Você está na página 1de 31

CrossFit:

Aspectos fisiológicos
Profa. Ms. Gisele Ferreira Machado
O que é o CrossFit? criado em 2000
pelo ex-ginasta Greg Glassman
É um treinamento que une levantamento de
peso olímpico, ginástica, atletismo e outras
modalidades em atividades de alta intensidade.

Criado por Greg Glassman, é uma marca registrada


internacionalmente pela CrossFit Inc., empresa norte-americana
responsável por criar o método de treinamento que virou febre em todo o
mundo por abordar diversas capacidades do corpo humano.

Constantemente variado e em alta intensidade,


o crossfit explora dez capacidades do corpo
humano: resistência cardiorrespiratória, resistência
muscular, força muscular, flexibilidade, potência,
velocidade, coordenação, agilidade, equilíbrio e
precisão.
Se identicó 18 estudios potenciales en los años 2016 a 2019.
Objetvo do estudo: Determinar qual o objeto de estudo e faixa
etária que foram usados nas pesquisas sobre o CroosFit na base de dados
do PubMed nos anos de 2016-2019.

Objeto de Estudo Faixas etárias


lesões esportvas (7)
suplementação (5) variam de 13 a 74 anos.
autopercepção psicologia (3) menores de 17 anos (3)
desempenho fsico (2) entre 18 e 53 anos (12)
maiores de 53 anos (3)
Treino Intermitente
O CrossFit é uma modalidade de treinamento
intermitente de alta intensidade na qual
tem aumentado signifcatvamente o número de
adeptos e pratcantes.

PRODUÇÃO DE ENERGIA
VIA METABÓLICA ANAERÓBIA

ESTÍMULOS
DE ALTA INTENSIDADE
CURTA DURAÇÃO
PAUSAS LIMITADAS
FORÇA SUBMÁXIMA a MÁXIMA
variedade de movimentos
Treino Intermitente
O CrossFit é uma modalidade de treinamento
intermitente de alta intensidade na qual
tem aumentado signifcatvamente o número de
adeptos e pratcantes.

Definição idasi i9 ivarniçvenisi ide iuma isiesisião


Treino de Alta Intensidade
O CrossFit é uma modalidade de treinamento
intermitente de alta intensidade na qual tem
aumentado signiicatvamente o número
de adeptos e pratcantes.
TODO O TREINAMENTO DEVE Sexo
Idade
RESPEITAR O PRINCÍPIO DA Condicionamento
Biotpo
INDIVIDUALIDADE BIOLÓGICA. Limitações

A manipulação das variáveis de


volume e intensidade deve ser planejada
para permitr que o organismo possa se adaptar à carga
de trabalho e, desse modo, gerar adaptação,
proporcionando um aumento progressivo da
condição fsica de acordo com os objetvos.
Treino de Alta Intensidade
Componentes da Sobrecarga
Parâmetros de Desempenho
Metabolismo
Durante o treinamento é comum observar:
 uma grande liberação de lactato;

variações nas concentrações musculares de ATP e PCr.

ESFORÇO MÁXIMO
[ ] ATP

RECUPERAÇÃO
Entre 2’ a 5’ RESSÍNTESE DE ATP
Estímulos inferiores a 1’
Metabolismo
Metabolismo
Metabolismo

Metabolismo
anaeróbico
Metabolismo
Com o prolongamento dos estmulos...

ESFORÇO
Glicólise
A partir de 5’
Estímulos máximos

PRODUÇÃO DE
ENERGIA A PARTIR
DA GLICÓLISE
 Redução da produção de energia
 Redução da velocidade de movimento
 Redução da carga de trabalho
Metabolismo
Condicionamento
Se dá de forma mais rápida, pois a
execução dos movimentos com máxima
intensidade de maneira sustentada e
repetda gera uma melhor resposta da
força muscular, do V02 máx e
limiar de lactato.
V02 máx quanto maior a massa
Músculos capacidade
muscular, maior a
de VO2

Gordura Corporal quanto menos gordura


corporal, maior o VO2

Condicionamento Físico Adaptações


fisiológicas
Condicionamento
força muscular
A razão para o CrossFit ser tão efciente é que ele é
programado para atvar todas esses três tpos de fbras
musculares.
Condicionamento
força muscular
Por exemplo, um programa de treino padrão para 12
semanas consistrá em uma combinação de eventos
de distância/resistência, eventos cronometrados e
eventos de LPO (levantamento de peso olímpico).

