Você está na página 1de 42

ESTADO DE ALAGOAS

SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL


POLÍCIA MILITAR
COMANDO GERAL

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230


DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

AJUDÂNCIA GERAL
2

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Para ciência desta Corporação e seu devido cumprimento, publico o seguinte:

Uniforme de Expediente: Seg., Qua. e Sex.; 3º C; Ter. e Qui.; Instrução.


Uniforme de Serviço: O Especifico de cada OPM.

1ª PARTE
SERVIÇO DIÁRIO

Para o dia 12 de Dezembro de 2008 (6ª Feira)


Q.C.G. C.P.C.
Coordenador Operacional: Adjunto ao Coordenador Operacional:
07h00 às 19h00: TC Wellington Gomes 07h00 às 19h00: Cap Sidraiton
19h00 às 07h00: Maj Tenório 19h00 às 07h00: Cap Bertoldo
Oficial de Dia: Ten Adail C.M.H.
Cmt da Guarda: Sgt Marxswell Médicos de Dia
Cb da Guarda: Josinaldo 07h00 às 13h00: Ten QOS Simur
Corneteiro de Dia: Sgt Lourival 13h00 às 19h00: Ten QOS Adeildo
19h00 às 07h00: Ten QOS Adeildo

2ª PARTE
INSTRUÇÃO E OPERAÇÃO - SEM NOVIDADES

3ª PARTE
ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS E GERAIS

Seção I
Assuntos Administrativos

I - Apresentação de Oficiais – Em 11.12.2008

a) Cap QOE PM Dorgival da Silva Viana, por ter em 10.12.2008, entrado em gozo de Licença
Especial ref. ao 5° qüinqüênio, conf. BGO n° 228 de 09.12.2008;
b) Cap QOC PM Maurício Mendes de Morais, por ter sido indicado para participar do Curso de
Formação e Capacitação de Pregoeiros, atualizado na Lei Complementar 123/2006 e incluindo no Decreto
6.204/2007, a ser realizado na Cidade de São Paulo, nos dias 11 e 12Nov08, cf. publicação contida no
BGO nº 216 de 19Nov08 e ter sido designado para representar o Cmt Geral da PMAL no evento de
lançamento do Calendário 2009 da FAPEAL, às 20h do dia 27Nov08, na Casa da Palavra, cf. publicação
contida em BGO nº 218 de 24Nov08;
c) 2º Ten QOA PM Mat.: 2062-1, JOSÉ RENIVALDO DA SILVA SOARES, por ter entrado em gozo
de férias regulamentares referente ao ano de 2005.

II - Gabinete do Comandante Geral

a) Comandante

1. Portaria nº 049/2008 - O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE


ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe confere o art. 75, incisos I, II e V, da Lei n° 6.399, de
15.08.2003, (Lei de Organização Básica da PMAL - LOB), Resolve designar o Maj QOC PM Jefferson
Clayton Nascimento de Assunção, em substituição ao Maj QOC PM Erisvaldo Santos da Silva, para
assumir o encargo de interlocutor da PMAL junto ao Departamento da Força Nacional de Segurança
Pública – DFNSP/SENASP, sem prejuízo das funções que já exerce, até ulterior deliberação.
3

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

2. NP nº 337 - Despacho em Processos: O Comandante Geral despachou no período de 01 a


05/12/2008, os seguintes Processos:

Processo nº 1206-821/2005 Despacho nº 920 - GCG/ASS


Interessado: Batalhão de Operações Policiais Sigam os autos ao Comando do Batalhão
Especiais – BOPE/PMAL de Operações Policiais Especiais para
Assunto: Equipamentos e Materiais de análise e pronunciamento.
Segurança para Ações Antibombas
Processo nº1101-3727/2008 Despacho nº 921 - GCG/ASS
Interessado: Assembléia Legislativa EstadualTornem os autos à Secretaria de Estado da
Assunto: Indicação Nº 335/2008-Deputado Defesa Social, informando que este
Manoel Santa’Anna. Comando Geral visando corrigir um dos
mais graves problemas enfrentados pela
Corporação para estruturar a função vital de
suprir um dos maiores anseios da
sociedade: o combate à violência,
determinou a elaboração de Projetos de Lei
para a criação do Reforço Voluntário e
Prêmio de Produtividade, os quais foram
encaminhados a essa Secretaria, por meio
do Ofício nº 714/04-GCG/ASS, 27/11/2008.
Processo nº1204-08653/2008 Despacho nº 922 - GCG/ASS
Interessado: Jairo dos Santos Silva Sigam os autos à Corregedoria Geral da
Assunto: Mandado de Segurança PMAL para atender as diligências
constantes no Despacho PGE/PJ Nº
496/2008, às fls. 15.
Processo nº1103-261/2008 Despacho nº 923 - GCG/ASS
Interessado: Polícia Militar de Alagoas Ciente. Arquivem-se os autos na Diretoria
Assunto: Solicitação de Veículo – Eleições de Apoio Logístico.
Municipais/2008.
Processo nº1206-2322/2008 Despacho nº 926 - GCG/ASS
Interessado: Polícia Militar de Alagoas/DAL Sigam os autos à Diretoria de Pessoal para
Assunto: Solicitação de Abastecimento para instruir com as informações funcionais de
Veículo / Dr. Fontam Luiz Arnaldo Tenório Fontam (Dr. Fontam),
em ato contínuo encaminhem-se à Diretoria
de Finanças para se pronunciar quanto à
viabilidade da concessão de diárias, quando
do seu deslocamento, em ato de serviço, de
Maceió para o 3º BPM, sediado em
Arapiraca/AL.
Processo nº1206-2298/2008 Despacho nº 927 - GCG/ASS
Interessado: Comissão de Formatura do Sigam os autos à CPOP/SPO para análise
CHOAE/2008. e as providências subseqüentes.
Assunto: Promoção de Formandos do CHOAE.

Protocolo: 18226/2008 Despacho nº 930 - GCG/ASS


Interessado: Assembléia Legislativa Estadual Sigam os autos ao Comando de
Assunto: Indicação nº 259/2008-Deputado Dino Policiamento do Interior para análise e
Filho pronunciamento.
Processo nº1700-6365/2008 Despacho nº 931 - GCG/ASS
Interessado: Polícia Militar de Alagoas. Sigam os autos ao Comando do
Assunto: Cessão de Imóvel Policiamento do Interior para
conhecimento e providências posteriores.
4

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Processo nº1206-2407/2008 Despacho nº 932 - GCG/ASS
Interessado: Heriberto Farias da Silva - Cb PM Sigam os autos à Diretoria de Apoio
Reformado. Logístico para análise e providências
Assunto: Custeios pertinentes.
Processo: Nº 1206-2404/2008 Despacho nº 933 - GCG/ASS
Interessado: Antônio Cabral de Araújo - Sd PM Acolho e aprovo o despacho Diretoria de
Assunto: Inclusão no CFCP/2008 Ensino, ás fls. 06 a 07 pelo
INDEFERIMENTO do pedido, por falta de
amparo legal.
Processo nº1101-4029/2008 Despacho nº 934 - GCG/ASS
Interessado: Câmara Municipal de Arapiraca – Tornem os autos ao Gabinete Civil para
Ofício nº 81/2008. conhecimento das providências adotas no
Assunto: Requerimento Nº 111/2008 – Autoria do âmbito desta Corporação.
vereador Tarcizo Sampaio Freire.
Processo nº1206-1813/2008 Despacho nº 937 - GCG/ASS
Interessado: Sérgio Cândido dos Santos – Sd PM Ciente. Tornem os autos à Diretoria de
Assunto: Matrícula no CFCP/2008. Ensino para os trâmites legais.

Processo: Nº 1206-2440/2008 Despacho nº 938 - GCG/ASS


Interessado: Ronaldo da Silva Abreu - Sd PM Acolho e aprovo o despacho Diretoria de
Assunto: Inclusão no CFCP/2008 Ensino, às fls. 06 a 07 pelo
INDEFERIMENTO do pedido, por falta de
amparo legal. Arquivem-se os autos na
Diretoria de Ensino.

Processo nº1206-2445/2008 Despacho nº 939 - GCG/ASS


Interessado: Gleybs de Sena Barros – Maj QOASigam os autos ao Chefe do Estado-Maior
PM Geral para análise e pronunciamento,
Assunto: Mudança no Quadro de Oficiais de através da PM/1, observando-se a
Administração Especialista. Legislação Castrense.
Processo nº1700-6365/2008 Despacho nº 940 - GCG/ASS
Interessado: Polícia Militar de Alagoas Cumprida a requisição constante no
Assunto: Cessão de Imóvel Despacho às fls. 13, tornem os autos ao
Gabinete do Exmº Senhor Secretário de
Estado da Defesa Social.
Processo nº1206-2502/2008 Despacho nº 941 - GCG/ASS
Interessado: Polícia Militar de Alagoas / Sigam os autos à douta Procuradoria Geral
APMSAM do Estado, solicitando análise e
Assunto: Contrato de Docentes Monografia / pronunciamento.
CAO A e B.
Processo nºALE-2481/2008 Despacho nº 942 - GCG/ASS
Interessado: Poder Legislativo Estadual Tornem os autos ao Gabinete do Exmº
Assunto: Indicação do Deputado Dino Filho / Senhor Secretário de Estado da Defesa
Informação. Social, para conhecimento das
informações às fls. 07 e 08.
PROMOÇÃO POR TEMPO DE SERVIÇO
PROCESSO: 1206-2384/2008. Despacho nº 924 - GCG/ASS
INTERESSADO: Jorge Bernardino da Silva – 3º Sigam os autos à douta Procuradoria
Sgt PM Geral do Estado, solicitando análise e
ASSUNTO: Promoção por Tempo de Serviço pronunciamento.

PROCESSO: 1206-2338/2008. Despacho nº 928 - GCG/ASS


INTERESSADO: José Roberto Terto da Silva – Sigam os autos à douta Procuradoria
Cb PM Geral do Estado, solicitando análise e
ASSUNTO: Promoção por Tempo de Serviço pronunciamento.
5

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


PROCESSO: 1206-2409/2008. Despacho nº 929 - GCG/ASS
INTERESSADO: Antônio Batista dos Santos - 3º Sigam os autos à douta Procuradoria
Sgt PM Geral do Estado, solicitando análise e
ASSUNTO: Promoção por Tempo de Serviço pronunciamento.
PROCESSO: 1206-2337/2008. Despacho nº 930 - GCG/ASS
INTERESSADO: Ricardo dos Santos - Cb PM Sigam os autos à douta Procuradoria
ASSUNTO: Promoção por Tempo de Serviço Geral do Estado, solicitando análise e
pronunciamento.

3. NP nº 341/2008 - O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE


ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe confere o art. 75, incisos I e V, da Lei n° 6.399, de
15.08.2003, (Lei de Organização Básica da PMAL - LOB), e tendo em vista o disposto no art. 30, § 1º, X,
da Lei nº 5346/92 (ESTATUTO DOS POLICIAIS MILITARES DO ESTADO DE ALAGOAS), e § 1º do art.
33, c/c com o caput do art. 34, do Decreto nº 5.123, de 01.07.2004, que regulamentou a Lei nº 10.826, de
22.12.2003, autoriza o Ten Cel QOC Marcus Vinicius Ferreira Gomes, Diretor de Departamento da
SEDS/AL, viajar a cidade de João Pessoa/PB, no período de 18 a 28.12.2008, para resolver assuntos de
interesse particular, portando a Pistola Taurus, KOE 90935, Cal. 380, Número SIGMA 399826, Reg nº
236697, BGR nº 37 de 02.09.1997, bem como, viajar as cidades do Rio de Janeiro/RJ e de Salvador/BA,
no período de 30.12.2008 a 06.01.2009, sem portar a citada arma, conforme solicitação constante no
Ofício nº 101/08-SPC, protocolizado nesta Corporação sob nº 18503, de 05.12.2008. Sem ônus para
Corporação.

4. NP nº 342/2008 – GCG/ASS: O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE


ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe confere o art. 75, incisos I e V, da Lei n° 6.399, de 15.08.2003,
(Lei de Organização Básica da PMAL - LOB), dando solução ao Requerimento nº 220/2008, procedente
do 11º BPM, encaminhado a este Comando Geral por meio do Ofício nº 960/2008-11º BPM, autoriza o 2º
Sgt PM Mat. 11943-1 – Adriano Alexandre Costa Bittencourt, participar do vestibular da UNIT/SE “Curso
de Direito”, a ser realizado no dia 14 e 15.12.2008, na cidade de Propriá/SE, Sem ônus para a
Corporação e sem prejuízo do serviço.

5. NP nº 343/2008 - GCG/ASS: O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE


ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais que lhe são conferidas pelo Art. 75, inciso I e V, da Lei nº
6.399, de 15/08/2003, e em atendimento à solicitação procedente da Diretoria de Prevenção e Assistência
a Dependência Química da Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos (Ofício
nº 076/08), autoriza a Maj QOC Mat. 8735-1 Valdenize Ferreira Lima/BPEsc, participar da segunda etapa
do Fórum Regional para a Elaboração da Política Estadual Sobre Drogas, que será realizado na cidade de
Arapiraca/AL, no dia 11.12.2008, das 08 às 14hs.

b) Comissão de Promoção de Oficiais e Praças

1. Portaria nº 064/2008 – CPOP/SPP - Promoção de Praças: O COMANDANTE GERAL DA


POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art.
76, § 2º e 3º, da Lei Estadual nº 5.346 de 26 de maio de 1992, e em conformidade com o art. 10, inciso V,
e art. 17, § 1º, da Lei Estadual nº 6.514 de 23 de setembro de 2004 c/c o art. 26, § 1º e 2º, do Decreto
Estadual nº 2.356 de 14 de dezembro de 2004 (Regulamento de Promoção dos Oficiais e Graduados da
Ativa da PMAL), RESOLVE:

1º) Promover à graduação de 1º Sargento QPMP/1, por Tempo de Serviço, o 2º Sargento


QPMP/ 1:

Nº INC. MAT. NOME PROCESSO


1800.82 0974.1 CÍCERO VASCONCELOS DA SILVA 1206 2222/2008

2º) Promover à graduação de 2º Sargento QPMP/1, por Tempo de Serviço, o 3º Sargento


QPMP/ 1:
6

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Nº INC. MAT. NOME PROCESSO


1815.82 2104.0 EDILTON DOS SANTOS 1206 1995/2008

3º) Promover à graduação de 3º Sargento QPMP/0, por Tempo de Serviço, o Cabo QPMP/ 0:

Nº INC. MAT. NOME PROCESSO


2303.83 2391-4 ERIVALDO LOPES GALVÃO 1206 2252/2008

4º) Promover à graduação de Cabo QPMP/0, por Tempo de Serviço, o Soldado QPMP/0:

Nº INC. MAT. NOME PROCESSO


8586.92 11233-0 JOSÉ ROLDÃO DOS SANTOS 1206 2108/2008

PUBLIQUE – SE

III - Gabinete do Subcomandante Geral

a) Informações

1. NP nº 777/08-ASS/GSCG: O TC QOC PM Gonzaga, Comandante do BPGd, informou ao


Subcomando Geral, através do Of. n° 150/08 – BPGd, que no dia 07 de dezembro do corrente ano, por
voltas das 19:00h, o oficial de Operações ao BPGd, Cap PM Querino, tomou conhecimento, via rádio, da
fuga de 05 (cinco) reeducandos do CRM, conhecidos por Rodrigo dos Santos Silva (recapturado às
22h:20min), David dos Santos Graça, Alberon Rodrigues de Melo, Almir e Williams, os quais tiveram
acesso a laje do referido estabelecimento, empreendendo fuga da UIJA (Unidade de Internamento de
Jovens e Adultos) e que, apesar de várias buscas no local, apenas um reeducando foi recapturado.
Adiantou ainda que, na tentativa de impedir o movimento de fuga, o Cb PM nº 1552.81 – Melquíades,
efetuou 01 (um) disparo para o alto com o Rifle Puma 357 de nº 127002, tendo sido confeccionado o
Boletim de Ocorrência pelo CIODS sob o nº 123007.

2. NP nº 779/08-ASS/GSCG: O Cel QOC PM Erivan de Lima Santos, informou ao Subcomando


Geral, através da Parte nº 01/08 - EMG, datada de 10/12/2008, que no dia 06 de dezembro do corrente
ano, foi furtado do interior de seu veículo, na praia de Ipioca, 01 (um) par de óculos Ray Ban, 01 (um) par
de tênis e o celular de prefixo nº 8833 8938, além da documentação relativa ao veículo, conforme boletim
de ocorrência nº 0009-B/08-2391, de 09/12/2008. Adiantou ainda que, através da DAL, foi bloqueado o
chip referente ao aparelho celular furtado, sendo posteriormente reabilitado.

Em conseqüência, a 2ª Seção e a DAL tomem conhecimento e adotem as providências


cabíveis.

