Você está na página 1de 3

Áreas de atuação WWF Brasil

A WWF trabalha em conjunto com ONGs regionais,


universidades e órgãos governamentais desenvolvendo projetos,
atividades de apoio à pesquisa, legislação e políticas públicas,
educação ambiental e comunicação.
É deixado bem claro, no site, a luta para conservar lugares com
animais e plantas únicos, e esse trabalho é feito em diversas áreas do
país como:
- Amazônia – são descritas as ações para reverter a situação, os
principais problemas, as ameaças, as principais atividades, os
parceiros, como são divididas as unidades de conservação, etc.
- Pantanal – São apresentadas curiosidades sobre o Pantanal, as
ameaças existentes, ações para reverter, como fazer parte, parcerias
com pessoas, notícias, etc.
- Mata Atlântica – São apontadas as ações e seus resultados, memória
dos primeiros animais em extinção na área, parceiros, notícias, o dia
da Mata Atlântica, etc.
As informações sobre as atividades principais desenvolvidas
pela WWF em cada área do país em que ela atua, são muito fáceis de
serem encontradas no site, é tudo muito explicado e bem detalhado.
No caso da Amazônia, por exemplo, as atividades que são
desenvolvidas e os principais problemas encontrados e as ameaças,
são explicados para que a pessoa que esteja pesquisando fique a par
do que acontece por lá e o que é feito para reverter.
A WWF investe em unidades de conservação espalhadas nessas
áreas, não só delimitando limites, mas também investindo em uma
boa gestão dessas unidades, pois acreditam que com pessoas
adequadas administrando essas unidades, as espécies ali
encontradas, não sofrerão ameaças. São dados treinamentos,
equipamentos necessários e é realizada uma avaliação sobre a
gestão. É uma forma de mostrar que eles não se preocupam apenas
com as espécies em extinção ou com o desmatamento e o
aquecimento global, mas também com os funcionários da
organização.

Redução de Impactos

A WWF Brasil visa a redução do impacto da ação do homem ao


meio ambiente, determinando o uso racional dos recursos naturais,
para que as pessoas de hoje e as futuras gerações não se
prejudiquem.
Na minha opinião, é uma das partes mais interessantes do site, pois
informa as perspectivas para tais impactos e explica detalhadamente
o que são exatamente.
São vários impactos trabalhados, como:
- Mudanças climáticas e energia – Informa sobre o aquecimento
global, o que é, as causas, o que pode ser feito, a Convenção do
Clima de 2009, as perspectivas e notícias e publicações sobre o tema.
- Desenvolvimento Sustentável – São desenvolvidas linhas de
trabalho como Conservação da biodiversidade e parques, uso
sustentável dos recursos naturais e Educação Ambiental e
Comunicação na região amazônica. São mostradas as ações e os
resultados obtidos com tais.
- Agricultura e Meio ambiente – São desenvolvidas diversas ações e
em cima delas e dos resultados, são criados projetos.
- Água para a vida – Novas propostas estão sendo criadas, propostas
antigas estão sendo adaptadas com parceiros, são mostradas
algumas campanhas, curiosidades, resultado de projetos de um
determinado tempo e notícias.
- Ecologia da Paisagem - É destinada a conhecer o modo como
funciona os ecossistemas e a influência do homem sobre eles. O site
mostra as ações propostas como capacitação e seus resultados, além
de textos relacionados e conceitos importantes, notícias e
publicações.
- Educação para Sustentabilidade – Este é um projeto mais voltado
para o homem, que gera ações que possam ajudar na conservação.
Para isso, foi desenvolvido um programa chamado Educação pra
Sociedades Sustentáveis e dentro desse programa existe o tema
Pegada Ecológica, que acaba unindo vários outros temas trabalhados
pela WWF como aquecimento global, biodiversidade, entre outros. Na
minha opinião, este é um dos programas mais interessantes, pois
acaba englobando e tenta solucionar diversos problemas com um
único tema que é a Pegada Ecológica.
Para a WWF, a forma certa de mobilizar as pessoas quanto à
sustentabilidade está na transformação do modo delas enxergarem a
natureza e para isso, investe em diversos programas e projetos que
abrem um pouco os olhos das pessoas quanto aos impactos do mal
uso dos recursos naturais.