Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

CENTRO DE TECNOLOGIA
CURSO DE BACHARELADO EM ENGENHARIA DE MATERIAIS

JOSÉ ROSA DE SOUZA FARIAS - 20189004695


LAURA ALMEIDA PEREIRA DOS SANTOS - 20179138710

EQUAÇÃO TERMOMÉTRICA

TERESINA

2021
1. Introdução

Termometria é a área da física que estuda a temperatura e as escalas


termométricas [1]. A temperatura é uma das grandezas físicas fundamentais, ela
é diretamente proporcional à velocidade com que os átomos e moléculas de um
copo vibram, rotacionam ou, até mesmo, transladam [2].

As escalas termométricas são usadas para medir a temperatura a partir


de alguma referência. Geralmente, tomam-se pontos de referência de estados
térmicos bem definidos e de fácil obtenção, chamados de pontos fixos, obtidos
sob pressão normal, o primeiro ponto fixo é o ponto de fusão, e o segundo é
o ponto de ebulição [3].

No Sistema Internacional de unidades (SI), a unidade utilizada para a


medida da temperatura é o Kelvin (K), essa escala de temperatura é considerada
absoluta [2]. Existem outras escalas termométricas, dentre elas pode-se citar a
Celsius (ºC) e a Farenheight (ºF), ambas estão ilustradas na Figura 01. A escala
Celsius (ºC) é a mais utilizada no Brasil, ela considera a temperatura 0ºC como
o ponto de fusão da água e a temperatura de 100ºC como o ponto de ebulição
da água. Já a escala Farenheight (ºF) é a mais utilizada nos Estados Unidos e
na Inglaterra, ela considera 37 ºF como o ponto de fusão da água, e 212 ºF o
ponto de ebulição [3].

Figura 01 – Escalas termométricas [3].

Ao sofrer variações de temperatura, os materiais podem sofrer dilatação


ou contração, assim, é possível aproveitar essa propriedade para realizar
medições de temperatura [4]. A temperatura de um corpo é medida por meio do
uso de um termômetro, eles possuem um recipiente chamado bulbo no qual
armazena, normalmente, álcool ou mercúrio e quando em contato com o corpo
ele atinge o equilíbrio térmico, se expande ou dilata e torna possível a verificação
da temperatura com base em uma determinada escala termométrica [5].

Para converter os valores de temperatura de uma escala para outra, ou


simplesmente para calibrarmos um termômetro com a sua respectiva
propriedade termométrica utiliza-se a equação termométrica (Eq. 1). A equação
a seguir faz a transformação entre as temperaturas das escalas Celsius,
Fahrenheit e Kelvin. Ao aplicar essa equação pode-se transformar qualquer valor
de temperatura e encontrar seu correspondente em outra escala termométrica
[4].
𝑇𝐶 𝑇𝐹 −32 𝑇𝐾 −273
= = Equação 1
5 9 5

Nessa equação, TC, TF e TK representam temperaturas quaisquer nas


escalas Celsius, Fahrenheit e Kelvin, respectivamente.

2. Experimento

2.1 Materiais

Para a realização do experimento foram utilizados:

• Béquer de vidro de 250 ml;


• Termômetro sem escala (termoscópio);
• Termômetro a álcool;
• Bico de Bunsen;
• Altímetro;
• Régua milimétrica;
• Pisseta com água;
• Cubos de gelo;
• Caneta.

2.2 Métodos

O procedimento foi realizado em três etapas onde as temperaturas em


diferentes condições foram aferidas por meio de um termômetro a álcool e um
termoscópio no qual as alturas obtidas da coluna liquida foram marcadas com
uma caneta e medida com o auxílio de uma régua. Na primeira etapa foi
realizada a medição da temperatura ambiente utilizando os dois termômetros e
verificou-se a altitude do ambiente por meio do altímetro. Na segunda etapa os
termômetros foram inseridos um a um no banho de gelo e mantidos até que as
suas temperaturas se estabilizassem para que a medição fosse realizada. Por
fim, na terceira e última etapa foram despejados no béquer 50ml de água que
estavam contidos na pisseta e em seguida o béquer foi aquecido, foram
realizadas duas medições de temperatura do liquido usando os termômetros
sendo uma antes da a água entrar em ebulição e a segunda enquanto ela estava
em ebulição e o vapor era liberado.

3. Resultados e discussões

Na Tabela 01 estão dispostos os dados obtidos nas medições realizadas


durante as três etapas do experimento, verificou-se com o auxílio de um altímetro
que a altitude do laboratório virtual de física onde o experimento foi realizado é
de 713.40 m.

Temperatura indicada no Altura da coluna líquida H


Estado térmico
termômetro a álcool T (°C) (cm)
Ponto do gelo 0 9,5
Ambiente 25 13,10
Ponto do vapor 98 23,65
Tabela 01 – Dados experimentais

Na Tabela 02 são comparados os valores para o ponto de gelo e o ponto


de vapor obtidos experimentalmente usando o termoscópio e os valores de
fábrica que são indicados nele.

