Você está na página 1de 40

ano 66 • [ jul|out 2015 ] • n o 730 e 731

Mistura de
sabores e
temperos
SENAC EAD
UM MUNDO NOVO DE
OPORTUNIDADES
Descubra novas possibilidades para
sua vida profissional com os diversos
cursos a distância do Senac.

www.ead.senac.br

O melhor ensino a
distância do país

Cursos Livres • Cursos Técnicos • Graduação • Pós-graduação • Extensão Universitária


Editorial

Considerado referência em Gastronomia, o Senac, por todo o país, é reco-


nhecido por investir fortemente em tecnologias educacionais de ponta e em
modernos ambientes pedagógicos, para atender cada vez melhor a esse exi-
gente segmento.

Hoje, o Senac Gastronomia, programa que compreende 11 Unidades Espe-


cializadas (restaurantes, café e lanchonetes-escola) e um Centro de Aperfei-
çoamento de Gastronomia administrados pelo Departamento Nacional, tem
como objetivo traduzir esse foco da Instituição, a partir desses polos de ex-
celência e inovação.

São espaços que, ao prestar atendimento diferenciado a públicos estratégi-


cos, como as classes empresarial, política, e formadores de opinião, de modo
geral, contribuem para o fortalecimento da imagem institucional e a consoli-
dação da marca Senac como referência em educação profissional.

Esta edição da Revista do Senac destaca uma destas iniciativas: as Semanas


de Gastronomia Regional, que trazem à mesa a diversidade de sabores de
nosso país, promovendo ainda mais a interação e a troca de conhecimen-
tos entre alunos e docentes da Instituição. Também traz um encarte especial
sobre o Encontro de Diretores Senac 2015, que debateu os rumos da
Instituição nos próximos quatro anos.

Sidney Cunha
Diretor-geral do Departamento Nacional do Senac
Educa Brasil Integração Aula Aberta
As Semanas de Gastronomia Regional Senac leva inovação à Bienal do Rio O docente Fábio Colombini
nos restaurantes-escola administrados explica as atividades do Centro de
pelo DN
Radar Aperfeiçoamento em Gastronomia

24
Notas que chegam de todas as
partes do país
6

25
12

Especial
WorldSkills 2015
11

18

Em Foco
Entrevista com o aluno do Senac e
chef de restaurantes, Jefferson Rueda
Por todo o Brasil
As principais notícias dos Regionais
em todo o território nacional
Gente Senac 29
Alunos e docentes relatam suas
histórias de sucesso
Parcerias
Os Regionais AM, ES, GO, MA, MG Na estante
e RS revelam ações conjuntas com Leia sobre os principais lançamentos
instituições do Senac e concorra à promoção do
livro Você é o que você faz: a ética
na prática
32

38

Errata
Na edição anterior (nº 729), publicamos na seção Radar uma nota
incorreta referente ao Senac no Ceará, na página 16. Na verdade, foi
realizada, em junho, a solenidade de entrega do espaço que abrigará
a nova sede no município de Quixadá.
35

Expediente
Órgão oficial de divulgação do Serviço Nacional de
Aprendizagem Comercial (Senac) Departamento
Nacional • Av. Ayrton Senna 5.555 • Barra da Tijuca (RJ) • 22775-004
Senac Social • Tel.: (21) 2136-5579 • Filiado à Associação Brasileira de Comunicação
Empresarial (Aberje) | Tiragem 16.000 exemplares | Presidente
Os Regionais AL, DF, MA, PB, PE e do Conselho Nacional Antonio Oliveira Santos | Diretor-geral
SP mostram suas ações sociais nas do Departamento Nacional Sidney Cunha | Editado pela
Gerência de Marketing e Comunicação | Diretoria de Integração
comunidades com o Mercado | Editor Jacinto Corrêa | Coordenação
Editorial Laura Figueira e Wendell Amorim | Jornalista
Responsável Katia Costa | Redação Cristina Gonzalez e
Katia Costa | Estagiários Carlos Serra, Filipe Fernandes e Izabele
Caldas | Colaboração Departamentos Regionais | Editoração
Eletrônica Gerência de Marketing e Comunicação | Projeto
Gráfico Daniel Uhr | Designer Gráfico Responsável
Cynthia Carvalho | Revisão Ana Bittencourt | Produção
Gráfica Sandra Amaral | Impressão Ediouro Gráfica

www.senac.br
Twitter: @SenacBrasil
Facebook: SenacBrasil
6 [ Educa Brasil ]

Pratos cheios de
conhecimento

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Educa Brasil ] 7

O
s estados brasileiros são destaques
nas Semanas de Gastronomia Regio-
nal, que disseminam cultura, cheiros
e sabores, nos restaurantes-escola ad-
ministrados pelo Departamento Nacional. Desde
2013, os Departamentos Regionais apresentam
seus pratos típicos produzidos por chefs-instruto-
res que, auxiliados por alunos do Senac Gastrono-
mia, em Brasília, preparam menus especiais para os
frequentadores do Congresso Nacional.
A iniciativa do Departamento Nacional vem apro-
ximando os diretores regionais e presidentes das
federações de comércio, dos parlamentares de
seus respectivos estados, de jornalistas e outros
formadores de opinião em um ambiente confortá-
vel e acolhedor. Nesses momentos, representantes
da Instituição recebem seus convidados, à mesa, e
compartilham informações desfrutando da gastro-
nomia regional.
“A Semana tem como objetivo estratégico estrei-
tar os laços de nossos gestores com deputados,
senadores e demais frequentadores das empre-

fotos: Fábio Carvalho


sas pedagógicas”, afirma o diretor de Operações
Compartilhadas do Departamento Nacional, José
Carlos Cirilo.
Entre os principais resultados da Semana de Gas-
tronomia destacam-se: o fortalecimento da ima-
gem institucional, a promoção da gastronomia
nacional no Congresso Nacional, o intercâmbio de
conhecimentos entre Departamento Nacional e
Departamentos Regionais, além da consolidação
do posicionamento do Senac como referência na-
cional em Gastronomia.
“A ação valoriza a diversidade cultural da gastro-
nomia brasileira, dá visibilidade à expertise da Ins-
tituição nesse segmento e possibilita a troca de
informações entre chefs de diferentes regiões do
país”, constata Patricia Garcia, gerente pedagógica
do Centro de Aperfeiçoamento em Gastronomia.
As empresas pedagógicas são referência no Con-
gresso Nacional em boas práticas e padrão de qua-
lidade. “As nutricionistas da Câmara e do Senado re-
conhecem a excelência de nossa Cozinha e os chefs
regionais ficam impressionados com o volume de
produção em grande escala”, completa Patricia.
Gustavo Maragna, chef do Restaurante-escola Senac
no Senado Federal e músico do Clube do Choro, toca
bandolim na Semana da Gastronomia Regional do DF

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


8 [ Educa Brasil ]

Os instrutores-chefs do Senac em Alagoas, Cícero Harri, Samuel Barbosa e Edva Queiroz conversam com os convidados no Restaurante-escola Downtown DF. Ao
lado, o chef Adriano Torres prepara a mesa de apresentação da culinária do Mato Grosso do Sul no restaurante da CNC.

Alunos aprendem boas práticas porcionam aprendizado para os alunos. “Elas trazem
As culinárias de Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Espírito conhecimento de tradições da culinária de todo o
Santo, Mato Grosso e Rio Grande do Norte atraíram, de território brasileiro, além de promoverem integração
fevereiro a setembro deste ano, 8.805 clientes no Res- entre pessoas de diversas origens. Aprendemos a ri-
taurante-escola Senac Câmara dos Deputados – Anexo queza e a valorização das iguarias regionais, possibili-
IV, no Restaurante-escola Senac no Senado Federal e no tando aos alunos pesquisarem e explorarem insumos
Restaurante-escola Senac Downtown Brasília. O êxito da que, muitas vezes, ainda são desconhecidos por eles”,
iniciativa na capital federal chegou ao Restaurante-es- avalia Luiz.
cola Senac Downtown RJ, que estreou com a culinária “Além de proporcionar sabor e prazer à mesa daque-
capixaba, oferecendo serviço de buffet e aula-show, em les que participam, os eventos são exemplos de no-
setembro, com a gastronomia baiana, em outubro, e ca- vas experiências, em que nossos alunos reconhecem e
tarinense em novembro (leia boxe). aprendem sobre os ingredientes e alimentos que tra-
Para os instrutores de Cozinha do Centro de Aperfei- zem à tona a história de várias partes do país, agregan-
çoamento em Gastronomia, Luiz Lira e Michelle de do valor ao conhecimento adquirido durante as aulas
Araújo, as Semanas de Gastronomia Regionais pro- em nossas empresas pedagógicas”, explica Michelle.