Os eventos de corrida e de resistência trabalham as
ibras de tpo I e melhoram a efciência metabólica.
 Os eventos cronometrados ou em rounds trabalham
as ibras de tpo IIa, utlizando-se decargas médias
em um período de tempo pré-estabelecido.

 Já as performances dos eventos de LPO trabalham as


ibras de tpo IIx, por utlizar de cargas extrema-
mente pesadas para um curto espaço de tempo.
Emagrecimento
Resistência a fadiga mitocôndrias
Emagrecimento


EPOC – excesso de consumo de 02 pós exercício

Melhora do condicionamento fsico
 Aumento da massa muscular
 Restauração do organismo
Metanálise é a análise estatística de resultados de
diferentes estudos individuais, com o objetivo de integrá-
los, combinando e resumindo seus resultados.

Melhora na aptdão cardiorrespiratória maior (~2x) do que MICE


Melhora no volume de ejeção do ventrículo esquerdo
revisao de literatura
Pubmed/Medline, Scielo, HighWire, Google Scholar
portugues e ingles. Sem limite de datas
O objetvo da presente revisao e apresentar os
diferentes estudos que fzeram uso desta estrategia
e seus principais achados, com foco na aplicacao do
exercicio intermitente de alta intensidade.
11 artgos que avaliaram efeitos agudos
16 que mensuraram efeitos crônicos
revisao de literatura
Somente artgos com no máximo 10 anos de
publicação, disponíveis de forma completa, em
português, inglês e espanhol foram analisados.

O objetvo desse estudo foi revisar os aspectos


do treinamento intervalado que auxiliam no controle
da obesidade.
mostrou melhoras nas variáveis
estudadas, como aumento do VO2máx,
redução da gordura corporal, aumento da
sensibilidade da insulina, aumento da
concentração de GLUT-4 e aumento da
capacidade cardiorrespiratória.
AMPK, iGLUT4 ie icaptação ide iglnicosie i
A i fosifornilação i da i acetllCoA i carboxnilasie i (ACC), i eiznima i
nimportaite iia isiíitesie ide içcnidosi igraxosi ie ida iTBC1D1 iem iresiposita ià i
AMPK ié imanior iiasi ifbrasi ido itpo iII icomparada iao itpo iI i(Krnisiteisiei iet
al., i 2015), i o i que i poteicnialniza i o i traisiporte i de i çcnidosi i graxosi i para i a i
mnitocôidrnia ipela iCPT1 ie ia itraisilocação ide iGLUT4 ipara ia imembraia, i
aumeitaido i a i captação i de i glnicosie i a i partr i de i siniialnização i
niidepeideite ide iniisiulniia.
AMPK ie iresisiíitesie ide iglnicogêinio
A i AMPK, i uma i dasi i resipoisiçvenisi i pela i niinibnição i da i resisiíitesie i de i
glnicogêinio i duraite i uma i siesisião i de i exercícniosi, i parece i modular i de i
maienira i manisi i braida i a i Glnicogêinio i Sniitasie i em i fbrasi i do i tpo i II, i
siugerniido i um i mecainisimo i que i posisinibnilnite i uma i rçpnida i recuperação i
dosi i esitoquesi i de i glnicogêinio, i prniicnipalmeite i ia i prnimenira i fasie, i oide i
ião i hç i siniialnização i de i niisiulniia. i Além i de i aumeitar i osi i esitoquesi i de i
glnicogêinio iniitramusicular.
manior iatvação ida iAMPK inimedniatameite iapósi io iexercícnio
o iaumeito ida iutlnização ida ivnia iglnicolítca, ievnideicniado i
pela idepleção idosi iesitoquesi ide iglnicogêinio, ilevarnia ia i
aumeito ida iatvnidade ida iSIRT1 ie ipor icoisiequêicnia, ida i
PGCl1α.
Asi iresipositasi iagudasi ido imetabolnisimo ieiergétco iapósi iuma i
siesisião ide iHIIT iesitão iasisiocniadasi iprniicnipalmeite ia ifbrasi ido itpo iII, ijç i
que i esitasi i sião i majornitarniameite i recrutadasi i iesite i tpo i de i exercícnio i
devnido ià isiua iniiteisinidade i(Fnigura i2). iA ifosifornilação ida iAMPK iem isieu i
siíto i promotor, i em i resiposita i ao i aumeito i da i razão i AMPAATP, i
promove i a i fosifornilação i de i dniversiasi i proteíiasi i alvo i que i terão i como i
fm io iaumeito ida icaptação ide iglnicosie i(TBC1D1/1TBC1D4/1pC83 iMAPK).