3. NP nº 786/08-ASS/GSCG: O TC QOC PM Williams, Cmt do CFAP, informou ao Subcomando


Geral, através do Of. nº 343/08-Sec, datado de 11.12.08, que o 2º Sgt PM nº 5308.87 – Disnaldo Araújo e
Silva, está ingressando na Justiça por se sentir prejudicado no que se refere à retroatividade de sua
promoção.

b) Utilização de Arma de Fogo - Autorização

1. NP nº 780/2008-ASS/GSCG: O Cel QOC PM Subcomandante Geral, no uso de suas atribuições


legais, em conformidade com o que preceitua o art. 35 do Decreto nº 5.123, de 1º de junho de 2004, que
regulamentou a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003 (Estatuto do Desarmamento) e considerando a
Sol. nº 246/2008 – 4ª CPM/I, do 1º Ten QOC PM Luciano Rogério Batinga da Silva, resolve autorizar o
Policial Militar retro mencionado a utilizar a pistola marca TAURUS, modelo PT 138 CA, nº de KVJ83439,
Cal. 380 nº de SIGMA 400899, de sua propriedade, no serviço Policial Militar até ulterior deliberação.
Em conseqüência, a DAL, PM/2 e CPI tomem conhecimento.
7

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

2. NP nº 785/2008-ASS/GSCG: O Cel QOC PM Subcomandante Geral, no uso de suas atribuições


legais, em conformidade com o que preceitua o art. 35 do Decreto nº 5.123, de 1º de junho de 2004, que
regulamentou a Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003 (Estatuto do Desarmamento) e considerando a
Inf. nº 150/2008 –BPE, do Maj QOC PM Marcos Sérgio, resolve autorizar o Sd PM nº 9637.02 Mat.
120294-4 Márcio de Almeida Arruda a utilizar a pistola marca TAURUS, Cal 380 nº de registro
000137578, nº de arma kyb58223 e nº da N.F 000153, de sua propriedade, no serviço Policial Militar até
ulterior deliberação.
Em conseqüência, a DAL, PM/2 e CPI tomem conhecimento.

c) NP n° 783/2008-ASS/GSCG: Viagem de Oficial – Autorização: O Subcomandante Geral, no


uso de suas atribuições legais e em atinência a Sol. nº 106/08 – RPMont, datado de 10 de dezembro de
2008, RESOLVE autorizar o 1º Ten QOC PM João Carlos SALVADOR de Lima Santos, a viajar a Cidade
de Goiânia/GO, no período de 17 a 19 de dezembro do corrente ano, para tratar de assuntos de interesse
particular e por se encontrar em gozo de férias referentes ao ano de 2007. Sem ônus para corporação.

d) Designação de Oficiais - Representação

1. NP nº 778/2008-ASS/GSCG: Designo para representar o Cmt Geral da PMAL: Cel QOC PM


ERIVAN – EMG.
Evento: Reunião do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social.
Data/Hora: 12 de dezembro de 2008, às 11h.
Local: Sala dos Conselhos do Palácio República dos Palmares.
Uniforme: 3º “C”.

2. NP nº 781/2008-ASS/GSCG: Designo para representar o Cmt Geral da PMAL: Maj QOC PM


EDENILZO – 5º BPM.
Evento: Formatura das turmas do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à
Violência).
Data/Hora: 12 de dezembro de 2008, às 18h.
Local: Escola Estadual Professora Maria Lúcia Lins de Freitas, Conj. Graciliano Ramos, Rua 26,
s/nº, Tabuleiro, Maceió/AL.
Uniforme: 3º “C”.

3. NP nº 782/2008-ASS/GSCG: Designo para representar o Cmt Geral da PMAL: Maj QOC PM


SILVESTRE – DEFD.
Evento: Lançamento da Federação Esportiva das Entidades de Segurança Pública de Alagoas.
Data/Hora: 12 de dezembro de 2008, às 15h.
Local: Auditório da Secretaria de Defesa Social.
Uniforme: 3º “C”.

e) NP nº 788/08 – GSCG - Movimentação de Oficial Intermediário: O Subcomandante Geral, no


uso das atribuições legais que lhe são conferidas pelo art. 92, inciso IX da Lei n.º 6.399, de 15 de agosto
de 2003 (Lei de Organização Básica da PMAL), c/c os artigos 5º, incisos I, IV e XIII, 16, inciso VII, 17 e 38
do REMOP, aprovado pelo Decreto n.º 33.376 de 09 de março de 1989, alterado pelo Decreto n.º 37.314,
de 14 de novembro de 1997, resolve DESLIGAR o Cap QOC Mat. 11756-0 MÁRIO ANTÔNIO DE
OLIVEIRA XAVIER da condição de ADIDO ao Gabinete do Subcomandante Geral, CLASSIFICÁ-LO na 1ª
CPM/Faz e DESIGNÁ-LO para o cargo de Subcomandante e Fiscal Administrativo ac/c Chefe do EM.

IV - Estado Maior Geral - 5ª Seção - NP nº 035/2008 – Natal da Família Miliciana

Evento: Homenagem Natalina aos Policiais Militares do Estado de Alagoas e seus familiares.

PROGRAMAÇÃO DOS EVENTOS


DATA: 17 Dez 08-Qua
8

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


19h00 Santa Missa Especial de Natal, no pátio interno do QCG, celebrada pelo Arcebispo
Metropolitano de Maceió Dom Antônio Muniz Fernandes e concelebrada pelos
Capelães Católicos 2º Ten Francisco Falcão e pelo 2º Ten Epitácio Ferreira.

20h00 Apresentação da Orquestra da PMAL, e o Coral São Jorge, formado por policiais
militares.
● Coquetel

DATA: 18 Dez 08-Qui


19h Culto Especial de Natal, no pátio interno do QCG, em homenagem a todos os
Evangélicos e familiares da PMAL, com a pregação do Capelão Evangélico Maj PM
Fernando Nogueira.

20h Apresentação do Coral As Déboras da UMEAL, grupo este formado pelas


esposas dos policiais militares da PMAL, juntamente com o Coral da Igreja
Evangélica Assembléia de Deus Marquês do Pombal, do Trapiche da Barra

DATA: 19 Dez 08-Sex


08h00 Atividades Recreativas para os filhos dos policiais militares a ser desenvolvida
pelo Departamento de Educação Física da PMAL, no Clube dos Subtenentes e
Sargentos da PMAL e CBMAL.
16h30 Apresentação da Banda da PMAL, no Projeto Vem Ver a Banda Tocar Especial
de Natal, no Centro de Maceió

Determinações do Comandante Geral:

a) Os Diretores, Chefes, Comandantes de Unidades e Subunidades da Capital e do Interior deverão


encaminhar a 5ª Seção da PMAL até às 09h do dia 15Dez08-Seg (segunda-feira), relação dos filhos dos
policiais militares com idade inferior a 12 anos, a fim de participarem das atividades recreativas.
b) Cada Unidade da Capital deverá convidar 10(dez) policiais militares para a celebração da Santa
Missa e para a apresentação da Orquestra da PMAL, devendo encaminhar a relação contendo a
representação para a 5ª Seção da PMAL até às 13h do dia 15Dez08-Seg (segunda-feira).
c) Cada Unidade da Capital deverá convidar 10(dez) policiais militares, preferencialmente
evangélicos, para participar do Culto Especial de Natal e para a apresentação do Coral As Déboras da
UMEAL, devendo encaminhar a relação contendo a representação para a 5ª Seção da PMAL até às 13h
do dia 15Dez08-Seg (segunda-feira).
d) Comparecimento para a apresentação da Orquestra da PMAL no dia 17Dez08-Qua para todos os
Oficiais prontos da Capital.
e) Todos os convidados deverão comparecer com 20(vinte) min de antecedência.
f) Traje para os eventos da programação: civil

Em conseqüência, o Subcomandante Geral determina que sejam adotadas as seguintes


providências:

AJUDÂNCIA GERAL
Providenciar a Banda de Música para os dias 17Dez08-Qua e 19Dez08-sex, conforme tabela
supracitada, nos locais dos eventos.
Providenciar a limpeza de toda a área do QCG (interna e externa), pintura do pátio.

ENGENHARIA / DAL
Providenciar a troca de todas as lâmpadas queimadas no âmbito do pátio interno do QCG.
Providenciar 300 (trezentas) cadeiras para o pátio interno do QCG, às 13h00 do dia 17Dez08-Qua,
para a Santa Missa de Natal.
Providenciar 300 (trezentas) cadeiras no pátio interno do QCG, às 13h do dia 18Dez08-Qui, para o
Culto Especial de Natal.
9

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Providenciar 40 (quarenta) cadeiras e armar 02 (duas) tendas na rua do Comércio (defronte a antiga
Lojas Brasileiras), no Centro de Maceió, às 14h do dia 19Dez08-Sex, para a apresentação da Banda da
PMAL, no Projeto Vem Ver a Banda Tocar Especial de Natal.
Providenciar a colocação das bandeiras em seus respectivos pavilhões no dia 17Dez08-Qua, a partir
das 08h.

COMANDO DO POLICIAMENTO DA CAPITAL


Providenciar policiamento ostensivo (a pé ou motorizado; trânsito) para o complexo do QCG nos
dias 17 e 18 de dezembro, conforme horários discriminados na programação de Natal;

PM / 5
Providenciar divulgação, cerimonial e carro de som da PMAL.
Escalar o Subten Marcionilo para fazer a apresentação do Especial de Natal aos alagoanos do
Projeto Vem Ver a Banda Tocar, no dia 19Dez08-Sex.

V - Corregedoria Geral

a)

PODER JUDICIARIO DE ALAGOAS


COMARCA DE MACEIÓ
JUIZO DE DIREITO DA 5ª VARA CRIMINAL DA CAPITAL

DECISÃO

Autos nº 001.08.084884-3

Cuida-se de ação penal proposta pelo Ministério Público em face de FRANCISCO DE ASSIS
COSTA FERRO, imputando-Ihe a prática dos crimes dispostos nos arts. 213 e 214 c/c os arts. 71 e 224,
a, todos do Código Penal.

Inicialmente, vale ressaltar a ilegitimidade do Parquet para a propositura da presente ação penal.
Vejamos o que revela o art. 225, da Lei Penal:

Art. 225 - Nos crimes definidos nos capítulos anteriores, somente se procede mediante
queixa.

§ 1 ° - Procede-se, entretanto, mediante ação publica:

I - se a vítima ou seus pais não podem prover às despesas do processo, sem privar-se de
recursos indispensáveis à manutenção própria ou da família;

II - se o crime é cometido com abuso do pátrio poder, ou da qualidade de padrasto, tutor ou


curador.

§. 2° - No caso do n° I do parágrafo anterior, a ação do Ministério Público depende de


representação.
(grifo meu)

Entre os crimes definidos “nos capítulos anteriores", encontram-se o estupro e o.atentado violento ao
pudor, justamente ·os que são atribuídos a FRANCISCO DE ASSIS COSTA FERRO. Ou seja, trata-se de
ação penal privada.
10

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

A legitimação extraordinária do MP é prevista em apenas duas hipóteses: pobreza da família da


vitima ou se o ilícito é cometido “com abuso do pátrio poder, ou da qualidade de padrasto, tutor ou
curador". Basta uma análise rápida dos autos para que se verifique a inocorrência de qualquer dessas
circunstâncias, impossibilitando, assim, o ajuizamento da ação pelo Ministério Público.

Alem disso, é incabível a aplicação do art. 227, do ECA, que tem a seguinte redação: "os crimes
definidos nesta Lei são de ação publica incondicionada" (grifo meu).

Sobre este dispositivo, GUILHERME DE SOUZA NUCCI faz a seguinte ponderação: "cuida-se
de outra disposição desnecessária. Qualquer tipo penal incriminador que não traga, especificamente,
o alerta de se tratar de delito de ação pública condicionada (“somente se procede mediante
representação") ou de ação privada ("somente se procede mediante queixa") e de ação pública
incondicionada. Em suma, na falta de disposição expressa, a ação e pública, promovida pelo
Ministério Público, sem qualquer condição de procedibilidade. Por isso, o art. 227 não tem efeito
pratico".

Outrossim, a menção é feita somente aos delitos definidos naquela Lei e, como ressalvado
acima, restou sem qualquer efeito prático, diante da repetição de uma regra já existente no Código
Penal.

Com efeito, não ha legitimação extraordinária nesse caso para a atuação do MP

Inexiste declaração de pobreza, não podendo ser esta presumida e, ainda, o autor do delito não
se enquadra nas situações descritas no art. 225, § 1°, II, do CP. O termo de representação de fl. 13
diz respeito apenas à condição de procedibilidade para que o inquérito fosse instaurado (pois se trata
de crime punido através de ação penal privada), que constitui mera peça administrativa e
preparatória, que dará subsídios a uma eventual e futura ação penal.

Por outro lado, a ação penal pode ser oferecida através de Queixa-crime (ação penal privada)
pelos representantes da vitima, dentro do prazo decadencial previsto em Lei.

Ante o exposto, com base no art. 43, III, do CPP, REJEITO a denúncia oferecida pelo Ministério
Publico, pela sua ilegitimidade, e, em conseqüência, INDEFIRO os pleitos contidos na peça apartada.

Dê-se ciência ao MP.

Intimem-se, pessoalmente, os representantes da vitima, para que, querendo, ajuízem a ação


penal privada no prazo legal.

Maceió, 21 de julho de 2008

Jamil Amil Albuquerque de Hollanda Ferreira


Juiz de Direito

Em conseqüência, a Corregedoria adote as providências cabíveis.

b)

PODER JUDICIARIO

JUIZO DE DIREITO DA 6º VARA CRIMINAL DA CAPITAL


11

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


FÓRUM DES. JAIRON MAIA FERNADES – AV. PRESIDENTE ROOSEVELT, S/N – BARRO DURO

Autos n° 001.08.094176-2
Ação: Crime de Porte de Arma - Estatuto do Desarmamento (1. 10826/2003)
Indiciado: Jose Adriano Clemente Belizário e outro

DECISÃO
Vistos, etc...

Trata-se de pedido do parquet Estadual pugnando pela prisão preventiva de José Adriano Clemente
Belizário, Esterquino Paulo dos Santos, Israel Pereira da Silva, e Florisvaldo Pereira da Silva e Rodrigo.

Tenho a considerar que se trata de réus de alta periculosidade, tudo consoante a circunstâncias do
crime noticiado. Este fato vem a evidenciar o fumus delicti, a intenção dos Denunciados de delinqüir. Por
isso, valho-me da presente para considerar a prisão dos réus, José Adriano Clemente Belizário,
Esterquino Paulo dos Santos, Israel Pereira da Silva, e Florisvaldo Pereira da Silva e Rodrigo, o que faço
com base nos fundamentos legais e argumentos infra-minuciados.

A urgência e gravidade do caso requer, de pronto, uma resposta do judiciário. Neste sentido,
observo que os motivos que autorizam a decretação da prisão preventiva dividem-se, segundo a doutrina,
em requisitos e pressupostos.

São considerados requisitos para a decretação da prisão preventiva a presença de indícios de


autoria e a prova da materialidade do crime. Quantos estes, portanto, vislumbro estarem presentes. E que
as provas colhidas durante a instrução do inquérito já são indícios suficientes contra o réu. Quanto a
materialidade, por sua vez, e de se conferir credibilidade as palavras das testemunhas e das vitimas.

Aliado aos requisitos acima apontados deve estar presente um dos (seguintes pressupostos para a
decretação da preventiva: garantia da ordem publica I da ordem econômica, por conveniência da
instrução criminal ou para assegurar a aplicação da Lei Penal.

Ademais, a conduta dos agentes, no exercício de milícia armada, fazendo uso de tantas armas e
munições objeto da apreensão, inclusive com a utilização de equipamentos da Policia Militar (fardas,
jaquetas, etc), no mínimo, esta a demonstrar 0 desprezo a ordem publica e a ameaça a sociedade e a
intimidação contra as pessoas. E assim que se justifica a prisão cautelar dos denunciados, que encontra
plena guarida no art. 312 do CPP.

Nesse passo, entendo ser necessária a prisão preventiva dos acusados, que revelam ser figura de
alta periculosidade, a fim de garantir a ordem publica e conveniência da instrução criminal. Desse modo, a
fim de evitar que as suas manifestações delituosas continuem a abalar a paz social almejada, faz-se
necessária a sua prisão cautelar.

Ante o exposto, DECRETO A PRISAO PREVENTIVA de Jose Adriano Clemente Belizário,


Esterquino Paulo dos Santos, Israel Pereira da Silva, e Florisvaldo Pereira da Silva e Rodrigo, nos termos
dos arts. 311, 312 e segs. do CPP. Expeça-se os respectivos mandados de prisão.

Intimações e Providências devidas.

Cumpra-se

Maceió, 24 de novembro de 2008

DIOGÉNES TENÓRIO DE ALBUQUERQUE


JUIZ DE DIREITO
12

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Em conseqüência, o Cmt do BPGd providencie o imediato recolhimento do Sd PM nº 7395.91 Mat.
9983-0, FLORISVALDO PEREIRA DA SILVA, e o Cmt da 1º BPM faça o devido registro nos seus
assentamentos.

c) Solução de Sindicância

Portaria nº 135- Sind - CG/Correg, de 16.10.08


Sindicante: 2º Ten QOC PM mat. 12724-5 Tatiane Cavalcante Barros
Sindicado: Inexistente
Escrivão: 2º Sgt PM mat. 4570-5 Feliciano Francisco Galvão
Ofendido: Sd PM mat. 10497-3 Sérgio Carlos Marculino
Motivo: apurar as circunstâncias do atentado sofrido pelo Sd PM nº 7950.92, mat. 10497-3 Sergio
Carlos Marculino, pertencente ao BPEsc, adido ao BPE, quando fazia a segurança do Procurador Federal,
Dr. Paulo “do PT”, candidato a vice-prefeito do Município de União dos Palmares/AL, ocorrido no dia
04/10/08, na BR 104, no entroncamento do Distrito Rocha Cavalcante, do município acima citado, em que
o referido soldado fora alvejado no braço por um disparo de arma de fogo, conforme Parte nº 444/08 –
BPE, datada de 07/10/08 e Escala dos Policiais Militares do BPE, datada de 30/09/08.

Face ao que resultou apurado, este Comando:


Considerando que a presente sindicância, foi instaurada com o intuito de esclarecer as
circunstâncias do atentado sofrido pelo Sd PM nº 7950.92 Sérgio Carlos Marculino, quando o mesmo fazia
a segurança do Procurador Federal, Dr. Emanuel Paulo da Silva, candidato à vice Prefeito da cidade de
União dos Palmares;
Considerando que o Sd PM nº 7950.92 Sérgio Carlos Marculino, encontrava-se de serviço de
segurança do Procurador Federal, quando foi alvejado no braço com um disparo de arma de fogo,
conforme escala de serviço dos policiais militares do BPE, datado de 30/09/2008;
Considerando que foi instaurado Inquérito Policial sob nº 115/2008-DP, visando apurar o crime de
tentativa de homicídio, tendo como vitimas Emanuel Paulo da Silva e o Sd PM Sérgio Carlos Marculino;
Considerando que após o atentado sofrido pelo Sd PM Sérgio Carlos Marculino, o mesmo continua
exercendo suas atividades de Policial militar, sem que tenha sofrido nenhum tipo de limitação em seu
serviço, em decorrência do ferimento sofrido no braço;
Considerando por fim que não houve transgressão disciplinar, e nem crime de qualquer natureza por
parte do Sd PM Marculino.

