos pelas eqs. abaixo. Usar σecorrigido ou efetivo = Y
Do API Bull 5 C3 temos:
F1 = 2,8762+0,10679*10⁻⁵(Y)+0,21301*10⁻¹ᵒ(Y)²-0,53132*10⁻¹⁶(Y)ᶟ
F2 = 0,026233 + 0,50609*10⁻⁶ (Y)
F3 = -465,93+0,030867(Y)-0,10483*10⁻⁷(Y)²+0,36989*10⁻¹ᶟ(Y)ᶟ
F4 = 46,95*10⁶*A/(Y)*B*C
A= (3*(F2/F1)/(2+(F2/F1)))ᶟ
B = ((3*(F2/F1))/(2+(F2/F1))) – (F2/F1)
C =(1 – 3*(F2/F1)/(2+(F2/F1)))²
F5 = F4(F2/F1).

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 20
8 Esforços combinados
O estado de tensão triaxial (tração/compressão), pressão interna e
colapso pode ocorrer junto. A equação se aplica ao estado triaxial
de esforços combinados.

Onde:
σt = tensão tangencial (ver colapso)
pi = pressão interna
σz = tensão axial
σe = tensão de escoamento

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 21
8 Esforços combinados
Como a equação
anterior representa
graficamente uma
elipse, pode-se obter
uma solução de forma
gráfica.
σe (tensão de
escoamento é igual a)
= σ(yield) = (tensão
mínima)

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 22
Exercício n°9: calcular a pressão de colapso de um revestimento 5,5
OD, N-80, t=0,476”, 26lbf/ft, sujeito a uma tensão axial de 40.000psi e
10.000psi de pressão interna.
1) dn/t = 5,5/0,476 = 11,55 (Colapso pelo escoamento);
2) Pc=2σe((dn/t)-1)/(dn/t)²)=2*80.000((11,55-1)/11,55²)= 12.658psi
3) (σz + pi)/σe = (40.000psi + 10.000psi)/80.000psi = 0,625
Entrando 0,625 na elipse, são obtidos dois valores:
(σt + pi)/σe = + 1,153 (p/pi e σz) ou - 0,5284 (p/pc e σz).
4)Pccorri=Pc*(fator redução)+pi=12.658*0,5284+10.000psi= 16.684psi
Sobrou p/o colapso só 52,84% da pressão de colapso original

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 23
Exercício n°10: calcular a pressão de colapso p/um revestimento de
20”, K-55, t = 0,635, 133lbf/ft, sujeito a uma força axial de 1.000.000lbf.
Considere uma pressão interna de 1.000psi.
Da tabela de revestimento tenho:
c/OD=20” e 133 lbf/ft → ID = 18,730
dn/t = 20/0,635 = 31,496 (colapso por transição);
As = 38,631 in²
σz = 1.000.000 lbf/38,632 in² = 25.886 psi
(σz + pi)/σE = (25.886+1.000)/55.000 = 0,48883. Posso obter o valor
de duas formas, que são: entrando na elipse ou pela equação,

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 24
Exercício n°10: calculando o valor pela equação.

σe (efetivo)/σe = 0,66155
σe (efetivo) = 55.000 psi*0,66155 = 36.385 psi.
36.385psi é a σe (efetivo), pois a tração já utilizou sua parte da tensão
de escoamento. Como D/t=20/0,635=31,49. Regime de TRANSIÇÃO.
Pc = σe (efetivo) * (F4/(dn/t)-F5).
Mas, a tabela 7.4 trás os fatores “F” presentes são p/a situação de
“σe = 55.000psi” e não para σe (efetivo) = 36.385psi.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 25
continuação exercício n°10
Para o σe (efetivo) = 36.386 psi, temos que calcular novos F1, F2, F3, F4
e F5, usando o σe (efetivo) igual a Y nas equações, resulta em:
F1 = 2,941, F2 = 0,0446, F3 = 645,1, F4 = 2,101, F5 = 0,0319.
Pcr = σe (efetivo)*(F4/(dn/t)-F5).
P. colapso reduzido = 36.385*((2,101/31,496)-0,0319) = 1.267 psi
Se houver Pi essa é em oposição, então ajuda a aumentar a Pcr.
Pcr (reduzida) = 1.267psi + 1.000psi = 2.267psi
8.1 - Fatores de segurança utilizados em revestimentos
PRESSÃO INTERNA 1,1
COLAPSO 1,0
TRAÇÃO 1,3

