Você está na página 1de 2

Expressão Facial e Corporal

Curso Técnico em Libras

Professor: Fabrício Dias Heitor

Série/turma: Curso Técnico em Libras

Assunto da Atividade: Exercícios Estudos Linguísticos

31 – A partir das pesquisas de Stokoe, Ferreira-Brito e outros estudiosos no Brasil, definiram-se


os parâmetros fonológicos da LIBRAS, que são:

Locação ou ponto de articulação, configuração de mãos, movimento, orientação da mão,


expressões não manuais.

Ponto de articulação, alfabeto manual e expressões não manuais.

Orientação do olhar, ponto de articulação, expressão facial, expressões não manuais.

Alfabeto manual, orientação do olhar, expressão corporal, configuração da mão.

Locação ou ponto de articulação, expressões não manuais, expressão facial.

32 – As expressões faciais em Língua de Sinais podem ser afetivas ou gramaticais. Estas últimas
são obrigatórias, em geral mais longas e acompanham o sinal. Sobre as expressões faciais
gramaticais é correto afirmar, EXCETO:

O franzir de sobrancelhas e a direção do olhar também podem fazer parte das expressões
faciais gramaticais.

As expressões faciais podem ser incorporadas a um substantivo para demonstrar o tamanho.


Ex: MANSÃO, CARRINHO.

Dentre as expressões faciais gramaticais estão os movimentos de cabeça, afirmativo e


negativo.

Toda expressão facial gramatical é consequentemente uma expressão facial emocional.

As expressões faciais são utilizadas para demonstrar grau de intensidade em adjetivos. Ex:
BONITÃO e COITADINHO.

33 – As expressões faciais também fazem parte da comunicação humana. Através delas,


podemos revelar emoções, sentimentos, intenções para nosso interlocutor. No caso das
línguas de sinais, as expressões faciais desempenham um papel fundamental. (Pizzio; Rezende
e Quadros. Língua Brasileira de Sinais II. UFSC ¿ Faculdade de Letras LIBRAS). Assinala a
alternativa que aponta as influências das expressões faciais sobre os adjetivos na LIBRAS?

As expressões faciais não possuem relação gramatical na LIBRAS.

As expressões faciais são meramente ilustrativas para reforçar o entendimento.

Os adjetivos estão associados ao grau de interesse através das expressões faciais.


As expressões faciais são facultativas, não influenciando na formação dos adjetivos.

As expressões faciais não possuem relação com os adjetivos.

34 – A Língua Portuguesa e a Língua Brasileira de Sinais possuem diferenças, mas também


semelhanças. Ao encontro desses aspectos, é correto afirmar:

A fala ou os sinais são expressões de línguas distintas. A língua é um sistema coletivo de uma
comunidade linguística, tecida por meio de trocas sociais, culturais e políticas.

A língua de sinais apresenta uma sintaxe espacial, incluindo os chamados classificadores. A


língua portuguesa usa uma sintaxe linear utilizando a descrição para captar o uso de
classificadores.

A língua de sinais utiliza a estrutura de foco através de repetições sistemáticas. Esse processo
não é comum na língua portuguesa.

A língua de sinais atribui um valor gramatical às expressões faciais. Esse fator não é
considerado como relevante na língua portuguesa, apesar de poder ser substituído pela
prosódia.

A escrita da Língua de sinais não é alfabética.

35 – Os classificadores são recursos linguísticos usados para descrever pessoas, animais,


objetos, movimentos ou localização. Mediante essa afirmação, assinale a alternativa
correspondente a tipos de classificadores.

CL Descritivo, CL Indicativo, CL do Corpo.

CL Locativo, CL Semântico, CL Direcional.

CL de Parte do Corpo, CL Especificador, CL Nome e Número.

CL de Elemento, CL Direcional, CL do Plural.

CL Indicador, CL de Nome, CL de Localização.

Este conteúdo não foi criado nem aprovado pelo Google. Denunciar abuso – Termos de Serviço
– Política de Privacidade

Google Formulários

Preencha automaticamente as respostas e clique em “Gerar link”.

Preencha automaticamente as respostas e clique em “Gerar link”.

Você também pode gostar