Resolve:
1. Concordar com o parecer do Oficial Sindicante;
2. Encaminhar o Sd PM Sérgio Carlos Marculino a JPMS;
3. Publicar esta solução em BGO;
4. Arquivar os autos na Corregedoria.

VI - Diretoria de Pessoal

a) NP nº 157/2008 - Apresentação de Cópias de Certidões à Diretoria de Pessoal: Os Policias


Militares apresentaram à DP cópias de Certidões de Nascimento e Casamento.

P/G Mat. OPM Nome Titular Nome Dep. Grau DTNasc Nº Reg.
Cap 11427.8 BPRp Mário César M Torres Sophiya Maria VenturaTorres Filha 27.11.08 160449
2º Ten 120707.5 3ª CPM/i David A de França C S Maria Vânia Soares de M C Esposa 12.09.82 25994
3º Sgt 2315.9 6º BPM Dorgival Guedes dos S Thayse Santos Guedes Filha 05.03.01 1971
3º Sgt 991.1 2º BPM José Amaro de Macedo Maria Cícera da S Macêdo Esposa 26.10.81 5621
Stone Medeiros Palmeira Esposo 24.12.69 18696
3º Sgt 8905.2 BPESc Edilene Matias Soares
Kevin Awvin Matias Palmeira Filho 16.02.02 66856
Cb 5573.5 11º BPM Pedro F da Silva Filho Dênia Santos Esposa 03.12.72 1766
Karla C Brandão dos Santos Esposa 11.08.76 7443
Bruna Brandão dos Santos Filha 01.10.96 60743
Cb 9535.4 10º BPM Gilson Silva dos Santos
Lucas Brandão dos Santos Filho 03.11.99 65964
Elias Brandão dos Santos Filho 30.12.05 75409
Jailza Mélo Tenório Araújo Esposa 21.04.73 11400
Cb 9644.0 10º BPM Nivaldo de Souza Araújo
Emerson R de Souza Araújo Filho 19.08.01 68635
13

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Sd 8403.4 3ªCPM/i Severino F Ferreira Tiago Nascimento Ferreira Filho 06.11.08 17980
Jozielma Santos Silva Esposa 18.05.71 10272
Sd 9175.8 RPMon Mário Jorge da Silva Débora Elen Santos Silva Filha 08.03.96 49462
Danilo Henrique Santos Silva Filho 18.10.08 91117
Sd 9296.7 BPGd Benedito F da S Filho Maria Josineide F da Silva Esposa 13.12.70 3603
Sd 11579.7 7º BPM José Milton Silva Melo José Elias Matheus Silva Melo Filho 18.11.08 47203
Maria Silva de Araújo. Amorim Esposa 23.03.77 6688
Sd 11810.9 10º BPM Genésio P de Amorim Jenisson Silva de Amorim Filho 15.07.00 66447
Jêdsson Silva de Amorim Filho 29.04.08 78868
Vitória Suelyn da Silva Velozo Filha 26.04.04 65766
Sd 10364.0 BPESc Ney Douglas Velozo
Synara Suene da Silva Velozo Filha 27.11.06 75256
Sd 11003.5 BPESc Ricardo M Gomes Costa Ramon Gabriel de O G Costa Filho 16.10.04 145713
Sd 11455.3 11º BPM Antônio César C de Lima Isabella Calazans Filha 15.11.08 58707
Sd 120699.0 9º BPM Francisco D.A. Araújo Audilania Samara S de Araújo Esposa 20.07.88 4985
Sd 120254.4 4º BPM Carlos Nyel A Silva Josilene Leandro da Silva A Esposa 22.03.89 47234
Sd 120359.2 4ª CPM/I Rodrigo Vieira Lucas Mirela Franco Lucas Filha 20.08.06 85018
Cosmo José da Silva Esposo 25.04.82 17051
Sd 34842.2 2º BPM Sandrali E de A Lima
Vinícius Edardna de A Silva Filho 07.01.08 17312
Sd 30736.0 2º BPM Daniel Gabriel da Silva Anizia Bezerra da Silva Esposa 23.04.79 1390
Bianca Valkíria da Silva Barros Filha 25.09.96 41915
Sd 33665.3 2º BPM Ricardo da Silva Barros
Guilherme Cauan da S Barros Filho 21.06.06 53552
Sd 33483.9 2º BPM Valderlis José da Silva Vitor Hugo de Lima da Silva Filho 29.08.08 2166
Sd 33509.6 10º BPM Jadson Costa Moraes Eliade Ribeiro Costa Morais Esposa 28.09.83 8274
Mayara Dayse P Cavalcante Filha 26.06.01 130094
Sd 33472.3 1ª CFaz/i Thiago David C Alves
Yago Matheus P Cavalcante Filho 02.08.04 110006
Luciana Sabino de Moura Silva Esposa 06.06.84 458
Sd 30399.2 11º BPM José Marcos S da Silva
Maely Sabino de Moura Silva Filha 22.06.06 1430
Sd 32404.3 RPMon Diana Rose O Santos Caio O de Holanda Santos Filho 09.11.08 126272

b) Portaria nº 196/2008-CG/DP/GAB: O Comandante Geral da PMAL no uso de suas atribuições


legais e, considerando o disposto nos Art. 90, 91 e § 6º do Art. 98 da Lei Estadual nº 5.346, de
26.05.1992, EPMEAL, e, considerando ainda, a necessidade de se estabelecer um maior controle do
efetivo disponível e indisponível para o exercício das atividades da Corporação, DETERMINA que:

1. A partir de 1º de janeiro de 2009, a concessão de férias e licença especial deve obedecer


rigorosamente o que preconiza a legislação vigente, bem como, estas devem ser gozadas no exato
período de sua concessão;
2. Uma vez concedido, o período de férias só poderá ser suspenso pelas autoridades definidas no §
4º e, apenas nos casos previstos no § 3º, ambos do Art. 91 da Lei nº 5.346/92, portanto, os Comandantes,
Diretores e Chefes devem liberar os seus comandados conforme o plano, observando ainda que o início
do período de férias se dará a partir do 1º dia do mês correspondente, independente de ser útil ou não,
exceção feita aos casos em que a necessidade do serviço se sobreponha ao previsto nesta Portaria, e
apenas por ato das autoridades competentes;
3. Quando extremamente necessário, o período de férias poderá ser modificado a pedido do
interessado, para tanto, este deverá encaminhar requerimento à Diretoria de Pessoal, através do seu
Comandante imediato, solicitando tal procedimento com, ao menos, 10 (dez) dias úteis de antecedência
ao período a ser modificado;
4. O requerimento deve ser bem instruído com informações e argumentos que possibilitem uma
análise acurada da situação, e a conseqüente tomada de decisão do Comandante Geral, sem que paire
dúvidas quanto a real necessidade do seu deferimento;
5. Cada período só poderá ser modificado uma única vez e não poderá exceder o ano do Plano a
que se refere, vez que a legislação não permite ao servidor acumular mais que dois períodos de férias,
conforme estabelece a Súmula Administrativa da Procuradoria Geral do Estado, de nº 01/2007, de
15/01/2007, publicada no DOE de 24/08/2007 e transcrita no BGO nº 196, de 18/10/2007;
6. A publicação da concessão de férias e/ou licença especial, por si só já permite à administração
entender que o policial militar terá o seu direito constitucional ao descanso anual e/ou qüinqüenal
garantido, contudo, para que haja um controle efetivo da situação, os Oficiais deverão se apresentar em
Boletim Geral Ostensivo e, as Praças, se apresentarão na Unidade em que servem, onde assinarão livro
próprio para este controle;
7. Fica terminantemente proibida concessão de férias e/ou licença especial referente a período
anteriormente concedido, a policial militar que alegue não os haver gozado, por não ter se apresentado
14

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


em BGO, quando Oficial, ou na Unidade em que serve, quando Praça, sem que comprove
documentalmente, ter solicitado em tempo hábil, e haver sido deferido, pedido de modificação do plano de
férias, ou ter solicitado a suspensão do gozo da licença especial, conforme o caso;
8. Continuam em vigor as determinações anteriormente publicadas, referente ao assunto em
comento, revogando-se as que contrariem esta Portaria.
Publique-se e cumpra-se.

c) Portaria nº 196/2008-CG/DP/2: O Cmt Geral, no uso de suas atribuições legais que lhe são
conferidas pelo inciso V do Art. 75 da Lei Estadual nº. 6.399 de 15.08.2006 (LOB), resolve:

Anular o ato administrativo em que agregou o então 2º Sgt PM nº 1773.82, Mat. 962-8 Paulo Cícero
dos Santos, pertencente ao 5º BPM, por ter sido promovido por tempo de serviço, a contar de 24.07.2008,
conf. BGO nº 145 de 04.08.2008, tendo em vista ter sido anulado o ato de promoção do referido PM, conf.
publicação contida no BGO nº 225 de 03.12.2008.

d) Portaria nº. 197/2008 - DP/2 - Licenciamento por Falecimento: Licencio das fileiras da
Corporação “ex-officio”, por Falecimento com fulcro no art. 65, II, § 2º, “d” da Lei nº. 5346 de 26.05.1992
(EPMEAL), o Sd PM 8060.92, Mat. 10606-2 Yacacique Ferreira da silva, do 4º BPM, praça de 19.05.1992,
nascido em 06.07.1957, Maceió/AL, RGPMAL nº. 10.594/992, CPF nº. 209.186.314-91, filho de Manoel
Ferreira da Silva Filho e Rosalia Belo, falecido em 30.10.2008, cf. cópia de Certidão de Óbito nº. 53433, do
livro nº. C-78, folha nº. 196v do Cartório do Registro Civil e Notas do 6º Distrito de Maceió/AL, causa da
morte Distúrbio Metabólico, Cirrose Hepática, Alcoolismo.

e) NP nº. 341/2008–DP/2 - Despacho de Processos: O TEN CEL PM QOC DIMAS BARROS


CAVALCANTE, Diretor de Pessoal, na forma da Lei, exarou despachos solucionando os seguintes
processos:

I - Seja computado o tempo de licença especial e férias para contagem em dobro, com fulcro no Art.
109, § da Lei 5.346, de 26 de maio de 1992(Estatuto dos Policiais Militares):

Processos: DEFERIDOS

Tempo
Documento Interessado Referente
Averbado
de LE Férias OPM
origem Pos/Gra Nº. Mat Nome Mês Dia
Quinq Ano
José Expedito 86, 87, 92,
Of 319/08 Ten Cel 6175.1 2º 8 Oficial
da Silva Filho 96 e 97
José Dalton
Mem s/nº-
Ten Cel 6672.9 de Medeiros 87 e 90 2 Oficial
2008
Rodrigues
Reinaldo
Enc 284/08 3º Sgt 2373.83 1295.5 Correia de 3º 3 5º BPM
Lima Filho
Reinaldo
Enc 278/08 3º Sgt 2373.83 1295.5 Correia de 90, 95 e 96 3 5º BPM
Lima Filho
Antônio
Inf 164/08 Sd 8431.92 11076.0 Marcos 1º 3 7º BPM
Maiorano
Antônio
Inf 165/08 Sd 8431.92 11076.0 Marcos 92 1 7º BPM
Maiorano
José Cícero
Inf 078/08 Cb 2806.84 4233.1 Correia da 2º 94 4 BPA
Silva
José Cícero
Inf 094 Sd 5689.88 7719.4 2º 88 e 96 5 1ª CPM/I
Barbosa do
15

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Nascimento
Leonardo de
Inf 085/08 Sd 6895.91 9238.0 Oliveira 96 e 98 2 3ª CPM/I
Castro

II – Seja computado o tempo de licença especial proporcional para contagem em dobro, com fulcro
no Art. 109, § 2º da Lei 5.346, de 26 de maio de 1992(Estatuto dos Policiais Militares), e com o advento da
Emenda Constitucional nº. 20 de 15.12.1998:

Processos: DEFERIDOS

Refer Tempo
Interessado
Documento ente Averbado
de LE OPM
Posto/Gr
origem Nº. Mat Nome Quin Mês Dia
ad
q
8777.9 11624.
Inf 162/08 Sd Paulo Alves da Silva Melo 1º 2 28 7º BPM
4 6
6594.9 Paulo César do Nascimento
Inf 154/08 Sd 9050.6 2º 1 20 BPRv
1 Barbosa
7340.9
Inf 153/08 Sd 9669.5 José Ferber Gomes da Silva 2º 1 10 BPRv
1
2806.8
Inf 076/08 Cb 4233.1 José Cícero Correia da Silva 3º 2 27 BPA
4
6895.9
Inf 085/08 Sd 9238.0 Leonardo de Oliveira Castro 2º 1 20 3ª CPM/I
1

III – Seja computado o tempo de serviço prestado em órgão federal de acordo no Art. 109, § 1º da
Lei 5.346, de 26 de maio de 1992(Estatuto dos Policiais Militares):

1. Processo: Informação nº. 182/2008 – 6º BPM


Interessado: Sd PM nº. 2320.83, Mat. 2414.7 Agnaldo Carlos Brasileiro
Assunto: Tempo de serviço prestado a Marinha do Brasil, no período de 03.08.1979 a 30.09.1982,
03(três) anos, 01(um) mês e 07(sete) dias, conforme Certificado de Reservista de 1ª Categoria nº.
2104763, série B, da OAM SRD, do Comando do Segundo Distrito Naval.
Despacho: Deferido;
2. Processo: Informação nº. 187/2008 – 6º BPM
Interessado: Sd PM nº. 9912.06, Mat. 32783.2 Cleiton Araújo Santos
Assunto: Tempo de serviço prestado a Aeronáutica do Brasil, no período de 01.08.2002 a
13.12.2006, 04(quatro) anos, 04(quatro) meses e 13(treze) dias, conforme Certificado de Reservista de 1ª
Categoria nº. 486545, série A, da SMOB-21, do II COMAR da PAMA-RF.
Despacho: Deferido;

IV – Seja averbado o tempo serviço, para fins de inatividade, com fulcro no Art. 110 da Lei 5.346, de
26 de maio de 1992(Estatuto dos Policiais Militares):

1. Processo: Informação nº. 363/2008 – 3º BPM


Interessado: Sd PM nº. 6176.89, Mat. 8577.4 José da Cruz Amorim
Assunto: Averbação de tempo de contribuição ao INSS prestado ao empregador: Drogaria São
Domingos Ltda ME, no período de 01.08.1986 a 29.02.1988, 01(um) ano e 07(sete) meses; Drogaria Bom
Samaritano Ltda, no período de 01.06.1988 a 30.01.1989, 08(oito) meses e na Drogaria Comercial Ltda,
no período de 02.06.1986 a 01.07.1986, 01(um) mês, perfazendo o tempo para averbação de 02(dois)
anos e 04(quatro) meses, conforme Certidão de Tempo de Contribuição do INSS Protocolo nº.
02001010.1.00087/08-5 e NIT 1228748770-2.
Despacho: Deferido;

2. Processo: Informação nº. 186/2008 – 6º BPM


Interessado: Cb PM nº. 3481.85, Mat. 5182.9 Edson de Jesus Silva
16

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Assunto: Averbação de tempo de contribuição ao INSS prestado ao empregador: Mercadinho Santa
Rosa Ltda, no período de 01.03.1983 a 15.04.1984, 01(um) ano, 01(um) mês e 15(quinze) dias e no
Projecil Projetos e Construção, no período de 01.10.1981 a 15.02.1982, 04(quatro) meses e 15(quinze)
dias, perfazendo o tempo para averbação de 01(um) ano e 06(seis) meses, conforme Certidão de Tempo
de Contribuição do INSS Protocolo nº. 02001140.1.00012/08-4 e NIT 1208289880-8.
Despacho: Deferido;

3. Processo: Informação nº. 148/2008 – 11º BPM


Interessado: Sd PM nº. 4686.87, Mat. 6857.8 Carlos Alberto Teixeira Machado
Assunto: Averbação de tempo de contribuição ao INSS prestado ao empregador: Arrozeira
Penedense S/A Indústria e Comércio, no período de 01.11.1981 a 31.03.1983, 01(um) ano e 05(cinco)
meses e na empresa Penedo Agro Industrial S/A, no período de 26.08.1986 a 11.10.1986, 01(um) mês e
16(dezesseis) dias, perfazendo o tempo para averbação de 01(um) ano, 06(seis) meses e 16(dezesseis)
dias, conforme Certidão de Tempo de Contribuição do INSS Protocolo nº. 02001070.1.00023/08-7 e NIT
1207074006-6.
Despacho: Deferido;

4. Processo: Ofício nº. 517/2008 – CCSv/Ajd Geral


Interessado: Sd PM nº. 4938.87, Mat. 7020.3 José Inocêncio Ferreira da Silva
Assunto: Averbação de tempo de contribuição ao INSS prestado ao empregador: Bompreço
Supermercados do Nordeste Ltda, no período de 02.04.1984 a 10.03.1986, 01(um) ano, 11(onze) meses e
09(nove) dias e na Indústria de Alimentos Coroa Ltda, no período de 01.02.1980 27.12.1980, 10(dez)
meses e 27(vinte e sete) dias e no período 02.08.1982 a 15.10.1982, 02(dois) meses e 14(quatorze) dias,
perfazendo o tempo para averbação de 03(três) anos e 20(vinte) dias, conforme Certidão de Tempo de
Contribuição do INSS Protocolo nº. 02001030.1.00398/08-0 e NIT 1218175542-8.
Despacho: Deferido.

f) NP nº 343/2008-DP/2 - Resultado da Inspeção de Saúde: Na IS a que foi submetido o Sd PM


2049.86 Antônio Rita dos Santos, reintegrado à PMAL, conforme fez público BGO de nº 222 de
28.11.2008, houve o seguinte resultado: APTO.

g) NP nº 344/2008-DP/2 - Resultado da Inspeção de Saúde: Na IS a que foi submetido o Sd PM


7399.91 Douglas Lima de Oliveira, reintegrado à PMAL, conforme fez público BGO de nº. 214 de
17.11.2008, houve o seguinte resultado: Incapaz temporariamente para o serviço da PMAL.

h) NP nº 348/2008–DP/2 - Licença Especial – Concessão

Praça:
6º BPM: Sd PM nº 8614.92, Mat. 11261-5 Jadilson Macedo Amorim, 03(três) meses de L.E. ref. ao
1º qüinqüênio, de 11.12.2008 a 09.03.2009;

VII - Diretoria de Apoio Logístico - CSM/MB - NP nº 02/2008- CSM/MB/DAL - Normas para


Padronização do Plano de Tiro na PMAL: O Ten Cel QOC PM Francisco de Assis Macedo dos Santos,
Diretor de Apoio Logístico da PMAL, no uso de suas atribuições legais e visando padronizar o Plano de
Tiro elaborado pelas OPM Operacionais, Administrativas e de Ensino da Corporação, resolve estabelecer
as seguintes normas:

1. Toda OPM que elaborar o Plano de Tiro deverá seguir o modelo que segue anexo, atentando
para as orientações de preenchimento;
2. A instrução deverá ser articulada de maneira a proporcionar segurança a todos os envolvidos,
sendo necessária a adoção de E.P.I., como: coletes balísticos, óculos e outros importantes;
3. Todas as armas a serem utilizadas na instrução deverão ser elencadas, colocando o número da
arma, conforme o modelo que segue anexo:
4. A quantidade de disparos por aluno, bem como a quantidade de instruendos, também deverá ser
listada conforme modelo;
17

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


5. Para OPM Operacionais e administrativas, estas deverão estabelecer no Plano o processo de
avaliação que irão utilizar com os resultados obtidos e enviar estes juntamente com o relatório para a DAL
para apreciação e avaliação;
6. Após aprovação do Plano de Tiro pelo Diretor de apoio Logístico e devidamente publicado em
Boletim Geral Ostensivo, a OPM poderá receber a munição solicitada, que será entregue pelo CSM/MB;
7. A autorização para o recebimento das munições para a instrução aprovada pelo Diretor da DAL,
ficará condicionada a inexistência de pendências relativas a instruções anteriores, conforme publicado no
BGO No. 226, de 04 de dezembro de 2008.

