Você está na página 1de 21

Governo do Estado do Rio de Janeiro

Secretaria de Estado de Educação

Comte Bittencourt
Secretário de Estado de Educação

Andrea Marinho de Souza Franco


Subsecretária de Gestão de Ensino

Elizângela Lima
Superintendente Pedagógica

Coordenadoria de Áreas do Conhecimento


Maria Claudia Chantre

Assistentes
Carla Lopes
Catia Batista Batista Raimundo
Roberto Farias

Texto e conteúdo

Professora Deise Rose Neiba da Cruz


CIEP Brizolão 355 Roquete Pinto
Professora Olinda Martins Messias
C.E. Elvídio Costa
Professora Rosiane Paes Silva
CIEP 441 Mané Garrincha / C. E. Parada Angélica
Professora Maria Beatriz Leal da Silva
Assessoria de Ensino Religioso – Seeduc /RJ
Capa
Luciano Cunha

Revisão de texto

Prof ª Alexandra de Sant Anna Amancio Pereira


Prof ª Andreia Cristina Jacurú Belletti
Prof ª Andreza Amorim de Oliveira Pacheco.
Prof ª Cristiane Póvoa Lessa
Prof ª Deolinda da Paz Gadelha
Prof ª Elizabete Costa Malheiros
Prof ª Ester Nunes da Silva Dutra
Prof ª Isabel Cristina Alves de Castro Guidão
Prof José Luiz Barbosa
Prof ª Karla Menezes Lopes Niels
Prof ª Kassia Fernandes da Cunha
Prof ª Leila Regina Medeiros Bartolini Silva
Prof ª Lidice Magna Itapeassú Borges
Prof ª Luize de Menezes Fernandes
Prof Mário Matias de Andrade Júnior
Prof Paulo Roberto Ferrari Freitas
Prof ª Rosani Santos Rosa
Prof ª Saionara Teles De Menezes Alves
Prof Sammy Cardoso Dias
Prof Thiago Serpa Gomes da Rocha

Esse documento é uma curadoria de materiais que estão disponíveis na internet, somados à
experiência autoral dos professores, sob a intenção de sistematizar conteúdos na forma de uma
orientação de estudos.

©2021 - Secretaria de Estado de Educação. Todos os direitos reservados.

2
Ensino Religioso – Orientações de Estudos

8º Ano - 1º Bimestre - 2020

Sumário

INTRODUÇÃO 5

Aula 1: O dilema de crescer 5

Aula 2: O erro também é fonte de aprendizado 8

Aula 3: Eu me amo 12

Aula 4: O sagrado 16

Aula 5: O valor da vida humana 18

3
COMPONENTE CURRICULAR: Ensino Religioso

ORIENTAÇÕES DE ESTUDOS para Ensino Religioso

1º Bimestre de 2020 – 8º ano do Ensino Fundamental

META:

Ressaltar a importância da religiosidade com foco no desenvolvimento humano,


privilegiando a troca de experiências de diferentes pessoas e religiões inseridas no
mundo moderno e, buscando através do autoconhecimento, a transcendência, a
natureza, o respeito e, consequentemente, a missão humana de cada um no mundo
de hoje.

OBJETIVOS:

Ao final destas Orientações de Estudo, você deverá ser capaz de:


 Compreender a importância de crescer e assumir o seu papel na sociedade;
 Perceber que as atitudes vão abrindo caminho na construção do bem;
 Refletir sobre como os gestos cotidianos – individuais ou coletivas – de
solidariedade, repercutem de forma positiva em nós e na sociedade que
vivemos;
 Caracterizar as diferentes religiões e identidades culturais;
 Identificar tipos de culturas religiosas;
 Compreender a importância da religiosidade;
 Avaliar a dimensão amarga do julgamento e refazer o caminho da
compreensão, para estabelecer uma convivência de respeito entre os
indivíduos;
 Constatar a semelhança e a diversidade entre as várias religiões e culturas e
perceber-se como agente construtor de um mundo menos intolerante.

4
INTRODUÇÃO

Iniciaremos os nossos estudos retomando os conceitos de vida e


religiosidade, com foco nas atitudes e vivências cotidianas, sempre em
analogia com o que acontece no entorno e no mundo.
Para tanto, vamos passear por reflexões individuais em contextos
diversos de relações humanas, sempre com foco na melhoria da vida como um
todo.

