Você está na página 1de 39

LEI 9.

455/1997

LEGISLAÇÃO penal ESPECIAL


POLÍCIA CIVIL & POLÍCIA MILITAR
Art. 1º Constitui crime de tortura:
I - constranger alguém com emprego de
violência ou grave ameaça, causando-lhe
sofrimento físico ou mental:
a) com o fim de obter informação,
declaração ou confissão da vítima ou de
terceira pessoa; (tortura prova/confissão)
b) para provocar ação ou omissão de
natureza criminosa; (tortura crime)
c) em razão de discriminação racial ou
religiosa; (tortura racismo)

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
CRIME SUJEITO ATIVO

Art. 1º Constitui crime de tortura: QUALQUER PESSOA


I - constranger alguém com
emprego de violência ou grave
ameaça, causando-lhe sofrimento
: ou mental
físico
II - submeter alguém, sob sua
guarda, poder ou autoridade, com
emprego de violência ou grave
ameaça, a intenso sofrimento
físico ou mental, como forma de
aplicar castigo pessoal ou medida
de caráter preventivo.
§ 1º Na mesma pena incorre quem
submete pessoa presa ou sujeita a
medida de segurança a sofrimento
físico ou mental, por intermédio
da prática de ato não previsto em
lei ou não resultante de medida
legal
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
II - submeter alguém, sob sua
guarda, poder ou autoridade,
com emprego de violência ou
grave ameaça, a intenso
sofrimento físico ou mental,
como forma de aplicar castigo
pessoal ou medida de caráter
preventivo. (tortura castigo)
Pena - reclusão, de dois a oito
anos.
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
CRIME SUJEITO ATIVO

Art. 1º Constitui crime de tortura: QUALQUER PESSOA


I - constranger alguém com
emprego de violência ou grave
ameaça, causando-lhe sofrimento
: ou mental
físico
II - submeter alguém, sob sua AQUELE QUE DETÉM A
guarda, poder ou autoridade, com AUTORIDADE OU PODE SOB OUTRA
emprego de violência ou grave PESSOA: PAI, TUTOR, CURADOR,
ameaça, a intenso sofrimento CUIDADOR IDOSO,..
físico ou mental, como forma de
aplicar castigo pessoal ou medida
de caráter preventivo.
§ 1º Na mesma pena incorre quem
submete pessoa presa ou sujeita a
medida de segurança a sofrimento
físico ou mental, por intermédio
da prática de ato não previsto em
lei ou não resultante de medida
legal
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
PENA DE RECLUSÃO INICIO REGIME FECHADO
GERAL: 2 / 8 Anos
QUALIFICADORAS:
 Lesão corporal de natureza grave ou
gravíssima
4 / 10 Anos
 Resulta morte
8 / 16 Anos

CRIME DE OMISSÃO
DETENÇÃO: 1 / 4 Anos

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 1º Na mesma pena incorre
quem submete pessoa presa ou
sujeita a medida de segurança a
sofrimento físico ou mental,
por intermédio da prática de
ato não previsto em lei ou não
resultante de medida legal
(tortura-castigo).