PLANO DE TIRO MODELO

PLANO DE TIRO Nº 001/08 – CSM/MB/Armt


(Plano de Tiro Policial para o efetivo do CSM/MB/S.Mnt.Armt.)

Referência: Determinação do Sr. Diretor de Apoio Logístico da PMAL, Diretrizes contidas no


BGO nº xx e xx de dezembro de 2008, MANUAL DA INSTRUÇÃO DE TIRO (MTP 6-1 – PM) PMMG
1991.

1. OBJETIVO

Realizar treinamento de tiro policial para o efetivo do CSM/MB com todas as armas que a
corporação possui, realizando relatório após a instrução.

2. FINALIDADE

Capacitar o efetivo do CSM/MB para utilização correta e eficiente do armamento utilizado pela
PMAL, abordando aulas teóricas e práticas, desde princípios de segurança, posições de tiro até as pistas
de tiro mais avançadas.

3. COMPOSIÇÃO DOS MEIOS

Orgânico

Efetivo de PM que compõe o CSM/MB, informado no Anexo A pela SADAL, devidamente escalado,
informando horários, tempo de duração, transporte e alimentação se houver.
(elementos subordinados à Unidade)

Apoio
Ambulância do CHPM juntamente com 01 (um) médico, 01 (uma) viatura da DAL para condução do
Armamento, Munição e material para o treinamento do Tiro Policial.
(deverão ser elencados que órgãos de apoio prestarão o devido suporte)

4. DA INSTRUÇÃO

A Instrução de tiro deverá obedecer critérios, princípios e normas elencadas no BGO nº 226 de 04
de dezembro de 2008 e BGO nº 230 de 11 de dezembro de 2008, sendo todo e qualquer armamento ou
munição envolvido em acidente, incidente, pane ou qualquer outro, devidamente recolhido ao CSM/MB,
sem nenhuma tentativa por parte da Unidade detentora do Material Bélico de conserto ou reparo ou
mesmo retirada de projéteis que fiquem alojados no interior do cano ou câmara da arma.
A Instrução será realizada em dois momentos distintos, o primeiro em sala de aula com fundamentos
básicos e a posterior com a aplicação destes no estande.
(todas as informações relativas ao treinamento e execução do tiro propriamente dito)

a. Local

Estande de Tiro do 59º Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército Brasileiro


Estande de Tiro do Regimento de Cavalaria Montada da PMAL
18

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

b. Período

De 05 a 16 de Jan de 2009

c. Avaliação

A mensuração do rendimento pode ser feita por sistema de “pontuação” ou “grupamento”, no


primeiro equivale à contagem simples dos pontos, enquanto no outro é utilizado um escantilhão para
verificação dos resultados.
(Aqui será explanado o modo de avaliação da Unidade, detalhado o critério utilizado)

d. Processo de Avaliação

Teórico; através de avaliação teórica sobre todo o conteúdo abordado;


Prático: através de processos de avaliação de condução da arma, manuseio, procedimentos de
segurança, execução e preparação do armamento para uso no Serviço Policial e Pistas de Tiro da básica
à avançada.
(Detalhamento do método de avaliação, se Unidade de Ensino deverá incluir as avaliações teóricas
se houver e se Unidade Administrativa ou operacional (instrução de manutenção) apenas os processos.

5. EFETIVO

Verificar ANEXO “A”

6. LOGÍSTICA

a. Armamento

TIPO DE ARMAMENTO
CALIBRE DA ARMA N° DA ARMA
UTILIZADO
.40 Pistola semi-automática (PT - SXH 223344
100)
7,62 mm Fuzil automático leve - FAL 54679633XCC BBB6566
.40 Carabina FAMAE 876544DER888TR66
(deverão ser relacionadas todas as armas que irão ser utilizadas na instrução de tiro)

b. Munição

CALIBRE QUANTIDADE ORIGEM


.40 800 (oitocentos cartuchos) CSM/MB/PMAL
7,62 mm 2.000 (dois mil cartuchos) CSM/MB/PMAL
TOTAL 2.800 (dois mil e
oitocentos)

NÚMERO DE DISPAROS POR INSTRUENDO


CALIBRE ARMA QUANTIDADE DE QUANTIDADE DE TOTAL DE
DISPAROS P/ INSTRUENDOS DISPAROS
INSTRUENDO
.40 Pistola semi 20 (vinte disparos)
automática PT 100
.40 Carabina FAMAE 10 (dez disparos) 30 (trinta)
.38 Revólver 20 (vinte tiros)
Taurus/Rossi

c. Material de Apoio
19

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

1) Munição de manejo;
2) Grampeador de alvos;
3) Obréias e cola;
4) Obstáculos, barricadas e materiais ara pista de tiro.
(todo o material a ser utilizado deverá ser relacionado neste item)

d. E.P.I.

1) Protetores auriculares;
2) Óculos de proteção para os olhos;
3) Coletes balísticos.

e. Manutenção

O armamento sairá da reserva de armamento após a realização da manutenção, e durante a


instrução poderá sofrer manutenção (limpeza) por parte do grupo que acabou a série de disparos em local
pré-determinado pelo instrutor e supervisionado pelo monitor.

f. Transporte

Será disponibilizado transporte para o armamento, munição e material de apoio pela Reserva de
Armamento do CSM/MB SMOTO, mas a chamada do efetivo será realizada no local da instrução.
(a unidade deve especificar como será o transporte do Material Bélico e do efetivo não devendo
colocar menos que 04 (quatro) PM na viatura que transportar o Material Bélico)

g. Evacuação e Hospitalização

Pronto Socorro mais próximo ao Local da Instrução de Tiro Policial e em caso de evacuação
emergencial priorizar a remoção do armamento e munição à materiais de apoio.

7. ATRIBUIÇÃO DOS ELEMENTOS SUBORDINADOS

A P/1 da Unidade providencie a escala do efetivo informando ao mesmo data, hora, duração, local e
se haverá transporte ou não;
A P/2 da Unidade juntamente com o Instrutor de Tiro (no caso de estande de tiro em local não oficial
em campo aberto) verificar se o local apresenta segurança para realização do treinamento enviando
relatório informando em tempo hábil;
A P/4 através da Reserva de Armamento deverá apresentar o armamento abaixo relacionado às 06h
do dia 05 de Jan de 2009, devidamente limpo com seus acessórios e a munição que foi fornecida pela
CSM/MB/SArmt;
A P/4 deverá também apresentar o material de apoio tais como obréa, alvos, cola etc.. conforme
item 6 letra c;
A Reserva de Armamento deverá ainda estar pronta para receber o armamento após a instrução
devendo inspecionar detalhadamente cada arma e no caso de detectar alterações, deverá informar por
escrito ao superior imediato, seguindo ainda instruções das prescrições diversas.

8. PRESCRIÇÕES DIVERSAS

Instruendos e instrutores que venham a sofrer acidentes deverão ser encaminhados para o Pronto
Socorro mais próximo, devendo este ser pré-determinado anteriormente e repassado para todos os
participantes da instrução de Tiro.
Se a instrução ocorrer em estande fechado ou de espaço reduzido, durante toda a instrução prática
instrutores, monitores e instruendos deverão estar usando colete balístico.
Não é permitido o início da instrução sem a presença de um Oficial Médico da Corporação.
Outras atividades da instrução não tratadas aqui, seguirão o padrão do Manual citado na referência
deste Plano.
20

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


(Detalhamento de qualquer outra observação acerca da instrução)

9. LIGAÇÃO E COMUNICAÇÃO

a. Ligações

O Instrutor de Tiro deverá estar diretamente ligado ao Diretor de Apoio Logístico e ao P/3 da
CSM/MB.
(deverá ser estabelecido que o Instrutor de tiro terá ligação direta com o P/3 da Unidade bem como
com o Comandante da mesma, informando de imediato qualquer alteração na instrução.)

b. Comunicações

2º Ten QOC PM - Instrutor de Tiro – 9999-9999


Ten Cel QOC PM - Diretor de Apoio Logístico – 5566-6666
1º Ten QOC PM – P/3 da CSM/MB – 7788-9999
1º Sgt QPMP/0 – Monitor da Instrução – 3344-6754

Cícero Silva – 1º Ten QOC PM


P/3 da CSM/MB

Acuse estar Ciente em :

_____/_______/________

Antônio Silva – 2º Ten QOC PM


Instrutor de Tiro

VIII- Diretoria de Ensino

a) Diretor

1. NP n.º 413/08 - Curso de Formação Complementar para Praças - CFCP

1. ANÁLISE DE INFORMAÇÕES - SOLUÇÃO: Diretor de Ensino da PMAL, após análise das


informações enviadas a esta Diretoria de Ensino, em virtude da publicação contida no BGO nº 221 de 27
de novembro de 2008, páginas 11 e 12, em que se deu a convocação dos Autores para freqüentarem o
Curso de Formação Complementar para Praças – CFCP, por Determinação Judicial, esta Diretoria de
Ensino, exarou o seguinte parecer:

DEFERIDOS:
Ord Grad Mat Nº Nome OPM
1 SD 9183-9 6804.91 SIDNEY CANUTO DA SILVA CFAP
2 SD 7813-1 5772.88 JOSINALDO FERREIRA DA SILVA 2º BPM
3 SD 8480-8 6131.89 ABDIAS BENTO DA SILVA 2º BPM
4 SD 11611-4 8700.94 MARCOS ANTONIO DE OLIVEIRA LIMA 2º BPM
5 SD 9040-9 6547.91 JOÃO DE OLIVEIRA SILVA 2º BPM
6 SD 10586-4 8059.92 RICARDO LUIS DA SILVA ROCHA GMG
7 SD 11031-0 8386.92 EVANDRO RODRIGUES DOS SANTOS 6º BPM
8 SD 11888-5 9181.98 MESSIAS DE LIMA COSTA BPGd
9 SD 12012-0 8977.88 EDVAN ATALAIA DA SILVA BPA
10 SD 8564-2 6166.89 RONALDO LIMA DA SILVA 10º BPM
11 SD 8703-3 6513.89 ADEILDO RICARDO SILVA 10º BPM
12 SD 6435-1 4604.86 JOSÉ CARLOS PINTO FERREIRA BPE
13 SD 11911-3 8971.98 REGINALDO PEREIRA LOPES 10º BPM
14 SD 9244-4 6904.91 EDVALDO GOMES DE LIMA 6º BPM
15 SD 8840-4 6366.89 FERNANDO JOSÉ DE FREITAS 6º BPM
21

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


16 SD 11951-2 9048.98 AMARO MARCOLINO DE LIMA 6º BPM
17 SD 9155-3 6737.91 JOAB MANOEL DE LIMA 6º BPM
18 SD 8572-3 6172.89 JOSÉ RONALDO PEREIRA LOPES 10º BPM
19 SD 11810-9 9186.98 GENESIO PEREIRA DE AMORIM 10º BPM
20 SD 11858-3 8989.98 ARLENE FERREIRA BOMFIM 5º BPM
21 SD 1182-6 8969.98 MARCIA RODRIGUES DA CONCEIÇÃO BPA
22 SD 11866-4 9084.98 DANIELA FERREIRA BOMFIM CPC
23 SD 8368-2 6039.88 CELIO RODRIGUES DE BRITO CPMFaz/I
24 SD 9371-8 7120.91 JOSEAN MASCENA DA SILVA 6º BPM
25 SD 9095-6 6609.91 JOSÉ ALEXANDRE FILHO 6º BPM
26 SD 12009-0 8963.98 MARIA CLAUDIA JERÔNIMO DO NASCIMENTO CFAP
27 SD 10230-0 7739.91 ALEXANDRO DE FARIAS BARROS SANTOS BPRv
28 SD 9635-0 7903.91 GIVANILDO HENRIQUE DOS SANTOS 4º BPM
29 SD 11940-7 9119.98 NIEDSON DE OLIVEIRA SANTOS SILVA 5º BPM
30 SD 9132-4 7016.91 MARCIO DE OLIVEIRA SANTOS 8º BPM
31 SD 10988-6 8336.92 ANTONIO SEBASTIÃO DA SILVA DAL
32 SD 9713-6 7187.91 CELIA CRISTINA SANTOS OLIVEIRA DAL
33 SD 9307-6 7039.91 IVAN TAVARES DOS SNATOS BPEsc
34 SD 79068-5 5720.88 JAELSON LOPES DA SILVA 1º BPM
35 SD 11807-9 8958.98 FLAVIO ROBERTO SILVA DE ALCANTARA APM
36 SD 11046-9 8401.95 MARCOS DE LIMA ALMEIDA APM
37 SD 11991-1 9018.98 JACINIRA DA SILVA LIMA BPEsc
38 SD 9081-6 6581.91 GEOVANE DE MELO DA SILVA GMG
39 SD 10484-1 7937.92 OTÁVIO TEODORO DOS SANTOS FILHO BPEsc
40 SD 8471-9 6124.89 ROGERIO ALCANTARA DA SILVA BPEsc
41 SD 11948-2 8960.98 JACILEIDE DOS SANTOS ALCANTARA BPEsc

INDEFERIDO:
Sd PM nº 7974.92, Mat. Nº 10521-0 Rodrigo Lins da Rocha, por já ter concluído o CFCP/2007,
conforme o BGO nº 133 de 17.07.08

2. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES
Os policiais militares acima DEFERIDOS deverão cumprir o cronograma de atividades abaixo
especificado:

Atividade Dia Horário Local


Inspeção de Saúde – IS 12 e 15.12.08 07:30 h JPMS
Resultado da IS 16.11.08 - BGO
Teste de Aptidão Física - TAF 18 e 19.12.08 16 h APMSAM
Resultado do TAF 22.12.08 - BGO

OBSERVAÇÕES:
9 Recomenda-se a DS que escale uma Equipe Médica nos dias do TAF, para acompanhar os
Testes Físicos a serem aplicados nos candidatos, conf. Cronograma de atividades supramencionado;
9 Os candidatos deverão observar a publicação contida no BGO nº 226 de 07Dez06, que institui a
nova Tabela Oficial do TAF na PMAL, salientando-se que em caso da inaptidão física ou de inobservância
dessa, não terão os candidatos direito a repetir o TAF em caso de reprovação, sob o pretexto de
desconhecimento ou falta de tempo para preparação física, visto ser a referida Tabela, de conhecimento
oficial na Corporação;
9 Por orientação da DS, os candidatos deverão apresentar no ato do Exame de Saúde, o Exame de
Eletrocardiograma, feito nos últimos 06 (seis) meses, seguido de respectivo laudo médico;
9 Os policiais militares devem comparecer nos dias de TAF com o uniforme de educação física
(camiseta, calção, meias de cor branca e tênis de cor preta).

2. NP n.º 421 /08 - Ata do Teste de Aptidão Física – CFCP

Ata nº 076/2008-DEFD - Aos 24 (vinte e quatro), 26 (vinte e seis) dias do mês de novembro de 2008
e aos 08 (oito) dias do mês de dezembro de 2008, foram submetidos ao teste de aptidão física os policiais
22

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


militares abaixo relacionados, conforme o BGO nº 212 de 13.11.2008, BGO nº 218 de 24.11.2008 e o
BGO nº 224 de 02.12.2008, para fins do Curso de Formação Complementar de Praças (por determinação
judicial).

