Você está na página 1de 4

22-11-2010 «Zeferino Batista...

Search Home Profile Account

Pedro's Profile People you may know See all

Biblioteca Escolar Vila


Pedro Brás Marques Boim
99 mutual friends
«Zeferino Batista ingressou nesta formação aos 81 anos e em apenas dois concluiu com aproveitamento os Add as a friend
9.º e 12.º anos». O Governo continua a levar a felicidade aos portugueses «pobres e a quem a vida não
sorriu». Pela via socialista, somos todos iguais. Os pobres e os ricos, os capazes e os incapazes. É a fórmula Palavrasquesederrete
da felicidade. Mais um esforço e, por fax ou correspondência, este brilhante estudante tira uma licenciatura mnaboca BeCre
em Letras e vai dar aulas aos nossos filhos. Ele e os milhares que, encantados, se mostram encartados. Ah, 137 mutual friends
Add as a friend
como eu adoro este país que oferece livros com capas de ouro e páginas em branco...
Completou 12º ano aos 83 anos - JN Sponsored Create an advert
jn.sapo.pt
Welcome 欢 迎 Bienvenu よ う こ そ
A ministra do Trabalho e da Solidariedade Social, Helena André, entregou hoje, sexta-feira, em Paredes, o
doteasy.com
diploma do 12.º ano das Novas Oportunidades a Zeferino Batista, de 83 anos, a pessoa mais velha a concluir
esta formação. $0 Unlimited Hosting. Free
WordPress Hosting.
Yesterday at 00:08 · Like · Comment · Share Unlimited Storage &
Bandwidth.
19 people like this.

Sónia Patricia Moreira Rodrigues A GENTE DE PAREDES É GENTE


DE GARRA Tango Partner
Yesterday at 00:25 · Like · 2 people Acha o teu parceiro de
tango aqui
Pedro Brás Marques É sim senhor! :)
Yesterday at 00:27 · Like

José António Teixeira Isto é o quê ? Ah, as Novas Oportunidades,


que mais ?! Lá ia o homem conseguir de uma outra forma ;) Like · Paula Laya likes this.
Yesterday at 00:46 · Like
$1 Webcasting Opportunity
Rosário Coimbra Pedro: o que sabemos nós sobre tudo o que este melissabrehaut.webinarriches.com
homem aprendeu antes do "saber escolar" ao longo de umas seis Like Webex and
décadas? Saímos nós da faculdade a saber quase tudo ou, na verdade, Gotowebinar, this
saímos todos a saber quase nada (e aprendemos quase tudo a seguir?) company will be the next
Yesterday at 00:57 · Like fortune 500 company in
this industry in less than 2
Joaquim Luís Coimbra Abiaxo as novas oportunidades! Viva a yrs $1 is no risk to you
normalização universitária e a pirâmide de poder e de prestígio a que
ela dá origem para alguns, que não são capazes de aprender sem A influência dos signos
serem ensinados!
Como é que o teu signo
Yesterday at 01:06 · Like · 4 people influencia a tua
personalidade e o teu
Rui Silva Mais um aninho e, agora com Bolonha, tem a formação futuro. Fica a saber tudo
universitária concluída! AGORA!
Yesterday at 01:16 · Like
Elisabete Azevêdo used this.
José António Teixeira Joaquim, mas isso é possível ?! Aprender sem
ser ensinado ?
Yesterday at 01:23 · Like

Joaquim Luís Coimbra Meu caro (querido, em italiano e em latim):


a tua relação com o saber esgotou-se na tua formação universitária,
na tua relação com os teus (excelentes) professores? Que seria de
ti, pessoal, profissional, cultural e civicamente, se as tuas
aprendizagens se tivessem estagnado com o termo da tua educação
formal?
Yesterday at 01:31 · Like · 1 person

José António Teixeira Caríssimo, seria um zero à esquerda! Isto


quer dizer então que nada se esgota, tudo se constrói. E, já agora,
verifico agora que alguns dos meus professores universitários em nada
são ou foram excelentes; sendo assim, e se não fosse como o meu caro
diz, a minha vida "pessoal, profissional, cultural " actual seria uma
verdadeira frustração. O que, não sendo o caso, só me pode levar a
concluir que ainda há esperança para os que ainda sonham alcançar
alguma coisa.
23 hours ago · Like

Joaquim Luís Coimbra ​"Joaquim, mas isso é possível ?!" (sic) Com
um abraço.
23 hours ago · Like

José António Teixeira Era mais com um ponto final.


23 hours ago · Like

José António Teixeira Com outro abraço.