Restaurante-escola Senac Câmara dos Deputados – Anexo IV

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Educa Brasil ] 9

Para os alunos, as práticas profissionais nas empresas gresso Nacional. As equipes de cada setor de pro-
pedagógicas permitem o rápido e consistente desen- dução são organizadas para trabalhar em conjunto
volvimento de competências, além de facilitar a inser- com os chefs convidados.
ção no mercado de trabalho. “Eles enriquecem os cardápios com receitas que,
É o que confirma a aluna Marina Noro, do curso de muitas vezes, passam a fazer parte dos menus dos
Aperfeiçoamento em Cozinha: “As Semanas possibi- restaurantes”, revela o gerente de Operações do Se-
litam conhecer produtos locais e novas tendências nac Gastronomia, Humberto Mourão Júnior.
combinadas às tradições gastronômicas. Também Para dar conta das múltiplas preparações, são reali-

fotos: Fábio Carvalho


despertam nosso senso crítico sobre as interpretações zadas ações de pré-preparo de alguns itens a fim de
apresentadas pelos chefs em relação às suas origens”. agilizar as produções do dia seguinte. A maioria dos
insumos é encontrada localmente, porém os mais
A logística por trás do evento típicos são trazidos pelo DR participante. Antes de
No Restaurante-escola Senac Câmara dos Deputa- cada evento, há uma intensa troca de informações
dos – Anexo IV, o maior desafio na Semana de Gas- entre os chefs locais e regionais, com envio de fichas
tronomia Regional é preparar os cardápios especiais técnicas e expectativa de clientes, viabilizando os
e atender às demais empresas pedagógicas no Con- pedidos de compras.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


10 [ Educa Brasil ]

De acordo com a assessora de Gestão do Senac Gas-


Cozinha capixaba no tronomia, Marilene Siqueira, esse processo sensibiliza
Senac Downtown RJ os DRs a desenvolverem ações semelhantes em
seus estados: “O grande volume de produção
Outro espaço admi-
associado às boas práticas mostra como é viá-
nistrado pelo Depar-
vel o atendimento em larga escala sem perda
tamento Nacional, o
de qualidade”.
Restaurante - escola
Senac Downtown RJ, De acordo com Humberto, o clima de alegria
no centro do Rio de Ja- reina na cozinha e as “disputas” sobre qual re-
neiro, abriu espaço nos gião criou determinados pratos, como a mo-
fogões para a tradicional queca (Bahia ou Espírito Santo?), ou o que veio
panela de barro da gastro- primeiro – Virado à Paulista ou Tutu à Mineira – enri-
nomia do Espírito Santo, em 23 quecem a troca de conhecimentos.
e 24 de setembro. O carro-chefe do cardápio foi
a moqueca capixaba – sem dendê ou leite de Senac Gastronomia
coco –, acompanhada de torta capixaba, pirão O Departamento Nacional do Senac administra dez
de peixe, moquequinha de sururu e casquinha empresas pedagógicas – quatro restaurantes, cinco
de siri. De sobremesa, guloseimas como cuscuz lanchonetes e um café-escola na Câmara dos Depu-
de tapioca e muxá, doce feito com canjiquinha tados e no Senado Federal, além dos restaurantes-es-
e leite de coco. A ideia é ir além da simples de- cola Senac Downtown nos prédios da CNC no Rio de
gustação de receitas típicas, apresentando a Janeiro e em Brasília. De 2008 a 2014, foram realizados
gastronomia como importante elemento da mais de 1,5 milhão de atendimentos nesses ambien-
identidade cultural. tes. Também mantém o Centro de Aperfeiçoamento
em Gastronomia, localizado na capital federal, com o
No comando da cozinha, os chefs Kleber Lopes objetivo de disseminar novas tecnologias educacio-
e Rodrigo Rodrigues, docentes do Senac no Es- nais, capacitar e aperfeiçoar profissionais que atuam
pírito Santo, que esclareceram os mistérios da nas empresas pedagógicas da Instituição.
preparação dos pratos durante aula-show aberta
a convidados. A culinária capixaba foi elaborada
com a influência das culturas negra, indígena
e portuguesa. “A técnica de catação de ostra e
sururu, por exemplo, é a mesma utilizada pelos
índios há muitos anos”, explica Kleber à plateia
durante o evento.

fotos: Fábio Carvalho

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Em Foco ] 11

Do Senac para o mundo

J
Entrevista com Jefferson Rueda

efferson Rueda realizou um único curso de


capacitação em sua vida: “Fiz parte da primei-
ra turma de chef internacional do Senac e foi
lá que tudo começou profissionalmente para
mim”. Viajou e trabalhou em vários países, ganhou
prêmios e, recentemente, deixou a cozinha do tradi-
cional restaurante de São Paulo, Attimo, para inves-
tir em mais um estabelecimento autoral: a Casa do
Porco Bar, aberta em setembro, na capital paulista.
Neste bate-papo com a Revista do Senac, Jeffer-
son conta um pouco de sua história e dá um recado
aos novos profissionais:
“O importante é se
reinventar sempre”.
“ Foi no Senac
que tudo começou
Revista do Senac – Quais os
principais desafios e conquistas
Revista do Senac –
Como o Senac contribuiu profissionalmente em sua trajetória na Gastronomia?
para a história de sua vida?
Jefferson Rueda – Foi
para mim ” Jefferson Rueda – Estou nes-
te ramo há 20 anos e o principal
desafio é se reinventar, sempre.
no Senac que tudo co- Neste momento, meu objetivo é
meçou profissionalmente para mim. Deixei mi- tirar a Casa do Porco do papel e trazer para a realidade,
nha cidade natal, São José do Rio Pardo, pela projeto que comecei há três anos. Já conquistei vários
primeira vez, para fazer parte do curso de chef prêmios nacionais e internacionais, como a lista dos 50
internacional na Instituição, em convênio com Melhores Restaurantes da América Latina e uma estrela
o Culinary Institute of America, no Grande Hotel no Guia Michelin.
São Pedro, em 1995. Revista do Senac – Quais foram os critérios de escolha
Revista do Senac – De que forma você con- da carne suína como carro-chefe de seu novo empre-
quistou a sua qualificação? endimento?
Jefferson Rueda – No Senac, fiz meu único Jefferson Rueda – A carne de porco está presente em mi-
curso técnico e, depois, estagiei em restauran- nha vida desde criança e abrir a Casa do Porco Bar foi muito
tes na Itália, França e Espanha. Trabalhei em natural. Quando trabalhava em açougue, a linguiça foi um
vários estabelecimentos e, quando começou o dos primeiros alimentos que aprendi a preparar e, de lá para
cá, nunca deixei de produzi-la, por ser uma carne muito
projeto do restaurante Attimo, passei uma tem-
versátil. Na Casa do Porco não terá somente carne suína, te-
porada de seis meses em cozinhas renomadas,
remos opções vegetarianas, frutos do mar, carne bovina.
como do El Celler Can Roca, Can Fabes, Santi
Haverá ainda uma churrasqueira para grelhar legumes.
Santamaria, entre outros, na Europa, além de
duas pequenas fábricas de embutidos – Els Ca- Revista do Senac – Que dica você daria para quem
sals e Buti Fajas – fazendas orgânicas que se de- deseja começar sua carreira na gastronomia?
dicam aos criadores de porcos, produtores de Jefferson Rueda – A minha dica é passar um ano den-
ração e dos melhores jamóns do mundo. tro de uma cozinha para ter certeza da carreira escolhida.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


12 [ Integração ]

Senac leva inovação à


Bienal do Livro
Milhares de pessoas marcaram pre-
sença no estande do Senac durante
a 17ª Bienal Internacional do Livro
do Rio de Janeiro, no Riocentro, de 3
a 13 de setembro. No maior evento
literário do país, a Instituição promo-
veu 40 lançamentos e reedições nas
áreas de Educação, Gastronomia,
Meio Ambiente, Cultura, Artes, Ciên-
cias Sociais, Gestão e Negócios, Saú-
de, Infraestrutura e Comunicação.
O estande em estrutura modular re-
presentou a ideia de construção do
conhecimento e da educação como
meios para a inovação, apontando
o Senac como agente de excelência
na educação profissional, e atraindo
a atenção dos visitantes no Pavilhão
Azul, com a exibição de imagens
de docentes e alunos nas salas de
aulas, nas unidades do programa
Senac Móvel, nos restaurantes-esco-
la e dos medalhistas na Olimpíada
do Conhecimento e WorldSkills, en-
tre outros projetos.
As vendas de publicações nos cen-
tros editoriais da Instituição – Cea-
rá, Distrito Federal, Rio de Janeiro e
São Paulo, além do Departamento
Nacional – cresceram 53,8% em re-
lação à edição passada da Bienal ca-
rioca, em 2013.
Ao longo de 19 anos de atuação edi-
torial, o Senac totaliza mais de 1.300
títulos impressos e 400 e-books.
“Transformar o mundo por meio
da educação é um grande orgulho,
que nos desafia a criar obras rele-
vantes para todos que acreditam
que o conhecimento é o melhor
caminho para a inovação”, afirma a
gerente de Produção e Distribuição
Editorial do Departamento Nacional
do Senac, Rose Zuanetti.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração ] 13

Reconhecimento ao apoio à exportação


O Senac recebeu o Prêmio Destaque de Comércio Exterior 2015, na
categoria Apoio à Exportação, durante o Encontro de Comércio Exte-
rior (Enaex 2015), em 19 de agosto, no Rio de Janeiro. A premiação é
um reconhecimento pela excelência dos cursos do Senac nos níveis
técnico, graduação e pós-graduação nas áreas de Logística e Comér-
cio Exterior, tendo em vista a importância da formação e do treina-
mento de mão de obra no segmento de exportação do país.
A premiação é realizada, anualmente, pela Associação do Comércio
Exterior do Brasil em parceria com o Ministério de Desenvolvimento,
Fotos: Carla Zigon

Indústria e Comércio Exterior (AEB), e objetiva homenagear as insti-


tuições que se destacam por sua atuação no comércio internacional.
Sessão de autógrafos Parceria em prol da qualificação
Os lançamentos editoriais (leia na se- Para estimular os estudos na área internacional, o Senac participa
ção Na Estante) da Instituição marca- do Plano Nacional da Cultura Exportadora (PNCE), que visa qualificar
ram o encontro entre autores e seus profissionais de diversos níveis para atuação no comércio exterior.
públicos. Homenageado pelos 80 anos, Segundo a assessora técnica Daniela Brito, da Gerência de Imple-
o cartunista Maurício de Sousa realizou mentação e Integração Educacional do Departamento Nacional, as
sessão de autógrafos do livro Cader- demandas dos cursos vêm das secretarias estaduais, por meio de
no de Receitas da Magali. O ícone teen parcerias com o empresariado. “O papel do Senac é planejar os cur-
da internet Christian Figueiredo, com sos, contratar docentes, reservar ambientes e recursos para as aulas.
mais de 1,7 milhão de inscritos em seu As ofertas são feitas pelos DRs, via cursos pagos ou gratuitos (PSG
canal no YouTube, juntou-se aos fãs e Pronatec)”, explica Daniela. O PNCE foi lançado em 2011 e, desde
para “tietar” Maurício, que recebeu os então, vem crescendo nos estados.
visitantes com largo sorriso no rosto.
O livro Cozinha Prática, de Rita Lobo,
foi muito procurado nas prateleiras do
Senac durante a Bienal. Mais de 500
pessoas estiveram na sessão de autó-
grafos com a autora, que transportou
para as páginas o sucesso de seu pro-
grama na televisão. O livro apresenta
receitas e técnicas para deixar o dia a
dia mais prático e saboroso.
foto: Carolina Braga/CNC