Ord Grad Mat. Nº Nome


1 SD 10297-0 7713.92 MARIA GLEIDE SALES DE ASSIS
2 SD 9821-3 7296.91 SANDRA CRHISTINA A. ALEIXO DE ANDRADE
3 SD 10144-3 7583.91 MAURO JORGE BARBOSA DA SILVA
4 SD 10327-6 7754.92 SILVIA OLIVEIRA MACARIO
5 SD 10332-2 7763.92 IVONE GUILHERME SIMAO
6 SD 9741-1 7215.91 EDNÃ MARIA CORREIA
7 SD 8337-2 6014.89 WILLIAMS LUIS DOS SANTOS
8 SD 8253-8 6257.89 JOSE CARLOS UMBELINO COSTA
9 SD 11939-3 9159.98 GENIVAL PAULO PEREIRA
10 SD 10325-0 7752.92 VALDETE LIMA DOS SANTOS
11 SD 11513-4 8850.94 DAMIANA ALVES DA SILVA
12 SD 7608-2 5510.88 EDNALDO NETO MIRANDA
13 SD 10044-7 7507.91 JAILTON ANTONIO DE OLIVEIRA
14 SD 11983-0 9137.98 ERONILDO CABRAL DE LIMA
15 SD 9478-1 6602.91 EDMILSON CABRAL DE LIMA
16 SD 9172-3 6748.91 GENIVALDO ROCHA DE SANTANA
17 SD 11619-0 8842.94 MAURICEIA LEONARDO DA SILVA
18 SD 10416-7 7864.92 CLEONILDA RODRIGUES CERQUEIRA
19 SD 9181-2 9801.91 GALBA CARDOSO DE MENDONCA
20 SD 11850-8 9158.98 AILSON JOSE LIMA DA SILVA
21 SD 10132-0 7367.91 NATANAEL ARAÚJO DOS SANTOS JÚNIOR
22 SD 11577-0 8756.94 JOSE MARCOS RODRIGUES DE OLIVEIRA
23 SD 9358-0 7112.91 RIVALDO SANTOS DOS ANJOS
24 SD 9766-7 7241.91 MARIA JOSE GALDINO DOS SANTOS
25 SD 9521-4 6943.91 FRANCISCO DE ASSIS PEREIRA
26 SD 9199-5 6828.91 LUIZ CARLOS DA ROCHA TENORIO
27 SD 9642-3 7334.91 ABIDIAS DA SILVA
28 SD 10231-8 7740.92 MAURO CESAR DA SILVA FONSECA
29 SD 11574-6 8801.94 JOSE LESSA DOS SANTOS
30 SD 8013-6 5730.88 DAIRLON DA SILVA SANTOS
31 SD 11518-5 8836.94 EDINEIDE SANTOS EUZEBIO
32 SD 9191-0 6990.91 JORGE ANTONIO FELIZARDO DOS SANTOS
33 SD 8365-8 6037.89 JOSE BARTOLOMEU MOREIRA DA SILVA
34 SD 12057-0 9191.99 LUIZ CARLOS DA SILVA

Os testes constaram das seguintes provas: Barra ou apoio de frente; Flexão abdominal; Shuttle Run
(corrida de ir e vir); e Corrida de 12 minutos. Em cumprimento a Portaria nº 033/2006-CG/ASS conforme
publicação contida no BGO nº 226 de 07/12/2006. Ao término do teste de aptidão física, o policial militar
obteve o seguinte resultado:

COR. BARRA/ SHUTTLE


Q Grad NOME NOTA ABD NOTA NOTA NOTA SOMA MÉDIA CONDIÇÃO
12' APOIO RUN
3 SD MARIA GLEIDE SALES DE ASSIS 1940 9,4 40 10 39 10 13.1 5,5 34,9 8,73 apto
4 SD SANDRA CRHISTINA A. ALEIXO DE ANDRADE 2160 10 40 10 38 10 13.0 5,5 35,5 8,88 apto
5 SD MAURO JORGE BARBOSA DA SILVA 2210 8,1 56 10 39 10 11.2 9,5 37,6 9,40 apto
6 SD SILVIA OLIVEIRA MACARIO 1840 8,4 40 10 36 10 13.2 5 33,4 8,35 apto
7 SD IVONE GUILHERME SIMAO 1840 8,9 41 10 45 10 13.2 5,5 34,4 8,60 apto
8 SD EDNÃ MARIA CORREIA 1940 9,4 40 10 40 10 13.8 3,5 32,9 8,23 apto
9 SD WILLIAMS LUIS DOS SANTOS 2610 10 50 10 36 9,5 10.6 10 39,5 9,88 apto
10 SD JOSE CARLOS UMBELINO COSTA 2160 7,6 48 10 37 10 10.9 10 37,6 9,40 apto
23

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


11 SD GENIVAL PAULO PEREIRA 2160 8,6 42 10 30 9 12.9 6,5 34,1 8,53 apto
12 SD VALDETE LIMA DOS SANTOS 2010 10 60 10 40 10 11.1 10 40 10,00 apto
13 SD DAMIANA ALVES DA SILVA 2010 10 40 10 48 10 12.0 8,5 38,5 9,63 apto
14 SD EDNALDO NETO MIRANDA 2680 10 45 10 34 10 11.0 10 40 10,00 apto
15 SD JAILTON ANTONIO DE OLIVEIRA 2210 9,1 53 10 34 10 10.8 10 39,1 9,78 apto
16 SD ERONILDO CABRAL DE LIMA 2680 10 77 10 40 10 10.8 10 40 10,00 apto
17 SD EDMILSON CABRAL DE LIMA 2680 10 55 10 42 10 11.3 9,5 39,5 9,88 apto
18 SD GENIVALDO ROCHA DE SANTANA 2680 10 42 10 36 9,5 10.8 10 39,5 9,88 apto
19 SD MAURICEIA LEONARDO DA SILVA 2010 10 36 10 36 10 13.6 4 34 8,50 apto
20 SD CLEONILDA RODRIGUES CERQUEIRA 2010 10 68 10 36 10 15.3 2 32 8,00 apto
21 SD GALBA CARDOSO DE MENDONCA 2160 7,6 46 10 23 5 13.9 3 25,6 6,40 apto
22 SD AILSON JOSE LIMA DA SILVA 2110 6,1 62 10 32 7,5 10.1 10 33,6 8,40 apto
23 SD NATANAEL ARAÚJO DOS SANTOS JÚNIOR 2160 7,6 57 10 36 9,5 11.2 9,5 36,6 9,15 apto
24 SD JOSE MARCOS RODRIGUES DE OLIVEIRA 2010 6,1 48 10 38 10 11.1 10 36,1 9,03 apto
25 SD RIVALDO SANTOS DOS ANJOS 2680 10 62 10 35 9,5 11.8 8 37,5 9,38 apto
26 SD MARIA JOSE GALDINO DOS SANTOS 1840 8,9 40 10 43 10 13.3 5,5 34,4 8,60 apto
27 SD FRANCISCO DE ASSIS PEREIRA 2110 8,1 50 10 44 10 11.3 10 38,1 9,53 apto
28 SD LUIZ CARLOS DA ROCHA TENORIO 2060 6,6 49 10 30 8 13.0 5 29,6 7,40 apto
29 SD ABIDIAS DA SILVA 2310 9,1 46 10 38 10 10.9 10 39,1 9,78 apto
30 SD MAURO CESAR DA SILVA FONSECA 2210 9,1 45 10 32 9,5 11.0 10 38,6 9,65 apto
31 SD JOSE LESSA DOS SANTOS 2730 10 48 10 40 10 11.0 10 40 10,00 apto
32 SD DAIRLON DA SILVA SANTOS 2740 10 49 10 37 10 12.0 8,5 38,5 9,63 apto
33 SD EDINEIDE SANTOS EUZEBIO 1840 8,9 40 10 35 10 13.0 6 34,9 8,73 apto
34 SD JORGE ANTONIO FELIZARDO DOS SANTOS 2060 6,6 50 10 45 10 10.6 10 36,6 9,15 apto
35 SD JOSE BARTOLOMEU MOREIRA DA SILVA 2010 7,1 41 10 36 10 11.4 10 37,1 9,28 apto
36 SD LUIZ CARLOS DA SILVA 2680 10 56 10 43 10 11.1 10 40 10,00 apto

Como nada mais se tem a relatar, deu-se por encerrado à presente ata, que depois de lida e achado
conforme, segue devidamente assinada pelo 1º Ten QOC PM Sergio Henrique Lima dos Santos, Subchefe
do Departamento de Educação Física e Desporto.

3. NP nº 424 /2008 - Convocação: O Diretor de Ensino no uso de suas atribuições e levando em


consideração o convite do comando do Corpo de Bombeiros à Polícia Militar de Alagoas para participar do
II DESAFIO 24H DE NATAÇÃO DOS GUARDAS-VIDAS, resolve:
Convocar os Oficiais e praças abaixo relacionados para compor a equipe de nadadores que participarão
do referido evento, devendo participar de uma reunião para tratar sobre os detalhes referentes ao evento
às 09h (nove horas) do dia 15 de dezembro (segunda-feira), no departamento de educação física da
PMAL, localizado ao lado do Colégio Tiradentes.
Os policiais militares convocados deverão entrar em contato com o Maj PM Silvestre, Chefe do
Departamento de Educação Física e Desporto, através do telefone 8833.9354.

CFAP
AMTJ
9 Cap Gláucio – CFAP;
9 Major Amorim – AMTJ;
9 Sgt Sandro – CFAP
BOPE
1º BPM
9 Ten Porciuncula – BOPE;
9 Ten Verçosa – 1º BPM
9 Sd Carlos Santos
BPRp CHPM
9 Ten Rodrigues – BPRP; 9 Ten Márcio – CHPM
9 Ten Alisson - BPRp 9 Ten. Marcílio - CHPM
RPMon 2ªseção-EMG
9 Ten Diego - RPMon 9 Ten Raumário – P/2;
BPE
DAL
9 Sd Melo Júnior - BPE;
9 Sgt josivaldo – DAL;
9 Sd Cristófones – BPE;
24

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


COPOM BPTran
9 Sd Augusto – COPOM; 9 Sd Rayni – BPTran;
APMSAM
9 Ten Siqueira – APM;
9 Ten Almeida – APM
9 Ten Canuto – APM;
9 Cad Nyron - APM;
QCG 9 Cad Cinira - APM;
9 Sgt Genaldo; 9 Cad Pimentel – APM;
9 Cad Pita;
9 Cad. Rafael
9 Cad. Nyron;
9 Cad Augusto;
9 Cad Lima Júnior

4. NP n.º 425/08

a. Solução de Requerimento - Cursos Fora da Corporação


No requerimento em que o 2º Sgt PM, Mat 8747-5, nº 6299.89 ALEX EDUARDO PEREIRA DE LIMA
solicita inscrição no Curso de Manutenção de Equipamento de Tecnologia da Informática para Sargentos,
a ser realizado na Escola de Comunicações do Exército - RJ, conforme publicação contida no BGO nº 225
de 04.12.08, houve o seguinte PARECER: DEFERIDO

b. Ata nº 077/2008-DEFD
Aos 10 (dez) dias do mês de dezembro de 2008, foi submetido ao teste de aptidão física o 2º Sgt
PM, Mat 8747-5, nº 6299.89 ALEX EDUARDO PEREIRA DE LIMA, conforme o BGO nº 226 de
04.12.2008, para fins de inscrição no Curso de Manutenção de Equipamento de Tecnologia da Informática
para Sargentos.

Os testes constaram das seguintes provas: Barra ou apoio de frente; Flexão abdominal; Shuttle Run
(corrida de ir e vir); e Corrida de 12 minutos. Em cumprimento a Portaria nº 033/2006-CG/ASS conforme
publicação contida no BGO nº 226 de 07/12/2006. Ao término do teste de aptidão física, o policial militar
obteve o seguinte resultado:

COR. BARRA/ SHUTTLE


Grad NOME NOTA ABD NOTA NOTA NOTA SOMA MÉDIA CONDIÇÃO
12' APOIO RUN
2º Sgt ALEX EDUARDO PEREIRA DE LIMA 2060 6,6 56 10 36 9,5 12.0 7,5 33,6 8,40 apto

Como nada mais se tem a relatar, deu-se por encerrado à presente ata, que depois de lida e achado
conforme, segue devidamente assinada pelo 1º Ten QOC PM Sergio Henrique Lima dos Santos, Subchefe
do Departamento de Educação Física e Desporto.

c. Indicação
Em conseqüência fica o 2º Sgt PM, Mat 8747-5, nº 6299.89 ALEX EDUARDO PEREIRA DE LIMA
indicado para freqüentar o Curso de Manutenção de Equipamento de Tecnologia da Informática para
Sargentos, a ser realizado na Escola de Comunicações do Exército, no Rio de Janeiro, com início previsto
para o dia 13.02.2009 e término em 17.07.2009.

Em conseqüência, a DF, DAL e DP adotem as providências cabíveis inerentes as suas alçadas.

5. NP nº 426/2008 - Convocação: O Diretor de Ensino no uso de suas atribuições com o objetivo de


integrar, incentivar, confraternizar e promover a prática desportiva entre os integrantes da PMAL resolve:
Convocar os representantes das equipes abaixo elencados para participar do congresso técnico do
torneio de FUTSAL de confraternização da PMAL/2008 a ser realizado às 9h00min do dia 15 de dezembro
de 2008 (segunda-feira) no Departamento de Educação Física e Desporto (DEFD), localizado ao lado do
colégio Tiradentes onde será divulgado o regulamento da competição.
25

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

COMPOSIÇÃO DAS EQUIPES

1 QCG

2 Assessorias Militares

3 Unidade de Ensino

4 1º BPM, 4º BPM e 3ª Cia/I

5 5º BPM, BPEsc e 1ª CPM/Faz

6 8º BPM, BPRv e BPA

7 BPTran, BPGD, BPE e BPRp

8 BOPE e RPMOn

9 CPAI/I, 7 BPM e 9º BPM

10 CPAI/II, 3º BPM e 11º BPM

11 10º BPM, 1ª CPM/I e 4ª CPM/I

12 CPAI/III, 2º BPM, 6º BPM e 2ª


CPM/I

TABELA DE DISPUTA:

GRUPO “A” GRUPO “B”


EQUIPE 01 X EQUIPE 02 EQUIPE 04 X EQUIPE 05
EQUIPE 01 X EQUIPE 03 EQUIPE 04 X EQUIPE 06
EQUIPE 02 X EQUIPE 03 EQUIPE 05 X EQUIPE 06

GRUPO “C” GRUPO “D”


EQUIPE 07 X EQUIPE 08 EQUIPE 10 X EQUIPE 11
EQUIPE 07 X EQUIPE 09 EQUIPE 10 X EQUIPE 12
EQUIPE 08 X EQUIPE 09 EQUIPE 11 X EQUIPE 12

Obs.: Demais informações através do telefone do Chefe do Departamento de Educação Física e


Desporto 8833.9354 (Maj PM Silvestre).

6. Portaria nº 012, de 10 de dezembro de 2008: O DIRETOR DE ENSINO DA POLÍCIA MILITAR


DE ALAGOAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art. 145 da Lei N° 6399, de 15 de
agosto de 2003 (Lei de Organização Básica da PMAL), resolve:
Baixar normas para o credenciamento de professores,
instrutores e monitores para o exercício de regência de
classe nos Estabelecimentos de Ensino Militar da Polícia
Militar de Alagoas.

DO SISTEMA DE CREDENCIAMENTO

Art.1º Sistema por meio do qual se viabiliza a contratação de todos os docentes em prestar
serviço de docência nos Estabelecimentos de Ensino da Polícia Militar, conforme regra de habilitação
prevista em Edital de Credenciamento e remuneração regulada pelo Decreto Nº 1846, de 22 de abril de
2004, que estabelece o valor das Horas/aula para o exercício de regência de Classe nos
Estabelecimentos de Ensino Militar da Polícia Militar de Alagoas.
26

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Parágrafo único. Para se credenciar o docente deve atender a todos os requisitos mínimos
previamente definidos pela Administração da Polícia Militar através de Edital de Credenciamento.

Art.2º O sistema de credenciamento possibilitará a contratação para os docentes civis, e a


indicação como instrutores para os docentes militares, efetivando-se mediante rodízio dos credenciados
nas disciplinas pretendidas inerentes aos diversos cursos realizados na Corporação previstos através das
Normas De Planejamento e Conduta de Ensino da PMAL (NPCE).
Parágrafo único. O Credenciamento deve ser regulamentado pela Administração Militar, por meio
da expedição do Edital de Credenciamento, no qual serão fixadas todas as condições exigidas dos
interessados e as condições que deverão ser cumpridas pela própria administração policial militar.

DO EDITAL DE CREDENCIAMENTO, DA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES E DO


SORTEIO

Do Edital de Credenciamento
Art. 3º. O Edital de Credenciamento será confeccionado pela Diretoria de Ensino sob a
orientação da CPL em observância aos princípios norteadores da Administração Pública: legalidade,
impessoalidade, igualdade, publicidade, probidade administrativa:
§ 1º Serão fixados no Edital:
I - A finalidade para a qual ele será instituído. Devendo caracterizar no processo administrativo
referente ao sistema de credenciamento, que a necessidade devidamente identificada e caracterizada
pela Administração, não poderá ser satisfeita através da licitação, pois o interesse público enseja o
oferecimento do objeto pretendido por uma pluralidade de prestadores de serviço de docência, impondo-
se a necessidade de tratamento isonômico em razão da limitação quantitativa do objeto;
II – As exigências mínimas para que os interessados venham a se credenciar. Devendo a
Administração se ater aos requisitos e condições mínimas de prestação de serviço de docência
consideradas essenciais ao bom e pleno atendimento quando na execução do objeto;
III – As condições de pagamento dos serviços de docência a serem prestados pelos
credenciados;
IV – A vedação ao cometimento a terceiros (subcontratação) da execução do serviço de docência
objeto do credenciado;
V – As hipóteses que ensejarão o descredenciamento, onde a incidência do credenciado em uma
das hipóteses enseje na exclusão do rol dos credenciados após homologação do Conselho de Ensino do
Estabelecimento de Ensino Militar.
VI – A garantia do credenciamento, a qualquer momento, quando da vigência do
credenciamento, de qualquer docente que atenda aos requisitos fixados no Edital de Credenciamento;
VII – A forma de rodízio que será utilizada quando na designação e /ou contratação do
credenciado;
VIII – O prazo para a interposição de recurso direcionado ao presidente da Comissão
responsável pelo credenciamento, contra o indeferimento dos pedidos de credenciamento, e do resultado
do sorteio assegurando a ampla defesa e o contraditório;
IX – O prazo para o credenciamento, findo o qual, permanecendo o interesse da Administração
Pública, o mesmo poderá ser prorrogado, de forma a, durante todo o prazo, o credenciamento ficará
aberto a interessados que pretendam se inscrever.
§ 2º A todos os inscritos será oportunizado a lecionar nos cursos, onde a designação do militar e
a contratação do civil serão efetivadas em sistema de rodízio em observância a ordem estabelecida
através de sorteio dos credenciados, em igualdade de condições após o atendimento dos requisitos
contidos no edital.