Medições realizadas Marcações do


Estado térmico
(cm) termoscópio (cm)
Ponto do gelo 9,5 9,6
Ponto do vapor 23,6 24,0
Tabela 02 – Dados obtidos experimentalmente com o termoscópio comparados com os
de fábrica indicados nele.
Ao analisar os valores obtidos percebe-se que há uma pequena diferença
entre eles. Alguns parâmetros podem gerar distinções entre os valores, dentre
eles pode-se citar a diferença de altitude onde as medições foram realizadas
conforme exibe o altímetro do laboratório virtual, bem como a diferenças na
quantidade de casas decimais consideradas e os critérios de aproximação
utilizados.

O gráfico 01 foi construído utilizando o teorema de Tales, ele apresenta


uma altura (H) e os valores do ponto de gelo e de vapor obtidos
experimentalmente com o termoscópio em função de uma determinada
temperatura na escala Célsius (°C).

Gráfico 01 - Altura (H) em função da temperatura na escala Célsius (°C) através do

teorema de Tales.

A partir do gráfico é possível determinar o coeficiente linear e angular da


equação que representa essa relação, conforme:

𝑇𝐶 −0 𝑇𝐻 −9,5 𝑇𝐶 −0 𝑇𝐻 −9,5
= =
98−0 23,65−9,5 98 14,15

14,15 𝑇𝐶 931
𝑇𝐻 − 931 = 14,15 𝑇𝐶 𝑇𝐻 = +
98 98

283 931
98 𝑇𝐻 = 14,15 𝑇𝐶 + 931 𝑇𝐻 = 𝑇𝐶 +
1960 98

Dessa forma, o coeficiente angular (ca) é dado por:

283 𝛥𝐻 (𝑐𝑚)
𝑐𝑎 = =
1960 𝛥𝑇 (°C)

( 23,65𝑐𝑚 − 9,5 𝑐𝑚)


≅ 0,144
(98 °C − 0 °C)
E o coeficiente linear (cl) é dado por:

931
𝑐𝑙 = = 9,50
98

Gráfico 02 - Altura (H) em função da temperatura na escala Célsius (°C).

Durante a terceira etapa do experimento a temperatura da água contida


no béquer foi aferida, antes de ela entrar em ebulição. A medida da altura da
coluna do termoscópio para esta etapa do experimento foi de 13,30 cm. Ao
realizar o mesmo procedimento com o termômetro a álcool encontrou-se o valor
de 26,5°C. Substituindo o valor da altura do termoscópio na equação 1 tem-se:

283 931
𝑇𝐶 = 13,3 −
1960 98

283 19
𝑇𝐶 =
1960 5

19 1960 37240
𝑇𝐶 = 𝑥 =
5 283 1415

𝑇𝐶 = 26,3 °C

Ao comparar as temperaturas obtidas com os diferentes instrumentos,


verificou-se que há uma diferença de aproximadamente 0,2 (2 décimos) entre a
medição realizada no termoscópio e o valor fornecido pelo termômetro a álcool.
Tal discrepância entre os valores, por menor que seja, deve-se a um possível
erro durante as medições ou diferenças no critério de aproximação das casas
decimais utilizadas.
4. Conclusões

Durante o experimento foram realizadas medições utilizando um


termoscópio e um termômetro a álcool, verificou-se a temperatura ambiente, do
ponto de gelo e do ponto de vapor. Os valores obtidos por meio dessas medições
com os dois instrumentos foram comparados entre si e os valores de referência
da literatura, a partir da análise pode-se concluir que houveram diferenças nos
valores encontrados e tais diferenças podem ser atribuídas a fatores como a
diferença de altitude entre os lugares onde as medições foram realizadas, bem
como a diferenças na quantidade de casas decimais consideradas e os critérios
de aproximação utilizados. Os resultados obtidos do procedimento experimental
atenderam as expectativas e atrelou o conhecimento prático e o teórico.

5. Referencias

[1] Helerbrock, Rafael. “Termologia”; Mundo Educação. Disponível em:


https://mundoeducacao.uol.com.br/fisica/termologia.htm. Acesso em 9 de junho de 2021.
[2] “Termologia”; Brasil Escola. Disponível em:
https://brasilescola.uol.com.br/fisica/termologia.htm. Acesso em 9 de junho de 2021.
[3] MARTINS, Lucas. “Escalas termométricas”; InfoEscola. Disponível em:
https://www.infoescola.com/fisica/escalas-termometricas/. Acesso em 9 de junho de 2021.
[4] JÚNIOR, Joab Silas da Silva. "Conversão entre escalas termométricas"; Brasil Escola.
Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/conversao-entre-as-escalas.htm. Acesso em
9 de junho de 2021.
[5] ANJOS, Talita Alves dos. "Medida da Temperatura "; Brasil Escola. Disponível em:
https://brasilescola.uol.com.br/fisica/medida-temperatura.htm. Acesso em 09 de junho de 2021.
[6] JÚNIOR, Joab Silas da Silva. "Termômetros e escalas termométricas"; Brasil Escola.
Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/fisica/escalas-termometricas.htm. Acesso em 09
de junho de 2021.
[7] Halliday, Resnick. Fundamentos de física: Gravitação, Ondas e Termodinâmica. 10. ed. Rio
de Janeiro: LTC Editora, 2016, 691f.
[8] Tipler, Paul, A.; Mosca, G. Física para Cientistas e Engenheiros - Vol. 2, 5a ed. Rio de Janeiro:
LTC, 2006
[9] Young, H. D.; Freedman, R.A. Física ll: Termodinâmica e Ondas. 14a ed. São Paulo, Addison
Wesley, 2015, 392f.