Você está na página 1de 8

Contrato de Prestação de Serviços

ENTRE:

construtora, ORGANIZAÇÕES ADRIANO ALBERTO com sede em luanda, na rua


comandante Gika, nº 261, D-B, neste acto, legitimamente representada por Rubens
Claudio de Oliveira Neto, na qualidade de Recon - Responsavel de Contrato, (adiante
designada simplismente por "CONTRATANTE"); e

, possuidora do NIF: 2402170948, com sede em Luanda, na rua Camama, Bairro de


Simione Mucune, neste acto, legitimamente representada por Adriano Alberto, na
qualidade de director, (adiante designado por "SUBEMPREITEIRO" OU
"CONTRATADO").

AJUSTAM as Partes Celebrar o presente Contrato de Prestação de Serviços (adiante


também designdo por "Contrato"), na forma das cláusulas adiante ajustadas, às quais se
obrigam a qualquer título:

Clausula PRIMEIRA - DO OBJECTO DO CONTRATO

1. O presente contrato tem por objecto a execução, pela CONTRATADA, dos


serviços adiante designados, conforme a proposta em anexo S/Nº, datada de
setembro de 2013, documento que passa a fazer parte de direito, nomeadamente:
 Aplicação de Betão de limpeza;
 Aplicação de Betão estrutural (Aplicação de Concreto e forma);
 Aplicação de Betão para envelopamento;
 Assentamento de tubo DN=1000 mm;
 aplicação de Chapas de vedação;
 Aplicação de Alvenaria de pedra; e
 Serviços diversos no Estaleiro.

2. Os serviços serão objecto do presente contrato e serão executados em Luanda.


3. A CONTRATADA prestará os Serviços actuando de forma independente e
poderá executá-los por seus próprios meios ou pela subcontratação de terceiros,
com anuência expressa da CONTRATANTE, exercendo pleno controlo
operacional das actividades a serem desenvolvidas e cumprirá com todas as
determinações legais nas questões laborais relativas aos seus trabalhadores.
4. Os Serviços serão prestados por uma equipa disponibilizada pela
CONTRATADA para o efeito, constituída por técnicos especializados nas suas
respectivas áreas de actuação.
5. A equipa, a que se refere o número anterior, será disponibilizada pela
CONTRATADA segundo sua conveniência, critério e de acordo com os planos
de trabalho acordados com a CONTRATANTE.

CLÁUSULA SEGUNDA - DO PRAZO

1. Os Serviços da Subempreitada terão a duração de 1(Um) ano, com início no dia


10 de setembro de 2013, e termina no dia 09 de setembro de 2022.
2. A CONTRATADA obriga-se a tornar todas as providências necessárias para
evitar de forma a não comprometer prazos parcelares e/ou prazo final, nos
termos do presente contrato.

CLÁUSULA TERCEIRA - DO PREÇO DOS SERVIÇOS

1. O valor total estimado dos serviços objecto do presente contrato é de USD


90.760,00 (Noventa Mil e Setecentos e sessenta Dólares Norte-americanos),
sendo que, os preços unitários dos Serviços serão as constantes no quadro de
quantidades e preços, na proposta em anexo, estando compreendidas todas as
despesas, que directa ou indirectamente, decorram do cumprimento do
Contrato, bem como eventuais reajustes, designadamente:

PREÇO UNIT.
ITEM DESCRIÇÃO UND.
(USD)
PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
1 Aplicação de Betão de limpeza M3 4.000,00
Aplicação de Betão estrutural
2 M3 50.760,00
(Aplicação de Concreto e Forma)
3 Aplicação de Betão para envolvimento M3 8.000,00
4 Assentamento de tubo DN= 1000 mm M3 10.000,00
5 Aplicação de Chapas de Vedação M3 2.500,00
6 Aplicação de Alvenaria de pedra M3 5.500,00
7 Serviços diversos Estaleiro M3 10.000,00

2. Está incluso, no preço do presente contrato de prestação de serviços, a limpeza


da área de trabalho após conclusão dos serviços.