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 26
Exercício n° 11: Determinar a pressão de colapso para o
revestimento OD = 11,75”, C-95, 60 lbm/ft, que opera nas condições
10% do seu limite de pressão interna e com 60% da sua carga de
tração máxima. Dados:
ID=10,772”, t= 0,489”, Pc=3610 psi, Rt=1.644.000 lbf, Pi=8010 psi.
F1 = 2,8762+0,10679*10⁻⁵(Y) + 0,21301*10⁻¹ᵒ(Y)²-0,53132*10⁻¹⁶(Y)ᶟ
F2 = 0,026233 + 0,50609*10⁻⁶ (Y)
F3 = -465,93+0,030867(Y)-0,10483*10⁻⁷(Y)²+0,36989*10⁻¹ᶟ(Y)ᶟ
F4 = 46,95x10⁶(A)/(Y)*(B)*(C)
(A) = 3*(F2/F1)/(2+(F2/F1)) ᶟ
(B) = 3(F2/F1)/(2+(F2/F1)) – (F2/F1)
(C) = 1 – (3*(F2/F1))/(2+(F2/F1)) ²
F5 = F4(F2/F1).
Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 27
8 Esforços combinados
Como fazer:
1) Calcular OD/t para definir a equação de colapso a ser utilizada
2) Calcular σz e o σe (corrigido);
3) Usando σe (corrigido) calcular p/os casos que solicitam os “F” (se tais
fatores “F” na equação);
4) Com os “F” (se necessário) calcular e com σe (corrigido), calcular a
Pressão de Colapso, usando o tipo de colapso definido no item 1.
5) Somar o valor da pressão interna, se existir, na pressão de colapso.
6) Dividir o valor obtido no item anterior pelo fator de segurança.

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 28
Exercício n°12: determinar a pressão de colapso p/revestimento 7”, P-110,
26 lbm/ft, c/3000 m, emerso num fluido de 12 lb/gal (esforços
combinados).
Formulário
F1 = 2,8762+0,10679*10⁻⁵(Y) + 0,21301*10⁻¹ᵒ(Y)²-0,53132*10⁻¹⁶(Y)ᶟ
F2 = 0,026233 + 0,50609*10⁻⁶ (Y)
F3 = -465,93+0,030867(Y)-0,10483*10⁻⁷(Y)²+0,36989*10⁻¹ᶟ(Y)ᶟ
F4 = 46,95*10⁶(A)/(Y)(B)(C)
(A) = (3*(F2/F1)/(2+(F2/F1)))ᶟ
(B) = (Y)*((3(F2/F1)/((2+(F2/F1)) – (F2/F1))
(C) =(1 – (3(F2/F1))/(2+(F2/F1)))²
F5 = F4(F2/F1).
σe (corrigido)/σe = √1-0,75 (σz/σe)² - 0,5(σz/σE)

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 15 29
Tarefa individual n°2
Calcular o colapso em psi de acordo c/ a tabela. Somente será considerada
a resposta com os cálculos, ou seja, com rastreabilidade, inclusive se
houver os fatores “F”. A Pi =0. Fluido de 9 lb/gal
OD ID G. aço Peso lbm/pe ALUNOS Tração (lb
1 8 5/8” 7,725” C-95 40 500.000
2 “ “ “ 44 600.000
3 “ 7,625” “ 36 550.000
4 “ 7,725” P-110 49 1.000.000
5 “ 7,511 “ 40 800.000
6
7
8
9
10

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).
Hidráulica de poço

Revestimentos aula 5 30
3 Sonda de Perfuração
Alguns tempos de operação típicos de uma sonda marítima do tipo
SS ou NS.
OPERAÇÃO tempo mim
1 Descida de riser de perfuração 45 m/h
2 Retirada de riser de perfuração 60 m/h
3 Manobra do DP no riser 500 m/h
4 Manobra do DP no revestimento de 13 3/8” 600 m/h
5 Manobra do DP no revestimento de 9 5/8” 700 m/h
6 Descida do revestimento de 13 3/8 13 juntas/h
7 Descida do revestimento de 9 5/8” 18 juntas/h

Essas informações são proveniente de resumo de livros e não podem ser divulgadas, sem a autorização dos autores dos livros (dispositivo legal).

Você também pode gostar