Você está na página 1de 6

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

MENSAGEM Nº 213/2021-GAG                                           


Brasília, 28 de junho de 2021.

 
Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Legislativa,
 
Dirijo-me a Vossa Excelência e aos demais Deputados Distritais para comunicar que, nos
termos do art. 74, § 1º, da Lei Orgânica do Distrito Federal, vetei o  Projeto de Lei nº 2.084, de 2018,
que “Altera a Lei nº 3.361, de 15 de junho de 2004, que institui reserva de vagas, nas universidades e
faculdades públicas do Distrito Federal, de, no mínimo, 40% (quarenta por cento) por curso e por
turno, para alunos oriundos de escolas públicas do Distrito Federal, para atualizar o sistema de reserva
de vagas no ensino público de nível técnico e superior, à luz da Lei federal nº 12.711, de 29 de agosto
de 2012”.
 
MOTIVOS DE VETO

A despeito do louvável escopo do ilustre parlamentar autor da proposta, observa-se que a


mencionada proposição não poderá ser sancionada, vez que o teor do Projeto de Lei não reflete a
formalidade que se espera da norma.
Inicialmente, verifica-se que o Projeto de Lei tem como objetivo de altera a Lei nº 3.361, de
15 de junho de 2004, que institui reserva de vagas, nas universidades e faculdades públicas do Distrito
Federal, de, no mínimo, 40% (quarenta por cento) por curso e por turno, para alunos oriundos de escolas
públicas do Distrito Federal, para atualizar o sistema de reserva de vagas no ensino público de nível
técnico e superior, à luz da Lei federal nº 12.711, de 29 de agosto de 2012.
Ocorre que o  Projeto de Lei examinado é formalmente inconstitucional pelas razões
expostas a seguir.
Não obstante a elevada intenção do legislador distrital, o projeto de lei, ao estabelecer os
critérios de ingresso nas respectivas instituições de ensino, a matéria insere-se na competência do
Distrito Federal para se auto-organizar (artigo 25), bem assim para legislar concorrentemente sobre
educação (artigo 24, IX, da CR/88).
Como se observa, o preceito atribui à Secretaria de Educação e à Secretaria de Promoção
de Igualdade Racial bem como aos respectivos conselhos distritais o acompanhamento e a avaliação
anual da política estabelecida.
Embora tais órgãos tenham pertinência com a política pública estabelecida no projeto de
lei, fato é que compete ao Chefe do Poder Executivo exercer a direção da Administração Pública (artigo
100, IV, da LODF), cabendo-lhe, por conseguinte, definir, inclusive por decreto (artigo 100, X), o órgão

Mensagem N° 213/2021 - GAG (0464028) SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 1


responsável por acompanhar a política em questão, se será apenas uma Secretaria, duas, os conselhos ou
outro órgão com afinidade temática.
Sendo assim, na forma do artigo 71, §1º, IV, da LODF, apenas o Governador pode deflagrar
o processo legislativo da norma para estabelecer o órgão do Executivo incumbido de acompanhar
especificamente a política pública em apreço.
Além disso, todo projeto de lei que importe aumento de despesa ou renúncia de receita
deve ser acompanhado de estimativa de impacto orçamentário e financeiro, para atender à exigência
formal estabelecida no artigo 113 do ADCT.
Caracterizado o descumprimento do artigo 113 do ADCT, o artigo 9º que se pretende
introduzir à Lei 3361/2004 também se mostra formalmente inconstitucional.
Por estas razões, diante das inconstitucionalidades apresentadas, comunico que opus veto
total ao Projeto de Lei nº 2.084, de 2018, em oportuno solicito aos Membros dessa Casa Legislativa a sua
manutenção.
Na oportunidade, renovo a Vossa Excelência e aos demais Deputados Distritais as
expressões do meu apreço e consideração.
 
Atenciosamente,
 
IBANEIS ROCHA

Governador

A Sua Excelência o Senhor


DEPUTADO RAFAEL PRUDENTE
Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal
NESTA

Documento assinado eletronicamente por IBANEIS ROCHA BARROS JÚNIOR - Matr.1689140-6,


Governador(a) do Distrito Federal, em 28/06/2021, às 16:41, conforme art. 6º do Decreto n°
36.756, de 16 de setembro de 2015, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal nº 180,
quinta-feira, 17 de setembro de 2015.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:


http://sei.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?
acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0

verificador= 64765920 código CRC= B1F847D6.

