Você está na página 1de 23

BRAVO

Bomba elétrica
para graxa e óleo

Manual de operação
e Manutenção

Garantia

CONTEÚDO

1. INTRODUÇÃO
2. DESCRIÇÃO GERAL
3. IDENTIFICAÇÃO DOPRODUTO
4. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
5. COMPONENTES DA BOMBA
6. DESEMBALAGEM E INSTALAÇÃO
7. INSTRUÇÕES PARA USO
8. FALHAS E CORREÇÕES
9. PROCEDIMENTOS DE MANUTENÇÃO
10. REPARO OU SUCATEAMENTO
11. INFORMAÇÕES PARA COMPRA
12. DIMENSÕES
13. MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE
14. PRECAUÇÕES
15. CONTRAINDICAÇÕES
16. GARANTIA
17. DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE
18. DISTRIBUIDORES

http://www.dropsa.com Manual redigido em conformidade à Diretiva CE C2114IP - WK 24/13


06/42
1. INTRODUÇÃO

O presente manual de uso e manutenção contem informações importantes quantoautilização segura deste equipamento.
É possível obter a versão atualizada deste manualsolicitando-a ao nosso “Departamento Técnico Comercial”, ou nonosso
website http://www.dropsa.com

Ler com atenção este manual e conservá-lo com cuidado para que esteja sempre disponível aos usuários que queiram
consultá-lo.

2. DESCRIÇÃO GERAL

2.1 LUBRIFICAÇÃO CENTRALIZADA – PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO


Os sistemas de lubrificação centralizada são projetados para lubrificar automaticamente os pontos de atrito de
equipamentos industriais.Tais sistemas reduzem sobremaneira os tempos e custos de parada para manutenção dos
equipamentos sobre os quais são instalados, prolongando assim, a vida do equipamento.

As instalações de lubrificação centralizada possibilitam alcançar todos os pontos que necessitam de lubrificante,
mesmoaqueles de difícil acesso.

O esquema, ao lado, ilustra uma instalação de lubrificação centralizada em sua


configuração mais básica sendoformado pelos seguintes componentes:
A – Bomba BRAVO
B – Tubulação primária
C – Distribuidor com múltiplas saídas
D – Tubulação secundária

A bomba BRAVO através da tubulação primária alimenta um distribuidor cuja função é repartir e dosar o lubrificante
alimentando os vários pontos de atrito através da tubulação secundária.

A bomba Bravo è projetada para operar em veículos ou em máquinas com graxas de consistência máxima NLGI 2 ou óleos
com viscosidade mínima de 46cSt.

2.2 BOMBA BRAVO


A bomba BRAVO:É uma bomba de pistões acionada por um sistema excêntrico, dimensionada para operar com até três
elementos bombeadores equipados com by-pass interno, permitindo alimentar até três linhas independentes ou ainda,
unir as saídas de dois ou três elementos para dobrar ou triplicar a vazão.

A bomba é disponível em duas versões: Automática onde a programação de controle é feita diretamente no painel da
bomba e manual onde a programação de controle é feita através do comando da máquina.

A carcaça monobloco da bomba é compacta e feita em plástico de alto impacto, moldada de modo a ser extremamente
resistente as exigências mecânicas. Nas versões para graxa, um sistema de espátula emborrachada limpa o reservatório,
além de eliminar a presença de bolhas de ar no lubrificante contido noreservatório, assegurando um funcionamento
correto mesmo em baixas temperaturas.

O moto-redutor, a corrente contínua de baixa tensão do tipo coroa e sem fim é acionado diretamente pelo comando da
máquina ou por intermédio da programação de controle da própria bomba que pode ser feita em três formas diferentes
(ver parágrafo 5.1).

3. IDENTIFICAÇÃO DOPRODUTO

Em uma plaqueta posicionada na lateral da bomba estáindicado o código do produto, tensão de alimentação e
características básicas.

2
4. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS GERAIS
110V AC- 230V AC –
Tensão de alimentação 12V AC/DC 24V AC/DC
50/60Hz 50/60Hz
Corrente nominal 1A 0,5A 0,2A 0,1A
Corrente de pico 6,5A 3A 0,3A 0,2A
2 litros 5,5Kg (12.12lb) 6,5 Kg (14.33lb)
Peso líquido 5 litros 6Kg (13.22lb) 7Kg (15.43lb)
8 litros 6,5Kg (14.33lb) 7,5Kg (16.53lb)
Número de saídas (elementos) 1 (máximo 3)
Rosca de saída 1/4”BSP
Vazão nominalpor saída * 2,8cm³/mín. (0.17in³/mín.)
Pressão de trabalho 280bar (4061psi)
Pressão do by-pass integrado interno 320bar ±30bar (4641psi ±435psi)
Capacidade do reservatório 2 – 5 – 8 litros (0.53 – 1.32 – 2.11 galões)
Consistência máxima da graxa NGLI 2
Viscosidade mínima do óleo 46cSt
Temperatura de trabalho -25°C ÷ +80°C
Temperatura de estocagem -30°C ÷ +90°C
Umidade relativa do ar 90%
Grau de proteção IP65 (IP 69K com equipamento especial)
Nível de ruído < 70 db (A)
CARACTERÍSTICAS ELETROELETRÔNICAS (Versão automática)
12VDC ±20%
24VDC ±20%
Tensão de trabalho
110VAC
Transformador interno
230VAC
Corrente motor máx. em contínuo 5A
Limitação de curto circuito do motor 7,5A típico 10A máx.
Temperatura de trabalho -20°C ÷ +80°C
Temperatura de estocagem -30°C ÷ +90°C
Proteção contra sobrecarga do motor e da lâmpada
Proteção do hardware Proteção integrada do motor
Proteção contra picos de tensão
Proteção contra polaridade invertida
Tipo de memória EEPROM
Duração da memória Ilimitada (não hánecessidade de baterias)
CARACTERÍSTICAS DA CHAVE DE NÍVEL MÍNIMO
1A @ 30V
Versão AUTOMÁTICA
Carga máxima 0,3A @ 230V
Versão MANUAL 0,25A @ 120V
CARACTÉRISTICAS TÉCNICAS DOS CONECTORES
P/N Conector (tipo) Tensão nom. N° pólos Seção máx. IP Máx. A
0039975 (MPM 203) 250V-300V 3+ 1mm² 65 10A
0039820 (M12) 150V 4 0,5mm² 68 4A
0039823 (Amphenol) 1680V 17+PE 1mm² 65 6A
0038962 (IP69K) 600V 3 0,5mm² 69K 7,5A
0039834 (IP69K) 600V 4 0,5mm² 69K 7,5A

* NOTA:
O valor da vazão indicado refere às seguintes condições de ensaio: graxa com classe de consistência
NGLI 2, condições ambientais normais (temperatura 20°C/68°F, a pressão 1bar), contra-pressão de
50bar (735 PSI) e 12V e tensão nominal 24V.