O diretor de Integração com o Mercado do Departamento Nacional, Jacinto Correa, recebe prêmio
das mãos do presidente da AEB, José Augusto de Castro

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


14 [ Integração ]

Interesse internacional na
atuação do Senac
O trabalho desenvolvido pelo Senac no país vem
chamando a atenção de instituições estrangeiras
que buscam conhecer mais de perto o modelo pe-
dagógico e nossas programações e práticas educa-
cionais. Somente este ano, o Departamento Nacio-
nal já recebeu doutorandos e docentes da Escola de
Educação da Universidade de Southern Califórnia,
nos Estados Unidos; duas comissões da Holanda,
formadas por representantes do Ministério de Edu-
cação, Cultura e Ciência e de instituições privadas
do Ensino Superior e Técnico; além de visita de uma
pesquisadora da Finlândia. “Queremos saber como vocês preparam os competidores
Dois integrantes da SkillsNetherlands, organi- e os experts na WorldSkills, comparar os nossos sistemas e
zação responsável pela preparação das equipes trocar conhecimentos”, explicou Pieter.
da Holanda para as competições internacionais de Em 14 de setembro, foi a vez da pesquisadora e diretora do
educação profissional, visitaram o Restaurante-esco- programa de treinamento de professores da Universidade de
la Senac Downtown, no Centro do Rio de Janeiro. Ciências Aplicadas Haaga-Helia, D.Sc. Päivi Aarreniemi-Joki-
Pieter van der Vliet e Erik van der Zwan, acompanha- pelto, na Finlândia. Ela foi recebida pela gerente de Desenvol-
dos do cônsul-geral da Holanda, Arjen Uijterlinde, vimento Educacional, Daniela Papelbaum, e Aline Tolosa, da
em 19 de agosto, foram recebidos pelo subgerente Assessoria de Relações Institucionais. “A Finlândia é uma re-
do Restaurante-escola, Filipe Rocha, e pelo assessor ferência em educação. É interessante ver pontos de aproxi-
técnico da Gerência de Desenvolvimento Educa- mação com o nosso modelo educacional e conhecer mais
cional do Departamento Nacional, Edwin Giebelen, de perto como esses profissionais atuam e fazem a ponte
para conhecer os ambientes de aprendizagem (foto). com o mercado de trabalho”, afirma Daniela.

Sicomércio fortalece atuação sindical


A CNC promoveu o Congresso Nacional do Sistema
Confederativo da Representação Sindical do Comércio
(Sicomércio 2015), de 28 a 30 de outubro, no Rio de Ja-
neiro. O evento reuniu líderes da representação sindical
dos empresários do comércio de todo o país e convi-
dados especiais, para discutir temas relevantes do setor
como terceirização, produtividade, educação para o tra-
balho, modernização das relações de trabalho e custos
trabalhistas.
Entre os palestrantes, o ministro do Supremo Tribunal Fe-
deral, Marco Aurélio Mendes de Mello, o jurista Ives Gandra Martins, e o professor titular da Faculdade de Economia e
Administração da Universidade de São Paulo (USP), José Pastore. O presidente da CNC, Antonio Oliveira Santos, desta-
cou a importância da entidade: “A grande conquista do Sicomércio é a ligação entre os sindicalistas de todos os estados
do país, de lutar por seus interesses e trocar informações, de criar um verdadeiro elo, uma alma do Sicomércio”.
Criado com foco no intercâmbio de ideias e na troca de experiências entre os mais de mil sindicatos e 34 federações
do setor, o Sicomércio promove a capacitação e a atualização das entidades e o desenvolvimento das lideranças
sindicais, possibilitando o alinhamento sobre temas prioritários para o sindicalismo patronal.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração ] 15

Encontro de Educação Profissional


promove alinhamento
Os principais temas nacionais e estratégicos para o
Senac estiveram em pauta durante o Encontro Nacional
de Diretores de Educação Profissional, realizado de 24
a 26 de agosto, no Condomínio Sesc-Senac. O evento
reuniu 26 diretores e gerentes de Educação Profissional
dos Departamentos Regionais e a equipe de Educação
Profissional do Departamento Nacional.
Entre os destaques, o Planejamento Estratégico do Senac
2016-2019, o novo Modelo Pedagógico do Senac, a Rede
EAD, as diretrizes do Programa Senac de Gratuidade (PSG) Diretores de Educação Profissional durante o Encontro realizado no Rio de Janeiro

e do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e


Emprego (Pronatec), os resultados da WorldSkills 2015 e o trapassa a própria Instituição, como modelo para a edu-
Programa de Formação de Lideranças do Departamento cação profissional brasileira”, revela.
Nacional, em parceria com o Departamento Regional de Para o professor e conselheiro da Câmara de Educação
São Paulo, a ser desenvolvido no próximo ano. Básica do Conselho Nacional de Educação, Francisco
De acordo com a diretora de Educação Profissional do Aparecido Cordão, que participou do Encontro, a Insti-
Departamento Nacional, Anna Beatriz Waehneldt, todos tuição alia o que há de mais moderno no mundo da
os Regionais devem participar do processo de discussão Educação Profissional. “Fiquei emocionado ouvindo os
sobre o novo planejamento estratégico, que vai determi- técnicos do DN e os representantes dos DRs, unidos e
nar os rumos da Instituição para os próximos anos. “Pre- alinhados na concepção, no planejamento e na execu-
cisamos encontrar caminhos e formas sustentáveis nos ção de um Projeto Pedagógico do Senac, que é ousado,
âmbitos financeiro, ambiental e social, buscar soluções coerente com todo o discurso da Instituição”, avalia.
inovadoras e criativas, visando restringir riscos com rela-
ção aos possíveis cenários da educação profissional em
nosso país”, afirma.
Também foram apresentadas as ações do DN na elabora-
ção de planos de cursos, na implantação do Modelo Pe-
dagógico nos DRs e na produção de documentos técni-
cos. Os diretores de Educação Profissional relataram suas
experiências nesse processo, contribuindo com aprendi-
zados para o planejamento do próximo ano. Somente no
primeiro semestre, foram 18 planos de cursos implanta- Alinhados somos mais fortes
dos de acordo com o Modelo Pedagógico em 24 DRs.
Para o alinhamento das ações do Modelo Peda-
“Até 2019, temos o compromisso de implantar o Modelo gógico do Senac, foi desenvolvida pelo Departa-
nos DRs em sintonia com o Planejamento Estratégico da mento Nacional uma campanha de comunicação
Instituição. Caberá ao DN monitorar, por meio de pes- interna – Alinhados somos mais fortes – destinada
quisas, e contribuir para o desenvolvimento de novos aos DRs, destacando a importância dos docen-
planos de cursos”, pontua. tes no processo de implantação do Modelo. As
Segundo Anna Beatriz, o apoio dos diretores regionais peças promocionais explicam os princípios pe-
é fundamental para o sucesso do Modelo Pedagógico dagógicos, as marcas formativas, as competên-
do Senac, por meio de investimento na qualificação de cias, os modelos curriculares e os referenciais de
todos os envolvidos, incluindo docentes e supervisores. avaliação por meio de vídeos que traduzem os
“Nossa proposta é original e consistente. Foi pensada e conceitos de forma lúdica e simples.
praticada pelo grupo de educadores do Senac, mas ul-

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


16 [ Integração ]

Pronatec e Educação Superior


são destaques na reunião do
Conselho Nacional
A reunião ordinária do Conselho Nacional do Senac, rea-
lizada em 21 de agosto, teve como principais destaques
um balanço da participação institucional no Progra-
ma Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego
(Pronatec), a aprovação das Diretrizes da Educação Su-
perior e da prestação de contas referentes ao ano de
2014 do Departamento Nacional.
A sessão foi conduzida pelo presidente do Conselho Sobre a oferta deste ano, afirmou: “Nosso compromisso
Nacional, Antonio Oliveira Santos, e contou com a par- é não fazer nenhuma matrícula sem considerar o valor
ticipação do diretor-geral do Departamento Nacional do orçamento. É melhor reduzir o número de vagas e
do Senac, Sidney Cunha, e dos conselheiros Zoroastro desenvolver o programa com responsabilidade”.
Araújo (Previdência Social), José Ricardo da Silva (Minis-
O Conselho aprovou, também, o documento Diretrizes
tério do Trabalho e Emprego), Francisco Alano (repre-
da Educação Superior, conjunto de normas que passa
sentante das centrais sindicais) e Marcelo Feres (Minis-
a orientar o trabalho do Senac na operacionalização e
tério da Educação).
no monitoramento da oferta de cursos e programas de
O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Educação Superior em todo o Brasil. O documento foi
Ministério da Educação, Marcelo Feres, parabenizou o resultado de um trabalho conjunto de gestores e téc-
Senac por sua atuação no Pronatec, destacando as con- nicos da Diretoria de Educação Profissional do Departa-
tribuições ao longo da parceria, algumas delas incor- mento Nacional e dos DRs (AM, DF, GO, PE, RS, SC e SP),
poradas à atual portaria que regulamenta o programa. que ofertam cursos nessa modalidade.

