Você está na página 1de 2

Estudo bíblico indutivo Semana da generosidade 2020

Visão, vocação e vivência missionária www.abub.org.br

UMA SALVAÇÃO QUE TRANSBORDA EM GENEROSIDADE


LUCAS 19:1-10

Pedro Valenzuela e Tályta Alencar


pedro@abub.org.br, talyta@abub.org.br

A história do encontro de Jesus com Zaqueu na cidade de Jericó é uma das mais
conhecidas dos relatos dos evangelhos. Você já cantou uma música ou fez uma
encenação na sua igreja sobre essa história?

Vamos ler Lucas 19:1-10


“1 Jesus entrou em Jericó e atravessava a cidade. 2 Havia ali um homem rico chamado
Zaqueu, chefe dos cobradores de impostos. 3 Tentava ver Jesus, mas era baixo demais e
não conseguia olhar por cima da multidão. 4 Por isso, correu adiante e subiu numa
figueira-brava, no caminho por onde Jesus passaria. 5 Quando Jesus chegou ali, olhou
para cima e disse: “Zaqueu, desça depressa! Hoje devo hospedar-me em sua casa”. 6 Sem
demora, Zaqueu desceu e, com alegria, recebeu Jesus em sua casa. 7 Ao ver isso, o povo
começou a se queixar: “Ele foi se hospedar na casa de um pecador!”. 8 Enquanto isso,
Zaqueu se levantou e disse: “Senhor, darei metade das minhas riquezas aos pobres. E, se
explorei alguém na cobrança de impostos, devolverei quatro vezes mais!”. 9 Jesus
respondeu: “Hoje chegou a salvação a esta casa, pois este homem também é filho de
Abraão. 10 Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar os perdidos.” (NVT)

A Páscoa estava próxima e Jesus estava quase chegando em Jerusalém. No caminho,


atravessa a cidade de Jericó e uma multidão o acompanhava.

1. [O] Zaqueu é introduzido no relato (v. 2-4). Quem era ele em Jericó? O que ele fez
quando Jesus chegou e por quê?

2. [I] Vocês conhecem a reputação de um cobrador de impostos entre os judeus?


Como seria a relação do povo de Jericó com Zaqueu, que era o “chefe” dos
cobradores¹?

3. [I] Qual era a relação de Zaqueu com o dinheiro? Quais eram as consequências
disso para a vida do povo?

4. [O] No meio da multidão, Jesus chama pelo nome a Zaqueu e se “auto convida”
para a casa dele (v. 5). Qual foi a resposta de Zaqueu?(v. 6) Qual foi a resposta do
povo? (v. 7)

5. [O, I] Com Jesus em casa, Zaqueu faz uma declaração surpreendente (v. 8).
Compare os compromissos que Zaqueu assume com os mandamentos em
Deuteronômio 14:22,29, Levítico 5:16 e Números 5:7². Por que é surpreendente essa
declaração? O que aconteceu com Zaqueu nesse dia?

6. [O] Jesus também responde com uma declaração surpreendente (v. 9-10). O que
declarou sobre a vida de Zaqueu? O que ele falou sobre si mesmo e sua missão?

7. [I] Depois Jesus continua seu caminho a Jerusalém, de que maneira o


arrependimento de Zaqueu e sua fé em Jesus mudaria seu relacionamento com o
povo de Jericó, em especial com os pobres e os fraudados por ele? Qual seria o papel
do dinheiro na vida dele a partir de então?
Estudo bíblico indutivo Semana da generosidade 2020
Visão, vocação e vivência missionária www.abub.org.br

“Ninguém pode servir a dois senhores, pois odiará um e amará o outro; será
dedicado a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro.” -
Lucas 16:13 (NVT)

8. [R] Muitas coisas mudaram desde essa época até hoje, mas o dinheiro e a forma
como as pessoas se relacionam com ele continua sendo um desafio. Como você se
relaciona hoje com o dinheiro? O que passa em seu coração quando falta ou quando
sobra? Como ele influencia suas decisões, inclusive da graduação que você escolheu?

9. [R] Afirmamos que a graça de Jesus nos alcançou. Considerando o estudo até
agora, em que momentos “valorizamos” nosso relacionamento com Jesus e sua
presença em nossas vidas? Diante de Jesus, qual deveria ser o papel do dinheiro?

10. [A] As evidências do arrependimento de Zaqueu iam mudar a vida de muitas


pessoas em Jericó, em especial dos mais vulneráveis. De que maneira a generosidade
evidencia que Jesus é o Senhor de nossas vidas e não o dinheiro? Como a
generosidade pode ser um instrumento da graça e da obra de Deus no seu contexto?
Pense em alguma pessoa próxima e suas necessidades ou em algum trabalho de
Deus (ministério) em que você esteja envolvido (igreja, ABUB etc.). Pense nos
recursos que ele te deu e como colocá-los a serviço do seu Reino.

Para compartilhar o que aprendemos hoje: Antes do século XX era comum que a melodia de um
hino tivesse mais de uma letra ou que a letra de um hino fosse cantada com várias melodias. Como
seria cantar a melodia de “Faz um milagre em mim”, do Regis Danese, com uma letra escrita com o
que você aprendeu neste estudo? Você pode fazer sozinho ou com o grupo uma versão livre dessa
música e depois compartilhar no Instagram marcando a @abubrasil.

Referências
1. "Sendo uma cidade de fronteira, Jericó tinha uma alfândega. Porque era também uma
das mais ricas cidades da Palestina, situada na parte mais fértil da Judeia e ostentava um
palácio herodiano, a quantidade de impostos cobrada seria grande. O "ladrão" cobrador
de impostos seria aquele que contratava para vendas e cobranças das taxas alfandegárias
e tinha cobradores sob as suas ordens. Dadas estas regras, Zaqueu tinha se tomado rico
sem enganar; mas parece que ele enganou de qualquer forma (19:8)". Craig Keener,
Comentário histórico-cultural da Bíblia: Novo Testamento. Vida Nova.
2. Deuteronômio 14:22, 29: “Separem o dízimo de suas colheitas, um décimo de toda a sua
safra anual (...) Entreguem o dízimo aos levitas, que não receberão porção alguma de terra
como herança entre vocês, e também aos estrangeiros que vivem entre vocês, e aos
órfãos e às viúvas de suas cidades, para que eles comam até se saciarem. Então o Senhor,
seu Deus, os abençoará em todo o seu trabalho”.
Levítico 5:16: "A pessoa pagará uma indenização referente ao delito religioso que
cometeu, com um acréscimo de um quinto do valor. Quando entregar o pagamento ao
sacerdote, ele fará expiação pela pessoa com o carneiro sacrificado como oferta pela
culpa, e ela será perdoada".
Números 5:7: “Confessará seu pecado e pagará indenização completa pelo dano causado,
com um acréscimo de um quinto do valor, e entregará o total à pessoa prejudicada”.

Você também pode gostar