Você está na página 1de 9

CHECKLIST PARA ESTIMULAR

A AUTONOMIA DO SEU FILHO

Por Aline Mediato


OLÁ,
TUDO BEM?

Seja bem-vindo!

Estamos muito felizes de saber que você chegou até aqui!

Este projeto foi construído pela Psicopedagoga Aline


Mediato, criadora do método Home Care Pedagógico.
Juntos, desenvolvemos este material com atividades e
dicas práticas incríveis para serem realizadas com com
seus filhos.

Aproveite para registrar os momentos de diversão e


aprendizagem com seu filho! Poste seus cliques no
Instagram, lembre-se de marcar @criancasespeciais +
@homecarepedagogico.oficial e utilize a hashtag
#alinemediato.
SOBRE ALINE MEDIATO

Aline Mediato é Psicopedagoga, especialista em Psicopedagogia


Clínica e Institucional para crianças com autismo e deficiência
intelectual. Atua como Mediadora Escolar, Terapeuta ABA e com
o Home Care Pedagógico, atendendo crianças com deficiências,
transtornos e dificuldades de aprendizagem. Aline Mediato é
palestrante e ministra capacitações profissionais na área da
Saúde e Educação, prestando consultoria as famílias,
profissionais e instituições de ensino referente a inclusão e
aprendizagem.
INTRODUÇÃO

Com toda certeza você, pai, mãe familiar de alguma criança com
deficiência já ouviu de algum terapeuta ou até mesmo em algum vídeo
ou livro, algo relacionado a importância de estimular a autonomia do seu
filho, não é mesmo?

As crianças neurotípicas (sem deficiência) aprendem naturalmente este


tipo de habilidades observando seus pares, e muitas vezes até mesmo
seus pais e familiares, porém quando falamos de crianças com algum
tipo de deficiência, esperar que este processo de aprendizagem e
maturação aconteça de forma natural sem estimulação ou ensino muitas
vezes programado e estruturado, torna-se difícil de acontecer.

As pessoas com deficiência precisam de estímulos para que possam


desenvolver ao máximo suas potencialidades, muito ouvimos falar sobre
como desenvolver a AUTONOMIA em crianças pequenas, mas pouco se
fala no desenvolvimento e no manejo destas habilidades em adultos.

Pensando na escassez deste assunto e na importância que ele tem para a


vida das pessoas com deficiência, resolvi te apresentar de forma prática
este Checklist com algumas dicas e estratégias que você pode utilizar na
sua casa para aprimorar e até mesmo ensinar seu filho a conquistar sua
autonomia.

Espero que estas dicas possam ser colocadas em prática e que seu filho
desenvolva ao máximo seu potencial. Estas dicas foram programadas e
trabalhadas com adultos com algum tipo de deficiência, portanto todas
apresentam resultados significativos se colocadas em prática todos os
dias, este é o segredo! Um pouco por dia, uma habilidade por vez e seu
filho poderá conquistar a independência e autonomia em sua vida.
CHECKLIST

1- Proporcionar um ambiente maximizador e


desafiador:

O ambiente tem total influência no desenvolvimento de habilidades


ligadas a autonomia e vida diária, pois se este ambiente não for propenso
ao aprendizado ele não existirá, e com isso a pessoa não poderá
desenvolver o máximo de seu potencial e muito menos desafiar-se a
quebrar barreiras e paradigmas.

Portanto, o ambiente precisa contribuir para que isso aconteça, evite


deixar tudo ao alcance da pessoa, ou até mesmo fazer por ele (a) aquilo
que ele (a) tem condições de fazer sozinho, com estas pequenas
alterações no ambiente, ele já será totalmente propenso ao aprendizado e
mudanças.
CHECKLIST

2- Definir pequenas metas:

Não adianta querer que a pessoa aprenda todas as habilidades de uma


única vez, isso não garante aprendizagem, o que garante a aprendizagem
efetiva é a repetição de determinada demanda rotineiramente, ou seja,
todos os dias por um período de tempo.

É importante que estabeleça as principais habilidades que deverão ser


trabalhadas, e a partir destas, iniciem outras, mas que isso seja feito
devagar e aos poucos.

Outro aspecto que é importante ressaltar é que seja perguntado ao


próprio sujeito o que ele gostaria de aprender e realizar sozinho, lembre-
se ele não é mais uma criança e tem total compreensão do que deseja ou
não realizar, torne-o participante ativo deste processo!
CHECKLIST

3-Rotina visual / Atividades cotidianas:

As atividades cotidianas que fazem parte da rotina do sujeito é a primeira


etapa da escolha das habilidades que serão trabalhadas.

Podemos iniciar com apoio da ROTINA VISUAL o que vai garantir que a
pessoa consiga visualizar o que deverá ser feito e em qual momento do
dia estas atividades serão realizadas.

Esta rotina pode ser realizada com fotografias da própria pessoa


realizando as ações, ou até mesmo fotos retiradas da internet (tudo vai
depender do perfil e da compreensão de cada indivíduo).

Aos que já conseguem ler a rotina pode ser apenas escrita, com o nome
das tarefas do dia, como nos modelos a seguir:
DEFININDO AS TAREFAS

Esta definição pode começar com tarefas fáceis e ir aumentando o grau


de complexididade conforme o sujeito conseguir avançar e ir adquirindo
autonomia, É EXTREMAMENTE IMPORTANTE que se a pessoa ainda
não realiza estas atividades que o mediador (aquele que vai ensinar) dê
modelo e também ofereça apoio segurando nas mãos e realizando os
movimentos junto com o sujeito, para que assim ele possa aprender.
Segue algumas dicas de atividades que você pode utilizar na rotina do
seu filho:

Escovar os dentes e tomar banho inicialmente assistido, ensinando o


passo a passo para estas ações, e aos poucos ir retirando os apoios;

Arrumar a cama, colocar fronha no travesseiro,dobrar o cobertor.

Arrumar a cama quando for dormir, retirar a colcha, organizar o


cobertor;

Guardar seus pertences: roupa passada, organizar em suas gavetas,


guardar sapatos, brinquedos, objetos;

Escolher a roupa que quer vestir, inicialmente a família pode


oferecer de duas a três looks para escolha caso a pessoa não consiga
ainda escolher sozinha, e aos poucos ir diminuindo este tipo de
apoio;

Organizar a mesa do almoço, jantar, colocar os talheres, os pratos,


retirar após finalizar as refeições;

Ir a supermercados e padarias (inicialmente assistido) e deixar que


peça os itens da lista, que realize o pagamento;
DEFININDO AS TAREFAS

Ao sair, permitir que a pessoa escolha onde quer passear, fale quais
são seus gostos e preferências, assim também desenvolvendo
aspectos relacionados a sua autonomia e auto estima.

Permitir que tenha contato com amigos e que possam passar


momentos juntos, em grupo com seus pares;

Estas são apenas algumas dicas para que você possa trabalhar em casa a
autonomia do seu filho, para que ele possa se desenvolver e ser capaz de
fazer escolhas, realizar atividades e ter uma vida autônoma e feliz!

Você também pode gostar