Conhecendo as boas
práticas na Colômbia
Representantes da CNC, Senac e
Sesc realizaram visita técnica à Co-
lômbia, de 10 a 16 de setembro, para
conhecer as experiências, especial-
mente desenvolvidas em Medellín,
que vem se transformando em
uma das cidades mais avançadas da
América Latina.
Entre eles, o vice-presidente da
CNC, Josias Albuquerque, o diretor-
Eles visitaram o Centro de Acolhimento de Moradores de Rua, a sede do Ser-
-geral do Departamento Nacional
viço Nacional de Aprendizagem da Colômbia (Sena), as bibliotecas-parque,
do Senac, Sidney Cunha, o assessor
parques educativos, entre outras instituições administradas pelo governo
de Relações Institucionais, Antônio
colombiano, e avaliaram a mudança de qualidade de vida e de comporta-
Henrique Borges Paula, a gerente de
mento socioeducativo.
Implementação e Integração Educa-
cional, Rejane Leite, e a diretora de Na ocasião, Sena e Senac renovaram o convênio de cooperação técnica
Operações do Departamento Re- que objetiva unir esforços para aperfeiçoar a qualidade e ampliar a impor-
gional em Pernambuco, Maria Go- tância da educação e da formação técnica e tecnológica para o desenvol-
retti Gomes. vimento de ambos os países.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Radar ] 17

O Senac e a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) firma-


ram um protocolo de intenções para cooperação mútua, buscando
incentivar a troca de experiências, o desenvolvimento de pesquisas e
estudos, entre outras. O acordo foi assinado pelo secretário especial
do Departamento Nacional, Eladio Prado, e pela presidente da ABRH,
Leyla Nascimento, no dia 18 de agosto durante o Congresso Nacional
de Recursos Humanos.
Mais de 600 empresários de Caruaru e entorno participaram, em se-
tembro, do 1º Congresso de Tecnologia do Varejo, realizado pela Fe-
comércio-PE em parceria com o Sebrae-PE, no Centro de Convenções
da Unidade Caruaru, no Senac em Pernambuco. O evento destacou a
inovação e criatividade como alternativas para o crescimento do setor.
O Senac no Pará assinou um acordo de cooperação técnica com a
Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e
Tecnológica (Sectet), em setembro, para ampliar a formação educa-
cional no interior do estado. Por meio da parceria, serão mapeadas
as demandas para criação de cursos que atendam às expectativas
do setor produtivo.
A Unidade Canoas do Senac no Rio Grande do Sul foi uma das
22 premiadas do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, em julho, na
edição deste ano do Prêmio Qualidade RS. A Unidade recebeu o
Troféu Prata e conquistou o reconhecimento pela busca de melho-
ria contínua de seu sistema de gestão. O Sistema Fecomércio-RS
ganhou o prêmio de Comitê Destaque 2014, com o Comitê Setorial
Comércio e Serviços.
O diretor regional do Senac no Maranhão, Ahirton Lopes, recebeu, em
nome da Instituição, a maior comenda da Polícia Militar do Maranhão,
a Medalha Brigadeiro Falcão, como reconhecimento pelo trabalho de-
senvolvido pela Instituição em parceria com a Polícia Militar. Mais de 5
mil qualificações gratuitas foram realizadas nos últimos dois anos nas
Unidades de Segurança Comunitária. O Senac também atua em ações
sociais promovidas pela corporação, como a Ação Cívica Social.
Com o objetivo de valorizar os talentos locais, o Sistema Fecomércio/
Sesc/Senac promoveu, em 10 de agosto, a entrega do Troféu Senac
Pleno aos atletas de vôlei Carol Almeida, Duda Lisboa e Tainá Bigi e
do Troféu Talento Sesc ao campeão nacional nas Paraolimpíadas Es-
colares, João Pedro Santos, no Ginásio de Esportes Charles Moritz, em
Aracaju, Sergipe.
Pelo segundo ano consecutivo, o Senac no Rio Grande do Norte foi
destaque na 19ª edição especial Guia Você S/A - As Melhores Empresas
para Você Trabalhar. A publicação traz o ranking das 150 melhores em-
presas do país, desenvolvido pelo Grupo Abril, em parceria com a Fun-
dação Instituto de Administração, com base no Índice de Felicidade no
Trabalho – calculado a partir de critérios que consideram a qualidade
no ambiente funcional e na gestão de pessoas. O resultado foi divulga-
do no dia 19 de outubro, em São Paulo.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


18 Integração
[ Por ]
todo o Brasil ]

Aprendizagem
digital para os
povos indígenas
O Senac levou educação
TOCANTINS

profissional à primeira edi-


ção dos Jogos Mundiais dos
Povos Indígenas, de 23 a 31
de outubro, em Palmas, a
mais de 2 mil atletas de 30
países e visitantes na Oca Di-
gital dos Jogos. Por meio de cursos e workshops gratuitos, foram propostas situações de trabalho para
www.to.senac.br

o desenvolvimento do aprendizado, com o objetivo de incentivar o senso crítico, a solução de proble-


mas e a construção de novos conhecimentos.
“Gostei de ter aprendido a criar um perfil no Facebook e poder aumentar o número de amigos. A aula
me ajudou bastante, já sabia navegar e assistir vídeos. Agora estou ficando craque”, disse Vandinalva
Rikbaktatsa, 13 anos. Márcio Marroki, 36 anos, pretende replicar o conhecimento em sua aldeia, no
Mato Grosso.
Na programação, os temas Comunicação em tempos de Mídias Sociais, Tratamento e Edição de Imagens,
Web Conferência: Facilidades e Vantagens e Criando Blogs Interativos.

Objetos velhos,
novas ideias
Os alunos do curso de De-
sign de Interiores da Unidade
Elias Bufáiçal criaram um am-

GOIÁS
biente no hall utilizando ob-
jetos que seriam jogados na
lixeira. Com o tema Primavera
Sustentável, os estudantes se
inspiraram nas tendências da
estação e abusaram da cria-
www.go.senac.br

tividade na confecção das


peças. Paletes, jornais, garra-
fas, papelão, CDs, entre ou- O trabalho realizado pela turma vai ao encontro do que o Senac en-
tros objetos sem uso, deram sina nos cursos. “Com ideias simples, é possível reaproveitar muitos
origem a produtos coloridos objetos descartados no dia a dia e, assim, contribuir para a preser-
cheios de estilo, como sofá, vação do meio ambiente. É o chamado design sustentável, princípio
mesa de centro, luminárias e usado na capacitação de profissionais da área para que se preocu-
quadros, que ficaram expos- pem com uma realidade urgente do planeta: diminuir os resíduos
tos de 28 de setembro a 9 de lançados na natureza”, afirma a instrutora e idealizadora do projeto,
outubro. Criscia Revoredo.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Por todo o Brasil ] 19

Cisco Networking
Academy certifica
alunos
Treze alunos do curso Técnico
em Redes de Computadores
das Unidades Belo Horizonte,
Ipatinga, Ituiutaba e Montes
Claros representaram a Insti-
tuição na Competição de Ha-
MINAS GERAIS

bilidades Netriders CCENT 2015


do Programa Cisco, de 2 a 16
de setembro, e receberam o
certificado da empresa Cisco
Networking Academy.
As provas foram realizadas onli-
ne e os alunos testaram na prá-
tica o conteúdo aprendido em
www.mg.senac.br

sala de aula. “O campeonato


nos oferece uma grande visi- A iniciativa está presente em mais de 10 mil instituições educacionais
bilidade na área de Tecnologia. em 165 países. No Senac em Minas Gerais, a parceria com a Cisco Sys-
É uma ótima experiência que tems existe desde 2013. O objetivo do programa é capacitar profissio-
está me trazendo novas opor- nais por meio de uma formação técnica, teórica e prática na área de
tunidades profissionais”, avalia Redes de Transmissão de Dados. Os alunos podem atuar em empresas
o aluno Gabriel Nascimento, da de telecomunicações, provedores de acesso e serviços de internet e
Unidade Montes Claros. prestadores de serviços em infraestrutura de TI.

Fazer o bem
sem olhar a quem
Foi assim que alunas concluintes do
curso de Costureiro retribuíram à co-
munidade a capacitação conquista-
AMAZONAS

da pelo Programa Senac de Gratui-


dade (PSG).
Elas juntaram sobras de tecidos uti-
lizadas em aulas práticas e confec-
cionaram shorts e bermudas infantis
para a Casa da Criança, uma insti-
tuição de assistência social, sem fins
www.am.senac.br

lucrativos, que presta assistência às


crianças de 0 a 5 anos, filhos de ope-
rários de baixa renda.
A entrega de 40 peças foi realizada em
22 de agosto, com a participação de
20 alunos envolvidos na ação social.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


20 Integração
[ Por ]
todo o Brasil ]

O delicioso universo dos


botecos
Transformar o aprendizado do curso em
produto é o objetivo do Festival Gastronô-
mico do Senac no Pará, que teve sua 4ª edi-

PARÁ
ção marcada pelo encerramento da turma
de Cozinheiro do Centro de Educação Profis-
sional de Belém, em julho. Dessa vez, o tema
escolhido foi Senac e o Delicioso Universo dos
Botecos e os alunos organizaram um salão
temático de degustações, criando petiscos

www.pa.senac.br
inspirados nas comidinhas dos bares de Belo
Horizonte, Rio de Janeiro e Fortaleza.
Preparado por alunos, o prato Pavulagem Paraense com caranguejo, macaxeira e castanha-do-pará foi o
vencedor do concurso O Pará e as Delícias das Comidas de Boteco. “Estamos satisfeitos e felizes em ver
nossos alunos concluindo o curso com as marcas formativas da Instituição, demonstrando o conhecimen-
to técnico para a profissão, além de empreendedorismo e criatividade. O festival busca demonstrar esse
aprendizado”, destacou Daise Elaine Lima, gerente do CEP Belém.