ATENÇÃO: Não alimentar a bomba com tensões diferentes daquelas indicadas na placa.

3
5. COMPONENTES DA BOMBA

BRAVO versão GRAXA

Espátulaemborrachada

Reservatório
modular (3 máx.) Lacre de proteção e
garantia

Pino graxeiro para


Elemento reabastecimento
bombeador 1

Base multi conexões


Retorno disponível
G1/8”

Inserção do elemento
Painel de bombeador 3 (opcional)
programação
(versão automática)
Inserção do elemento
bombeador 2 (opcional)

BRAVO versão ÓLEO

Bocal de abastecimento

Retorno disponível
G1/8”

4
5.1 CONTROLE ELETRÔNICO
Na versão automática o controle dos ciclos é realizado através do controlador eletrônico programável em 3 diferentes
modos:

1. MODO CICLOS:A pausa è definida por tempo ou pela contagem de impulsos externos; as duas condições trabalham
com qualquer combinação. O ciclo de lubrificação é definido por tempo ou por contagem de impulsos (ciclos da
máquina) através de um sensor externo.
2. MODO IMPULSOS: A pausa e a lubrificação são determinadas por impulsos externos. Além disso, durante os ciclos de
lubrificação, o sensor de ciclos pode ser monitorado para assegurar o correto funcionamento do sistema. A bomba
pode suspender o ciclo de lubrificação se os impulsos externos não forem detectados.
3. MODO DESLIGADO:A bomba trabalha como “slave” (escrava) em função do controle da máquina.

A bomba Bravo está equipada com um sistema de multiconexões que torna possível aplicar ao produto standard
diferentes tipos de conectores para satisfazer as exigências dos fabricantes e consumidores finais.Os procedimentos para
programação são descritos nocapítulo 7INSTRUÇÕES DE USO.

5.2 NÍVEL MÍNIMO


Na versão manual o contato do nível mínimo (NF) abre ao se esgotar o lubrificante. Na versão automática este contato
pode ser configurado para NF ou NA (SPDT). O contato atuaquando do esgotamento do lubrificante.

5.3 CONEXÃO
As conexões de: alimentação, sensor de ciclo, nível mínimo e botão para o controle remoto, podem ser de diversas
combinações de tipos e modelos, podendo ser personalizadas a pedido do cliente.

6. DESEMBALAGEM E INSTALAÇÃO

6.1 DESEMBALAGEM
Retirar a bomba e verificar se não há danos sofridos durante o transporte e o armazenamento. O material de embalagem
não exige especiais precauções para o seu descarte, não sendo em qualquer forma perigoso ou poluente. Para a
eliminação seguir os regulamentos locais.

6.2 INSTALAÇÃO BASE PORTACONECTORES *


A bomba é fornecida com uma base portaconectores, não montada.
Para ligar a base proceder conforme segue:
Encaixar o(s) conector(es) multipolar(es) em sua(s) sede(s) até o engate de segurança (veja fig. 1).
Apoiar a base e apertar em cruz os parafusos (veja fig. 2).

fig. 1 fig. 2

*Nota: para versão 110V/230V existem 2 conectores internos

5
6.3 INSTALAÇÃO DA BOMBA
Na parte inferior da embalagem é fornecido um gabarito (fig. 3) para
posicionamentoe fixação da bomba utilizando-se 3 parafusos.
Montar a bomba de modo que o pino graxeiro de reabastecimento do
reservatório e o painel de controle fiquemacessíveis.
Deixar em torno da bomba uma distância de pelo menos 100 mm, a fim de
evitar eventuais obstáculos e facilitar o seu acesso.
Montar a bomba a uma altura correta para evitar posturas anormais ou
possibilidade de choques. fig. 3
Não instalar a bomba imersa em líquidos e/ou em ambientes particularmente
agressivos.
Não instalar a bomba em ambientes onde estiverem presentes misturas explosivas ou inflamáveis.
Não instalar a bomba perto de fontes de calor ou na proximidade de aparelhos elétricos que possam alterar o correto
funcionamento eletrônico.
Assegurar-se que a tubulação e cabeamento elétrico estejam adequadamente fixados e protegidos contra eventuais
choques.

6.4 INSTALAÇÃO DO ELEMENTO BOMBEADOR:


A bomba é fornecida com um único elemento bombeador instalado na saída n° 1.
Elementos bombeadores adicionais podem ser instalados nas saídas 2 e/ou 3 livres.
Atenção:Caso a instalação do elemento bombeador se revelar difícil devido à posição do excêntrico interno, instalar o
elemento bombeador em uma das outras saídas. Aparafusar o elemento bombeador na saída predeterminada com
especial atenção para a correta inserção na rosca.
Desparafusar e retirar a tampa com guarnição da saída na qual será instalado o elemento bombeador;
Inserir e aparafusar o elemento bombeador;
O torque de aperto do elemento bombeador deverá se de 20Nm.

ATENÇÃO:Caso a instalação do elemento bombeador se tornar difícil devido à posição do excêntrico


interno, instalar o elemento bombeador em uma das outras saídas. Introduzir o elemento bombeador
na saída predeterminada com especial atenção para a correta inserção na rosca.

6.5 LIGAÇÕES HIDRÁULICAS


O ponto de conexão hidráulica para interligar a bomba à instalação está localizado no corpo do elemento bombeador,
com rosca de G1/4”. Em caso de necessidade está prevista uma entrada retorno à bomba com rosca G1/8”.

