Você está na página 1de 2

FUNDAMENTOS DA

INTERCESSÃO
10 COISAS PARA NÃO ESQUECER:
1. Revelação da intercessão
“Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam a
Deus, vivendo sempre para interceder por eles.” Hb 7:25.
É importante lembrar que: Diante disso, se cremos que Ele vive para
interceder por nós, nós também desejamos viver esse chamado, o mesmo
que o de Cristo, respondendo SIM ao seu ministério eterno: A intercessão!

2. O conhecimento de Deus e da oração


“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima
de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.” Hb 11:6.
Precisamos conhecer quem Deus é, quais as características no nosso DEUS REAL e receber
dEle mesmo a sabedoria e a revelação para nos achegarmos com confiança e
autoridade no lugar de oração, crendo em suas recompensas.

3. O lugar da habitação de Deus


Lembremos sempre da grande ESPERANÇA FUTURA em que Ele
reconciliará, em Cristo, todas as coisas que estão nos Céus e na terra! E
toda e criação viverá novamente, sem barreiras, a intimidade com tudo que
há nos céus! Conheceremos então, a plenitude do que significa “No princípio
criou Deus o Céu e a terra” Gn 1:1

4. Intercessores do Antigo Testamento


Lembrem- se daqueles homens e mulheres que buscaram esse lugar junto ao
coração de Deus, aqueles que desejavam mais do que tudo a evelação de
Deus e o cumprimento de suas promessas, de acordo com o Seu plano
eterno. “Eu, Daniel, compreendi pelas Escrituras, conforme a palavra do
Senhor dada ao projeta Jeremias… Por isso me voltei para o Senhor Deus
com orações e súplicas, em jejum...” Dn 9:2-3

5. Profetas e intercessores
O coração da intercessão é a amizade com Deus! Lembremos de Jeremias e
o convite a conhecer o coração vulnerável de Deus. Esse convite nos leva a
não apenas enxergarmos a realidade do Seu coração, mas também a de
experimentarmos as suas emoções. É o retrato de uma união com coração
de Deus! “Lembra-te de que eu compareci à tua presença, para falar a
favor deles, e para desviar deles a tua indignação...”Jr 18:20
6. Jesus –
Como nos esqueceremos daquele que fez de si o seu próprio intercessor!
A beleza de Deus habitando entre nós, cheio de graça e de verdade,
estendendo o seu braço pra nos salvar, indo até a morte para nos dar
vida! “Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo
rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza
enriquecêsseis.” 2 Co 8:9

7. União com Cristo, nosso Sumo sacerdote –


E quanto a morte, ressurreição e ascensão de Cristo, que escolheu nos dar
gratuitamente a justiça de Deus, por um alto preço! “Tendo sido, pois,
justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; Pelo
qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes.”
Rm 5:1-2

8. Ensina-nos a orar –
Não posso deixar que passe de mim o anseio genuíno de conhecer a importância de
Orar ao Pai, assim como Jesus orava! De aprender com Aquele que se retirava para os
desertos para orar. Queiramos a confiança que havia no coração de Jesus de que o Pai
sempre o
ouvia, e a intimidade apaixonada de uma vida dependente de Deus. “Senhor ensina-nos
a orar, como também João ensinou aos seus discípulos.” Lc 11:1

9. Intercessão Apostólica
Assim como Paulo, devemos sempre nos lembrar da importância do lugar de
oração, do cultivar de uma vida de devoção e humildade, independente da
esfera de liderança ou influência que o Senhor nos der, que haja em nós o
anseio de nos envolvermos e nos comprometermos com os seus planos: “Não
cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando de vós nas minhas orações...”
Ef 1:16.

10. Movimento de oração no fim dos Tempos


certamente, um dia, receberemos a resposta plena de todas as orações que subiram
aos Céus e encheram as taças! Por isso, hoje nos posicionamos nesse lugar de
encontro, nos unindo aos planos de Deus até que tudo se cumpra! Esperamos por
Ele! E clamamos por aquele que é digno de confiança, liderança e
julgamento! “O Espírito e a noiva dizem: vem.” Ap 22:17

GUARDAR PARA
LEMBRAR