Você está na página 1de 31

Avaliação

Fisioterapêutica
Neurofuncional:
Queixa Funcional e
marcha

Profa Ms Márcia Midori Morimoto


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

QFP

Identificar a Queixa funcional


•  descobrir qual a queixa funcional principal do paciente

Colher a História da Queixa Funcional


•  entender como esta disfunção afeta a vida do paciente;
•  identificar as possíveis causas que colaboram para esta
disfunção do ponto de vista do paciente (hipóteses do paciente);

Examinar a Queixa Funcional


•  quais as possíveis causas que colaboram para esta disfunção do
ponto de vista do examinador (hipóteses do examinador)
A marcha: aspectos
gerais

Profa Ms Márcia Midori Morimoto


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

1o: Independência

“ Paciente realiza a marcha de forma independente”


“ Paciente realiza a marcha com auxílio de recurso auxiliar, como…”
“ … necessita de supervisão”
“ realiza somente com apoio de mais duas pessoas"
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

1o: Independência

“ …utiliza órtese …"


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

2o: Velocidade

•  Adultos jovens è 7.36 ± 0.945 s


•  Idosos è 8.74 ± 0.851 s
•  Grupo de risco è 18.14 ± 4.604 s

WALL et al. The timed get-up-and-go test revisited: measuremento of the component tasks. JRRD, 2000.
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

3o: Equilíbrio na marcha


•  Observar capacidade de manter a
direção
•  Observar tendências à queda e
direção da queda
•  Observar a capacidade de realizar
a marcha de olhos fechados
(integração sensório-motora)

Shumway-Cook & Woollacott. Controle Motor, 2003


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

3o: Equilíbrio na marcha

•  Marcha atáxica vestibular •  Marcha atáxica sensitiva •  Marcha atáxica cerebelar


(talonante) (ebriosa)
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

3o: Equilíbrio na marcha


•  Observar base: marcha em tandem
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

4o: Força

  Marcha na ponta dos pés (força de mm posteriores)


  Marcha nos calcanhares (força de mm anteriores)
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

5o: Resistência
  Teste de caminhada de 6 minutos
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: atáxica


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: Espástica


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: Ceifante


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: diparética ou em


tesoura
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: anserina


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: escarvante


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: discinética


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: Parkinsoniana


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: Apráxica


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Padrões de marcha: Trendelemburg


A marcha: aspectos
específicos

Profa Ms Márcia Midori Morimoto


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha

  Fase de apoio (58 a 61%):


- apoio do calcanhar
- fase de duplo apoio
- fase de apoio unipodal
- fase de impulsão

  Fase de oscilação (39 a


42%):
- fase de elevação
- fase de alcance

http://www.fm.usp.br/fofito/fisio/pessoal/isabel/biomecanicaonline/complexos/marcha.php
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha

CARR J & SHEPHERD R. Reabilitação Neurológica. Otimizando o Desempenho Motor, 2008.


Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha

http://www.fm.usp.br/fofito/fisio/pessoal/isabel/biomecanicaonline/complexos/marcha.php
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha
Profa Ms Márcia Midori Morimoto

Cada fase depende da outra:


O ciclo da marcha
Profa Ms Márcia Midori Morimoto
dentro do grupo 902,613 51 17,698 dentro do grupo 620,064 51
total 2052,953 97 Profa Ms Márcia total
Midori Morimoto
1659,82 97
Pé entre grupos 367,448 15 24,497 1,192 0,295 Pé entre grupos 324,583 15
dentro do grupo 1685,505 82
total 2052,953 97
20,555
Escalas dentro do grupo 1335,237 82
total 1658,82 97

  Teste do Alcance Funcional


Tabela 5. Efeitos da idade e do gênero no FR e LR (todas as medidas em cm).

20-40 anos
homens (n=16) mulheres (n=15)
mín máx média DP mín máx média DP
FR 28,6 51,7 37,49 5,18 28,4 41,3 34,74 3,46
LR (dir) 17 26,5 20,19 2,67 12,8 26,1 18,09 3,46
LR (esq) 14,4 26,5 21,32 3,52 15,1 28,3 18,79 4,67
41-69 anos
homens (n=19) mulheres (n=15)
mín máx média DP mín máx média DP
FR 28,5 41,2 33,16 1,7 25,1 34,4 28,54 3,61
LR (dir) 10,2 31,7 20,14 1,98 10,1 20,7 16,73 2,76
LR (esq) 10,5 29,5 19,28 0,57 11,6 20,9 15,51 5,16
70-87 anos
homens (n=16) mulheres (n=17)
mín máx média DP mín máx média DP
FR 20,8 39,4 29,75 2,83 19,5 31,7 27,13 2,83
LR (dir) 10,5 23,8 15,24 2,55 6,6 20,3 15,05 2,12
LR (esq) 9,7 21,7 14,01 2,33 9,6 16,9 13,05 0,35

CARR JH; SHEPHERD RB. Reabilitação Neurológica: otimizando o desempenho motor, 2008.
SILVEIRA KRM; MATAS SLA; PERRACINI MR. Avaliaçào do desempenho dos testes functional Reach e Lateral Reach em amostra populacional brasileira. Rev bras fisioter, v10,
2006.

Você também pode gostar