6.6 INSTALAÇÃO DE DISTRIBUIDORES SMP/SMPM (OPCIONAL)


Na parte inferiorda bomba é possível a instalação de um distribuidor SMP ou SMPM para a dosagem e distribuição do
lubrificante para diversos pontos de lubrificação, sendo necessária apenas a utilização de parafusos para fixação como
mostrado na figura abaixo.

6
6.7 PROCEDIMENTOS PARA INSTALAR A PROTEÇÃO IP69K (OPCIONAL)*

A bomba Bravo pode ser configurada com um grau de proteção IP 69 K conforme DIN 40050.

Para isso é necessário instalar a placa conectora como mostrado no item 6.2. Além disso, é necessário montar a tampa do teclado.
Para a montagem da tampa, proceda de acordo com as seguintes etapas:
Remova os quatro parafusos do corpo da bomba usando uma chave de fenda. Evite provocar danos no anel de
vedação.
Coloque a membrana de silicone no assento quadrado.
Coloque os quatro parafusos nos furos de montagem da membrana.
Ajuste completamente o quadro evitando movimentar a membrana.
Aperte os quatro parafusos.

Anel de vedação

Membrana de silicone
Montados
Moldura quadrada

Parafusos

*Nota: O kit IP69K só pode ser instalado em bombas fabricadas com WO superior a 1207322

6.7 CONEXÃO ELÉTRICA

ATENÇÃO:Verificar a equivalência entre a alimentação elétrica da Boa bomba e da máquina


(plaqueta fixada na lateral da bomba.)

A ligação elétrica fica a cargo do cliente o qual terá que providenciar a identificação precisa dos conectores, (alimentação,
controle remoto, sensor de ciclos, alarme de nível mínimo).

Ligar a bomba à rede elétrica como indicado na base conectora (ver parágrafo 6.7.1). O cabo de alimentação deverá ser
dotipo e bitola adequada à corrente de funcionamento e em conformidade às normas vigentes.
Nas versões 110/230VAC é aconselhável montar na linha um fusível “T” de 1A e um interruptor termomagnético com
limite de acionamento de 0,03A e tempo de acionamento máx.de 1 millisegundo O valor de isolamento do interruptor
deverá ser = 10kV e a corrente nominal ≥ 4A

7
6.7.1 Tipos de ligação

ALIMENTAÇÃO 12V/24V

A D A D

B C B C
Amph

0888102 0888059 0888139

A D
A A

C C
B C

0888141 0888142 0888437 (IP69K)

ALIMENTAÇÃO 110V/230V -50Hz/60Hz

A D A D A A

B C B C C C

0888134 0888136 0888137 0888138

A D A D

B C B C

110V - 0888472 (IP69K) 230V - 0888474 (IP69K)

8
Esquema Amph MULTIPOLAR

Esquema A ALIMENTAÇÃO

12/24 VAC-VDC 110VAC 230VAC

Esquema B SENSOR DE CICLO

Esquema C SAÍDA PARA ALARME REMOTO

VERSÃO AUTOMÁTICA VERSÃO MANUAL

9
Esquema D BOTÃO REMOTO COM LÂMPADA INDICADORA.

6.7.2 Botão remoto com lâmpada indicadora (Opcional).


Após terem sido feitas as ligações elétricas da bomba, proceder com as ligações do cabeamento elétrico da máquina ou
veículo no qual o sistema de lubrificação está montado.
Instalar o botão remoto com lâmpada indicadorano painel de comando da máquina ou do veículo.
Para ligação elétrica desseacessório, vide o esquema abaixo:
ALIMENTAÇÃO LÂMPADA CÓDIGO LÂMPADA
230Vac 12Vdc (3A máx) 0039433
110Vac 12Vdc (3A máx) 0039433 CONTROLE REMOTO
24Vac/dc 24Vdc (3A máx) 0039434
12Vac/dc 12Vdc (3A máx) 0039433 COMUM

7. INSTRUÇÕES PARA O USO

7.1 CUIDADOS A SEREM OBSERVADOS ANTES DE LIGAR A BOMBA:


A unidade deve ser posta em serviço apenas por pessoal especializado.
Não é permitida a utilização da bomba submersa em fluidos; em ambientes extremamente
agressivos;explosivos/inflamáveis se não estiver previamente preparada para tais aplicações pelo fornecedor.
Utilizar luvas e óculos de segurança e observar os perigos à saúdecomo, previsto na ficha de segurança do lubrificante.
Não utilizar lubrificantes agressivos que possam danificar as guarnições NBR, em caso de dúvida consultar o
departamento técnico da DROPSA que fornecerá uma relação precisa sobre os lubrificantes recomendados.
Verificar a integridade da bomba;
Verificar o nível do lubrificante no reservatório (indicação Mín./Máx.), em caso de nível baixo proceder como descrito
no cap. 7.3, abastecimento do reservatório;
Certificar-se que a bomba estará operando na temperatura de trabalho recomendada e que a tubulação estará livrede
bolhas de ar;
Assegurar-seda correta ligação dos dispositivos elétricos.

7.2 UTILIZAÇÃO:
Verificar os dados inseridos no painel de controle (se houver);
Pressionar o botão de partida (“start”) da máquina à qual está ligada a bomba;
Verificar a partida da bomba;
Verificar a adequada lubrificação da máquina (em caso de dúvidas sobre o correto funcionamento e regulagemdo
sistema, consultar o departamento técnico da Dropsa).

7.3 ABASTECIMENTO DO RESERVATÓRIO:


O abastecimento do reservatório éfeito através de dispositivos específicos providos de filtro. Proceder ao abastecimento
de maneira a não exceder a linha do nível máximo; caso isso aconteça, ocorrerá um transbordamento de lubrificante por
baixo da tampa, obstruindo o respiro do reservatório.

10
ATENÇÃO: Para evitar eventuais defeitos de funcionamento e a perda da garantia,
recomenda-se o reabastecimento da bomba com lubrificante livre de impurezas e
exclusivamente através da conexão específica de abastecimento. Para as características
do lubrificante a ser utilizado, vide cap. 14.2 Lubrificantes.

