Você está na página 1de 11

DISCIPLINA: RACIOCÍNIO LÓGICO – ANALÍTICO (FUNSAÚDE FGV)

PROFESSOR: PEDRO NOGUEIRA

ASSUNTO: EQUIVALÊNCIA E NEGAÇÃO PROPOSICIONAL

EQUIVALÊNCIA LÓGICA

Dizemos que duas proposições são logicamente equivalentes quando elas apresentam a mesma
informação, embora de maneiras diferentes.
E como fazer para verificar isso na prática? Uma consequência das proposições apresentarem a
mesma informação e o fato de elas possuírem tabelas-verdade idênticas.
Uma consequência prática da equivalência lógica é que ao trocar uma dada proposição por qualquer
outra que lhe seja equivalente, estamos apenas mudando a maneira de dizê-la.

A banca FGV enfatiza no tema da aula, a equivalência de dois conectivos lógicos, disjunção
inclusiva (...ou...) e condicional (Se...então...)

Exemplos de proposições compostas com o conectivo (disjunção inclusiva – ou):


1) Morgana resolveu todas as questões ou deixou algumas em branco;
2) Sai ou entra;
3) Pedro é empresário ou Joana é secretária.

Exemplos de proposições compostas com o conectivo (condicional – se...então):


1) Se Bento estuda bastante, então passará no concurso;
2) Se Fabiana correu, cansou;
3) Se Carla está triste, então não conseguiu boa pontuação na prova;

Observação: No conectivo condicional é valor ficar bem atento às suas variações nas frases que
são equivalentes a ela, tais como:
Todos os aprovados tiveram inscrições deferidas no concurso;
Qualquer pessoa aprovada obteve inscrição deferida no concurso;
Quem foi aprovado teve inscrição deferida no concurso;
Os aprovados obtiveram inscrições deferidas no concurso;
Se a pessoa foi aprovada, então obteve inscrição deferida no concurso;
Se Pedro foi aprovado, então sua inscrição foi deferida no concurso;
A tabela, mostra as fórmulas equivalentes de acordo com os conectivos lógicos usados:

Conectivos Lógicos Fórmula Lógica Equivalência

q∨p
Disjunção Inclusiva “ou” / “∨” p∨q
~p → q

~p ∨ q
Condicional “Se...então...” / “→” p→q
~q → ~p

Dicas rápidas para determinar uma equivalência:


 de uma condicional: Ne ∨ Mar (nega a 1ª, usa o “ou” e mantém a 2ª);
 de uma disjunção inclusiva: Ne → Mar (nega a 1ª, usa o “Se...então...” e mantém a 2ª);
 de uma condicional usando a contrapositiva: “Se não quer, então não pede”

1. A equivalência da proposição “A prova será realizada hoje ou amanhã” é dada por:


a) A prova não será realizada hoje ou não será amanhã.
b) A prova será realizada hoje e amanhã.
c) Se a prova não for realizada hoje, então será amanhã.
d) Se a prova for realizada hoje, então não será amanhã.
e) Se a prova não for realizada hoje, então não será amanhã.

2. Dada a proposição “Você não estuda ou quer passar na sorte”, podemos dizer a sua equivalência
lógica é
a) Você quer passar na sorte ou estuda.
b) Você estuda ou não quer passar na sorte.
c) Se você não estuda, então não quer passar na sorte.
d) Se você não estuda, então quer passar na sorte.
e) Se você estuda, então quer passar na sorte.

3. A equivalência de “Todas as pessoas idosas foram vacinadas” é apresentada em


a) Se uma pessoa é jovem, então ela não foi vacinada.
b) Se uma pessoa é idosa, então ela foi vacinada.
c) Se uma pessoa não foi vacinada, então ela é jovem.
d) Se uma pessoa foi vacinada, então ela é idosa.
e) Se uma pessoa não é idosa, então ela não foi vacinada.
4. Qual é a equivalência da proposição lógica “Se Meire é enfermeira, então ela possui diploma de
nível superior”?
a) Meire não é enfermeira ou possui diploma de nível superior.
b) Se Meire não é enfermeira, então possui diploma de nível superior.
c) Se Meire não é enfermeira, então não possui diploma de nível superior.
d) Se Meire é enfermeira, então ela não possui diploma de nível superior.
e) Meire é enfermeira ou não possui diploma de nível superior.

5. A sentença “Qualquer pessoa formada na área da saúde, sabe trabalhar com paciência” é a
mesmo que dizer
a) Gabriel é trabalha na saúde e possui paciência.
b) Se Gabriel é formado na área da saúde, então sabe trabalhar com paciência.
c) Se Gabriel não é formado na área da saúde, então não sabe trabalhar com paciência.
d) Gabriel é formado na área da saúde ou não sabe trabalhar com paciência.
e) Se Gabriel é formado na área da saúde, então não sabe trabalhar com paciência.