AULA 1 – O DILEMA DE CRESCER

Sabidamente, toda criança almeja ser "gente grande" e todo adolescente


quer ter a independência e a liberdade dos grandinhos, mas às vezes o
crescimento assusta. A sociedade decreta padrões e modelos ideais sobre a
aparência, a postura correta, o modo de ser. Nesse contexto, perante tantas
pressões, quem está perto do amadurecimento pode
sentir não se encaixar em tantos rótulos, chegando até
a demonstrar medo pelo que acontecerá nas próximas
etapas.
A nossa aula de hoje trataremos sobre as
dificuldades que os jovens encontram para crescer em uma sociedade cada
vez mais fora de si. Para iniciar a nossa reflexão, convido você a assistir ao
vídeo: “O dilema de crescer”, da Universidade Andarilho. Vídeo disponível no
seguinte endereço: https://youtu.be/ughy5BMnzIw
Neste vídeo, a nossa companheira de aprendizado é a Summer irmã de
Morty, adolescente que está bem perto de iniciar a sua fase adulta e ainda
sofre muito com a adaptação dos padrões impostos por um mundo
completamente maluco.
Não são poucos os problemas que os jovens enfrentam durante a
adolescência e isso apenas piora conforme se chega mais perto da fase
adulta. A dificuldade de aceitação, o encaixe forçado em grupos sociais, a
busca por popularidade, e os empecilhos encontrados na construção de
personalidade e caráter, são apenas alguns pontos que atrapalham e muito
esses períodos da vida.

5
É muito difícil saber qual é a nossa melhor opção,
quando algumas de nossas escolhas nos privam de
agradar a família, continuar juntos de nossos amigos
queridos ou impressionar aquele grupo que pode facilitar
a sua aprovação social na escola ou na universidade.
No meio de toda essa loucura,
como podemos encontrar a nós mesmos?
Summer é um belíssimo exemplo de adolescente que enfrenta as
inseguranças e indecisões do período mais conturbado da vida. Ela tem um
envolvimento com Ethan relacionamento peculiar e juvenil que ela esconde de
seus pais o máximo que pode, mas também tem uma queda por Toby, talvez
por sua popularidade por acreditar que se envolver com ele faria dela mais
popular também.
A verdadeira questão de Summer é
que ela mostra uma grande necessidade
de chamar atenção, seja buscando uma
maior aceitação com os demais alunos da
sua escola, seja trabalhando com o
próprio demônio mesmo sabendo que os
seus planos não era um dos melhores
apenas para provar que ela pode sim
conquistar a sua independência dessa
maneira.
Da mesma forma todos estão presos em um mundo pós apocalíptico que
faz referência a Mad Max, Summer se envolve com o líder da gang e se
mostra poderosa, dominadora e valente suficiente para liderar junto dele,
transformando toda a sua impulsividade adolescente em força de vontade e
descontrole emocional, o que muito se encaixa nos padrões do mundo em que
ela habita por algum tempo.
Esses momentos de Rick e Morty nos fazem refletir sobre o dilema do
crescer. Por questões hormonais e, também, pela insegurança de buscar um
papel no mundo os jovens enfrentam um período de impulsos afetivos,
decisões tomadas sem pensamentos prévios e dificuldades de lidar com as
mais diversas frustrações que a vida nos oferece o tempo todo.

6
Para piorar, é justamente no final da adolescência, no momento mais
turbulento da transição de estágios da vida, que a sociedade nos cobra
algumas das decisões mais importantes:

Encarar a ruptura dos padrões da sociedade parece assustador. Anos


antes, em outros tempos os dilemas eram basicamente os mesmos mais a
situação eram outras, muitas das famílias seguiam os ideais de gerações,
portanto os jovens não tinham que fazer grandes esforços para escolher, eles
apenas seguiam o fluxo de escolhas feito por outras pessoas de suas famílias,
mesmo que aquilo não fosse o seu maior desejo.
Quando os pais cuidavam de uma fazenda, por
exemplo, era comum que os filhos mais jovens
aprendessem tarefas que fossem contribuir com isso
seguindo um trabalho de gerações. Hoje, porém as
amplitudes tecnológicas acabaram com os limites das
opções, todo jovem chega ao meio de sua adolescência
com a possibilidade de escolher e a liberdade de procurar
informações sobre aquilo que desejam ser. Nem sempre as
possibilidades são justas, de fatos, mas a quantidade de opções é
basicamente infinita, o que torna a decisão ainda mais complexa e causa
grande falhas devidas as escolhas cada vez mais impulsivas.
Em uma fase de aprovação social e vínculos afetivos importante para o
desenvolvimento muitas vezes decidimos o que mais agrada a nossa família, o
que vai dar mais dinheiro ou aquilo que vai permitir que continuemos ao lado
dos nossos amigos mais próximos.

