Você está na página 1de 5

SISTEMA CARDIOVASCULAR

INTRODUÇÃO
O sistema cardiovascular, também chamado de sistema circulatório, é o sistema responsável
por garantir o transporte de sangue pelo corpo, permitindo, dessa forma, que nossas células
recebam, por exemplo, nutrientes e oxigênio. Esse sistema é formado pelo coração e pelos vasos
sanguíneos.

COMPONENTES DO SISTEMA CARDIOVASCULAR


O sistema cardiovascular é composto pelas seguintes estruturas:
 Coração: órgão responsável por garantir o bombeamento do sangue;
 Vasos sanguíneos: são tubos por onde o sangue passa. Os três principais tipos de vasos
sanguíneos são: artérias, veias e capilares.

CORAÇÃO
O coração dos seres humanos, assim como o dos outros mamíferos, é
um órgão muscular formado por quatro câmaras: dois átrios e dois ventrículos. Os átrios são as
câmaras responsáveis por garantir o recebimento do sangue no coração, enquanto os ventrículos
são as câmaras responsáveis por garantir o bombeamento do sangue para a fora do coração.
No lado esquerdo do coração, percebe-se a presença apenas de sangue rico em oxigênio,
enquanto do lado direito observa-se a presença apenas de sangue rico em gás carbônico. No
coração, há ainda a presença de quatro válvulas que impedem o refluxo do sangue, permitindo,
desse modo, um fluxo contínuo.
O coração apresenta três camadas ou túnicas: o endocárdio, o miocárdio e o epicárdio. O
endocárdio é a camada mais interna. O miocárdio é a camada média, a qual é formada por tecido
muscular estriado cardíaco, sendo ela, portanto, a responsável por assegurar que o sangue seja
bombeado adequadamente devido às contrações musculares. O miocárdio é a camada mais
espessa do coração. Por fim, temos o epicárdio, que é a camada mais externa. É no epicárdio
que se acumula a camada de tecido adiposo que geralmente envolve o órgão.
O coração é capaz de contrair e também de relaxar, sendo chamada a contração de sístole e o
relaxamento de diástole. Quando ele contrai, bombeia sangue e quando relaxa, enche-se de
sangue. Nos seres humanos, os batimentos cardíacos originam-se no próprio coração. A região
que origina o batimento cardíaco é chamada de nó sinoatrial e ele é caracterizado por ser um
aglomerado de células que produzem impulsos elétricos.

ANATOMIA DO CORAÇÃO
O coração, órgão do sistema cardiovascular, é uma câmara oca com quatro cavidades: dois
átrios e dois ventrículos. Possui o formato de um cone invertido com o ápice voltado para baixo
e apresenta o volume aproximado de uma mão fechada. Normalmente pesa cerca de 300 g.
As paredes do coração são compostas por três túnicas:
 Endocárdio: túnica formada por endotélio que repousa sobre uma camada de tecido
conjuntivo frouxo, a camada subendotelial. Essa última camada é conectada ao miocárdio
pela camada subendocardial, a qual apresenta nervos, veias e ramos do sistema que
conduz o impulso nervoso.
 Miocárdio: camada mais espessa do coração e responsável pela capacidade de
contração do órgão. Essa camada é formada por feixes de fibras musculares cardíacas, as
quais estão orientadas em várias direções. O miocárdio envolve as câmeras do coração,
sendo mais espesso nos ventrículos – em especial, no ventrículo esquerdo – e mais fino
nas paredes dos átrios.
 Pericárdio: saco invaginado que envolve o coração e formado pelo pericárdio parietal e o
pericárdio visceral. O pericárdio parietal é uma camada externa, enquanto o pericárdio
visceral é uma camada mais interna. O pericárdio visceral forma o chamado epicárdio e
reveste o coração externamente.

.
CÂMARAS DO CORAÇÃO
O coração é formado por duas câmaras superiores, os átrios, e duas câmaras inferiores,
os ventrículos. Os átrios estão separados pelo septo interatrial, e os ventrículos separam-se pelo
septo interventricular.
Os átrios apresentam como função principal receber o sangue que vem de diversas partes do
corpo, funcionando, portanto, como câmaras coletoras. Já os ventrículos são os responsáveis por
garantir o bombeamento do sangue para outros locais, sendo, portanto, câmaras
bombeadoras.
Tendo em vista o papel de cada câmera do coração, fica fácil compreender por que os ventrículos
apresentam paredes mais desenvolvidas, e os átrios, paredes mais delgadas.
As paredes espessas proporcionam uma contração com muito mais vigor do que as paredes
delgadas, garantindo, assim, que o sangue seja enviado para diversas partes do corpo.
O átrio direito é uma câmera que recebe sangue de diversas partes do corpo, exceto os pulmões.
Nele desembocam três veias: veia cava superior, veia cava inferior e seio coronário. O ventrículo
direito comunica-se com o átrio direito e dele parte a artéria pulmonar, que leva sangue aos
pulmões.
O átrio esquerdo recebe sangue vindo dos pulmões por meio de quatro veias pulmonares. O
ventrículo esquerdo recebe o sangue do átrio esquerdo e dele parte a artéria aorta, que é
responsável por levar sangue para o restante do corpo, exceto os pulmões.