Educação plugada no
futuro

foto: Rodrigo Moreira


Mais de 3.700 congressistas de
24 estados e Distrito Federal
participaram do 13º Congres-
so Internacional de Tecnologia
na Educação, considerado o
maior do país na área educa-

PERNAMBUCO
cional, de 23 a 25 de setem-
bro. Promovido pelo Senac, o
evento atraiu, em Olinda, cerca
de 40 palestrantes do Brasil e
do mundo. Entre eles, Brian
Perkins, consultor para os dis- acordo com o palestrante, a escola do futuro deve manter um pé
tritos escolares dos EUA; Carlos na mudança e outro na tradição. “A sustentabilidade é o sonho de
Marcelo, doutor em educação; viver bem conosco, com a sociedade e a natureza”, disse. Outro tó-
entre outros. pico mencionado foi a função do professor diante das tecnologias.
www.pe.senac.br

“Torna-se fundamental trabalhar em colaboração, ter disciplina e


Pela segunda vez no congres-
estar aberto às novas formas de aprendizagem”, defendeu.
so, o diretor do Instituto Paulo
Freire em São Paulo, Moacir Ao todo, foram 20 palestras, 16 minicursos e 10 conferências em três
Gadotti, abordou o tema Edu- dias de programação. Entre os temas, destacam-se: Dez ideias-chave
car para um outro mundo pos- para a gestão da sala de aula; Bullying e Cyberbullying – O que fazemos
sível, que também é título de com o que fazem conosco; A pedagogia de bits e os processos de inova-
um de seus diversos livros. De ção na escola e Inovando com tecnologias na escola.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Por todo o Brasil ] 21

Alunos desenvolvem
aplicativo ortográfico
Após 18 meses de dedicação, esforço e
MATO GROSSO DO SUL

muito aprendizado, alunos da Fábrica


de Software do Senac no Mato Gros-
so do Sul criaram o primeiro aplicativo
para o sistema Android, que contribui
para o aprendizado da nova ortogra-
fia da Língua Portuguesa. A iniciativa é
fruto do trabalho colaborativo dos alu-
nos, docentes e empresas parceiras em
Campo Grande.
O instrutor Marco Aurélio Dias de Oli-
veira conta que o projeto surgiu após busca sempre oferecer um ensino de qualidade”, afirma o diretor
a percepção de que o mercado preci- regional, Vitor Mello.
sava de mais softwares educacionais: “A
Além de estudar, o usuário pode se divertir por meio de um
ideia é oferecer aos professores apoio
jogo de perguntas e, conforme a pontuação, é classificado en-
www.ms.senac.br

em sala de aula”.
tre os dez melhores. O próprio aplicativo prevê, ainda, uma área
Durante o curso, foi criado um ambiente aberta para que as escolas participem, inserindo questões no
igual ao de trabalho real. “Este primeiro banco de dados do programa, que já tem mais de 800 ques-
aplicativo é resultado da dedicação dos tões cadastradas. O aplicativo está disponível para download no
alunos, docentes e da Instituição, que Google Play: basta procurar Nova Ortografia.

Lanches e doces
alemães na
SANTA CATARINA

Oktoberfest
Durante a 32ª edição da Oktober-
fest, realizada de 7 a 25 de outubro, o
Senac produziu o cardápio da fes-
ta com mais de 50 opções de pra-
tos sob consultoria do chef Heiko
Grabolle. Nos três pontos de ali-
mentação, sob responsabilidade
do Senac, na praça de alimenta-
www.sc.senac.br

ção do Parque Vila Germânica, fo-


ram servidos cuca com café, strudel e waffle, além das tradicionais salsichas artesanais.
Mais de 50 pessoas trabalharam nos espaços do Senac para atendimento ao público. De acordo
com a organização, nos primeiros 11 dias, cerca de 300 mil pessoas prestigiaram a festa, represen-
tando 8% de aumento de público com relação ao mesmo período do ano anterior.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


22 Integração
[ Por ]
todo o Brasil ]

Formatura do

RIO GRANDE DO SUL


primeiro curso para
estrangeiros
Imigrantes haitianos, se-
negaleses e sírios comple-
taram o primeiro curso de
Auxiliar de Cozinha, desen-
volvido para estrangeiros,
em Porto Alegre, no dia
21 de setembro. A iniciati-
va é uma parceria entre o

http://www.senacrs.com.br/
Senac, a Secretaria Munici-
pal de Trabalho e do Empre-
go (SMTE) e Sine Municipal,
que objetiva a inserção de estrangeiros no mercado de trabalho por meio do projeto Talentos em Ação,
do Sindicato de Hospedagem e Alimentação de Porto Alegre e Região (Sindha).
Os alunos aprenderam sobre Gastronomia Sustentável, Boas Práticas de Alimentação e Relações Inter-
pessoais com professores bilíngues, como o chef senegalês Mamadou Sène, da Faculdade Senac Porto
Alegre. As aulas foram ministradas no Sindha e contaram com o auxílio de tradutores.

Mais perto
do universo Senac
Mais de 6 mil pessoas participaram
da 3ª Mostra Senac de Educação
Profissional, de 14 a 17 de outubro,
no Shopping RioMar Fortaleza,
que levou os visitantes a uma via-
gem pelo universo da Instituição.
Com o tema Itinerário Formativo:
CEARÁ

você e sua trilha profissional, a ação


contou com quase 300 ativida-
des distribuídas em 22 espaços.
O objetivo da mostra foi difundir
saberes, técnicas e processos do
Senac, por meio de palestras, ex-
www.ce.senac.br

posições,  workshops, aulas expe- o carnavalesco Milton Cunha, e o rapper Gabriel, o Pensador, que
rimentais, orientação profissional, se apresentou após uma discussão sobre A importância do incen-
lançamentos de livros e apresenta- tivo à leitura na formação social do indivíduo.
ções culturais.
Durante o evento, houve o lançamento de três títulos do Senac:
Entre as atrações, a especialista em Carnaval é cultura, de Milton Cunha; Em busca dos sabores perdi-
Marketing Digital Martha Gabriel, dos, de Nilza Mendonça e Receitas de Lara, de Rossana Romcy.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Por todo o Brasil ] 23

Mostra das
Profissões
Os alunos do curso Téc-
nico em Eventos, pelo
Programa Senac de Gra-
tuidade, organizaram
uma Mostra das Profis-

AMAPÁ
sões aberta à comunida-
de, em setembro, com o
apoio de vários parceiros
comerciais em Macapá.
A iniciativa fez parte do
projeto integrador do

www.ap.senac.br
curso, de acordo com o
Modelo Pedagógico do
Senac. saúde, visitas monitoradas aos cursos de Montador e Reparador de Com-
putador e Técnico em Vendas; além das ações sociais de Beleza e Estética
Cerca de 390 pessoas e uma exposição sobre as ações da Rede Senac de Educação a Distância.
participaram das pa- Os aprendizes do Programa Senac de Aprendizagem Comercial foram os
lestras educacionais de responsáveis pela venda de lanches no evento.

Preparando para o
Natal
Várias unidades do Senac

PARANÁ
promoveram, em 21 de
outubro, a Feira de Em-
pregabilidade, com foco
nas oportunidades para
o Natal. O evento gratuito
ocorreu simultaneamen-
te nas cidades de Curitiba,
Colombo, Cascavel, Foz do
www.pr.senac.br

Iguaçu, Maringá e Londrina


e reuniu, ao todo, mais de
1.700 pessoas.
Em todas as unidades, a palestra de abertura teve o mesmo tema: O melhor presente de Natal: um em-
prego. Na capital, o instrutor Marcos Vinicius Benatti de Souza usou de muito bom humor para prender
a atenção de mais de cem pessoas mostrando o que é necessário para conquistar um trabalho nessa
época. “É preciso aproveitar as oportunidades que aparecem. Ter proatividade é fundamental para se
destacar”, aconselhou Souza.
A programação contou com oficinas, palestras, workshops, serviços de emissão de carteira de trabalho, além
de estandes para apresentar os cursos oferecidos pela Instituição e as vagas de emprego disponíveis no
Banco de Oportunidades do Senac e na Agência do Trabalhador Natal.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


24 Integração
[ Aula Aberta] ]

Excelência em Gastronomia
Fabio Colombini*

O Centro de Aperfeiçoamen- de encontros semipresenciais,


to em Gastronomia (Ceag) do os alunos são envolvidos em ta-
Departamento Nacional iniciou refas gerenciais, com cronogra-
suas atividades em 2011, em mas elaborados e coordenados
Brasília, e tem como objetivos por eles, além de realizarem as
principais disseminar novas tec- articulações necessárias para
nologias educacionais, capacitar o alcance dos objetivos com o
e aperfeiçoar profissionais para apoio de um professor-coorde-
o segmento gastronômico. A nador das atividades.
oferta de programas do Cen-
O Centro de Aperfeiçoamento
tro de Aperfeiçoamento possui
também é sede de treinamen-
uma consistente interface com
tos e certificações internacionais
os restaurantes e lanchonetes-
como o ProChef do CIA (Culi-
-escola, localizados no Con-
nary Institute of America), gra-
gresso Nacional, onde os alunos
ças à sua localização estratégica,
realizam as práticas profissio-
no centro do país, e por contar
nais, desenvolvendo suas com-
com instalações de ponta, capa-
petências por meio da vivência
zes de atender às mais diversas
de situações reais do mundo do
demandas.
trabalho.
A equipe de profissionais do
A metodologia adotada preco-
Ceag, em conjunto com al-
niza o ensino por competên-
guns alunos, também ofere-
cia, no qual o aluno ocupa o
ceu suporte para a realização
centro de todas as ações. As si-
da WorldSkills 2015, em São
tuações de aprendizagem pro-
Paulo, nas ocupações de Ser-
movem um itinerário pedagó-
viço de Restaurante e Cozinha.
gico com vistas à autonomia
Essa experiência proporcionou
e ao desenvolvimento técnico
a oportunidade de estar em
e pessoal, nas quais os alunos
contato com profissionais al-
são convidados a participar,
tamente qualificados em uma
ativamente, na autogestão de
competição mundial. O resul-
seu conhecimento.
tado, sobretudo na vida dos
O Ceag oferece também ações alunos, de poder ter o mundo
educacionais que ultrapassam reunido em pequenos espaços
as barreiras físicas da Unidade. como o das ocupações e tão
Recentemente, por exemplo, distante da realidade em que
*Fabio Colombini é coordenador técnico
lançamos uma proposta que pedagógico dos Programas de Educação vivem, foi um evento incompa-
visa resolver demandas das em- Profissional do Centro de Aperfeiçoamento em rável e que emocionou a todos
Gastronomia do Departamento Nacional
presas pedagógicas. Por meio nessa empreitada.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Especial ] 25