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
CRIME SUJEITO ATIVO

Art. 1º Constitui crime de tortura: QUALQUER PESSOA


I - constranger alguém com
emprego de violência ou grave
ameaça, causando-lhe sofrimento
: ou mental
físico
II - submeter alguém, sob sua AQUELE QUE DETÉM A
guarda, poder ou autoridade, com AUTORIDADE OU PODE SOB OUTRA
emprego de violência ou grave PESSOA: PAI, TUTOR, CURADOR,
ameaça, a intenso sofrimento CUIDADOR IDOSO,..
físico ou mental, como forma de
aplicar castigo pessoal ou medida
de caráter preventivo.
§ 1º Na mesma pena incorre quem AGENTE PÚBLICO QUE SUBMETE
submete pessoa presa ou sujeita a PESSOA PRESA OU SUJEITA A
medida de segurança a sofrimento MEDIDA DE SEGURANÇA A
físico ou mental, por intermédio SOFRIMENTO FÍSICO OU MENTA.
da prática de ato não previsto em
lei ou não resultante de medida
legal
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 2º Aquele que se
omite em face dessas
condutas, quando tinha
o dever de evitá-las ou
apurá-las, incorre na
pena de detenção de
um a quatro anos.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 3º Se resulta lesão
corporal de natureza
grave ou gravíssima, a
pena é de reclusão de
quatro a dez anos; se
resulta morte, a reclusão
é de oito a dezesseis anos.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
PENA DE RECLUSÃO INICIO REGIME FECHADO
GERAL: 2 / 8 Anos
QUALIFICADORAS:
 Lesão corporal de natureza grave ou
gravíssima
4 / 10 Anos
 Resulta morte
8 / 16 Anos

CRIME DE OMISSÃO
DETENÇÃO: 1 / 4 Anos

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 4º Aumenta-se a pena
de um sexto até um
terço:
I - se o crime é
cometido por agente
público;

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
II – se o crime é
cometido contra
criança, gestante,
portador de deficiência,
adolescente ou maior de
60 (sessenta) anos;
(Redação dada pela Lei
nº 10.741, de 2003)
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
III - se o crime é
cometido mediante
sequestro.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
MAJORANTES

§ 4º Aumenta-se a pena de um sexto até um


terço: 1/6 até 1/3
I - se o crime é cometido por agente público;
II – se o crime é cometido contra criança,
gestante, portador de deficiência,
adolescente ou maior de 60 (sessenta)
anos;
III - se o crime é cometido mediante
sequestro.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 5º A condenação acarretará
a perda do cargo, função ou
emprego público e a
interdição para seu exercício
pelo dobro do prazo da pena
aplicada.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 6º O crime de
tortura é inafiançável
e insuscetível de
graça ou anistia,

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
§ 7º O condenado por
crime previsto nesta Lei,
salvo a hipótese do § 2º,
iniciará o cumprimento da
pena em regime fechado.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
Art. 2º O disposto nesta Lei
aplica-se ainda quando o
crime não tenha sido
cometido em território
nacional, sendo a vítima
brasileira ou encontrando-
se o agente em local sob
jurisdição brasileira.
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
Art. 3º Esta Lei entra em
vigor na data de sua
publicação.
Art. 4º Revoga-se o art. 233
da Lei nº 8.069, de 13 de
julho de 1990 - Estatuto da
Criança e do Adolescente.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
QUAL O SEGREDO PARA SER APROVADO EM UM CONCURSO PÚBLICO?

O segredo é fazer muito exercício, com o objetivo de potencializar seus


conhecimentos para a sua aprovação desenvolvemos os Grupos de
Exercício WhatsApp (ZAPEXERCÍCIO) onde você recebe no seu WhatsApp
os exercícios em PDF para baixar e imprimir.
OS GRUPOS:
➤ PORTUGUÊS (50 Questões IADES ) – R$ 10
➤ DIREITO ADMINISTRATIVO (30 Questões IADES) – R$ 10
➤ LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL – CÓDIGO ÉTICA DA PM LEI 6.833/2006 (20
Questões) – R$ 10
➤ DIREITO CONSTITUCIONAL (30 Questões IADES) – R$ 10
➤ LÓGICA (30 Questões IADES ) – R$ 10
➤ DIREITO PENAL (30 Questões) – R$ 10
➤ LEGISLAÇÃO INSTITUCIONAL – ESTATUTO DA PM LEI 5.251/85 (20
Questões) – R$ 10

Para receber os exercício no seu celular em PDF mande uma mensagem


agora "EU QUERO PARTICIPAR ZAPEXERCICIO" para o Zap (91) 98198-2639
e participe do ZapExercício.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
EXERCÍCIO

