Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DO PARANÁ

CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO


CURSO: ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: MANUTENÇÃO MECÂNICA INDUSTRIAL – EM38F – TURMA M81

Aluno: Maikel da Silva RA: 1209710

ATIVIDADE 2: EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO DA DEFINIÇÃO DE MANTENABILIDADE


COM EXEMPLO DE ESTUDO DE CASO E DA DISPONIBILIDADE E SUA RELAÇÃO
COM CONFIABILIDADE E MANTENABILIDADE.

1. A capacidade de um Equipamento, em uma Planta Industrial, desempenhar a

sua função requerida sob condições especificadas, durante um intervalo de

tempo, pode ser definida como:

( ) disponibilidade ( x ) confiabilidade ( ) confiabilidade ou disponibilidade

2. A capacidade de um Equipamento estar em condições de executar certa

função em um dado instante de tempo determinado, pode ser definida como:

( x ) disponibilidade ( ) confiabilidade ( ) confiabilidade ou

disponibilidade

3. Utilizando o Material Confiabilidade na Manutenção, anexo na Atividade

Assíncrona, Semana 2, no Moodle, responda:

3.1. Nº de sobrevivente no fim do ciclo (c = 7000) = ________________


3.2. Nº de sobrevivente no fim do ciclo (c = 8000) = ________________

3.3. Nº acumulado de falhas até c = 10.000 = ___________________

3.4. Nº de falhas no intervalo entre 8000 e 9000 = ______________

3.5. R (15.000) = ______________________

3.6. F (24.000) = _________________________

1
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DO PARANÁ
CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO
CURSO: ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: MANUTENÇÃO MECÂNICA INDUSTRIAL – EM38F – TURMA M81

4. Em uma determinada Empresa X, há um EQUIPAMENTO considerado crítico e

é um dos principais do processo de produção, e se ele parar toda a linha de

produção irá parar junto. Após um levantamento sobre as últimas falhas,

chegou-se a seguinte conclusão: as 25 paradas nesse equipamento eram por

problemas relacionados a “Superaquecimento do motor elétrico principal”.

Após uma criteriosa análise de falhas, foi identificada a causa dessas falhas:

a obstrução dos filtros das janelas de ventilação da cabine do motor elétrico.

Conhecendo a causa, foi realizada a substituição desses filtros de forma

semanal, mas problemas começaram a acontecer agora. O local era de difícil

acesso, essa atividade era nova e ninguém sabia a forma correta e mais ágil

de se fazer, esse filtro era um modelo específico fabricado exclusivamente

para este equipamento, não tinha no estoque da empresa e o seu processo

de compra era demorado, além de tudo, essa atividade era em um espaço

confinado e havia a necessidade de uma série de procedimentos para realizá-

la de forma segura. Portanto, ao analisarmos o cenário acima, podemos dizer

que a _____________ do EQUIPAMENTO para essa determinada ação de

manutenção era muito _________. Ou seja, essa atividade tinha um _______

nível de dificuldade.

As palavras a serem preenchidas respectivamente são:

( ) confiabilidade, alta e alto;

( ) mantenabilidade, alta e baixo;

( ) mantenabilidade, baixa e alto;


2
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DO PARANÁ
CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO
CURSO: ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: MANUTENÇÃO MECÂNICA INDUSTRIAL – EM38F – TURMA M81

( x ) disponibilidade, baixa e alto.

5. Na análise da confiabilidade humana algumas questões devem ser

respondidas:

• O que pode dar errado e quais as consequências?

Segundo SOUZA; F. D. et al. (2010). Como qualquer indivíduo pode cometer

erros, esses levam às falhas dos sistemas mecânicos, e o que leva a tais erros

(os fatores existentes no contexto e aqueles inerentes a cada pessoa).

Segundo SANTOS BATISTA e NASCIMENTO SANTOS (2015), os erros dos

empregados têm favorecido a ocorrência de acidentes históricos e, muitas

vezes, trágicos.

