Você está na página 1de 2

Aluno: Calil Cavalcante Rodrigues

Série:1º A
Número:06

Após a fuga das ilhas dos Pelegostos, Jack e Will estavam de volta ao Pérola. Um pouco
antes de partir Will pede a Jack o compasso, para que o entregasse ao Lorde e salvasse
Elizabeth, Jack se recusa no primeiro momento, mas aceita depois. A cena corta e
Elizabeth, que havia fugido da prisão com ajuda de seu pai, está infiltrada em um navio
em direção a ilha de Tortuga, à procura de Will.
Will, Jack e o resto da tripulação está indo fazer uma visita a alguém. Durante o percurso
Will conversa com Gibbs e descobre um pouco mais sobre Davy Jones e o Kraken. Eles
chegam até a tal visita e esta é Tia Dalma. Tia Dalma, uma espécie de vidente e
misticista, recepciona a tripulação do Pérola e revela a eles o que há dentro do baú que
este desenho de uma chave mostra sempre. O coração de Davy Jones, após sofrer por
conta de uma mulher ele decidiu se desfazer dele e guarda- lo em um baú. Além disso,
por conta da marca de Jack, Dalma entrega a ele um jarro de terra, para que o Kraken
não possa puxa- lo para as profundezas do oceano.
Até o fim deste capítulo não há nenhuma diferença gritante entre livro e filme, apenas que
no filme costuma ter mais elementos em cena que não descritos no livro.
Chega a noite e Will sai a mando de Jack para procurar a chave em um navio que
supostamente é o irlandês voador. Jack diz algumas palavras que poderiam ajudar Will
caso ele encontrasse a tripulação do Irlandês e vai embora. Will chega ao navio e
encontra uns tripulantes meio mortos. Em seguida das profundezas surge Davy Jones e
seu grandioso navio, o Irlandês Voador, o verdadeiro. Will resiste, mas não é suficiente,
ele acaba ficando desacordado. Davy faz ofertas aos tripulantes e a Will, que fala algo
que faz Davy procurar Jack no mar e encontrá-lo.
Davy vai junto de sua tripulação ao Pérola, como se fosse mágica, e faz um acordo com
Jack. A alma de Will mais 99 almas em 100 anos de servidão e Jack será livre. Jack
aceita sem nem questionar e Davy parte. Jack e sua tripulação sabem que só em um local
eles conseguiriam tantas almas, Tortuga. E para lá eles vão.
Em Tortuga, Gibbs começa a fazer uma espécie de entrevista de emprego para aqueles
que querem ser recrutados, isso já é diferente no livro já que esta entrevista não está
presente nele. E um dos candidatos é o Ex comodoro Norrington, que na verdade só está
ali para tentar matar Jack. Com o disparo da pistola de Norrington o bar inteiro
enlouquece e começa uma briga generalizada, muito mais bem feita no filme que no livro.
Durante mais um tempo de briga Elizabeth nocauteia o comodoro e se apresenta à Jack,
que não havia a reconhecido antes. Ela fala que veio atrás de Will e Jack revela que ele
está com Davy agora, mas ela não desanima e pede a Jack informações de como salva-
lo. Jack fala sobre o baú e eles partem em uma direção após chegar abrir seu compasso.
De volta ao Irlandês, Will está trabalhando duro, mas ao cometer um erro e estar prestes
a levar chicotadas seu pai intervém. Davy Jones para de tocar seu piano e aparece para
assistir o que está acontecendo. Ele ordena que Bill Turner puna seu filho pelo o erro que
assim o faz. Will depois das 5 chicotadas sai irritado, mas eu pai explica tudo a ele, e dá
graças ao filho por não ter feito nenhum acordo com Davy. Um velho marujo que já virara
um com o navio revela a Will onde está a chave e will sabe o que fazer.
Will decide após observar os marujos jogando que ele iria apostar com Davy. Davy aceita
a partida, as apostas são a alma do Will pela liberdade de seu pai. Ele ganha o primeiro
jogo de dados, que aliás o livro não descreve como é o jogo, e decide uma segunda
partida. Dessa vez valendo a chave de Davy Jones. Seu pai decide se juntar apostando
sua alma novamente. Davy ganha, mas Will agora sabe onde está a chave, e era esse o
verdadeiro plano dele.

Você também pode gostar