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
1) No tocante aos crimes de tortura previstos na Lei n.
9.455/1997,
a)a causa de aumento de pena será aplicada quando o crime
for cometido por agente público, se cometido contra criança,
gestante, portador de deficiência, adolescente, maior de
sessenta anos ou se cometido mediante sequestro.
b)a condenação acarretará a perda do cargo, função ou
emprego público e a interdição para o exercício de novo
cargo, função ou emprego público, pelo mesmo prazo da
pena.
c)o crime de tortura é inafiançável, insuscetível de graça,
indulto ou anistia, sendo o cumprimento da pena
integralmente em regime fechado.
d)o disposto nessa lei aplica-se aos crimes que tenham sido
cometidos em território nacional, sendo irrelevante ser a
vítima brasileira ou o agente encontrar-se em local sob
jurisdição brasileira.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
GABARITO A
Os casos de aumento de pena estão previstos
no §4º, vejamos:
§ 4º Aumenta-se a pena de um sexto até
um terço:
I - se o crime é cometido por agente
público;
II – se o crime é cometido contra criança,
gestante, portador de deficiência,
adolescente ou maior de 60 (sessenta)
anos; (Redação dada pela Lei nº 10.741, de
2003)
III - se o crime é cometido mediante
sequestro.
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
2) Nos termos da Lei n.° 9.455/97, a pena é
aumentada se o crime de tortura for cometido
a)com abuso de autoridade.
b)por agente público.
c)com emprego de veneno
d)contra agente público.
e)com violação de dever inerente a cargo.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
GABARITO B
Art. 1º Constitui crime de tortura:
§ 4º Aumenta-se a pena de um sexto até um terço:
I - se o crime é cometido por agente público;
II – se o crime é cometido contra criança, gestante, portador de
deficiência, adolescente ou maior de 60 (sessenta) anos; (Redação
dada pela Lei nº 10.741, de 2003)
III - se o crime é cometido mediante seqüestro.
§ 5º A condenação acarretará a perda do cargo, função ou emprego
público e a interdição para seu exercício pelo dobro do prazo da pena
aplicada.
§ 6º O crime de tortura é inafiançável e insuscetível de graça ou
anistia.
§ 7º O condenado por crime previsto nesta Lei, salvo a hipótese do §
2º, iniciará o cumprimento da pena em regime fechado.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
3) Considerando a Lei n. 9.455/97 -
Crimes de Tortura - assinale a
alternativa CORRETA.
a)Admite fiança no valor máximo.
b)Caberá anistia no último ano de pena.
c)Inicia a pena em presídio
especializado.
d)Inadmite a graça.
GABARITO D
da Lei n.º 9.455/97: "§6º O crime de
tortura é inafiançável e insuscetível de
graça ou anistia."
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
4) Indique a alternativa CORRETA, de acordo com a
Lei Federal nº 9.455/1997, que define os crimes de
tortura:
a)A pena prevista para o crime de tortura é
aumentada de um sexto até um terço se houver
resultado morte
b)Aplica-se a lei dos crimes de tortura mesmo que o
delito tenha sido praticado fora do Brasil, desde que
a vítima seja brasileira.
c)Se da conduta resulta lesão de natureza grave, a
pena será de reclusão, de dois a oito anos; se resulta
em lesão de natureza gravíssima, a pena será de
reclusão de quatro a dez anos.
d)O crime de tortura é imprescritível, inafançável e
insuscetível de graça ou anistia.
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
GABARITO B
Letra A - errada
Se da tortura (dolo) adveio morte (culpa), trata-
se de qualificadora preterdolosa. A pena é de
reclusão de 8 a 16 anos, conforme previsão no
art. 1º, § 3º. A morte qualifica o crime e não gera
causa de aumento de pena.
Letra B - correta
O art. 2º traz hipóteses de extraterritorialidade
da lei penal. Ex: americano tortura vítima
brasileira nos EUA. Ex: brasileiro tortura
americano nos EUA e vem para o Brasil (neste
caso, aplica-se a lei brasileiro ao crime praticado
fora do território nacional).
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
Letra C - errada
Se da tortura (dolo) resulta lesão corporal
grave ou gravíssima (culpa), a pena é de
reclusão de 4 a 10 anos. (art. 1º, § 3º).
Letra D - errada
O crime de tortura prescreve. Somente são
imprescritíveis os crimes de racismo (art.
5º, XLII, da CF) e a ação de grupos armados
civis ou militares contra a ordem
constitucional e o Estado Democrático (art.
5º, XLIV, da CF).

