Você está na página 1de 5

Prova Técnica

NOME : _______________________________________________ VAGA:

ESCOLARIDADE: DATA: ___/___/____

1. Das decisões interlocutórias caberá agravo, no prazo de:

a) cinco dias.

b) oito dias.

c) dez dias.

d) quinze dias.

2. O oficial de justiça, não encontrando o devedor, arrestar-lhe-á tantos bens quantos


bastem para garantir a execução. Compete ao credor requerer a citação por edital do
devedor dentro de:

a) cinco dias.

b) oito dias.

c) dez dias.

d) quinze dias.

3. Com relação à execução civil, pode-se afirmar, exceto:

a) são títulos executivos extrajudiciais o documento particular assinado pelo devedor e por
duas testemunhas; o instrumento de transação referendado pelo Ministério Público.
b) nas obrigações alternativas, quando a escolha couber ao devedor, este será citado para
exercer a opção e realizar a prestação em 10 (dez) dias, se outro prazo não lhe foi determinado
em lei, no contrato, ou na sentença.
c) quando por vários meios o credor puder promover a execução, o juiz mandará que se faça
pelo modo menos gravoso para o devedor.
d) os vestuários são absolutamente impenhoráveis, bem como os pertences de uso pessoal do
executado, independentemente do valor do bem.

4. Consideram-se títulos executivos judiciais:

I - a sentença condenatória proferida no processo civil que reconheça a existência da


obrigação de não fazer.
II - a sentença penal condenatória com trânsito em julgado.
III - a sentença arbitral e a sentença homologatória de transação ou de conciliação;
IV - o formal e a certidão de partilha.

a)    todos os itens são incorretos.


b)    todos os itens são corretos.
c)    somente os itens I e II estão corretos.
d)    somente os itens III e IV estão corretos.

5. Marque a única opção falsa:

O devedor responde, para cumprimento de suas obrigações, com todos os seus bens
presentes e futuros, salvo as restrições estabelecidas em lei. Ficam, entretanto, sujeitos à
execução os bens:

a)  do sócio, nos termos da lei.


b)  do sucessor a título universal, tratando-se de execução fundada em direito real ou
obrigação reipersecutória.
c)  do cônjuge, nos casos em que os seus bens próprios, reservados ou de sua meação
respondem pela dívida.
d)  do devedor, quando em poder de terceiros.
6. Há liquidação da sentença por arbitramento, quando:

a) o valor da condenação for apurado por cálculo aritmético elaborado e apresentado pelo
credor, impugnado pelo devedor e, por isso, depender de perícia contábil.
b) o valor da condenação depender de cálculo complexo, incluindo juros capitalizados ou
conversão de moeda estrangeira, dependendo de cálculo a ser elaborado pelo contador
judicial.
c) for necessária a designação de perito judicial para avaliar o dano objeto da condenação e
responder aos quesitos formulados pelas partes.
d) for necessário alegar ou provar fato novo para se determinar o valor da condenação.

7. Os embargos do devedor:

a)  como regra, serão recebidos no efeito suspensivo.

b)  deverão ser opostos após garantia do juízo por meio de penhora, depósito ou caução,
necessariamente.

c)  quando houver mais de um executado, com diferentes procuradores, o prazo para oposição
dos embargos do devedor será contado em dobro.

d)  não podem ser rejeitados liminarmente, exigindo sempre julgamento meritório das razões
aduzidas nos autos.

e)  serão oferecidos no prazo de 15 dias, contados da data da juntada aos autos do mandado
de citação devidamente cumprido.

8. Em relação à execução por quantia certa

a)    mesmo que não haja outros bens, são impenhoráveis os frutos e rendimentos dos bens
inalienáveis.

b)    não estão sujeitos à execução os bens que a lei considera impenhoráveis, mas podem ser
executados os bens inalienáveis.

c)    pode ser oposta a impenhorabilidade à cobrança do crédito concedido para a aquisição do
próprio bem.

d)    são absolutamente impenhoráveis os recursos públicos recebidos por instituições privadas
para aplicação compulsória em educação, saúde ou assistência social.

e)    é penhorável o seguro de vida, por não ter natureza alimentícia.


9 . Assinale a alternativa incorreta:

a) A Teoria Dinâmica de Distribuição do Ônus da Prova afasta a rigidez das regras de


distribuição do onus probandi, tornando-as mais flexíveis e adaptando-as ao caso concreto,
valorando o juiz qual das partes dispõe das melhores condições de suportar o encargo
respectivo.

b) Os princípios da prevenção e da precaução exercem influência na aplicação de regras


materiais do Direito Ambiental, mormente no campo da responsabilidade civil, uma vez que o
enfoque jurídico nessa área deve ser o da prudência e da vigilância no tratamento a ser dado a
atividades potencialmente poluidoras, diante do risco de dano irreversível ao meio ambiente.

c) Cominada liminarmente pelo juiz no bojo de ação civil pública, a multa somente será exigível
do réu após o trânsito em julgado da decisão favorável ao autor, mas será devida desde o dia
quem se houver configurado o descumprimento.

d) O princípio da reparação integral do dano ambiental determina a responsabilização do


agente por todos os efeitos decorrentes da conduta lesiva, mas não permite a cumulação de
pedidos para condenação nos deveres de recuperação in natura do bem degradado, de
compensação ambiental e indenização em dinheiro, posto que o primeiro é excludente dos
demais.

10. Marcar a opção errada: De acordo com o novo Código de Processo Civil, a parte não é
obrigada a depor sobre fatos:

a) criminosos ou torpes que lhe forem imputados.

b) que coloquem em perigo a vida do depoente.

c) a cujo respeito, por estado ou profissão, deva guardar sigilo.

d) acerca dos quais possa responder com desonra.

Você também pode gostar