Você está na página 1de 18

INTRODUÇÃO À

MICROECONOMIA
Professora Dra. Alice Cruz
A CURVA DE DEMANDA
DO CONSUMIDOR
Bibliografia

Básica
Mankiw (2013)- Capítulo 21
Pindyck e Rubinfeld (2006) – Capítulo 4
Vasconcellos, Oliveira e Barbieri (2011)
– capítulo 6 e 7
Derivando a curva de demanda do consumidor
✓ Acabamos de ver como o
preço afeta a decisão de
consumo de um consumidor.
✓ A curva de demanda reflete
essa decisão.
✓ A curva de demanda é o
“resumo” das decisões
ótimas do consumidor.
✓ Curva de preço-consumo

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


Derivando a curva de demanda do consumidor
✓ Toda curva de demanda tem inclinação negativa?

Fonte: Mankiw (2013)


Efeito da variação de renda
✓ Curva de renda-consumo
de um bem normal

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


Efeito da variação de renda
✓ Curva de renda-consumo de um bem inferior

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


A curva de Engel

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


A curva de Engel

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


A curva de demanda do mercado

Fonte: Pindyck e Rubinfeld (2013)


Estudo de caso
A procura de bens de Giffen
✓ Robert Jensen e Nolan Miller (2007) realizaram um estudo
durante 5 meses na província chinesa de Hunan.
✓ Foram distribuídos, para famílias selecionadas
aleatoriamente, tíquetes para subsidiar a compra de arroz.
✓ Eles avaliaram como o consumo de arroz respondeu às
mudanças de preços.
✓ Quais evidências foram encontradas? As famílias pobres
apresentavam comportamento de bem de Giffen.
✓ É o primeiro trabalho com evidência empírica rigorosa de
comportamento de Giffen.
Estudo de caso
Como os salários afetam a oferta de trabalho
✓ Considere que uma pessoa que permaneça acordada
100 horas por semana e gasta esse tempo com algum
tipo de lazer e trabalho.
✓ Para cada hora de trabalho, ela recebe $50,00.

Mas e se o valor da hora trabalhada


mudar, o que acontece com a
alocação ótima?

Fonte: Mankiw (2013)


Estudo de caso
Como os salários afetam a oferta de trabalho

Efeito substituição é maior do que o efeito renda

Efeito renda é maior do que o efeito substituição


Por que alguém iria trabalhar menos
se o salário aumentar?

Fonte: Mankiw (2013)


Estudo de caso
Como as taxas de juros afetam a poupança das famílias
✓ Considere que uma pessoa que está planejando sua aposentadoria.
Vamos dividir a vida dessa pessoa em dois períodos: jovem (trabalha) e
idoso (aposentado). Quando jovem, ele ganha $100 mil e divide esse
montante entre consumo e poupança. Quando idoso, ele vai consumir o
que poupou, incluindo os juros da poupança. Suponha uma taxa de juros
de 10%, ou seja, para cada $1,00 que ele poupa, poderá consumir quando
idoso $1,10.

Mas e se a taxa de juros mudar, o


que acontece com a alocação
ótima?

Fonte: Mankiw (2013)


Estudo de caso
Como as taxas de juros afetam a poupança das
famílias
Efeito substituição é maior Efeito renda é maior do que
do que o efeito renda o efeito substituição

Por que alguém iria


poupar menos se a taxa
de juros aumentar?

Fonte: Mankiw (2013)


As pessoas realmente
pensam assim?
Exercício para fixação do conteúdo
1) Considere a decisão de um casal quanto ao número de filhos que pretende
ter. Suponha que, no período de vida, um casal tenha 200 mil horas para
trabalhar ou para criar filhos. O salário é de $10 por hora. Cuidar de um filho
exige 20 mil horas.
a) Elabore um gráfico de restrição orçamentária mostrando o tradeoff entre
consumo no período de vida e o número de filhos. (ignore o fato de que
filhos são indicados com o unidades inteiras!) Mostre as curvas de
indiferença e uma escolha ótima.
b) Suponha que o salário aumente para $ 12 por hora. Mostre a mudança na
restrição orçamentária. Empregando os efeitos substituição e renda,
descreva o impacto da mudança sobre o número de filhos e o consumo
durante o período de vida.
c) Observe que as pessoas tipicamente têm menos filhos, na medida em que as
sociedades enriquecem e os salários aumentam. Esse fato é consistente com
o modelo? Explique.
Fim na Teoria do Consumidor,
nessa disciplina

Você também pode gostar