Você está na página 1de 3

1.

Abandono: Estar fisicamente sozinho, abandonado ou desamparado (por exemplo:


infância). O abandono emocional é desistir, retirar-se; abandonado emocionalmente
ou separado, sente-se que o deixaram para trás, não fisicamente, mas
emocionalmente.
2. Alegria demasiada: Alegria intensa ou euforia que é demasiadamente grande para o
corpo, causando um choque para o sistema.
3. Amargura: Decorre de uma atitude dura, desagradável ou cínica. Estar com ressentido
por experiências dolorosas ou injustas.
4. Amor não recebido: Um sentimento de amor rejeitado. Sentimento de não ser
desejado.
5. Ansiedade: Sensação de mal-estar e apreensão, um medo do desconhecido, medo de
um problema sem ser específico.
6. Autolesão: Ato de se automutilar, machucar-se a si mesmo propositalmente.
7. Baixa autoestima: Não se dar valor, sentir-se e concentrar-se em defeitos, manter um
sentimento de falta de auto respeito, e falta de autoestima.
8. Choque: A perturbação súbita ou violenta de emoções ou sentimentos.
9. Ciúmes: Ter medos duvidosos, temores de rivalidade ou infidelidade. Medo de não ser
amado ou por insegurança.
10. Conflito: É uma luta mental e emocional dentro de si mesmo, quando surge oposição
às demandas ou impulsos. Conflito externo é lutar, discordar ou ser desagradável.
11. Confusão: Desorientação, confusão mental, caos, falta de caráter, diferenças, clareza,
perplexidade, um estado mental perturbado.
12. Culpa: Considerar-se responsável pelo dano a algo ou alguém, acusado ou condenado
por qualquer coisa.
13. Culpa (Culpar): Culpar o outro é acusar ou encontrar falhas em alguém. Colocar a
responsabilidade sobre alguém ou alguma coisa para evitar assumir a
responsabilidade. Culpar a si próprio é encontrar falhas em si mesmo, o que
pode levar a sentimentos de auto abuso, depressão, etc.
14. Depressão: Um estado de tristeza, melancolia, desânimo. Emoção secundária
causada por “raiva interior” em relação a si mesmo e os sentimentos de
vergonha e culpa, etc.
15. Desamparo: Sentir-se triste e solitário por abandono, angústia ou vazio, sem
esperança.
16. Desânimo: Falta de coragem, esperança ou confiança, desencorajado. Perder a
vontade para tentar alguma coisa.
17. Desesperança: Sem esperança de que as coisas vão bem, sente-se que não há
remédio ou cura, sem possibilidade de mudança ou melhoria.
18. Desespero: Completa perda de esperança, miséria, dificuldade para ajudar ou
dar conforto.
19. Desprezo: Sem importância, valor, qualidade ou estima; não serve para nada,
inútil.
20. Desproteção: Sensível a críticas ou ego ofendido; estar na defensiva sobre as
ameaças reais ou imaginárias, físicas ou emocionais.
21. Esforço não reconhecido: Falta de reconhecimento com o próprio trabalho,
realizações, tentativas ou esforços. Um sentimento de não ser apreciado.
22. Falta de Apoio: Falta de assistência ou encorajamento por outra pessoa; não é
defendido quando a ajuda é necessária, a percepção de que a carga é muito
pesada para carregar sozinho, etc.
23. Falta de Controle: Falta de direção, de disciplina ou de liderança, sensação de
que alguém ou alguma coisa determina o seu curso.
24. Falta de Personalidade: Fraco, sem espírito, irresoluto, indeciso, com falta de
caráter. Falta de convicção.
25. Falta de Reconhecimento: Tratado com indiferença, com descuido, falta de
agradecimento pela realização de algo, ser ignorado.
26. Fardo: Emocionalmente sobrecarregado, stress extremo, sentimento de ser
dominado por uma força superior, a percepção de ter uma carga excessiva.
27. Fastídio: Cansaço, tédio, infelicidade, desilusão.
28. Fracasso: Quando não se alcança o sucesso ou realização de algo esperado ou
previsto.
29. Frustração: Estar estagnado, sem qualquer progresso, sensação de bloqueio que
impede a mudança ou de atingir um objetivo ou meta.
30. Horror: Uma forte emoção de alarme, repulsa ou raiva causada por algo terrível
ou chocante.
31. Humilhação: Perda dolorosa de orgulho, dignidade e autoestima, sentindo-se