7
Mas...

Todos os jovens têm algo de Summer dentro de si. Durante do seu


crescimento exponencial o dilema do crescer martela as suas mentes e faz
com que o impulso gera grandes equívocos. É natural que escolhas erradas
aconteçam, mas o que seria da vida sem elas?
O importante é que a gente entenda que isso não é o fim do mundo a vida
é assim. E é sempre tempo de recomeçar, mudar o rumo e tentar algo
diferente. Acima de tudo é inevitável tentar agradar a todos, mas, se existe
uma pessoa que realmente você precisa fazer feliz, essa pessoa é você!

AULA 2 – O ERRO TAMBÉM É FONTE DE APRENDIZADO

Existe um ditado popular


Errar é humano,
clássico que diz que “errar é
mas perdoar é
humano”. De fato, o erro é uma divino.
característica tipicamente humana
e pode ser até considerado natural,
afinal, não somos perfeitos e não
sabemos tudo. A insistência em Alexsander Pope.
errar, no entanto, não pode ser um comportamento comum entre nós.
A imperfeição é uma propriedade que permeia e compõe o homem, é algo
inerente à sua existência e condição. Se o erro é algo sempre presente na vida,
então o que faremos com ele? Será que precisaremos usar máscaras a vida
toda para sempre ocultarmos e fingirmos que ele não existe? Ou será que
teremos que fugir deste medo eternamente, temendo que outros e até nós
mesmos o percebamos?
Mas, não adianta fugir, por mais que passemos a vida tentando cometer o
menor número de falhas possíveis, elas irão surgir durante nossa jornada. O

8
mais importante é ter consciência de que o erro é uma grande fonte de
aprendizado, que nos permite ter outro olhar após um tombo, após uma
decepção ou frustração, uma nova perspectiva que nos traga ensinamentos,
portanto, aprenda com os seus erros, busque olhar positivamente para eles e
assim o crescimento pessoal de fato acontecerá.
O primeiro passo para aprender com os erros é tirar a imagem negativa
que nos é imposta desde o começo da vida, onde errar é ruim. Claro que
existem penalizações, consequências pelo erro, mas tornar essa experiência
apenas algo depreciativo impede que avancemos, enxergando esse ato como
um passo para o crescimento e o aprendizado. Veja outras formas para você
começar a aprender e crescer:

1) Não sinta medo de errar


Parece curioso, dentro de um cenário em que buscamos
não falhar, que cultivemos esse sentimento. A partir do
momento em que entendemos que o erro nos permite
crescer e aprender precisamos deixar de ter medo.
Continue agindo e trabalhando buscando a perfeição,
mas, caso uma falha aconteça, fique tranquilo, pois uma oportunidade de
crescimento se abriu.

2) Assuma e não fique justificando


Ter uma atitude defensiva é um dos piores comportamentos que
podemos assumir quando erramos. Temos um instinto natural em procurar
justificativas, encontrar culpados, se proteger de algo que acabou cometendo,
mesmo que sem intenção. O primeiro passo para superar e aprender com a
falha é assumi-la sem rodeios.
Encare o problema de frente!
3) Entenda, para não repetir.
Na sequência do ponto anterior, assim que assumir que errou, você
precisa buscar os motivos para o acontecido.
Quais foram as razões que levaram você a errar?
Por que aquela falha aconteceu?

9
Tome nota dos seus tropeços, analise-os de cabeça fria e trace soluções
para que eles não ocorram novamente.

4) Peça desculpas (com sinceridade)


Além de reconhecer o erro, você precisa ter a nobreza de se desculpar
com quem foi atingido pela falha. Sabendo que você prejudicou alguém, não
demore para buscar se redimir. O primeiro passo é o pedido de desculpas. É
fundamental ser sincero nesse instante, para que a outra parte compreenda
sua frustração pela falha e busque te dar uma nova oportunidade. Após
receber o perdão, trabalhe para não cometer outro erro.

5) Não fique inibido com o passado


É natural que falhas passadas incomodem, especialmente quando ficamos
diante de um cenário que lembra um erro que já cometemos. Evite pensar no
que já aconteceu, abandone as decisões que você um dia tomou. Olhe para
frente e faça as coisas da melhor maneira possível. Estamos sempre buscando
melhorar e isso faz parte do nosso crescimento.