"Brasília - Patrimônio Cultural da Humanidade"


Praça do Buriti, Palácio do Buriti, Térreo, Sala T32 - Bairro Zona Ciívico-Administrativa - CEP 70075-900 - DF
6139611698

00002-00002906/2021-45 Doc. SEI/GDF 64765920

Mensagem N° 213/2021 - GAG (0464028) SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 2


09/06/2021 SEI/CLDF - 0438151 - Autógrafo

 
CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL ​
​PRESIDÊNCIA

Secretaria Legislativa

 
(Autoria do Projeto: Deputado Chico Vigilante Lula da Silva)
Altera a Lei nº 3.361, de 15 de junho de
2004, que institui reserva de vagas, nas
universidades e faculdades públicas do
Distrito Federal, de, no mínimo, 40%
(quarenta por cento) por curso e por
turno, para alunos oriundos de escolas
públicas do Distrito Federal, para
atualizar o sistema de reserva de vagas
no ensino público de nível técnico e
superior, à luz da Lei federal nº 12.711,
de 29 de agosto de 2012.
A CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL DECRETA:
Art. 1º A Lei nº 3.361, de 15 de junho de 2004, passa a vigorar com as seguintes
alterações:
I – os arts. 1º a 4º passam a vigorar com a seguinte redação:
Art. 1º Esta Lei dispõe sobre o ingresso nas instituições públicas de ensino superior e nas de
ensino técnico de nível médio do Distrito Federal.
Art. 2º As instituições de ensino superior público do Distrito Federal devem reservar, em
cada processo seletivo para ingresso nos cursos de graduação, no mínimo 50% de suas vagas, por
curso e turno, para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas
públicas.
§ 1º No preenchimento das vagas de que trata o caput, 50% devem ser reservados aos
estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per capita.
§ 2º O disposto no caput aplica-se aos alunos do Colégio Militar Dom Pedro II, criado pela
Lei nº 2.393, de 7 de junho de 1999, e do Colégio Militar Tiradentes, regulamentado pelo Decreto nº
37.786, de 21 de novembro de 2016.
Art. 3º As vagas de que trata o art. 2º são preenchidas, por curso e turno, por
autodeclarados pretos, pardos e indígenas e por pessoas com deficiência, nos termos da legislação,
em proporção ao total de vagas no mínimo igual à proporção respectiva de pretos, pardos, indígenas
e pessoas com deficiência na população do Distrito Federal, segundo o último censo da Fundação
Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE.
Parágrafo único. No caso de não preenchimento das vagas segundo os critérios estabelecidos
no caput, as remanescentes devem ser completadas por estudantes que tenham cursado
integralmente o ensino médio em escolas públicas.
Art. 4º As instituições de ensino técnico de nível médio vinculadas do Distrito Federal devem
reservar, em cada processo seletivo de cursos, no mínimo 50% de suas vagas, por curso e por turno,
para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino fundamental em escolas públicas.
Parágrafo único. No preenchimento das vagas de que trata o caput, 50% devem ser
reservados aos estudantes oriundos de famílias com renda igual ou inferior a 1,5 salário mínimo per
capita.
II – os arts. 6º e 7º passam a vigorar com a seguinte redação:

https://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=526764&infra_sistem… 1/2
Mensagem N° 213/2021 - GAG (0464028) SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 3
09/06/2021 SEI/CLDF - 0438151 - Autógrafo

Art. 6º As vagas de que trata o art. 4º são preenchidas, por curso e turno, por
autodeclarados pretos, pardos e indígenas e por pessoas com deficiência, nos termos da legislação,
em proporção ao total de vagas no mínimo igual à proporção respectiva de pretos, pardos, indígenas
e pessoas com deficiência na população do Distrito Federal, segundo o último censo da Fundação
IBGE.
Parágrafo único. No caso de não preenchimento das vagas segundo os critérios estabelecidos
no caput, as remanescentes devem ser preenchidas por estudantes que tenham cursado
integralmente o ensino fundamental em escola pública.
Art. 7º As instituições públicas de ensino superior e as de ensino técnico de nível médio do
Distrito Federal ficam obrigadas a conceder bonificação de 10% na nota final ao candidato ou
candidata da reserva de vagas que comprove ter cursado o ensino médio em instituição pública do
Distrito Federal no que se refere ao art. 2º e que comprove ter cursado o ensino fundamental em
instituição pública do Distrito Federal para o grau de ensino de que trata o art. 4º.
III – são acrescidos os arts. 8º e 9º, renumerando-se os seguintes:
Art. 8º É vedada a cobrança aos estudantes beneficiados por esta Lei de qualquer
pagamento de taxa de inscrição, seja para participação no processo seletivo, seja na efetivação da
matrícula, nas instituições públicas de ensino superior e nas de ensino técnico de nível médio do
Distrito Federal.
Art. 9º O governo do Distrito Federal, por meio das secretarias responsáveis pelas políticas
de educação e de promoção da igualdade racial, assim como seus respectivos conselhos distritais,
fica responsável pelo acompanhamento e avaliação anual dos dispositivos desta Lei.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Art. 3º Revogam-se as disposições em contrário.
Brasília, 27 de abril de 2021
DEPUTADO RAFAEL PRUDENTE
Presidente
 