6. A proposição composta
“Pessoas que possuem alergias não são saudáveis”
é equivalente dizer que
a) Fernanda possui alergias ou não é saudável.
b) Fernanda possui alergias ou é saudável.
c) Se Fernanda não possui alergias, então não é saudável.
d) Se Fernanda é saudável, então não possui alergias.
e) Se Fernanda não é saudável, então possui alergias.

7. Sendo a proposição lógica:


“Quem é paciente, aprende mais”
Podemos afirmar que sua proposição equivalente é
a) Se Pedro aprende mais, então é paciente.
b) Se Pedro não é paciente, então aprende mais.
c) Se Pedro não aprende mais, então não é paciente.
d) Pedro não é paciente e não aprende mais.
e) Pedro é paciente ou não aprende mais.
NEGAÇÃO LÓGICA

Negar uma proposição significa trocar o seu valor lógico.


Em outras palavras:
 a negação de uma proposição verdadeira é uma proposição falsa;
 a negação de uma proposição falsa é uma proposição verdadeira.

A banca FGV enfatiza no tema da aula, a negação de três conectivos lógicos, conjunção (...e... /
...mas... / ...nem (e não)...), disjunção inclusiva (...ou...) e condicional (Se...então...)

A tabela, mostra as fórmulas de negação de acordo com os conectivos lógicos usados:

Conectivos Lógicos Fórmula Lógica Negação

~p ∨ ~q
Conjunção “e” / “∧” p∧q
p → ~q

Disjunção Inclusiva “ou” / “∨” p∨q ~p ∧ ~q

Condicional “Se...então...” / “→” p→q p ∧ ~q

Quantificador Universal
∀ ∃ + não
Todos... Qualquer... Quem... Nenhum...

Quantificador Existencial

Existe um... Pelo menos um... ∃ ∀ + não

Alguns... Nem todos...

Dicas rápidas determinar a negação:


 de uma conjunção e disjunção inclusiva se dar pela 1ª lei de Morgan, quando você precisa nega
uma proposição com o conectivo “e”, nega as duas proposições é troca o “e” por “ou” e vice-versa;
 de uma condicional: Re ∧ Negar (repete a 1ª, usa o “e” e nega a 2ª)
 de uma conjunção: Re → Negar (repete a 1ª, usa o “Se...então...” e nega a 2ª)
8. A negação da proposição “Gabriela terminou a prova e foi embora mais cedo” é dada por
a) Gabriela não terminou a prova e não foi embora mais cedo.
b) Gabriela não terminou a prova ou não foi embora mais cedo.
c) Gabriela terminou a prova ou foi embora mais cedo.
d) Gabriela não terminou a prova ou foi embora mais cedo.
e) Gabriela terminou a prova ou não foi embora mais cedo.

9. Não é verdade que “João se formou em farmácia ou ainda possui disciplinas pendentes”, então
podemos concluir que João

a) não é formado em farmácia nem possui disciplinas pendentes.


b) não é formado em farmácia ou não possui disciplinas pendentes.
c) é formado em farmácia e possui disciplinas pendentes.
d) é formado em farmácia ou não possui disciplinas pendentes.
e) não é formado em farmácia ou possui disciplinas pendentes.

10. Dizer que “Se Arimateia gosta de ler, então possui muitas habilidades” não é verdade,
é o mesmo que mencionar
a) Se Arimateia não gosta de ler, então não possui muitas habilidades.
b) Se Arimateia gosta de ler, então não possui muitas habilidades.
c) Se Arimateia não possui muitas habilidades, então ele não gosta de ler.
d) Arimateia gosta de ler e não possui muitas habilidades.
e) Arimateia não gosta de ler ou possui muitas habilidades.

11. A proposição “Eva é esforçada e inteligente”


possui negação equivalente a
a) Se Eva é esforçada, então não é inteligente.
b) Eva não é esforçada e não é inteligente.
c) Eva é esforçada ou inteligente.
d) Se Eva não é inteligente, então é esforçada.
e) Eva é esforçada ou não é inteligente.
12. Negar a proposição “Escrevi, mas não li” é o mesmo que
a) Não escrevi nem li.
b) Não escrevi ou li.
c) Não escrevi e não li.
d) Se não escrevi, então li.
e) Se não li, então escrevi.

13. A sentença “Todos os médicos trabalharam dois plantões seguidos” é falsa, então é verdade que
a) Nenhum médico trabalhou dois plantões seguidos.
b) Todos os médicos não trabalharam dois plantões seguidos.
c) Qualquer médico não trabalhou dois plantões seguidos.
d) Pelo menos um médico não trabalhou dois plantões seguidos.
e) Alguns médicos trabalharam dois plantões seguidos.