Da Homologação da Inscrição no Credenciamento


Art. 4º A Homologação das Inscrições será procedida pela mesma Comissão designada em
Portaria para o sorteio, onde após a análise de toda a documentação e dos requisitos exigidos no Edital
de Credenciamento, o candidato ao atender os requisitos para a inscrição, terá a sua inscrição
homologada para fins de participação no sorteio, estando o mesmo credenciado após a devida aprovação
da sua inscrição.
27

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Parágrafo Único. A homologação das inscrições será publicada em Diário Oficial do Estado,
entretanto, não serão homologadas inscrições com documentação incompleta ou que não atendam às
exigências constantes no bojo do Edital de Credenciamento.
Do Sorteio
Art. 5º. O Sorteio visa assegurar a ordem de colocação na disciplina pretendida, dos candidatos
que tiveram a sua inscrição homologada pela Comissão, garantindo-se aos candidatos inscritos o rodízio
nas respectivas disciplinas, ao ser definida a ordem dos sorteados, num sorteio aberto ao público
interessado.
Art. 6º O Sorteio se dará por disciplina pretendida nos diversos cursos ofertados pela
Corporação, em observância a seguinte operacionalização:
§ 1º - A comissão do sorteio irá separar todos os inscritos por disciplina em um determinado curso;
§ 2º - Após cumprir o § 1º acima, a cópia da ficha de inscrição dos interessados será colocada em
envelope individualizado, e este será depositado numa urna pertinente a disciplina pretendida;
§ 3º - A Realização do Sorteio será no local e hora definido em aditamento ao edital publicado no
Diário Oficial do Estado e acontecerá da seguinte forma:
I - O Presidente da Comissão abrirá os trabalhos solicitando que os presentes registrem presença
assinando a lista presencial do sorteio;
II - Será lido para os presentes o Edital de inscrição;
III - A comissão dará uma rápida explicação de como se processará o sorteio;
IV - Antes de cada sorteio será procedida à leitura da lista dos candidatos que tiveram a sua
inscrição homologada na disciplina a ser o objeto do sorteio;

V - As fichas de inscrições devem estar em envelopes individualizados, que serão colocados na urna
pertinente a disciplina pretendida pelo candidato interessado;
VI - A ordem dos sorteios das disciplinas deverá ser registrada em ata no momento do sorteio,
fazendo-se o devido registro de quaisquer alterações que venham a ocorrer;

VII - Caso devido ao número de inscritos, não haja condições de realizar todo o sorteio no dia
previsto, a comissão dará continuidade no dia útil subseqüente, no mesmo horário e local, informando aos
presentes para que, caso seja do interesse do mesmo, venha a comparecer a continuidade do sorteio;

VIII - Após o sorteio deverá ser lavrada ata com o nome dos presentes e o resumo do evento, para
fins de subsidiar o relatório pertinente ao resultado final do sorteio que será entregue pela comissão após
05 (cinco) dias úteis da data da realização do mesmo, onde será publicado no Diário Oficial do Estado.

§ 4º. O sorteio será aberto aos interessados e será operacionalizado pela Comissão designada em
Portaria para este fim, ficando a mesma responsável pela homologação das inscrições e pelo resultado do
sorteio, devendo responder administrativamente pelos erros cometidos.

DOS RECURSOS E DAS PRESCRIÇÕES GERAIS


Dos Recursos
Art. 7º Serão aceitos recursos contra o indeferimento dos pedidos de credenciamento,
devidamente fundamentados e apresentados por escrito, encaminhados à Presidência da Comissão
designada para o credenciamento dos docentes, podendo ser entregues antes e/ou durante o sorteio, no
local previsto para o mesmo;
Art. 8º Serão aceitos recursos contra o resultado do sorteio devidamente fundamentados e
apresentados por escrito, encaminhados à Presidência da Comissão designada para o credenciamento
dos docentes, entregues em até 02 (dois) dias úteis, após a publicação do resultado no Diário Oficial do
Estado, devendo o docente impetrante ter participado do sorteio.
Parágrafo Único. Os recursos interpostos fora do prazo estabelecido não serão analisados.

Das Prescrições Gerais

Art. 9º O credenciamento servirá apenas para formar o banco de dados de docentes para as
Instituições de Ensino Militar da Polícia Militar de Alagoas, não gerando qualquer vínculo ou
obrigatoriedade posterior de contratação pela PMAL.
28

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


Art. 10 As regras contidas nesta Portaria se aplicam a todas as atividades de regência de classe
reguladas pela Lei Nº 6469, de 19 de abril de 2004, respeitando as especificidades da operacionalização
do sorteio das mesmas.

Art. 11 Esta portaria entrará em vigor na data da sua publicação.

b) Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças

1. NP nº 043/08–Sec - Dispensa e Designação de Oficiais: O Ten Cel QOC PM Comandante do


CFAP no uso de suas atribuições, e de conformidade com o inciso IV, alínea “b” e inciso VI do Art. 5º e,
inciso V, alínea “b” do Art. 12, do Decreto Estadual nº 33.376, de 09.03.1989 (REMOP), RESOLVE:

DISPENSAR:
O Cap QOC Cap QOC Mat. 11365-4 PAULO HENRIQUE SANTOS COSTA do cargo de
Coordenador da 2ª Coord. do C/A /CFAP, Função de Cap PM, por ter sido transferido CFAP para o 3º
BPM; conforme publicação no BGO n° 224 de 02.12.08.

DESIGNAR:
O Cap QOC Mat. 11373-5 DONATO DE LIMA PEDROSA para o cargo de Coordenador da 2ª
Coord. do C/A /CFAP, por ter sido transferido do 3º BPM para o CFAP, conforme publicação no BGO n°
224 de 02.12.08.

2. NP n° 044/2008 - Nota de Serviço nº 04/2008 Solenidade de Formatura do Curso de


Formação Complementar para Praças CFCP/2008 – Pólo Maceió

1. FINALIDADE
Regular as atividades a serem desenvolvidas por esta Unidade de Ensino, durante a solenidade de
formatura do Curso de Formação Complementar para Praças –CFCP/2008.

2. Objetivos

a. Realizar a solenidade de encerramento do curso de formação complementar de praças-2008 para


as turmas do pólo de Maceió;

b. Apresentar os novos concluintes do CFCP/2008 da PMAL à sociedade alagoana;

c. Exercer a ordem unida, como demonstração da disciplina militar estabelecida pelo Regulamento
de Continências, Honras e Sinais de Respeito e pelas demais normas militares em vigor, durante o
encerramento do CFCP/2008;

3. CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO

a. Aposição da Placa
GDH – 171000Dez08
Local – Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças;
Endereço – Avenida Assis Chateaubriand, s/n, Trapiche da Barra, Maceió/AL;
Uniforme Militar: 4º “A” (Alunos), Sargentos e Oficiais 3º”C” e o correspondente para outras
Instituições;
Civis: Esporte Fino;
b. Data e Hora da Solenidade Militar do pólo de Maceió: 170800Dez08
c. Mestre de cerimônia: Será indicado pela 5ª Seção;
d. Assistentes: Oficiais e Praças da PMAL, convidados, autoridades civis e familiares dos formandos;
e. Uniforme:
1. Oficiais, Subtenentes e Sargentos assistentes: Uniforme 3º “C” (Passeio);
2. Cabos e Soldados assistentes: Uniforme 4º A (Instrução);
3. Militares das Forças Armadas: O correspondente;
4. Civis: Esporte fino;
29

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


5. Grupamento dos Formandos do Pólo Maceió: 4º “A” (Instrução);
f. Armamento:
1. Comandante do Grupamento de formandos e Pavilhão Nacional: espada;
2. Demais integrantes: desarmados.
g. Tropa participante:
1. -Banda de Música : APMSAM
2. - Grupamento de Formandos, Pólo de Maceió;

4. ORGANIZAÇÃO DOS DISPOSITIVOS

a. Posicionamento dos assistentes


Palanque dos Oficiais Superiores e autoridades: Arquibancada (Lagoa Mundau);
Assistentes: Demais arquibancadas
b. Disposição da tropa de desfile
Banda de Música da APMSAM;
Corneteiro da APMSAM;
Pavilhão Nacional
Corpo de formandos comandados pelos Sargentos Monitores.
c. SEQÜÊNCIA DAS AÇÕES
07h00min – Efetivo no local;
07h30min – Os monitores observarão as alterações;
08h30min – Orientações Gerais;
09h00min – Deslocamento do Grupamento de Formandos ao local de formatura;
09h10min – Apresentação do Grupamento de Formandos ao Exmº Sr. Governador do Estado ou
autoridade delegada;
09h20min – Leitura do Boletim Especial com a Ordem do Dia do Exmº Sr. Cel PM Comandante
Geral da PMAL;
09h30min – Entrega dos certificados aos 03 (três) primeiros colocados (Alunos de Sargento e Alunos
de Cabos), pelas autoridades presentes;
09h40min – Deslocamento do Pavilhão Nacional à frente do Grupamento de formandos;
09h45min – Cântico do Hino Nacional;
09h50min – Juramento dos Formandos;
09h55min – Retorno do Pavilhão Nacional ao dispositivo inicial;
10h00min – Palavras do Exmº Sr. Governador do Estado ou autoridade delegada;
10h10min – Canção da Polícia Militar de Alagoas;
10h15min – Permissão do Comandante da tropa de formandos para o tradicional “fora de forma”;
10h20min – Encerramento.

5. PRESCRIÇÕES DIVERSAS

O Corpo de Alunos:
a. O comando do Corpo de alunos deverá elaborar nota de instrução específica para o
treinamento das evoluções que serão realizadas no dia da solenidade de formatura, dispondo, para tal,
dos formandos nos dias 15 de dezembro, às 06:45h, no Ginásio do SESI, no Trapiche da Barra;

O Ajudante-secretário:
a. Providenciar o encaminhamento das palavras do Cmt do CFAP para publicação em Boletim
Especial elaborado pela Ajudância Geral da PMAL;
b. Enviar convites às autoridades civis e militares, além dos docentes; enviar ofício solicitando ao
Cmt da APMSAM a Banda de Música e corneteiro para a solenidade;
c. Deverá enviar ofício à 5ª seção do EMG, solicitando o serviço de som, cobertura da imprensa e
divulgação do evento;
d. Enviar ofício ao Cmt do CPC solicitando guarnições motorizada para o controle do tráfego no
dia do treinamento e solenidade, e policiamento para área externa no Ginásio Sesi;
e. Providenciar junto à 5ª seção do EMG o Mestre de Cerimônia para a solenidade militar;
f. Efetuar as atividades referentes ao cerimonial juntamente ao mestre de cerimônia indicado pela
5ª Seção.
30

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Diretor da Divisão de Meios/CFAP:


a. Providenciar junto ao PAA/CFAP efetivo para orientar os convidados;
b. A divisão de meios (DM) do CFAP deverá verificar, na véspera da data da solenidade, aos
preparativos no local da solenidade;
Chefe da S. de Manut. e Transp DM/CFAP
a. Providenciar transporte para deslocamento da banda de música no dia 17/12/2008;

Almoxarifado/CFAP
a. Providenciar o desempenho da limpeza do local;
b. Providenciar água para autoridades e convidados.

Divisão Técnica/CFAP

a. Providenciar os Históricos e Certificados

Os casos omissos serão solucionados pelo Cmt do CFAP.

3. NP n° 045 – CA - Nota de Serviço n° 05 - Solenidade de Encerramento do Curso de


Aperfeiçoamento de Sargentos – CAS 2008.

REFERÊNCIAS: NPCE-2008; PGE – 2008 e DIRETRIZ DO COMANDANTE DO CFAP

1. FINALIDADE
Estabelecer as atividades a serem desenvolvidas na solenidade de encerramento do Curso de
Aperfeiçoamento de Sargentos - CAS / 2008.

2. OBJETIVOS
i. Encerrar de forma solene o ano letivo do CFAP em 2008 bem como o Curso de Aperfeiçoamento
de Sargentos 2008;
ii. Dar conhecimento a toda Corporação e a sociedade miliciana do encerramento do curso.

3. CONDIÇÕES DE EXECUÇÃO PROGRAMAÇÃO DOS EVENTOS


Solenidade Militar e aposição da placa:
Solenidade Militar:
GDH – 180800Dez08Qui
Local – Auditório da Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello
Endereço – Avenida Assis Chateaubriand, s/n°, Trapiche da Barra, Maceió/Al
Uniforme dos Formandos: 3º “A” (túnica bege canavial)
Uniforme dos demais Militares: 3º “C” e o correspondente para outras Instituições
Civis: Esporte Fino

Aposição da placa:
GDH – 181000Dez08Qui
Local – Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças
Endereço – Avenida Assis Chateaubriand, s/n°, Trapiche da Barra, Maceió/Al
Uniforme dos Formandos: 3º “A” (túnica bege canavial)
Uniforme dos demais Militares: 3º “C” e o correspondente para outras Instituições
Civis: Esporte Fino
Coquetel : Associação dos Subtenentes e Sargentos

4. SEQUENCIA DA SOLENIDADE MILITAR


i. 08:00 horas - Posicionamento dos formandos no Auditório da APMSAM;
ii. 08:30 horas – Chegada do Exm° Sr. Cel QOC PM Dalmo Sena Sampaio – Comandante Geral da
PMAL;
iii. 08:35 horas - Composição da mesa;
iv. 08:40 horas - Cântico do Hino Nacional;
31

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


v. 08:50 horas - Leitura do Boletim Especial;
vi. 09:00 horas - Palavras do Exmº Sr Cel Cmt Geral da PMAL;
vii. 09:20 horas - Entrega dos Certificados dos 03(três) primeiros colocados pelas autoridades
presentes e demais alunos pelos padrinhos;
viii.09:30 horas - Palavras do orador da turma;
ix. 09:45 horas - Agradecimento e encerramento da solenidade pelo Mestre de Cerimônia;

5. PRESCRIÇÕES DIVERSAS

Ao Corpo de Alunos:
• Coordenar o treinamento e apresentação dos formandos na Solenidade Militar;

Ao Ajudante-secretário:
• Elaborar o Boletim Especial alusivo ao evento;
• Confeccionar o Ofício ao Comandante da APMSAM solicitando o Auditório da APMSAM
• Solicitar através de ofício a Banda de Música da APMSAM para o evento solene;
• Providenciar a pauta para o evento;
• Efetuar as atividades referentes ao cerimonial.

Ao Diretor da Divisão de Meios:


• Providenciar junto ao Oficial de Dia da GPMTB, a liberação do estacionamento do CFAP para os
convidados nos dias do evento;
• Providenciar junto ao PAA/CFAP o efetivo para orientar os convidados;
• Providenciar água para as autoridades presentes.

Os casos omissos serão resolvidos pelo Cmt da CFAP.

4. NP n.° 146/2008–DT - Ata de Matrícula - Curso de Formação Complementar para Praças –


CFCP/2008: Aos 09 (nove) dias do mês de dezembro de 2008 (dois mil e oito), no Centro de Formação e
Aperfeiçoamento de Praças – CFAP, foram matriculados por indicações contidas nas págs. 09 e 10 do
BGO n° 225 de 03 de dezembro de 2008, no Curso de Formação Complementar para Praças –
CFCP/2008, os alunos abaixo relacionados, consoante o que preconiza o § 3º do art. 10, da Lei n.º 6.568,
de 06 de janeiro de 2005 (Institui na Polícia Militar o Sistema de Ensino Militar).

Grad Nº Mat. Nome


Cb PM 5387.88 7930-8 PAULO SERGIO ALVES
Sd PM 4812.87 6727-0 JOSÉ HÉLIO SILVA SANTOS
Sd PM 7714.92 10298-9 LANEIDE EDLEUZA DOS SANTOS

E nada mais havendo a constar, mandou o Sr. Ten Cel QOC PM WILLIAMS MARCELINO DOS
SANTOS, Comandante do CFAP, lavrar a presente Ata que vai por ele assinada e por mim, Maj QOC PM
ANTONIO DE PÁDUA FERREIRA SILVA, que a digitei.

IX - Comando do Policiamento da Capital

a) Batalhão de Polícia de Guardas

1. NP nº 101/2008 - Liberação de Preso: O Comandante do BPGd informou ao Sr. Cel. QOC PM


Subcomandante Geral, que o 3º Sgt. PM Reformado. – Roberto Florêncio Santos da Silva, foi liberado
desta Unidade de Custódia Militar, aproximadamente às 12hs e 20min. do dia 05 de Dezembro do ano em
curso, conforme cópia em anexo do Alvará de Soltura, expedido e assinado pelos MMs. Juízes de Direito,
Integrantes da 17ª Vara Criminal da Capital – Poder Judiciário de Alagoas.

2. NP nº 102/2008 - Recolhimento de Preso: O Comandante do BPGd informou ao Sr. Cel QOC


PM Subcomandante Geral, que o Cb. PM R/R – Josuel Teodoro da Silva, foi recolhido a esta Unidade de
Custódia Militar/3ª Cia, no dia 08 de Dezembro do ano em curso, por volta das 7:00h. Pela prática de
32

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


DISPARO DE ARMA DE FOGO EM VIA PÚBLICA, o qual foi escoltado pela guarnição do BPGd
comandada pelo Ten QOC PM - AVELINO, da referida Unidade Militar,
Salientou ainda que foi realizado o Exame de Corpo de Delito no supracitado PM e segue em anexo
cópia do Auto de Prisão em Flagrante Delito, Nota de Culpa e Nota dos Direitos e Garantias
Constitucionais, subscritas e assinadas pelo Bel. JOSÉ RANGEL ATAIDE VANDERLEI – Delegado
Regional de Polícia do 105º Distrito Policial de Mar Vermelho – 9º D.R.P.