Documento assinado eletronicamente por RAFAEL CAVALCANTI PRUDENTE - Matr.


00139, Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, em 08/06/2021, às
15:45, conforme Art. 22, do Ato do Vice-Presidente n° 08, de 2019, publicado no Diário da
Câmara Legislativa do Distrito Federal nº 214, de 14 de outubro de 2019.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:

http://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0

Código Verificador: 0438151 Código CRC: C1B9E2A1.

Praça Municipal, Quadra 2, Lote 5, 5º Andar, Sala 5.10  ̶  CEP 70094-902  ̶  Brasília-DF  ̶  Telefone: (61)3348-8275

www.cl.df.gov.br - seleg@cl.df.gov.br

00001-00017652/2021-98 0438151v2

https://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador.php?acao=documento_imprimir_web&acao_origem=arvore_visualizar&id_documento=526764&infra_sistem… 2/2
Mensagem N° 213/2021 - GAG (0464028) SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 4
CÂ MA RA LEGISLA TIVA DO DISTRITO FEDERA L ​
​PRESIDÊNCIA
Secretaria Legislativa

PRO PO SIÇÃ O - VETO A O PL 2.084/2018

LIDO EM: 29/06/2021

Brasília, 29 de junho de 2021

Documento assinado eletronicamente por ANNA CAROLINE DE ARAUJO LIMA - Matr.


22638 , Assessor (a) de Apoio à Atividade do Plenár io , em 29/06/2021, às 19:02,
conforme Art. 22, do Ato do Vice-Presidente n° 08, de 2019, publicado no Diário da Câmara
Legislativa do Distrito Federal nº 214, de 14 de outubro de 2019.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:


http://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0
Código Verificador: 0465303 Código CRC: F9256A0A .

Praça Municipal, Quadra 2, Lote 5, 5º Andar, Sala 5.10 ̶ CEP 70094-902 ̶ Brasília-DF ̶ Telefone: (61)3348-8275
www.cl.df.gov.br - seleg@cl.df.gov.br

00002-00003329/2021-17 0465303v2

Proposição VETO AO PL 2.084/2018 (0465303) SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 5


CÂ MA RA LEGISLA TIVA DO DISTRITO FEDERA L ​
​PRESIDÊNCIA
Secretaria Legislativa

DESPA CHO
A Mesa Diretora para publicação (RICL, art. 153), em seguida a SPL para indexação e
a Secretaria Legislativa para as providências cabíveis (Art. 208 do RI).

_______________________________________
MARCELO FREDERICO M. BASTOS
Matrícula 23.141
Assessor Especial

Documento assinado eletronicamente por MARCELO FREDERICO MEDEIROS BAS T OS -


Matr. 23141 , S ecr etár io(a) Legislativo - S ubstituto(a) , em 06/07/2021, às 15:46,
conforme Art. 22, do Ato do Vice-Presidente n° 08, de 2019, publicado no Diário da Câmara
Legislativa do Distrito Federal nº 214, de 14 de outubro de 2019.

A autenticidade do documento pode ser conferida no site:


http://sei.cl.df.gov.br/sei/controlador_externo.php?acao=documento_conferir&id_orgao_acesso_externo=0
Código Verificador: 0465304 Código CRC: A268C21D.

Praça Municipal, Quadra 2, Lote 5, 5º Andar, Sala 5.10 ̶ CEP 70094-902 ̶ Brasília-DF ̶ Telefone: (61)3348-8275
www.cl.df.gov.br - seleg@cl.df.gov.br

00002-00003329/2021-17 0465304v2

Despacho SELEG 0465304 SEI 00002-00003329/2021-17 / pg. 6