Você está na página 1de 1

04/03/2019 Higiene do Sono - Knoow

Higiene do Sono
Conceito de Higiene do Sono: O termo higiene do sono é desconhecido por grande parte das pessoas, na
medida em que não é comum associar…

Conceito de Higiene do Sono


O termo higiene do sono é desconhecido por grande parte das pessoas, na medida em que não é comum associar a
higiene ao sono. Higiene está relacionada com limpar, desinfectar. Na higiene do sono é exactamente isso que se
faz ao sono: é limpo. Durante a infância e adolescência são raros os casos de indivíduos que não conseguem
dormir, ou têm um sono não reparador, ou acordam imenso durante o sono, ou têm pesadelos ou, pelo contrário,
tem sono excessivo. No entanto, com o passar dos anos, as dificuldades do sono começam a surgir e aparecem as
perturbações do sono (as insónias, hipersónias entre outras). Estas perturbações podem ser tratadas com
medicação e com recurso à psicoterapia. Em psicoterapia a técnica usada para melhorar a qualidade e quantidade
de sono e por conseguinte melhorar a qualidade de vida do indivíduo é a higiene do sono. Assim, face a isto, as
regras da higiene do sono são para ajudar a pessoa a obter o máximo benefício das suas horas de sono. Trata-se
de um termo usado para descrever os bons hábitos de sono que qualquer pessoa pode adoptar para ter um sono
de qualidade e reparador, sentindo o corpo e a mente despertos e com energia para o dia-a-dia. Trata-se de
pequenas atitudes que são do senso comum mas que muitas pessoas se esquecem de por em prática tais como:
Usar a cama somente para dormir e não ver televisão, usar o telemóvel, computador ou outros estímulos
visuais;
Limitar ou cessar o consumo de bebidas alcoólicas, tabaco ou cafeína antes de dormir;
Estabelecer uma rotina de horários de sono, deitando-se e acordando sempre à mesma hora inclusive aos
fins-de-semana;
Não realizar refeições muito pesadas à noite;
Tomar um chá calmante antes de deitar;
Caso não consiga adormecer e após 20 a 30 minutos sem dormir, levantar-se da cama e fazer alguma tarefa
e após uns minutos regressar à cama;
Evitar fazer sestas ao longo do dia;
Evitar prolongar muito os períodos de sono – tentar dormir apenas as horas necessárias para o bem-estar
físico e psicológico;
Evitar pensar no problema de sono ao longo do dia para não criar ansiedade excessiva ao ir para a cama;
Evitar desempenhar atividades que exijam elevados graus de concentração antes de dormir;
Verificar a qualidade do colchão, a luz do quarto e os barulhos exteriores;
Ir para a cama somente quando tiver sono.
Praticando estas, e outras, tarefas prevê-se uma melhoria significativa na qualidade e quantidade de sono dos
indivíduos. O sono não é apenas o momento do dia em que se desliga o corpo. Trata-se de um processo vital à
sobrevivência da pessoa e ao seu bem-estar quer físico, quer psicológico. Abdicar de um sono de qualidade e
reparador acarreta consequências nefastas para a saúde da pessoa e tal como qualquer outra actividade, o sono
também pode ser treinado e melhorado de modo a contribuir para a saúde da pessoa.
É crucial que façamos muitas vezes a nós mesmos a pergunta: “Como vai o meu sono?”: Uma vez que, por vezes
sentimo-nos cansados, tristes, desmotivados, sem paciência, desgastados e até doentes e não encontramos o
motivo. Muitas vezes o motivo está no sono e na falta de qualidade do mesmo e no sono não reparador (quando a
pessoa dorme mas acorda cansada). Tratar da higiene do sono é uma mais-valia para a boa disposição de todos.

Author: 17-05-2016

Diana Costa
Formação Académica: Mestrado em Psicologia Clínica pela Universidade do Minho; Pós-Graduação em
Gestão de Recursos Humanos Experiência Profissional: Psicóloga / Psicóloga Clínica. Residência: Fafe

http://knoow.net/ciencsociaishuman/psicologia/higiene-do-sono/ 1/1

Você também pode gostar