3. NP nº 103/2008 - Furto de Documento e Outros: O Ten Cel QOC PM – Cmt do BPGd, informou
ao Sr. Cel PM Diretor de Pessoal, que o 3º Sgt PM nº 1710.82, Mat. 3034.1 - Geraldo Matias dos Santos
Filho, pertencente ao BPGd, apresentou 01 (uma) cópia do Boletim de Ocorrência de nº 0601-B/07-0292,
datado de 11 de julho de 2007, às 14h14min, expedido pela Delegacia do 64º DP – Palmeira dos Índios –
5ª DRP/DPJA2, relatando que no dia 08 de julho de 2008 às 19h00min, teve furtada sua carteira contendo
os seguintes documentos: Identidade Policial Militar (RGPMAL) nº 01.679/982, CPF, Registro de arma nº
119139 e um talão de cheque do Banco CEF, agência de Palmeira. Com observação no mesmo B.O., de
que foi ratificado com a data de 26 de setembro de 2008, por Paulo Roberto de Lima, às 10h05min.
Em conseqüência, a PM/2 adote as providências necessárias.

4. NP nº 104/08/P/1 - Apresentação de Certificados: O Ten Cel QOC PM, Cmt do BPGd,


apresentou ao Sr. Cel PM Diretor Pessoal, as fotocópias dos Certificados abaixo, pertencente ao Cabo PM
nº 4038.86, Mat. 5796.7 - José Paulo Vieira da Silva: Curso COMUNICAÇÃO POR E-MAIL, datado de 24
de agosto de 2008, promovido pela Secretária Coordenadora de Justiça e Defesa Social, com duração de
1 hora/aula na TV e 1 hora/aula na WEB.
Curso as SEIS PESSOAS QUE VOCÊ DEVE CONHECER ANTES DE SER LÍDER, datado de 14 de
agosto de 2008, promovido pela Secretária Coordenadora de Justiça e Defesa Social, com duração de 1
hora/aula na TV e 1 hora/aula na WEB.
Curso Identificação Veicular, promovido pela Secretária Coordenadora de Justiça e Defesa Social,
no período de 21/07/2008 a 08/09/2008, com carga horária de 60 horas.
Curso Local do Crime: Isolamento e Preservação, promovido pela Secretária Coordenadora de
Justiça e Defesa Social no período de 29/09/2008 a 17/11/2008, com carga horária de 60 horas.
Curso Violência, Criminalidade e Prevenção, promovido pela Secretária Coordenadora de Justiça e
Defesa Social, no período de 29/09/2008 a 03/11/2008, com carga horária de 40 horas.

5. NP nº 105/2008-P/1 -Apresentação de Certificado: O Ten Cel QOC PM, Cmt do BPGd,


apresentou ao Sr. Ten Cel QOC PM Diretor Pessoal, a fotocópia do Certificado do Ensino Médio em
Exames Gerais Supletivos, datado de 31 de Janeiro de 2003, realizado no Programa Educacional de
Jovens e Adultos, pertencente ao Cabo PM nº 3909.85, Mat. 5545.0 - Cícero Maurício Costa.

6. NP nº 105/2008-P/1 – Dispensa e Designação de Oficiais: O Ten Cel QOC PM, Cmt do BPGd,
no uso de suas atribuições legais e considerando o disposto no Art. 5º, inciso IV, alínea “b” e VI, e Art. 12,
inciso V, alínea “a”, tudo do REMOP, aprovado pelo Decreto Estadual nº 33.376 de 09 de março de 1989
e alterado pelo Decreto Estadual nº 33.314, de 14 de novembro de 1997, Resolve:

DISPENSAR
O Cap QOC PM, Mat. 10263.6 – José Valdenildo Ferreira Lima, deixa de responder pelo cargo de
Subcmt do BPGd, a contar de 04 de dezembro de 2008, em virtude do titular, ter retornado do período de
10 (dez) dias, de férias.
O Cap QOC PM, Mat. 10263.6 – José Valdenildo Ferreira Lima, do cargo de P/2 e P/3 do BPGd,
função em Q.O. de Cap QOC PM, por ter sido transferido para a DAL, conforme BGO nº 223 de 01 de
dezembro de 2008.
O Cap PM QOC PM, Mat. 10175.3 - Raimundo Jose de Freitas Lessa, do cargo de Cmt da 3ª Cia
do BPGd, função em Q.O. de Cap QOC PM,
A 2º Ten QOC PM, Mat. 120735.0 - Heloisa Lima Barros, do cargo de Cmt do PAAdm do BPGd,
função em Q.O. de 1º Ten QOC PM, acumulando com o cargo de Ajudante do Secretario do BPGd, por ter
sida transferida para o BPRp, conforme publicação contida no BGO nº 224 de 02 de dezembro de 2008.

DESIGNAR
33

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


O Cap QOC Mat. 11368.9 - José Querino de Macedo Filho, para o cargo de Cmt da 3ª Cia do
BPGd, função em Q.O. de Cap QOC PM, por ter vindo com transferência do BPA, conforme publicação
contida no BGO nº 224 de 02 de dezembro de 2008.
O Cap PM QOC PM Mat. 10175.3 - Raimundo Jose de Freitas Lessa, para o cargo de P/2 e P/3 do
BPGd, função em Q.O. de Cap QOC PM,
O 2º Ten QOC Mat. 120745.8 - Whallysson Alves Avelino dos Santos, para o cargo de Cmt do
PAAdm do BPGd, função em Q.O. de 1º Ten QOC PM, acumulando com o cargo de Ajudante do
Secretario do BPGd, sem prejuízo dos cargos que já exerce.

7. NP nº 106/08/P/1 - Extravio de Documento: O Ten Cel QOC PM – Cmt do BPGd, informou ao


Sr. Cel PM Diretor de Pessoal, que o Sd PM nº 5471.88, Mat. 7827.1 - Carlos Alberto Barros Vieira,
pertencente ao BPGd, apresentou 01 (uma) cópia do Boletim de Ocorrência de nº 001-B/08-2654, datado
de 26 de novembro de 2008, às 10h24min, expedido pela Delegacia do 1º DP da Capital - Centro,
relatando que no dia 25 de novembro de 2008, às 12h30min, teve extraviada sua Carteira de Identidade
Policial Militar (RGPMAL) nº 00.639/988, com validade até 13.12.2010.
Em conseqüência, a PM/2 adote as providências necessárias.

Seção II
Assuntos Gerais

I - Viagem de Oficiais e Praças – Sem Novidades

II - Transcrição do Diário Oficial

PODER EXECUTIVO

PROCURADORIA GERAL DO ESTADO

O PROCURADOR-GERAL DO ESTADO, MÁRIO JORGE UCHOA SOUZA, DESPACHOU EM


DATA DE 10.12.2008, OS SEGUINTES PROCESSOS:

PROC: 12060-2064/2008 - INT: JOSÉ ABRAHÃO DOS SANTOS - ASS: PROMOÇÃO POR TEMPO
DE SERVIÇO - DESP: Tratam os autos de Promoção por Tempo de Serviço da Polícia Militar do Estado
de Alagoas, encaminhado a esta Procuradoria Geral do Estado por conduto do Comando Geral da PMAL.
Conheço o Parecer PGE/PA-00-3127/2008 já apreciado pela Coordenação da Procuradoria Administrativa
para dele discordar, tendo em vista o Mapa Demonstrativo de fls.78, bem como o Despacho de fls. 72 do
Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Alagoas o qual argumenta que existe no quadro da
PMAL um claro no posto a ser provido e que existe um número significativo de policiais militares que já
percebem em seus subsídios a remuneração de um posto ou graduação superior. Sendo assim, com
fundamento na declaração mencionada, este órgão de assessoramento jurídico opina favoravelmente à
promoção do interessado, ao Posto de 1º Tenente, uma vez que há vaga para promovê-lo, condicionando-
se esta aprovação à existência de dotação orçamentária para o provimento do novo posto. No entanto,
reiteramos a orientação de que a nova lei da PMAL deverá especificar em seus anexos o número de
vagas destinadas a cada posto ou graduação. Sigam os autos ao Gabinete Civil.

PROC: 12060-2195/2008 - INT: JOZIMILTON ARAÚJO DA SILVA - ASS: PROMOÇÃO POR


TEMPO DE SERVIÇO - DESP: Tratam os autos de Promoção por Tempo de Serviço da Polícia Militar do
Estado de Alagoas, encaminhado a esta Procuradoria Geral do Estado por conduto do Comando Geral da
PMAL. Conheço o Parecer PGE/PA-00-3229/2008 já apreciado pela Coordenação da Procuradoria
Administrativa para dele discordar, tendo em vista o Mapa Demonstrativo 74, bem como o Despacho de
fls. 68 do Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de Alagoas o qual argumenta que existe no
quadro da PMAL um claro no posto a ser provido e que existe um número significativo de policiais
militares que já percebem em seus subsídios a remuneração de um posto ou graduação superior. Sendo
assim, com fundamento na declaração mencionada, este órgão de assessoramento jurídico opina
34

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


favoravelmente à promoção do interessado, ao Posto de Major, uma vez que há vaga para promovê-lo,
condicionando-se esta aprovação à existência de dotação orçamentária para o provimento do novo posto.
No entanto, reiteramos a orientação de que a nova lei da PMAL deverá especificar em seus anexos o
número de vagas destinadas a cada posto ou graduação. Sigam os autos ao Gabinete

PROC: 1206-808/2007 - INT: RICARDO PATRÍCIO NUNES SANTOS (SUBTEN PM) - ASS:
DÉBITO EXERCÍCIO FINDO - DESP: Aprovo o Parecer PGE/PA nº 3289/2008 já apreciado pela
Coordenação da Procuradoria Administrativa, com a seguinte ementa: “POLÍCIA MILITAR. PAGAMENTO
DE RETRIBUIÇÃO A PM ATIVO, REFERENTE A EXERCÍCIOS FINDOS. CRÉDITO EM FAVOR DO
POLICIAL MILITAR. CRÉDITO QUEÉ DECORRENTE DE DIREITO ASSEGURADO EM LEI.
PROCEDÊNCIA DO PEDIDO.” À PM.

SECRETARIA DO ESTADO DO PLANEJAMENTO E DO ORÇAMENTO

PROC. 1206-1422/07 – ANEXO: 1206-1494/07 – CLÁUDIA MARIA DA SILVA – Encaminhem-se os


autos à Douta Procuradoria Geral do Estado para análise e pronunciamento conclusivo.

PROC. 1700-12059/08 – POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS (OF. N° 320/2008) – Tendo em vista


atendimento da solicitação, conforme se verifica às fls. 05, devolvam-se os autos à Polícia Militar de
Alagoas para dar ciência ao interessado, retornando para arquivamento.

PROC. 1700-6264/08 – BEATRIZ MARIA DAS SILVA NASCIMENTO - Versam os autos de pedido
de concessão do benefício de pensão por morte, formulado por Beatriz Maria da Silva Nascimento,
devidamente qualificada nos autos, face ao falecimento do ex-segurado Sr. Rosival José do Nascimento,
ex-servidor da Secretaria de Estado da Polícia Militar de Alagoas. Processo devidamente instruído com
documentação indispensável à comprovação da situação de dependência para fins previdenciário, bem
como informações da Superintendência de Gestão Previdenciária. Submetido à consideração da Douta
Procuradoria Geral do Estado, que opinou pelo favorecimento do pleito por intermédio do Parecer
PGE/PA-00-3160/2008, às fls. 27/29, com a aprovação do Senhor Subprocurador Geral do Estado, às
fls.30. De acordo com o disposto no Art. 9º, III, da Lei Estadual nº 6.288, de 28 de março de 2002, art. 31,
II e 42 do Decreto Estadual nº 860/2002,c/c arts.37, XI, e 40, § 7º, I, da CF; art. 5º da EC nº 41/03, defiro o
pedido de concessão do auxílio pensão. Encaminhem-se os autos à Assessoria Técnica do Gabinete para
a devida publicação na imprensa oficial do ato de concessão do benefício. Em seguida, retornar à
Superintendência de Gestão Previdenciária para os procedimentos no âmbito de sua competência.

CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

PODER EXECUTIVO
CONSELHO ESTADUAL DE SEGURANÇA PÚBLICA

A Secretaria do Conselho Estadual de Segurança Pública do Estado de Alagoas torna público o que
segue abaixo conforme disposto na Lei Delegada n° 42, de 14 de maio de 2007. Maceió/AL, 10 de
dezembro de 2008.

Eliluce Cavalcante Borges


Diretora de Secretaria

Conselho Estadual de Segurança Pública - Processo


Reclamação por Providências nº 019/2007
Interessados: Familiares de FERNANDO ALDO e Comandante-Geral da Polícia Militar

Relator: Cons. Karla Padilha Rebelo Marques


ACÓRDÃO Nº 037/2008

RECLAMAÇÃO POR PROVIDÊNCIAS. FATOS RELACIONADOS À CONDUTA INDISCIPLINAR DE


35

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


POLICIAL MILITAR. ENVOLVIMENTO EM CRIMES DE HOMICÍDIO, DESERÇÃO E OUTROS.
IMPUTAÇÃO DE AUTORIA INTELECTUAL E MATERIAL. CONSTATAÇÃO DE PRÁTICAS
ATENTATÓRIAS À HONRA DE AUTORIDADES PÚBLICAS. REMESSA DE DOCUMENTOS PARA
AJUIZAMENTO DE AÇÃO PENAL. REITERAÇÃO DE REQUISIÇÕES PARA APRESENTAR
RESULTADOS DE INVESTIGAÇÕES INSTAURADAS PARA APURAR HOMICÍDIOS. PEDIDO DE
INFORMAÇÕES ACERCA DO PROCESSO DE DESERÇÃO.
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Senhores membros do Conselho Estadual de
Segurança Pública, na 31ª sessão ordinária, acontecida no dia 28 de outubro de 2008, por unanimidade,
em suspender o julgamento do processo Reclamação por Providência n° 019/2007, a fim de oficiar às
autoridades da Polícia Civil, no sentido de obter mais informações sobre o assunto versado, nos termos do
voto da Relatora. Participaram do julgamento os seguintes Conselheiros: MANOEL CAVALCANTE DE
LIMA NETO (Presidente), KARLA PADILHA REBELO MARQUES (Relatora), ALBERTO JORGE
CORREIA DE BARROS LIMA, ORLANDO ROCHA FILHO, TUTMÉS AIRAN DE ALBUQUERQUE MELO,
PAULO HENRIQUE FALCÃO BRÊDA, LUCIANO ANTÔNIO DA SILVA, JOSÉ GUEDES BERNARDI e
CARLOS ALBERTO BARBOSA.

Maceió/AL, 28 de outubro de 2008.

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente

Cons. KARLA PADILHA REBELO MARQUES


Relatora

Origem: Conselho Estadual de Segurança Pública


Processo Reclamação por Providência nº 067/2008
Interessado: James Marlan Ferreira Barbosa
Assunto: Manutenção de Segurança Pessoal
Relator: Cons. Manoel Cavalcante de Lima Neto
ACÓRDÃO Nº 051/2008

PROCESSO RECLAMAÇÃO POR PROVIDÊNCIA. SOLICITAÇÃO DE RENOVAÇÃO DE


SEGURANÇA INDIVIDUALIZADA. ELEITO PARA EXERCÍCIO DE CARGO POLÍTICO. RISCOS A
INTEGRIDADE FÍSICA DO INTERESSADO. JUSTIFICATIVA DA NECESSIDADE. COMPROVAÇÃO.
PRESENÇA DOS REQUISITOS CONTIDOS NO DECRETO N° 3.987/08. ADEQUAÇÃO AOS TERMOS
DA RESOLUÇÃO N° 011/2008 DESTE ÓRGÃO. DEFERIMENTO.

1. O deslocamento de policial militar de suas atividades típicas constitui medida excepcional


somente passível de deferimento por justificativa plausível.
2. Pertinência do pedido e comprovação da necessidade atual, que pudesse ensejar a concessão da
medida.
3. Deferimento da solicitação de Segurança Individualizada.

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Senhores membros do Conselho Estadual de
Segurança Pública, na 34 ª sessão ordinária, acontecida no dia 09 de dezembro de 2008, por
unanimidade, deferir o pedido de solicitação de segurança individualizada ao interessado, a ser prestada
pelo prazo de 03 (três) meses, a ser realizada pelos servidores militares já deslocados para tal atividade,
tudo isso em face da comprovação da necessidade da medida e conformidade com os requisitos contidos
no Decreto n° 3.987/08, nos termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os
seguintes Conselheiros: MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO (Presidente) ALBERTO JORGE
CORREIA DE BARROS LIMA, KARLA PADILHA REBELO MARQUES, DELSON LYRA DA FONSECA,
JOSÉ GUEDES BERNARDI, RODRIGO RUBIALE, LUCIANO ANTÔNIO DA SILVA, CARLOS ALBERTO
BARBOSA, ORLANDO ROCHA FILHO, TUTMÉS AIRAN DE ALBUQUERQUE MELO e PAULO
HENRIQUE FALCÃO BRÊDA.
36

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Maceió/AL, 09 de dezembro de 2008.

