Você está na página 1de 21

Física das Radiações

PR OF ª .

Radioisótopos C AR O L IN A
AB R E U

05 de Fevereiro de 2019
Radioisótópos
Elemento químico – “substância que não pode ser decomposta em algo simples por
uma reação química – Caracterizado por número de prótons, Z = número atômico”

Nuclídeo – “ é um átomo caracterizado por um número atômico e um número de


massa A (número de prótons + número de nêutrons do núcleo)

Representação dos nuclídeos


Átomo Neutro A – Z = n° de
𝐴 𝐴 nêutrons
Z = n° de prótons =
𝑍𝑋 ou 𝑋
n° de elétrons Símbolo do elemento químico
Exemplos:

14 14 60 60 137 137
20156 𝐶 ou 𝐶 27 𝐶𝑜 ou 𝐶𝑜 𝐶𝑠 ou
55 DFI/UFS 𝐶𝑠
C-14 Co-60 Cs-137
Radioisótópos

Razão prótons -nêutrons


Isótopos e radioisótopos
Isótopos → “Nuclídeos com igual número de prótons,
mas número diferente de nêutrons”

Hidrogênio – elemento mais abundante na terra


Único elemento com nomes especiais para seus isótopos!
1
𝐻 − 99,985 % 𝑑𝑎 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙𝑖𝑑𝑎𝑑𝑒 𝑑𝑒 ℎ𝑖𝑑𝑟𝑜𝑔ê𝑛𝑖𝑜
2
𝐻 − 𝐷𝑒𝑢𝑡é𝑟𝑖𝑜
3 −
𝐻 − 𝑇𝑟í𝑡𝑖𝑜 𝑜𝑢 𝑡𝑟í𝑐𝑖𝑜 − 𝑟𝑎𝑑𝑖𝑜𝑎𝑡𝑖𝑣𝑜 − 𝑒𝑚𝑖𝑡𝑒 β Radioisótopo
Meia-Vida = 12,26 anos

Nuclídeo (Isótopos) instável que emite radiação


Isótopos e radioisótopos

Radiação beta (β): trata-se de elétrons


dotados de alta energia emitidos de
núcleos atômicos instáveis em um
processo denominado de emissão beta.
Isótopos e radioisótopos
Meia-vida – tempo em que metade dos átomos de uma fonte
radioativa leva para desintegrar-se

NUCLÍDEO MEIA-VIDA (T1/2) dias


Cs 137 30 anos
U 238 4,5x109
U 235 7,1x108
Co 60 5,26
Th 232 1,39x1010
Th 234 24
K 40 1,26x109
I 131 8
Hg 197 65
Tc-99 m 6 horas
Isótopos e radioisótopos
Meia-vida – tempo em que metade dos átomos de uma fonte
radioativa leva para desintegrar-se
Isótopos e radioisótopos
Água pesada – 2H
2O → O que é isto??

➢ Formada com dois átomos de deutério e um de oxigênio;


➢ Tem pontos de fusão e de solidificação diferentes dos da água comum;
➢ É utilizada em reator que usa urânio natural (U-238 = 99,28 % e U-235 = 0,72 %),
que é físsil;
➢ Funciona como moderador de nêutrons
Um núclídeo é físsil
quando seu núcleo sofre
fissão, ou seja, quando se
Desacelera os nêutrons rompe em outros dois,
resultantes das fissões do liberando nêutrons (em
U-235 para serem mais geral 2 ou 3) e energia
facilmente capturados quando captura um
pelo U-238. nêutron lento.
Isótopos e radioisótopos
Isótopos e radioisótopos
Isótopos e radioisótopos
Bomba de Hiroshima foi a
base de U-235 e bomba de
Nagasaki de Pu-239.

Empregado
na fabricação
de bombas
atômicas
Isótopos e radioisótopos

Empregado
na fabricação
de bombas
atômicas
Isótopos e radioisótopos
Por serem quimicamente idênticos, os isótopos não podem ser
separados por métodos químicos

Por esse motivo, o urânio natural


(usado em reatores e bombas)
tem de ser enriquecido, ou seja,
ter aumentada a concentração de
U-235 em relação a U-238 por um
método que não seja químico. Um
dos métodos é a ultracentrífuga, Hoje em dia uma quantidade imensa de
que considera a diferença na radioisótopos podem ser produzidas
massa de somente 3 nêutrons. artificialmente.
https://www.youtube.com/watch?v=65Nr8A_xt98
Até 2016: 118 elementos observados https://www.youtube.com/watch?v=eWV1JVrR_oU
(92 naturais e 26 artificiais)
https://www.youtube.com/watch?v=Px-wrOBfDMs
Somente foi possível com o
Produção Artificial de desenvolvimento de reatores
Radioisótopos nucleares (2° Guerra Mundial)
e cíclotrons (1930)

Reatores Nucleares

Núcleo de reator utilizado Núcleo de reator submerso


em pesquisas. em uma piscina.
Produção Artificial de
Radioisótopos
Cíclotrons
Equipamentos aceleradores eletromagnéticos de alta frequência que
comunica à partículas eletrizadas velocidades muito elevadas, a fim de se
obter transmutações e desintegrações de átomos. Realizam o
bombardeamento de alvos estáveis com partículas positivamente
carregadas. Ex.: Prótons, dêuterons e as partículas alfa.

Cíclotron para a produção de flúor


radioativo.
Luz Síncrotron

➢ A luz síncrotron é emitida por elétrons altamente energéticos que circulam em


um acelerador circular ou anel de armazenamento. Quando estes elétrons
mudam de direção ou são acelerados, eles emitem ondas eletromagnéticas em
todo o espectro de freqüências, desde o infra-vermelho até os raios-X duros
(raios-X altamente energéticos e com grande capacidade de penetração na
matéria) passando pela luz visível, ultra-violeta e raios-X moles.
Laboratório Nacional de Luz Síncrotron
(LNLS)

https://www.youtube.com/watch?v=P3szpQuT7_4
Meia-Vida Física, Meia-Vida Biológica e
Meia-Vida Efetiva
Meia-vida física (T1/2 fís) – tempo em que metade dos átomos de
uma fonte radioativa leva para desintegrar-se

Meia-vida biológica (T1/2 bio) – tempo necessário para que a


metade da quantidade inicial do nuclídeo no órgão seja removida
dele (sangue, urina, fezes, etc.).

Meia-vida efetiva (T1/2 efetiva) – usada para estimar os efeitos


biológicos no caso de contaminação interna.
Meia-Vida Física, Meia-Vida Biológica e
Meia-Vida Efetiva
Contaminação com Cs-137

Radionuclídeo
responsável pelo
acidente de Goiânia,
pela contaminação via
ventos de Chernobyl
(reator 4) e pelos
testes de bombas
atômicas realizados
em Atol pelos USA.

Efeitos biológicos das radiações ionizantes. Acidente


radiológico de Goiânia - http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-
40142013000100014&script=sci_arttext
Contaminação com Cs-137

Você também pode gostar