7.4 MODOS DE UTILIZAÇÃO


Painel de programação
(versão automática)

DISPLAY
Exibe o parâmetro em
execução e o valor
relativo RESET
Reinicia totalmente o
funcionamento e cancela
qualquer alarme
OK
Confirma a
programação escolhida

SETA PARA ACIMA SETA PARA ABAIXO


Para aumentar os valores Para diminuir os valores
ou para passar para a ou para passar para a
opção seguinte opção anterior

Botão Remoto (opcional)

Aceso durante a fase de acionamento da bomba. Pisca quando o lubrificante no tanque alcança o nível
mínimo ou em caso de falha no funcionamento do sistema. O número das piscadas representa o código da
falha. Pressionado durante a pausa começa um novo ciclo de trabalho, depois do qual volta ao sistema
automático. Pressionado pelo menos por 6 segundos, permite o RESET da bomba.

7.4.1 VERSÃO MANUAL


Nas versões sem controle eletrônico não há ajustes. A bomba é alimentada eletricamente através de um sistema que
comanda o seu acionamento e que gerencia o contato do nível mínimo. Para o funcionamento do sistema de lubrificação,
inserir os dados no painel de gerenciamento e controle da máquina na qual a bomba será instalada.

11
Bomba em pausa Bomba em operação Sensor de
ciclos do
7.4.2 VERSÃO AUTOMÁTICA: Modo ciclos
[P.Hou]
distribuidor ALARME
[P.Cou] [C.Min] [C.Cou] (TEMPO VENCIDO)

Modo ciclos:

Exemplo 1) Temporizador ajustado com base no tempo de ciclo de lubrificação e 1 sec. - 99 min.
Intervalo. [P.Hou ≥ 1; P.Cou = 0; C.Min ≥ 1; C.Cou = 0;]

x X
0 min / 99 horas Somente nível
mínimo

Exemplo 2) Temporizador ajustado com base no intervalo. Ciclo de lubrificação


monitorado pelo sensor de ciclos do distribuidor.
[P.Hou ≥ 1; P.Cou = 0; C.Min ≥ 1;C.Cou ≥ 1;]
Ok ? Não
PÁRA

0 min / 99 horas
Sim

Exemplo 3) Intervalo determinado pelos ciclos da máquina. Ciclo de lubrificação


monitorado pelo sensor de ciclos do distribuidor.

[P.Hou = 0; P.Cou ≥ 1; C.Min ≥ 1; C.Cou ≥ 1;] Não


Ok ?
PÁRA
0 – 60.000 ciclos

Sim

Exemplo 4) Intervalo determinado pelo tempo ou por ciclos da máquina.


[P.Hou ≥ 1; P.Cou ≥ 1; C.Min≥ 1;C.Cou ≥ 1;PTOA=OFF]

1 min / 99 horas O que ocorrer primeiro


Ok ? Não
PÁRA

0 – 60.000 ciclos Sim

Não houve sinal de


Exemplo 5) Intervalo determinado por ciclos da máquina, o tempo do intervalo gera
ciclo da máquina
alarme se o sinal de ciclos da máquina não for recebido. dentro do tempo
[P.Hou ≥ 1; P.Cou ≥ 1; C.Min ≥ 1; C.Cou ≥ 1; PTOA=ON] programado

Alarme
1 min / 99 horas PÁRA
Não
Ok ?

1 – 60.000 ciclos
Sim

7.4.3 VERSÃO AUTOMÁTICA: Por Impulsos

Bomba em pausa ALARME


Bomba em operação (TEMPO VENCIDO)
● Intervalo e tempo de ciclo são determinados pelos ciclos da máquina
[P.Cou ≥ 0; C.Cou ≥ 1]
● Durante o ciclo de lubrificação, o sensor do ciclo é monitorado para
confirmar a correta lubrificação [C.Min ≥ 1]
● C.Min determina quantos minutos/segundos restam para o sensor de Modo suspenso Z
ciclos sinalizar
[S.Min] ZZ
ZZ
● O ciclo de lubrificação é suspenso se os ciclos da máquina não forem
detectados dentro do tempo preestabelecido [S.Min ≥ 1]

1 – 60.000 ciclos
0 – 60.000 ciclos

Sensor de
ciclos [C.Min] Ok ?
PÁRA
Sim Não

12
7.4.4 VERSÃO AUTOMÁTICA: Modo Desligado
A bomba só opera ao receber o sinal da máquina. Não há controle de ciclo.

NOTA: Em caso de interrupção da alimentação elétrica, o módulo eletrônico de controle salva os dados
inseridos em uma memória digital ilimitada.
Com o retorno da alimentação elétrica, o módulo eletrônico recupera os dados anteriormente salvos e retoma a
contagem do tempo ou dos impulsos do ponto em que foi interrompida.
Na partida ou na atuação do botão RESET, é possível visualizar por 2 seg. a versão de firmware instalado.
Em todos os modos de programação em que o parâmetro Prelube, está selecionado como ON, a bomba inicia o seu
funcionamento com um ciclo de lubrificação.
Para a configuração de Ciclo e Pausa, considera-se ciclo completo do distribuidor quando o sinal retorna à sua posição original.
(Ex.: se o sinal na entrada estiver no estado de ON no começo do ciclo de lubrificação, deve-se mudar o seu estado em OFF e
depois retornarem ON para contar um ciclo completo).

SEQUÊNCIA DE PROGRAMAÇÃO
SEQUÊNCIA BOTÕES OPERAÇÃO

1 Ingresso à programação
mais de 5 seg.

2 Seleciona o parâmetro a ser modificado


ou

3 Confirma a seleção e mostra o valor

4 Aumenta / diminui o valor a ser modificado


ou

5 Confirma o valor programado e volta ao menu precedente

6 Salva os valores programados e sai da programação


mais de 5 seg.

NOTA: A alteração de mais parâmetros é possível repetindo a sequência de 2 a 5; ao término, salvar


como descrito na sequência 6.
Durante a programação o não acionamento das teclas por mais de 20 sec. ou se forem atuados os
botões e/ou por além 2,5 sec., impedirá de salvar as novas programações.