6) Trabalhe a superação
Alguns erros que cometemos trazem grandes consequências. Uma falha
grave no trabalho pode custar um emprego, por exemplo, mas, para você
colher os frutos e aprender com os erros, é preciso superação. Trabalhe formas
de colocar um ponto final nessa história, não fique remoendo aquilo que
aconteceu. Livre-se do sentimento negativo. Só assim você estará tranquilo
para buscar o aprendizado.
Esses são apenas alguns exemplos que podem guiar você a aprender com
os erros. São práticas simples, mas que podem não ser fáceis
de começar a funcionar logo de cara. Assim como um
aprendizado, é preciso persistência e uma mudança de
mentalidade para ter uma vida mais satisfatória, tirando o lado
positivo de cada circunstância negativa.
Nesse sentido, vale a pena buscar um apoio diferenciado
para abrir a mente e viver com mais plenitude e entendimento.
O coaching (processo de desenvolvimento pessoal ou profissional que é
conduzido por meio de um profissional denominado Coach), é uma forma

10
poderosa de atingir um alto nível de compreensão de quem somos,
entendendo quais são as nossas virtudes, falhas e conhecendo os atalhos para
superar os obstáculos de frente, mais preparados.
Em um exercício de compromisso consigo, entenda que os erros
acontecem para que sejam superados, além de gerar uma consciência de
quem somos e de onde podemos chegar, tornando melhores pessoas para
lidar com as adversidades. Quando nos conhecemos em nossa plenitude,
sabemos onde estamos propícios a falhar e conseguimos nos antecipar para
evitar alguns erros simples. Seja o autor da sua própria história e seja o seu
maior aliado nessa caminhada! Você verá que aprender com os erros será
ainda mais fácil.

ATIVIDADE
As experiências dos erros são tão importantes quanto a experiência dos
acertos. Porque vistos de um jeito certo, os erros nos preparam para as nossas
vitórias e conquistas futuras. Pois não há aprendizado na vida que não passe
pela experiência dos erros. Portanto, lhe convido a uma reflexão a partir do
vídeo “O caderno” com Pe. Fábio de Melo e em seguida escreva um breve
relato de uma experiência de aprendizado que você vivenciou através de um
erro. Disponível em: https://youtu.be/9lMM0vzLVNQ

11
AULA 3 – EU ME AMO

Nessa vida não há como prosseguir sozinho... E eu não estou falando dos
outros, mas estou falando de você mesmo. Você não pode prosseguir sem se
amar, sem se fazer companhia, sem se aceitar, sem se reconhecer, sem se
corrigir, sem se valorizar.
No entanto, o papo de HOJE é sobre isso e para isso, para que você se
ame e se respeite. Pois não podemos oferecer aos outros o que não temos por
nós mesmos.

Há tanto tempo eu vinha me procurando


Quanto tempo faz, já nem lembro mais
Sempre correndo atrás de mim feito um louco
Tentando sair desse meu sufoco
Eu era tudo que eu podia querer
Era tão simples e eu custei pra aprender
Daqui pra frente nova vida eu terei
Sempre a meu lado bem feliz eu serei

Eu me amo, eu me amo
Não posso mais viver sem mim

Como foi bom eu ter aparecido


Nessa minha vida já um tanto sofrida
Já não sabia mais o que fazer
Pra eu gostar de mim, me aceitar assim
Eu que queria tanto ter alguém
Agora eu sei sem mim eu não sou ninguém
Longe de mim nada mais faz sentido
Pra toda vida eu quero estar comigo

Eu me amo, eu me amo
Não posso mais viver sem mim

Foi tão difícil pra eu me encontrar


É muito fácil um grande amor acabar, mas
Eu vou lutar por esse amor até o fim
Não vou mais deixar eu fugir de mim
Agora eu tenho uma razão pra viver
Agora eu posso até gostar de você
Completamente eu vou poder me entregar
É bem melhor você sabendo se amar

12
1. Você sente que tem dificuldade em se amar?

Muito
Raramente
Quase sempre
Não, nunca!

