Você está na página 1de 37

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MARANHÃO

TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS

Profa. Ma. Melcka Yulle C. Ramos


(LIBÂNEO, 1993)

❖A escola cumpre funções que são dadas pela sociedade, constituída por classes
sociais com interesses antagônicos.

CONDICIONANTES
SOCIOPOLÍTICOS

Concepções de homem e de sociedade Papel da escola, aprendizagem, relações


professor-aluno, etc.
(LIBÂNEO, 1993)

❖O modo como os professores realizam seu trabalho relaciona-se com


pressupostos teórico-metodológicos, explícita ou implicitamente.

Fonte: https://br.freepik.com/fotos-premium/professor-dando-uma-
aula-em-sala-de-aula_2507765.htm
PERCEPÇÃO DE SAVIANI EM 1981

“Os professores têm na cabeça o movimento e os princípios


da escola nova. A realidade, porém, não oferece aos
professores condições para instaurar a escola nova, porque
a realidade em que atuam é tradicional. [...]Mas o drama
do professor não termina, aí [...] o professor se vê
pressionado pela pedagogia oficial que prega a
racionalidade e produtividade do sistema e do seu trabalho,
isto é, ênfase, nos meios (tecnicismo) [...] não aceita a linha
crítica porque não quer receber a denominação de agente
repressor”

(LIBÂNEO, 1993, p. 20)


❖O levantamento das tendências pedagógicas.

❖As tendências não aparecem em sua forma pura, nem sempre, são mutuamente
exclusivas.

❖ Instrumento de análise para o professor avaliar sua prática de sala de aula.

(LIBÂNEO, 1993)
EM RELAÇÃO AOS CONDICIONANTES SOCIOPOLÍTICOS DA ESCOLA, AS
TENDÊNCIAS PEDAGÓGICAS FORAM CLASSIFICADAS EM:

A - Pedagogia liberal: B - Pedagogia progressista:

1- Tradicional; 1- Libertadora;
2- Renovada progressivista; 2- Libertária;
3- Renovada não-diretiva; 3- Crítico-social dos conteúdos.
4- Tecnicista.

(LIBÂNEO, 1993)
PEDAGOGIA LIBERAL

❖O termo liberal não tem o sentido de "avançado", ''democrático", "aberto”.

❖Atrelada a doutrina liberal que defende a liberdade e dos interesses individuais


da sociedade, cuja organização social é baseada na propriedade privada dos
meios de produção.

(LIBÂNEO, 1993)
❖A escola visa preparar os indivíduos para o desempenho de papéis sociais, de
acordo com as aptidões individuais.

❖Os indivíduos precisam aprender a adaptar-se aos valores e às normas vigentes


na sociedade de classes.

❖Embora difunda a ideia de igualdade de oportunidades, não leva em conta a


desigualdade de condições.

(LIBÂNEO, 1993)
Fonte: https://sarauparatodos.wordpress.com/2015/12/23/os-iguais-e-os-diferentes-gifs-animados-e-etcs/
TENDÊNCIA
LIBERAL
TRADICIONAL ❖O ensino humanístico, cujo aluno é educado para
atingir sua plena realização como pessoa.

❖O trabalho pedagógico não tem nenhuma relação


com o cotidiano do aluno.

❖Predomina a palavra do professor, das regras


impostas, do cultivo exclusivamente intelectual.
Fonte:
http://educacaotradicional.blogspot.com/p/metodologia.html
São os
PAPEL DA ESCOLA

conhecimentos e
valores sociais

CONTÉUDOS
Preparação acumulados
intelectual e moral historicamente e
dos alunos para repassados como
assumir sua posição verdades.
na sociedade.
Intelectualista e
enciclopédica

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
Exposição verbal da Autoridade do
matéria e/ou professor
demonstração
MÉTODOS

Atitude receptiva dos


Memorização alunos

Disciplina, atenção e
Exercícios silêncio

(LIBÂNEO, 1993)
A aprendizagem é
receptiva e mecânica.

Repetição de

MANIFESTAÇÕES NA
PRÁTICA ESCOLAR
exercícios
PRESSUPOSTOS DA
APRENDIZAGEM

As escolas religiosas ou
leigas que adotam uma
A avaliação se dá por orientação clássico-
meio de humanista ou uma
interrogatórios orais, orientação humano-
provas escritas. científica.

Reforço negativo:
notas baixas e apelos
aos pais.
Reforço positivo:
classificações. (LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA
LIBERAL ❖A educação é um processo interno, não externo, ela
RENOVADA parte das necessidades e interesses individuais
necessários para a adaptação ao meio.

❖Propõe um ensino que valoriza a autoeducação, a


experiência direta sobre o meio pela atividade.