FUNÇÕES ESPECIAIS
BOTÕES MENSAGEM DESCRIÇÃO

+ Redefinir de teclado. Reset é operacional.

+ Desbloquear teclado.

+ + Reprograma os valores default no modo de funcionamento ativo

soltar
Mostra o tempo total de trabalho em dias
Mostra o tempo total de trabalho em minutos
Mostra o tempo total de pausa em dias
+
Mostra o tempo total de pausa em minutos
soltar Mostra o tempo total de alarme em dias
Mostra o tempo total de alarme em minutos

13
7.5PROCEDIMENTOS DE PROGRAMAÇÃO DOCONTROLADOR ELETRÔNICO.

PARÂMETROS OPERACIONAIS
SIGLA DESCRIÇÃO MODO DEFAULT FAIXA NOTAS
CICLOIMPULSO
Ciclo 100%
DESLIGADO
0 min. /
TEMPO DE PAUSA: pausa em horas e minutos. CICLO 0 minutos Ambos
99 horas
0 0 sec. / 99
TEMPO DE SUSPENSÃO: do ciclo. IMPULSO
segundos min.
CONTAGEMDA PAUSA: pausa em número de CICLO Ciclo
1 ciclo 0 / 60000
ciclos do sensor de entrada. IMPULSO completo
TEMPO DE CICLO:
Ciclo por tempo: indica o tempo de duração CICLO 99 min. /
1 minuto
Ciclo por impulsos de controle: indica o tempo IMPULSO 1 sec.
máximo de espera de cada impulso.
CONTAGEM DE CICLOS: número de ciclos
CICLO
durante a lubrificação; entradas utilizadas: Ciclo
IMPULSO 1 ciclo 0 / 60000
Sensor Ciclo no modo “Ciclo” completo
DESLIGADO
Sensor Pausa no modo “Impulso”
CICLO
PRELUBE: opção para partida em lubrificação. IMPULSO OFF ON-OFF
DESLIGADO
CICLOIMPULSO
VAZÃO: opção para reduzir a vazão. 100 100 / 50
DESLIGADO
Número de ciclos dados por comando manual,
(possibilita eventual enchimento do sistema). CICLOIMPULSO 1 0 / 9999

Se OFF, ao vencer o tempo de pausa, inicia o


ciclo de lubrificação
Se ON, ao vencer o tempo de pausa, produz CICLO OFF ON-OFF
alarme de tempo de pausa vencido.

NOTA: Ciclo 100%: o ciclo de lubrificação se torna contínuo quando a pausa for = 0
Ciclo completo: o ciclo è habilitado pela sequência ON>OFF>ON ou OFF>ON>OFF.
Both: se o tempo de pausa não for nulo, a bomba reiniciará quando terminar o tempo de pausa ou a
contagem dos ciclos de pausa.

14
8. FALHAS E CORREÇÕES
Abaixo, uma tabela diagnóstica na qual estão evidenciadas as principais falhas, as prováveis causas e as soluções possíveis.
Em caso de dúvidas e/ou problemas não solucionáveis, contatar o Departamento Técnico da Dropsa.
TABELA DIAGNÓSTICA
FALHA CAUSA PROVÁVEL CORREÇÃO
Não chega corrente. Verificar sistema de alimentação elétrica, checando o
A bomba não funciona. estado do fusível e do interruptor termomagnético.
Controlador eletrônico não funciona. Substituir a cartela eletrônica
Motor queimado. Substituir o motorredutor
A bomba funciona, mas Tubulação rompida ou desconectada. Verificar o estado da tubulação e conexões. Substituir
não chega lubrificante a tubulação desgastada.
aos pontos de Limpar ou substituir o distribuidor.
Distribuidor progressivo bloqueado
lubrificação.

As saídasdo distribuidor não Verificar as dosagens comparando-as com o esquema


O lubrificante chega aos correspondem aos pontos de de lubrificação do sistema.
pontos de lubrificação em lubrificação.
doses irregulares. Erro de programação do tempo de Reprogramar o tempo de pausa.
pausa.
A tensão de alimentação não está Verificar se a tensão de alimentação é a indicada na
O display está apagado.
correta. placa de identificação.
FALHA CAUSA CORREÇÃO
O reservatório está vazio. Abastecer o reservatório com lubrificante limpo.

Desconectar a tubulação primária no elemento


bombeador. Acionar a bomba com ciclo de
Bolhas de ar no lubrificante.
funcionamento manual até que saia lubrificante
completamente sem bolhas de ar.
A bomba não injeta o Emprego de lubrificante não Esvaziar o reservatório e reabastecê-lo novamente
lubrificante. apropriado. com lubrificante apropriado.
Aspiração do elemento bombeador Desmontar o elemento bombeador e limpar os dutos
obstruída. de aspiração.
O pistão do elemento bombeador
Substituir o elemento bombeador.
está desgastado.
A válvula de saída do elemento
Substituir o elemento bombeador.
bombeador está bloqueada.
A bomba começa o ciclo Deixar o motor esfriar por alguns minutos etentar
Motor defeituoso ou elevadacarga na novamente, se o problema persistir substituir o
de lubrificação, mas
saída.
termina imediatamente. motorredutor
: Procedimentos executados somente portécnicos especializadosDropsa.
ALARMES
BOTÃO
DISPLAY ALARME CORREÇÃO
LUMÍNOSO
Nível do lubrificante no
1 Piscada Abastecer o reservatório com lubrificante limpo.
reservatório insuficiente.
Vencimento do tempo de espera Verificar os parâmetros programados, se o problema
2 Piscadas
do sinal do sensor. persistir consultar a tabela diagnóstica.
3 Piscadas Tempo de pausa vencido. Verificaro sinal de entrada do sensor de pausa.

4 Piscadas Moto-redutor bomba bloqueado. Substituir o motorredutor.


Deixar o motor esfriar por alguns minutos e tentar
Moto-redutor com elevada carga
5 Piscadas novamente, se o problema persistir substituir o
na saída.
motorredutor.
Contagem dos impulsos C.COU
6 Piscadas Modificar o parâmetro C.COU.
nulo em modo PULSE.
Memória permanente
7 Piscadas Substituir a cartela eletrônica.
defeituosa.