Fibras do Tipo II
Esiquema inilusitratvo ida icasicata ide isiniialnização iio imúsiculo iesiquelétco
Grçfco, ià iesiquerda, isinisitematza ia imelhora ido idesiempeiho ifsinico i
à i partr i dasi i resipositasi i agudasi i do i exercícnio, i que i levam i asi i adaptaçõesi i
crôinicasi iio iRNAm, icoiteúdo iproténico ie ifuição ieiznimçtca; iCom ia iprçtca i
coisitaite i de i exercícnio i fsinico, i obsiervalsie i uma i dnimniiunição i dasi i resipositasi i
agudasi, iao ipasisio ique isie ivernifca ium iaumeito idasi iadaptaçõesi icomo imanior i
expresisião i de i RNAm i e i de i coiteúdo i proténico i de i eiznimasi i eivolvnidasi i em i
procesisiosi i metabólnicosi i e i regulatórniosi, i que i resiultam i em i melhora i do i
metabolnisimo i musicular i e, i coisiequeitemeite, i aumeito i do i desiempeiho i
fsinico. i À i dnirenita, i exemplo i de i algumasi i modnifcaçõesi i que i culmniiam i ia i
melhora ido idesiempeiho.
Asi i adaptaçõesi i ao i treniiameito i fsinico, i que i produzem i a i
melhora ido idesiempeiho, iniinicniamlsie iapósi iosi iprnimenirosi isiniianisi igeradosi i
pela i coitração i musicular, i como i aumeito i da i coiceitração i de i Ca2+ i
siarcoplasimçtco, i aumeito i da i coiceitração i de i AMP, i redução i dosi i
esitoquesi i de i creatia i fosifato i e i glnicogêinio, i aumeito i da i produção i de i
esipécniesi ireatvasi ide ioxnigêinio, ideitre ioutrosi ifatoresi. i
O i efenito i cumulatvo i de i cada i siesisião i é i resipoisiçvel i pela i
traisicrnição ido iRNAm iem iproteíiasi. iPorém, ia iproteíia iformada ipode i
varniar i em i fuição i do i esitmulo, i o i que i dnirecnioia i asi i siniialnizaçõesi i para i
vniasi i dnifereitesi. i Apósi i o i treniiameito i de i força, i por i exemplo, i hç i
aumeito i da i atvação i da i vnia i Akt/1mTOR i que i esitç i relacnioiada i asi i
proteíiasi i coitrçtenisi, i jç i o i treniiameito i INTERMITENTE i levam i ao i
aumeito i da i expresisião i de i RNAm i e i a i siíitesie i de i PGCl1α, i o i que i esitç i
asisiocniado icom io iaumeito ida ideisinidade ie iatvnidade imnitocoidrnial.
O i Treniiameito i Iitervalado i de i Alta i Iiteisinidade i
parece i sier i basitaite i promnisisior i quaido i comparado i ao i
treniiameito i coitiuo i io i que i dniz i resipenito i à i melhornia i de i
desiempeiho ie iadaptaçõesi imolecularesi. i

a isiniialnização ide iAMPK,pC83 iMAPK ie iCaMKIV i


levam iao iaumeito ide iPGC1α

a isioma idosi iesitmulosi iagudosi i


levam ia iadaptação ide iloigo iprazo
o CrossFit vem
ganhando
popularidade e
destacando-se.

Você também pode gostar