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente

Origem: Conselho Estadual de Segurança Pública


Processo Reclamação por Providência nº 114/2008
Interessado: Silvânio Barbosa
Assunto: Solicitação de Segurança Pessoal
Relator: Cons. Manoel Cavalcante de Lima Neto
ACÓRDÃO Nº 052/2008

PROCESSO RECLAMAÇÃO POR PROVIDÊNCIA. SOLICITAÇÃO DE SEGURANÇA


INDIVIDUALIZADA EM FUNÇÃO DAS ATIVIDADES EXERCIDAS COMO PREFEITO COMUNITÁRIO DO
BENEDITO BENTES. RISCOS A INTEGRIDADE FÍSICA DO INTERESSADO JUSTIFICATIVA DA
NECESSIDADE. COMPROVAÇÃO. PRESENÇA DOS REQUISITOS CONTIDOS NO
DECRETO N° 3.987/08. ADEQUAÇÃO AOS TERMOS DA RESOLUÇÃO N° 011/2008 DESTE
ÓRGÃO.
DEFERIMENTO.
1. O deslocamento de policial militar de suas atividades típicas constitui medida excepcional
somente passível de deferimento por justificativa plausível.
2. Pertinência do pedido e comprovação da necessidade atual, que pudesse ensejar a concessão da
medida.
3. Deferimento da solicitação de Segurança Individualizada. Vistos, relatados e discutidos estes
autos, acordam os Senhores membros do Conselho Estadual de Segurança Pública, na 34ª sessão
ordinária, acontecida no dia 09 de dezembro de 2008, por unanimidade, deferir o pedido de solicitação de
segurança individualizada ao interessado, a ser prestada pelo prazo de 03 (três) meses, a ser realizada
por 02 (dois) servidores militares, tudo isso em face da comprovação da necessidade da medida e
conformidade com os requisitos contidos no Decreto n° 3.987/ 08, nos termos do voto do Conselheiro
Relator. Participaram do julgamento os seguintes Conselheiros: MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO
(Presidente) ALBERTO JORGE CORREIA DE BARROS LIMA, KARLA PADILHA REBELO MARQUES,
DELSON LYRA DA FONSECA, JOSÉ GUEDES BERNARDI, RODRIGO RUBIALE, LUCIANO ANTÔNIO
DA SILVA, CARLOS ALBERTO BARBOSA, ORLANDO ROCHA FILHO, TUTMÉS AIRAN DE
ALBUQUERQUE MELO e PAULO HENRIQUE FALCÃO BRÊDA.

Maceió/AL, 09 de dezembro de 2008.

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente

Processo RP nº 118/2008 Interessado: Secretário de Estado de Defesa Social Assunto: Análise da


Lei de Organização Básica (LOB) e Lei de Fixação do Efetivo da Polícia Militar do Estado de Alagoas.
Relator: Cons. Manoel Cavalcante de Lima Neto ACÓRDÃO nº 054/2008 PROJETO DE LEI.
APRECIAÇÃO PELO CONSELHO EM PARECER DE MÉRITO. MATÉRIA DE INICIATIVA LEGISLATIVA
DO CHEFE DO PODER EXECUTIVO. DISCRICIONARIEDADE. ALTERAÇÃO DE REGIME JURÍDICO.

1. A alteração da Lei Orgânica Básica (LOB) e da Lei de fixação do efetivo da Polícia Militar do
Estado de Alagoas está sujeita a iniciativa do Chefe do Poder Executivo.
2. Proposta de mudança legislativa em que se identifica adequação formal e conveniência
administrativa.
3. Matéria inserida na competência discricionária do Chefe do Poder Executivo. Compatibilidade com
o sistema jurídico
37

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


4. Recomendação do Conselho Estadual de Segurança Pública para o prosseguimento do feito e
apreciação pelo Poder Legislativo Estadual.

Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Senhores membros do Conselho Estadual de
Segurança Pública, na 34ª sessão ordinária, acontecida no dia 09 de dezembro de 2008, por
unanimidade, recomendar o envio do projeto à Assembléia Legislativa para a devida apreciação, nos
termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os seguintes Conselheiros: MANOEL
CAVALCANTE DE LIMA NETO (Presidente), JOSÉ GUEDES BERNARDI, ALBERTO JORGE CORREIA
DE BARROS LIMA, KARLA PADILHA REBELO MARQUES, TUTMÉS AIRAN DE ALBUQUERQUE
MELO, PAULO HENRIQUE FALCÃO BRÊDA, LUCIANO ANTÔNIO DA SILVA, CARLOS ALBERTO
BARBOSA e ORLANDO ROCHA FILHO.

Maceió/AL, 09 de dezembro de 2008

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente e Relator

Origem: Processo nº 1101.3946/2008 – Gabinete do Governador


Interessado: Secretaria de Estado de Defesa Social
Assunto: Exposição de Motivos da Lei que altera o Estatuto da PMAL
Relator: Cons. Manoel Cavalcante de Lima Neto
PARECER DE MÉRITO Nº 09/2008

PROJETO DE LEI. APRECIAÇÃO PELO CONSELHO EM PARECER DE MÉRITO. MATÉRIA DE


INICIATIVA LEGISLATIVA DO CHEFE DO PODER EXECUTIVO. CONSTITUCIONALIDADE
RECONHECIDA EM PROCESSO SIMILIAR PELA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO (PROCESSO
01240-05475/2007). DISCRICIONARIEDADE. ALTERAÇÃO DE REGIME JURÍDICO.

1. A alteração de regime jurídico de militar está sujeita a iniciativa do Chefe do Poder Executivo.
2. Proposta de mudança legislativa em que se identifica adequação formal e inexistência de
inconstitucionalidade referendada em parecer da Procuradoria Geral ao analisar a mesma matéria nos
autos do processo nº 01240-05475/2008.
3. Matéria inserida na competência discricionária do Chefe do Poder Executivo. Compatibilidade com
a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal quanto à possibilidade de alteração do regime jurídico, sem
afetação de direito adquirido.
4. Recomendação do Conselho Estadual de Segurança Pública para o prosseguimento do feito e
apreciação pelo Poder Legislativo Estadual. Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os
Senhores membros do Conselho Estadual de Segurança Pública, na 34ª sessão ordinária, acontecida do
dia 09 de dezembro de 2008, por unanimidade, recomendar o envio do projeto à Assembléia Legislativa
para a devida apreciação, nos termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os
seguintes Conselheiros: MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO (Presidente), JOSÉ GUEDES
BERNARDI, ALBERTO JORGE CORREIA DE BARROS LIMA, JARLA PADILHA REBELO MARQUES,
TUTMÉS AIRAN DE ALBUQUERQUE MELO, PAULO HENRIQUE FALCÃO BRÊDA, LUCIANO
ANTÔNIO DA SILVA, CARLOS ALBERTO BARBOSA e ORLANDO ROCHA FILHO.

Maceió/Al., 09 de dezembro de 2008.

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente e Relator

Origem: Processo nº 1101.3946/2008 – Gabinete do Governador


Interessado: Secretaria de Estado de Defesa Social
Assunto: Exposição de Motivos da Lei que altera o Estatuto da PMAL
Relator: Cons. Manoel Cavalcante de Lima Neto
PARECER DE MÉRITO Nº 09/2008
38

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

PROJETO DE LEI. APRECIAÇÃO PELO CONSELHO EM PARECER DE MÉRITO. MATÉRIA DE


INICIATIVA LEGISLATIVA DO CHEFE DO PODER EXECUTIVO. CONSTITUCIONALIDADE
RECONHECIDA EM PROCESSO SIMILIAR PELA PROCURADORIA GERAL DO ESTADO (PROCESSO
01240-05475/2007). DISCRICIONARIEDADE. ALTERAÇÃO DE REGIME JURÍDICO.
1. A alteração de regime jurídico de militar está sujeita a iniciativa do Chefe do Poder Executivo.
2. Proposta de mudança legislativa em que se identifica adequação formal e inexistência de
inconstitucionalidade referendada em parecer da Procuradoria Geral ao analisar a mesma matéria nos
autos do processo nº 01240-05475/2008.
3. Matéria inserida na competência discricionária do Chefe do Poder Executivo. Compatibilidade com
a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal quanto à possibilidade de alteração do regime jurídico, sem
afetação de direito adquirido.
4. Recomendação do Conselho Estadual de Segurança Pública para o prosseguimento do feito e
apreciação pelo Poder Legislativo Estadual. Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os
Senhores membros do Conselho Estadual de Segurança Pública, na 34ª sessão ordinária, acontecida do
dia 09 de dezembro de 2008, por unanimidade, recomendar o envio do projeto à Assembléia Legislativa
para a devida apreciação, nos termos do voto do Conselheiro Relator. Participaram do julgamento os
seguintes Conselheiros: MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO (Presidente), JOSÉ GUEDES
BERNARDI, ALBERTO JORGE CORREIA DE BARROS LIMA, JARLA PADILHA REBELO MARQUES,
TUTMÉS AIRAN DE ALBUQUERQUE MELO, PAULO HENRIQUE FALCÃO BRÊDA, LUCIANO
ANTÔNIO DA SILVA, CARLOS ALBERTO BARBOSA e ORLANDO ROCHA FILHO.

Maceió/Al., 09 de dezembro de 2008.

Cons. MANOEL CAVALCANTE DE LIMA NETO


Presidente e Relato

COMANDO GERAL DA POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS

PORTARIA Nº 001/2008- CPL O Comandante Geral da Polícia Militar de Alagoas no uso de suas
atribuições que lhe confere o Art. 75 da Lei nº 6.399 de 15/08/2003, considerando o disposto nas Leis
Federais nº 10.520 de 17/07/2002, nº 8.666/93, com base no Decreto Estadual 1424 de 22/08/2003,
Decrteo Estadual nº 3548 de 01/01/2007 e tendo em vista as atribuições dispensadas pela AMGESP, por
força do Art. 15 da Lei Estadual nº 6.582/2005, nos processos de aquisições de Bens, Serviços,
Contratações e Convênios de interesse da Corporação considerando a formação, habilitação, qualificação
e capacitação Técnico-profissional dos Policiais Militares; Resolve NOMEAR PREGOEIROS da Polícia
Militar de Alagoas, os Militares abaixo, bem como, atribuir competência ao Presidente da Comissão
Permanente de Licitação, para Designação dos Pregoeiros e Equipe de Apoio nos Processos no âmbito
da PMAL.

Ten Cel PM Louvercy Monteiro de Oliveira Mat 6670-2 Cap. PM Augusto Ferreira Gaia- Mat 10283-0
Cap. PM Maurício Mendes de Morais- Mat 11343-3
3º Sgt PM Antônio Alexandre de Sousa Neto- Mat 5106-3
Sd PM Paulo Eugênio Rodrigues Gomes- Mat. 120436-0
Sd PM Iara Lopes Feitosa-Mat 120555-2

Quartel em Maceió/Al, 04 de dezembro de 2008

Dalmo Sena Sampaio - Cel QOC PM


Comandante Geral da PMAL

VARAS CRIMINAIS DA CAPITAL

TJ/AL - COMARCA DE MACEIÓ JUÍZO DE DIREITO DA 13ª VARA CRIMINAL DA CAPITAL /


AUDITORIA MILITAR JUIZ(A) DE DIREITO JOSÉ CAVALCANTI MANSO NETO ESCRIVÃ(O) JUDICIAL
CICERO BARROS DE LIMA EDITAL DE INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS.
39

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008


RELAÇÃO Nº 0029/2008

ADV: RITA GONZAGA DE MEDEIROS – Processo 001.08.096139-9 - Mandado de Segurança -


IMPETRANTE: João Jorge de Medeiros Filho - IMPETRADO: Comandante Geral da Polícia Militar -
Versam estes autos sobre AÇÃO DE MANDADO DE SEGURANÇA COM PEDIDO DE LIMINAR,
interposta por JOÃO JORGE DE MEDEIROS FILHO, civilmente qualificado, contra ato do Comandante
Geral da Policia Militar, com embasamento na Lei nº 1.533/51. O autor pretende suspender a
aplicabilidade, a efetividade e a eficácia da portaria nº 003/2008 do Comandante Geral da Polícia Militar,
bem como a suspensão do ato de afastamento do oficial ora impetrante. Para tanto, alega,
resumidamente, que a decisão proferida pelo Comandante Geral da PMAL, no sentido de determinar o
afastamento do oficial se reveste de um ato totalmente imbuído de parcialidade em represália as
manifestações de insatisfação com os atos abusivos cometidos pelo comandante, sendo portanto ofensivo
ao Princípio da Impessoalidade. Visto. Decido. A exordial encontra-se nos moldes previstos nos arts. 282
e 283 do Código de Processo Civil. No que diz respeito ao pleito do pedido de liminar, estatui o art. 7º, II,
da Lei nº 1.533/51: Art. 7º Ao despachar a inicial, o Juiz ordenará: I - omissis; II - ordenará que se
suspenda o ato que deu motivo ao pedido, quando for relevante o fundamento e do ato impugnado puder
resultar a ineficácia da medida, caso seja deferida. Infere-se que tal medida é acauteladora, devendo o
impetrante demonstrar a incidência dos requisitos ensejadores de tal medida, quais sejam, o periculum in
mora e o fumus boni juris. Outrossim, ao analisar os fundamentos expostos, percebe-se que as provas, in
limine litis, traduzem o entendimento de que é possível, a suspensão do Conselho de Justificação e bem
assim o retorna ao exercício de suas funções, por vislumbrar a presença do fumus boni iuris, requisito
ensejador de tal medida, possibilitando a plausibilidade do direito alegado. Ademais, verifica-se que a
abertura do Conselho de Justificação se mostrou desarrazoada e desproporcional, tendo em vista que não
houve manifestação que comprovasse a possível participação do ora impetrante, e que este preenche
requisitos para ser licenciado, assim, em uma atitude cautelar, é razoável que se mantenha o militar em
comento, em suas funções, já que o prejuízo que poderá causar a vida social e profissional do impetrante,
torna-se sem precedentes. Não sendo o bastante, faz-se mister ressaltar que, embora as esferas penais e
administrativas sejam independentes, em duas hipóteses, há a possibilidade de interferência penal no
âmbito administrativo, sendo elas a decisão penal que reconhece a negativa de autoria ou a não
materialidade do fato. Desta forma, percebe-se que, uma vez reconhecida, pelo Conselho de Justificação,
a incapacidade do oficial para permanecer na ativa, e sendo o mesmo inocentado na esfera penal, pelos
motivos acima elencados, estes interferirão na decisão administrativa, tornando-a sem efeito, o que
demonstra não ser razoável o afastamento, bem como uma futura demissão antes de uma apurada
investigação dos fatos e documentos colhidos, o que se dará com a sindicância enviada a esta auditoria
que já está em posse do Ministério Público Militar. Ressalte-se, que quanto ao periculum in mora, este fora
consoante demonstrado, uma vez que resta claro nos autos, o fundado temor de que, enquanto se
aguarda a tutela definitiva, venham a ocorrer fatos que causem danos graves e de difícil reparação ao
impetrante. É como se apresenta in limine a tutela neste exato momento. Com as considerações postas,
DEFIRO o pedido de liminar, para que o impetrante retorne as suas atividades de origem e, bem assim,
determino a suspensão do Conselho de Justificação de portaria nº 003/2008. Intime-se o Comando Geral
da Policia Militar sobre esta decisão para ciência e fins devidos. Ademais, notifique-se a autoridade
coatora, para no prazo do art. 7º, I, da Lei nº 1.533/51, prestar as informações que achar necessárias,
posteriormente, intimese o Ministério Público. Publique-se, intime-se e cumprase.

Maceió, 10 de dezembro de 2008.

José Cavalcanti Manso Neto Juiz de Direito - Auditor Militar

(Transcrito do DOE n° 232 de 11.12.2008)

III - Ofícios

a)
40

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

b)
Ministério da Justiça
Secretaria Nacional de Segurança Pública
Departamento da Força Nacional de Segurança Pública

Ofício n° 1403/SENASP/DFNSP/08,
Brasília-DF, 10 de dezembro de 2008.

A sua Excelência, o Senhor


Sr Cei PM Dalmo Sena Sampaio
Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de Alagoas

Senhor Comandante,

Ao cumprimentar Vossa Excelência, e tendo em vista a elaboração do conteúdo da disciplina


Resolução de Conflitos Agrários na Rede Nacional de Educação a Distância Para Segurança Pública da
Secretaria Nacional de Segurança Pública, solicito vossas ordens no sentido de autorizar o afastamento do
Maj PMAL Antônio Casado, para atuar como conteudista na elaboração do programa de matérias e material
didático que desta disciplina, no período compreendido entre os dias 11 a 17 de janeiro de 2009.

Por derradeiro solicito que a resposta deste expediente seja enviada para o FAX de número (61)
3429-9491, aos cuidados da Coordenação-Geral de Treinamento e Capacitação, até a data de 17 de
dezembro de 2008.
Cônscios de nossa responsabilidade em prestar um serviço de excelência á sociedade brasileira,
contamos com sua colaboração e nos colocamos a inteira disposição.
Respeitosamente,
41

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Em conseqüência, fica autorizado o afastamento do Oficial Superior acima requisitado, sem


ônus para a PMAL.

Dalmo Sena Sampaio - Cel QOC


COMANDANTE GERAL

c)

Comunicamos que a reunião, agendada para os dias 16 e 17 do mês em curso, no auditório sede,
para tratar de assuntos relacionados ao Planejamento Estratégico de 2009, foi adiada, em virtude do
comprometimento da agenda do Titular desta Pasta, não tendo ainda data prevista para a sua realização.
Atenciosamente,

Em conseqüência, os Diretores de Finanças, de Apoio Logístico, de Pessoal e o Chefe da


PM/4, designados conforme BGO nº 228, de 09/12/2008, tomem conhecimento acerca do adiamento
da reunião.

Dário Cesar Barros Cavalcante – Cel QOC PM


Subcomandante Geral da PMAL

d)
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Gabinete do Deputado GIVALDO CARIMBÃO - PSB / AL
42

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 230 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2008

Ilmº Sr. Cel PM Dário César B. Cavalcante,

Sempre preocupado com a segurança e bem estar dos cidadãos brasileiros, como membro da
Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, votei pela aprovação do PL
4.209/01 e manifestei minha defesa ao Projeto, para que a nossa polícia continue fazendo uso do Termo
Circunstanciado.
Estou encaminhando para seu conhecimento, cópia do projeto de Lei 4.209/01 e apensados.
Forte Abraço!

GIVALDO CARIMBÃO
Deputado Federal - AL

4ª PARTE
JUSTIÇA, DISCIPLINA E RECOMPENSA

Justiça, Disciplina e Recompensa – Sem Novidades.

5ª PARTE
COMUNICAÇÃO SOCIAL – Sem Novidades

Dalmo Sena Sampaio - Cel QOC PM


Cmt Geral – RGPM nº 28/979

Confere com o Original.

Dário Cesar Barros Cavalcante - Cel QOC PM


Subcmt Geral – RGPM nº 05.086/980

Você também pode gostar