NOTA: Para apagar a mensagem de alarme pressionar simultaneamente as teclas e .

15
9. PROCEDIMENTOS DE MANUTENÇÃO

ATENÇÃO: Antes de qualquer operação de manutenção ou limpeza, certificar-se que a alimentação


hidráulica e elétrica estejam desligadas.

A bomba não requer nenhum equipamento especial para sua operação e manutenção. Em todo o caso, recomenda-se
utilizar EPI’s apropriados (luvas, óculos de proteção, etc.). A unidade foi projetada e construída de modo a precisar uma
mínima atividade de manutenção. Recomenda-se, entretanto manter, sempre limpo o corpo do equipamento e verificar
periodicamente as junções da tubulação a fim de prevenir eventuais vazamentos.

9.1 MANUTENÇÃO PROGRAMADA


Na tabela abaixo estão indicadasas inspeções periódicas recomendadas, sua frequência e o tipo de intervenção que o
pessoal de manutenção deverá realizar para garantir a eficiência do sistema.

VERIFICAR FREQUÊNCIA INTERVENÇÃO


Após as primeiras 500h e Verificar se há vazamentos nas junções.
Fixação da tubulação
depois a cada 1500 horas Verificar a fixação dos componentes do sistema na máquina.
Nível do reservatório Conforme necessidade Restabelecer o nível de lubrificante no reservatório

Filtro de abastecimento Conforme necessidade Verificar e eventualmente substituir (ver parágrafo seguinte)

10. REPARO OU SUCATEAMENTO


Para o descarte de peças substituídas, ou mesmo para o sucateamento de conjuntos completos sem danos ao meio
ambiente, deverão ser observados os procedimentos e a legislação local vigente. No caso de sucateamento da bomba será
necessário destruir a placa de identificação bemcomo todos os outros documentos relacionados.

16
11. INFORMAÇÕES PARA COMPRA

VERSÃO AUTOMÁTICA
GRAXA ÓLEO
Tensão
Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório
de trabalho
2Lt. (0.53gal) 5Lt. (1.32gal) 8Lt. (2.11gal) 2Lt. (0.53gal) 5Lt. (1.32gal) 8Lt. (2.11gal)
110V/230V 0888400 0888401 0888402 0888415 0888416 0888417
12V/24V 0888403 0888404 0888405 0888418 0888419 0888420
VERSÃO MANUAL
GRAXA ÓLEO
Tensão
Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório Reservatório
detrabalho
2Lt. (0.53gal) 5Lt. (1.32gal) 8Lt. (2.11gal) 2Lt. (0.53gal) 5Lt. (1.32gal) 8Lt. (2.11gal)
110V/230V 0888406 0888407 0888408 0888421 0888422 0888423
12V 0888409 0888410 0888411 0888424 0888425 0888426
24V 0888412 0888413 0888414 0888427 0888428 0888429
VERSÃO AUTOMÁTICA 12V/24V
CONEXÃO CONECTOR FEMEA LIGAÇÕES DISPONÍVEIS
Contato de Sensor de Botão
Código Descrição Código Descrição Alimentação
alarme ciclo remoto
Conector Conector
0888102 0039828 ● ● ● ●
“Amphenol” “Amphenol”
0888059 4conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ● ● ●
0888141 2conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ●
1conector“MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888139 ● ● ● ●
3 conectores“M12” 0039999 Conector “M12”
1conector“MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888142 ● ●
1 conector“M12” 0039999 Conector “M12”
0038963 Conector 3 pin IP69K
0888437 IP69K – 12V/24V ● ● ● ●
0039835 Conector 4 pin IP69K
VERSÃO AUTOMÁTICA 110V/230V
CONEXÃO CONECTOR FEMEA LIGAÇÕES DISPONÍVEIS
Contato de Sensor de Botão
Código Descrição Código Descrição Alimentação
alarme ciclo remoto
0888134 4conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ● ● ●
0888138 2conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ●
1conector “MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888136 ● ● ● ●
3 conectores“M12” 0039999 Conector “M12”
1conector“MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888137 ● ●
1 conector“M12” 0039999 Conector “M12”
0038963 Connector 3 pin IP69K
0888472 IP69K – 110V ● ● ● ●
0039835 Connector 4 pin IP69K
0038963 Connector 3 pin IP69K
0888474 IP69K – 230V ● ● ● ●
0039835 Connector 4 pin IP69K
VERSÃO MANUAL 12V/24V
CONEXÃO CONECTOR FEMEA LIGAÇÕES DISPONÍVEIS
Contato de Sensor de Botão
Código Descrição Código Descrição Alimentação
alarme ciclo remoto
0888141 2conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ●
1conector“MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888142 ● ●
1 conector“M12” 0039999 Conector “M12”
VERSÃO MANUAL 110V/230V
CONEXÃO CONECTOR FEMEA LIGAÇÕES DISPONÍVEIS
Contato de Sensor de Botão
Código Descrição Código Descrição Alimentação
alarme ciclo remoto
0888138 2conectores“MPM” 0039976 Conector “MPM” ● ●
1conector ”MPM” 0039976 Conector “MPM”
0888137 ● ●
1 conector“M12” 0039999 Conector “M12”

OPCIONAL
CÓDIGO DESCRIÇÃO CÓDIGO DESCRIÇÃO
0039433 Botão comando remoto 12V 0888058 Elemento bombeador Ø6 com by-pass
0039434 Botão comando remoto 24V 0010509 integradoauto-atarrachante para montagem
Parafuso
0888038 Kit cartucho de reabastecimento de graxa 0888470 SMP-SMPM
IP69K kit de proteção
0038966 IP69K proteção conector

17
12. DIMENSÕES

18
13. MOVIMENTAÇÃO E TRANSPORTE
As bombas são cuidadosamente embaladas em caixas de papelão. Durante o transporte e armazenamento do
equipamento, observar atentamente as informações de armazenagem contidas na caixa. Quando do recebimento,
certificar-se que a embalagem não esteja violada. Armazenar a bomba em local seco.

14. PRECAUÇÕES

ATENÇÃO: Ler com atenção este manual de Operação e Manutenção, observar as advertências sobre os riscos e
cuidados na manipulação do produto. O usuário deverá ter pleno conhecimento do seu funcionamento.