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
5) De acordo com a Lei Federal nº
9.455/1997, NÃO será considerada causa de
aumento da pena para o crime de tortura, se o
delito for cometido:
a)Contra pessoa presa ou sujeita a medida de
segurança, impondo-lhe sofrimento físico ou
mental, por intermédio da prática de ato não
previsto em lei ou não resultante de medida legal.
b)Por agente público.
c)Contra criança, gestante, portador de defciência,
adolescente ou maior de 60 (sessenta) anos de
idade.
d)Mediante sequestro.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
GABARITO A
A letra A não é causa de aumento de pena e sim tipo penal
previsto na Lei de Torturas
§ 1º Na mesma pena incorre quem submete pessoa presa
ou sujeita a medida de segurança a sofrimento físico ou
mental, por intermédio da prática de ato não previsto em
lei ou não resultante de medida legal.
São as causas de aumento de pena no crime de tortura:
Art. 1º [...]
§ 4º Aumenta-se a pena de um sexto até um terço:
I - SE O CRIME É COMETIDO POR AGENTE PÚBLICO;
II – se o crime é cometido contra criança, gestante,
portador de
deficiência, adolescente ou maior de 60 (sessenta) anos;
III - se o crime é cometido mediante seqüestro.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
1) Joaquim, agente penitenciário
federal, foi condenado,
definitivamente, a uma pena de
três anos de reclusão, por crime
disposto na Lei n.º 9.455/1997.
Nos termos da referida lei,
Joaquim ficará impedido de
exercer a referida função pelo
prazo de seis anos.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
CERTO. Trata-se de efeitos
extrapenais da condenação, e, de
acordo com o artigo 1º, §5º da lei
9.455/97, a interdição para o
execercio de cargo, função ou
emprego será o dobro da pena
aplicada. Trata-se de efeito
automático da condenação,
dispensando-se motivação
circunstanciada.
PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
2) Considere a seguinte situação
hipotética.
O agente carcerário X dirigiu-se ao
escrivão de polícia Y para informar que,
naquele instante, o agente carcerário Z
estava cometendo crime de tortura
contra um dos presos e que Z disse que
só pararia com a tortura depois de obter
a informação desejada.
Nessa situação hipotética, se nada fizer,
o escrivão Y responderá culposamente
pelo crime de tortura.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
ERRADO O escrivão Y responderá
por omissão, conforme prevê
o §2º desta lei:
§ 2º Aquele que se omite em face
dessas condutas, quando tinha o
dever de evitá-las ou apurá-las,
incorre na pena de detenção de
um a quatro anos.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
3) O agente público que submeter
pessoa presa a sofrimento físico
ou mental, ainda que por
intermédio da prática de ato
previsto em lei ou resultante de
medida legal, praticará o crime de
tortura.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR
ERRADO
O erro da questão esta justamente na
afirmação de prática de ato previsto
em lei. Este trecho é justamente o
contrário do que diz o §1º:
§ 1º Na mesma pena incorre quem
submete pessoa presa ou sujeita a
medida de segurança a sofrimento
físico ou mental, por intermédio
da prática de ato não previsto em
lei ou não resultante de medida legal.

PROFRODRIGUES@YAHOO.COM.BR

Você também pode gostar