humilhado, envergonhado.
32. Impotência: Sentir-se vítima, incapaz de ajudar a si mesmo, sem a assistência
ou proteção de outro. Pouco poder ou vontade. “Mentalidade de vítima”.
33. Indecisão: Incapacidade de tomar uma decisão, indo e voltando entre uma
opção ou outra. Desconfiança em si próprio, ou duvidar da sua capacidade de
tomar uma boa decisão.
34. Indigno: Insuficiente; abaixo da capacidade, não é digno de confiança, não
merece, não é valioso ou desejável; impróprio
35. Insegurança: Falta de confiança, é autoconsciente, tímido. Sentindo-se inseguro
em uma situação perigosa ou ridículo.
36. Insegurança Criativa: Inseguro ou desconfiado de si mesmo sobre a criação ou
desenvolvimento de qualquer coisa. Sensação de insegurança surge e bloqueia o
processo criativo.
37. Ira. Usada como cobertura ou forma de negação das emoções de dor ou medo.
38. Luxúria: Intenso desejo sexual, irresistível, paixão.
39. Medo: Emoção muito angustiante despertada pelo perigo iminente, ou dor, e a
ameaça pode ser real ou imaginária.
40. Nervosismo: Ansiedade aguda, apreensão, medo, timidez, sentir-se à beira de
um colapso nervoso.
41. Nojo: Um sentimento de repulsa, quando o bom gosto ou senso moral são
ofendidos, uma forte aversão.
42. Nostalgia: Forte desejo, anseio, saudade, dor da perda de alguém ou alguma
coisa, querer algo que não tem.
43. Obstinação: Ser difícil, duro, intransigente, não querer perdoar.
44. Ódio: Aborrecer-se, grande antipatia ou aversão. Resultado de “um amor
perdido”. Ódio de uma situação, ou pessoa.
45. Orgulho: Autoestima excessiva por mérito real ou imaginário, superioridade,
vaidade. Percepção de ser melhor do que os outros, altivez; sempre está certo;
trata os outros com desprezo.
46. Pânico: Medo repentino e avassalador que produz comportamento histérico,
sem razão. Medo com agitação, tremores e hiperventilação, sensação de morte
iminente.
47. Pavor: Medo de algo prestes a acontecer; apreensão sobre algo no futuro,
normalmente real, mas, às vezes, desconhecido.
48. Pena: Tristeza, angústia e sofrimento, mal-estar, como resultado das
dificuldades de um relacionamento.
49. Perdido: Não vê a maneira correta ou aceitável, sem direção. Emocionalmente,
refere-se a um sentimento de não ver qual é a decisão certa; incapaz de encontrar
estabilidade emocional.
50. Pesar: Dor, sofrimento, partilhar momento de perda. Relacionado a falecimento.
51. Pranto: O ato não intencional para expressar emoções fortes, resposta à dor ou
sofrimento (físico ou emocional). Expressão de impotência. Sensação física
sentida na garganta, no peito e / ou no diafragma.
52. Preocupação: Sobre as dificuldades ou problemas, desconforto ou ansiedade,
situação ou pessoa; grande preocupação com problema, ente querido, ou com
fatal.
53. Rejeição: Sentir-se negado, descartado como inútil ou com pouca importância;
indesejado, abandonado.
54. Ressentimento: Indignação ou descontentamento com alguém ou algo
considerado como a causa de uma lesão ou insulto; amargura por ter sido tratado
injustamente. Vem junto com antipatia.
55. Terror: Medo intenso forte, irresistível, medo extremo, alarme.
56. Traição: Ter a confiança quebrada, depois de ter sido abandonado ou ferido por
alguém que você confia. A nossa traição ao outro é ser infiel, não cumprir ou
manter uma promessa dada, ser desleal, violar a confiança, abandonar alguém
que confia em você. Traição a si próprio é quebrar sua integridade, agir contra a
sua moral, ao abuso do corpo ou da alma.
57. Tristeza: Infeliz, triste, afetada pela dor.
58. Tristeza Profunda: Sofrimento emocional intenso, pela perda, desastre,
desgraça, profunda aflição, dor e tristeza. Uma reação universal ao luto.
59. Vergonha: Sensação de estar errado, ter defeitos ou má reputação. Sensação de
dor de ter feito ou experimentado algo desonroso, impróprio; humilhação,
motivos de arrependimento. A menor vibração de todas as emoções.
60. Vulnerabilidade: Sentir-se suscetível a lesões, seja física ou emocional, em más
condições; instável.