• Qual a possibilidade de dar errado?

Segundo o Health and Safety Executive (2004), falhas humanas contribuem em

mais de 90% dos acidentes e a maioria delas poderia ser impedida por ações de

gestão. Segundo Lafraia (2001), 90% de todas as falhas de equipamentos

podem ser atribuídas de uma forma ou de outra ao erro humano.

• Quais os fatores que influenciam o desempenho humano?

Para SANTOS BATISTA e NASCIMENTO SANTOS (2015), As faltas de:

informação, capacidade ou de preparação adequada para determinada

atividade, condições ergonômicas inadequadas ou fadiga, aptidão ou

despreparo físico e mental, pequenos equívocos e motivação; são os principais

fatores que influenciam.

3
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DO PARANÁ
CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO
CURSO: ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: MANUTENÇÃO MECÂNICA INDUSTRIAL – EM38F – TURMA M81

• Como reduzir a probabilidade de falhar?

Conforme conclui SANTOS BATISTA e NASCIMENTO SANTOS (2015), para

reduzir a probabilidade de falhas, é necessário, a relação entre motivação e

confiabilidade fica caracterizada, não por uma dependência direta, mas pela

percepção dos indivíduos sobre fatores que influenciam essa relação, tais como

a comunicação interna, a capacitação e a ambiência organizacional. A

confiabilidade humana, construída no início da cadeia produtiva, a partir do

processo inicial de elaboração de projetos e estratégias, tem na própria

organização (seus valores e suas políticas) o seu mentor. Ao empregado, por

essência subjetivo e por ciência sujeito a erros, cabe o papel de perceber-se

falho e dar a atenção devida a seus próprios atos, como agente ativo e passivo

dos mesmos, minimizando reflexos indesejados para a organização.

Dê um exemplo do seu dia a dia ou de um ambiente empresarial ou industrial,

possível de combinar todas as quatro questões citadas acima.

6. As condições abaixo se mostram favoráveis para a ocorrência de um erro na

ação do manutentor como:

• realizar uma sequência habitual de ações num ambiente familiar ou no trabalho

(rotina);

• ocorrer alguma mudança no planejamento da ação ou nas circunstâncias que

envolvem a ação;

4
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DO PARANÁ
CAMPUS CORNÉLIO PROCÓPIO
CURSO: ENGENHARIA MECÂNICA
DISCIPLINA: MANUTENÇÃO MECÂNICA INDUSTRIAL – EM38F – TURMA M81

• direcionar o foco da atenção para uma preocupação interna ou alguma distração

externa, enquanto se realiza uma ação.

Portanto, pode-se classificar esse tipo de erro humano como:

( ) lapso ( x ) violação ( ) deslize ( ) engano

7. Ao realizar uma determinada atividade com uma serra policorte, no setor de

Manutenção, o manutentor retira a sua máscara de segurança para se

comunicar com o outro manutentor e, após, se esquece de colocá-la

novamente quando retorna a sua atividade com a serra de policorte. Neste

caso, pode-se classificar esse tipo de erro humano como:

( ) deslize ( x ) lapso ( ) engano ( ) violação

REFERENCIAS:

Health and Safety Executive (HSE) (Ed.), (2004). HSG (245) – Investigating

Accidents and Incidents. HSE Books, UK.

LAFRAIA, J. R. B. Manual de confiabilidade, mantenabilidade e disponibilidade. Rio

de Janeiro: Qualitymark, 2001.

SANTOS BATISTA, Charles, NASCIMENTO SANTOS, Jair. Motivação e

Confiabilidade Humana: uma análise da percepção do indivíduo. REVISTA DE

ADMINISTRAÇÃO FACES JOURNAL. 2015. Disponível em:

<https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=194042558008>. Acessado em 02 de julho

de 21.
5

Você também pode gostar