Senac está entre os


melhores do mundo

O Senac subiu ao pódio no maior torneio de educação “É um orgulho tremendo. Ainda mais sabendo que

foto: reprodução Flickr WorldSkills 2015


profissional do mundo – a WorldSkills International 2015 –, ficamos à frente de países com importante tradição
realizada pela primeira vez na América Latina. O evento gastronômica, como a França”, comemora Dornelles.
reuniu 1.192 atletas do conhecimento de 63 nacionalida-
Para Andeson, aluno do Programa Senac de Gratui-
des, que competiram em 50 ocupações das áreas técni-
dade na Bahia e que se preparou para as provas por
cas da Indústria e de Serviços, de 12 a 15 de agosto, no
dois anos, o pódio representa o reconhecimento do
Complexo Anhembi, em São Paulo.
pioneirismo do Brasil na área de Hospitalidade. “Que-
Os competidores Andeson de Almeida, na ocupação ro continuar estudando, porque, apesar da medalha,
Serviço de Restaurante, e Ricardo Dornelles, na ocu- sei que ainda tenho muito a aprender”, afirma.
pação Cozinha, conquistaram medalha de bronze e
Na festa verde e amarela de encerramento da 43ª
o título de terceiro melhor do mundo. Três diplomas
edição da WorldSkills, 27 competidores brasileiros
de excelência – Cabeleireiro, Florista e Cuidados de
conquistaram 11 medalhas de ouro, 10 de prata e
Saúde e Apoio Social (Health and Social Care) – e a
seis de bronze. O resultado fez do anfitrião bra-
estreia na ocupação Estética e Beleza consagraram a
sileiro o primeiro lugar no ranking geral nas car-
participação do Senac.
reiras de educação profissional. A próxima edição
O bronze chegou com gosto de ouro para o Senac ocorrerá em 2017, em Adu Dhabi, nos Emirados
que participa do evento internacional desde 2009. Árabes Unidos.

jul|ago 2015 | revista do senac | no 730


26 [ Especial ]

A conquista do

O perfil dos
ouro de Ricardo
Dornelles (RS) na
ocupação Cozinha
é resultado de
horas diárias de
treinamento com
a expert Anna Entre caçarolas e
Loureiro temperos
Desde pequeno, o gaúcho Ricardo
Dornelles, de 21 anos, aprendeu com
a irmã mais velha as primeiras receitas
e já sabia que seu futuro profissional
seria na Gastronomia. Dos tempos
das calças curtas até a posição de
representante do Brasil como com-
petidor na ocupação Cozinha na
WorldSkills 2015, Ricardo trilhou um
caminho de muito estudo e escolhas.
Júlia Gabriela
Machado (MG)
Foi contratado em um restaurante
recebeu o certificado como menor aprendiz de Auxiliar
de excelência na Administrativo e, após dois anos, con-
ocupação Cuidados
de Saúde e Apoio seguiu trabalhar na Cozinha, onde
Social e contou com aprendeu desde o pré-preparo dos
o apoio da expert
Elisângela Aparecida alimentos aos segredos de cozinheiro.
de Almeida
Anos mais tarde, assumiu o cargo de
primeiro cozinheiro em um restau-
rante na capital gaúcha. Mesmo já
dominando muitas técnicas, Ricardo
buscou qualificação e matriculou-se
no curso de Cozinheiro Básico do
Senac no Rio Grande do Sul. Não de-
morou o convite para participar do
processo de preparação e concorrer
A certificação a uma vaga na competição mundial.
de excelência e
o quinto lugar Desde então, foram cerca de dois
de Aldair Santos anos de dedicação exclusiva aos trei-
(PE), na ocupação
Cabeleireiro, namentos na Faculdade Senac em
comprova o Porto Alegre. “O Senac foi um marco
conhecimento
brasileiro nos em minha vida e sonho trabalhar em
penteados, cortes restaurantes fora do país, por isso esta
e colorações.
Bayard Ricardi conquista foi tão importante para
Capaverde Neto é mim”, afirma.
responsável pelo
preparo técnico do
competidor

jul|ago 2015 | revista do senac | no 730


[ Especial ] 27

Andeson de

campeões
Almeida (BA)
conquistou
medalha de ouro
na ocupação
Serviço de
Restaurante e
Brilho nos olhos pelo foi treinado pelo
prazer de servir expert Cesar
Falcão

Do Ensino Médio ao pódio da


WorldSkills 2015 na ocupação Servi-
ço de Restaurante, o jovem Andeson
Fonseca de Almeida, de 20 anos, teve
seu primeiro emprego em um restau-
rante no Aeroporto Internacional de
Salvador (BA).
Para se capacitar ainda mais na pro-
Na estreia da
fissão de Garçom, matriculou-se, por ocupação Estética
meio do Programa Senac de Gratuida- e Bem-estar
para o Brasil,
de (PSG), no Centro de Educação Ho- Sara Lima (CE)
teleira Casa do Comércio. preparou-se com
a expert Cristine
Ao descobrir equipes treinando para Bittencourt
a Olimpíada do Conhecimento, seus
olhos brilharam: “Comecei a observar
os treinamentos e fiquei encantado.
Fui à Supervisão Pedagógica e soli-
citei minha inscrição na seleção da
competição seguinte”.
O emprego no restaurante do aeropor-
to foi substituído por uma rotina de in-
tensos treinamentos e muitas conquis-
tas e aprendizados. Subiu ao pódio na Milena Berkembrock
WorldSkills Americas 2014, em Bogotá (SC), 17 anos, é
a quarta melhor
(Colômbia), onde se consagrou cam-
fotos: reprodução Flickr WorldSkills 2015

florista do mundo
peão na ocupação Serviço de Restau- e a mais nova
representante
rante. “Meu sonho é trabalhar no Senac brasileira na
e repassar todo o conhecimento para WorldSkills. Ela foi
capacitada pela
os jovens”, revela. expert Juliana
Hammes

jul|ago 2015 | revista do senac | no 730


28 [ Especial ]

Ricardo e Andeson levam o Senac ao pódio, pela primeira vez, na maior competição mundial de educação profissional

O Brasil na WorldSkills
Realizada a cada dois anos, a WorldSkills International desafia seus competidores em situações das profis-
sões do setor de Serviços e da Indústria, a partir de critérios internacionais de qualidade. Ao participar do
evento, o Senac mostrou sua metodologia de ensino de padrão internacional, revelando seus talentos e os
resultados da qualificação de excelência que a Instituição oferece em todo o país há 70 anos.

jul|ago 2015 | revista do senac | no 730


[ Integração
[ Gente Senac ] 29

Fim de curso, início de


sucesso
Bruna Távora e Rafaela Silva são exem-
plos de que um trabalho de conclusão
de curso pode ir muito além da sala
de aula e se transformar em excelente
oportunidade profissional. Formadas
em 2013, no Curso Superior de Tec-
nologia em Design de Moda da Facul-
dade Senac em Pernambuco, as duas
criaram a marca de roupas e acessórios
femininos Décimo Andar. A sociedade
começou com vendas em casa e pela
Internet. Seis meses depois, após a for-
matura, alugaram um espaço.
Com quase três anos de existência, a
das peças exclusivas da grife, cuja variedade de cores e estampas é
marca mantém lojas online e física, que
uma das características marcantes.
fica no bairro de Casa Forte, em Recife.
Atualmente, as jovens contam com uma Para Bruna, a Décimo Andar busca ser uma marca de moda autoral
equipe composta por modelista, costu- voltada para um estilo de vida que mistura raízes, do urbano ao litoral,
reira e assistente de estilo na produção com foco em moda casual, delicada e descontraída.

De mãos dadas com o


saber
Desde os 16 anos, a história de Giovani
Burton está diretamente ligada ao Se-
nac. Ainda adolescente, inscreveu-se
no curso de Montagem e Manutenção
de Computadores no Senac em Ron-
dônia, o primeiro da série de cursos
que o jovem fez na Instituição na área
foto: Rodrigo Simões Miguel

de Informática. Apesar de ter concluí-


do as formações, Giovani decidiu mu-
dar radicalmente os rumos.
Em 2009, iniciou sua jornada no seg-
mento gastronômico e conquistou
uma bolsa integral no curso de Cozi-
nheiro Básico; em seguida, foi aprova-
do no processo seletivo do Centro Universitário Senac Águas de São Pedro, em São Paulo, e retornou ao
seu estado para concluir a graduação em Gastronomia.
Em meados de 2013, a relação de Giovani com o Senac deixou de ser apenas a de aluno-escola. Ele mi-
nistrou oficinas no segmento de Hospitalidade para o Circuito de Tecnologia da Informação na Unidade
Esplanada e passou a fazer consultorias em restaurantes de Porto Velho, além de se especializar em cozinha
oriental. Este ano, o jovem de 23 anos foi aprovado para ser instrutor na Unidade São Bernardo do Campo
(São Paulo) e vem dividindo seus conhecimentos com os alunos da Instituição no ABC paulista.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


30 Integração
[ Gente ] ]
Senac

Vitória adocicada
Diego Barreto, docente de Gastronomia da Unidade
Penha, do Senac em São Paulo, foi o vencedor do 29º
episódio do reality show diário de confeitaria Que Seja
Doce, do canal GNT, exibido em maio de 2015. O chef
ficou em primeiro lugar após ganhar as três rodadas de
apresentação de doces aos jurados.
As três sobremesas à base de queijo apresentadas por
foto: Marcella Ferrari Boscolo

Diego foram: cheesecake de amêndoas tostadas com


mel; macaron clássico Ispahan; e Belém-Canastra, cujo
prato é uma releitura do clássico francês Paris-Breast,
composto por massa de éclair crocante em formato de anel, feita com castanha-do-brasil, pimenta-do-reino e quei-
jo da Canastra, recheada com creme de manteiga de bacuri, fruta típica da Região Norte.
“Gosto muito da culinária paraense e quis homenageá-la utilizando ingredientes tradicionais da região. Além disso,
queria muito trabalhar com o bacuri, pois considero essa fruta perfeita para qualquer sobremesa: tem sabor único e
aroma floral”, explica Barreto.
Além de trabalhar no Senac desde 2008, o chef é sócio do atelier Think Macarons. A confeitaria especializada no tra-
dicional bolinho francês foi criada com a parceria da colega Fernanda Suzumura, também docente de Gastronomia
na Instituição.

