Você está na página 1de 5

CINCO COISAS QUE ACONTECEM NA VIDA DE QUEM ACEITA JESUS (At. 26.

18)

O apóstolo Paulo era um homem preparado intelectualmente, destacado em


sua sociedade e dedicado defensor da fé judaica, porém, faltava a ele um encontro com
Deus, conhecer a vontade do Senhor para sua pró pria vida.

No depoimento ao rei Agripa, no capítulo 26 do livro de Atos dos Apó stolos, Paulo
relata que o Senhor Jesus, quando se revelou a ele na Estrada de Damasco, tinha alguns
propó sitos:

a. Torná-lo testemunha de Cristo (V16)

“Para isto te apareci para te constituir ministro e testemunha” (Atos 26.16).


Deus nos chama para ministrarmos, para anunciarmos as verdades de Jesus.

Somos testemunhas do plano de Deus e da salvaçã o maravilhosa para todas as


pessoas.

b. Dar a Paulo a segurança de que cuidaria de sua vida (v17)

“Livrando-te do povo para os quais Eu te envio” (At. 26.17).

Podemos, sim, esperar livramento, segurança, proteçã o divina nas situaçõ es


difíceis.

Quando suplicamos a intervenção de Deus, devemos esperar a resposta dele!


Afinal, o nosso socorro vem do Senhor.

c. Dar a Paulo uma missão (v18)

Quando o Senhor nos convoca, ganhamos uma missã o, um alvo de vida. E isso
é para todos os cristã os, sem exceçã o!
E a missão que Paulo recebeu o Senhor tinha um roteiro do que o Senhor iria
fazer na vida de quem o aceitasse, e ainda faz:

1. Abre a visão espiritual:


“Você vai abrir os olhos deles”

O apó stolo diz que o diabo cegou a visã o espiritual dos incrédulos ao evangelho
de Cristo:

“O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz
do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (II Co. 4:4).

O Senhor Jesus disse que veio para curar a visã o dos cegos:

“E disse-lhe Jesus: Eu vim a este mundo para juízo, a fim de que os que não vêem
vejam, e os que vêem sejam cegos. E aqueles dos fariseus, que estavam com ele, ouvindo
isto, disseram-lhe: Também nós somos cegos? Disse-lhes Jesus: Se fôsseis cegos, não
teríeis pecado; mas como agora dizeis: Vemos; por isso o vosso pecado permanece. ” (Jo.
9:39-41).

2. Tira da escuridão das trevas para a luz de Cristo:

“...a fim de que eles saiam da escuridão para a luz”

 As trevas nada mais é que a ausência de luz. Trevas é escuridã o


total, falta de orientaçã o e perdiçã o.

Quem anda em trevas anda sem direçã o, pois nã o tem uma fonte de luz para se
guiar.

Quem aceita a Cristo anda na luz e passa a refletir a Sua luz. Por isso, a
importâ ncia do nosso testemunho para iluminar este mundo tã o sombrio.
 Não há como unir a luz com as trevas, a simples presença da luz
dissipa as trevas.

Nenhuma escuridã o é capaz de resistir a luz.

 Quando colocamos as nossas trevas na maravilhosa luz de


Cristo, toda escuridã o é aniquilada e assim podemos caminhar em retidã o.

 Jesus disse:

“Falando novamente ao povo, Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue,
nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". (Jo. 8:12)

“Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não
permaneça nas trevas.” (Jo. 12:46).

“Este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram as trevas, e


não a luz, porque as suas obras eram más.” (Jo. 3:19).

Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de
Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua
maravilhosa luz.” (I Pe. 2.9)

3. Liberta do poder de Satanás:

“e do poder de Satanás para Deus.”

“Ele vos concedeu a vida, estando vós mortos nas vossas transgressões e pecados,
nos quais andastes no passado, conforme o curso deste sistema mundial, de acordo com o
príncipe do poder do ar, o espírito que agora está atuando nos que vivem na
desobediência.” (Ef. 2.1-2).

4. Concede perdão de todos os pecados:


“Então, por meio da fé em mim, eles serão perdoados dos seus pecados”

“Portanto, Deus enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas
para que o mundo fosse salvo por meio dele.” (Jo.3.17).

“Nele temos a redenção por meio de seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo
com as riquezas da graça de Deus,” (Ef. 1:7)

“Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do
seu Filho amado, em quem temos a redenção, a saber, o perdão dos pecados.” (Cl. 1:13-
14)

”Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus
pecados não me lembro.” (Is. 43.25)

“Quem é Deus semelhante a ti, que perdoa a iniquidade, e que passa por cima da
rebelião do restante da sua herança? Ele não retém a sua ira para sempre, porque tem
prazer na sua benignidade. 19 Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas
iniquidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar.” (Miq. 7.19)

5. O torna filho de Deus:

“e herança entre os que são santificados pela fé em mim.” (At. 26:18).

Herança é para filhos. Herança é para os escolhidos!

“e passarão a ser parte do povo escolhido de Deus.”


“Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o
receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome; ”
(Jo. 1:11,12).

Pense nisso.

Você também pode gostar