VALVULAS DO CORAÇÃO
Entre os átrios e os ventrículos, encontramos as válvulas atrioventriculares. No coração,
também estão presentes as válvulas semilunares pulmonar e aórtica, localizadas entre os
ventrículos e a artéria pulmonar e aorta, respectivamente. Temos, portanto, quatro válvulas no
coração, as quais impedem o refluxo do sangue, proporcionando, desse modo, uma
movimentação do sangue em uma única direção.
VASOS SANGUÍNEOS
Os vasos sanguíneos são um grande sistema de tubos fechados por onde o sangue circula. Os
três principais vasos sanguíneos encontrados no corpo são as artérias, veias e os capilares. Veja,
a seguir, algumas características básicas desses três vasos:
 Artérias: As artérias são vasos que levam o sangue, a partir do coração, para os órgãos e
tecidos do corpo. Nesses vasos, o sangue corre em alta pressão. As artérias ramificam-se
em arteríolas.
apresentam como função principal levar o sangue e, consequentemente, nutrientes e
oxigênio do coração para os tecidos.
 Capilares: São vasos sanguíneos muito delgados que garantem a troca de substâncias
entre o sangue e os tecidos do corpo.
Os capilares são vasos sanguíneos muito delgados, sem túnica média e adventícia, que
formam uma rede complexa de vasos. Por possuírem parede fina, com apenas poucas
camadas de células, tornam-se local ideal para que ocorram as trocas gasosas.
 Veias: Os capilares sanguíneos convergem para as chamadas vênulas, as quais
convergem para as veias. As veias são os vasos que garantem que o sangue retorne ao
coração. Nesses vasos, o sangue corre em baixa pressão e para evitar o refluxo do
sangue as veias são dotadas de valvas.
A tarefa principal das veias é levar sangue do corpo para o coração para que ele possa
ser bombeado novamente para o corpo. Como algumas veias transportam sangue
contra a gravidade e a pressão sanguínea é baixa, essas estruturas apresentam algumas
válvulas. Essas válvulas, formadas por pregas da túnica íntima, garantem o fluxo correto
do sangue em direção ao coração.

A CIRCULAÇÃO NOS SERES HUMANOS


O sangue chega ao coração pelo átrio direito por meio das veias cavas. Esse sangue é rico em
gás carbônico e pobre em oxigênio. Esse sangue desoxigenado segue, então, para o ventrículo
direito. Do ventrículo direito, é bombeado para os pulmões via artérias pulmonares.
Nos pulmões, ocorre o processo de hematose, o sangue até então rico em gás carbônico, recebe
oxigênio proveniente da respiração pulmonar. O sangue rico em oxigênio volta ao coração
via veias pulmonares, chegando a esse órgão pelo átrio esquerdo. Do átrio, ele segue para o
ventrículo esquerdo.
Do ventrículo esquerdo, o sangue segue para o corpo, saindo do coração pela artéria aorta. O
sangue então segue para os vários órgãos e tecidos do corpo. Nos capilares, ocorrem as trocas
gasosas. O oxigênio presente no sangue passa para os tecidos e o gás carbônico produzido na
respiração celular passa para o sangue.
Os capilares reúnem-se formando vênulas, que formam as veias, as quais seguem levando o
sangue pobre em oxigênio para o coração. As veias cavas superior e inferior garantem que o
sangue rico em gás carbônico seja levado até o átrio direito.

CIRCULAÇÃO SISTEMICA
Na circulação sistêmica, também chamada de grande circulação, o sangue é levado do
coração para o corpo e, posteriormente, retorna para o coração. Esse circuito inicia-se quando o
sangue sai do ventrículo esquerdo em direção aos tecidos do corpo pela artéria aorta. Essa
artéria ramifica-se e origina vasos que irrigam todo o organismo. Ao chegar aos capilares
sanguíneos, o sangue realiza trocas gasosas com o tecido.
O sangue, agora rico em gás carbônico, inicia seu trajeto de volta para o coração pelas veias. O
sangue chega ao coração pela veia cava superior e inferior, que desembocam no átrio direito. Do
átrio direito, o sangue segue para o ventrículo direito e, a partir daí, inicia-se a circulação
pulmonar.

Trajeto da Circulação Sistêmica: coração → tecidos do corpo → coração

CIRCULAÇÃO PULMONAR
A circulação pulmonar, também chamada de pequena circulação, é aquela que leva o sangue
do coração até o pulmão e do pulmão para o coração. Ela se inicia quando o sangue sai do
ventrículo direito do coração pela artéria pulmonar, que se divide e segue cada uma para um
pulmão. Nos pulmões, ocorre a ramificação das artérias até se tornarem vasos de pequeno
calibre denominados de capilares.
Nos capilares, os quais envolvem os alvéolos pulmonares, ocorrem trocas gasosas
(hematose). O oxigênio do interior dos alvéolos passa para o sangue, que se torna oxigenado, e
o gás carbônico presente no sangue passa para o interior do capilar para ser eliminado. Depois
das trocas gasosas, o sangue segue em direção às veias pulmonares, que levarão o sangue
oxigenado de volta para o coração pelo átrio esquerdo. Do átrio esquerdo, o sangue passa para o
ventrículo esquerdo e, a partir daí, inicia-se a circulação sistêmica.

Trajeto da Circulação Pulmonar: coração → pulmões → coração

Você também pode gostar