Veg Lev, parceria de sucesso


Os alunos do Senac no Paraná, Adam Fahl
Menegazzo da Rocha e Afro Martins Junior,
conquistaram os curitibanos com um res-
taurante de comida saudável e vegana (sem
alimentos de origem animal) em clima de
descontração. Eles são sócios – ao lado de Al-
miro de Miranda Ramos Neto e Jéssica Gomes
Benfati – do restaurante Veg Lev.
Afro e Adam se conheceram durante o curso
Cozinheiro na Unidade Curitiba e firmaram
parceria um ano depois. “Sabia que o curso
seria bom, mas fui atrás, estudei em casa e
não fiquei esperando os professores trazerem Os sócios Adam (esquerda) e Afro Martins Junior (direita), com o chef Douglas Thiago Beckert
tudo mastigado”, conta Afro. Para Adam, que
também fez a formação de Garçom, a parte
O restaurante apresenta ainda os trabalhos de artistas locais e
prática foi excelente e ajudaram a conhecer
funciona no sistema à la carte. As opções de menu têm o selo
em detalhes o funcionamento de um restau-
veg, para vegano, ou lev, para vegetariano. Entre os preparos,
rante e orientar o trabalho dos funcionários.
nhoque de banana da terra e molho trifunghi, panquecas re-
Do Senac, os sócios também levaram para cheadas com chili de proteína de soja, ou ainda o Veg Brasil,
a equipe o colega de turma Douglas Thiago prato feito sem glúten que leva feijão preto, arroz cateto ver-
Beckert, responsável pela produção da cozi- melho, couve refogada, abóbora grelhada e bife de semen-
nha. “Já fui para o Senac em busca de talen- tes e cogumelos. No fim de setembro, mais uma conquista:
tos. E assim conheci Douglas, um excelente o Veg Lev recebeu o atestado de conformidade do Programa
profissional”, conta Adam. Alimentos Seguros.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Gente Senac ] 31

Das salas de aula para o mundo


Eles são jovens, criativos, ambiciosos e gostam da
área de programação. Tainara Specht, Rodrigo An-
drade, Moises Pio e Henrique Velloso (da esquerda
para a direita) são alunos do curso Tecnólogo em
Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Facul-
dade Senac Porto Alegre, no Rio Grande do Sul,
e foram selecionados para participar da Apple
Worldwide Developers Conference – conferência
com desenvolvedores em todo o mundo, organi-
zada pela Apple, em junho, na cidade de São Fran-
cisco, Califórnia (EUA).
“A experiência vivida nos cinco dias foi incrível e
mudou completamente a minha visão sobre o
mercado. O que aprendi me incentivou ainda mais no desenvolvimento de aplicativos iOS”, conta Moises Pio, aluno
do 6º período que, com os colegas, criou o aplicativo Ruim de Roda, para denunciar, de forma anônima, os maus
motoristas. Com ele, é possível tirar uma foto da infração cometida pelo motorista e compartilhar com os demais
usuários, além de também publicar no site www.ruimderoda.me. O motorista que utiliza o app, por sua vez, é noti-
ficado imediatamente após a denúncia.
Para Tainara Specht, que está no 2º período, o sentimento não foi diferente: “Tivemos a oportunidade de viver as
mudanças e lançamentos da Apple. Conhecemos pessoas importantes, divulgamos nossos aplicativos, trocamos
ideias com engenheiros do mundo inteiro e, principalmente, criamos um networking (rede) muito bom o que, com
certeza, nos ajudará em nosso desenvolvimento acadêmico e profissional”. A estudante, que já é formada em Ad-
ministração de Empresas e tem MBA em Finanças, mudou completamente o rumo da sua trajetória profissional ao
ingressar no Senac e desenvolver o aplicativo iDote, voltado para adoção de animais e divulgação de instituições de
proteção animal, que está em aprovação na App Store.

Olhar verde ganha vida em projeto


Criatividade, excelência no atendimento e atuação sustentável.
Esses são os pilares da Container Óleo, empresa criada por Fa-
bio Luiz Schaurich e Luiz Felipe Lazarotto, formados no curso
superior de Tecnologia em Gestão Comercial da Faculdade Se-
nac em São Miguel do Oeste, em Santa Catarina. O projeto fi-
nal de graduação transformou-se em serviço diferenciado, ágil
e de qualidade na manutenção de veículos e de motocicletas,
com foco na preservação do meio ambiente.
Eles abriram a empresa após realizarem uma pesquisa de
mercado na região. “Vimos que a nossa proposta – a troca
de óleo feita dentro de contêiners – não existia em nenhum tratamento de óleo e parceria com diversas empre-
lugar no mundo”, conta Luiz. sas de reaproveitamento do material.
A qualidade e comodidade oferecidas pelo serviço e a pre- Fábio ressalta a importância da formação no
ocupação com o meio ambiente levaram ao rápido cresci- Senac: “Tinha muita experiência prática dos servi-
mento nas vendas e à fidelização de clientes. Com apenas ços, mas faltava conhecimento sobre administra-
um ano de existência, a empresa já conta com nove fossas de ção, que aprendi na Instituição”.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


32 [ Parcerias
Integração] ]

Mais qualificação
para jovens e
adultos
Para contribuir com a quali-
ficação de jovens e adultos
de baixa renda, o Senac as-
sinou, em agosto, um con-
vênio de cooperação mú-
tua com o Sistema Divina
Providência, instituição fi-
lantrópica que atende mais
de 50 unidades sociais, en-
tre asilos e creches de Mi-
nas Gerais, beneficiando
cem mil pessoas no estado.
São 282 alunos atendidos Auxiliar de Operação de Logística, Auxiliar Financeiro; Comprador; Au-
por turno na sede da insti- xiliar de Serviços em Comércio Exterior; Promotor de Venda; Vendedor;
tuição em 12 cursos. Entre Agente de Informações Turísticas; Recepcionista de Eventos; e Organiza-
eles, Auxiliar de Pessoal, dor de Eventos.

Todos por São Luís


Com o objetivo de desenvolver cur-
sos voltados para a geração de ren-
da em comunidades da periferia de
São Luís, o diretor regional do Senac
no Maranhão, Ahirton Lopes, e o
secretário municipal de Planejamen-
to e Desenvolvimento, José Cursino
Raposo, assinaram, em 3 de julho,
uma parceria que garante a partici-
pação da Instituição no programa
Todos por São Luís.
O programa consiste no atendimen-
to à população com serviços de saú-
de, educação, lazer, cultura, assistên-
cia social, além de orientação sobre
temas jurídicos e realização de ofici-
nas. Por ter o foco de inclusão social,
o Programa da Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan) está alinhado com o Programa
Senac Faz sua Parte, criado pelo Senac no Maranhão.
“A ideia é envolver as pessoas e instituições, para que elas também se sintam responsáveis pelo êxito do programa
a partir da ampliação do leque de serviços”, destacou o titular da Seplan, José Cursino Raposo.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Parcerias ] 33

Capacitação para porteiros e zeladores


Porteiro Amigo do Idoso foi o nome do Programa do aumento da qualidade no atendimento da pessoa
Senac no Espírito Santo, em parceria com a Brades- idosa. Ao longo de 2015, foram treinadas seis turmas
co Seguros, que formou, em 12 de agosto e 22 de se- gratuitas, totalizando 110 concluintes.
tembro, porteiros e zeladores de prédios comerciais
Síndicos e representantes do Senac e da Bradesco
e residenciais.
Seguros, além de profissionais de importantes admi-
O curso de aperfeiçoamento foi gratuito e ofereceu nistradoras de condomínios da região comparece-
aos profissionais participantes ferramentas para o ram aos dois eventos de formatura.

Pivot Point mostra


tendências masculinas
A parceria entre o Senac no Rio
Grande do Sul e a Academia
Internacional Pivot Point tornou
possível a realização da primei-
ra edição do curso Meta Men,
em agosto, na Unidade Centro
Histórico, em Porto Alegre. Com
duração de 18 horas, o evento,
voltado para cabeleireiros, con-
tribuiu no aprimoramento dos
conhecimentos dos profissio-
nais sobre as últimas tendências
masculinas.
Na programação, atividades de atendimento ao público masculino e seus variados estilos de corte de cabe-
lo. O evento foi realizado no Senac e contou com a participação de três profissionais da Pivot Point.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


34 [ Parcerias
Integração] ]

Ações em prol do turismo


Como parceiro da Secretaria de Estado de Tu-
rismo, o Senac no Pará realiza cursos de For-
mação Inicial e Continuada, pelo Programa Es-
tadual de Qualificação Profissional do Turismo,
voltados para trabalhadores do setor, nos po-
los turísticos de Araguaia-Tocantins, Amazônia
Atlântica e Marajó.
Por conta do acordo, já ocorreram os cursos de
Serviço de Garçom e Garçonete, em Barcarena;
de Recepcionista em Meios de Hospedagem,
na cidade de Parauapebas; Inglês Aplicado aos
Serviços Turísticos, em Santarém e no distrito de
Alter do Chão; Qualidade no Atendimento em
Meios de Hospedagem, em Salinópolis; e Cozi-
nha Regional, em Maracanã. Nos meses de ou- cidades de Vigia e Curuçá (Amazônia Atlântica), e Salvaterra
tubro e novembro, as qualificações chegam nas e Soure (Marajó).

Pequenos
empreendedores
participam de
palestras
Controle de finanças, Aten-
dimento ao público, Lide-
rança de equipes e Comu-
nicação eficiente foram os
temas das palestras ofere-
cidas pelo Senac em Goiás,
em Aparecida. A ação faz
parte do Sebrae Aqui, volta-
do a micro e pequenos em-
preendedores que buscam
qualificação gratuita e espe- nedo, próximo de Goiânia. A instrutora Camila Machado ressalta que as
cialização dos empregados. organizações estão mais conscientes da necessidade de qualificar seus
A parceria com o Sebrae profissionais.
resultou em mais de 50 A empresária Dreyce Cristina, que está prestes a abrir uma consultoria
pessoas participantes das ambiental e florestal, ficou satisfeita com o que aprendeu: “Tenho acom-
palestras realizadas em ju- panhado várias palestras da área e as realizadas pelo Senac são muito
lho, na Praça Central do importantes, pois promovem noções de liderança e de economia, essen-
município de Senador Ca- ciais para quem está começando um negócio”.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Senac Social ] 35

Superação em atividade
Os alunos do curso de Operador de
Telemarketing no Senac em Per-
nambuco, ministrado no Instituto
de Cegos Antônio Pessoa de Quei-
roz, em Recife, tiveram a oportuni-
dade de pôr em prática o que estão
aprendendo: técnicas de atendi-
mento ao cliente. A turma, formada
por 13 jovens, adultos e idosos, com
perda parcial ou total da visão, par-
ticipou das atividades de telefonista,
em agosto, na Central de Atendi-
mento Senac.
Os alunos desenvolveram ações de
experiência ímpar e posso garantir que foi muito gratificante por conta do
venda, cobrança e atendimento,
desafio”, avalia a instrutora Azenilda.
testaram as ferramentas e treina-
ram a principal habilidade do pro- O objetivo é inserir os novos profissionais no mercado de trabalho, a
fissional, que é saber ouvir. Com exemplo de Inácio José de Lima, auxiliar de Radiologia da Casa de Mi-
ajuda da equipe de docentes res- sericórdia, que perdeu totalmente a visão aos 16 anos: “Este é o quarto
ponsáveis, eles desempenharem curso que faço no Senac e os instrutores são ótimos profissionais, que
muito bem a função. “Essa foi uma acreditam na nossa capacidade”.