Fonte: https://meditacaosaopaulo.org/tag/consciencia/
❖A tendência liberal renovada apresenta-se, entre
nós, em duas versões distintas: a renovada
progressivista e a renovada não-diretiva.
TENDÊNCIA LIBERAL RENOVADA
PROGRESSIVISTA

Adequar as
necessidades
individuais ao meio São estabelecidos em
PAPEL DA ESCOLA

social. função de

CONTÉUDOS
experiências.

Retratar a vida
Aprender a aprender

Experiências: O processo de
devem satisfazer os aquisição do saber é
interesses do aluno mais importante.
e da sociedade.

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
A pesquisa, a O professor é
descoberta, a solução auxiliar no
de problemas desenvolvimento da
MÉTODOS

criança.
Adequadas à
natureza do aluno e Relacionamento
às etapas do seu positivo entre eles.
desenvolvimento.
O aluno disciplinado
é o solidário,
Trabalho em grupo participante.

(LIBÂNEO, 1993)
Motivação depende da
PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM
disposição e interesse do
aluno.

MANIFESTAÇÕES NA
PRÁTICA ESCOLAR
Adotados em escolas
O ambiente é o meio particulares
estimulador.
método Montessori, o
método dos centros de
interesse de Decroly, o
A avaliação se dá pelo método de projetos de
reconhecimento dos Dewey
esforços e os êxitos dos
alunos.

(LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA LIBERAL RENOVADA NÃO DIRETIVA

Formação de
atitudes
PAPEL DA ESCOLA

Transmissão de
conteúdo é

CONTÉUDOS
secundária.
Adequação pessoal
às solicitações do
indivíduo Facilitar ao aluno os
meios para buscarem
por si mesmos os
Autodesenvolvimento conhecimentos.
e realização pessoal

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
O professor é o
facilitador.
Educação centrada
no aluno
MÉTODOS

Aceitação da pessoa do
aluno e de sua O professor deve
capacidade de garantir o clima de
autodesenvolvimento. relacionamento
pessoal e autêntico.

Toda intervenção é
Melhorar o ameaçadora.
relacionamento
interpessoal.
(LIBÂNEO, 1993)
A motivação é necessária
PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM
para a busca da
autorrealização

MANIFESTAÇÕES NA
PRÁTICA ESCOLAR
Carl Rogers: psicólogo
Aprender é modificar suas clínico
próprias percepções

Influenciou orientadores
educacionais e psicólogos
escolares
A avaliação: autoavaliação

(LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA ❖A escola visa a preparação de "recursos humanos"
LIBERAL para o mercado de trabalho.
TECNICISTA

❖A sociedade industrial e tecnológica estabelece as


metas econômicas, sociais e políticas, e a educação
treina os alunos aos comportamentos que direcionem
o alcance das metas.

Fonte:
https://www.diaadiadovale.com.br/artigo/17/461/Educacao-e-
Neoliberalismo-a-transformacao-dos-individuos-em-mercadoria/
❖O essencial não é o conteúdo da realidade, mas as
técnicas (forma) de descoberta e aplicação.
Aquisição de
PAPEL DA ESCOLA

habilidades, atitudes Conhecimento

CONTÉUDOS
e conhecimentos observável e
específicos, úteis e mensurável
necessários para
sociedade capitalista. Manuais, nos livros
didáticos, nos
módulos de ensino
Educação e sistema
produtivo

(LIBÂNEO, 1993)
Não é
Comunicação
Papéis definidos técnica importante as

RELAÇÃO PROFESSOR-
relações afetivas
Professor:
Procedimentos e técnicas Transmite o Elo entre a
verdade
MÉTODOS

conteúdo

ALUNO
necessárias ao arranjo e
controle das condições conforme um científica e o
ambientais que assegurem a sistema aluno
transmissão/recepção de instrucional
informações.
Aluno: recebe,
aprende e fixa
as informações.

(LIBÂNEO, 1993)
Aprender é uma questão

PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM
de modificação do
desempenho.

MANIFESTAÇÕES NA
Anos 60: orientação político

PRÁTICA ESCOLAR
Os sistemas instrucionais econômica do regime militar
visam o controle do
comportamento individual
face a objetivos
preestabelecidos. As leis 5.540/68 e 5.692/71,
que reorganizam o ensino
superior e ensino de 1° e 2°
Segundo Skinner, o graus.
comportamento aprendido
é uma resposta a estímulos
externos, controlados por
meio de reforços.

(LIBÂNEO, 1993)
PEDAGOGIA PROGRESSISTA

❖Partem de uma análise crítica das realidades sociais.

❖Três tendências: a libertadora, mais conhecida como pedagogia de Paulo


Freire, a libertária, que reúne os defensores da autogestão pedagógica; a crítico-
social dos conteúdos que acentua a primazia dos conteúdos no seu confronto com
as realidades sociais.

(LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA ❖Caracterizam-se pelo antiautoritarismo, a
PROGRESSISTA valorização da experiência vivida como base da
LIBERTADORA relação educativa e a ideia de autogestão pedagógica.

TENDÊNCIA
PROGRESSISTA
LIBERTÁRIA ❖O processo de aprendizagem é grupal (participação
em discussões, assembleias, votações) do que aos
conteúdos de ensino.

❖Preferem as modalidades de educação popular


“não-formal”.

Fonte: https://www.facebook.com/edpopularufc/
TENDÊNCIA PROGRESSISTA
LIBERTADORA

Extraídos da prática
PAPEL DA ESCOLA

Questiona de vida dos


educandos

CONTÉUDOS
concretamente a
realidade das
relações do homem A transmissão de
com a natureza e conteúdos a partir de
com os outros fora é considerada
homens, visando a invasão cultural,
uma transformação. porque não emerge
do saber popular.

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
Diálogo por meio
dos grupos de
discussão
Relação horizontal
MÉTODOS

O professor é um
animador que deve Identificação com o
se adaptar às povo
características e ao
desenvolvimento Elimina a relação de
próprio de cada autoridade
grupo.

(LIBÂNEO, 1993)
A motivação se dá a partir

PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM
de uma situação-problema,
da qual se torna distância
para analisá-la
Paulo Freire difundiu suas

MANIFESTAÇÕES NA
criticamente.

PRÁTICA ESCOLAR
ideias pessoalmente em
diversos países.

Aprender é um ato de
conhecimento da situação
real vivida pelo educando.
Educação de adultos ou à
educação popular.

O que é aprendido decorre


do processo de
compreensão, reflexão e
crítica.
(LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA PROGRESSISTA
LIBERTÁRIA

Transformação na
personalidade dos
PAPEL DA ESCOLA

alunos num sentido Os conteúdos são os


que resultam de

CONTÉUDOS
libertário e
autogestionário. necessidades e
interesses manifestos
pelo grupo e que não
Mecanismos são necessariamente
institucionais de as matérias de
mudança, estudo.
assembleias,
conselhos, eleições,
reuniões, etc.

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
Recusa de qualquer
MÉTODOS

forma de poder ou
Vivência grupal, na autoridade
forma de autogestão
O professor é um
orientador

(LIBÂNEO, 1993)
PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM A ênfase na aprendizagem
via grupo e a negação de

MANIFESTAÇÕES NA
toda forma de repressão

PRÁTICA ESCOLAR
visam favorecer o
desenvolvimento de
pessoas mais livres. Propostas efetivas de ação
escolar são descritas por
A motivação está ligada ao Miguel Gonzales Arroyo.
crescimento dentro da
vivência grupal.

O critério de relevância do
saber sistematizado é seu
possível uso prático.

(LIBÂNEO, 1993)
TENDÊNCIA
CRÍTICO SOCIAL
DOS ❖A escola exerce uma articulação entre a transmissão
CONTEÚDOS dos conteúdos e a assimilação ativa por parte de um
aluno concreto.

❖O saber criticamente reelaborado.

Fonte:
https://revistapegn.globo.com/Empreendedorismo/noticia/2016/
08/4-truques-para-aprender-mais-em-menos-tempo.html
Difundir os
conteúdos é a tarefa Conhecimentos
PAPEL DA ESCOLA

primordial. historicamente

CONTÉUDOS
sistematizados pela
Preparar o aluno humanidade.
para o mundo adulto
e suas contradições.
Não se estabelece
Participação
oposição entre
organizada e ativa na
cultura erudita e
democratização da
cultura popular.
sociedade.

(LIBÂNEO, 1993)
RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO
O professor é
Relação direta com a mediador na
experiência do aluno interação entre o
confrontada com o meio natural, social e
MÉTODOS

saber. cultural e o aluno.

Participação do
Relacionar a prática aluno
vivida pelos alunos
com os conteúdos
propostos. O diálogo adulto-
aluno é desigual.

(LIBÂNEO, 1993)
PRESSUPOSTOS DA APRENDIZAGEM
Dermeval Saviani

MANIFESTAÇÕES NA
PRÁTICA ESCOLAR
O envolvimento na
aprendizagem depende
tanto da disposição do Professores da rede escolar
aluno, quanto do professor pública que visam garantir
e do contexto da sala de a participação do aluno
aula. que, muitas vezes sem
saber, avançam na
democratização efetiva do
Aprendizagem ensino para as camadas
significativa populares.

(LIBÂNEO, 1993)
REFERÊNCIAS
LIBÂNEO, José Carlos. Tendências pedagógicas na prática escolar. In:
LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública. A pedagogia
crítico-social dos conteúdos. ed. 11. São Paulo: Loyola, 1993. cap. 1.p. 19-44.

Você também pode gostar