Você está na página 1de 17

UFF - Universidade Federal

Fluminense

Trabalho - Melhorando a Qualidade do sinal WiFi – 5GHz


Introdução ao WiFi 2020.2
Novembro de 2020

Integrantes:
- Breno Semprine
- Robson Costa Bentes

Professor:

Luiz Claudio Schara Magalhães


1. Introdução

O intuito do nosso projeto consiste em melhorar a qualidade do sinal Wi-Fi,


utilizando canal de 5 GHz na residência do aluno Robson, através da instalação de um
roteador no modo “ponto de acesso”, com o objetivo de expandir a área de cobertura da
rede WI-Fi previamente instalada.

Devido às características de propagação da onda eletromagnética em frequências de


5 GHz (λ=6cm), a penetração em ambientes com paredes de alvenaria é bastante reduzida,
o que torna a intensidade do sinal em ambientes mais distantes do Ponto de Acesso 1, a
níveis mais baixos.

O objetivo deste trabalho é mostrar como a expansão da rede Wi-Fi, por meio da
instalação de um 2º ponto de acesso, melhora de forma significativa os níveis de sinal, bem
como as taxas de throughput (Taxa de Transferência). Para isto, realizamos uma série de
medidas de intensidade de nível de sinal (em vários cômodos da casa) com o cenário atual
da rede, ou seja, apenas um Ponto de Acesso (principal) localizado na sala.

Após esta etapa (Site Survey), realizamos a instalação e configuração de um 2º


roteador em modo Access Point, com a finalidade de expandir a rede e melhorar a qualidade
do sinal nos ambientes mais distantes do roteador principal.
2. Análise do ambiente

A planta baixa da residência mostra a distribuição dos cômodos, assim como a


localização do roteador principal conectado a Internet:

- Roteador Principal (conectado à Internet)

● Comprimento da sala (ponto 1): 2,85m


● Comprimento do quarto: 2,80m
● Comprimento da suíte (ponto 2): 2,60m
3. Medições Preliminares

As medidas de intensidade de sinal foram realizadas de forma a avaliar de uma


forma objetiva, as condições do sinal em cada cômodo:

Roteador 1
(Principal)

A análise mostra que os menores níveis estão localizados na suíte, local mais
afastado do roteador principal. Desta forma foi definida a instalação e configuração de um
segundo roteador neste local visando o aumento da cobertura do sinal Wi-Fi
R1
R2

R1 – Roteador atual (Principal)

R2 – Ponto de Acesso

O ponto de R2 é o local escolhido para a instalação de um novo roteador para


expandir a cobertura do sinal no ambiente.
4. Equipamentos
Os equipamentos utilizados no projeto estão especificados abaixo:

Roteador Principal:

Modelo: Nokia - G-240WC_Parte Frontal e Traseira


Figura 1: Página da WEB com as informações do Roteador

ROTEADOR 1

Modelo NOKIA –G-240W-C-ONT

IP 192.168.1.254

DHCP Enable

Range 192.168.1.64 - 192.168.1.253

Tabela 1: Informações do Roteador


Roteador Adicional:
ROTEADOR 2

Modelo TP-LINK – Modelo Archer C-60

IP 192.168.1.99

DHCP Disable

Tabela 2: Informações do Ponto de Acesso

Figura 2: Página da WEB com as informações do Ponto de Acesso


5. Metodologia utilizada nos testes

Para este projeto configuramos o roteador e o ponto de acesso da seguinte maneira:

Roteador 1
NOKIA_G240WC IP:192.168.1.254
DHCP (Range): 192.168.1.64
192.168.1.253
Wi-Fi: 5GHz

Cabo UTP

Roteador 2
TP_LINK_Archer_60C IP:192.168.1.99
Wi-Fi: 5GHz

Figura 4.1: Interligação do roteador com o ponto de acesso.


Os roteadores foram interligados por meio de cabo UTP-100Mbps, através da porta LAN de
cada equipamento.

O roteador 2 (TPLINK) foi configurado com um IP fixo dentro do range de DHCP do roteador
1 (NOKIA), desta forma, o roteador 2 (TPLINK) se tornou um ponto de acesso na rede local,
sendo o roteador 1 responsável pela distribuição de IP na rede (DHCP).

Ambos os roteadores foram configurados com rede WiFi de 5GHz com mesmo SSID porém
com senhas diferentes.

Foram realizados testes de Taxa de dados (Throughput) e Nível de Sinal, utilizando os


aplicativos WiFi – Analyser e SIMET Mobile (teste de Throughput e Latência desenvolvido
pelo nic.br) onde obtivemos os seguintes resultados:

● Somente o Roteador principal conectado:

Figura 4.2: Qualidade e potência do sinal


Figura 4.3: Primeiro teste somente com o roteador ligado
Figura 4.4: Segundo teste somente com o roteador ligado
● Roteador + Ponto de Acesso:

Figura 4.5: Qualidade e potência do sinal


Figura 4.6: Primeiro teste com o roteador e ponto de acesso ligados
Figura 4.7: Segundo teste com o roteador e ponto de acesso ligados
6. Conclusão

Diante desses resultados, concluímos que o nível de sinal do WiFi em frequência de


5GHz melhorou significativamente com a expansão da cobertura da rede no cômodo mais
distante do roteador principal.

O acréscimo de um novo roteador como ponto de aceso da rede local, incrementou


não somente o nível de sinal, mas consequentemente a relação sinal ruído do sistema e
melhorando também o desempenho da rede do ponto de vista do usuário, conforme
detalhado nos resultados apresentados (acréscimo da taxa de transferência)

Cabe ressaltar que o cabo utilizado no experimento para interconexão dos


roteadores é um cabo tipo UTP-Cat5, com capacidade para taxas de até 100Mbps,
limitando, desta forma, a taxa de transferência entre os dispositivos.

Você também pode gostar