CLÁUSULA QUARTA - DAS MEDIÇÕES E PAGAMENTO

1. O pagamento será efectuado mensalmente, através da medição aprovada pela


Contratante até 15(quinze) dias da apresentação da fatura.
2. As medições compreenderão os serviços efectivamente realizados e aprovados
no período abrangido pela mesma, e serão feitas quinzenalmente.
3. O pagamento será realizado via transferência bancaria para a conta bancária a
ser indicada pela CONTRATADA.
4. Será deduzido o pagamento da medição, o material fornecido pela
CONTRATANTE que sejam de obrigação da CONTRATADA.
CLÁUSULA QUINTA - DA GARANTIA DE EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS

1. Obriga-se a CONTRATADA, durante o prazo de execução e de garantia da


obra, a reparar qualquer parte da obra e/ou Serviços, e a substituir quaisquer
materiais que vierem a apresentar defeitos e/ou imperfeições.
2. Decorridas 48(Quarenta e oito) horas após a solicitação acima e não tendo a
CONTRATADA tomado as providências necessárias, a CONTRATANTE
poderá por si, ou por terceiros, efectuar as correções devidas, cobrando da
CONTRATADA, que se obriga a pagar as despesas daí decorrentes.

CLÁUSULA SEXTA - DA CESSÃO DO CONTRATO

A CONTRATADA não poderá ceder ou transferir, no todo ou em parte, o presente


Contrato ou os serviços dele decorrente, sem prévia e expressa autorização da
CONTRATANTE.

CLÁUSULA SETIMA - DA RESCISÃO

1. O presente Contrato rescindir-se-á de pleno direito, se qualquer das Partes


contratantes não cumprir as obrigações assumidas, sujeitando-se a parte em
incumprimento no pagamento das perdas e danos a que der causa.
2. São ainda causa para RESCISÃO do Contrato:
a) Cessação, paralisação ou suspensão das obras, por qualquer motivo,
determinada por qualquer autoridade competente. Nesses casos, a
CONTRATANTE pagará à CONTRATADA, apenas o preço dos
Serviços até então realizados, não cabendo a este último pleitear
qualquer pagamento ou indeminização;
b) A má ou deficiente execução dos Serviços, atrasos ou desconformidade,
da obra com o cronograma ou especificações, apuradas pela fiscalização
ou pelo Gerente de Contratos da CONTRATANTE; e
c) Liquidação amigável ou judicial ou falência da CONTRATADA,
independente de estar em trânsito ou julgamento da decisão respectiva.
3. Na ocorrência da hipótese prevista nos itens "b" ou "c" acima, a
CONTRATANTE poderá, a seu exclusivo critério, optar pelo prosseguimento
do Contrato, ficando a CONTRATADA, nesta hipótese, responsável pelo
pagamento da multa prevista no item 1 desta cláusula, alem das perdas e danos a
que tiver dado causa.
4. Na ocorrência da hipótese de sub-rogação das obrigações pela CONTRATADA,
o presente Contrato poderá prosseguir ou ser rescindido, a critério exclusivo da
CONTRATANTE.

CLÁUSULA OITAVA - DA FORÇA MAIOR

1. Não será tido como incumprimento contratual, a impossibilidade de um dos


contratantes realizar a prestação a que está obrigado, em resultado da
ocorrência de motivos de força maior.
2. Para efeito do número anterior serão tidas como de força maior todas as
circunstâncias anómalas e não previsíveis que ocorram independentemente da
vontade dos Contratantes ou os impossibilitem de cumprir com as obrigações
decorrentes de contrato.
3. Consideram-se de força maior, entre outros similares, as greves gerais, as
catástrofes naturais, as epidemias, fogo, as guerras declaradas ou não, os
distúrbios, as greves, os embargos ou actos de sabotagem ás instalações dos
contratantes ou local de obra.
4. A validade do presente Contrato de prestação de serviços poderá ser suspensa
se os motivos de força maior subsistirem por mais de 30(trinta) dias, que
deverá ser comunicado ao outro contraente, por aquele que houver sido
afectado por tais circunstâncias.
5. Em qualquer caso, o contraente afectado deverá desenvolver todas as acções
que se mostrem adequadas á retoma de execução do presente contrato no caso
de ter sido suspenso.

CLÁUSULA NONA - DAS CONDIÇÕES ESPECIAIS

1. Os materiais, equipamentos e mão-de-obra nas quantidades necessárias à


perfeita execução dos serviços são de responsabilidade da CONTRATADA e
estão incluídos nos preços unitários dos Serviços ora contratados.
2. A CONTRATANTE não responderá solidariamente ou subsidiariamente por
quaisquer pagamentos devido a terceiros decorrentes de fornecimento de
materiais, mão-de-obra ou quaisquer serviços aplicados na execução do presente
Contrato pela CONTRATADA.
3. Em caso de necessidade da execução de Serviços não previstos neste Contrato, a
CONTRATADA deverá apresentar à CONTRATANTE a composição do preço
dos Serviços que será objecto de análise e em caso de aceite será feita uma
adenda contratual.