23 hours ago · Like

Joaquim Luís Coimbra A questão tem uma função puramente


retórica. Não se dirige, nem dirigiu, a ti. É como dizes: um ponto final.
La discussion arrive à sa fin lorsque les interlocuteurs, défenseurs de
leurs points de vue, s'enfuient!
23 hours ago · Like

José António Teixeira Claro que sim. E claro que não era pessoal. O
ponto final a que me refiro era na frase aprender sem ser ensinado. Tal
como dizes, os que "não são capazes de aprender sem serem
ensinados". Em sintonia.
23 hours ago · Like

José António Teixeira O ponto final não era na conversa. O virtual


que perigoso é !
23 hours ago · Like

Joaquim Luís Coimbra Abraço. Continuamos a esperar que os


autores-gatilho se pronunciem...
23 hours ago · Like

www.facebook.com/permalink.php?stor… 1/4
22-11-2010 «Zeferino Batista...
José António Teixeira Talvez nada fácil e vários pontos de
exclamação.
23 hours ago · Like

Joaquim Luís Coimbra bibáliverdadechpreçom!


23 hours ago · Like

José António Teixeira ebibóportocumabraçoprati!


23 hours ago · Like

Paulo Machado Chamem-lhe o que quiserem, Novas Oportunidades,


Reconhecimento de Competências, Bilan, o que quiserem.....
É sempre uma equivalência! E, do ponto de vista politico, é um lavar dos
olhos às estatísticas.
22 hours ago · Like · 2 people

Virgílio Ferreira Dias O Senhor Zeferino merece todo o nosso


respeito e consideração pela vontade de fazer e, acima de tudo, pela
vontade de VIVER!

Mas temos de concordar que ou é um super-Homem, ou então as Novas


Oportunidades são mais uma palhaçada do nosso inef...
See more
15 hours ago · Like · 1 person

Paulo Moreira da Silva Eu sempre achei que o projecto das novas


oportunidades é um excelente projecto, mesmo à medida do português
e do seu chico espertismo. Todos os dias uma viatura saía com pessoal
maduro, por volta das 18.30, runo a um liceu onde frequentavam o
ensino nocturno. Queimavam pestanas... Por outro lado, de vez em
quando, lá via eu a malta das novas oportunidades a escreverem
trabalhos sobre as suas vidas, a gastarem uma horita por semana e a
fazerem num ai o que os desgraçados do nocturno, ao mesmo tempo,
gastavam 3 e mais anos a fazer... Chico espertismo...é a designação
popular para as novas oportunidades
13 hours ago · Like · 2 people

Paulo Moreira da Silva http://www.facebook.com/note.php?


note_id=160339977320373
13 hours ago · Like · 1 person

Alirio Canceles O projecto na essência e no espírito é positivo.


Conhecimento e competências podem ser adquiridos em todos os
contextos (social, familiar, profissional, etc.,etc.) e por isso não estão
limitados ao espaço escolar. Na minha opinião, o problema está na
massificação e na necessidade dos Centros RVCC (hoje pomposamente
chamados Centros Novas Oportunidades) atingirem objectivos
(quantitativos) para poderem sobreviver a que acrescento o
oportunismo de alguns políticos, como é o caso do Presidente e da
vereadora responsável pela Educação em Santo Tirso, que nos últimos
anos realizaram mais de 20 cerimónias públicas fazendo dos
“intervencionados” autênticas cobaias. É um permanente show off!
12 hours ago · Like · 2 people

Paulo Moreira da Silva Eu por acaso, apesar de perceber pouco do


assunto, acho que desde há muito que as coisas estavam definidas:
estudo normal e a opção nocturna. O resto, são chico-espertices.
Quando apareceu o ensino recorrente, apesar das considerações sobre
a sua frequência, apareceu logo um bando de meninos de bem a passar
para o recorrente, elevar a média e alguns chegaram mesmo a entrar
em medicina, coisa que nunca o fariam se se mantivessem no diurno...
Não há milagres...
11 hours ago · Like

Francisco Nuno Rocha Gonçalves Não obteve formação nenhuma,


porque não aprendeu nada. Fez um pacote com as suas histórias de
vida e alguém ligou uma impressora donde saiu o "diploma". É uma
certificação e não uma formação ou qualificação. E é uma aldrabice!
7 hours ago · Like

Paulo Machado Esta é apenas uma medida de carácter político.


Não vale a pena bater mais, porque é um processo estatístico.

Mas tem óbvios e inimagináveis efeitos ao nível da auto-estima das


pessoas que são intervencionadas. É fundamentalmente um bálsamo
para o espírito, com resultados em certas pessoas, que por isso
investem e conseguem obter acessos a licenciaturas, mas essas contam-
se sempre pelos dedos, e desse mérito devem ser reconhecidas.

