Você está na página 1de 5

Resumo

Conjunção ( ∧ )

A conjunção une duas ou mais proposições pelo conectivo “e”.


 
p: Pedro tem uma bicicleta.
q: Pedro tem um carro.

p ∧ q: Pedro tem uma bicicleta e um carro.

p∧qq∧p

Negação: ~ (p ∧ q)  ~ p ∨ ~ q (Lei de Morgan)

Disjunção ( ∨ )

A disjunção inclusiva une duas ou mais proposições através do conectivo “ou”.


 
p: Eu gosto de Matemática.
q: Eu gosto de Física.

p ∨ q: Eu gosto de matemática ou de Física.

p∨qq∨p
p ∨ q  ~ p → q

Negação: ~ ( p ∨ q)  ~ p ∧ ~ q  (Lei de Morgan)

Condicional ou Implicação ( → )

O conectivo lógico condicional une duas proposições da seguinte forma: “se p então q”
 
p: Pratico esportes.
q: Tenho um bom preparo físico.

p → q: Se pratico esportes, então tenho um bom preparo físico.

p → q  ~ q → ~ p
p → q  ~ p ∨ q

Negação: ~ (p → q)  p ∧ ~ q
Bicondicional ( ↔ )

O conectivo lógico bicondicional é formado por duas condicionais.


Utilizamos uma bicondicional quando temos p → q e q → p: “p se, e somente q”
p: 5 + 3 = 9
q: 9 – 5 = 3

p ↔ q: 5 + 3 = 9 se, e somente se 9 – 5 = 3

p↔qq↔p
p ↔ q  ~ p ↔ ~ q
p↔q~q↔~p
p ↔ q  (p → q) ∧ (q → p)

A negação do bicondicional é uma disjunção exclusiva. Ou também, mantém-se o bicondicional e


nega-se apenas uma das proposições simples.
Negação: ~ (p ↔ q) = p ∨ q
~ (p ↔ q) = ~ p ↔ q
~ (p ↔ q) = p ↔ ~ q

Disjunção Exclusiva ( ∨ )

A negação da disjunção exclusiva é um bicondicional. Ou também, mantém-se a disjunção


exclusiva e nega-se apenas uma das proposições simples.

~ (p ∨ q) = p ↔ q

~ (p ∨ q) = ~ p ∨ q

~ (p ∨ q) = p ∨ ~ q

As proposições classificam-se em:

Afirmativas: S é P;
Negativas: S não é P;
Universais: Todo S é P (afirmativa) ou Nenhum S é P (negativa);
Particulares: Alguns S são P (afirmativa) ou Alguns S não são P (negativa);
Singulares: Este S é P (afirmativa) ou Este S não é P (negativa);
Necessárias: quando o predicado está incluso no sujeito (Todo triângulo tem três lados);
Não necessárias ou impossíveis: o predicado jamais poderá ser atributo de um sujeito (Nenhum
triângulo tem quatro lados);
Possíveis: o predicado pode ou não ser atributo (Todos os homens são justos).

Modo de Negação de uma Proposição Simples

1) Antepondo-se a expressão “não” ao seu verbo.


“Beto gosta de futebol”.
“Beto não gosta de futebol”.

2) Retirando-se a negação antes do verbo.


“Ítalo não é irmão de Maria”.
“Ítalo é irmão de Maria”.

3) Substituindo-se um termo da proposição por um de seus antônimos.


“n é um número ímpar”.
“n é um número par”.

RESUMO DO RESUMO

Proposição Condição para ser Verdadeiro (V)


p۸q Quando for (V) (V)
p۷q NÃO pode ser (F) (F)
p→q NÃO pode ser (V) (F)
p↔q NÃO pode ser (V) (F) e (F) (V)

Equivalência
Proposições Logicamente Equivalentes ( )
São proposições cujas tabelas-verdade são idênticas. Uma consequência prática da equivalência
lógica é que, ao trocar uma dada proposição por qualquer outra que lhe seja equivalente, estamos
apenas mudando a maneira de dizê-la.

Leis comutativas: pqqp


pqqp

Lei da dupla negação: ~ ~ p  p

Lei da absorção: p  q  p  p
p  q  p  p

Equivalência da Condicional: Contradição ou Contrapositiva: p  q  ~p  q


pq~q~p

Recíproca
A proposição condicional “Se p então q” tem por recíproca a proposição condicional
“Se q então p”.

Proposição recíproca              p → q   q → p

Proposição contrária              p → q   ~ p → ~ q

Proposição contrapositiva    p → q   ~ q → ~ p


q→p  ~ p→~q

Necessária e Suficiente

Em uma condicional p → q, dizemos que p é condição SUFICIENTE para q, e também


dizemos que q é condição NECESSÁRIA para p.

Em uma bicondicional p ↔ q, dizemos que p é condição NECESSÁRIA E SUFICIENTE para


q, e vice-versa.
Premissa e Conclusão

Para que o argumento seja válido, não basta que a conclusão seja verdadeira. É preciso que as
premissas e a conclusão estejam relacionadas corretamente. Distinguir os raciocínios corretos dos
incorretos é a principal tarefa da lógica. Os argumentos sempre apresentam uma ou mais premissas
e uma conclusão.
Silogismo categórico é um argumento composto por três enunciados, sendo duas premissas e uma
conclusão.

Todo molusco é invertebrado. (premissa)


O caracol é um molusco. (premissa)
Logo, o caracol é invertebrado. (conclusão)

Você também pode gostar