Alimentação elétrica:
Não se deve fazer nenhuma intervenção antes da bomba ter sido desligada e assegurar-se que ninguém possa ligá-
laacidentalmente durante a intervenção. Todos os equipamentos instalados (elétricos e eletrônicos) devem ser
conectados à linha terra.

Inflamabilidade:
O lubrificante geralmente empregado nos circuitos de lubrificação não é inflamável. É, entretanto indispensável adotar
todas as precauções para evitar que entre em contato com partes muito quentes ou chamas.

Pressão:
Antes de cada intervenção verificar a ausência de pressão residual em cada ponto do circuito, que poderia causar
respingos de lubrificante em caso de desmontagem das conexões ou dos componentes.

Nível de ruído:
A bomba emite ruídos não superiores a 70 dB (A).

14.1 LUBRIFICANTES

NOTA: A bomba foi projetada para trabalhar com lubrificantes de grau máximo NLGI 2 (versão graxa) e
viscosidade mínima cSt 46 (versão óleo).
Usar lubrificantes compatíveis com guarnições NBR.
Eventualmente poderão ser encontrados em seu interior, resíduos de graxa NLGI 2 utilizada para a
montagem e testes.

Abaixo, uma tabela de comparação entre os lubrificantes recomendados para a bomba BRAVO:NLGI
(NationalLubricatingGreaseInstitute) e ASTM (American Society for TestingandMaterials) para graxase cSt (Centistokes) e
SUS (Saybolt Universal) para óleos.

GRAXAS ÓLEOS
NLGI ASTM cSt SUS
000 445 – 475 46 213.3
00 400 – 430 70 323
0 355 – 385 100 462.6
1 310 – 340 150 694.2
2 265 – 295 220 1018
Para informações adicionais sobre as características 320 1480
técnicas e medidas de segurança a ser adotadas, consultar 450 2082
a Ficha de Segurança do Produto (Diretiva 93/112/CEE)
700 3239
relativa ao lubrificante escolhido, fornecida pelo
fabricante. 1000 4628

19
15. CONTRAINDICAÇÕES

A verificação de conformidade aos requisitos básicos de segurança e às disposições previstas na diretiva máquinas é feita
através da compilação de listas de controle já predispostas e contidas na ficha técnica.
As listas utilizadas foram de três tipos:
Avaliação de risco (apêndice de EN 1050).
Conformidade aos requisitos essenciais de segurança (Dir. Máquinas).
Prescrições de segurança elétrica (EN 60204-1).
A lista a seguir mostra os perigos não completamente eliminados, mas considerados aceitáveis:

Na fase de manutenção poderão ocorrer respingos de óleo à baixa pressão. (Nesse caso, as atividades de
manutenção deverão ser realizadas usando EPI’s).
Contato com lubrificante durante operações de manutenção ou de abastecimento do reservatório Ousuário
deverá sempre utilizar EPI’s durante intervenções na bomba.(Ver a norma sobre a utilização de EPI’s. VIII - 626).
Colisões e travamento.  Todas as partes móveis estão fechadas e os pontos de acesso estão indicados.
Choque elétrico. Poderá ocorrer somente em caso de grave imperícia por parte do operador que deverá ser
qualificado.
Ergonomia. No presente manual estão indicadas as dimensões e as formas de instalação.
Utilização de lubrificante não indicado.  As características dos lubrificantesestão indicadas tanto na bomba
como também no presente Manual de operação e manutenção (em caso de dúvidas contatar o Departamento
Técnico da Dropsa.):

FLUIDOS NÃO ADMITIDOS


Fluidos Perigos
Lubrificantes com aditivos abrasivos. Elevado consumo das partes contaminadas.
Lubrificantes com aditivos a base de silicone. Travamento da bomba.
Gasolina– solventes– líquidos inflamáveis. Incêndio – explosão – danos as guarnições.
Produtos corrosivos. Corrosão da bomba – danos às pessoas.
Água. Oxidação da bomba.
Substâncias alimentícias. Contaminação das mesmas.

20
16. GARANTIA

Para todos os produtos Dropsaestá prevista uma garantia, pelo período máximo de 12 meses da data da entrega, para
defeitos de fabricação e dematéria prima.
A garantia será estendida nas seguintes situações:
Instalação completa do sistema pelaDropsa: 24 meses.
Outros componentes: 12 meses da data da instalação; se a instalação for feita 6 meses ou mais além da data de entrega, a
garantia cobrirá um máximo de 18 meses a partir da data de entrega.
Em caso de defeito do produtoserá necessário notificar a Dropsaem detalhe:
 O defeito encontrado;
 O código do produto;
 O número/s do teste (se presente, é expresso como: xxxxxx-xxxxxx);
 Adata de entrega;
 A data da instalação,
 As condições de utilização do produto em questão.
Recebidas estas informações será de nossaresponsabilidade comunicar o número da autorização de devolução(RMA) com
as instruções precisas para retorno do(s) aparelho/s.
Ao receber do equipamento e com base em análises rigorosas, Dropsa se reserva o direito de optar entrereparar ou
substituir o produto. Se a garantia ainda estiver dentro do prazo de validade providenciaremos a reparação ou
substituição a nosso custo.
Caso o produto devolvido não apresente defeito, a Dropsareserva-se o direito de decidir se cobrará do cliente os custos
decorrentes (logística, controle, etc.).
Esta garantia tornar-se-á inválida caso o produto apresente danos causados pelo uso indevido, negligência, desgaste
natural, corrosão química, instalação e utilização fora dos parâmetros indicados neste manual. Qualquer alteração,
transformação abusiva e alterações do equipamento ou em seus componentes feitas sem autorização formalpor parte
daDropsa S.A., também poderão acarretar na perda da garantia.
As partes sujeitas a desgaste natural e as perecíveis não são cobertas pela garantia.
Tem que ser consideradas excluídas da garantia tudo quanto não tenha sido expressamente indicado e também danos,
lesões ou custos decorrentes de defeitos do próprio produto.
Entendem-se implicitamente aceitas no momento da compra do equipamento, as condições expressas neste termo
degarantia. Eventuais alterações nas cláusulasdestetermo de garantia só serão consideradas válidas após aprovação por
escrito daDropsa.
A Dropsanão se responsabiliza por danos causados a pessoas ou coisas decorrentes de imperícia e da não observância das
instruções apresentadas no presente manual.
Eventuais modificações nos componentes do sistema ou diversa destinação de uso do mesmo ou de suas partes sem
autorização escrita por parte de Dropsa S.A. liberam a mesma de cada responsabilidade por danos a pessoas e/ou coisas e
a liberam de cada vínculo de garantia.