É manifestamente conhecido que o sistema educativo português tem


sofrido desde sempre de um muito significativo atraso relativamente aos
outros países. Ainda hoje não existem dados que permitam comprovar
se o Ensino Português convencional descolou do buraco em que estava
à alguns anos, que o davam como aquele com menos resultados
(verificados por testes aos alunos) no âmbito dos países da União
Europeia e países limítrofes..
E não era um caso de aplicação de dinheiros públicos, porque nem pelo
investimento a coisa foi lá!

Relembre-se e alerte-se que a despesa pública aplicada na formação de


pessoas como o Sr. Zeferino dava para 2 MBA's (dos mais caros) em
Portugal.
Há aqui uma injustiça que deve ser relevada, principalmente quando
deparamos com o facto dos nossos jovens mais capacitados estarem a
partir para o estrangeiro.

Uma coisa é certa, o Estado não abre os olhos para as necessidades dos
nossos jovens, donde se anseia o empreendorismo e as iniciativas
empresariais que devolvam a independência ao país...
Ao invés, prefere apostar mais em formações parecidas com
psicoterapias de grupo, de onde, por ano, se realçam uns quantos
formandos que virão a conseguir obter um nível de estudos mais
elevado, mas de resto, é mais um ânimo para quem nada tem de se
preocupar ou fazer.

Mas o que me preocupa é que muitos dos jovens que andam pelo ensino

www.facebook.com/permalink.php?stor… 2/4
22-11-2010 «Zeferino Batista...
já não olham para os objectivos que lhe são propostos porque já não
descartam do seu futuro essas "Novas oportunidades", onde pagam
bolsa, subsidio de refeição e transporte.
7 hours ago · Like

João Torres Centeno Não foi um socialista ( nacional) que inventou a


propaganda?
Falo de Goebbles. Então de que estavamos à espera?
7 hours ago · Like

Eva Jacinto Não sabia que a iniciativa novas oportunidades já tinha


sido tão plenamente avaliada. Os senhores comentadores, que com
certeza já tiveram acesso a esses estudos, poderão enviar-me esses
documentos?
6 hours ago · Unlike · 2 people

Pedro Brás Marques A questão não é avaliar os resultados da NO. A


questão é saber se elas deviam, sequer, ter sido criadas. Leia
isto:http://www.facebook.com/note.php?note_id=160339977320373.
O que ali está escrito assisti eu, no terreno, numa JF de Vila do C...
See more
5 hours ago · Like · 2 people

Joaquim Luís Coimbra Se os comentários revelassem menos erros


ortográficos e inconsistências sintácticas, talvez os nossos
concidadãos pudessem apreciar com mais autoridade o processo e o
resultado, pessoal e social, do esforço e do investimento que tantas
centenas de milhar de outros concidadãos têm vindo a fazer.
5 hours ago · Like · 1 person

Pedro Brás Marques Joaquim, não sei se o seu comentário é para


mim, mas, de qualquer forma gabo-lhe a coerência por, até aqui, seguir
as pisadas das NO, ou seja: a forma sobre o conteúdo.
De qualquer forma, alerto-o para o facto de não se tratar de
investimento. É despesa pura e sem retorno. Educação e formação
adequada é investimento, sem dúvida. "Passagem administrativa", além
de irresponsabilidade, é só despesa. E "esforço", acredite, é palavra
que não tem qualquer cabimento nas NO!
As NO são uma típica acção dos líderes "sabichões" do Terceiro Mundo
para subir rápida e artificialmente nos rankings de desenvolvimento. Os
"esforçados concidadãos" continuam ignorantes, mas, agora, são
"ignorantes com diplomas", o que é outra coisa... Enfim!...
5 hours ago · Like

Eva Jacinto Destruir publicamente um programa que envolve tantos


concidadãos só porque foi implementado por um governo formado por
um determindo partido (não interessa qual o partido) e, pior ainda, tecer
considerações sobre esses mesmos concidadãos como se de gente de
segunda se tratasse, é, no mínimo, irresponsável.
5 hours ago · Like · 2 people

António Ferreira Desculpem lá mas vocês são muito maus!!


