Você está na página 1de 3

Os 10 KPIs da sua frota de veículos

 Disponibilidade do veículo

Um veículo com desempenho reduzido tem sua produtividade e sua


qualidade afetadas. Quando esse veículo não passa por manutenções
adequadas, a disponibilidade do equipamento também é reduzida. A
disponibilidade de uma frota de veículos depende diretamente da
confiabilidade e das manutenções realizadas no equipamento.
Outros fatores que afetam a disponibilidade passam pelo treinamento
dos mantenedores e limpeza e condição geral do equipamento.
 

 Combustível

O consumo médio de combustível é um dos indicadores usados para


calcular a performance do veículo. Essa métrica é feita pela relação entre
a quantidade de quilômetros rodados e a quantidade de combustível que
foi necessária para percorrer esse trecho.
 

 Custo de manutenção

Os indicadores de custos são fundamentais para que possamos


compreender os gastos operacionais de uma frota de veículos. Um
desses é o de custos com manutenção. Empresas que ficam em dia com
a manutenção da frota só têm a ganhar.
Uma importante modalidade é a de manutenção preditiva, que atua no
acompanhamento periódico das máquinas, baseando-se na análise de
dados coletados por meio de monitoramentos ou inspeções em campo.
O principal objetivo da manutenção preditiva é a verificação pontual dos
equipamentos, a fim de antecipar eventuais problemas que possam
causar mais gastos com manutenções corretivas, acarretando, assim,
uma considerável redução de custos para a empresa.
 

 Materiais

Para identificar falhas e encontrar soluções de melhorias, é necessário


criar indicadores que mostrem o nível de eficiência no processo de
transporte e movimentação e materiais. O manuseio, a armazenagem no
veículo e o transporte estão entre as principais causas de avarias nas
mercadorias.
 Logística reversa
A logística reversa está intrinsecamente relacionada ao ciclo de vida dos
produtos e o reaproveitamento e reciclagem. Quando esse processo é
implementado, um dos indicadores mais geridos está ligado à economia
da ocupação do veículo.
 

 Estoque

A gestão eficaz do estoque contribui para a redução de custos, além de


diminuir a incidência de avarias e desperdícios. A organização de um
estoque possui influência direta no tempo que um funcionário gasta
procurando determinado item ou ferramenta. Dessa forma, haverá
também um aumento da produtividade no local.
 

 Percentual da capacidade

Esse KPI indica o percentual da capacidade total de carregamento do


veículo. O índice de capacidade ociosa traz prejuízos para a empresa,
uma vez que um veículo rodando mais vazio faz com que a mercadoria
que não foi enviada ocupe espaço em outro veículo posteriormente.
 

 Performance

Esse indicador possibilita a análise da performance do motorista em


relação ao consumo de combustível, prazos e cuidado com o veículo.
Dessa forma, a empresa pode criar e estabelecer metas individuais, a fim
de aperfeiçoar o desempenho da frota de veículos.
 

 Entrega

O índice de entrega está ligado ao índice de satisfação dos clientes,


sendo fundamental para se compreender o cumprimento dos prazos de
entrega. Esse indicador é calculado com base na comparação do tempo
gasto no transporte e o tempo de distribuição.

 
 Reclamação dos clientes

O KPI de reclamações é um dos maiores termômetros de uma operação.


Atrasos na entrega, avarias, extravios e conduta do motorista estão entre
as principais reclamações. Para as empresas, controlar esse indicador
ajuda a identificar os maiores geradores de insatisfação, assim como o
que pode ser feito para resolver o problema.
 

Conclusão
Os KPIs são peças essenciais para o sucesso de uma empresa. Por
meio desses indicadores, os gestores podem mensurar resultados,
possuindo em mãos dados capazes de identificar falhas e criar ações de
correção em relação ao problema.
É importante ressaltar que métodos corretivos podem ser evitados com a
manutenção preditiva. Com a manutenção preditiva, é possível antecipar
as necessidades de intervenção em peças, impedir trocas e descartes
desnecessários, além de evitar a parada de equipamentos e aumentar o
grau de confiança quanto ao desempenho. Dessa forma, há uma
redução de custos e a frota de veículos passa a operar de forma ainda
melhor.

Você também pode gostar