13
2. Marque abaixo as ações que aumentam a sua autoestima e te fazem muito
bem:

Palavras de incentivo.
Receber uma visita.
Estar em um ambiente cercado de pessoas que me querem bem.
Focar no meu autoconhecimento.
Nunca me comparar com os outros.
Avaliar as minhas expectativas
Tirar um tempo para me exercitar
Investir em mim mesmo
Ter uma alimentação saudável
Fazer o que gosto
Se sentir amado(a)

3. Você tem sido bom consigo mesmo?

Eu me amo!
Tenho sido o meu próprio carrasco.
Busco conhecer o meu EU para amá-lo
Tenho consciência das minhas limitações e me respeito
Não gosto do meu EU.
Não tenho tempo para mim mesmo.
Nunca havia pensado nisso.

14
4. Você é você mesma(o) ou se reprime para agradar aos
outros? Fale um pouco mais sobre isso.
_________________________________________________
_________________________________________________
_________________________________________________
_________________________________________________
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________

5. No seguinte trecho da música: “Agora eu tenho uma razão pra viver,


agora eu posso até gostar de você. Completamente eu vou poder me entregar. É bem
melhor você sabendo se amar” O que o autor quer dizer com essas proposições?

Minha razão para viver é você.


Eu posso até gostar de você, mas a pessoa que eu mais admiro sou eu.
Vou poder me entregar a você porque eu sei te amar.
É bem melhor que você saiba amar ao próximo.

6. O que você mais aprecia em você que faz bem aos outros?
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
___________________________________________________________________

7. Assinale abaixo coisas que você já passou e passa que podem afetar a sua
autoestima.
Traumas passados
Comparação com os outros
Dificuldade em enxergar qualidades
Facilidade de ver defeitos
Sentimento de exclusão
Não acreditar no próprio potencial

15
Não ser grato
Não fazer nada para mudar a própria realidade
Não se posicionar em relação aos outros
Não se sentir amado pelos outros
Sentimento de inferioridade
Nenhuma das opções acima.

8. Dicas para alcançar o amor-próprio: Assista ao vídeo:


https://youtu.be/_fhy1FmPhPc e responda: A dificuldade com o amor-próprio te causa
consequências. Quais?

_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

9. De acordo com o vídeo, circule qual das três palavras você precisa trabalhar
mais em si?

PENSAR FALAR AGIR

AULA 4 – O SAGRADO

A palavra Sagrado (do termo latino sacratu), refere-se a algo que merece
veneração ou respeito religioso por ter uma associação com uma divindade ou com
objetos considerados divinos.

Mas... Será que só é sagrado o que for associado a uma divindade?

Para ampliarmos a nossa reflexão, vamos ler o poema abaixo:

16
O que é sagrado para você?
Sagrado é algo digno de grande respeito e veneração.
Está relacionado aos sentimentos e ao coração.
O sagrado está dentro e fora de você;
Está na vida de cada pessoa, não importa a cultura, a etnia ou a
religião.
Sagrado é seu corpo, sua casa, seu alimento, sua crença.
Sagrada é a voz da consciência que lhe indica o caminho do bem.

Sagrado é a Mãe-Terra, nossa casa planetária, que nos acolhe


generosamente.
Sagrado é todo o universo, santuário da vida; sagrada é a natureza, porque
dela depende nossa vida.

Sagrada é a beleza e o perfume de toda flor,


sagradas são as árvores transmissoras de paz e purificadoras do ar.
Sagrada é a água que lava nosso corpo e sacia nossa sede.
Sagrado é todo gesto de respeito e compaixão a qualquer criatura.
Sagrado é o conhecimento que libera as pessoas, que humaniza e
amplia a visão de mundo.

Sagrado é o gesto de quem ensina e de quem quer aprender.


Sagrada é a ciência, a arte, a filosofia e a religião; que eleva, a
consciência e inspira o coração!
Borres Guilouski

Através desta poesia, vimos que o “Sagrado” é tudo aquilo que nós atribuímos
muita importância. Há coisas que são importantes para a gente, como os nossos
amigos, alguns objetos que gostamos, um jogo, porém, há coisas que são muito mais
importantes e dessa forma será “Sagrada” para nós como a nossa vida, a nossa
família. Enfim, a qualidade do ser sagrado é variável de acordo com o grau de
importância que nós vamos atribuir a determinada pessoa, objeto, lugar ou tempo e,
portanto, vai variar de acordo com o povo, a comunidade, a cultura, a crença, a
pessoa. Então, somos nós mesmos que temos a capacidade de tornar algo “sacro”,
“Sagrado”.

