Você está na página 1de 5

 

A IMPORTÂNCIA

DA MÚSICA

NO ENSINO

FUNDAMENTAL
   Dentre todas as artes, a música traz harmonia,
serenidade, posto que desde os primórdios da criação
ela já se manifestou nos sons naturais, no canto dos
pássaros, etc.
    A prática do canto, da execução  harmônica e
rítmicadesenvolve no aluno percepções como a
lateralidade,o desenvolvimento cognitivo e tantas
outras  nuances que fazem da música um elemento
necessário para uma prática absolutamente inclusiva
no ensino aprendizagem.
    Sebastian Back, em seu livro sobre a tríades,
explanou o quanto a música na tenra idade pode ser
tantoquanto mais assimilidada, absorvida em sua
complexidade renovável.
     A execução de um instrumento ou mesmo o canto
é um processo que requer formulas matémáticas
simples e complexas. è exata. É humana. Em seu
aprendizado é possivel estabelecer conexões
absolutamente sensoriais.
    A mente fértil de uma criança é um caminho aberto
para a entrada do conhecimento. sua formação
implica metódos e planejamento, ao mesmo tempo
em que se deixa fluir as suas próprias concepções de
fecundidade.
    Nas séries iniciais, a música deve ser inserida
    A proposta
desde pedagógica
os primeiros do ensino
momentos. daaplicabilidade
A sua música está
amplamente divulgada
deve ser inserida nas
através doredes
cantosociais, em artigos
de recepção, das
do gênero e nas
homenagens, dopráticas escolaresdedas
cantar formulas tantas
aprendizagem.
experiências de aplicação do conteúdo em sala de
aula.
    Em alguns países, dentre os quais podemos citar
EUA, Inglaterra, etc, a música segue na grade até o
ensino superior. Isso faz com que se estabeleça esse
vínculo dentre absorver as vantagens didáticas do
ensino musical, como formar talentos que os
transformam em maiores arrecadadores de divisas
com seus artistas, que com raríssimas escessões
foram formador inicialmente em escolas com suas
atividades culturais.
     E no Brasil? Qual a importância que se dá a essa
proposta pedagógica?
     Na história da humanidade, antes de se formar
pessoas em escolas públicas do ensino regular,
existiam escolas de formação musical. Todos os
grandes músicos foram em geral professores na
formação de suas orquestras.
     As escolas brasileiras em sua maioria não
trabalham nem incentivam esse tema
de estado inserir a música como matéria da grade.
Não existe recursos para a implantação de uma
estrutura mínima necessária para sua aplicabilidade.
Enquanto isso, uma geração de pessoas se juntam ao
redor de uma música caótica produzida
absolutamente para o mercado interno, sem letra
razoalve, com uma sequência harmônica  pobre,
quando o país, desde décadas liniciais foi capaz de
produzir música de qualidade.
Viva a música! Vamos aprender ensinando teorias e
prática, reestabelecendo novas conexões alternativas
de conhecimento.