Eu dou os parabéns ao Sr. Zeferino, à Sra. Ministra do Trabalho e ao Sr.
Primeiro Ministro por mais um sucesso educacional. O Sr. Zeferino irá
certamente ter novas oportunidades no mercado de trabalho ...
See more
4 hours ago · Like · 2 people

Pedro Brás Marques Eva: 1-Não é por ser do PS, do PSD, da CDU,
do Obama ou do Papa. É porque não presta. Se fosse do PSD, que é
onde quer chegar, eu escrevia tudo o que já aqui, e noutros sítios
escrevi. Só tenho uma cara. 2-Os concidadãos não são de "primeira" ou
"segunda". Pelo menos para mim, que são todos rigorosamente iguais.
As NO é que, abusando da boa fé das pessoas, lhes fazem crer que são
de "segunda" e, através delas, até nvão ser de "primeira". Está a ver a
manha?
4 hours ago · Like · 2 people

Mário Oliveira E Costa Zeferino Batista a 1º Ministro, JÁ!


4 hours ago · Like · 1 person

Joaquim Luís Coimbra Apetece-me - e parece-me que, com


fundamento - dar razão ao Conde de Abranhos. Não utilizarei a
linguagem no grau de crueza em que ele o fazia para se referir à
nossa atávica pobreza conceptual; se não, ficaríamos todos ainda
mais chocados com a lastimável qualidade deste debate. Tentarei
reduzi-lo a expressões simples e compreensíveis: (a) somos uns
'novos-ricos' da educação (em 1974, tínhamos 25% de analfabetos
primários); (b) contrariamente ao que se passa no centro e no norte
da Europa, a educação ainda funciona, em Portugal, como o principal
mecanismo de mobilidade social ascendente, definindo, assim, os
critérios - tomados como únicos possíveis - para a sua concretização
'legítima' e obrigatoriamente penosa; (c) os cidadãos adultos
provindos de meios socio-culturais menos favorecidos, obrigados a
um abandono precoce do aparelho escolar, só podem estar a fazer
"batota" ao reclamarem que sabem mais do que as suas credenciais
escolares atestam, que aprenderam sem serem ensinados, ao
submeterem-se ao reconhecimento e validação sociais dos adquiridos
da experiência.
2 hours ago · Like · 2 people

Pedro Brás Marques Joaquim, dê as voltas que der, há factos ( e


não argumentos) que são indesmentíveis. Não vale de nada dar a
cidadãos títulos se a forma de os atribuir aos mesmos não corresponde
aos conhecimentos correspondentes. Um exemplo extremamente
simples: dê ao senhor do exemplo um qualquer teste final do 9º (já nem
digo do 12º...). Matemática, Português, História, um igual ao que um
qualquer aluno do sistema educativo normal (o tal que precisou de cinco
anos para chegar ali) teve de fazer! Vá lá, dê-o a este senhor ou a
qualquer outro com o «9º Ano NO». E veja se ele é capaz de responder.
Se é só dar títulos, tudo bem. Ficam todos felizes - quem os dá e quem
os recebe. Agora, se é para dar efectivos conhecimentos (com real
correspondência às matérias leccionadas) e que possam ser usados em
favor da sociedade, então, esqueça.
about an hour ago · Like

www.facebook.com/permalink.php?stor… 3/4
22-11-2010 «Zeferino Batista...
Joaquim Luís Coimbra Quod erat demostrandum...
Em Portugal, estamos a utilizar um dispositivo de balanço de
competências que se foi desenvolvendo e validando na França ao
longo de quarenta anos (lembro que em toda a Europa há sistemas
de validação e certificação dos adquiridos experienciais dirigidos a
cidadãos adultos pouco escolarizados e subcertificados). Por que
razão será que a suspeita, desconfiança e a pequenina inveja de
pequeninos-burgueses não se faz aí sentir?
about an hour ago · Like · 2 people

Pedro Brás Marques Isto não tem nada a ver com qualquer
preconceito social, cultural ou económico, Joaquim. Tem só a ver com a
verdade. É tão simples quanto isso, acredite... :)
about an hour ago · Like · 1 person

Joaquim Luís Coimbra Desculpe a curiosidade: o que é que aqui


desempenha a função de preconceito e o que faz critério de
"verdade"?
about an hour ago · Like · 1 person

Pedro Brás Marques Preconceito: a sua interrogação na mensagem


anterior. Verdade: o que não é dado, no contexto em causa.
about an hour ago · Like

Joaquim Luís Coimbra A incapacidade é certamente minha; mas,


quando um debate tem como pressuposto um tal double-bind, peço
escusa para continuar.
about an hour ago · Like

Pedro Brás Marques Seja!...


about an hour ago · Like

Write a comment...

Facebook © 2010 · English (UK) About · Advertising · Developers · Careers · Privacy · Terms · Help

www.facebook.com/permalink.php?stor… 4/4

Interesses relacionados