Oportunidades de
qualificação
Com o objetivo de reinserção no
mercado de trabalho, 40 mulhe-
res do Presídio Feminino Santa
Luzia, em Maceió, realizaram o
curso de Assistente de Cabe-
leireiro por meio do Programa
Senac de Gratuidade (PSG), em
parceria com a Fecomércio e o
Sindicato das Empresas de Ser-
viço de Estética e Beleza do Es-
tado de Alagoas.
O Senac em Alagoas forneceu
o material necessário para a rea-
lização das aulas, além de disponibilizar os instrutores para acompanhar o desenvolvimento do trabalho, ini-
ciado em julho, com duração de dois meses e meio. De acordo com uma das alunas do projeto, Clarisse Viera,
a repercussão do curso está sendo positiva e já é possível perceber a melhoria da autoestima e da saúde das
alunas. “Não faltou nada para a gente. Agora, é agarrar essa oportunidade”, disse.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


36 Integração
[ Senac ] ]
Social

A prática da
solidariedade
Os alunos dos cursos de Ca-
belereiro e Técnico em Masso-
terapia do Senac no Distrito
Federal proporcionaram uma
tarde de beleza e relaxamento,
no dia 24 de agosto, a mais de
60 idosos do Lar dos Velhinhos
Bezerra de Menezes, em Sobra-
dinho, que cortaram cabelos,
fizeram penteados e recebe-
ram massagens e brindes.
O objetivo foi conscientizá-los
sobre a necessidade de inser-
ção de pessoas idosas na comu-
nidade. A ação fez parte da sé-
tima edição do projeto Núcleo
de Cidadania e Inclusão. “Todo aos idosos, como atividade de nosso plano de trabalho”, explica Ronaldo Neves
ano, prestamos atendimentos Ferreira, coordenador do Núcleo no Senac no Distrito Federal.

Marcha da
superação
Para comemorar os 193 anos
da Independência do Brasil,
em setembro, alunos e pro-
fissionais do Senac na Paraí-
ba participaram de um desfi-
le cívico em João Pessoa. Ao
som da banda, a apresenta-
ção foi marcada pela criativi-
dade, levantando a bandeira
da inclusão social e profissio-
nal de pessoas com deficiên-
cia física e a conscientização
do uso racional da água.
Com diversas áreas de atuação envolvidas – Idiomas, Beleza, Gestão, Saúde, Informática, Gastronomia e
Turismo –, os jovens formaram blocos representando o trabalho da Instituição, com símbolos das modali-
dades de cursos no Senac.
Os destaques foram a participação de alunos com deficiência física, reforçando a importância da acessibili-
dade e a campanha Toda Gota Conta sobre a preservação da água e o uso consciente dos recursos hídricos.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Senac Social ] 37

Feira da qualidade
Durante o mês de agosto, o Senac no Maranhão minis-
trou, para 92 trabalhadores da Feira da Barreirinha, loca-
lizada em Santa Inês, os cursos Gestão Administrativa,
Excelência no Atendimento, Boas Práticas de Higiene e
Manipulação de Alimentos, realizados pela Instituição em
parceria com a prefeitura, a fim de melhorar a qualidade
dos serviços.
As aulas fazem parte do projeto de remodelamento da
Feira, onde a prefeitura finaliza a construção de um espa-
ço para os feirantes. Além das barracas, a prefeitura com-
prometeu-se a uniformizá-los e, com incentivo do Sebrae,
eles passam a atuar como empreendedores individuais.
Ao fim do curso, houve uma cerimônia de certificação
no auditório municipal de Santa Inês, com a presença do
prefeito Ribamar Alves, que enalteceu o trabalho dos en-
volvidos na qualificação e parabenizou os feirantes pelo
recebimento de seus certificados.

Reeducação e
desenvolvimento
Os jovens que cumprem
medida socioeducativa na
Fundação Casa (Centro de
Atendimento Socioeducativo
ao Adolescente) ganharam 25
opções de cursos de Forma-
ção Inicial Profissional, após
a Instituição firmar convênio
com o Senac em São Paulo.
A expectativa é formar 764
turmas ao longo desse pri-
meiro ano de parceria.
De acordo com a presidente
da Fundação Casa, Berenice
Giannella, o benefício é mais
um avanço na profissiona-
lização dos jovens: “Com a eles ganharão um parceiro muito importante em sua educação profis-
formalização desse convênio, sional, com toda a experiência e o conhecimento do Senac”.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


38 Integração
[ Na estante] ]

[ Cadeia produtiva do
turismo ]
O livro apresenta o conceito “ca-
deia produtiva do turismo” e sua
aplicação em seis categorias da
atividade turística: atrativos, trans-
portes, hospedagem, alimenta-
ção, serviços de apoio e comer-
cialização. O autor explica que
essas categorias devem interagir
horizontalmente, sem que uma
tenha mais importância econômica que outra.
Cada vez mais, o setor opta por uma atuação planejada e abrangente
como alternativa ao turismo de massa e seus efeitos nocivos sobre
as comunidades, sua cultura, economia e meio ambiente. É o que [ Caderno de Receitas da
revelam os estudos de caso apresentados no fim de cada capítulo. Magali ]
Voltado ao desenvolvimento dos profissionais atuantes na área de As receitas deste livro foram pre-
Turismo, Hospitalidade e Lazer, a leitura é fundamental para entender paradas para que você se sinta
a dinâmica que impacta a qualidade e a competitividade do produto como a Magali: com muito apeti-
turístico brasileiro. te. O objetivo é incentivar as crian-
ças a se aproximarem da cozinha,
Autor Antonio Henrique Borges Paula
a conhecerem os alimentos para,
120 páginas desde pequenos, optarem por
uma alimentação mais saudável e
[ Cozinha Prática ] nutritiva. Ilustradas pelo cartunista
Maurício de Sousa, que comple-
Rita Lobo apresenta 60 receitas e
tou 80 anos, as receitas deste livro
todas as dicas, técnicas culinárias e
trazem ainda toques que ajudam
truques de economia doméstica
os pais a lembrar das gostosas
da temporada de básicos do pro-
sensações das comidas da infân-
grama Cozinha Prática, do canal
cia. Uma ótima opção para unir
GNT. Um curso de culinária em 13
adultos e crianças na preparação
capítulos muito bem explicados
das refeições da família.
e ilustrados. A publicação, elabo-
rada em parceria com a Editora Autores
Panelinha, é um “intensivão” para ilustrações de Maurício de Sousa e
quem quer aprender ou rever os receitas de Mônica Rangel
princípios básicos da cozinha. 120 páginas
Os capítulos também foram organizados por ingredientes: arroz, fei-
jão, carne-seca, frango, ervas frescas, banana, entre outros alimentos
básicos da mesa brasileira. Além de todas as preparações apresen-
tadas na televisão, há ainda a surpreendente musse de chocolate e
água, a clássica vaca atolada, o elegante suflê de frango, a prática
sopa de milho e até um bom bife com molho de limão e grão-de-bi-
co, para o leitor variar o cardápio da semana.
Autora Rita Lobo
304 páginas

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


[ Integração
[ Na estante ] 39

[ Novas tecnologias aplicadas à


moda: design, produção, marke-
ting e comunicação ] [ Você é o que você faz: a ética na prática ]
A obra destina-se aos profissionais e Dizem que somos o que fazemos porque nossas ati-
estudantes de Moda, e destaca as ferra- tudes mostram quem somos na prática social, na vida
mentas que as tecnologias do século 21 em família, no trabalho, nas relações com as pessoas à
oferecem aos novos designers. Por meio nossa volta. Mas o que é ética, afinal?
dos estágios básicos de criação de uma
Muitas vezes explicado de forma complexa, o tema é
coleção: design, produção, marketing
tratado de modo lúdico e prazeroso, nesta história em
e comunicação, o livro mostra como a
quadrinhos, por meio de traços delicados do quadri-
indústria da moda usa o computador
nista Wander Antunes, em 48 páginas. A orientação
como principal suporte para o desen-
do professor Jarbas Novelino foi decisiva para que
volvimento e comunicação de suas co-
dilemas éticos surgissem nas entrelinhas da narrativa,
leções.
nas relações entre os personagens.
São apresentadas as diferentes técni-
Você é o que você faz estimula o debate e a reflexão e
cas, programas e metodologias para o
tem como objetivo promover o desenvolvimento éti-
leitor analisar e avaliar as opções mais
co dos profissionais de todos os segmentos do Setor
avançadas para alcançar seus fins criati-
do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.
vos. Com linguagem atual e visualmen-
te atraente, a publicação contou com
a colaboração de um grande número
de designers profissionais e marcas de
moda de renome.
Autor João Antonio Guerrero
192 páginas

Para participar do sorteio do livro Você é o que você faz: a ética na prática, envie um e-mail para
comunicacao.integracao@senac.br dizendo o nome do evento gastrônomico que ocorre nos restauran-
tes-escola administrados pelo Departamento Nacional do Senac.
Na promoção da edição anterior, o livro Educação Financeira foi sorteado para Marcelo de Freitas
Vieira, do Senac em Goiás.

jul|out 2015 | revista do senac | no 730 e 731


abra espaço para um aprendiz.
Os cursos do Senac estão voltados
às necessidades de sua empresa. www.senac.br I facebook.com/SenacBrasil I twitter.com/SenacBrasil