ATIVIDADE
1. Complete a frase:
Para mim é Sagrado...
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________

17
AULA 5 – O VALOR DA VIDA HUMANA

Seguindo falando do “Sagrado”:


E a vida humana, é sagrada?
E a sua própria vida, é sagrada?
Você tem dado o grau de importância que é devido a sua vida?
São muitos os questionamentos que cercam esse tema. Portanto, para ajudar em
nossa reflexão, usaremos um texto de Borrys Guilowski.

A TEIA DA VIDA
A vida é realmente uma preciosidade. Um valor incalculável.
Muitas religiões e filosofias afirmam que a vida é sagrada,
que é presente divino, e que todos têm o dever de respeitá-
la e defendê-la.

Você já observou com atenção o poder e a beleza da


manifestação da vida? Nos campos, nos bosques, nos
jardins, nas florestas, nas montanhas, nos rios, nos lagos,
nos oceanos, enfim, nos mais diversos ambientes a vida se manifesta enchendo
nossos olhos de beleza e admiração. E como seria o nosso mundo sem pessoas, sem
animais, sem pássaros, sem frutas, sem flores, sem borboletas, sem rios? Certamente
seria triste e sem graça!

Todas as formas de vida existentes em nosso planeta são partes de um todo. Eu,
você e todos os outros seres, somos parte de um imenso ecossistema. Dependemos
uns dos outros para que possamos nos manter vivos e assegurar a continuidade da
vida.

Nós todos formamos a grande teia da vida. Sendo assim, nós habitantes do planeta
Terra, temos o dever sagrado de respeitar e defender a vida.

Defender a vida significa também criar laços de solidariedade entre pessoas de


deferentes crenças religiosas. Parar de poluir e envenenar a natureza, parar de sujar

18
com o lixo os lugares por onde passamos ou onde moramos, parar de exterminar
animais e plantas, parar de cortar as poucas grandes árvores que ainda restam em
nosso planeta... São medidas urgentes a serem tomadas! Preservar a natureza,
responsabilizar-se pela limpeza do meio ambiente, lutar por uma vida digna para todos
os seres humanos, tornou-se uma questão de sobrevivência.

Caso contrário, a teia da vida poderá ser rompida e o nosso mundo virar um deserto
triste e sombrio. Sinta-se um com todos os seres que compõe a natureza, desde a
estrela que cintila na imensidão do céu, o ser humano ou animalzinho que está ao seu
lado até a árvore que cresce no jardim ou no bosque. Sinta-se parte da grande teia da
vida! Ame-a, respeite-a e defenda-a!

Resumo
Nesta Orientação de Estudo, você teve a oportunidade de fazer valiosas reflexões.
Iniciamos utilizando a personagem “Summer” da série “Rick and Morty” para mostrar
características típicas de uma adolescente e, dessa forma, refletimos sobre o dilema
de crescer. Na aula seguinte tratamos sobre o aprendizado que é gerado através do
erro e como ele pode ser uma fonte de amadurecimento pessoal. Em seguida,
falamos de amor-próprio e utilizamos uma música antiga, porém de um teor fantástico
no que diz respeito ao encontro pessoal consigo próprio. “Eu me amo”. Na sequência
discorremos sobre “o sagrado” e descobrimos que algo é sagrado de acordo com o
grau de importância que um grupo, etnia ou sociedade atribui à determinada coisa. E
por fim, seguimos falando de valores atribuídos e trouxemos a questão da valorização
da vida. Deste modo encerramos essa Orientação de Estudo. Aguardamos você no
próximo bimestre!

19
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

 Disponível em Saúde plena,


https://www.uai.com.br/app/noticia/saude/2019/01/28/noticias-
saude,240711/adolescencia-e-quando-o-jovem-pode-e-deve-crescer-de-
acordo-com-seus-s.shtml acessado em 02 Mar. 2021.
 Disponível em Líderes Católicos, https://liderescatolicos.org/aprender-com-
erros/ acesso em 02 Mar. 2021. Adaptação.
 Disponível em psicanálise clínica
https://www.psicanaliseclinica.com/narcisismo-na-psicanalise/ acessado em 02
Mar. 2021.
 Disponível em estudos monitorados Dom Feliciano,
https://www.domfeliciano.rs.gov.br/arquivos/1%C2%AA_sem_05014920.pdf 04
Mar. 2021.
 Disponível em Augusto Cury, https://www.augustocury.com.br/ acessado em 04
Mar. 2021.

REFERÊNCIAS DE FIGURAS.
 Construídas através do aplicativo Canva, https://www.canva.com/folder/all-
designs construído entre 02 e 04 de março de 2021.

20

Você também pode gostar