14. Se a proposição “Alguns plantonistas estão cansados” é verdadeira, então a sua negação é
equivalente a
a) Pelo menos um plantonista não está cansado.
b) Alguns plantonistas não estão cansados.
c) Todos os plantonistas estão cansados.
d) Nenhum plantonista está cansado.
e) Todas as pessoas cansadas, são plantonistas.

15. Qual é a negação da proposição “Quem cala, consente”?


a) Todos que calam, consentem.
b) Nenhuma pessoa calada, consente.
c) Todos os calados, consentem.
d) Existem alguém calado que consente.
e) Existe uma pessoa calada que não consente.

16. Negue a proposição categórica “Nenhum guerreiro perde a luta”.


a) Todos os guerreiros não perdem a luta.
b) Alguns guerreiros perdem a luta.
c) Pelo menos um guerreiro não perde a luta.
d) Quem não é guerreiro, não perde a luta.
e) Todos os guerreiros perdem a luta.
17. Considere a sentença:
“Se corro ou faço musculação, então fico cansado”.
Uma sentença logicamente equivalente a essa é:
a) Se não corro ou faço musculação, então não fico cansado;
b) Se não corro e não faço musculação, então não fico cansado;
c) Não corro e não faço musculação ou fico cansado;
d) Corro ou faço musculação e não fico cansado;
e) Não corro ou não faço musculação e fico cansado.

18. O salão principal do tribunal está preparado para um evento comemorativo e diversas pessoas
foram convidadas a comparecer. Na porta do salão está um funcionário que recebeu instruções
sobre as pessoas que podem entrar e uma delas foi:
“Se tiver carteira de advogado pode entrar.”
É correto concluir que:
a) se João entrou então tem carteira de advogado;
b) se Pedro não pode entrar então não tem carteira de advogado;
c) quem não tem carteira de advogado não pode entrar;
d) quem é advogado, mas não tem carteira, pode entrar;
e) todos os que entraram são advogados.

19. Considere a afirmação:


“Toda pessoa que faz exercícios não tem pressão alta”.
De acordo com essa afirmação é correto concluir que
a) se uma pessoa tem pressão alta então não faz exercícios.
b) se uma pessoa não faz exercícios então tem pressão alta.
c) se uma pessoa não tem pressão alta então faz exercícios.
d) existem pessoas que fazem exercícios e que têm pressão alta.
e) não existe pessoa que não tenha pressão alta e não faça exercícios.

20. Um guarda portuário trabalha na fiscalização das pessoas que transitam pelo porto e conhece a
regra: “Quem tem crachá pode entrar no navio.” A partir dessa regra, é correto concluir que
a) se alguém não pode entrar no navio então não tem crachá.
b) quem não tem crachá não pode entrar no navio.
c) se alguém pode entrar no navio então tem crachá.
d) algumas pessoas com crachá não podem entrar no navio.
e) uma pessoa tem crachá ou não entra no navio.
21. Considere a sentença:
“Se cometi um crime, então serei condenado”.
Uma sentença logicamente equivalente à sentença dada é:
a) Se não cometi um crime, então não serei condenado.
b) Se eu for condenado, então cometi um crime.
c) Cometi um crime e serei condenado.
d) Não cometi um crime ou serei condenado.
e) Não cometi um crime e não serei condenado.

22. Considere a seguinte sentença:


“Não há muitos processos ou os juízes trabalham muito”.
Uma sentença logicamente equivalente a essa é:
a) se não há muitos processos, então os juízes não trabalham muito;
b) se os juízes trabalham muito, então há muitos processos;
c) há muitos processos e os juízes não trabalham muito;
d) se há muitos processos, então os juízes trabalham muito;
e) há muitos processos e os juízes trabalham muito.

23. Considere a sentença: “Se uma pessoa tem dinheiro então não tem problemas”.
Independente do fato de que cada um pode considerar essa sentença verdadeira ou falsa, uma
sentença que tem o mesmo valor lógico dela é
a) se uma pessoa não tem problemas então tem dinheiro.
b) se uma pessoa não tem dinheiro então tem problemas.
c) se uma pessoa tem problemas então não tem dinheiro.
d) uma pessoa tem dinheiro ou tem problemas.
e) uma pessoa não tem dinheiro ou tem problemas.

24. Considere a afirmação:


“Carne com gordura não é saudável.”
Uma afirmativa que tem o mesmo significado da acima é:
a) Carne sem gordura é saudável.
b) Carne saudável não tem gordura.
c) Carne não saudável tem gordura.
d) Carne saudável pode ter gordura.
e) Carne, ou não tem gordura ou é saudável.
25. Considere verdadeira a afirmação:
“Todo parlamentar conhece bem a Constituição”.
É correto concluir que
a) “Se uma pessoa conhece bem a Constituição então é parlamentar.”
b) “Se uma pessoa não é um parlamentar então não conhece bem a Constituição.”
c) “Se uma pessoa não conhece bem a constituição então não é parlamentar.”
d) “Existe um parlamentar que não conhece bem a Constituição.”
e) “Não existe pessoa que conheça bem a Constituição e não seja parlamentar.”