CLÁUSULA DECIMA - DA FISCALIZAÇÃO DA OBRA

1. O acompanhante dos serviços será feito pela CONTRATANTE, por si ou


através de um fiscal e ou de agentes a nomear por este, ao seu critério, a
comunicar oportunamente à CONTRATADA.
2. Fica desde já vedada a CONTRATADA interpelar o Fiscal da Obra ou o dono
da Obra, sem a prévia autorização da CONTRATANTE, sob pena deste acto
gerar um recibo, justa causa do presente Contrato, exonerando-se a Contratante
de qualquer indeminização.

CLÁUSULA DECIMA PRIMEIRA - DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES

1. SEM QUALQUER PREJUIZO ÀS DEMAIS OBRIGAÇÕES


ESPECIFICADAS NESTE CONTRATO, A CONTRATANTE compromete-se,
cumulativamente, a:
a) Efectuar o pagamento tempestivo e nas condições contratuais;
b) Cumprir as suas obrigações de forma a permitir à CONTRATADA
respeitar o cronograma de trabalho acordado;
c) avaliar o desempenho da CONTRATADA nos Serviços desenvolvidos;
d) propiciar condições de trabalho e acesso às suas instalações pelos
representantes designados pela CONTRATADA, bem como fornecer
todos os dados, documentos e informações que sejam necessários ao bom
desempenho dos Serviços pela CONTRATADA; e
e) Fornecer à CONTRATADA as diretrizes empresariais perseguidas para a
adequação das estratégias de execução do objecto deste Contrato.
2. por sua vez, sem qualquer prejuízo às demais obrigações especificadas neste
contrato, a CONTRATADA compromete-se, cumulativamente, a:
a) Cumprir integralmente este Contrato, inclusive seus anexos e adendas,
se houver, responsabilizando-se administrativa e tecnicamente pela
direcção, supervisão, planeamento, cumprimento dos prazos e pela
execução, dentro da qualidade especificada, de quaisquer dos Serviços
aqui contratadas;
b) Adquirir, por sua conta e risco, no mercado local ou a importar, os
materiais e os equipamentos a integrar na execução dos Serviços,
objecto do presente Contrato;
c) Suportar, por sua conta e risco, as despesas com transporte, hospedagem,
assistência médica e pronto-socorro, que forem devidas ao seu pessoal;
d) cumprir os Serviços acordados, obedecendo as normas técnicas e se
segurança;
e) Responsabiliza-se pelo pagamento dos salários e encargos de todos os
seus trabalhadores, seja nacional, seja exportado;
f) Executar a prestação dos Serviço com zelo e diligência;
g) respeitar e fazer com que seus trabalhadores respeitem a legislação
vigente, especialmente trabalhista, fiscal e previdenciária, arcando com
todos os custos relativos à remuneração, tributos e contribuições
decorrentes da execução dos serviços ora contratados, respondendo
exclusivamente perante seus empregados e os órgãos de fiscalização;
h) Executar os serviços contratados de acordo com as normas de segurança,
higiene e medicina do trabalho, sendo a única responsável, civil,
previdenciária e penalmente, pelos acidentes de trabalho ocorridos com
os seus empregados;
i) Colocar a CONTRATANTE, através de sua directoria e órgão de
administração, em tempo hábil, a par da matéria que requeira sua
actuação;
j) Responsabilizar-se, única e exclusivamente, pelo preenchimento do
quadro de trabalhadores alocados, pela CONTRATADA, para execução
dos Serviços;
k) Não divulgar, tampouco fornecer á terceiros, sob as penas da lei,
documentos, dados e informações referentes á tecnologia e aos serviços
realizados, nem os que lhe forem transmitidos, por escrito ou
verbalmente, pela Contratante;
l) Responder por qualquer dano material ou pessoal, incluindo, mas não se
limitando, a quaisquer danos ou prejuízos por negligência ou
inobservância de normas técnicas compatíveis com a execução dos
Serviços, que venha a ser causado à CONTRATANTE, seus directores,
representantes, trabalhadores e terceiros, durante a execução dos
Serviços, ou ligados directa ou indirectamente aos Serviços, a isentar aa
CONTRATANTE de todo e qualquer responsabilidade em relação aos
mesmos; e
m) Comparecer a todos e quaisquer reuniões de produção para as quais seja
convocado pela CONTRATANTE e a executar os trabalhos de acordo
com o planeamento e indicações que lhe forem transmitidas.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA - DAS INCIDÊNCIAS FISCAIS

