Você está na página 1de 3

ANEXO VIII - FORMULÁRIO DE RECURSO

Esse documento não faz parte dos documentos de inscrição e só poderá ser utilizado após
publicação dos resultados, e somente em casos em que o proponente considere a necessidade
de solicitar à Comissão a revisão de sua colocação. O pedido somente será aceito se enviado
exclusivamente nos termos dos itens 8.11 a 8.14, estabelecidos pelo edital.

Edital 028/2020 - SELEÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS SETORIAIS DE MÚSICA


NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Nome do Proponente: Instituto Cultural Música Viva


Nome do Projeto: VII Vitoria Jazz Festival
Telefone: (27) 99716.8590
E-mail: institutomusicaviva@gmail.com

Justificativa (descreva de forma objetiva o motivo do pedido de recurso)


À Comissão Julgadora do Edital Setorial de Música nº 028

Prezada Comissão,

O Instituto Cultural Música Viva vem, mui respeitosamente, através deste recurso,
solicitar revisão na avaliação das notas alcançada por nossa proposta, nos
seguintes pontos:

A) Qualidade, originalidade, relevância e inovação do projeto: o Vitória Jazz


Festival tem uma história relevante para a cultura capixaba; realizar sua sétima
edição depois de uma grande lacuna, é uma proposta ousada, feita por quem
conhece a história da cultura capixaba, faz parte dela e participa ativamente há
décadas com propostas culturais de grande relevância para toda a sociedade
capixaba.

B) Potencial de impacto no cenário artístico e cultural e efeito multiplicador: todas


as bandas convidadas são fruto da cultura capixaba, artistas premiados e com
grande impacto na cena cultural capixaba. As edições anteriores do Vitoria Jazz
Festival perpassam a história pessoal de muitos dos artistas que compõem a
programação do VII Vitoria Jazz Festival, seja pela influência que o festival
exerceu em suas carreiras, seja por terem acompanhado, ao vivo e em cores, todo
o desenvolvimento da idéia original, nos idos anos da década de 1990.

C) Acessibilidade do projeto ao público: trata-se de um festival de música de


veiculação online, em uma plataforma digital mundialmente conhecida e que
possui recursos pensados para alcançar grande contingente e diversidade de
pessoas. o pensamento que a Música é para Todos norteia e é lema de uma série
de projetos desenvolvidos pelo ICMV. No presente projeto não poderia ser
diferente: foram incluídas na proposta cultural medidas para garantir o acesso de
todos, como utilização de legendas em tempo real, locução descritiva, além do uso
de material em braille para a divulgação.

D) Adequação da proposta orçamentária e viabilidade do projeto: a proposta


orçamentária inclui, entre seus itens, o percentual devido a impostos e afins, como
se pode ver na Planilha Orçamentária do projeto. Além disso, os valores nela
descritos são totalmente compatíveis com os preços de mercado, sendo um
projeto altamente viável e exequível.
E) Potencial de realização do proponente e da equipe envolvida no projeto: o
Instituto Cultural Música Viva (ICMV), através do trabalho de sua equipe técnica
(à frente Hariton Nathanailidis e Marcia Dall'Orto), teve plena capacidade de
desenvolver e produzir, a muito contento, projetos culturais de grande porte e
relevância, como a série "Música para Todos", que em 2003 levou a Orquestra
de Câmara da Sociedade Filarmônica de Vitória à circulação de Concertos
Sinfônicos nas cidades de Vitória e Vila Velha; em 2004, desenvolveu os
"Concertos na Comunidade Helênica do Espírito Santo"; em 2005
desenvolveu com o Quarteto de Cordas da Cidade de Vitória, uma proposta
mais ambiciosa - levou Circulação de música erudita por 18 cidades de 04
Estados: Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia e Sergipe; em 2013, com a
Camerata Música Viva, retoma a proposta de circulação de
concertos, dessa vez visando possibilitar um novo olhar sobre a
contribuição da música negra no Brasil, através da circulação de
concerto por 11 Comunidades Quilombolas do Espírito Santo. Em
2016, o Instituto Cultural Música Viva (ICMV) lança, em parceria com
a Sonata Produções Musicais, o projeto Caminhão da Cultura Viva,
cujo evento de lançamento foi um festival de diversidade do talento
capixaba: no seu palco se apresentaram músicos de grande
reconhecimento e notoriedade, como Natércia Lopes, Quarteto de
Cordas da Cidade de Vitória, Heráclito Macedo, Grupo Ilha, Fabiano
Mayer Quinteto , Roberto Ramiro e banda, Silvio Barbieri
quarteto,Jackson Lima, entre outros.

Todos esses projetos culturais aqui elencados foram extremamente bem


sucedidos em seu desenvolvimento, exitosos em alcançar seus objetivos.
Ora, uma instituição não existe sem o trabalho árduo de sua equipe, o que
corrobora a competência e capacidade técnica da equipe diretamente
envolvida com o projeto em realizar este também. Portfolio e currículo de toda
a equipe foram anexados ao projeto e disponibilizados em link compartilhado.

O Instituto Cultural Música Viva remonta a 1992, uma longa história de belos
trabalhos em prol da música, seja ela erudita ou popular. Em todos os trabalhos
desenvolvidos, segue à risca a finalidade de sua existência, inclusive no
desenvolvimento desta proposta valiosa para a cultura capixaba - o VII Vitoria
Jazz FEStival:

● Cultivar a música em todas as suas formas e gêneros através de orquestras, coros


ou outros conjuntos instrumentais e vocais;
● Promover o ensino da música quer pela criação de escolas, quer através de cursos
específicos, festivais, seminários etc.;
● Promover o desenvolvimento sociocultural em geral;
● Promover e divulgar o desenvolvimento da cultura capixaba.
Anexamos, a este recurso, o vídeo da produção e execução do evento de
lançamento do Caminhão da Cultura Viva, em 2016, como comprovante de nosso
potencial na área de execução de eventos de grande porte.

Assim sendo, reiteramos nosso pedido de reconsideração das notas de avaliação


do projeto.

Vitória, 06 de julho de 2021

Assinatura do(a) proponente