26. Considere a sentença: “João não tomou café e saiu de casa”.


A negação dessa sentença é:
a) João tomou café e saiu de casa;
b) João não tomou café e não saiu de casa;
c) João tomou café e não saiu de casa;
d) João não tomou café ou saiu de casa;
e) João tomou café ou não saiu de casa.

27. Considere a sentença: “Rubens tem mais de 18 anos ou sabe dirigir”.


A negação lógica dessa sentença é:
a) Rubens não tem mais de 18 anos e não sabe dirigir;
b) Rubens não tem mais de 18 anos ou não sabe dirigir;
c) Rubens tem mais de 18 anos e não sabe dirigir;
d) Rubens não tem mais de 18 anos e sabe dirigir;
e) Rubens tem mais de 18 anos ou sabe dirigir.

28. Considere a sentença:


“Renato viajou e não telefonou para sua mãe”.
A negação lógica dessa sentença é
a) “Renato viajou e telefonou para sua mãe.”
b) “Renato não viajou ou não telefonou para sua mãe.”
c) “Renato viajou ou telefonou para sua mãe.”
d) “Se Renato viajou, então telefonou para sua mãe.”
e) “Se Renato não viajou, então não telefonou para sua mãe.”
29. Considere a afirmação:
“Quem rouba é preso. ”
A negação dessa afirmação é:
a) Alguém rouba e não é preso;
b) Quem não é preso não roubou;
c) Quem não rouba não é preso;
d) Quem rouba não é preso;
e) Alguém não rouba ou não é preso.

30. Considere a afirmação:


“Eu recebi o boleto e não paguei”.
A negação lógica dessa afirmação é
a) “Eu não recebi o boleto e não paguei.”
b) “Eu não recebi o boleto e paguei.”
c) “Eu recebi o boleto e paguei.”
d) “Eu não paguei o boleto ou não o recebi.”
e) “Eu paguei ou não recebi o boleto.”

31. Certo dia Cesar disse: “Eu vim, mas venci”.


Sabendo que a afirmação acima não é verdadeira, é correto concluir que Cesar
a) não veio ou venceu.
b) veio, mas não venceu.
c) não veio e não venceu.
d) não veio ou não venceu.
e) se veio, não venceu.

32. João voltou de um passeio na floresta com seus amigos e, ao chegar em casa, disse: “Eu matei
a cobra e mostrei o pau”. Pedro, um dos amigos, disse: “isso não foi verdade”.
O significado do que Pedro disse é que João
a) matou a cobra, mas não mostrou o pau.
b) se João matou a cobra, não mostrou o pau.
c) não matou a cobra, mas mostrou o pau.
d) não matou a cobra ou mostrou o pau.
e) se João não matou a cobra, não mostrou o pau.
33. O pintor disse ao diretor: “Eu pintei a porta ou a janela”.
Como o diretor verificou que o pintor não disse a verdade, é correto concluir que o pintor
a) não pintou a porta nem a janela.
b) não pintou a porta ou não pintou a janela.
c) pintou a porta e não pintou a janela.
d) pintou a porta ou não pintou a janela.
e) pintou a janela mas não pintou a porta.

34. Considere a afirmativa a seguir. “Um cachorro, se toma banho, não cheira mal”.
Se essa afirmativa é falsa então se conclui que
a) um cachorro, se não toma banho não cheira mal.
b) um cachorro, se não toma banho, cheira mal.
c) um cachorro toma banho e cheira mal.
d) um cachorro, cheira mal ou não toma banho.
e) um cachorro não toma banho e cheira mal.

35. Considere a afirmação: “Todas as pessoas que tomam limonada não ficam resfriadas”.
Se esta afirmação não é verdadeira, é correto concluir que
a) “Alguma pessoa que toma limonada fica resfriada.”
b) “Alguma pessoa que não toma limonada fica resfriada.”
c) “Todas as pessoas que não tomam limonada ficam resfriadas.”
d) “Todas as pessoas que não ficam resfriadas tomam limonada.”
e) “Todas as pessoas que ficam resfriadas não tomam limonada.”

36. Considere como verdadeira a seguinte sentença: “Se todas as flores são vermelhas, então o
jardim é bonito”.
É correto concluir que:
a) se todas as flores não são vermelhas, então o jardim não é bonito;
b) se uma flor é amarela, então o jardim não é bonito;
c) se o jardim é bonito, então todas as flores são vermelhas;
d) se o jardim não é bonito, então todas as flores não são vermelhas;
e) se o jardim não é bonito, então pelo menos uma flor não é vermelha.

Você também pode gostar