1. Todos os tributos, devidos ou que vierem a sê-lo em decorrência do presente


contrato, correrão exclusivamente por conta da CONTRATADA, a qual também
se responsabiliza pelo fiel cumprimento de todas as obrigações e formalidades
legais, perante as autoridades competentes, não só quanto ao pagamento destes
tributos como também pelo correcto enquadramento fiscal de suas actividades.
2. Em decorrência do disposto no número anterior, os valores devidos à
CONTRATADA estarão sujeitos à dedução de 3,5%(três virgula cinco por
cento), por parte da CONTRATANTE, a título e retenção do tributo angolano
denominado Imposto Industrial.
3. O pagamento do Imposto de selo nos termos do Decreto Legislativo Presidencial
nº 6/11 de 30 de dezembro, que for devido pela celebração do presente Contrato,
será da inteira responsabilidade da CONTRATADA.

CLAUSULA DÉCIMA TERCEIRA - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS

1. Os termos do presente Contrato representam o fiel e completo ajuste entre as


Partes, prevalecendo sobre quaisquer entendimentos, formais ou informais,
anteriores.
2. As Partes declaram que não possuem qualquer outro contrato ou proposta
concreta, anterior à data da formalização deste instrumento, que determine
conflito de interesses com as obrigações assumidas no presente Contrato.
3. Quaisquer notificações, comunicações, renúncias a direitos ou autorizações
relacionadas a este Contrato devem ser feitas por escrito, através de carta ou
meio electrónico, e só serão consideradas recebidas pelo destinatário mediante
confirmação do mesmo ou através de comprovante de entrega (no caso de carta
registada ou envio mediante protocolo), devendo ser sempre enviadas aos
endereços constantes do preâmbulo deste instrumento, ou a qualquer outro
endereço, desde que previamente indicado por escrito pelas Partes.
4. Quaisquer alterações, modificações, emendas ou supressões no texto deste
Contrato somente terão validade se forem feitos por escrito e firmados por todas
as Partes.
5. A nulidade ou anulação parcial não determina a invalidade de todo negócio,
salvo quando se mostra que este não teria sido concluído sem a parte viciada.
6. Nenhuma tolerância de qualquer das Partes no cumprimento pela outra Parte de
qualquer dos termos e condições deste Contrato ou à concessão de prazo
implicará renúncia ao direito de seu exercício ou irá prejudicar, afectar ou
restringir os direitos da respectiva parte previstos neste Contrato.
7. O não exercício por qualquer das Partes, em qualquer caso específico, de
quaisquer direitos que lhe sejam assegurados nos termos do presente Contrato,
ou que lhe sejam conferidos por lei, ou a não aplicação de quaisquer multas
neles previstas, não importará renúncia ao exercício futuro de tais direitos, em
quaisquer circunstâncias, ou em renúncia à aplicação futura de tais multas, nem
constituirá precedente no caso de reivindicações futuras relativas ao
cumprimento dos termos do presente Contrato.

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - DA LEI APLICÁVEL

As Partes adoptarão a legislação angolana para dirimir quaisquer questões oriundas do


presente Contrato.

CLÁUSULA DÉCIMA QUINTA - DO FORO

1. Todos os impasses, questões controvertidas, diferendos, disputas ou litígios


decorrentes da interpretação e aplicação das cláusulas deste Contrato serão
resolvidos, de forma amigável, entre as partes.
2. Esgotada a tentativa de resolução amigável sem que as Partes tenham
conseguido alcançar o desejável consenso no prazo de 30(Trinta) dias, fica eleito
o Tribunal Provincial de Luanda, com expressa renuncia a qualquer outro, por
mais privilegiado que seja para dirimir quaisquer questões decorrentes do
presente contrato.

E por estarem assim, justos e acordados, as partes assinam o presente Contrato em


2(duas) vias de igual teor e forma para o mesmo fim de direito.

Luanda, aos 10 de setembro de 2013.

PELA CONTRATANTE: _________________________________

(Rubens Cláudio de Oliveira Neto)


CONSTRUTORA QUEIROZ GALVÃO S.A
(Sucursal Angola)
PELA CONTRATADA: _________________________________

(Adriano Alberto)
ORGANIZAÇÕES ADRIANO ALBERTO

Você também pode gostar