21
17. DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE

Dropsa Spa Tel.: (+39) 02. 250.79.1


Via Benedetto Croce, 1 Fax Sales: (+39) 02. 250.79.767
20090 Vimodrone (MI) E-mail: sales@dropsa.it
Italy Web site: http://www.dropsa.com

DICHIARAZIONE DI CONFORMITÁ/DECLARATION OF COMPLIANCE WITH STANDARDS/


DECLARATION DE CONFORMITE/ KONFORMITÄTSERKLÄRUNG DES STANDARDS /DECLARACIÓN DE
CONFORMIDAD/ DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE

La società Dropsa S.p.A., con sede legale in Milano, Via Besana,5/ Dropsa S.p.A., registered office in Milan, Via
Besana,5 / Dropsa S.p.A. au Siège Social à Milan, Via Besana,5/ Dropsa S.p.A., Sitz in Milano, Via Besana 5/ La
sociedad Dropsa S.p.a., con sede legal en Milán, Via Besana,5/ A Dropsa S.p.A, com sede em Milão, via Besana, nº 5

DICHIARA /CERTIFIES / CERTIFIE/ ZERTIFIZIERT, DASS/ DECLARA/ CERTIFICA:


che il prodotto denominato/that the product called/ le produit appelè/ das Produkt mit dem Namen/ el producto que se
llama/ o produto chamado:

Descrizione/ Description/ Description/ Beschreibung/ Pompa elettrica a pistoni /


Descripción/ Descrição: Electric piston pump
Nome Commerciale/ Product Name/ Dénomination/
Bravo
Handelsname/ Denominación/ Denominação:
Versioni/ Versions/ Versions/ Versionen/ Versiones/
Tutte
Versões:
Codici/ Codes/ Códigos/: Serie 8884**

è conforme alle condizioni previste dalle Direttive CEE /has been constructed in conformity with the Directives Of
The Council Of The European Community on the standardization of the legislations of member states/ a été
construite en conformité avec les Directives Du Conseil Des Communautes Europeennes/ Entsprechend den
Richtlinien des Rates Der Europäischen Union, für die Standarisierung der Legislative der Mitgliederstaaten,
konstruiert wurde/ cumple con las condiciones establecidas por las directivas comunitarias/ foi construído em
conformidade com as diretivas do Conselho das Comunidades Europeias:

2006/42 CE Direttiva macchine /Machinery Directive/ Directive machines/ Maschinenrichtlinien/Maquinaria / Directiva


Máquinas;

2006/95 CE Bassa tensione / Low Voltage Directive / Directive Basse Tension/ Niedrigspannungsrichtlinien/ Directiva de
baja tensión/ Directiva de Baixa Tensão;

2004/108 CE Compatibilità elettromagnetica/ Electromagnetic Compatibility/ Compatibilité electromagnétique/


Elektromagnetische Verträglichkeit/ Compatibilidad electromagnetica / Compatibilidade Eletromagnética

2004/104 CE Compatibilità elettromagnetica dei veicoli a motore/ Automotive Electromagnetic Compatibility/


Compatibilité électromagnétique automobile/ Automotive Elektromagnetische Verträglichkeit/
Compatibilidad Electromagnética Automotriz/ Compatibilidade Eletromagnética Automotive

La persona autorizzata a costituire il Fascicolo Tecnico presso Dropsa S.P.A. Technical Director:
The person authorized to compile the Technical File care of Dropsa S.P.A. Maurizio Greco

.....................................

Legal representative
Vimodrone (MI), Novembre 2011 Milena Gavazzi

.....................................

22
18. DISTRIBUIDORES

Dropsa S.p.A. Dropsa Ame


Via B. Croce,1 23, Av.des.Morillons
20090 Vimodrone (MI) Italy. Z.I. des Doucettes
Tel: (+39) 02 - 250.79.1 91140 - Garges Les Gonesse
Fax: (+39) 02 - 250.79.767 Tel: (+33) 01 39 93 00 33
E-mail: sales@dropsa.it (Export) Fax: (+33) 01 39 86 26 36
E-mail: vendite@dropsa.it (National) E-mail: salesfr@dropsa.com

Dropsa (UK) Ltd Dropsa do Brazil


Unit 6, Egham Business Village, Rua Sobralia 175,
Egham,Surrey,TW20 8RB Sao Paulo, Brazil
Tel: (+44) 01784 - 431177 Tel: (+55) 011-5631-0007
Fax: (+44) 01784 - 438598 Fax: (+55) 011-5631-9408
E-mail: salesuk@dropsa.com E-mail: salesbr@dropsa.com

Dropsa USA Inc. Dropsa Lubrication Systems


6645 Burroughs Ave Nr 8 Dongxing Road,
48314-2132 Srerling Hts,Mi Us -USA Songjiang Industrial Zone
Tel: (+1) 586-566-1540 (Shanghai) Co., Ltd
Fax: (+1) 586-566-1541 Tel: +86 (021) 67740275
E-mail: salesusa@dropsa.com Fax: +86 (021) 67740205
E-mail: china@dropsa.com

Dropsa Gmbh Dropsa Australia Pty.


Volmerswerther Strasse 80 C20/148 Old Pittwater Road
40221 Dusseldorf 1, Deutschland Brookvale, NSW 2100
Tel: (+49) 0211/39 4011 Tel: +61 (02) 9938 6644
Fax:(+49) 0211/39 4013 Fax: +61 (02) 99 386 611
E-mail: sales@dropsa.de E-mail: salesau@dropsa.com

Web site: http://www.dropsa.com - E-mail: sales@dropsa.com

23

Você também pode gostar